Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 13-08-2013: Ex-presidente Belluzzo faz ponte com o novo patrocinador ❘ Blog do Fábio Salgueiro

BLOG DO FÁBIO SALGUEIRO

• Ex-presidente Belluzzo faz ponte com o novo patrocinador

Apesar de oposicionista à gestão de Paulo Nobre, o ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo intermedia o patrocínio master da camisa do Palmeiras.

O ex-dirigente, que é economista e um profissional muito influente no mercado, usa de seu prestígio para reaproximar a Fiat do Palmeiras. A montadora já patrocinou o clube e pode voltar a estampar a sua marca na camisa do Palmeiras.

A ideia é que a Fiat acerte com o clube o patrocínio master, ou seja, o principal espaço do manto alviverde, na parte frontal da camisa.

“O Belluzzo é quem está fazendo a ponte e o acerto pode acontecer nos próximos dias”, afirmou ao Blog uma fonte que acompanha de perto as negociações.

Neste semana, o diretor de marketing Paulo Gregoraci irá a Betim (MG), onde se localiza a sede da Fiat, para definir a questão. A tendência é que o acerto fique alinhavado.

“O Belluzzo intermedia a negociação e o Palmeiras acertou a ida de um representante do Palmeiras para lá. O acerto do encontro se deu com Cledorvino Belini, que é um executivo da Fiat, e uma pessoa muito próxima do Belluzzo”, relata a fonte.

Vale lembrar que o patrocínio master é uma das metas do presidente Paulo Nobre. O mandatário alviverde, inclusive, esbanja otimismo e acredita que possa conseguir R$ 25 milhões pelo acerto mesmo com o time na Segunda Divisão nacional, em razão de garantir a exibição da marca na camisa do Palmeiras durante o centenário do clube, no ano que vem. Por isso, o dirigente se mostra otimista com as cifras.

Vale lembrar que o Corinthians, atual campeão do mundo da Fifa, conseguiu cerca de R$ 31 milhões com o patrocínio master com a Caixa Econômica Federal.

Dentro do clube o otimismo de Nobre não é compartilhado. Muitos conselheiros entendem que o valor é alto. A negociação segue e os valores não são revelados. O acerto, no entanto, pode acontecer ainda esta semana.

O Blog Salgueiro FC acompanha de perto a negociação.

O valores estipulados por Nobre para a camisa do Palmeiras:

– Parte frontal (patrocínio máster) – R$ 25 milhões;

– Barra frontal e barra traseira –  R$ 16 milhões;

– Mangas – R$ 6 milhões;

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO FÁBIO SALGUEIRO

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Com novo problema físico, Valdivia é cortado de amistoso do Chile

As lesões voltaram a atrapalhar Valdivia. Nesta terça-feira, a Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile (ANFP) confirmou que o meia do Palmeiras não vai poder defender a seleção andina no amistoso com o Iraque, na quarta, na Dinamarca, por conta de uma fadiga muscular, após o treino de segunda. Ainda segundo o comunicado, o Mago já se apresentou com uma contusão, mas a intensidade dos treinos na seleção piorou a situação.

– O jogador já estava com um problema muscular desde a última partida que jogou por seu clube no Brasil. Ontem (segunda), apresentou um agravamento da lesão na coxa direita e, por isso, ele vai realizar tratamento médico e trabalho físico diferenciado – diz a nota da ANFP.

Durante entrevista coletiva, o técnico do Chile, Jorge Sampaoli, confirmou o desfalque do Mago.

– Valdivia se lesionou no Brasil. A fadiga se agravou, a lesão foi confirmada, e decidimos cuidar do jogador – explicou o treinador.

Esta é a terceira vez que o meia do Palmeiras é cortado da seleção chilena por problemas físicos. Depois de ficar suspenso por um caso de indisciplina, Valdivia voltou a ser chamado pelo técnico Jorge Sampaoli para os jogos contra Peru e Uruguai, pelas eliminatórias, mas sofreu uma lesão e desfalcou o time. Depois, contra o Brasil, em maio, não se recuperou a tempo.

Desta vez, o corte foi mais cruel. Valdivia vive boa fase no Palmeiras e agradou a Sampaoli durante os treinos na Dinamarca, sendo cotado para começar a partida contra o Iraque, antes de se lesionar.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM 

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Sem poder contar com estrelas, Palmeiras testa força do elenco contra o Joinville

Desfalcado de alguns de seus principais jogadores, nesta terça-feira o Palmeiras tenta aumentar sua invencibilidade para dez jogos na Série B do Campeonato Brasileiro. A marca positiva será colocada à prova contra o Joinville, às 21h50 (de Brasília), na Arena Joinville.

Líder da competição, o Palmeiras não poderá contar com contar com o suspenso Alan Kardec e com o lesionado Vinícius. Também são desfalque para a partida o meia chileno Valdivia e o uruguaio Eguren, convocados para suas respectivas seleções. Além disso, o camisa 10 do alviverde também recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Paraná e cumpre suspensão automática.

Desta forma, Ananias fará dupla de ataque com Leandro. No lugar de Valdivia, Mendieta começará o jogo como titular. Será a segunda vez em que o paraguaio inicia uma partida. A primeira foi na vitória por 2 a 1 sobre o São Caetano, no início do mês.

Apesar das mudanças, o Palmeiras espera contar com a mesma atitude das últimas partidas para se manter no topo.

“Mudou a atitude, estamos trabalhando muito mesmo. As coisas estão acontecendo, tudo é fase, com a gente fala. Passamos por uma fase ruim no ano passado e hoje as coisas começaram a acontecer”, explicou o lateral esquerdo Juninho.


O Joinville, por sua vez, quer se recuperar do último jogo, quando foi derrotado pelo Paysandu. O time está na oitava colocação na tabela do Brasileirão e luta para chegar ao G-4. O treinador Ricardo Drubscky reconhece a dificuldade da missão, mas espera que a equipe corresponda.

“Estamos implementado uma filosofia de jogo.

O time está se adaptando, conseguindo bom volume de jogo. Perdemos a última partida, erramos as finalizações, mas tivemos bons momentos. Quero que a equipe dê continuidade. Contra o Palmeiras, a forma de jogar será a mesma, porém, pequenas alterações devem existir”, afirmou.


FICHA TÉCNICA

JOINVILLE X PALMEIRAS


Local: Arena Joinville


Data/Hora: 13/8/2013, às 21h50 (de Brasília)


Árbitro: Fabricio Neves Correa/RS
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn/PR e Pablo Almeida da Costa/MG

JOINVILLE: Ivan; Eduardo, Sandro, Diego Jussani e Rafinha; Carlos Alberto, Marcus Vinícius, Wellington Bruno e Marcelo Costa; Edigar Junio e Lima. Técnico: Ricardo Drubscky

PALMEIRAS: Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Mendieta; Leandro e Ananias. Técnico: Gilson Kleina

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Wesley diz que campanha por sua permanência pode pesar na decisão

Por Marcelo Hazan

O meio-campista Wesley, do Palmeiras, está confirmado pelo técnico Gilson Kleina para enfrentar o Joinville, nessa terça-feira, às 21h50m, em Santa Catarina, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, mesmo na mira do Atlético-MG. Em função da possível saída do jogador, um torcedor criou um site pedindo a sua permanência no Verdão.

Ao tomar conhecimento da criação do site por meio da reportagem do GLOBOESPORTE.COM, Wesley agradeceu a atitude do fã palmeirense e disse que tal reconhecimento pesa na decisão sobre seu futuro – além do site, há também uma página em uma rede social na mesma campanha.

– Não sabia disso, fico feliz. É sinal de que o trabalho está sendo reconhecido. Com certeza esse reconhecimento pesa (para ficar), mas independentemente disso estou focado no Palmeiras e ciente do que preciso fazer. Tomara que eu possa crescer mais. Fico feliz pelo interesse (do Atlético-MG), mas vivo a realidade. Os torcedores do Palmeiras podem esperar muita garra e humildade. Estamos com um bom grupo para subir – diz.

Apesar do desejo de parte da torcida pela permanência de Wesley, o jogador pode sair por conta dos salários, um dos maiores do elenco. O Galo deseja contratá-lo por empréstimo, e o Verdão estuda a transferência para aliviar a folha de pagamento. O próprio presidente Paulo Nobre, inclusive, sinalizou que tal fator é importante na negociação.

O dirigente também explica que vai respeitar a vontade do jogador. Se Wesley quiser sair, ele vai respeitar.

– Precisamos respeitar se o jogador receber uma grande proposta. Às vezes, se permanece, não entende e você não terá mais o mesmo jogador de antes. O clube tem de ser parceiro do atleta e vice-versa. Gostaria que quem saísse do Palmeiras sempre tivesse uma boa recordação. Para isso, tem de ter respeito, para um dia o jogador resolver voltar.



Com oito assistências e três gols, o volante de 26 anos tem contrato até fevereiro de 2015. Na virada por 2 a 1 sobre o Paraná, ele fez o gol da vitória alviverde.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Desfalcado, Palmeiras coloca à prova o elenco contra o Joinville, fora de casa

Por Ciro Campos

Tentar se reinventar será a missão do Palmeiras para buscar uma vitória contra o Joinville, nesta terça-feira, fora de casa. Há nove jogos sem perder e líder da Série B, o time precisa superar a ausência de dois grandes responsáveis pela boa fase. O atacante Alan Kardec e o meia Valdivia estão suspensos – e o caso do chileno pode ser ainda mais grave. Por ter forçado o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Paraná, ele terá a conduta analisada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode pegar uma suspensão de até dez jogos.

Sem contar com os dois jogadores, Gilson Kleina escalou o Palmeiras com Mendieta no meio-campo e Ananias no ataque. “Precisamos muito do Valdivia, mas temos jogadores de alto nível para suprir a falta dele”, afirmou ontem o lateral-esquerdo Juninho.

Desde que o chileno voltou ao time, atuou sete vezes, deu três assistências e fez dois gols. O atacante Alan Kardec também contribuiu bastante para garantir ao Palmeiras a sequência de quatro vitórias consecutivas. Após chegar ao clube, disputou seis jogos e marcou quatro vezes, passando a ser o artilheiro da equipe na competição, ao lado de Leandro.

Nesta segunda-feira, antes da viagem, a equipe fez um treino tático em que a parte defensiva foi prioridade. A atividade deu ênfase ao encurtamento de espaços, marcação na saída de bola e posicionamento da defesa nas jogadas aéreas. A preocupação do técnico é evitar repetir a falha do jogo de sábado, quando o time levou um gol do Paraná em um cruzamento pelo alto.

Pela frente nesta terça-feira estará um adversário “mordido” e com vontade de reagir. Após se manter no G-4 nas primeiras rodadas, o Joinville caiu de produção, trocou de técnico e agora, em oitavo lugar, tenta voltar ao pelotão da frente. A equipe tem a terceira melhor média de público como mandante e entra em campo em um estádio com capacidade para 17 mil pessoas, onde costuma pressionar bastante.

“Joguei algumas vezes lá na Arena Joinville quando estava no Figueirense e sempre foram partidas muito complicadas”, contou Juninho.

Valdivia
A procuradoria do STJD confirmou nesta segunda-feira que vai avaliar a conduta do meia Valdivia durante a vitória por 2 a 1 sobre o Paraná no último sábado. O jogador forçou o terceiro cartão amarelo ao sair de campo lentamente quando era substituído e, assim, vai cumprir suspensão automática hoje. No entender do tribunal, o chileno pode ter assumido conduta contrária à disciplina e à ética esportiva.

“Já pedimos as imagens do jogo e vamos começar a avaliar o caso ainda nesta semana”, contou o procurador do STJD, Paulo Schmitt. “Não há prazo para julgamento, mas o Valdivia pode ser denunciado no artigo 258 e ficar de fora de um a dez jogos”, explicou. Ao sair de campo, o meia confessou para as emissoras de televisão que quis levar o cartão amarelo.

Mesmo se não tivesse levado o terceiro amarelo, Valdivia não jogaria hoje. Ele embarcou domingo para a Dinamarca, onde amanhã vai defender a seleção chilena em amistoso contra o Iraque.

Mas, com a suspensão automática, o jogador deixa de estar “pendurado” com dois cartões e está livre para atuar no próximo sábado pelo Palmeiras contra o Paysandu, em São Paulo.

JOINVILLE X PALMEIRAS

JOINVILLE – Ivan; Eduardo, Sandro, Rafael e Rafinha; Augusto Recife, Marcus Vinícius, Wellington Bruno e Marcelo Costa; Edigar Junio e Lima. Técnico: Ricardo Drubscky.

PALMEIRAS – Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Mendieta; Leandro e Ananias. Técnico: Gilson Kleina.

Árbitro – Fabrício Neves Correa (RS); Horário – 21h50; TV – SporTV; Local – Arena Joinville, em Joinville (SC)

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Líder, Palmeiras testa sua força sem Valdivia e Kardec em Joinville

Por William Correia

O Palmeiras não perde há nove jogos e lidera a Série B do Brasileiro, mas terá uma real prova de qualidade às 21h50 (de Brasília) desta terça-feira, em Santa Catarina. O Palmeiras precisará mostrar força de elenco para superar as ausências de Valdivia e Alan Kardec, principais nomes da arrancadas atual, em visita ao Joinville, real candidato a uma das vagas na primeira divisão do ano que vem.

O Mago é o desfalque mais sentido. Das nove partidas de invencibilidade, o meia atuou em sete e participou de quase todos os gols  nessa sequência que estabeleceu após 114 dias vetado por dores musculares. Mas o camisa 10 está à disposição da seleção chilena, que enfrenta o Iraque nesta quarta-feira em amistoso na Dinamarca, e até forçou o amarelo para voltar ‘zerado’ à Série B.

Já Alan Kardec recebeu seu terceiro cartão no torneio sem ter planejado sua ausência, obrigando o time a mudar de esquema. Se Mendieta já tem trabalhado como substituto de Valdivia, que cumpre cronograma especial para evitar lesões e é frequentemente poupado, o centroavante vinha se destacando, tanto que marcou quatro gols em seis jogos pelo time, sendo que balançou as redes em suas quatro últimas atuações, mas não tem um reserva à altura.

Caio, único centroavante à disposição, ainda não convence e, como Vinicius segue vetado por dores no tornozelo e no joelho direitos, Gilson Kleina aposta em Ananias como titular, confiando em Leandro como referência e na aproximação de Mendieta e Wesley para auxiliar a dupla da frente. Além de apostar nos seus reservas, principalmente.

“Em todos os jogos, estamos provando que nosso elenco é qualificado. Independentemente de quem jogar, tem que dar conta do recado. E tenho certeza de que dará. Vivemos uma fase muito boa e queremos nos manter assim. Para assim, cada um dará o seu máximo para sairmos com o melhor resultado possível”, disse o lateral esquerdo Juninho.

Além de Valdivia, Alan Kardec e Vinicius, também desfalcam o Palmeiras os volantes Eguren, à disposição do Uruguai para enfrentar o Japão em amistoso nesta quarta-feira, na Ásia, e Léo Gago, que mantém trabalho de recuperação física depois de operar o tornozelo direito em maio.

Ausências que complicam a missão diante de um dos principais candidatos a subir. Após chegar perto da Série A no ano passado, o Joinville começa a 15ª rodada em oitavo lugar, a dois pontos da faixa de acesso. O Verdão, contudo, faz campanha bem superior: os catarinenses têm 21 pontos, contra 34 da equipe de Kleina, líder com dois pontos e um jogo a mais em relação à Chapecoense, segunda colocada.

O time do técnico Ricardo Drubscky vem de derrota para o Paysandu, em Belém, e só somou seis pontos nos últimos oito jogos. Mas pode chegar a uma das quatro primeiras posições caso derrote o líder da competição. Para isso, Drubscky contará com as voltas do zagueiro Rafael e do volante Augusto Recife, que cumpriram suspensão no Pará.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE X PALMEIRAS

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC) 


Data: 13 de agosto de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília) 


Árbitro: Fabricio Neves Correa (RS) 
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Pablo Almeida da Costa (MG)

JOINVILLE: Ivan; Eduardo, Rafael, Sandro e Rafinha; Marcus Winícius, Augusto Recife, Carlos Alberto e Marcelo Costa; Lima e Edigar Junio
Técnico: Ricardo Drubscky

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Mendieta; Ananias e Leandro
Técnico: Gilson Kleina

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Ayrton completa dois meses afastado e Verdão fica sem reserva na direita

Se o jovem Luis Felipe não para de receber elogios do técnico Gilson Kleina, o lateral-direito Ayrton está cada vez mais encostado no Palmeiras. Ele treina diariamente na Academia de Futebol, mas não joga desde a vitória por 2 a 0 sobre o América-RN, fora de casa, no dia 11 de junho. Já são dois meses sem ficar sequer no banco de reservas.

O camisa 2 perdeu espaço durante a pausa da Série B para a Copa das Confederações. Além de ser afastado de alguns treinos por problemas de saúde – primeiro uma forte gripe, depois uma conjuntivite -, ele se recusou a ser envolvido na troca que levaria o também lateral-direito Luis Ricardo, da Portuguesa, à equipe do Palestra Itália.

Luis Felipe, que estava emprestado ao Penapolense, engrenou após voltar ao clube e foi titular em todos os oito jogos depois da interrupção. Pendurado, ele desfalcará a equipe contra o Paysandu, sábado, no Pacaembu, se for advertido com cartão amarelo nesta terça-feira, contra o Joinville, na Arena Joinville.

O único outro jogador da posição no elenco é Ayrton, que dificilmente será “resgatado” na ausência do titular. Dessa forma, o volante Wendel, que pode atuar improvisado, aparece como principal candidato a ser o reserva imediato da lateral direita. Ele também não vem sendo utilizado e não jogou em nenhuma partida da Série B, mas foi relacionado pela primeira vez no torneio no jogo contra o São Caetano, na terça-feira da semana passada e voltou a ser convocado no duelo em Joinville.

Wendel soma 158 jogos com a camisa alviverde, a maioria em sua primeira passagem. Ayrton, que chegou do Coritiba no início da temporada, foi a campo 22 vezes. Já Luis Felipe tem 13 jogos, sendo cinco em 2010.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG DO MAURO BETING ❘ LANCENET

• Cavando cartões e a cova – o amarelo de Valdivia e do STJD

Alex, que um dia foi top-10 entre os camisas 10 em 100 anos de Palmeiras, disse com todos os números e letras o que acontece nos bastidores, gabinetes, tribunas de honra e controles remotos. Pagou-para-ver as contas e os contras do futebol brasileiro. Pode pagar-pelo-que-disse, embora não haja como pegá-lo.

Valdivia, que não é top-10, mas é amado como se fosse pelos palmeirenses, também foi sincero antes de a bola rolar contra o Paraná. Disse que forçaria o terceiro amarelo para cumprir a suspensão quando estivesse servindo a seleção chilena. Data que deveria ser guardada pela CBF e mídia para as seleções. Não para mais jogos dos campeonatos nacionais que só cabem nas grades das TVs.

Alex foi sincero e arca com as consequências. Valdivia foi sincero além da conta, “confessou o crime premeditado” (todas as aspas possíveis), cometeu o que provocara e prometera até de modo bizarro, e foi amarelado como queria. Como tinha de fazer o árbitro.

Como já fizeram 28362836266283825238 jogadores desde os anos 70 para zerarem cartões para não se comprometerem depois. Como já fez um centroavante de seleção para não ter de viajar a uma cidade do interior para não ter de enfrentar o ex-futuro avô de uma criança – e foram várias as vezes.

Como um dia forçou o terceiro amarelo um zagueiro de time grande para ir a um churrasco de família na cidade natal. Como muitos forçavam o amarelo para não viajar de ônibus para lugares distantes.

Como em uma manhã de sol um jogador de seleção em fim de carreira passou o segundo tempo todo forçando o terceiro amarelo por um motivo qualquer e o árbitro da Fifa não o mostrou de jeito algum. Nem quando o jogador entrou rachando no adversário.

Como outro árbitro da Fifa entrava em campo avisando que não daria amarelo para quem estava pendurado e forçasse o cartão. No máximo dava vermelho direto.

São boas histórias de gente boa. De nível. De seleção. De Fifa. Parte do folclore daquelas coisas que as crianças não podem fazer em casa. Mas que os adultos podem. E não atentam à integridade, moral e bons costumes.

Mas Valdivia foi procurado pelo STJD. Por avisar que forçaria o cartão que tomou sem ofender e sem agredir. Tempo que gastou e que foi acrescido pelo árbitro.

O excesso de sinceridade do chileno era evitável. Mas não pode ser combatido. Muito menos julgado. E não tenho palavras para dizer qualquer coisa se “punido”.

Forçar uma punição a Valdivia é mais forçado que o cartão que ele recebeu.

Mais risível que a cena que ele armou para recebê-lo. Puni-lo é tão pueril quanto no tribunal suspender treinador que joga bola no gramado em final de jogo. É como punir jogador que dá carrinho na lateral em bola perdida só pra jogar pra galera.

É punir goleiro que demora um ano para bater tiro de meta. É punir jogador que sofre falta e parece ter sido esquartejado até voltar em segundos como um Wolverine com nome no BID.

É punir quem te chama de “bobo e estúpido” e diz que “seu pai é coxinha e a mãe é empadinha” – embora nada seja mais coxinha que punir quem já se puniu com um cartão.

Zelar pelo bom costume, pela moral, pela ética, pelo justo, pelo correto, pelo direito, é um dever de qualquer tribunal. Dar bons exemplos esportivos e blablablá pelo qual não perderei mais tempo e paciência é mais que louvável.

Mas evitar o “esportivamente correto” é um dever para evitar o escárnio de uma casa que já não prima por quase tudo isso. Um tribunal que não tem o respeito devido e merecido exatamente por historicamente decidir de acordo com as conveniências e inconveniências.

Por julgar com a camisa por cima da toga. Por punir ou deixar o jogo seguir cavando cartões amarelos como os sorrisos dos auditores e membros com a mesma cara dura de Valdivia. Com a mesma pena dura de quem clama “justiça” por uma malandragem que evita que o clube perca seu principal jogador por conta de uma partida marcada quando há jogo da Fifa para ser jogado.

Esse é o ponto. Que o STJD procure a CBF por simular jogos oficiais quando há outros compromissos oficiais. O que evitaria o amarelo. E todo este texto.

Valdivia errou quando avisou que erraria. Logo, devia ficar quieto e… “Errar” do mesmo jeito. Cavando a punição que, aliás, ele cava há anos no Palmeiras. Ele e Luís Fabiano deveriam ser julgados a cada 15 dias nos tribunais por cavarem cartões infantis e despropositados. Eles e mais um tanto.

Mas, daí, se Valdivia fizesse o que há décadas se faz, ele deixaria de ser notícia.

De dar notícia. De cavar notícia.

Triste futebol engravatado e togado. O que cava a cova e os cartões.

O do covil dos rábulas de porta de estádio e de estúdios.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO MAURO BETING

••

BLOG DO MAURÍCIO NORIEGA

Reproduzo aqui coluna publicada no Diário de S.Paulo no dia 23 de outubro de 2012. Justifica-se porque continua atual o tema e minha opinião não muda. Arbitragem de gabinete não vai melhorar o futebol.

• Tribunal não pode apitar jogos

Reflexo da sociedade da qual faz parte, o futebol brasileiro é tão confuso quanto o país. Situações e personagens se misturam de tal maneira que muitas vezes é difícil apurar e apontar responsabilidades. Um exemplo é a atuação dos integrantes dos tribunais de Justiça Desportiva, que recentemente parecem dispostos a agir como árbitros de futebol.

Entendo e reconheço que as atuações de promotores, auditores e outros integrantes dos tribunais, outrora chamados de tapetão pelo irreverente torcedor brasileiro, são necessárias, porém, como disse o Filho do Homem, “a César, o que é de César”.

Em minha visão de leigo, mas interessado e estudioso, os tribunais devem julgar casos de agressão, violência e determinar punições e suspensões tendo como base a súmula de uma partida de futebol e o que foi relatado pelo árbitro.

Não acho que caiba a um tribunal formado por profissionais do direito, representando clubes, julgar interpretação das regras do jogo, como simulação e faltas. Cito dois casos recentes. A suspensão do meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG, por falta no atacante Kléber, do Grêmio, e a denúncia contra o centroavante Luís Fabiano, do São Paulo, por suposta simulação no clássico contra o Palmeiras.

Ronaldinho foi suspenso porque o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) entendeu que ele praticou uma jogada violenta contra Kléber.

O árbitro daquele jogo, Héber Roberto Lopes, nem sequer marcou uma falta no lance. Duplo equívoco, penso eu. Houve a falta no lance, mas não foi uma jogada violenta. Além disso, o STJD tem competência para avaliar uma jogada sob a ótica da técnica de arbitragem? Acho que não.

O mesmo raciocínio vale para o clássico de 6 de outubro entre São Paulo e Palmeiras. Luís Fabiano tentou, sim, cavar um pênalti em lance com Maurício Ramos. O árbitro Paulo César de Oliveira nada marcou. Nem sequer advertiu o atacante são-paulino.

Por que haveria o STJD de acatar uma denúncia e julgar o atleta propondo suspensão de até seis jogos?

Não caberia ao juiz de futebol interpretar se houve ou não simulação ao ponto de merecer uma advertência dentro das regras, punindo com um cartão amarelo ou um vermelho?

Os tribunais esportivos são necessários, repito. Mas não podem cair em tentação e passar a atuar como paladinos ou, o que é pior, justiceiros do esporte brasileiro. O jogo começa e termina no campo, disputado por atletas e apitado por juízes.

Vídeo como prova – Há casos em que a chamada prova de vídeo pode e deve ser aceita. Como, por exemplo, agressões que são captadas pelas câmeras e não foram percebidas pelo árbitro.

Porém, um lance de jogo, que foi avaliado, de maneira correta ou não, por um juiz de futebol, dentro do direito de interpretação que a regra do jogo lhe dá, deve ser julgado por profissionais do direito e não da arbitragem?

Acho que não. E vejo um abuso de autoridade, uma intervenção em uma área à qual os promotores, relatores e auditores não pertencem.

Quantas simulações acontecem em um jogo de futebol? Toda queda é simulação? Como separar uma queda proveniente de um choque, em um esporte de contato, com uma tentativa de ludibriar a arbitragem? Quem está mais capacitado para decidir se um jogador tentou ou não simular um lance, um juiz de futebol ou um juiz do direito? Respondo sem pestanejar: o juiz de futebol.

Antes de levar a arbitragem de um jogo para os tribunais, é preciso trabalhar para capacitá-la, diminuir a margem de erro, educar jogadores e treinadores, uniformizar critérios.

Cabe aos tribunais julgar e condenar agressões, condutas antidesportivas, tumultos etc.
Apitar um jogo, bem ou mal, é atribuição dos árbitros de futebol e somente deles. O jogo acaba ali, não deve continuar num tribunal.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO MAURÍCIO NORIEGA

••

BLOG DO JORGE NICOLA

• Valdivia quer comprar um camarote no Allianz Parque

Muitos palmeirenses não acreditaram quando Valdivia recusou as propostas do mundo árabe e do Flamengo sob a justificativa de que deseja ficar por vários anos no Palestra Itália. Porém, há um fato novo que dá sustentação à promessa: o chileno está tentando comprar há algumas semanas um camarote no Allianz Parque.

A mulher de Valdivia, inclusive, já garantiu para amigas que o negócio está fechado. Ainda assim, o estafe do meia e a WTorre, construtora do estádio, juram que faltam detalhes importantes para a conclusão da compra.

Por detalhes importantes, entenda-se valores. O maior camarote, com 21 lugares, pode chegar a custar até R$ 300 mil, de acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, Alberto Strufaldi.

De qualquer forma, a diretoria alviverde adorou ser informada da pretensão do Mago. “É sinal de que o Valdivia está disposto a ouvir o conselho do Marcos, que falou para ele ficar no clube até encerrar a carreira, para virar tão ídolo quanto o nosso eterno goleiro”, festeja um braço direito de Paulo Nobre.

A serviço da seleção chilena, Valdivia desfalca o Verdão nesta noite, diante do Joinville, em Santa Catarina, a partir das 21h50, em jogo da Série B. Desde o recomeço do campeonato, após a parada para a Copa das Confederações, o meia esteve em sete jogos, com seis vitórias e um empate.

O Palmeiras, que era terceiro, saltou para a primeira colocação. Mais: Valdivia participou de 12 dos 20 gols alviverdes nesta série: marcou duas vezes, deu três assistências e iniciou a jogada de outros sete tentos.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JORGE NICOLA

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Valdivia negocia camarote na arena

Muitos torcedores não acreditaram quando Valdivia recusou as propostas do mundo árabe e do Flamengo sob a justificativa de que deseja ficar por muitos anos no Palmeiras. Porém, há um fato novo, que dá sustentação à promessa:  o chileno está tentando comprar há algumas semanas um camarote no Allianz Parque.

A mulher de Valdivia, inclusive, já garantiu para amigas que o negócio está fechado. Porém, o estafe do meia e a WTorre juram que faltam detalhes importantes para a conclusão da compra.  Por detalhes importantes, entenda-se valores.

O maior camarote, com 21 lugares, pode chegar a custar até R$ 300 mil, de acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, Alberto Strufaldi.

De qualquer forma, a diretoria alviverde adorou ser informada da pretensão do Mago. “É sinal de que o Valdivia está disposto a ouvir o conselho do Marcos, que falou para ele encerrar a carreira no clube”, festeja um braço direito de Paulo Nobre.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Atrás do dinheiro

O diretor de Marketing do Palmeiras, Paulo Gregoraci, viaja nesta semana para Betim, na Grande BH, onde fica a sede da Fiat. O homem forte do marketing palmeirense negocia com a montadora o patrocínio master. Ao COF, o presidente Paulo Nobre disse estar otimista em ter receita de patrocínio já em setembro.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• “ Nos últimos oito anos, o departamento de futebol do Palmeiras gastou quase R$ 1 bilhão. E o que ganhamos?“ – Mustafá Contursi, ex-presidente do Palmeiras, criticando os altos investimentos no futebol do clube

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

BLOG DO LUÍS CARLOS QUARTAROLLO → O “polêmico” amarelo de Valdívia
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Com fadiga muscular na coxa, Valdivia é vetado de amistoso do Chile
 
ESTADÃO ONLINE → Com dores, Valdivia desfalcará Chile contra o Iraque
 
JP ONLINE → Com quatro desfalques e Wesley confirmado, Palmeiras enfrenta Joinville fora de casa
 
DIÁRIO DE S.PAULO → Verdão joga sem Valdivia e Alan Kardec
 
BAND ESPORTE → Paulo Nobre assume dificuldade no Verdão: ‘dando nó em pingo d’água’
 
UOL ESPORTE → Torcedores criam site para pedir a permanência de Wesley no Palmeiras (12/08/13-16h17)
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Criticado, Juninho divide peso do descenso com quem chegou em 2013
 
LANCENET → Mendieta revela idolatria por Riquelme: ‘Quero ser como ele, no Palmeiras’
 
LANCENET → Sheik reprova atitude antidesportiva de Valdivia: ‘Deixa a desejar como profissional’
 
ESTADÃO ONLINE → Sem Valdivia e Kardec, Palmeiras tenta voltar a disparar
 
FOLHA ONLINE → Suspensão faz Palmeiras testar poder de seu banco
 
••

27 respostas em “Verdão na Mídia 13-08-2013: Ex-presidente Belluzzo faz ponte com o novo patrocinador ❘ Blog do Fábio Salgueiro”

Vejam mais uma bela atitude do Beluzzo, Palmeiras independete de posição política. Se todos os nossos conselheiros e dirigentes fossem assim estaríamos numa situação bem melhor. Viu turco maledeto!

Essa atitude do Belluzo para com o Palmeiras, deveria ser uma coisa extremamente NORMAL, ou seja, um Ex-Presidente ajudando o atual Presidente a conseguir patrocinio para o clube do coração…..
Porém isso só não é normal no Palmeiras, pois a briga politica entre grupos, grupinhos e sub grupos, estão acabando com o Palmeiras…..
Como disse “aquele” diretor do Santos …… “É impossivel administrar um clube assim”.

Eu critiquei o fato do Beluzzo ter deixado o futebol nas mãos de certos diretores e ter contratado numa tacada só Kleber, Valdivia e Felipão. Isso não surtiu efeito e levou o clube a um colapso financeiro.
Mas, sua dedicação ao Palmeira é ímpar. Sempre disposto a ajudar seja que for presidente. Foi assim com o Tirone e está sendo assim com o Nobre. Aliás, Beluzzo é considerado da oposição.
Enquanto tinha gente que vivia infernizando a sua gestão, enchendo a imprensa de informações sigilosas e até distorcidas, ele sempre está disposto a ajudar.
Em 2009 investiu para fazer o Palmeiras campeão novamente. Depois de muitos anos, voltamos a disputar um título de importância nacional agora temos a Arena que vai aumentar substancialmente as receitas do clube.
Obrigado mais uma vez, Professor.
Saudações Socialistas.

O Beluzzo gosta do Palmeiras, pensa Palmeiras e age Palmeiras construtivamente. É oposicao mas ajuda a (re)construir o Palmeiras. Ë outro nível de pessoa e de dirigente… nao dá para comparar com Musthafás, Piraci, Palaia, Frizzo, Tirone, Gilto e outras antas que circulam na Turiassu.

o Kleina tem esse grande paradoxo: jogadores vão de titulares absolutos e a nem relacionados… Foi assim com o Welder, Denoni, Caio e agora Ayrton pela segunda vez. Brincadeira

O que deu esse enrosco na FIFA?? “VERDÃO NA MÍDIA 10-07-2013: POR DAVID BRAZ E MARTINUCCIO, PALMEIRAS BUSCA R$ 20 MILHÕES NA FIFA ❘ UOL ESPORTE”

Qual presidente nunca erra? Mas respeito muito a pessoa do Belluzzo, pelo seu caráter e palestrinidade.
Perfeito o artigo do Mauro Betting. A justiça brasileira há tempos foi corrompida em todas as esferas.
O Wesley valoriza campanhas pra ficar é? Tente jogar bola e ter caráter que aqui você vira até SANTO!

chega logo o dia da inauguração da arena mais linda do mundo,só espero que os responsáveis consigam enxergar que esta arena tem que estar sempre cheia,aqui na arena do gremio ja esta tendo jogo para 10 mil pessoas,é um publico ridiculo.
gostaria muito que o valdivia conseguisse manter uma regularidade,que renovasse o contrato com salario mais baixo e encerrasse a carreira aqui

O Wesley com certeza é um jogador que teria substitutos razoaveis,não seria a mesma coisa que perder um valdivia,agora esta negociação não pode ser feita nos moldes que estão divulgando,o Palmeiras não vai quebrar por causa de 2 milhões,liberar jogador titular a troco de nada é declarar fraquesa,é a mesma coisa que vender terreno com pressa alegando problemas,vão oferecer bem menos,isto é uma guerra,não se pode dar armas para rivais,é simples,seu atlético,parabéns,perdeu o cabaço hein vovo…então vcs querem o wesley?simples,queremos 5 milhões pelo empréstimo,e nada de berola,já temos bastante refugo no elenco.
O Palmeiras tem que aprender a valorizar oque é seu.
quanto a estes gambas querendo punição ao valdivia meus amigos,é simples,eles não esquecem aqueles 7 classicos seguidos que nem gol conseguiram fazer na gente,sendo que em alguns tinha uma mago cabeludo que humilhava eles,isto atormenta todos,e a minima possibilidade de rever este filme os assusta

Beluzzo , sempre ele ….se não fosse ele o futuro do palmeiras seria tenebroso…graças a ele que desde a época Parmalat nós conseguimos bons negócios por sua boa influência e ao contrario do Câncer maldito .ele tem o coração nobre e não fica com picuinha porque para ele o que interessa é o Palmeiras Grande, trouxe a Parmalat, tornou a Arena uma realidade, ajudou no contrato com a KIa e agora vai dar mais uma mãozinha com a Fiat, diferente de certos animais que se encontram no Palmeiras o AMOR dele pelo Palmeiras é certo e sem vaidades,

Concordo em tudo ! Esse cara é mais fanático que nós!
A história dirá que foi um grande presidente!
Sem essa arena ficaríamos a ver navios
Obrigado Belluzzo

R$ 25 milhões e estão otimistas para o segundo semestre desse ano + ano do centenário? Só eu acho que isso é um valor irrisório? Sei que tirando a Caixa, os patrocínios futuros tendem a regredir, porém é CENTENÁRIO, inauguração da Arena, R$ 25 milhões para quase 1 ano e meio não é nada! Não paga nem o salário dos jogadores se vacilar!

R$25 milhoes por ano sendo 6.25 milhoes esse ano por 4 meses e mais 25 ano que vem o que totalisa 31.25 milhoes de reais ate dezembro 2014 esse valor e mais do que ganha Sao Paulo,Cruzeiro,Atletico-MG,Vasco,Santos,Fluminense,Botafogo perdendo somente para Corinthians e Flamengo mais como eles tem mais torcida e o Corinthians campeao mundial entende agora? sem contar que com as cotas do Palmeiras com o Allianz Parque e outros patrocinios a Renda do Palmeiras ira aumentar para voce ter uma idea o Palmeiras fechou o mes de Junho no azul com lucro de 500 mil e isso sem receitas do Patrocinio em agosto com acoes de marketing e Patrocinio o palmeiras ira fechar com 5 milhoes de lucro o que seria o maior lucro de qualquer time no brasil.

É Regina depois os próximos serão Prass, Henrique, Mago. Ficaremos com Bruno, Márcio Araújo, Vinícius, Juninho, MÁRCIO ARAUJO, GILSON KLEINA, Patrick, Wendel etc,
É dedo do maldito no meio, e que dedo gordo hein.

Será que alguém já contou pra esse morfético musgambento que o Palmeiras é um clube de FUTEBOL? Duvido que tenhamos gasto tudo isso. E esse idiota tem sempre espaço na mídia pra diminuir ainda mais o Palmeiras! Ó Deus, tende piedade de nós e livra-nos desse mal!!

“Gostaria que quem saísse do Palmeiras sempre tivesse uma boa recordação. Para isso, tem de ter respeito, para um dia o jogador resolver voltar.

” – Ué, por que o tom de despedida do Wesley na entrevista do Nobre, se o jogador só vai sair por EMPRÉSTIMO até o FINAL DO ANO? Estou sentindo um cheiro de ‘vamos enganar a torcida de novo’ no ar. Bom, para alguém que se aconselha com o mustafá, só se pode mesmo esperar algo do tipo.

Eu costumo ler muito as matérias do site alem dos comentários, porem hj eu tenho que me manifestar.

NEI FRANCO, LITO??
Você só pode estar de brincadeira.

E outra, acho que o Kleina tem seus defeitos, principalmente em acertar a zaga do Palmeiras, porem do meio para frente fez o time jogar, o time hoje tem jogadas pelo meio, pelas pontas é um time totalmente variável no ataque.

Quanto ao Ayrton é um bom jogador, mas a diretoria tentou negocia-lo, mas fez birrinha que não queria sair, tá certo a diretoria dar um gelo no jogador. Tem que mostrar que tem hierarquia no Palmeiras.

E não adianta trazer Luxa, Felipão, Mano, Muricy…. Esses caras não estão mostrando serviço nenhum em seus clubes…
Olha os 3 primeiros Times da Serie A e seus respectivos técnicos, olha quem ganhou a ultima Libertadores, são treinadores que até semana passada ninguém queria em seu clube.

E Pode vir o PAPA para treinar o Palmeiras, o M. Araujo vai continuar jogando, esse é o Karma do Palmeiras, esperemos acabar o contrato dele para nós livrarmos dele, pq um jogador que recebe 200 mil segundo a diretoria não pode continuar no Palmeiras.

E tem gente que prefere o Maldito Câncer ao Beluzzo. Esse pode ter errado, aliás foi conduzido ao erro, mas é verdão de coração.
Ei Kleina vá para a pqp colocar Wendel e deixar o Ayrton fora é brincadeira.
Pega o Bruno, Vinícius, Juninho, André Luis, Wendel e leva-os para sua casa.
NEI FRANCO JÁ!!!!!

Olha o que o Belluzzo fez pelo Palmeiras e o que esse morfético fez (duas vezes na Série B por causa dele!). E o Belluzzo quase morreu pelo Palmeiras, enquanto que o coisa ruim nem gripe pega! O diabo não gosta mesmo de concorrência!

Os comentários estão desativados.