Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 15-07-2013: Paulo Nobre não se ilude com vitórias do Palmeiras ❘ Estadão Online

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Paulo Nobre não se ilude com vitórias do Palmeiras

O presidente Paulo Nobre não se ilude com as três vitórias consecutivas obtidas pelo Palmeiras na Série B do Campeonato Brasileiro. Depois da goleada imposta sobre o lanterna ABC, por 4 a 1, sexta-feira à noite, no Pacaembu, o dirigente pediu regularidade. “Precisamos manter o mesmo ritmo em todos os jogos para alcançar um bom número de vitórias. É necessário ter uma regularidade.”

Um dos motivos pelos quais Nobre não se entusiasma tanto com a sequência de bons resultados é o fato de os adversários batidos estarem nas últimas colocações (América-RN, Oeste e ABC). Um bom desafio se apresenta para o sábado, quando o time de Palestra Itália vai enfrentar o Figueirense, em Florianópolis, quarto colocado com 16 pontos. Com a vitória de sexta-feira, o Palmeiras é o vice-líder, com 18, dois a menos que a Chapecoense.

“É muito bom ver que a equipe está ganhando corpo, entrosamento, mas não podemos nos empolgar com a situação”, disse o presidente palmeirense.

O TIME


Para a partida em Santa Catarina, o técnico Gilson Kleina não poderá contar com o zagueiro e capitão Henrique, que vai cumprir suspensão. Vilson, que retorna de artroscopia no joelho, deve entrar na equipe.

O atacante Leandro, que saiu machucado do jogo com o ABC, está recuperado das dores e vai ficar à disposição de Kleina para a importante partida.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Paulo Nobre breca euforia e pede determinação até o fim da Série B

Por Marcelo Hazan

O Palmeiras vive o momento de mais tranquilidade na temporada. Fora de campo, o técnico Gilson Kleina teve seus pedidos atendidos com as contratações de Alan Kardec, Felipe Menezes, Eguren e Mendieta. Dentro das quatro linhas, o time tem desempenho digno de empolgar o torcedor, mas não contagia o presidente Paulo Nobre.

Após três vitórias consecutivas, contra América-RN (2 a 0), Oeste (4 a 0) e ABC (4 a 1), o mandatário breca a euforia e pede vontade durante toda a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O time ocupa a vice-liderança da competição, com 18 pontos.

– O Palmeiras precisa de várias vitórias, não basta só essa. É legal ver o time mais entrosado, crescendo, mas não adianta se empolgar. Todos os jogos serão muito difíceis e teremos de jogar com essa determinação até o fim – afirma.

O bom rendimento do time em campo passa pela volta de Valdivia. Recuperado de lesão na coxa direita, o meia teve atuações de destaque contra Oeste e ABC. A nova fase do chileno rende elogios de Nobre.

– Desde o começo do ano eu falo: o Vadivia é um dos melhores jogadores do Brasil quando está motivado. E ele está motivado. Infelizmente, as contusões têm prejudicado, mas ele se dedica, vai a jogos mesmo machucado. Todos os clubes do mundo gostariam de ter esse Valdivia – diz.

Seguindo a caminhada na Série B, o Verdão tem mais uma semana cheia de treinamentos até o confronto com o Figueirense, sábado, às 16h20m, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela nona rodada da competição. A previsão é de que Valdivia jogue novamente.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Valdivia nega pensar na torcida, mas põe Palmeiras como prioridade

“Quero jogar por mim e voltar à seleção.” Com essa frase, Valdivia definiu suas prioridades em 2013 na sua primeira entrevista no ano, logo após se reapresentar das férias com quatro dias de atraso alegando fazer trabalho especial no Chile contra lesões, sem avisar o Palmeiras. Mas o discurso, agora, mudou de tom.

“A minha maior motivação é levar o Palmeiras de volta à Série A”, disse o meia, que ficou 114 dias sem atuar e voltou com duas atuações decisivas nas goleadas sobre Oeste e ABC. O próprio jogador já admitiu que um dos motivos para sua permanência no Verdão foi para atender a um pedido de Jorge Sampaoli, mas agora passa a citar o clube ao comentar a postura do técnico da seleção em ver seus jogos pessoalmente.

“Claro que sempre almejo voltar a defender a seleção, mas não adianta pensar só na seleção e esquecer o Palmeiras, por quem vai me dar essa chance de voltar à seleção é o Palmeiras. Minha maior preocupação é jogar no Palmeiras e levá-lo de volta à Série A. Como consequência, se Deus quiser, terei uma nova chance na seleção”, indicou.

Sem atuar pela seleção desde 2011, o camisa 10 espera participar do amistoso de 14 de agosto, contra o Iraque. E a própria diretoria, incluindo o presidente Paulo Nobre, admite que a vontade do jogador em estar na Copa do Mundo de 2014 é usada como motivação para ele atuar pelo clube.

Mas o chileno parece querer deixar outra impressão. “Você se consagra quando ganha algo pelo time. Apesar de tudo que foi falado, continuo no Palmeiras. E vou continuar. A minha maior felicidade será botar o Palmeiras de novo na primeira divisão, junto com o grupo”, reforçou.

Ovacionado após suas duas últimas partidas, Valdivia também tratou de evitar qualquer declaração que deixe a impressão de que seu desejo é ficar bem com os fãs. Ao ser questionado se imaginava ouvir de novo seu nome cantado intensamente por palmeirenses nas arquibancadas, o meia minimizou a ação.

“Não entro em campo pensando se a torcida vai me ovacionar, entro para ter tranquilidade e jogar bem. Como consequência disso, terei a resposta do torcedor. Em cada jogo que eu fizer, vai ser assim: entrar em campo pensando em ajudar o time e depois, se o torcedor ovaciona, só agradeço”, simplificou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Ao contrário do primeiro semestre, Kleina não tem pressa por estreias

Por Fellipe Lucena

Gilson Kleina e diretoria querem reduzir o elenco do Palmeiras, que hoje conta com mais de 40 jogadores, mas o excesso de opções tem um lado bom: diferente do primeiro semestre, a comissão técnica não precisa ter pressa com os recém-chegados. O meia Felipe Menezes e o atacante Alan Kardec, por exemplo, podem estrear sábado, contra o Figueirense, mas dificilmente começarão jogando e só serão relacionados caso se mostrem em boas condições físicas durante a semana.

– Não queremos só a estreia, mas continuidade – disse Kleina.

Como iniciou o ano com o grupo reduzido, o treinador teve de tomar algumas atitudes emergenciais. O jogo contra o Sporting Cristal (PER), pela primeira fase da Libertadores, é uma prova: Vilson, Weldinho e Marcelo Oliveira nem bem haviam sido apresentados e já estrearam, todos como titulares. 

Hoje, o comandante pode se dar ao luxo de aguardar a adaptação de Mendieta para testá-lo como titular. O meia paraguaio, reforço mais caro da gestão Paulo Nobre, entrou no fim dos dois últimos duelos. O volante uruguaio Sebastián Eguren chegou em boas condições físicas, mas precisa de até 15 dias para ser regularizado. Mesmo assim, só será escalado quando demonstrar bom entendimento do esquema nos jogos-treinos em que será testado.

– Uma coisa que não queremos é estrear jogador sem que esteja adaptado ao nosso tipo de treino e ao sistema. A gente trabalha com intensidade forte, marcação no campo adversário. Precisa adquirir isso nos treinos – concluiu Gilson Kleina.

A situação também era outra para quem voltava de lesão. Se Valdivia tem sido tratado com paciência, Kleber já foi para a fogueira. A receita é ter calma. Até aqui, os resultados estão ajudando.


QUEM FOI PARA A FOGUEIRA NO PRIMEIRO SEMESTRE:

Ayrton
- Ficou quatro meses sem jogar pelo Coritiba. Kleina, sem opção, o escalou como titular nos seis primeiros jogos do ano. Não agradou e foi sacado do time quando Weldinho chegou.



Ronny – Estreou contra o Mogi Mirim, em 10 de fevereiro, dois dias após ser apresentado. Foi usado em mais duas partidas, mas não engrenou e ficou oito jogos afastado antes de voltar.



Vilson – Já como titular, estreou contra o Sporting Cristal (PER), em 14 de fevereiro, três dias após ser apresentado – situação idêntica à de Weldinho. Emendou nove partidas seguidas até sentir a coxa direita.

Kleber – Disse que aguentava até 25 minutos, mas jogou todo o segundo tempo contra o Libertad (PAR), em 28 de fevereiro. Completou seis jogos seguidos e sentiu o joelho direito.

QUEM ESTÁ SENDO PRESERVADO AGORA:

Serginho
- Chegou do Oeste no fim de abril e só estreou em 4 de junho.

Ananias – Estreou poucos dias após chegar, contra o América-RN, mas nem tem sido relacionado após a parada. Recuperou-se de gripe e agora busca ritmo de jogo. Não há emergência.

Mendieta – Chegou na pausa da Série B e já foi utilizado em dois jogos. Kleina não tem pressa para testá-lo como titular.

Kardec e Felipe Menezes – Só serão relacionados quando estiverem 100% fisicamente.

Tiago Alves – Bem nos jogos-treinos, pode estrear sábado porque

Henrique está suspenso.

Ex-lesionados – Valdivia estava apto para retornar antes da pausa, mas foi preservado. Vilson e Patrick Vieira estão sendo reinseridos aos poucos no grupo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras planeja marcar jogos-treinos para observar Eguren

O volante uruguaio Sebastián Eguren, ex-Libertad (PAR), deve começar a ser testado pela comissão técnica do Palmeiras nesta semana. O técnico Gilson Kleina quer observá-lo em jogos-treinos na Academia de Futebol, o que também ajudaria a acelerar a adaptação enquanto o atleta não tem sua situação regularizada para jogar.

– O Sebastián precisa de uns 15 dias só de papelada. Conversamos com ele, vai fazer jogos-treinos, vamos observar – disse o comandante, que já conversou com o reforço sobre posicionamento.

– Ele jogou muito pouco de segundo volante no Libertad (PAR), um pouquinho mais no Villarreal (ESP). Por preferência, ele quer ser volante de contenção – contou Kleina.
Eguren, que vai brigar pela vaga de Márcio Araújo, ainda não fez atividades táticas com os companheiros, mas está em condições físicas melhores do que o meia Felipe Menezes e o atacante Alan Kardec, que estavam em férias antes do acerto com o Alviverde – o uruguaio, ao contrário, disputou a Copa das Confederações antes de se apresentar ao novo clube.

– O Alan e o Felipe Menezes pediram um tempo maior de lapidação, de preparação mais forte – avisou Gilson Kleina.

Depois de folga no fim de semana, o elenco palmeirense volta a trabalhar na tarde desta segunda. Ainda não está programado nenhum jogo-treino para os próximos dias. No sábado, em Florianópolis, a equipe duela com o Figueirense.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

• Vacilos da defesa ainda preocupam o Palmeiras

As duas goleadas consecutivas na Série B cessaram as críticas que eram feitas ao desempenho do ataque do Palmeiras, mas não diminuíram a preocupação do técnico Gilson Kleina com sua defesa.

Embora o time seja o menos vazado do torneio — quatro gols sofridos em oito jogos disputados–, o treinador quer corrigir falhas de posicionamento e evitar novos vacilos de seus defensores.

Na vitória por 4 a 1 sobre o ABC-RN, na última sexta, Henrique e André Luiz tiveram algumas dificuldades mesmo diante diante do frágil ataque potiguar, que só não fez mais gols graças à boa atuação do arqueiro Fernando Prass, autor de quatro defesas, duas deles difíceis.

“Nosso sistema defensivo sofre um pouquinho pela estatura. Ficou com muita movimentação e muita velocidade, mas perdeu estatura”, disse Kleina, referindo-se aos volantes Márcio Araújo (1,72 m) e Charles (1,75 m).

Não é por menos que ele aguarda a possibilidade de escalar o reforço Eguren (1,86 m) como primeiro volante, na vaga de Araújo. Mas isso só ocorrerá em duas semanas, pois o uruguaio tem pendências burocráticas a resolver.

Para o duelo com o Figueirense, no próximo sábado, o time perdeu o zagueiro Henrique, suspenso pelo terceiro amarelo. Vilson, que se recuperou de lesão, deve voltar à equipe. E Tiago Alves, ex-Mogi Mirim, deve ser relacionado e pode até estrear na equipe na vaga de André Luiz, que não vem atuando bem.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

••

BLOG DO FABIO SALGUEIRO

• Blog Salgueiro FC fez um tour pela nova arena do Palmeiras

O Blog Salgueiro FC realizou na última sexta-feira uma visita monitorada ao Allianz Parque, a nova arena do Palmeiras, na zona oeste de São Paulo. Durante duas horas de visita por todos os setores do estádio foi possível ver de perto a grandiosidade do projeto e em que fase está a construção da arena.

Antes de falar em números e revelar detalhes da obra, é importante passar para o torcedor palmeirense e para o amante do futebol uma constatação: o velho Palestra Itália está ganhando um banho de modernidade, dando lugar a um estádio novo, mas sem perder a sua magia, tampouco o seu romantismo.

Ficou claro pelo menos para este blogueiro que o Allianz Arena já herdou todo o aconchego do antigo Palestra Itália, apresentando ao torcedor um projeto que colocará o estádio entre as principais arenas do planeta, mas sem perder a simplicidade e a essência da história alviverde.
Dito isso, a obra da nova arena do Palmeiras já tem 80% de sua fase estrutural finalizada. Falta pouco para terminar toda a parte das arquibancadas e “fechar” o estádio por completo.

É sabido que essa demora acontece por causa de uma questão burocrática. O fato de a WTorre, a construtora responsável pela execução da obra, trabalhar com um alvará de reforma e não de construção, força a empresa a manter a estrutura da arquibancada antiga, o que torna o trabalho bem mais difícil e demorado.

A obra poderia estar adiantada em cerca de seis meses, caso as antigas estruturas das arquibancadas atrás do gol pudessem ter sido demolidas. A engenharia atual apresenta arquibancadas modulares, que se encaixam deforma fácil e rápida, o que torna o processo bem mais dinâmico.
Já o estádio está com cerca de 65% da obra concluída. E o projeto, bem como todos os detalhes que envolvem o Allianz Arena, salta aos olhos dos visitantes.
É impossível não alcançar o último setor da arquibancada e imaginar a bola rolando no gramado verde. Um misto de ansiedade e curiosidade toma conta do visitante, seja ele fanático ou não por futebol. Será um show a nova arena palmeirense.

“Estamos trabalhando para entregar o estádio no primeiro trimestre de 2014”, afirmou Claudio Pelicciari, gerente da obra. “Todos os esforços estão sendo feitos para respeitar os prazos”, assegura.

O Blog rodou por cerca de duas horas por todo o estádio, onde cerca de 700 homens trabalham de segunda à sexta, das 7h às 18h e aos sábado, das 7h às 14h. Tudo na busca por acelerar o mais rápido possível a conclusão da arena.

Como a comparação torna-se inevitável, a Arena Corinthians, em Itaquera, na Zona Leste, apresenta uma execução bem mais rápida do que o campo alviverde. No entanto, isso pode facilmente ser explicado. O projeto alvinegro saiu do zero, num terreno plano e “limpo”.

Já o Allianz Parque está sendo reformado numa área, onde até mesmo os caminhões precisam respeitar horários de circulação. Além disso, a obra não apresenta funcionários trabalhando 24 horas como na arena do rival por causa da “Lei do Psiu”, que limita os horários em que se pode fazer barulho na região.
Sem esquecer também que uma reforma de um projeto tão grandioso é bem mais trabalhoso do que a construção de um estádio novo.

O Allianz Arena já apresenta banheiro com azulejos, além de um camarote modelo, o qual impressiona pelo luxo e pela ótima visibilidade do campo.

O espaço visitado pelo Blog é disponível para 21 pessoas confortavelmente sentadas em poltronas verdes e com assento de espuma.

Ar-condicionado, frigobar e televisão de LED equipam o camarote, que será diferente dos demais, pois todos apresentarão tamanhos diferenciados.
Detalhe: os interessados podem adquirir mais de um camarote e eliminar as paredes, tornando o espaço maior, ou seja, para mais pessoas.

O setor voltado para a mídia apresenta também cabines para TV e rádio com toda a estrutura para o trabalho de forma eficiente pelos jornalistas. Profissionais de TV foram consultados antes do início das obras sobre o que seria importante para a definição do projeto das cabines.

No entanto, o que mais impressionou a reportagem do Blog foi a cobertura do estádio. O “esqueleto” está sendo montado e assusta num primeiro momento. Para a execução do trabalho é preciso o uso de um guindaste gigante, o qual é montado dentro da própria arena e força os engenheiros e manter ainda parte da arquibancada aberta para a retirada do veículo após a finalização da montagem da cobertura.

“Devemos entregar a estrutura ao final de setembro e a cobertura entre outubro e novembro”, afirmou Pellicciari, gerente da obra. “A parte de instalações (elétrica, hidráulica, ar condicionado) tem sido muito trabalhosa. Por ser muito complexa, torna-se demorada. Você tem que atender bombeiro e toda a segurança do estádio, então não é algo fácil de executar.”

Há outros detalhes a serem destacados no projeto. A nova arena não apresentará o antigo fosso que separava a torcida do campo de jogo. Agora os torcedores ficarão bem mais próximos dos jogadores.

Essa proximidade rendeu, inclusive, uma piadinha do técnico Felipão, quando ele ainda era técnico do Palmeiras e visitou a obra. “A torcida ficará assim tão perto do banco de reservas? Então quando os torcedores pedirem para eu tirar o Luan, vou atender rapidinho”, brincou o treinador, que agora dirige a seleção brasileira.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO FABIO SALGUEIRO

••

BLOG DO GUSTAVO ZUPAK

• Portuguesa vê lentidão do Palmeiras por Luis Ricardo

O lateral direito Luis Ricardo já esteve muito próximo do Palmeiras. Mas no que depender da Portuguesa, a negociação, nesse momento, voltou à estaca zero. E segundo integrantes da diretoria rubro-verde, por culpa do Verdão.

Nesse final de semana trabalhei no jogo da Lusa, derrota para o Santos por 4 x 1, e pude apurar melhor a situação.

Não faltam críticas à diretoria palmeirense pela maneira que conduziu as negociações.

A começar pela fracassada troca proposta. A Portuguesa queria Ayrton, Maikon Leite e Mauricio Ramos e o Palmeiras disse que topava antes mesmo de falar com os jogadores. E aí depois, quando a negociação já parecia encaminhada, os jogadores recusaram e as conversas estacionaram.

A maneira que o Palmeiras tocou as conversas irritou até o presidente rubro-verde, Manuel da Lupa, que ordenou a suspensão de qualquer troca. Diante de tanta falta de habilidade para negociar por parte do Verdão, da Lupa disse que agora só aceitava vender.

O que pude apurar também é que o próprio atleta ficou bastante incomodado com a situação. Ao ouvir diversas versões na mídia, Luis Ricardo chamou o gerente de futebol Candinho para conversar. Se sentiu atrapalhado pela Portuguesa, que segundo ele, estaria brecando sua ida ao Palmeiras e consequentemente uma evolução financeira em sua vida de atleta. Coube a Candinho explicar a situação e dizer ao atleta que a Lusa não gostaria de perder seu atleta, mas jamais brecaria uma situação melhor de vida a ele.

Nas últimas conversas, a Portuguesa ofereceu até o Canindé para os jogos do Verdão na Série B, sem qualquer aluguel. O Palmeiras pegaria toda a renda do jogo e destinaria parte à Lusa, como parcelas de pagamento por Luis Ricardo até que o montante fosse quitado. Uma influente pessoa do clube até brincou, dizendo: “Aqui é tipo Casas Bahia. Se não tem dinheiro, pode parcelas em 4 ou 5 vezes. Vamos conversar…”

Pelos lados palmeirenses as conversas foram inicialmente tocadas pelo gerente de futebol Omar Feitosa e pelo diretor executivo José Carlos Brunoro.
A justificativa do Verdão é que não há recursos para se investir nesse momento, e tudo voltou à estaca zero.

Para a Lusa sobrou um atleta confuso e desmotivado. Luis Ricardo caiu muito de produção, e a diretoria do Canindé tem certeza que isso passa pela frustrada transferência para o Palestra Itália.

Por enquanto, Luis Ricardo fica no Canindé.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO GUSTAVO ZUPAK

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Leandro já mandou avisar que quer ficar no Palmeiras

Adaptado à cidade, de bem com a torcida e no melhor momento da carreira. Tudo isso fez  Leandro pedir ao presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, e a seu agente, Gilmar Veloz, que se esforcem para mantê-lo no Palestra em 2014. O atacante está emprestado pelo Grêmio até dezembro deste ano. Quem quiser comprá-lo terá de pagar R$ 13 milhões. 

Hoje, o jogador teria dois bons motivos para voltar a Porto Alegre. Primeiro, porque Vanderlei Luxemburgo deixou o Grêmio — foi o treinador quem barrou Leandro no começo desta temporada. Segundo, porque Renato Gaúcho retornou — o atual técnico promoveu o atleta ao elenco profissional e eles se dão muito bem.

A disposição de Leandro em ficar no Palmeiras é o principal trunfo alviverde, apesar da dificuldade financeira do Verdão e do alto custo. “Podemos tentar comprar metade do passe ou pediremos desconto pelo fato de o Grêmio não ter emprestado o quinto jogador na troca pelo Barcos”, revela um dirigente palmeirense.

• Luis por Luis

O gol marcado por Luis Felipe diante do ABC fez o Verdão endurecer a negociação com a Lusa por Luis Ricardo. O técnico Gilson Kleina está cada vez mais convencido de que não precisa de reforço para a lateral.

• Panela gringa…

Engana-se quem pensa que Valdivia tem encarado o paraguaio Mendieta como rival no Palmeiras. O chileno está dando a maior força ao meio-campista fora dos campos.

• …no Palestra

O uruguaio Eguren nem bem chegou ao Palestra Itália e também já foi adotado por Valdivia. Tem sido comum vê-los juntos, com Mendieta.

••

COLUNA DO PAULO VINÍCIUS COELHO ❘ FOLHA DE S.PAULO

• Semana Verde

O Palmeiras pulou para segundo da Série B, com velocidade no ataque e fragilidade na defesa. O empate entre Chapecoense e Joinville, no sábado, ajudou. Nesta semana, é diferente. O Palmeiras encara o Figueirense. Derrota pode deixá-lo em quinto, caso o Sport vença o Icasa, amanhã.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

BLOG DO FABIO SALGUEIRO→ Allianz Parque promete sistema de segurança inédito no Brasil 
 
FOLHA ONLINE → Em alta, Valdivia pode desfalcar Palmeiras em ao menos 6 jogos para defender o Chile 
 
IG → Valdivia nega pensar na torcida, mas põe Palmeiras como prioridade 
 
TERCEIRO TEMPO → Nova Arena Palmeiras tem 65% das obras concluídas
 
ESPN BRASIL → Valdivia diz que não liga pra aplausos da torcida e só pensa em seleção e volta à Série A
 
JP ONLINE → Depois de duas goleadas seguidas, Palmeiras se prepara para enfrentar o Figueirense
 
E BAND → Palmeiras planeja marcar jogos-treinos para observar Eguren
 
BLOG PITACOS DO PALESTRA → Kleina está certo em segurar os reforços, mas deixa torcida ansiosa
 
TERCEIRO TEMPO → Boa fase do Palmeiras tem Wesley armador ao lado de Valdivia
 
SUPER ESPORTES → Pimenta nota Luis Ricardo “mexido” por interesse palmeirense
 
SUPER ESPORTES → Com dois jogos seguidos após 114 dias fora, Valdivia vira exemplo

••

14 respostas em “Verdão na Mídia 15-07-2013: Paulo Nobre não se ilude com vitórias do Palmeiras ❘ Estadão Online”

Ex-lateral do Palmeiras, Vicente Arenari, morre aos 78 anos

O ex-jogador do Palmeiras, Vicente Arenari, nascido em 23 de março de 1935, morreu na noite deste domingo, às 21h, no Hospital São José do Avaí, em Itaperuna-RJ. Aos 78 anos, Arenari faleceu em decorrência de um AVC (acidente vascular cerebral) ocorrido no dia 29 de abril – ele estava internado na UTI desde o dia 30 de abril e sofreu falência múltipla dos órgãos.

Vicente Arenari foi lateral-esquerdo do clube alviverde entre 1963 e 1964. Ao todo, entrou em campo 49 vezes (31 vitórias, 10 empates e 8 derrotas) e marcou um único gol, em amistoso realizado no dia 22 de janeiro de 1964 que terminou em empate por 2 a 2 frente aos peruanos do Sport Boys, no estádio Nacional de Lima (Peru).

A maior conquista do ex-jogador pelo Palmeiras foi o título paulista de 1963. Na ocasião, o Verdão garantiu o troféu com a vitória por 3 a 0 diante do Noroeste, no Pacaembu, e enfrentou o São Paulo na última rodada apenas para cumprir tabela. Naquele dia, os jogadores do São Paulo colocaram as faixas de campeão nos jogadores do Palmeiras – exceção feita a Ademir da Guia e Servílio, que receberam as faixas dos respectivos pais, Domingos da Guia e Servilio de Jesus (craques consagrados dos anos 30 e 40).

Nos anos 80, Arenari voltou ao Verdão para dirigir as categorias de base. E, em 1985, assumiu o comando do time principal. Como treinador, lançou alguns jogadores que revigoraram o Palmeiras diante da má fase que o clube atravessava – entre as principais revelações estão Gerson Caçapa, Edu Manga, Ditinho e Hélio. No total, foram 20 jogos como treinador do elenco profissional (7 vitórias, 6 empates e 7 derrotas).

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/07/15/ex-lateral-do-palmeiras-vicente-arenari-morre-aos-78-anos.htm

Pessoal, duas dúvidas referentes ao AVANTI:
1- Alguém sabe, ou pelo menos tem noção, qual é o número de sócios torcedores em cada plano do AVANTI (Meu Palmeiras – mensalidade de R$ 139,99; “Sou Palmeiras”- mensalidade de R$ 69,99 e “Minha Vida é Você ” – mensalidade de R$ 19,99) e
2- O dinheiro arrecadado com o AVANTI já se destina exclusivamente ao futebol?

o Kleina ta mais teimoso que o felipones pqp, o MA divide o salário dele com os treinadores caramba..

Legal o Valdívia ‘cuidar’ dos companheiros de idioma que chegaram ao Palmeiras, masespero que seja apenas no início para ambientá-los. Do contrário, corre-se o risco do trio se afastar dos demais e virar uma ‘panela’, o que seria muito prejudicial ao elenco. É preciso a união de todos, como vimos nos jogos da Libertadores, pra que nossos objetivos sejam alcançados sem sustos.

Para Conhecimento:

Jogadores do Palmeiras em pé de guerra com Omar Feitosa

O inexplicável número de 46 jogadores que o Palmeiras tem disponíveis em seu elenco principal, muitos deles indignos de vestirem a camisa do clube, tem ocasionado constrangimento e ira de boa parte dos atletas.

Um deles, sob anonimato, conversou com o blog, e, em desabafo, relatou:

“Não dá, Paulinho. Já não basta os salários atrasados, somos obrigados ainda a dividir os armários com jogadores que sequer conhecemos direito. Nunca dividi armário com ninguém. Nem na várzea. Armário é coisa pessoal. Um absurdo !”, reclamou.

“Sem contar que não há mais vagas nos estacionamentos para os atletas. Agora disputamos com os associados, visitantes e diretores local para guardar o carro. Quem chegar primeiro, leva. O que sobra, reclama.”, complementou.

“A culpa ? Boa parte dela, sem dúvida, é do Omar Feitosa (Gerente de Futebol). Um “faz nada”, que quando resolve fazer, ainda faz errado. Mas é o homem do presidente… Toda a organização está a cargo dele.”, finalizou.

Ainda, segundo o jogador, essa situação tem levado até alguns atletas a se atritarem, influenciando, claro, no ambiente do vestiário.

by paulinho

“- Ele jogou muito pouco de segundo volante no Libertad (PAR), um pouquinho mais no Villarreal (ESP). Por preferência, ele quer ser volante de contenção – contou Kleina.”

Isso quer dizer que o Kleina foi falar com ele pra saber se daria pra atuar como segundo volante? É sério isso? Quer dizer que, pra ele, o Eguren não deveria disputar vaga com o Márcio Araújo? Não… não estou acreditando nisso.

Há que se comemorar as vitórias sempre, mas não é possível ter empolgação com o time ainda, tanto por conta da fragilidade dos adversários quanto pelo fato do time titular não ser esse que jogou, dadas as recentes contratações. Temos ao menos cinco jogadores para entrar ainda: Vilson, Eguren, Mendieta, Felipe Menezes e Kardec. Vai ser preciso entrosar esse povo todo com os demais que permanecerão no time e deve levar tempo para isso.

Cara respeito a tua a opinião, mas Éder Luiz por Vinicius?? Não vejo ganhos num negócio desses. Vinicius aprendendo a ter tranquilidade, e jogar mais de cabeça erguida conseguiria resolver dois dos seus piores fundamentos, cruzamento e finalização. Ele melhorando nesses aspectos é um bom jogador e encaixado num time entrosado dará muito resultado. Sendo assim, ele fazendo um série B com destaque venderíamos ele por uns R$ 10 milhões, conseguindo contratar um outro reforço muito melhor que o Éder Luiz!!

Precisamos de um zagueiro urgente, esse André Luis é um Maurício piorado. Precisamos de mais um lateral para o lugar do Juninho e um atacante (Éder Luiz) no lugar do Vinícius. Precisamos ainda nos livrar de BRUNO, MÁRCIO ARAÚJO, VINÍCIUS, JUNINHO, WENDELL. Com o dinheiro economizado dá para trazer mais reforços. Vai Palmeiras!! Para não perder o costume, ei Mustaphá vai ……

A visita ao Alianz Parque é sensacional. Tive oportunidade, por ser sócio torcedor, de fazer esta visita em 15/12/2012.
Diretoria de Marketing: a visita poderia ser usada como um grande incentivo para conseguir mais adesões ao AVANTI. Olha que poderiam ser feitas mais visitas pelos sócios locais e, também, poderiam ser estudadas medidas que viabilizassem visitas para torcedores residentes em outras cidades e até estados. Aliás, a nossa diretoria de marketing poderia estudar outras medidas que possam incrementar, imediatamente, o AVANTI. Mais um assunto, quando teremos o novo patrocínio master?
Com a palavra nosso presidente e nosso CEO.

Mal posso esperar para ver o M.Araujo ir pro banco pra nunca mais pisar em campo

Os comentários estão desativados.