Categorias
Direto da Fonte

Marcos 500 jogos: Veja um pouco da história do Santo palmeirense

Agência Palmeiras
Fábio Finelli
17/08/2010 23h37

VEJA MAIS SOBRE O SANTO ACESSANDO O SITE OFICIAL: www.palmeiras.com.br

O goleiro Marcos vai completar 500 jogos nesta quinta-feira (19), assim
que pisar no gramado do Pacaembu na partida contra o Vitória, pela Copa
Sul-Americana. O site oficial [consultar a home-page] e o
departamento de marketing do clube estarão promovendo uma série de ações
e lançamentos para comemorar a data histórica de um dos maiores
jogadores de toda a história do clube. Nesta quarta-feira (18), após o
treino que terá acesso para a imprensa a partir das 16h30, o ‘Santo’
palmeirense concederá entrevista coletiva para os jornalistas. Confira
resumidamente um pouco mais da trajetória de 18 anos de Marcos
defendendo o gol do Verdão elaborado com exclusividade pelo Site Oficial
do Palmeiras
.

Marcos 500 jogos: Sétimo atleta que mais jogou pelo
clube, vai completar 500 jogos com a camisa palmeirense (quando esteve
em campo nas 499 partidas, realizou 491 como titular e 8 como suplente).
Conquistou 244 vitórias, 133 empates e 122 derrotas. Marcos já é o 2º
goleiro que mais atuou na história alviverde, atrás apenas de Leão (617
jogos). Nesta temporada, ele jogou em 30 dos 44 jogos do time e vem
mantendo a regularidade dos últimos anos: em 2008, atuou em 61 dos 70
jogos da temporada, e em 2009, em 54 das 71 partidas.

Lista seleta dos 500 jogos: Em quase 96 anos de vida do
clube, somente mais seis jogadores atingiram ou ultrapassaram a marca
de 500 partidas: Ademir da Guia (901 jogos), Leão (617 jogos), Dudu (609
jogos), Waldemar Fiúme (601 jogos), Valdemar Carabina (584 jogos) e
Luís Pereira (568 jogos).

Marcos e o início no Verdão: Estreou pelo time sub-20
em 2 de maio de 1992, no empate em 2×2 contra o Santos, no Palestra
Itália. Em 16 de maio de 1992, faz sua primeira partida na equipe
profissional no amistoso contra a Esportiva de Guaratinguetá, na vitória
por 4×0. Em 22 de maio de 1992, sagra-se campeão dos juniores pelo
clube, na vitória de 2×1 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto. No dia 19
de maio de 1996, começa pela primeira vez uma partida como titular em
jogos oficiais, na vitória de 4×0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto,
pelo Paulistão. De quebra, defende um pênalti, o primeiro da carreira
como profissional. Em 10 de outubro de 1996, é convocado pela primeira
vez para a seleção brasileira pelo técnico Zagallo, mesmo sendo reserva
de Velloso.

São Marcos: Em 5 de maio de 1999, ‘nasce’ o São Marcos.
Brilha na vitória sobre o Corinthians, nas Quartas-de-Final da Copa
Libertadores e é eleito o melhor atleta da disputa após a conquista
sobre o Deportivo Cali-COL. Em 13 de novembro de 1999, estreia com a
camisa da seleção no empate em 0x0 com a Espanha, em Vigo. Na
Libertadores de 2000, brilha mais uma vez e defende pênalti em cobrança
do corinthiano Marcelo Carioca.

Nova Era: É titular e um dos principais destaques de
toda a Copa do Mundo de 2002, disputada no Japão/Coréia. Na conquista do
pentacampeonato contra a Alemanha, faz duas defesas milagrosas e sai
como um dos melhores em campo. Em 20 de janeiro de 2003, recusa proposta
milionária do Arsenal-ING e fica para reconduzir o Palmeiras à elite do
futebol nacional. Nos anos de 2006 e 2007, atua em apenas 26 partidas
(13 em cada um dos anos) em razão de lesões musculares, na clavícula e
no braço direito. Entre janeiro e maio de 2008, faz um trabalho especial
de preparação física é um dos mais regulares do time. Fecha o gol
contra o São Paulo e Ponte Preta, sagrando-se campeão Paulista. Em 2009,
após ótimas atuações, tem o nome cotado para voltar ao gol da seleção
brasileira.

Marcos em números: Dos 499 jogos pelo Palmeiras, as
competições que mais atuou foram: Brasileiro (178 jogos), Paulistão (129
jogos), Copa Libertadores (57 jogos) e Copa do Brasil (34 jogos).
Somada todas as disputas sul-americanas e internacionais, Marcos soma um
total de 85 partidas. É disparado o jogador da história do clube que
mais atuou partidas de Libertadores, em 57 jogos (o meia Alex, com 39
partidas, aparece em segundo) e também o que mais atuou no estádio
Palestra Itália, em 211 partidas (Ademir da Guia é o segundo, com 184).

Marcos nos pênaltis: É o goleiro em atividade no país
que mais defendeu cobranças de pênalti, 33 no total. Esse número chega a
45 se forem computados os chutes que não resultaram em gol enquanto
Marcos esteve debaixo da trave. Desde a primeira defesa, em 1996
(vitória de 4×0 sobre o Botafogo, pelo Paulistão), até a última, quando
defendeu três pênaltis contra o Atlético-GO na Copa do Brasil deste ano,
o camisa 12 é referência nesse quesito.

Marcos contra o Vitória: Apesar de ter sido lembrado
pela derrota de 7×2 contra o Vitória, pela Copa do Brasil de 2003, o
retrospecto de Marcos contra o Vitória é positivo. No total, foram 10
partidas, com 6 vitórias, 2 empates e apenas 2 derrotas, aproveitamento
de 67%.

Colaborou: Fernando Galuppo

8 respostas em “Marcos 500 jogos: Veja um pouco da história do Santo palmeirense”

quando se fala do palmeiras lembra-se do marcos e quando se fala de marcos lembra-se do palmeiras…
as historias se misturam..

“É o goleiro em atividade no país que mais defendeu cobranças de pênalti, 33 no total.”

Até me arrepiei quando li essa frase, era uma das maiores curiosidades que eu tinha relativa ao Palmeiras. Parabéns para quem fez todos estes levantamentos!

São Marcos, apenas uma frase:

“personalidade não se treina”.

só por essa frase, já diz o que ele é e representa para o torcedor palmeirense.

vida longa, São Marcos do Palestra Itália!!!

O MARCÃO é unanimidade entre os torcedores do PALMEIRAS. É admirado ate pelos adversarios e com toda razão. Dispensavel falar do atleta que é esse monstro sagrado do nosso VERDÃO.Outro ja teria deixado de jogar se tivesse que enfrentar todas as dificuldades pelas quais o SANTO passou.É o melhor goleiro de todos os tempos do futebol brasileiro, na minha opinião.Alem de exemplo como atleta ele tb o é como ser humano.O seu carater e dignidade são demonstrados a todo instante.Quem faria o que ele fez pelo PALMEIRAS?Quando passamos pelo calvario da serie B ele caminhou junto com o clube. Poderia ter ido para um time da europa engordar sua conta bancaria. Mas não o fez… honrou o manto verde com a coragem dos fortes e a dignidade dos sabios. O MARCÃO é patrimonio do PALMEIRAS “ad eternum”… Ele merece todas as homenagens possiveis e imaginaveis do clube e da torcida. E tudo que fizermos ainda sera pouco para agradecer o MARCÃO. OBRIGADO SÃO MARCOS …

O que falar desse cara? Não há palavras pra descrever o que ele significa para os palmeirenses, nem para agradecê-lo.

MARCOS VOCÊ É FODA!!!! P.Q.P.! É O MELHOR GOLEIRO DO BRASIL! MARCOS!!!

Muito obrigado pro Marcos é muito pouco.Não tenho como agradecer o bem que ele fez à minha vida.

Oberdan, Waldir, Leão, Zetti, Veloso, São Marcos, Deola etc…eh soh goleiro ruim na história do Palmeiras neh ? a inveja dos outros deve ser monstruosa…

abrax do Signorini

Os comentários estão desativados.