Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 16-07-2013: Ataque do Palmeiras engrena e time tem maior rodízio de gols da Série B ❘ Uol Esporte

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Ataque do Palmeiras engrena e time tem maior rodízio de gols da Série B

O tão criticado ataque do Palmeiras no início da Série B engrenou. O time marcou oito gols nos dois últimos jogos realizados logo após a longa parada na competição. E o ponto forte da equipe é a rotatividade no quesito. Nenhum adversário tem rotatividade tão eficiente.

O Palmeiras já marcou 16 gols na Série B, sendo 11 o número de jogadores que balançou a rede. O melhor ataque da competição, a Chapecoense, com 20 gols marcados, tem nove jogadores no total com, ao menos, um gol.
Dos integrantes do G-4, o ataque do Figueirense, com 18 gols, e do Joinville, com 17, também são mais produtivos que o do Palmeiras. Só que as duas equipes têm apenas sete jogadores como responsáveis pelos gols.

A alta rotatividade de gols no Palmeiras deixa o time sem representantes na briga pela artilharia da Série B. O goleador do time é Leandro, com três gols marcados. Ele ocupa apenas a sexta posição entre os artilheiros da competição, a seis de distância do primeiro colocado, o atacante da Chapecoense, Bruno Rangel. 

Dos 11 jogadores que já marcaram gols pelo Palmeiras na Série B, um deles nem está mais no clube. Trata-se de Kleber, cujo contrato com o alviverde terminou no fim de junho.

Além de Kleber e Leandro, o Palmeiras ainda tem registrado na Série B os gols de Charles,  Tiago Real e Vinicius, sendo dois de cada um, e Wesley, Fernandinho, Roni, Juninho, Serginho e Luis Felipe, com um gol cada.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras usa a tática do ‘compra 1 leva 2’ na hora de se reforçar

Por Daniel Batista

O presidente Paulo Nobre e o diretor executivo José Carlos Brunoro aproveitam a facilidade que têm para fazer negócios e conseguem reforçar o elenco do Palmeiras sem custos. O clube tem adotado uma tática curiosa, que só o tempo dirá se foi boa ou não.

A tática é simples: quando negociam com um clube, os dirigentes aproveitam para ver se mais algum jogador interessa. Nos últimos meses isso aconteceu três vezes. O Palmeiras mira um reforço, durante a negociação passa a se interessar por outro e, no fim, traz os dois – e o segundo ainda vem de graça.

O último caso aconteceu com o Libertad. Mendieta encantou Gilson Kleina e ainda durante a Libertadores os dois clubes começaram a conversar sobre uma transferência. No meio da negociação, o empresário de Mendieta, Régis Marques, ofereceu o volante uruguaio Eguren, que agradou, e o clube paraguaio o liberou sem dificuldade porque ele era reserva. Neste caso, ajudou muito o fato de o agente dos dois atletas ser o mesmo.

No início do ano, Paulo Nobre visitou o Benfica e na bagagem trouxe a promessa dos dirigentes portugueses de que no meio do ano conversariam sobre Alan Kardec. Na época, Felipe Menezes estava no Sport e ninguém o cogitava no clube.

Mas o meia foi liberado pelo clube pernambucano, voltou ao Benfica e Kleina, ao saber disso, pediu sua contratação. Não precisou pedir duas vezes, porque os dirigentes portugueses o liberaram de graça. No fim, os dois chegaram, Alan veio por empréstimo e o meia, em definitivo com contrato por três anos.

Logo após o Campeonato Paulista a tática funcionou com o Mogi Mirim. O Palmeiras contratou o zagueiro Tiago Alves, que tinha acertado com a Ponte Preta, mas preferiu o Alviverde. Pouco depois de sua chegada, o clube anunciou também outro defensor do Mogi, o garoto Thiago Martins.

Essa postura ajuda Kleina a ter mais opções, mas ao mesmo tempo, incha o elenco – o treinador tem 47 atletas sob suas ordens, dos quais 11 sequer atuaram na temporada. Nesse grupo estão Thiago Alves, Thiago Martins, Eguren, Alan Kardec e Felipe Menezes – o único dos reforços que chegaram em “dobradinha” a ter estreado é Mendieta.

Ontem o numeroso elenco palmeirense treinou na Academia de Futebol e Kleina pode ter perdido um importante jogador. Charles levou uma pancada no tornozelo direito em uma dividida com Diego Souza e teve de deixar o treino mais cedo. Hoje será reavaliado para saber a gravidade da lesão. O meia Patrick Vieira também sofreu pancada no pé esquerdo e chegou a ficar uns minutos fora da atividade, mas retornou.

Com o intuito de ver Eguren em ação, Kleina dirige a equipe em um jogo-treino hoje contra o Juventus. A ideia é escalar alguns jovens que não estão sendo aproveitados para definir melhor quem ele quer realmente que fique para a sequência da temporada. A partida também ajudará a dar ritmo de jogo para o volante uruguaio.

Assim que sua documentação estiver regularizada, o que deve ocorrer no máximo em uma semana, Eguren vai ser escalado.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ JP ONLINE

• Meia Serginho exalta o clima no Palmeiras: “O ambiente está muito bom”

O Palmeiras realiza nesta tarde um jogo treino contra o Juventus da Mooca, time que disputa a série A2 do Campeonato Paulista. O técnico Gilson Kleina aproveitará os reservas, já que o Palmeiras conta com um elenco inchado, com mais de 40 jogadores à disposição.

Uma partida amistosa como essa é oportunidade para quem está no banco mostrar que merece uma vaga na equipe titular. O meia atacante Serginho é um dos postulantes a titular na equipe de Kleina. O atleta exaltou o bom ambiente no clube e disse que há uma briga sadia pelos jogadores por uma vaga entre os onze inicias.

O jogo contra o Juventus servirá para o treinador palmeirense observar os reforços que chegaram, mas ainda não estrearam como Felipe Menezes, Alan Kadec e Eguren. O Palmeiras volta a campo em partidas oficiais apenas no sábado (20) contra o Figueirense, em Santa Catarina.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ JP ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Sem Henrique, Kleina usa jogo-treino para testar substitutos na zaga

Por Marcelo Hazan

O técnico Gilson Kleina, do Palmeiras, não poderá contar com Henrique para enfrentar o Figueirense, sábado, às 16h20m, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Suspenso com três amarelos, ele está fora do jogo. Assim, o jogo-treino marcado para a tarde desta terça-feira, contra o Juventus, na Academia de Futebol, deve servir para o treinador testar os possíveis substitutos na zaga.

Os favoritos para ganhar a posição são Vilson, recuperado de artroscopia no joelho esquerdo, e Tiago Alves, ex-Mogi Mirim. O outro componente da defesa alviverde deve continuar sendo André Luiz.

Além das opções na zaga, Kleina usará o jogo-treino para observar o volante Eguren. O uruguaio, ex-Libertad, diz ter condições físicas para estrear, mas ainda aguarda a regularização de sua documentação para entrar em campo, mas o comandante quer vê-lo em ação mais vezes antes de colocá-lo para jogar.

Alan Kardec e Felipe Menezes, que trabalham para aprimorar forma física, não têm presença garantida no jogo-treino, mas podem ser novidades no banco do Verdão contra o Figueirense.
Vice-líder da competição, com 18 pontos, o Palmeiras encara o confronto diante do time catarinense, quarto colocado, com 16 pontos, como um jogo fundamental na campanha para voltar à elite do futebol brasileiro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Jogo-treino contra Juventus pode definir se Kardec estreia no sábado

Por William Correia

Na tarde desta terça-feira, Alan Kardec pode saber se entrará em campo pela primeira vez com a camisa do Palmeiras. O atacante deve ser usado por Gilson Kleina no jogo-treino diante do Juventus, recentemente rebaixado para a terceira divisão do Campeonato Paulista, e provará suas condições de atuar ou não contra o Figueirense, no sábado, em Florianópolis.

A expectativa é de que o jogador, emprestado pelo Benfica até 30 de junho, participe, ao menos, de alguns minutos da atividade na Academia de Futebol. Ao lado dele também deve ser escalado o meia Felipe Menezes, também liberado pelo clube português, mas que chega em definitivo com contrato assinado por três anos.

Mas Alan Kardec é um dos reforços que mais geram expectativa na torcida e deve até mudar a postura tática da equipe quando tiver aval para ser escalado. O camisa 14 será titular de Kleina quando tiver condições, alterando a aposta sem centroavante do esquema atual, contando com a movimentação de Valdivia, Leandro e Vinicius.

O jogador revelado pelo Vasco e que também já passou por Inter e Santos teve o período que solicitou para entrar em forma. Há duas semanas, assinou contrato e foi apresentado no mesmo dia, pedindo 15 dias para ter condições de atuar, pois tinha passado todo o mês de junho em férias.

Dificilmente Alan Kardec será titular no estádio Orlando Scarpelli, mas, caso fique no banco, tem sua entrada como quase certa. A expectativa da comissão técnica é que ele vá ganhando boas condições físicas até suprir a ausência de um centroavante confiável. Desde a saída de Barcos para o Grêmio, em fevereiro, Kleber e Caio decepcionaram.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Com maratona à vista, ‘plano físico’ por Valdivia será testado no Verdão

Após dois bons jogos seguidos com a camisa do Palmeiras, Valdivia segue recebendo cuidados especiais da comissão técnica para não “estourar”. O planejamento traçado desde a pausa para a Copa das Confederações será colocado à prova a partir do fim do mês, quando o intervalo entre os jogos do Verdão na Série B e na Copa do Brasil serão menores.

De acordo com o preparador físico do Palmeiras, Fabiano Xhá, a previsão é de que o Mago esteja em campo no sábado, contra o Figueirense, e no fim de semana seguinte, dia 27, contra o Guaratinguetá. Sem problemas. Três dias depois, diante do Icasa, ele passará por avaliação, mas a expecativa é tê-lo em campo para ver a reação de sua musculatura. A partir daí, o calendário do Verdão ficará mais apertado.

Há partidas em agosto que dificilmente terão Valdivia em campo, de acordo com a preparação. Xhá falou a respeito da preparação, ao L!Net, que montou um “calendário do Mago” para os próximos meses.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Ponte Preta tem interesse no meia Tiago Real, do Palmeiras

Por Fellipe Lucena e Thiago Ferri

O meia Tiago Real, que não foi utilizado por Gilson Kleina nos dois jogos do Palmeiras após a pausa da Série B, desperta o interesse da Ponte Preta. A diretoria alviverde recebeu uma sondagem dos campineiros, mas o assunto, a princípio, não teve evolução.

Titular nas seis rodadas que antecederam a Copa das Confederações, o camisa 23 era artilheiro do time, com dois gols – já foi superado por Leandro, que tem três. Com a recuperação de Valdivia, a evolução de Wesley e a chegada de Mendieta, Tiago perdeu espaço.

No treino coletivo de quarta passada, não integrou sequer o time reserva. Ele tem contrato até dezembro de 2016 e pode ser envolvido por empréstimo na negociação de Maikon Leite com a Macaca. As tratativas com o atacante ainda não avançaram por falta de acerto salarial: o time do interior não está disposto a pagar o valor integral.

O Náutico também tem interesse em Maikon, que chegou a ser oferecido à Portuguesa em troca do lateral-direito Luis Ricardo. O clube do Canindé, porém, voltou a dizer que só aceita dinheiro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Amigo de infância, Serginho espera torcida do ‘palmeirense’ Neymar

Por Marcelo Hazan

Serginho, atacante do Palmeiras, é amigo de Neymar, agora jogador do Barcelona, desde os 12 anos. Enquanto o craque trilhou caminho de sucesso no Santos até se transferir para o gigante espanhol, Serginho teve de buscar espaço no Oeste, de Itápolis, até chegar ao Verdão. Mesmo longe um do outro, os amigos mantêm contato.

Torcendo pelo sucesso do amigo, Neymar poderá reviver os seus dias de palmeirense. Na infância, o astro revelado pelo Santos era torcedor do Verdão, conforme revelado pelo Fantástico, da TV Globo, em junho.
Neymar até já convidou o amigo para passar férias em Barcelona no fim do ano, época de recesso no futebol brasileiro, mas de plena atividade no futebol europeu.

– Ele me ligou nesses dias e ainda estava um pouco ruim da garganta (o atleta retirou as amígdalas no dia 5 de julho). Ele falou para eu ir lá visitá-lo nas férias, para ver um jogo dele – diz Serginho, cada vez mais à vontade no Palmeiras.

Companheiros no futsal da Portuguesa Santista, Serginho e Neymar levaram a amizade para as categorias de base do Santos. Os dois chegaram a atuar juntos em uma partida do time profissional, no dia 20 de janeiro de 2010, em um empate por 1 a 1 contra a Ponte Preta, na Vila Belmiro, pelo Paulistão. Na ocasião, Serginho, que atuava como volante, entrou no decorrer do jogo.

Aos 22 anos, o agora atacante palmeirense tenta se firmar no elenco do técnico Gilson Kleina. Na última sexta-feira, na goleada por 4 a 1 sobre o ABC, no Pacaembu, ele marcou seu primeiro gol pelo Verdão. Enquanto isso, o amigo de infância, aos 21, descansa para iniciar o desafio na Europa, em agosto, quando fará sua estreia justamente contra o Santos.

O Palmeiras volta a jogar pela Série B no sábado, contra o Figueirense, às 16h20m, no Orlando Scarpelli

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

COLUNA DO MAURÍCIO NORIEGA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Verdão entra na rota da recuperação

O Palmeiras vive um ambiente de calmaria como há muito não se via pelos lados da Rua Turiaçu. Claro que a sequência de bons resultados na Série B contribui para o silêncio das cornetas. Mas há claros sinais de que o clube, depois de uma sequência de atos administrativos e futebolísticos desastrosos, parece ter finalmente feito a necessária correção de rota.

Um dos bons sinais de que o Verdão entrou no rumo da recuperação é a reforma do elenco. Após um primeiro semestre de sacrifícios, com dificuldades para montar um grupo, mandando a campo um time para a Libertadores e outro para o estadual, o técnico Gilson Kleina administra a fartura de um elenco que precisa até ser reduzido.

Contudo, a grande diferença está na variedade e na qualidade de opções na equipe. Em vez do exército de volantes que vinha caracterizando o grupo alviverde, agora existem jogadores mais versáteis, principalmente em posições de criatividade e armação.

Com os retornos de Fernandinho, Valdivia e Patrick Vieira e as chegadas de Mendieta, Felipe Menezes, Ananias e Alan Kardec, o Verdão vai, aos poucos, deixando de lado o perfil de time raçudo, de chutão para a frente e bola cruzada para a área, e demonstrando mais toque de bola, velocidade e jogadas de aproximação.

Para isso também contribui a melhora na produção de Wesley, que não deixa Márcio Araújo sobrecarregado no setor. Com Vilson e Léo Gago à disposição, além da incorporação do uruguaio Eguren — excelente marcador —, o time fica ainda mais encorpado.

Não se trata de dizer que a transformação foi completa e o time atual já esteja à altura das tradições do clube. Mas é um caminho, uma luz, que certamente se traduzirá na afluência do torcedor ao estádio nas próximas rodadas. Outro aspecto favorável, pois finalmente a equipe poderá ter uma casa, mandar seus jogos no Pacaembu e turbinar seu reticente programa de sócios-torcedores.

Os maiores desafios na Série B ainda estão por vir. O primeiro deles é o Figueirense, em Florianópolis. A frota catarinense não está para brincadeira. O Figueira vem subindo, Chapecoense e Joinville fazem grandes campanhas e o Verdão ainda enfrentará todos. Será nessas partidas que a nova formatação do elenco poderá fazer a diferença e oferecer a Kleina a chance de buscar resultados com mais ousadia e qualidade.

Outro ponto que o Palmeiras não pode esquecer é a Copa do Brasil. Uma campanha consistente e segura na Série B pode permitir ao elenco reforçado concentrar esforços na busca do terceiro título e a consequente vaga na Libertadores no ano do centenário. Já não é devaneio. O grupo formado pelo Palmeiras permite acreditar nessa possibilidade.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Palmeiras está sem receita desde abril

Fora a bilheteria e o programa Avanti, de sócio-torcedor, o Palmeiras está sem receitas desde abril. O presidente Paulo Nobre disse a cartolas que “raspou o tacho” das receitas que não haviam sido adiantadas por Arnaldo Tirone, e desde então procura opções, mas ainda não tem nem patrocínio master nem orçamento fechado para 2013. O balanço da gestão anterior não foi votado.

• Camarotes


A WTorre já comercializou sete das 14 cotas de patrocinadores do Allianz Parque. Também já foram negociados 40 camarotes, em setores diferentes do estádio. Poucos conselheiros compraram lugares: o valor dos camarotes é considerado alto, e eles preferem as cativas e cotas de ingressos.

• De Letra


“Nada contra profissionais. Mas pagar uma bolada para alguém no marketing, e não conseguir 50 contos por mês para manter o futsal? Precisa ter resultado.”
Wlademir Pescarmona, conselheiro do Palmeiras.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

GLOBO ESPORTE COM → Sem Henrique, Kleina usa jogo-treino para testar substitutos na zaga
 
AGORA S.PAULO → Provável convocação de Valdivia prejudica sequência
 
E BAND → Weldinho pode trocar Palmeiras pelo Sporting (POR)
 
TERRA → Jogo-treino contra Juventus pode definir se Kardec estreia no sábado
 
ESPN BRASIL → Jogo-treino contra o Juventus, hoje, pode definir se Kardec estreia no sábado
 
IG → Jogo-treino contra o Juventus pode definir se Alan Kardec estreia no sábado
 
R7 → Neymar chama Serginho, meia do Palmeiras, para férias em Barcelona
 
TERRA → Neymar convida meia do Palmeiras para passar férias em Barcelona
 
IG → Neymar chama Serginho, meia do Palmeiras, para férias em Barcelona
 
ESPN BRASIL → Amigo de infância, Neymar ‘dá moral’ e chama meia palmeirense para férias em Barcelona
 
E BAND → Com maratona, ‘plano físico’ por Valdivia será testado no Palmeiras
 
GLOBO ESPORTE COM → Arma do Palmeiras na Copa do Brasil Sub-17, Lucas é filho do ex-jogador Macedo: ‘Quando erro, ele cobra’

••

9 respostas em “Verdão na Mídia 16-07-2013: Ataque do Palmeiras engrena e time tem maior rodízio de gols da Série B ❘ Uol Esporte”

Comentário do Pescarmona no De Letra….., fala sério.
Esse mané é um dos motivos do Verdão estar onde está.
FORA RETROCESSO……, FORA SANGUESSUGAS………, FORA CAMBADA DE AMADORES….

Com investimentos oriundos do Sultanato do Quatar existe a possibilidade de nos tornarmos válvula de escape de grana suja de petróleo..
Seria tao sujo quanto ter a caixa estampada no peito…

Discordo Rail. Dinheiro sujo do petróleo vem da Rússia (vide os bandidos da MSI e os gambás, o russo que comprou o Chelsea, etc.). O petróleo do Catar vem de um sultanato absolutista, ok, mas não tem nada de desonesto ou sujo lá. Lá sobra dinheiro porque sobra petróleo, portanto se eles quiserem torrar no Verdão eu iria adorar, hehehe

Esses conselheiros do Palmeiras só atrapalham, estão o tempo todo querendo aparecer na mídia. Porque não se reunem e fazem uma vaquinha para ajudar à construir um CT melhor para as categorias de base ? Porque não tentam ajudar realmente o Palmeiras ? Ah, o importante é ter a carteirinha de conselheiro (status) do clube. Bando de parasitas !!!

Olá, no último Drops foi comentado o interesse da Qatar em investir no futebol brasileiro. Acho que tá mais que na hora de começarmos a fazer uma pressão pra que a empresa olhe para o Palmeiras. Já mostramos que nossa torcida é forte para a Wtorre, para a Adidas e para a Allianz.. podemos muito bem chegar à Qatar.

Temos todos os motivos pra querer um dos maiores patrocinadores do mundo e todos os motivos pra interessar eles.

Em primeiro lugar, na matéria eles citam que buscam um grande clube para reerguer. Pois bem, somos o grande clube que eles procuram para levantar. Somos o maior campeão nacional, há anos sem viver grandes glórias. Além disso teremos nos próximos anosvisibilidade. Voltaremos à séria A, teremos nosso centenário, teremos a inauguração da nosa Arena e teremos uma Copa no Brasil. Investir num time forte AGORA pra disputar a Copa do Brasil e a Libertadores de 2014 seria o maior Marketing que eles conseguiriam à curto prazo.

Além disso, contamos com a história. Somos o maior campeão nacional. Temos uma torcida adormecida, porém apaixonada e apaixonante.

Na matéria do estadão também é citado que eles buscam um time com poucas dívidas. O Palmeiras tem dívidas como todo grande clube, mas entre os grandes tem um das menores dívidas e tem honrado com seus compromissos. Por fim e não menos importante, estamos sem contrato de patrocínio. Eles não gastarão dinheiro pagando multas rescisórias e não haverá nenhum tipo de desgaste.

http://www.mondopalmeiras.net/palmeiras-tera-mais-um-jogo-treino-hoje-contra-o-juventus/#comment-909255

Sinceramente, não vejo um parceiro melhor que o Palmeiras. O São Paulo talvez, porém o SPFC tem muita rejeição fora do estado. O Corinthians é um candidato, mas a Qatar deve preocupar-se em se envolver com um clube que pode lhe trazer dores de cabeça com escândalos devido à estádios e ligações espúrias com a decadente CBF. O Flamengo.. mas o Flamengo tem uma dívida impagável. O Fluminense.. mas o Fluminense nem casa tem e nem time grande é. O Vasco.. o Vasco infelizmente está quase falindo. O Santos pode ser um concorrente.. Mas montar um time de estrelas pra jogar na Vila Belmiro não é lá uma bela ideia. Times do Sul.. não são grande fora do Sul. Cruzeiro, Atlético MG.. idem.. não são grandes fora de Minas. Enfim.. noss adiretoria tem a faca e o queijo na mão pra conseguir talvez o maior patrocínio de nossa história. Ela deve buscar contato com o Qatar o quanto antes e preparar nosso time pra Copa do Brasil e pra Libertadores de 2014.

Marcos, Qatar é um país, não uma empresa. Quando se diz que o Qatar (ou Catar) quer investir no futebol brasileiro, leia-se o sheik árabe que é o “dono” desse país. Lembrando que um árabe maluco desses praticamente “comprou” o PSG e tá gastando feito um louco lá – ou feito um sheik, rs.

As coisas no Palmeiras estão mesmo melhorando – dá até medo de escrever isso e a bruxa voltar -, mas estamos vendo uma luz no fim do túnel – pelo menos em campo. Ponto para o Nobre, que conseguiu qualificar o elenco.
Aponto, no entanto, dois problemas:
1 – o excesso de jogadores, o que implica em salários a serem pagos;
2 – a falta de patrocínio – menos dinheiro entrando (ou nenhum) e as contas subindo por conta desse excesso de jogadores.

De onde está saindo o dinheiro que eles estão usando para reforçar o elenco?
Não que esteja reclamando, mas é preocupante não termos novas fontes de receitas chegando.

E também concordo com o Pescarmona. Já que o profissional do Marketing virou apenas fonte de gastos em vez de trazer as receitas que esperamos, pra que mantê-lo?

Se o Palmeiras fosse um clube sério, pessoas que prejudicaram a instituição e contribuíram para chegarmos nesta situação crítica em que nos encontramos atualmente, tais como Pescarmona, Mustafá, Gilto, Belluzzo, Della Mônica, Piraci, Palaia, Tirone, Frizzo, entre outros, sequer poderiam passar na porta do clube nos dias de hoje.

Os comentários estão desativados.