Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 12-07-2013: Empolgado com Valdivia, Leandro vê evolução do Grêmio para o Verdão ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Empolgado com Valdivia, Leandro vê evolução do Grêmio para o Verdão

Por Marcelo Hazan

Foram 63 minutos ao lado de Valdivia na goleada por 4 a 0 sobre o Oeste, no último sábado, em Presidente Prudente. Tempo suficiente para Leandro sentir a diferença do companheiro no time e se empolgar com a parceria no Palmeiras. A dupla trocou passes nas jogadas dos três primeiros gols, sendo dois marcados pelo próprio Leandro e outro por Charles – o Mago foi substituído antes do quarto gol.

O jogador de 20 anos atuou com o chileno antes da sua lesão na coxa direita, sofrida no dia 14 de março, mas à época não era protagonista do time. Agora, assumiu papel de líder do grupo. Leandro participou de oito dos 12 gols do Verdão na Série B, com três bolas na rede e cinco assistências – e ele ainda ficou fora de um jogo, suspenso. Por isso, o desejo é brilhar ainda mais ao lado de Valdivia para manter os números em alta.

– Espero poder aproveitar os passes dele e também ajudá-lo. Foi só um jogo, mas já deu para ver que ele pode ajudar o pessoal de frente a decidir. Todos ganham com o Valdivia e comigo não é diferente. Sei que é difícil manter essa média, mas espero continuar assim. É sempre bom dar passes aos companheiros e fazer gols – diz Leandro.

Posso dizer que estou melhor do que quando saí do Grêmio. Tenho jogado sempre, estou confiante, os gols estão aparecendo e o time está bem”

Sem espaço no Grêmio, clube que o emprestou ao Palmeiras até o fim do ano, em negociação envolvendo Barcos, Vilson, Rondinelli e Léo Gago, Leandro deu um salto na carreira. Enquanto não teve chances diante da concorrência de Vargas, Kleber e Welliton no ataque do time gaúcho, virou titular no Verdão. Antes reserva, ele reconhece a evolução com a transferência ao time do técnico Gilson Kleina. 

– Posso dizer que estou melhor do que quando saí do Grêmio. Tenho jogado sempre, estou confiante, os gols estão aparecendo e o time está bem. Isso ajuda o jogador a evoluir. Também tenho ganhado mais maturidade e a rápida adaptação me ajudou. Mas sei que ainda preciso melhorar e tenho treinado para isso – afirma.

Diante do ABC, nessa sexta-feira, às 21h, no Pacaembu, pela oitava rodada do Brasileirão da Série B, Leandro está confirmado como titular e poderá novamente dar outra demonstração de seu protagonismo no Verdão.

Veja a participação de Leandro nos gols do Palmeiras na Série B:

Palmeiras 1 x 0 Atlético-GO – sem participação

ASA 0 x 3 Palmeiras – três assistências

Palmeiras 0 x 1 América-MG

Palmeiras 2 x 1 Avaí – um gol e uma assistência

Sport 1 x 0 Palmeiras

América RN 0 x 2 Palmeiras – suspenso

Palmeiras 4 x 0 Oeste – dois gols e uma assistência

Leia aqui a matéria completa → GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Kleina completa 50 jogos, vê time em evolução e festeja volta ao Pacaembu

Por Marcelo Prado e Marcelo Hazan

O jogo desta sexta-feira, contra o ABC, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, não marca apenas o retorno do Palmeiras ao Pacaembu após quase dois meses. O duelo é bastante significativo para o técnico Gilson Kleina, que completará seu 50º jogo no comando do clube. Contratado em setembro do ano passado, o treinador já viveu grandes emoções no Verdão – não conseguiu evitar o rebaixamento no Brasileiro e foi eliminado nas oitavas de final da Libertadores. Mas hoje vive um período de calmaria, com a equipe no G-4 e ganhando vários reforços. Nos 49 jogos disputados, o time alcançou 21 vitórias, 11 empates e 17 derrotas, aproveitamento de 50,3%.

No início, o trabalho não foi nada fácil. Kleina chegou ao clube com a missão de tentar evitar o rebaixamento, o que não foi possível. Com muitas ausências por lesão e um time tecnicamente  ruim, o Palmeiras até cresceu nas mãos do treinador, mas não o suficiente para assegurar sua permanência na elite do futebol brasileiro.

O ano mudou e o técnico seguiu prestigiado mesmo com a troca de presidente. O início de 2013 foi muito conturbado, já que a comissão técnica contava com apenas 18 jogadores de linha no elenco. Kleina viu seu principal atacante, Barcos, ser negociado com o Grêmio e, pouco a pouco, o elenco começou a ser inchado. O time teve um bom desempenho na Taça Libertadores da América (chegou às oitavas de final) e hoje ocupa a terceira posição na Série B. Com a chegada de vários reforços, o Verdão hoje está muito mais qualificado. 

– Trabalhei muito em cima da oscilação da equipe e hoje estamos encaixando o time dentro do que imaginamos no futebol atual. Acho que o importante é enxergar o rumo sempre, mesmo quando os resultados ruins aparecem. Não foi fácil em alguns momentos, mas hoje o Palmeiras encaixou. Vejo um time em franco crescimento e que vai chegar a um patamar muito forte. Temos de manter o foco e seguir trabalhando. Com os objetivos cumpridos, poderei lá na frente falar o que foi o ano de 2013 para o palmeirense – afirmou o treinador.

Uma ironia: se Kleina iniciou a temporada com 18 jogadores, hoje conta com 46, o que traz dificuldade até para comandar os trabalhos no dia a dia. 

– Não é o ideal ter esse número, mas estávamos cientes disso quando os jogadores da base subiram e outros voltaram de empréstimo. Até por isso, realizei um jogo-treino na terça-feira, todos trabalharam. Estamos trabalhando para que alguns possam ir para outros times. Eles precisam jogar, não podem ficar parados. É claro que estou trabalhando mais forte com a maioria, mas não deixo de dar a atenção a todos que trabalham no mesmo horário. Esses que vão sair vão ganhar mais experiência e voltarão para tentarem ser titular aqui no futuro – disse.

O comandante palmeirense comemora bastante o fato de a equipe voltar a atuar no estádio do Pacaembu, após ter cumprido a pena da perda de quatro mandos de campo, por conta de incidentes em jogo do Brasileirão do ano passado.

– É muito legal. Na última vez que jogamos no Pacaembu, tivemos o apoio do nosso torcedor. Infelizmente não conseguimos a classificação contra o Tijuana. A nossa torcida foi o ingrediente principal para passarmos de fase na competição. Queremos que isso se repita agora na Série B. O Pacaembu é a nossa casa e é lá que criaremos nossa identidade para alcançar o objetivo principal, que é o acesso – finalizou.

Leia aqui a matéria completa → GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Kleber segue com futuro indefinido, mas deixa de treinar no Palmeiras

Por João Henrique Marques 

Já são 12 dias sem contrato com o Palmeiras, e Kleber deixou o clube de vez. O atacante parou de treinar na Academia de Futebol mesmo ainda sem ter o futuro definido. O Porto-POR, detentor dos direitos econômicos, busca vender o centroavante.

Mesmo durante o longo período de negociação entre Porto-POR, Palmeiras e Kleber, o jogador não deixou de tratar de uma tendinite no joelho direito no clube. Ele ainda compareceu para treinamento físico no começo da semana, mas nos dois últimos dias não foi mais visto no centro de treinamento.

Na semana passada, o agente do atacante, Carlos Neto, disse que oPorto-POR já tomou a decisão de vender o jogador e como não tem proposta palmeirense de permanência, ele pode atuar até em um clube da Série A do Campeonato Brasileiro. Algo que nem chegou perto de ser concretizado. 

Kleber atuou no Palmeiras por empréstimo do Porto no primeiro semestre. Só que o contrato expirou ao fim de junho. A permanência nunca foi bem vista pela diretoria, mas contava com o aval do treinador Gilson Kleina.

“Sempre fui muito sensato nas reuniões. O contrato do Kleber acabou e a diretoria disse que tentou chegar em um denominador para acertar. Aqui não desistimos de nenhum joagador. Quem não continuar, que possa trilhar o caminho em outra agremiação”, destacou Kleina.

O camisa 9 foi emprestado pelo Porto-POR em fevereiro e realizou 11 jogos pelo Palmeiras. No total, foram apenas dois gols marcados.

Leia aqui a matéria completa → UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Por Barcos, LDU se sente desrespeitada e aciona Palmeiras na Fifa

Por Bruno Ceccon e William Correia

Titular no time do técnico Renato Gaúcho, o centroavante Hernán Barcos chegou ao Grêmio no último mês de fevereiro, mas a transferência que o levou do Palmeiras para Porto Alegre ainda é motivo de irritação para a Liga Deportiva Universitária (LDU).

Dona de 30% dos direitos econômicos do jogador, a LDU considerou irregular a negociação entre Palmeiras e Grêmio. A Gazeta Esportiva.net apurou que os equatorianos apresentaram uma demanda à Fifa sobre o assunto. Procurado pela reportagem, o clube paulista alegou ainda não ter sido notificado oficialmente e, por isso, preferiu não se posicionar em relação ao caso.

O Palmeiras possuía 70% dos direitos econômicos de Barcos e, já na gestão de Paulo Nobre, vendeu 55% ao Grêmio. Segundo os equatorianos, antes de fechar o negócio, o clube brasileiro tinha obrigação por contrato de consultar a LDU, que poderia igualar a proposta dos gaúchos e ficar com o jogador.

Na época em que negociou Barcos com o Grêmio, o Palmeiras ainda devia aos equatorianos a última parcela pela compra de 70% dos direitos econômicos do jogador, no valor de US$ 750 mil. O débito, pendente desde o último dia 20 de janeiro, já foi quitado – recentemente, de acordo com a LDU.

“Só pagaram a última parcela porque foram notificados pela Fifa”, disse Esteban Paz, responsável por gerir o futebol do clube, contrariando a versão dos brasileiros. “O que mais incomoda é a falta de respeito dos dirigentes do Palmeiras ao descumprirem um convênio legalmente firmado. Dissemos que estávamos dispostos a colaborar e discutir distintas alternativas. Como não houve resposta, fomos obrigados a entrar na Fifa”, completou.

O pagamento da última parcela, no entanto, não encerra a demanda dos equatorianos na Fifa. O advogado Matias Elmo, representante do escritório sediado na Argentina a serviço da LDU, se disse impedido de fornecer maiores informações em torno da ação neste momento, mas explicou que o clube deseja ser indenizado.

“Em primeiro lugar, o Palmeiras tem que pagar a dívida de quando o jogador foi inicialmente vendido (algo já realizado). Em segundo lugar, precisa pagar pelos danos e prejuízos ocasionados pelo não cumprimento do acordo de parceria dos direitos econômicos. A demanda está tramitando na Fifa e isso é tudo que posso dizer agora”, afirmou.

Barcos deixou o Palmeiras pensando em se manter na seleção argentina para a disputa da Copa do Mundo de 2014, mas, desde então, não foi mais convocado. Após fazer sucesso em seus primeiros jogos pelo Grêmio, amargou um jejum de 70 dias (sete partidas) sem marcar gols, seca encerrada no último sábado, no empate diante do Atlético-PR, em Curitiba.

Leia aqui a matéria completa → GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras reencontra a torcida no Pacaembu diante do ABC

Por Daniel Batista

Após quase dois meses, o Palmeiras volta a jogar em São Paulo e o momento não poderia ser melhor. O time vem de uma goleada sobre o Oeste por 4 a 0, enfrenta o lanterna da Série B, ABC, conta com a vontade e inspiração de Valdivia e com o apoio da torcida, que promete comparecer em bom número no Pacaembu, a partir das 21h.

Na última vez em que atuou no estádio, dia 14 de maio, o time alviverde perdeu para o Tijuana por 2 a 1 e foi eliminado da Taça Libertadores. O time teve que fazer quatro jogos longe da capital como punição pela confusão de sua torcida com policiais no ano passado. “Temos que ter a força que mostramos na Libertadores, quando a torcida nos abraçou com toda a dificuldade que tínhamos”, disse Gilson Kleina. 

O ambiente tão favorável, como há muito tempo não acontecia, deixa Kleina ressabiado e em alerta para evitar frustrações no reencontro com a torcida. Ele vai conversar com o time antes da partida para evitar que o clima de euforia chegue ao campo. E para aproveitar o bom momento, ele resolveu manter a mesma formação do jogo passado, com Valdivia entre os titulares e Mendieta no banco.

A pressão para escalar o paraguaio que veio do Libertad é grande, mas novamente ele não sai jogando. Desta vez, além de deixar de treinar para tratar da mudança de sua família para o Brasil, ele ficou com febre. “Vamos ter calma. Na hora certa, ele entra”, avisou Kleina.

Com Márcio Araújo, Charles e Wesley no time, Valdivia terá liberdade para atacar sem ter de se preocupar tanto com a marcação. A formação propicia também maior liberdade aos laterais, já que tanto Luís Felipe quanto Juninho atacam muito melhor do que marcam. Quando subirem para jogar nas costas do retrancado time potiguar, serão protegidos por Márcio Araújo e Charles.

Foi assim que Valdivia conseguiu se destacar diante do Oeste e mostrou desenvoltura, para a alegria do treinador que admitiu sentir o chileno diferente nesta semana. “Ele está alegre para fazer futebol de forma mais natural”, contou um empolgado treinador. Durante os treinos, era clara a alegria do jogador, como se tivesse tirado um peso das costas. 

No ABC, o técnico Waldemar Lemos conta com a surpreendente volta do zagueiro Flávio Boaventura. Ele estava praticamente certo com o Náutico, mas a negociação fracassou. Ele entra no lugar de Vinícius.

O presidente Paulo Nobre resolveu entrar na negociação para contratar o lateral-direito Luis Ricardo, da Portuguesa, e ligou diretamente para Manuel da Lupa e ambos tratam sobre o negócio.

Ayrton e mais um jogador devem ir para o Canindé em troca do jogador lusitano.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luís Felipe, André Luiz, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Valdivia; Vinícius e Leandro. Técnico: Gilson Kleina


ABC: Lopes; Renato, Flávio Boaventura, Lino e Guto; Bileu, Edson, Rodrigo Santos e Tony; Erick Flores e Pingo. Técnico: Waldemar Lemos

JUIZ: Antonio Denival de Morais (PR)

LOCAL: Estádio do Pacaembu, em São Paulo

HORÁRIO: 21h
TV: Pay-per-view  

Leia aqui a matéria completa → ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE 

• Palmeiras esbanja opções contra o ABC

Gilson Kleina finalmente tem opções para escalar o Palmeiras. Depois de começar o ano com um elenco de 17 jogadores, que mal lhe dava condições para comandar coletivo entre titulares e reservas, agora ele pode ter dúvidas em todas posições.

O Palmeiras enfrenta hoje o ABC, às 21h no Pacaembu, pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Uma das dúvidas era manter André Luiz na zaga ou promover a volta de Vilson, titular até abril, quando operou o joelho. “Com isso [disputa pela vaga na zaga], podemos entender que temos qualificação no elenco, reposição à altura. O mérito desse grupo é respeitar companheiro em boa fase”, disse Kleina.

Ele confirmou que André Luiz será mantido entre os titulares. O time que começa a partida será o mesmo que goleou o Oeste por 4 a 0 no final de semana –o meia Valdivia fará a segunda partida depois de recuperado de lesões.

O elenco conta hoje com 46 jogadores — já somado o meia Patrik, que avisou ao clube que rescindiu o contrato na Coreia do Sul e volta ao time.

Se em janeiro não conseguia ter 22 jogadores para um coletivo, ontem Kleina viu seus atletas se dividindo em dois times de 15 na linha para o “rachão”, tradicional recreativo de véspera de jogos.
”Lembro que contra o Tigre, jogo que precisávamos vencer [pela primeira fase da Libertadores], perdemos 13 jogadores e quase toda a linha de ataque. Hoje, temos opções de mudar a equipe taticamente durante o jogo, o que era impossível antes.”

O time que entra em campo hoje contra o lanterna ainda não está pronto. Não é o Palmeiras dos sonhos do Kleina, admite o técnico.

Na lateral direita, por exemplo, o jovem Luís Felipe tem agradado, mas pode vir reforço. Alan Kardec deve ser o titular do ataque quando estiver bem fisicamente, e o meio de campo ainda pode ter uma formação mais ofensiva, com Wesley, Mendieta e Valdivia atuando juntos.

O Palmeiras volta a São Paulo depois de cumprir suspensão de quatro jogos fora da capital por causa da briga entre torcida e polícia ante o Botafogo, em 2012. Foram vendidos 12,8 mil ingressos.

Leia aqui a matéria completa → FOLHA ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Kleina cita estatísticas de Márcio Araújo e não tem pressa por Eguren

Titular na maioria das partidas do Palmeiras desde 2010, o volante Márcio Araújo tem sua vaga ameaçada pela chegada do uruguaio Eguren. Mas Gilson Kleina garante não ter pressa para testar o “cão de guarda”, contratado do Libertad (PAR) nesta janela de transferências.

Com 23 desarmes em seis partidas (média de 3,8 por duelo), Araújo é o segundo maior ladrão de bolas do elenco na Série B – só perde para Henrique, que soma 27 em sete jogos (média de 3,9). Pesa a favor dele também a regularidade: dificilmente se lesiona ou fica suspenso. A recente expulsão contra o Sport, depois do apito final, por reclamação, é a única em 221 jogos pelo Palmeiras.

– O Márcio tem sido um dos maiores ladrões de bola, isso é comprovado estatisticamente. Não podemos desfigurar o que está funcionando. Vou encaixar no tempo certo – disse o comandante.

Números à parte, Eguren foi contratado para ser titular. Ele se apresentou em boas condições físicas, já que estava disputando a Copa das Confederações com a seleção uruguaia, mas ainda precisa ser regularizado para estrear. A comissão técnica já decidiu testá-lo como primeiro volante, função que vem sido exercida justamente por Márcio Araújo, que não esconde sua preferência por atuar como segundo homem de meio. 

O gringo leva vantagem sobre o concorrente na estatura (1,86m contra 1,72m), fator considerado importante pelo treinador. O zagueiro Vilson, por exemplo, começou a Libertadores improvisado como titular do meio porque Kleina achava importante ter um atleta alto no setor.

Nesta sexta, às 21h, contra o ABC-RN, no Pacaembu, a formação que goleou o Oeste por 4 a 0 será repetida. No meio de campo, um trio de volantes formado por Márcio Araújo, Charles e Wesley dá sustentação a Valdivia, único armador. 

Leia aqui a matéria completa → LANCENET

•• 

BLOG DE JORGE NICOLA

• Maikon Leite vira alvo até do conselho palmeirense

Já faz tempo que o atacante Maikon Leite é perseguido pelos torcedores do Palmeiras. Nos últimos dias, o ex-jogador do Santos também virou alvo dos conselheiros palmeirenses.

Motivo: seu alto salário, de aproximadamente R$ 200 mil por mês. “E o cara sequer tem ido para o banco de reservas”, corneta um conselheiro, que promete levar o caso para discussão na próxima reunião do órgão, caso Maikon Leite ainda siga no elenco. 

O atacante acaba de voltar do Catar, depois de não se acertar com o Umm-Salal, para desespero geral no Palestra Itália. Além do “não” ao Umm-Salal, Maikon Leite já havia recusado outras quatro propostas, entre elas da Portuguesa.

Até por isso, Maikon Leite ajudou a melar a transferência de Luís Ricardo para o Palmeiras. Para piorar, o elenco alviverde conta atualmente com 46 atletas, o mais inchado do estado e um dos maiores do país.

O técnico Gilson Kleina já deixou claro que não conta com o atacante para o restante da temporada.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JORGE NICOLA

•• 

BLOG DO CLAUDIO CARSUGHI ❘ JP ONLINE

• Palmeiras começa novo campeonato

Nesta 6.a feira à noite, em Pacaembu, o Palmeiras começa um novo campeonato da Série B. Pois até agora o time alviverde atuou num estado de absoluta emergência, tentando organizar e completar seu elenco com novos jogadores, recuperar outros, e, além disso, sem poder jogar em casa.

Obrigado, qual circo mambembe, a buscar hospitalidade aqui e acolá quando o calendário o apontava como mandante e, naturalmente, atuando no reduto do adversário quando era visitante. Nestas condições, ter conseguido amealhar 15 pontos como o Joinville, ambos ficando logo atrás do líder Chapecoense, que tem 19, foi um resultado positivo.

Um resultado, ao menos na imaginação da torcida, que deve servir de ponto de partida para uma arrancada capaz de levar o Palmeiras à liderança do campeonato e não mais deixa-la até o final do torneio.

Para isso o técnico Gilson Kleina conta com um Valdivia que parece renovado, contente e, pelo que se viu no jogo frente ao Oeste, em condições de desequilibrar tecnicamente. Pois taticamente não é incumbido de voltar para marcar, tarefa esta entregue a Marcio Araujo, Charles e até Wesley, mas apenas de criar jogadas. E, quando possível, até tentar o gol.

Além disso Kleina tem agora, no banco, opções dotados de uma qualidade técnica antes inexistente, como o paraguaio Mandieta e alguns outros que estão sendo preparados para estrearem a curto prazo, o que compõe um panorama muito positivo.

Resta apenas que o elenco não se empolgue como a torcida, e cumpra sua tarefa… se o conseguir, o caminho de volta à Série A será bem agradável.

Leia aqui a matéria completa → SITE DO CLAUDIO CARSUGHI

••

BLOG DO LUÍS CARLOS QUARTAROLLO ❘ JP ONLINE

• Palmeiras deu uma “ajudinha” para o Atlético na Libertadores

O Atlético Mineiro ganhou a torcida de Gilson Kleina na final da Libertadores contra o Olimpia, do Paraguai. 

Para o técnico do Palmeiras é bom manter a hegemonia brasileira na América do Sul.

É a quarta vez consecutiva que uma brasileiro chega à final. Antes foi a vez de Internacional, Santos e Corinthians.

Atlético tem tudo para ganhar a sua primeira Libertadores e até recebeu uma “ajudinha” palmeirense na sua caminhada.

Quando o Atlético enfrentou o Tijuana, do México, nas quartas de final, membros da Comissão Técnica do Galo entraram em contato com a Comissão palmeirense que já tinha se defrontado com os mexicanos na fase anterior.

O Galo estava preocupado com o jogo no gramado sintético, que mais parece um carpete de má qualidade, no estádio Caliente, em Tijuana, onde faria o primeiro jogo.

Recebeu as informações e as usou da melhor maneira possível. Isso sim é fair play. Rivalidade à parte, é um ajudando o outro na medida do possível.

Ah, se as “doces” torcidas organizadas pensassem da mesma forma. Seria mais fácil acalmar os acirrados ânimos das arquibancadas que tantos problemas já trouxeram a tantos clubes e a tanta gente. O Palmeiras que o diga.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO LUÍS CARLOS QUARTAROLLO 

••

BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

• O Palmeiras perde dinheiro com tantos jogadores

O Palmeiras precisa resolver com urgência a quantidade de jogadores no time.

São 46 atletas à disposição do clube e do técnico Gilson Kleina.

Convenhamos, alguma coisa está errada nesta política do futebol.

Além de atrapalhar e colocar mais pressão nas costas do treinador, o clube gasta alto.

Claro, porque todos esses jogadores têm salários pagos em dia, e que não devem ser ‘coisa pouca’.

Outro dia, um dirigente me disse que nenhum garoto quer ganhar menos do que R$ 20 mil.

E como os clubes morrem de medo de perder promessas, vão pagando e subindo a folha.

E sem qualquer garantia de retorno, nem financeiro nem dentro de campo.

Estamos cansados de ver jogadores fracassarem sem dar retorno ao clube formador.

Se cada jogador que não está sendo usado ganhar R$ 30 mil, imagina quanto o Pameiras gasta?

Se a gente pegar 20 jogadores, o clube pagaria R$ 600 mil por mês.

Além de gastar essa verba, deixa de ganhar com a valorização dos meninos.

Tem então de colocar todo mundo no mercado, fazer dinheiro e reinvestir no time.

E todo mundo sabe que a condição financeira do Palmeiras ainda não é das melhores.

Vender jogador não é desvalorizar patrimônio.

E jogador que se garante não deve aceitar essa condição de só treinar e não jogar.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Na mira lusa

Artur Futre, irmão do ex-jogador Paulo Futre, está atrás do lateral-direito Weldinho, do Palmeiras. O agente português pretende colocá-lo em um grande clube de Portugal.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

• Outro lado

O grupo Fanfulla, do Palmeiras, diz que a contratação do gerente financeiro Luciano Paciello não teve influência política. Diz que Luciano passou por processo seletivo e foi contratado quando Marcelo, seu irmão não tinha assumido a liderança do grupo.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

ESTADÃO ONLINE → Leandro Amaro deixa o Avaí e retorna ao Palmeiras
 
TERRA → Palmeiras recebe o ABC na volta ao Pacaembu para pressionar os líderes
 
GLOBO ESPORTE COM → Kleina faz coro a Prass e também vê elenco do Verdão nível Série A
 
ESPN BRASIL → Palmeiras enfrenta ABC no Pacaembu, e Gilson Kleina diz: ‘Esperamos apoio da torcida na volta pra casa’
 
JP ONLINE → Valdívia terá cuidados especiais; Kleina elogia o meia: “Ele está alegre”
 
DIÁRIO DE S.PAULO → Kleina fala em usar o Mago com inteligência
 
E BAND → Na volta ao Pacaembu, Palmeiras recebe o lanterna ABC
 
E BAND → Cauteloso com Mendieta, Kleina não muda Verdão para pegar o ABC
 
AGORA SP → Verdão retorna ao Pacaembu contra o ABC
 
UOL ESPORTE → Palmeiras reencontra paz e faz estreia em casa na Série B contra o lanterna
 
IG → Por Barcos, LDU se sente desrespeitada e aciona o Palmeiras na Fifa
 
ESPN BRASIL → Por Barcos, LDU se sente desrespeitada e aciona Palmeiras na Fifa
 
TERCEIRO TEMPO → Palmeiras reencontra paz e faz estreia em casa na Série B contra o lanterna
 
TERRA → Por Barcos, LDU aponta desrespeito e aciona Palmeiras na Fifa
 
ESTADÃO ONLINE → Palmeiras encara lanterna ABC no retorno ao Pacaembu
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Verdão volta para casa e encara lanterna ABC para colar na liderança
 
GLOBO ESPORTE → De volta ao Pacaembu, Verdão quer comprovar boa fase, contra o ABC
 
IG → Palmeiras volta para casa e encara lanterna ABC para colar na liderança
 
ESPN BRASIL → Palmeiras volta para casa e encara lanterna ABC para colar na liderança
 

••

5 respostas em “Verdão na Mídia 12-07-2013: Empolgado com Valdivia, Leandro vê evolução do Grêmio para o Verdão ❘ Globo Esporte Com”

Leandro Amaro tb voltando.
Percebem como ninguém quer estes perebas que nos levaram pra série B..
Será pq (estou sem ponto de interrogação, sorry!)

“Não podemos desfigurar o que está funcionando. Vou encaixar no tempo certo”. É O FIM DO MUNDO!!!

O Palmeiras tem 46 jogadores bem melhores que esse lixo de caramujo, para serem encaixados no tempo certo! O meio é Eguren, wesley (ou qualquer outro menos o araujo), Mendieta e Valdívia. PRONTO!

Como esse GK é otário! pqp! Esse massaraujo só pode ser um boca de veludo, não é possível tanto treinador passar e o cara (que é péssimo por sinal) continuar intocável.

E esse do barcos foi mal feita ao extremo, e ainda o gremio disse que não tem nada de quinto jogador. Brunoro precisa explicar isso daí.

Queria saber o motivo de o Kleina, tendo ciência da nova norma, podendo levar para o banco 12 atletas, relaciona 19 ainda indo cortar 1 antes do jogo. Aí ficam de fora Ayrton, Ananias, Rondinelly… Até o Maikon Leite, afinal se ganha 200 pilas não faz mal ir pro estádio em vez da gandaia na sexta né?. a gente tem um elenco inchado, pode meter 12 no banco, sendo que podem ser 11 de linha e o cara economiza nisso? Se o Luis Felipe machuca ele vai improvisar o Gente Boa ou Wesley em vez de colocar alguém do setor? Pra que?

E não há nada mesmo que se salve na catastrófica doação do Barcos ao Grêmio. Como se não bastasse a ‘liquidação’ que fizeram (os 5 x1 que agora viraram 4 x 1), ainda surge a história da LDU, com o Palmeiras correndo o risco de perder mais dinheiro do que já perdeu com essa negociação. Tudo culpa do CEO, que estava preocupado em garantir ao Grêmio um reforço na Libertadores, enquanto desfalcava o time que paga o salário altíssimo dele. Não conversou com os atletas envolvidos na negociação, não viu documentação e as cláusulas que deveriam ser observadas. Mas passou rapidinho o recibo de quitação, mesmo sem ter recebido pela mercadoria. E coisas que começam mal feitas dificilmente terminam bem. Infelizmente, essa história ainda vai render muito pano pra manga. Pois é, Nobre. Poderia ter começado sua gestão bem diferente. Agora aguenta as consequências e as cornetas!!

Os comentários estão desativados.