Categorias
Notícias

Rally dos Sertões: domingo ruim para Nobre e Palu

Depois
de quase 170 km perfeitos na etapa que ligou Dianópolis/TO a Palmas/TO,
Paulo Nobre e Luiz Palú (Link Trade) enfrentaram uma série de problemas
nos 30 km finais do trecho cronometrado que arruinaram o domingo da
dupla da equipe Palmeirinha Rally. Erro na planilha, pneu furado,
adversário que não cedeu passagem, batida em cerca e engano de
concorrente ao pedir passagem estiveram no repertório de Nobre/Palú num
curto espaço de tempo.

O primeira parte do dia foi tão favorável a dupla, que apesar de
tudo que aconteceu, eles ficaram há apenas 10 minutos do melhor tempo
dia, na 9ª colocação. Na classificação geral entre os carros. Nobre/Palú
subiram da 9ª para a 7ª colocação, um pouco mais de 55 minutos atrás
dos líderes.

“Tem dia que a noite é foda. Em uma prova de rali, você vai do céu
ao inferno num piscar de olhos. O dia hoje era muito técnico, de
navegação dificílima e bem quebradeira. Ótimo para nós que precisamos
recuperar o tempo perdido. A prova vinha perfeita até 30 km do final,
quando um erro crasso na planilha nos levou a fazer turismo ecológico na
região. Como éramos o primeiro carro, acabamos auxiliando os demais a
não cometer o mesmo equívoco. Para completar, ainda tivemos um pneu
furado e ao retornarmos apenas dois carros haviam passado. Um deles, na
ansiedade de terminar a prova, não nos deu passagem e batemos em um
mourão de cerca numa curva. Conseguimos retornar e outro competidor
certo que estava atrás de nós pedia passagem insistentemente. Ficamos
parado mais de um minuto até eles passarem e só ai eles perceberam que o
pó que eles viam não era o nosso e sim de um quadriciclo retardatário
que estava entre os dois carros. Em suma, um dia que tinha tudo para ser
perfeito foi um desastre. Coisas de rali” contou Nobre.

Amanhã (16/08) a caravana do Rally dos Sertões parte de Palmas/TO
rumo a São Feliz do Tocantins/TO. Serão 423 km cronometrados, num total
de 534 km percorridos ao longo de todo o dia numa etapa Maratona, ou
seja, no final da etapa os carros irão para um parque fechado, sem
contar com a revisão dos mecânicos das equipes de apoio.

5ª etapa – Dianópolis/TO a Palmas/TO – 201km de Especial

1º Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, 2h43min27s5

2º Mauricio Bortolanza/Gustavo Bortolanza, 2h43min33s4

3º Klever Kolberg/Flavio França, 2h44min41s8

4º Jean Azevedo/Emerson Cavassin, 2h46min36s0

5º Riamburgo Ximenez/Stanger Eler, 2h46min54s4

6º João Franciosi/Rafael Capoani, 2h47min26s3

7º Marcos Baumgart/Kleber Cincea, 2h48min35s7

8º Luiz Facco/Silvio Deusdara, 2h49min09s1

9º Paulo Nobre/Luiz Palú, 2h53min54s9

10º Christian Baumgart/Beco Andreotti, 2h54min07s8

Classificação geral dos Carros após cinco etapas

1º Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, 12h38min56s6

2º Klever Kolberg/Flavio França, 12h39min45s4

3º Riamburgo Ximenez/Stanger Eler, 12h55min46s0

4º Marcos Baumgart/Kleber Cincea, 13h00min51s9

5º Luiz Facco/Silvio Deusdara, 13h01min34s8

6º Mauricio Bortolanza/Gustavo Bortalanza, 13h30min58s9

7º Paulo Nobre/Luiz Palú, 13h34min19s5

8º João Franciosi/Rafael Capoani, 13h43min32s0

9º Sven Fischer/João Staal, 13h46min57s2

10º Christian Baumgart/Beco Andreotti, 13h52min35s8

RTF Comunicação
Crédito Foto Eliseo Miciu, Webventure