Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 24-08-2013: Verdão caminha para bater recordes e fazer campanha histórica na Série B ❘ Lancenet

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Verdão caminha para bater recordes e fazer campanha histórica na Série B

Por Fellipe Lucena e Thiago Ferri

Os números do Palmeiras até agora na Série B animam. Líder e com aproveitamento de 83,3% dos pontos após 16 rodadas, o Alviverde entra em campo para enfrentar o Boa, neste sábado, em Varginha, às 16h20, e manter-se dominando o torneio.

Invicto há 12 jogos, o time do técnico Gilson Kleina chegou a sete vitórias seguidas no ano e se aproxima da melhor sequência desde 2009. Naquela temporada, venceu os primeiros nove confrontos, entre Paulista e Libertadores.

Na Série B, entre os vários recordes que o Verdão briga para derrubar, o mais próximo é tornar-se o time com a melhor campanha de primeiro turno desde que a divisão de acesso é disputada em pontos corridos (2006). O Vitória ainda detém a marca, com a campanha do ano passado, quando fez 44 pontos. Para ultrapassar, resta ao Verdão somar mais quatro pontos nos três jogos do turno

Mas, ao menos no discurso, Gilson Kleina mostra que não pensa nas marcas que a sua equipe pode quebrar. Para manter o foco de seus comandados, ele citou o exemplo do Rubro-Negro baiano. Apesar da boa campanha na primeira metade da Série B no ano passado, o rendimento caiu no returno e o time garantiu o acesso apenas na última rodada.

– Não falamos disso. No fim da rodada, se isto se aproximar, podemos olhar as estatísticas. Mas em todos os jogos temos que entrar mobilizados. O que passamos é que o Vitória fez a melhor campanha no ano passado, mas se classificou no fim, trocou de técnico… Não pode relaxar nunca – avisou o técnico alviverde.

Veja abaixo os números que o Verdão pode bater:

44 pontos


É o melhor turno na história da Série B nos pontos corridos: Vitória, em 2012. Faltam só quatro pontos, e três jogos.



77,3% de aproveitamento


É a melhor campanha da história da Série B: Atlético-PR, em 1995. Verdão, que fez 74,3% em 2003, tem hoje 83,3% dos pontos.



85 pontos


É o recorde da história da Série B: Corinthians, em 2008. Verdão, com 40, pode chegar à metade antes de virar o turno. 



25 vitórias


É o recorde na Série B de pontos corridos, também do Corinthians, em 2008. Verdão já passou da metade: 13.



82 gols

É o recorde na Série B de pontos corridos, com a Portuguesa, em 2011. Com 2,12 de média por jogo, Verdão (34 gols) chegaria a 80.



29 gols


sofreram Vasco (09) e Corinthians (08), melhores defesas dos pontos corridos na Série B. Verdão tem melhor atual: 12.



9 vitórias seguidas


É a última grande série do Palmeiras, obtida com Vanderlei Luxemburgo, em 2009. Faltam duas para Kleina igualar.

Academia LANCE!

Gilcione Nonato Costa, matemático da UFMG, vê time a oito vitórias de voltar para a Série A



Provavelmente teremos dois times com 63 pontos no final da Série B, sendo que um se classificando e o outro, não. Então, estatisticamente, um time com 64 pontos deve se classificar.



O Palmeiras já desponta como o favorito para ser campeão, com 54,1% de chances. A soma das chances de todos os demais times é inferior às chances de o Palmeiras levar o título da competição.



Em relação à disputa para voltar à Primeira Divisão, o Palmeiras tem 94% de chances de acesso. O clube está a oito vitórias de voltar à Série A. Então, a não ser que haja uma tragédia no rumo da Série B, o retorno do Palmeiras está muito bem encaminhado.

O quinto colocado, o América-MG, empatado com o Boa, tem 26 pontos em 16 jogos, 14 pontos atrás do Palmeiras. O problema é que o Coelho é um time com muitos altos e baixos. Quando mais se espera, ele perde. Então, é muito difícil o clube passar o Verdão na tabela.



Dada sua regularidade, sua campanha,  é muito difícil que o Palmeiras não se classifique.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Estreante na ‘terra do ET’, Verdão põe série invicta à prova contra o Boa

Líder do Campeonato Brasileiro da Série B, com 40 pontos, e invicto há 12 jogos. Os números jogam a favor do Palmeiras no confronto com o Boa Esporte, neste sábado, às 16h20m, no estádio Melão, mas tudo pode acontecer na terra famosa pelo caso do ET de Varginha (MG), ocorrido em 1996, quando três mulheres dizem ter visto o ser em um terreno baldio. O técnico alviverde

Gilson Kleina, inclusive, diz não ter medo da história e aprecia a ficção científica sobre o assunto.

Estreante na cidade, o Verdão não terá tempo para turismo e fará o primeiro confronto da história com o time mineiro, sedento para quebrar a série de invencibilidade palmeirense e entrar no G-4 – com 26 pontos na oitava posição, a equipe tem um ponto a menos do que o Joinville, quarto colocado. Após anunciar oito contratações, entre elas o zagueiro Alex Silva, os donos da casa chegam motivados para o jogo.

O árbitro Grazianni Maciel Rocha apitará a partida, auxiliado por Lorival Candido das Flores e Leonardo Mendonça. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances, em Tempo Real e com vídeos exclusivos. A TV Globo transmite a partida ao vivo para o estado de SP.

AS ESCALAÇÕES

Boa Esporte: desde quarta-feira, o técnico Nedo Xavier faz mistério e fechou todo os treinos da equipe. Além dos quatro novos jogadores que podem estrear, Nedo tem a volta do zagueiro Walisson, que se recuperou de uma lesão. Com isso, o Boa deve jogar contra o Verdão com: Douglas; Airton (Leandrinho), André Astorga, Ciro Sena (Thiago Carvalho) e Petros (Crystian); Betinho, Rodrigo Souza, Malaquias (Francismar) e Marcelinho Paraíba; Luiz Paulo e Fernando Karanga.

Palmeiras: pensando no segundo duelo com o Atlético-PR, no próximo dia 28, em Curitiba, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, Gilson Kleina decidiu usar um time misto contra o Boa Esporte. Além dos jogadores poupados da viagem, ele deixará Mendieta como opção no banco, pois não sabe se poderá contar com o retorno de Valdivia diante do Furacão. Assim, o Verdão vai a campo com: Bruno, Luis Felipe, Tiago Alves, Henrique e Fernandinho; Eguren, Márcio Araújo, Charles e Felipe Menezes; Ananias e Alan Kardec.

QUEM ESTÁ FORA

Boa Esporte: o lateral Airton, que estava lesionado, voltou a treinar, mas ainda é dúvida. Estão no DM os zagueiros Neylor e Carciano, além dos laterais Rafinha e Sheslon.

Palmeiras: Wesley (suspenso pela expulsão contra o Paysandu), Valdivia (edema na coxa direita), Marcelo Oliveira (lesão na panturrilha direita), além de Fernando Prass, Vilson, Juninho e Leandro, poupados, não viajaram para Minas Gerais.

PENDURADOS

Boa Esporte: Ciro Sena, Marcelinho Paraíba, Rodrigo Souza, Walisson e Xandão.

Palmeiras: Charles, Leandro, Luis Felipe e William Mendieta.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Com time misto, Verdão tenta seguir tranquilo afastando Boa do G-4

Por William Correia

Embora líder da Série B do Brasileiro com quatro pontos e um jogo a mais em relação ao segundo colocado, o Palmeiras sempre mostrou humildade em sua campanha. E neste sábado, às 16h20 (de Brasília), mesmo sem seis titulares, o time enfrenta o Boa em Varginha (MG) com a missão de ampliar sua tranquilidade entre os quatro primeiros lugares – está a 14 pontos da quinta posição.

Gilson Kleina tem proibido qualquer empolgação, sem deixar seus atletas nem pensarem em título ainda, ressaltando o acesso como objetivo principal. Com essa mentalidade, segurar um clube que inicia a 17ª rodada na sexta posição é fundamental, como discursou o treinador.

“Precisamos neutralizá-los porque podem entrar no G-4. Temos que ser competentes para neutralizar os pontos fortes deles e impor os nossos. Com inteligência, procuraremos fazer o nosso resultado sem mudar a nossa atitude”, disse Kleina, lembra aos escalados da responsabilidade de manter a boa fase.

O Verdão está invicto há 12 jogos e vive uma sequência de sete vitórias. Mas, pela primeira vez na temporada, se dará ao direito de poupar jogadores. Visando o decisivo duelo pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na quarta-feira, em visita ao Atlético-PR em Curitiba, Kleina deixou meio time fora.

Fernando Prass, Vilson, Juninho e Leandro descansam, Wesley cumpre suspensão e Valdivia trata de edema na coxa direita sem data para voltar. A preocupação com a Copa do Brasil é tanta que Mendieta, substituto imediato do chileno, será reserva em Minas Gerais para diminuir o risco de se machucar. E o reserva Marcelo Oliveira nem viajou por fisgada na panturrilha direita.

As novidades entre os titulares são o goleiro Bruno, o zagueiro Tiago Alves, o lateral esquerdo Fernandinho, o volante Eguren e o meia Felipe Menezes. Da escalação que venceu o Atlético-PR pela Copa do Brasil, o único setor intacto é o ataque, mais uma vez formado por Ananias e Alan Kardec. E quem entrar em campo terá que respeitar um rival em ascensão.

“O Boa vem de uma vitória importantíssima contra o São Caetano, cresceu muito e tem jogadores experientes que conhecem muito bem a Série B. Além disso, ficou a semana toda só se preparando para o nosso jogo”, falou Kleina, enfatizando subir como prioridade, e não o título. “Claro que sendo campeão é melhor ainda, mas a Série B dá quatro condições iguais para o ano que vem. O que precisamos é do acesso.”

É o que pensa também o Boa, que anunciou um pacote de reforços nesta semana tendo o zagueiro Alex Silva, ex-São Paulo e Seleção Brasileira, como destaque. À espera da regularização dos recém-contratados, o técnico Nêdo Xavier segue sem contar com os zagueiros Walisson, Neylor e Carciano e os laterais Rafinha e Sheslon, todos machucados. Deve repetir o time que venceu o São Caetano na última rodada.

“Precisamos de seis ou sete pontos nos três próximos jogos para terminar o primeiro turno no G-4, e a partida contra o Palmeiras é a mais esperada por nós. Se quebrarmos a sequência invicta deles, vamos ficar com ainda mais confiança”, previu o veterano meia-atacante Marcelinho Paraíba, nome mais conhecido da equipe mineira.

FICHA TÉCNICA

BOA X PALMEIRAS

Local: estádio Melão, em Varginha (MG) 


Data: 24 de agosto de 2013, sábado


Horário: 16h20 (de Brasília) 


Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ) 
Assistentes: Lorival Candido das Flores (RN) e Leonardo Mendonca (ES)

PALMEIRAS: Bruno; Luis Felipe, Tiago Alves, Henrique e Fernandinho; Eguren, Márcio Araújo, Charles e Felipe Menezes; Ananias e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

BOA: Douglas; Petros, Ciro Sena, Everton Luiz e Silvio Carrasco; Rodrigo Souza, Betinho, Vinicius Hess e Marcelinho Paraíba; Luiz Paulo e Fernando Karanga
Técnico: Nêdo Xavier

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Sem medo de “ET”, Palmeiras deixa Série B em 2º plano contra o Boa

Por Lucas Tieppo

O Palmeiras deixará a Série B em segundo plano pela primeira vez desde que começou sua campanha pelo retorno à elite do futebol brasileiro. Neste sábado, o time de Gilson Kleina encara o Boa Esporte, pela 17ª rodada do torneio, em Varginha, terra do famoso ET com mais de meio time formado por reservas.

Preocupado com o desgaste do elenco por conta da sequência de jogos e com o duelo de volta das oitavas de final contra o Atlético-PR, o técnico palmeirense não terá seis titulares, sendo quatro deles poupados.

O goleiro Fernando Prass, o zagueiro Vilson, o lateral esquerdo Juninho e o atacante Leandro ganharam folga do treinador, enquanto Valdivia segue em recuperação de lesão na coxa direita e Wesley está suspenso.

Kleina brincou com a suposta aparição de um ser extraterreste na pequena cidade mineira na década de 1990 e não teme que forças de outros planetas ajudem o Boa na partida deste sábado.

“Nunca tive medo de ET, mas é gostoso assistir esses filmes de ficção. Temos que estar bem atentos, o Boa tem feito uma grande campanha, tem bons jogadores”, disse o treinador, que completou. “Mas vamos lá para jogar futebol e não aproveitar o turismo que a cidade apresenta”, brincou.

Será o primeiro confronto da história entre Boa e Palmeiras e o time paulista deve mesmo tomar cuidado com o rival mineiro. A equipe venceu três dos últimos quatro jogos e pode entrar no G-4 da Série B em caso de nova vitória.

Apesar de levar a campo um time sem seis titulares, Kleina confia no elenco recheado para seguir com folga na liderança. Três jogadores farão a estreia como titular: Eguren, Tiago Alves e Felipe Menezes.

“Temos que enaltecer nosso elenco. Vamos poupar alguns jogadores, mas manteremos a estrutura da equipe para facilitar para quem entra. É uma mudança de 40% do time e será um jogo difícil”, analisou Kleina.

O Palmeiras lidera a Série B com 40 pontos e está invicto há 12 jogos – 11 vitórias e um empate. A vantagem para o Chapecoense, segundo colocado, é de quatro pontos. Já o América-MG, quinto colocado, tem 26 pontos, assim como Boa.

FICHA TÉCNICA

BOA ESPORTE X PALMEIRAS

Local: estádio do Melão, em Varginha (MG)


Data/Horário: 24/8/2013, sábado, às 16h20 (de Brasília)


Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Lorival Candido das Flores (RN) e Leonardo Mendonca (ES)

Boa Esporte: Douglas; Petros, Ciro Sena, Everton Luiz e Silvio Carrasco; Rodrigo Souza, Betinho, Vinícius Hess e Marcelinho Paraíba; Luiz Paulo e Fernando Karanga. Técnico: Nedo Xavier.

Palmeiras: Bruno, Luis Felipe, Tiago Alves, Henrique e Fernandinho; Eguren, Márcio Araújo, Charles e Felipe Menezes; Ananias e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Pensando na Copa do Brasil, Palmeiras poupa titulares

Por Ciro Campos

A Copa do Brasil virou a prioridade do momento no Palmeiras. A proximidade do jogo de volta contra o Atlético-PR, na próxima quarta-feira, em Curitiba, fez a comissão técnica palmeirense poupar jogadores e promover cinco trocas no time para a partida deste sábado, diante do Boa Esporte, a partir das 16h20, em Varginha (MG), pela 17ª rodada da Série B.

Sem perder há 12 jogos – são 11 vitórias e um empate, incluindo o 1 a 0 que fez sobre o Atlético-PR no duelo pela Copa do Brasil -, o Palmeiras lidera com folga na Série B. Tem quatro pontos de vantagem sobre a segunda colocada Chapecoense (40 a 36), o que lhe dá alguma gordura para queimar agora, quando o técnico Gilson Kleina pensa em poupar titulares.

As mudanças atingem a todos os setores da equipe. O goleiro Fernando Prass, o zagueiro Vilson, o lateral-esquerdo Juninho e o atacante Leandro nem sequer embarcaram com o elenco que viajou sexta-feira de ônibus até o interior de Minas Gerais.

O meia paraguaio Mendieta também será poupado, mas vai ficar no banco de reservas. Ainda há uma sexta baixa, mas por motivo de suspensão: o volante Wesley foi expulso na rodada passada, durante a vitória sobre o Paysandu, e dá lugar ao uruguaio Eguren.

O volante uruguaio, aliás, fará seu primeiro jogo como titular do Palmeiras – tem entrado apenas no segundo tempo -, assim como o zagueiro Tiago Alves e o meia Felipe Menezes. Além disso, Bruno ganha nova chance no gol e Fernandinho assume a lateral esquerda. Quem corresponder deve receber mais oportunidades caso o clube tenha de continuar conciliando a agenda entre a Série B e a Copa do Brasil pelo restante da temporada.

“Mexemos na equipe, mas mantemos a mesma estrutura tática para não dificultar a entrada desses jogadores. Não vamos mudar nossa postura de jogo”, explicou Gilson Kleina. Com as mudanças, ele pretende poupar quem estava mais desgastado pela sequência de oito jogos no período de 25 dias.

Mesmo com a manutenção do estilo de atuar e do esquema tático 4-4-2, o Palmeiras vai a campo mais cauteloso. Diante de um adversário de boa campanha e que luta para chegar ao G4 da Série B, o time terá marcação reforçada.

Durante o treino, o técnico ensaiou até mesmo recuar o volante Eguren como um terceiro zagueiro, para liberar o avanço dos laterais caso seja necessário.

“O Boa tem muita movimentação, jogou pela última vez na sexta-feira da semana passada e teve uma semana para descansar. Também temos que pensar em como neutralizá-los”, disse o comandante palmeirense.

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Loucos por Futebol

Gostei muito de participar do ” Loucos por futebol”, na ESPN

O programa irá ao ar neste sábado, ás 22 horas, e o tema central, é o Palmeiras, que completa 99 anos de vida nesta a segunda-feira 26 de agosto. Muitas histórias, curiosidades e um pessoal legal que tive ao meu lado.

Valeu!

Acompanhem: hoje pelo ESPN- ás 22h00!

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Palanque

Com a ajuda do vice Jesse Ribeiro, do PP, o presidente Paulo Nobre fez do jantar de aniversário do Palmeiras, no dia 26, um sucesso político. O governador Geraldo Alckimin, o prefeito Fernando Haddad, o ministro Aldo Rebelo e o deputado federal Paulo Maluf, do PP, confirmaram presença.

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Prestigiado...

Já existe um movimento dentro da diretoria do Palmeiras  para que o contrato de Gilson Kleina seja renovado para a próxima temporada — o atual vínculo vencerá em dezembro.

• …e acessível

Além de bons resultados, Kleina tem a seu favor o fato de ser bem mais barato do que a maioria da concorrência. Ele ganha R$ 150 mil por mês. E o presidente Paulo Nobre já falou que não existirá muito dinheiro no Palestra em 2014.

• Dia do verde

O Palmeiras fará campanha nas rádios e nas mídias sociais para estimular os torcedores a usarem a camisa alviverde na segunda-feira, quando o clube completará 99 anos.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → Com desfalques, Palmeiras quer manter a pegada na série B na terra do ET
 
GLOBO ESPORTE COM → Felipe Menezes e Alan Kardec destacam entrosamento no Verdão
 
LANCENET → Eguren volta a começar uma partida depois de dois meses
 
ESPN BRASIL → Com time misto, Palmeiras tenta seguir tranquilo afastando Boa do G-4
 
ESTADÃO ONLINE → Palmeiras testa Felipe Menezes como armador em jogo contra o Boa Esporte
 
AGORA SP → De time misto, Verdão busca oitava vitória consecutiva
 
BAND ESPORTE → Palmeiras põe ‘gordura em jogo’ e pega o Boa com time misto
 
DIÁRIO DE S.PAULO → Verdão vai até a terra do ET cheio de novidades
 
TERCEIRO TEMPO → Condições de Valdivia e Leandro geram dúvida em Kleina para Copa do Brasil
 
ESTADÃO ONLINE → Copa do Brasil faz Palmeiras escalar time misto contra o Boa neste sábado
 
BAND ESPORTE → Palmeiras vai inaugurar mais sete lojas oficiais até outubro
 
LANCENET → Para Assaf, torcida coloca o Palmeiras na Série A

••

7 respostas em “Verdão na Mídia 24-08-2013: Verdão caminha para bater recordes e fazer campanha histórica na Série B ❘ Lancenet”

Se for bem na Copa do Brasil e demonstrar mais coragem sou a favor de renovarem com o Kleina. Sempre escalar a equipe com 3 volantes na série B e ainda assim ver que a nossa defesa é muito frágil me dói. Os laterais não sabem marcar e a cobertura deles vem falhando. Cadê o Eguren?

Bom pelo menos num discurso o presidente tá muito certo. Falou que não conversa definitivamente o sobre o treinador antes do final do ano. Disse não se precipitar e que ainda vai reavaliar o trabalho num todo.

Também acho. Esse jogo de hoje era o jogo de dar chance principalmente para quem subiu e nunca joga, como Dybal, Luis Gustavo, Vitor Luis, Caio (acho que por precaucao o Kardec nao deveria jogar) e qualquer um dos goleiros (menos o Bruno).

Esse tecnico do Boa, Nedo Xavier, nao foi jogador do Palmeiras?

150 mil é o salario do Kleina? Ótimo ele nao é cinco vezes pior do que Felipao, Murici (esse foi na minha opiniao o grande erro do Beluzzo) ou Luxemburgo.

Poxa o salario do Kleina é de “só” R$150 mil? Se for pela primeira vez o Tirone fez algo que presta. Se for so isso tomara que ele chegue ao menos na final da C. do Brasil. E ai valera renovar sim.

Agora, bater recordes na Série B, NÃO É MOTIVO ALGUM DE ORGULHO. Se eu fosse presidente do Palmeiras assim que se classificar daria férias pro elencon principal e TESTAVA TODOS OS GAROTOS DA BASE, INCLUSIVE GOLEIROS NO RESTANTE.

Inclusive hoje era um ótimo dia pra testar outro goleiro. Na boa, o Bruno não é futuro do Palmeiras, ja fez a parte dele e segue o jogo.

Concordo. Mas entra técnico, sai técnico, e a base continua sem espaço pra jogar. Agora não testam, porque precisa subir. Depois não serão utilizados na Série A porque não têm experiência. E assim tudo continua na mesma!

Os comentários estão desativados.