Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 21-08-2013: Palmeiras aposta em 3 atacantes para abrir vantagem ❘ Estadão Online

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras aposta em 3 atacantes para abrir vantagem

Por Ciro Campos

Depois de quase quatro meses, o Palmeiras volta a enfrentar um integrante da Série A do futebol brasileiro. Contra o Atlético-PR, nesta quarta-feira, a partir das 19h30, no Pacaembu, a equipe estreia na Copa do Brasil, no jogo de ida das oitavas de final, com a ansiedade de saber qual o seu real potencial e determinada a atacar o adversário com um trio de ataque.

Líder com folga da Série B, somando 11 jogos de invencibilidade, o Palmeiras vê no confronto pela Copa do Brasil um teste de afirmação da qualidade do time diante de um adversário com retrospecto também muito positivo. O Atlético-PR não perde desde que o técnico Vágner Mancini assumiu o cargo, há dez jogos – assim, subiu para quinta colocação no Brasileirão.

“Nós, do Palmeiras, temos o interesse e a ansiedade de mostrar o nosso trabalho para todos os que duvidam da capacidade. O Atlético-PR vem muito bem na Série A e isso nos motiva a tentar ganhar”, disse o volante Márcio Araújo. O último encontro palmeirense com outro clube da elite nacional foi pela semifinal do Campeonato Paulista, contra o Santos.

Márcio Araújo ressaltou que o Palmeiras, por estar na Série B, entra na Copa do Brasil como “azarão”. Mas a aparente postura modesta do atual campeão do torneio contrasta com a formação ousada que vai a campo. No último treino antes da partida, o técnico Gilson Kleina tirou o volante Charles e escalou como titular o atacante Ananias, que vai formar o trio ofensivo com Leandro e Alan Kardec.

O treinador surpreendeu ao mudar o esquema tático utilizado nas últimas partidas, o 4-4-2, para o 4-3-3. Após a vitória sobre o Paysandu, no último sábado, Gilson Kleina tinha cogitado alterar apenas a formação do meio-de-campo, ao tirar um dos três volantes para escalar mais um meia de criação. Mas apostou em mais um homem de frente para tentar construir no Pacaembu uma vantagem confortável para o jogo de volta, na semana que vem, em Curitiba.

No treino de terça-feira, o técnico insistiu na repetição das cobranças de escanteio e também na saída de bola. Com três atacantes, os laterais pouco avançaram. Pela esquerda, Ananias e Wesley devem armar as principais jogadas. E na direita, Leandro terá a aproximação de Mendieta, novamente substituto de Valdivia, machucado.

Na defesa, o zagueiro Vilson está recuperado de lesão na coxa direita e treinou normalmente ao lado de Henrique. O setor tem preocupado Gilson Kleina, pois o Palmeiras, jogando como mandante, levou gols em quatro dos últimos cinco jogos. Evitar a incômoda tendência será fundamental para buscar a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil – no regulamento do torneio, os gols marcados como visitante servem como critério de desempate.

“O fato de ter três atacantes não significa que nosso time vai ficar exposto. Todos, desde o ataque, têm de se aplicar bastante na marcação”, pediu o volante Márcio Araújo.

A torcida também parece ansiosa para ver o reencontro com um clube da primeira divisão. Até a noite de terça-feira, dois setores de arquibancada estavam com ingressos esgotados e, ao todo, 15 mil entradas já tinham sido vendidas. A previsão é de que o estádio esteja cheio.

No Atlético-PR, o técnico Vagner Mancini reconhece o bom momento e a força histórica do Palmeiras. Por isso, pediu cuidado aos seus jogadores no confronto desta quarta-feira no Pacaembu. Para ele, a equipe paranaense precisa mostrar uma boa marcação e usar da velocidade no ataque para conseguir um bom resultado no jogo de ida das oitavas de final. 



Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Palmeiras e Atlético-PR colocam invencibilidades à prova no Pacaembu

Por William Correia e Luiz Felipe Fagundes

A Copa do Brasil, um torneio mata-mata, servirá como teste de duas longas invencibilidades a partir das 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira no Pacaembu. Sem perder há 11 partidas, o Palmeiras, com seis vitórias consecutivas, receberá o Atlético-PR, que não sofreu derrota nas últimas dez vezes em que entrou em campo.

O último revés alviverde foi em 8 de junho, diante do Sport, na Ilha do Retiro. E será o primeiro confronto da equipe contra um adversário da Série A do Brasileiro desde 27 de abril, quando empatou com o Santos na Vila Belmiro e acabou eliminado nos pênaltis nas quartas de final do Campeonato Paulista.

O líder da segunda divisão nacional está confiante. E aumentou seu otimismo depois da vitória por 3 a 2 sobre o Paysandu, no sábado, com gol aos 49 minutos do segundo tempo após estar perdendo por 2 a 0 até os 28 minutos da etapa final. “Chegamos mais fortes. Apanhamos antes e aprendemos a lição”, indicou Fernando Prass, jogador mais velho do elenco e preocupado em passar aos colegas a necessidade de não falhar tanto defensivamente quanto no fim de seman.

“Na Copa do Brasil, onde gol fora vale muito, 3 a 2 não é ruim porque é vitória, mas o ideal é vencer sem tomar gol. Isso tem que servir de lição para a Copa do Brasil. Temos que estar atentos porque na Copa do Brasil não contam os três pontos, conta o placar”, ressaltou o goleiro.

Os cuidados defensivos terão que ocorrer em um esquema mais ofensivo. Gilson Kleina constatou dificuldades do time para vencer a marcação adversária, que tem sido forte no Pacaembu, e abre mão do volante Charles para armar um 4-3-3 com Ananias na frente ao lado de Leandro e Alan Kardec. Vilson, que era dúvida, joga, e os desfalques são Valdivia, Vinicius e Lèo Gago, todos ainda sem condições físicas de entrar em campo.

Embalado no Brasileirão, com uma sequência de oito partidas sem perder – dez, se considerar a Copa do Brasil – mantendo a invencibilidade do técnico Vagner Mancini no comando do time, o Furacão quer aproveitar a chance se mostrar serviço também em uma competição internacional. O Rubro-Negro, aliás, já fez uma campanha de destaque na Sul-americana em 2006, quando ficou na terceira colocação, eliminado pelo Pachuca do México, nas semifinais.

Bruno Silva, que já atuou na competição com a camisa da Ponte Preta fica fora do confronto, abrindo mais uma vez espaço para a entrada de João Paulo. Paulo Baier, desgastado pela sequência de partidas, pode ser poupado para a entrada de Elias. Já Pedro Botelho e Dellatorre, que cumpriram suspensão no Brasileiro, retornam naturalmente a suas vagas, embora o segundo com a sombra de Ederson.

Independentemente das escolhas, Mancini destaca que o grupo está dando a resposta graças ao padrão de jogo estabelecido, embora o sistema mata-mata possa obrigar a fechar mais o meio-campo ou pelo aumentar a atenção na marcação. “O elenco do Atlético é forte, está mostrando isso. O atleta tem na memória o que ele. Para o jogo de quarta-feira, vamos levar os exemplos desta partida. (Mas) o sistema de jogo ou a fórmula de disputa é diferente. Talvez, tenhamos que estar muito mais ligados”, concluiu.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X ATLÉTICO-PR

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)


Data: 21 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)


Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Wesley e Mendieta; Leandro, Ananias e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; João Paulo, Zezinho, Paulo Baier (Elias) e Everton; Marcelo e Dellatorre (Ederson)
Técnico: Vagner Mancini

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Em busca do tri, Palmeiras testa força e bom momento do Atlético-PR

Sobrando na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 40 pontos, sete a mais que a Chapecoense, vice-líder, o Palmeiras deixa de lado a competição para se concentrar na estreia da Copa do Brasil. Campeão em 1998 e no ano passado (única alegria do palmeirense em 2012), o Verdão testa seu embalo contra o Atlético-PR, que vem bem na Série A – está em quinto lugar, com oito jogos de invencibilidade.

O jogo, no Pacaembu, vale pelas oitavas de final do torneio mata-mata e começa às 19h30m (horário de Brasília). O jogo de volta será dia 28, em Curitiba.

O Furacão chega às oitavas após eliminar Brasil de Pelotas-RS, América-RN e Paysandu. O Verdão entra agora na Copa do Brasil, pois disputou a Taça Libertadores – caiu nas oitavas da competição continental.

A partida será apitada pelo árbitro goiano André Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Guilherme Dias Camilo (MG) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE). O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, a partir das 19h.

AS ESCALAÇÕES

Palmeiras: o técnico Gilson Kleina alterou o esquema tático do time. Em vez do 4-4-2, o Verdão jogará com três atacantes: Ananias entra no lugar do volante Charles para formar o trio ofensivo ao lado de Leandro e Alan Kardec. O zagueiro Vilson, que era dúvida, vai para o jogo. A provável escalação: Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, Vilson e Juninho, Márcio Araújo, Wesley e Mendieta, Ananias, Leandro e Alan Kardec.

Atlético-PR: o técnico Vagner Mancini tem algumas dúvidas para montar o time. Paulo Baier pode ser poupado. No ataque, Dellatorre e Ederson disputam a vaga. O volante João Paulo no entra no lugar de Bruno Silva. O time provável: Wéverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; João Paulo, Zezinho, Everton e Paulo Baier (Elias); Marcelo e Delattorre (Ederson).

QUEM ESTÁ FORA

Palmeiras: Valdivia, com um edema na coxa direita. Vinícius, apesar de recuperado da lesão no tornozelo e joelho direitos, ele foi vetado por cautela.

Atlético-PR: o volante Bruno Silva já disputou jogos da Copa do Brasil pela Ponte Preta e não pode defender o Furacão na competição.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Palmeiras estreia na Copa do Brasil contra o Atlético-PR para enterrar orgulho ferido

Por Mauricio Duarte

Atual campeão do torneio, o Palmeiras estreia na Copa do Brasil nesta quarta-feira, contra o Atlético-PR, às 19h30 (de Brasília), no Pacaembu. Para o time alviverde, o jogo tem uma importância que ultrapassa a questão de abrir caminho para a classificação. O time do Palestra Itália quer mostrar que é capaz de ser competitivo mesmo quando tem pela frente equipes da Série A do Campeonato Brasileiro.

A partida é uma maneira de os jogadores acabarem com um orgulho ferido, que permanece desde a queda no campeonato nacional, no ano passado. “A gente vai testar nosso trabalho também, mostrar para todos que duvidam ainda”, sintetizou o volante Marcio Araujo. “O trabalho está sendo bem feito, mesmo com todas as dificuldades. Estamos nos superando dentro de campo e conseguindo as vitórias. Temos de manter isso, continuar com a mesma pegada e a mesma humildade. Não podemos desistir nunca dos resultados”, completou.

Para a partida, o treinador Gilson Kleina surpreendeu e irá escalar três atacantes. A ideia é abrir o máximo possível de vantagem dentro de casa. Apesar disso, ele sabe que não pode descuidar da defesa, dado o critério de desempate de gol fora. No setor ofensivo, ele irá escalar Ananias, Leandro e Alan Kardec, com os dois acompanhando as subidas dos laterais adversários. Valdivia segue sendo desfalque. O time não perde há 11 jogos- são dez vitórias e um empate.

Vale lembrar que, neste ano, o Palmeiras se saiu bem quando enfrentou equipes da Série A do Brasileiro. No Paulistão, por exemplo, o time de Gilson Kleina não foi derrotado em nenhum clássico. Empatou por 2 a 2 com o Corinthians, por 0 a 0 duas vezes com o Santos e uma vez com o São Paulo.

O Atlético-PR, por sua vez, embora tenha subido este ano para a Série A, está em uma ascendente. O time comandado por Vagner Mancini está invicto há oito jogos e ocupa a quinta colocação no Brasileiro, com 24 pontos. Portanto, é um time que chega com confiança para o confronto.

“O Palmeiras tem um time muito competitivo. Certamente, serão dois jogos disputadíssimos. É uma equipe que joga mais em velocidade e tem um setor de marcação eficiente. O Atlético-PR também é um time que tenta marcar forte e sai rápido. A Copa do Brasil requer que a equipe tenha muita garra, seja muito concentrada”, destacou Mancini.

O Atlético-PR terá alguns desfalques para o jogo. O veterano Paulo Baier pode ser poupado pelo treinador. Alérm disso, o volante Bruno Silva está impossibilitado de jogar pois já atuou pelo torneio pela Ponte Preta. O regulamento não permite que um mesmo jogador defenda dois times na competição. Em seu lugar, Mancini escalará João Paulo.

Após o jogo desta quarta, as equipes voltam a se enfrentar pela Copa do Brasil na próxima quarta-feira (28), em Curitiba. A partida começa às 21h50 (de Brasília), na Vila Capanema. O vencedor do “mata-mata” enfrenta nas quartas de final o vencedor de Internacional e Salgueiro (PE).

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Valdivia vê espaço para Mendieta no Palmeiras e elogia entrosamento do colega

Por Mauricio Duarte

A torcida do Palmeiras vive a expectativa de ver Valdivia e Mendieta atuando juntos como titulares do Palmeiras. Com o ídolo chileno machucado, o paraguaio tem cumprido o papel de armador do time e vem se destacando. Fez dois gols nas últimas duas partidas. Lesionado, o camisa 10 deve retornar somente para o segundo jogo contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil.

Valdivia acredita que há espaço para ambos atuarem lado a lado. O camisa 10 elogiou o companheiro e disse que se aproximou bastante do paraguaio desde que ele chegou ao Palmeiras.

“A gente se aproximou rápido porque falamos o mesmo idioma e isso facilita bastante. Além disso, faço questão de ajuda-lo porque quando eu cheguei aqui, não havia ninguém que falasse castelhano e sei o quanto é difícil. A convivência faz a nossa amizade crescer e sempre estamos juntos. Ele é um cara tranquilo, humilde, e que já demonstrou que tem muita qualidade. Por ser uma ótima pessoa, está bem entrosado com o grupo e tenho certeza que logo conquistará o torcedor”, afirmou ao UOL Esporte.

O treinador Gilson Kleina já manifestou o desejo de colocar os dois juntos em campo nos jogos da Série B do Brasileiro, o que deve ocorrer assim que o chileno se recuperar de um edema na coxa. A ideia do treinador alviverde é fazer com que o time passe a ser mais forte no setor de criação, especialmente nas partidas dentro de casa. Neste caso, Wesley faria efetivamente o papel de segundo volante, ao lado de Márcio Araújo.

“Tenho de colocar meu erro. Mantemos a estrutura de jogo e todo segundo tempo eu mudo. Vou estudar bem. Nos jogos em casa pode entrar com dois meias. Fica mais vulnerável, porque tem o contra-ataque, mas sendo o Palmeiras preciso aumentar o poder de criação. Vamos ter de correr esse risco. Temos de abrir mão dos volantes”, disse Kleina.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Pela terceira vez em 2013, Palmeiras inicia mata-mata sem Valdivia

O Palmeiras inicia nesta quarta-feira, às 19h30, sua terceira disputa eliminatória na temporada: as oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, no Pacaembu. Assim como no Paulistão e na Copa Libertadores, Gilson Kleina não poderá contar com o meia Valdivia, que está com um edema na coxa direita.

Antes da pausa para a Copa das Confederações, o Mago passou 114 dias parado por causa de uma lesão na mesma coxa direita: perdeu o jogo único das quartas de final do Estadual, contra o Santos (1 a 1 e derrota nos pênaltis) e os duelos contra o Tijuana (MEX), pelas oitavas da Libertadores (0 a 0 na ida e derrota por 2 a 1 na volta).

A expectativa do departamento médico alviverde é de que o jogador esteja disponível para o duelo de volta contra o Furacão, na quarta-feira da semana que vem. Ele sentiu o incômodo na terça-feira da semana passada, enquanto treinava com a seleção chilena para o amistoso contra o Iraque, no dia seguinte, em Copenhague (DIN).

Apesar de não ser um problema grave, a nova dor do camisa 10 desapontou a comissão técnica, que vinha fazendo um planejamento minucioso para contar com ele nos duelos mais decisivos.

Dos dez jogos do Palmeiras após a pausa da Série B, Valdivia participou de sete e foi bem em todos. Antes do edema, ele só não enfrentou o São Caetano, por estar sendo poupado, e o Joinville, enquanto viajava com o Chile. No sábado, contra o Paysandu, já estava em tratamento.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

• Para defender título, Palmeiras encara rival da elite nas oitavas

Por Marina Galeano

Líder da Série B do Brasileiro, o Palmeiras tem hoje, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, um adversário da elite do Nacional. A apenas cinco pontos do primeiro colocado e a um ponto do G4, o Atlético-PR ocupa a quinta posição da tabela.

Para alguns jogadores do clube alviverde, o duelo desta quarta é a oportunidade de testar o trabalho desenvolvido ao longo da temporada.

“É uma chance de mostrar a todos que ainda duvidam. Sabemos que o Atlético-PR é uma equipe muito qualificada, e isso nos motiva ainda mais”, disse o volante Márcio Araújo após o treino ontem.

Hoje, o Palmeiras entra em campo com uma formação diferente em relação aos últimos jogos da Série B. O técnico Gilson Kleina tirou Charles do meio de campo e colocou mais um homem de frente, o atacante Ananias. Assim, o time começa mais ofensivo, no esquema 4-3-3.

A preocupação, agora, é evitar tomar gols dentro de casa, já que, na Copa do Brasil, esses tentos valem como critério de desempate.
O Palmeiras saiu atrás do placar em três das últimas quatro partidas pela segunda divisão. Contra o Paysandu, na 16ª rodada, a vitória veio nos acréscimos do segundo tempo, com Leandro.

“[A Copa do Brasil] é uma competição diferente, o gol sofrido em casa pesa”, disse o volante Márcio Araújo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Por contratações e experiência, Marcos vê Verdão superior ao de 2003

Por Caio Carrieri

Marcos passou 20 anos da sua vida dentro do Palmeiras. Sabe como poucos analisar o momento do clube. Fez parte e foi protagonista do time recheado de estrelas que conquistou diversos títulos na década de 90, como também acabou rebaixado em 2002, recusou proposta do Arsenal (ING) e ajudou no ano seguinte a levar a equipe de volta à elite do futebol brasileiro – caminho que o Verdão refaz neste ano.

O ídolo palmeirense aponta que o atual grupo de jogadores é mais qualificado do que o que teve Vagner Love, Edmilson e outras revelações da base há dez temporadas.

– O time deste ano é melhor, com contratações e jogadores experientes, bons nomes que vieram nesta gestão do Paulo Nobre. Na nossa época havia bons jogadores também, mas a maioria subindo da base, porque apostaram mais na base e revelaram-se vários jogadores. Esse time, no papel e na experiência, é melhor do que o de 2003. Mas também naquela época jogadores da base foram valorizados e o clube pôde ganhar dinheiro com isso depois – declarou em entrevista ao LANCE!Net.

Os números avalizam a análise do eterno camisa 12. Passadas 16 rodadas, o time de Gilson Kleina soma 40 pontos e é líder isolado da Série B. No primeiro pesadelo alviverde, acumularam-se 32 pontos após esta mesma quantidade de exibições. À esta altura o Palmeiras também liderava a competição de 2003.

Nesta quarta, no entanto, o compromisso do Palmeiras será pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, às 19h30, no Pacaembu.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ FOX SPORTS

• Casas de apostas colocam Palmeiras como favorito contra Atlético-PR

Atual campeão da Copa do Brasil, o Palmeiras estreia na competição nacional contra o Atlético-PR, nesta quarta-feira (21), às 19h30, no Estádio do Pacaembu. Há 11 jogos invictos e em harmonia com a torcida, o Verdão é favorito nas casas de apostas para o confronto contra o Furacão.

Segundo as apostas realizadas no site Bet 365, a vitória do Verdão por 1 a 0 paga R$ 7,00 e um triunfo do Atlético-PR está valendo R$ 11,00. Porém, o resultado que está mais cotado para acontecer é o empate por 1 a 1. O Palmeiras é favorito, pois existem mais apostas ligadas a uma vitória alviverde do que um resultado positivo da equipe paranaense.

O resultado com mais valor e o menos cotado para acontecer é uma vitória do Palmeiras por 6 a 2. Lembrando que nas três vezes que o Verdão enfrentou o Atlético-PR pela Copa do Brasil, a equipe paulista venceu em todas as oportunidades (1992, 2010 e 2012).

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOX SPORTS

••

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Palmeiras, no olho do Furacão

Antes de enfrentar o Furacão, como é conhecido o embalado Atlético Paranaense, o Palmeiras teve de enfrentar ondas turbulentas na noite desta terça-feira: julgado pelo que aconteceu em Guaratinguetá em jogo pela Segundona, quando duas facções de torcidas uniformizadas se enfrentaram nas arquibancadas antes da partida, o clube correu o risco de mais uma vez perder o mando de campo-como aconteceu no início da Série B- só que agora com rigor ainda maior.

Não foi punido, ficando apenas em multa modesta, pois não ficou provado que poderia ter evitado a pancadaria. Foi mais um susto. Mas o risco que correu à toa- até quando essas torcidas não vão entender que, além de tudo, podem prejudicar o clube?- poderia ter causado sérios problemas no futuro, já que as arrecadações dos jogos passaram a ter um valor ainda mais significativo diante da demora em acertar um patrocínio máster, das dívidas já existentes, da receita não muito generosa. E os jogos no Interior, no começo da Segundona, não renderam coisa alguma, enquanto que no Pacaembu a média de público aumentou para mais de 20 mil pessoas.

E será no Pacaembu que o Palmeiras terá sua prova de fogo na noite desta quarta-feira. O Atlético Paranaense está invicto há dez jogos, sendo oito pela Série A, onde ostenta honrosa quinta colocação e exibe futebol convincente: destaques para o zagueiro Manoel, para o lateral-esquerdo Pedro Botelho, para o veterano Paulo Baier (que talvez não jogue) e para um atacante de 21 anos, 1 metro e 82 de altura e sua atual grande revelação. Trata-se de Marcelo.

O Palmeiras, em noite de autoafirmação de querer acabar com essa conversa de que só é time de Série B, responde com coragem, com o técnico Gilson Kleina optando por esquema ofensivo, com três atacantes- Ananias, Alan Kardec e Leandro, sacando, enfim, um dos três volantes da equipe, no caso Charles,

Deverá dar bom jogo. E sem brigas.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

••

COLUNA DO ANTERO GRECO ❘ O ESTADO DE S.PAULO

• Teste Verde

O Palmeiras sobra na Série B do Brasileiro, lidera com folga e só tem a Chapecoense a fazer-lhe sombra. Retorno garantido para a elite em 2014, salvo hecatombe ou fim do mundo antecipado.

Isso significa que o time está pronto para medir-se com seus pares da A? Não. Há caminho a percorrer, ajustes devem ser feitos e até o técnico Gilson Kleina precisa amadurecer e ser ousado em algumas das decisões que toma.

O Palestra tem teste interessante para medir o estágio de evolução, nos duelos que faz, a partir de hoje, com o Atlético-PR, pela Copa do Brasil. Pega um rival em ascensão na divisão principal; por isso, não se vê obrigado a ganhar a qualquer custo.

O Palmeiras, campeão de 2012, é franco-atirador. Isso é bom.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Política

Após convidar a vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, o Palmeiras chamará também o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e o presidente do PT, Rui Falcão, para integrar a comissão de notáveis para o centenário. O Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também é cogitado.

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Burocracia

As obras do Allianz Parque devem ser concluídas em abril, mas o estádio só abrirá suas portas no final de maio. “É que precisaremos de 45 a 50 dias para resolver pendências com alvarás”, diz Rogério Dezembro, diretor de novos negócios da WTorre.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → Palmeiras quer segurar o Atlético-PR para não tomar gols em casa
 
 
LANCENET → Felipão chama novidades para a Seleção: Ramires, Maicon e Henrique
 
 
FOLHA ONLINE → Henrique, Ramires e Maicon são as novidades de Felipão
 
 
ESTADÃO ONLINE → Felipão convoca Maicon, Henrique e Ramires para amistosos em setembro
 
 
UOL ESPORTE → Valdivia vê espaço para Mendieta no Palmeiras e elogia entrosamento do colega
 
 
GLOBO ESPORTE COM → Palmeiras assume rótulo de ‘azarão’, mas quer mostrar futebol de elite
 
 
TERCEIRO TEMPO → Palmeiras testa sua força no Pacaembu
 
 
GLOBO ESPORTE COM → Kardec, Mendieta e Luis Felipe: os candidatos ao lugar de Assunção
 
 
JP ONLINE → Vilson revela Palmeiras “focado” e quer retribuir apoio da torcida contra o Furacão
 
 
ESPN BRASIL → Palmeiras e Atlético-PR colocam invencibilidades à prova no Pacaembu
 
 
LANCENET → Henrique vira ‘capitão zen’, mas avisa: ‘Mexeu com um, mexeu com todos’ 
 
 
LANCENET → Pé-quente em 2012, Marcos estará no Pacaembu e aposta no Palmeiras
 
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Vídeo: Intocável, Márcio Araújo vê Verdão pronto pra Copa do Brasil

••

 

27 respostas em “Verdão na Mídia 21-08-2013: Palmeiras aposta em 3 atacantes para abrir vantagem ❘ Estadão Online”

VAI COMEÇAR TUDO DE NOVO, vai começar a encher o departamento mádico, Luís Felipe, Valdívia e ainda querem vender o Wesley.

Já que o jogo está passando ao vivo na Fox e o Simon está nas cabines, a torcida poderia homenageá-lo com o grito: “Simon, filho da fruta”…

Opa! Está passando na Fox Sports, sorry. Mas se quiserem postar link pro jogo, quem não tem Fox Sports vai agradecer.

Valeu!

Resultado ideal é 2×0, 1×0 pode ser, o melhor é não tomar gol. seja o que Deus quiser. PALMEIRASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS FIU FIU FIU
pra quem não, se é que alguém não sabe FOX SPORTS ao vivo

Tudo voltando ao norma né Kleina? Leandro não joga!
Do jeito que vc sempre quis.
Hj vamos ter que ter muita camisa.

Pra mim, ter políticos na comissão de notáveis para a comissão do Centenário é o fim. Um pessoal que nem pra conceder um alvará de demolição para o Palmeiras serviu. Gilberto Carvalho??? Aff… sem comentários, porque senão a moderação não aprova – rsrsrs. Não dá pra fazer uma comissão com atletas renomados, jogadores de futebol ou de outras modalidades, ou com músicos, como o Kleine e o Moacir Franco, ou cientistas, como o Nicolellis, todos palmeirenses notáveis? Pra mim, políticos são todos notáveis corruptos. Pronto! Falei!

É isso aí Regina, parabéns, você falou tudo. Os politiqueiros não fizeram nada por nós Palmeirenses, principalmente o APROVAÇÃO DO ALVARÁ para demolir aquela arquibancada norte (Av. Francisco Matarazzo) que não foi aceita pelos órgãos competentes. É tudo politicagem, como você mesmo disse Regina, SÃO TODOS POLÍTICOS NOTÁVEIS CORRUPTOS incluindo os mesmos de sempre que comandam e apequenam o Palmeiras a décadas.

ABRS.

Como o pessoal adora diminuir o Palmeiras… Então, porque estamos na Série B somos inferiores aos times da Série A? Aham… Até parece que todo mundo da A está um primor! Pior ainda é ficar lembrando da nossa condição cada vez que escrevem! Pela lógica deles, nem deveríamos disputar a Copa do Brasil, já que vamos perder mesmo! E outra: se a Série B fosse tão ruim assim tecnicamente, nem jogadores convocados pra Seleção teríamos, já que ir bem na B não seria parâmetro para convocações. Mas os técnicos estão vendo os jogos e nossos jogadores estão se destacando a ponto de serem convocados. Então qual a diferença? Pra mim, é só a letra e as distâncias percorridas para enfrentar os adversários nas casas deles. Se estamos prontos para a Série A? Talvez não, mas quais dos times brasileiros são realmente série A atualmente?

O comentário do Jair é excelente, é céu ou inferno pro fraquinho do Kleina. Eu iria com o Felipe no lugar do Ananias. Logo mais caindo na estrada, meu palpite ? 2a0 Palmeiras.

Saudações e vamos nessa.

Sinceramente, esqueçam copa do brasil!porque fomos campeoes ano passado?alguem lembra?m araujo titular é fail na certa!

Vai dar merda este esquema com só com o Caramujo eterno de volante mesmo…. Ê seu GK, chega o único momento relevante no 2º semestre e lá está o maior erro do Palmeiras ainda sem correção, PQP!
E este FDP, morfético deste Felixão, nem estando na selenike nadando de braçada no ambiente q ele curte de altas negociatas deixa o Palmeiras em paz. Sem noção esta convocação do Henrique, mesmo esportivamente. Tem pelo menos Miranda muito na frente dele…

O Marcio Araujo deu entrevistas em todas as Tvs, rádios e jornais!
O Gilson “Rinus Michels” Kleina contra um time da 1ª divisão, veloz e com bom atacantes vai colocar o Palmeiras no ataque, 3 atacantes e o Marcio Araujo de 1º volante.
Ou a “VACA VAI PRO BREJO” ou o genial treinador “SI CONSAGRA”

O Avallone falou a verdade, esse Marcelo aparenta ter um grande futuro, boa estatura, veloz, raçudo, finaliza bem, enfim, um GRANDE problema para o pepkleina resolver, se ele jogar caindo nas costas do juninho correremos sério risco de não chegar as quartas… Um jogador a ser observado para o centenário!!!!

O Palmeiras leva quanto dessas apostas? usam o nome dos times sem pagar pelo licenciamento da marca?

Colocar o Caramujo gente boa para falar sobre uma partida tão importante é muito estranho, já devem ter renovado o contrato deste limitadíssimo corredor, estava empolgado para o jogo, mas depois de ver a matéria fiquei desanimado.

nao sei por que o Kleina insiste em 3 atacantes e não 2 meias…mesmo com leandro e vinicius abertos o time ainda patina pra criar jogadas ofensivas

Os comentários estão desativados.