Categorias
Corneta do Cunio

Corneta do Cunio – Cadê o bode?

Por Alberto Cunio

CEOs alviverdes, o Palmeiras segue à risca um preceito que devemos levar por toda a vida: viva o presente. Os que se lamentam pelo passado, com o qual só podemos aprender, mas não mudar, ou que ficam vislumbrando o futuro, esquecendo que somente as ações de HOJE produzirão resultados no porvir, não fazem o seu dever no presente e deixam com que ele passe sem nada realizar.

Porém, há um problema sério nisso tudo: o Palmeiras não é uma pessoa, mas uma instituição desportiva e, como todo “negócio”, precisa ter sim uma visão de futuro, planejamento e metas a serem alcançadas. Simplesmente porque sem isso, nada pode ter êxito que não pelo acaso. E hoje vivemos do acaso.

Um grande historiador amigo soltou esta semana, em meio aos inúmeros questionamentos contra nosso treinador GK, qual a razão do clube não formar também treinadores. E olha que Tirone chegou a investir nisso, com o promissor e jovem técnico luso-canadense Marc dos Santos, que treinava nosso sub-15 e acabou sendo levado por um caminhão de dinheiro para longe da Academia.

Ao mesmo tempo, questiono como clubes de outros estados conseguem, de uma hora para outra, lançarem jovens talentos na Série A, os quais arrebentam em campo, fazendo golaços e levantando a interrogação dos incautos paulistas: “Quem é esse cara?”.

O Palmeiras pensa diferente. Ao ser eliminado de forma ridícula pelo Atlético-PR na quarta passada, não pensou nisso tudo. Tratou logo de encontrar um bode para colocar a culpa. Não felizes com um, além do treinador que AINDA pensa pequeno, evidentemente, escolheram Márcio Araújo. Afinal, desde 2010 no clube, Márcio Araújo É EFETIVAMENTE o epicentro de todos os problemas do Palmeiras. Perdemos jogos por causa dele, fomos eliminados de 3 campeonatos este ano por causa dele, não temos patrocinador máster por causa dele, além dele ser o responsável e mentor do plano de AUSTERIDADE financeira perpetrado pela diretoria, sem levar em conta que Márcio Araújo intermediou a negociação do século, que levou Barcos embora e nos trouxe um pacote de vento em troca.

O que falta nas alamedas é vergonha na cara. O que falta nas alamedas é assumir as ações, é vestir as calças. Ao invés de ficarem caçando bruxas para colocar a culpa nos insucessos, deveriam olhar para seus próprios umbigos e perceberem que somos camarões adormecidos que a onda está levando.

Hoje, por simples comodismo e AUSTERIDADE financeira, não trocamos Gilson Kleina como treinador. Afinal, se o fizermos, teremos multa rescisória e a obrigação de trazer alguém de renome. O que significa MUITAS despesas. Logo, melhor deixar com está. Afinal, o principal objetivo do ano está sendo atingido assim mesmo. E nada como planejar o time para o centenário em dezembro. Contratar em fevereiro. Treinar e entrosar o grupo até abril, para então, no segundo semestre, perdermos uns 3 ou 4 atletas na janela de transferência e remontar tudo no meio do BR14.

Ah, mas aí vem 26/08/14 e tudo será festa. Está bom assim. Para que estressar? Vamos ficar aqui tocando a CORNETA apenas para fazer barulho nas comemorações de nossos 100 anos. Pobres de nós. Pobre Palmeiras.

A Corneta no Twitter pergunta: vai ou não vai embora, CEO? Siga! @Corneta3VV

34 respostas em “Corneta do Cunio – Cadê o bode?”

Boa noite a todos, empobrecidos estamos, não pela ausência de dinheiro, mas pelo excesso de idiotas que administram o Palmeiras, sob a tutela de MUMU, o luciferiano, que mantem manipulações e dogmas de sua maldita postura politica , baseada em destruir o futebol alviverde pelo puro prazer de transformar o clube em uma associação de bairro.
Respeito as opiniões que expostas demonstram uma certa lucidez , ao mesmo tempo uma ira , que desequilibra politicamente ate o inferno, sendo cristalina a visão de todos os aspectos da gestão Nobre, faço o que é possível, sem ofender ao mestre que conduz um cajado mortal a quem se opõe perante o poder que perdura 37 anos de lagrimas e decepções !

Aliás, em toda a “mídia palestrina” tenho notado um esforço muito grande em atacar Belluzzo e colocar-lhe a pecha de péssimo presidente e principal responsável pelo alegado “caos financeiro”. Muito estranho esse assanhamento da turma do kibe. Seria um contra-ataque após as críticas aos “jeniais” negócios envolvendo Barcos e Vilson?

Ser sócio do clube… Um bom assunto para se debater, afinal, quando os preços dos títulos foram absurdamente majorados, não ví um só conselheiro ou sócio reclamar. Hoje em dia, só sendo rico.

ALEXANDRE, que não é o grande, vc deve ser o MAXIMO. Imagino. Primeiro ataca a Regina e depois a minha pessoa. Pelo mesmo motivo. Defendendo o BODE fedorento. Quem defende aquele ruminante exala o mesmo odor. E vc acha a ARENA POUCO? Ela sera a redençao financeira do clube com certeza( so se o BODE atrapalhar).Entao o que o BELLUZZO deixou nao foi pouco. Poderia ter feito mais ? Certamente. O estatuto poderia ter sido modificado, o titulo de 2009 estava nas maos, o diretor de futebol(Cipullo) deveria ocupar outro cargo. Tudo isso poderia ser feito. Mas com tudo isso que poderia ser feito e não foi, o BELLUZZO ainda assim foi o ultimo GRANDE PRESIDENTE DO PALMEIRAS. DA ESTATURA DO CLUBE. Em todos os aspectos,, moral, etico, honradez, honestidade, PENSAR GRANDE etc etc etc. A sua metralhadora voltada para o BELLUZZO revela uma aspecto a ser refletido pelos que amam verdadeiramente o PALMEIRAS. O medo que ele volte a ser o PRESIDENTE DO PALMEIRAS. A quadrilha do mumu borra as cuecas so de pensar nisso. Mas pode se preocupar mesmo porque o proximo sera ele ou alguem que tenha o perfil dele. O CRISCIO por exemplo. Ai meu caro, a turma do mumu(BODE FEDORENTO) pode colocar as barbas, os chifres, os cascos de molho porque o PALMEIRAS voltara a ser GRANDE e com todos vcs bem longe do poder. E sera para SEMPRE…..

Belluzzo de volta, quem se borra todo é esse pobre palmeirense nordestino que sonha com a morte de toda esse geração de descendentes diretos de italianos a frente do meu gigante mundial chamado Palmeiras, outrora palestra, uma era na qual a sua frente vai estar pessoas que representem o que ele é, GIGANTE DO FUTEBOL E VENCEDOR POR NATUREZA.

Arthut nota da Wtorre

Não há “choque” algum entre o Clube e a WTorre, porque não existe nenhuma dúvida quanto à quantidade de assentos disponibilizados para a torcida do Palmeiras. Em primeiro lugar porque 100% da renda de bilheteria dos jogos do Clube pertencem ao Clube. E também porque, por entender que a torcida do Palmeiras é o principal e mais importante público da arena, a WTorre, desde 2011, vem investindo em uma série de iniciativas de interação com os torcedores, e um website com câmera ao vivo das obras. Por isso, não faz sentido algum imaginar que a arena irá restringir o acesso da torcida do Palmeiras a quaisquer de suas instalações, sejam cadeiras, camarotes, jogos ou eventos. Os cerca de 45 mil assentos da nova arena do Palmeiras estarão integralmente à disposição da torcida do Palmeiras.

O contrato firmado entre WTorre e a Sociedade Esportiva Palmeiras estabelece um novo modelo de negócios em relação à operação dos antigos estádios do país, que é o que permite a viabilidade econômica do projeto. Exceto a renda da bilheteria dos jogos de futebol, que permanece integralmente com o Clube, o modelo da nova arena prevê diferentes modalidades de novas fontes de receitas, como naming rights e patrocínios, uma operação profissionalizada do estacionamento, a realização de eventos e o aluguel de camarotes e cadeiras, entre outras. Não há no contrato nenhuma restrição à exploração das diferentes atividades que gerem receitas, mesmo porque o Palmeiras participa de todas as receitas advindas das novas atividades “extra futebol”, o que beneficia diretamente o Clube.

Não há, nem nunca existiu, qualquer restrição da operação da arena em relação às atividades do clube como, por exemplo, o programa de sócio torcedor. As equipes da WTorre e do Clube vem discutindo diferentes formas de usar a arena como mais um fator de atração para o programa. O Programa Avanti, inclusive, possui um estande de vendas e atendimento instalado de comum acordo entre clube e empresa, dentro da área de superfície da arena.

Há um equívoco na reportagem quando se vincula o número de associados ao programa de sócio torcedor e a capacidade do estádio. Vários programas bem-sucedidos de sócio torcedor no Brasil e no mundo como, por exemplo, os programas de sócio torcedor do Santos F.C. e do Sport Club Internacional, de Porto Alegre, possuem um número de associados muito superior à capacidade dos respectivos estádios.

O acordo entre Palmeiras e WTorre foi formalizado em 2008, E foi amplamente discutido internamente pela S.E.P., tendo sido aprovado em todas as instâncias do Clube. Orçada em mais de R$ 500 milhões, as obras de reforma do estádio e a construção de mais de 20 mil m² em novas instalações para o Clube Social estão sendo integralmente custeadas pela WTorre. A partir da inauguração, em 2014, o Palmeiras será o único clube brasileiro a ter um estádio nos padrões da FIFA com capacidade superior a 40 mil lugares, com zero de dívida, mantendo 100% da receita de bilheteria de seus jogos e recebendo participação crescente das receitas “não futebol” geradas pela arena, ao longo do período de 30 anos. Após esse período o clube receberá o estádio em perfeitas condições, reintegrando-o a seu patrimônio.

Sabemos que temos mais receitas e dinheiro que o Atle Pr, devemos menos que Botafogo,Flamengo,Vasco , Atletico mineiros entre outros, logo è facil explicar que nossa crise não è monetària e sim de Competencia ,a varios anos.Todos sabem que grandes empresàrios são movidos por desejo intenso de realizar o seu sonho,sua meta. Não vejo no Palmeiras ,presidente,diretoria,comissão tecnica o desejo de ser campeão, de ter time vitorioso e jogando bom futebol, parece que tudo serve,que o time não è o produto unico e a razão de tudo, não ouvem a torcida, parecem ter a mesma visão dos deputados de Brasília,longe do povo e perto da corrupção ou da alienação.Acorda Nobre, ainda è tempo, o Gamba Sanches trouxe Ronaldo
E virou o jogo, faça alguma jogada ousada, chega reclamar e fazer o qualquer presidente mediocre faz,cortar gastos.

Repito o nosso presidente e seu Diretor remunerado não passam de uns cartolas de grife. é tudo que foi dito acima, sem planejamento, de mão atadas presos as correntes do clube, e quando cobrados ha sempre a desculpas de sempre preparadas. è aquela velha frase: “tudo isso acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos”.

A questão financeira do Palmeiras é grave.
Seus dirigentes antigos, são arrogantes, prepotentes, são filhos e netos mimados de descendente de Italino. Haja vista as duas últimas gestões “Belluso e Tirone”.
As alianças políticas são todas envolvidas em falsidade e inveja ex: Mustafá e Délla Mônica, D`ella Mônica traiu Mustafá e aceitou apoio do grupo de Belluso, em 2007/08, para não levar o time à 2ª divisão pela 2ª vez, ai iniciou o caos financeiro. Depois Belluso com apoio de Dè`lla Mônica assume a presidência, e por incrível se disse arrependido de ter aceito convite. Com o poder nas mãos não soube fazer as mudanças necessárias, praticou uma política “ingenua”, de bom moço, culto, democrático, palestrino saudosista – fez as receitas crescerem, mas gastou tanto quanto as aumentou – demitiu técnicos sem critérios – Luxemburgo foi demitido porque disse que o tal de Keirrisson não jogaria mais com ele. Nas justificativas do sr Belluso, a demissão se deu para que não houvesse conflitos e para demosntrar compromentimento com a Traffic, investidora do jogador. Luxemburgo, depois com apoio da Traffic foi para o Atlético MG. O Sr Belluso ainda foi mais ingenuo e incompetente quando vendeu Valdívia, Cavaliere, não segurou Kleber, autorizou a saída do Diego Souza, e entregou de graça Vagner Love ao Flamengo. Belluso ainda foi abandonado pelo sr Crísio – diretor adjunto de planejamento à época, aliás o sr Crísio poderia nos dizer a causa. Também foi abandonado por Tirone e Dèlla Mônica, que faziam parte no início de sua gestão. Belluso ainda foi punido e ficou afastado do futebol do clube após xingar o juíz de ladrão, a torcida teve sua imagem prejudicada pela Mancha Verde, quando esteve presente numa festa na própria quadra onde filmaram e gravam palavras agressivas aos Bambis. Recontratou Valdívia, Kleber, Henrique e Felipão mas o caos financeiro só aumentou. Grande intelectual, visionário e uma pessoa íntegra, mas jamais um líder. Tirone e Frizzo o que dizer, os piores de todos, contudo eleito pelos conselheiros do Palmeiras…. e ai seu Crísio, o sr não é do conselho, não participa da política, onde o sr esteve quando o Tirone foi eleito?
Fiz essa contextualização resumida com base em tudo que lí e leio do Palmeiras, para dizer que confio plenamente no Paulo Nobre e na estrutura criada e em seu plano de gestão. Qaunto ao Brunoro, hoje muito mais experinte nos ajudou muito na década de 90 na co-gestão Palmeiras-Parmalat. Na época só não ganhamos muito mais porque nos diregentes – esses mesmos filhos e netos mimados não quiseram. Estou realmente farto de ler e ouvir coisas medíocres desses caras que se dizem intelectuais, sábios, planejadores e verdadeiramente fazendo – se de conhecedores do futebol e sua adminstração. Ora você são meros advogados, contadores, corretores imobiliários, são na verdade profissionais frustrados. Deixem trabalhar aqueles que possuem competência.
O que vai acabar acontecendo é que a Marca Palmeiras será vendida para um grupo de empresários que saberá com ninguém ganhar dinheiro com o negócio futebol e esporte em geral.
Aguardo respostas sr Crísio! Abraços

Os comentários da Regina Rodrigues são muito bons. Meus cumprimentos.

É isso ai Cunio. O Alexandre, que certamente não é o grande,parece não pensar assim. Talvez o icone dele seja o BODE a que vc se refere. O BODE, que fede e fode o PALMEIRAS tem RG,CIC,nome sobrenome e é conhecido tb por mumu. Ele e sua quadrilha. Nao é de hj que esse BODE que tem odor nauseabundo, vem solapando as gestões do PALMEIRAS. Obvio que ele tem os “bodinhos( tb fedem pra c…)que são suas laranjas para operações especificas. As barbaridades que os “bodinhos” fizeram para impedir a construção da ARENA é o exemplo mais robusto dessa postura maquiavelica e maldita contra nossos interesses como clube grande. Mas como tudo na vida tem jeito( as vezes a propria morte chega a ser o jeito) quando um BODE esta incomodando a saida é CAPAR ou CASTRAR ( retirar cirurgicamente os testiculos) o fedorento e deixa-lo engordar para virar churrasco. No caso do PALMEIRAS o BODE ja é gordo e eunuco naturalmente. É preciso capa-lo POLITICAMENTE ( os bodinhos tb) e deixa-lo cair no ostracismo . Como fazer isso? Seguindo as suas sugestões… simples assim.

Desde que comecei a ler o 3VV, vejo sempre o site se pautar pela mudança gradual da situação política e administrativa do clube. “Ando devagar, porque tenho pressa”, foi o que escreveu o Vicente, quando tentou animar os leitores pela exigência do filtro para a eleição direta do presidente – melhor ter eleições diretas com filtro do que manter as decisões no feudo dos conselheiros. É uma vitória e, passo a passo, o Palmeiras será modernizado – acreditávamos. Temos a Arena, o nº de vitalícios diminuiu, etc. Vamos em frente! Aí, o Nobre chega, teoricamente um sujeito que se opunha ao jeito mustafá de governar. Muitas pessoas que eu conheço colocaram nele todas as esperanças – agora vai! Mas o que antecedeu sua eleição não era nada promissor. Caiu de paraquedas, chegando às pressas para a eleição, ficando ausente por 2 anos, deixando de utilizar seu poder político para questionar a catastrófica gestão Tirone. Em nenhum momento pensou no Palmeiras e se poderia auxiliar o clube para evitar a tragédia que se seguiu. E o que ele faz quando chega? Pensa no Palmeiras quando chega? Não. Dane-se a necessidade de modernização. Ele quer se o presidente e pra isso ‘vende a alma’, o programa administrativo, as suas opiniões, justamente para aquele de quem deveria ser opositor. De cara, vota no filtro de 20%, pra demonstrar o alinhamento político. Eleito, faz de sua gestão mais do mesmo. Todas as promessas se acabam no dia que doa o Barcos para o Grêmio – foi o sinal do que seria sua gestão: sacrificar ainda mais o time em prol das contas. Mesmo com os caixas vazios, não usa os fortes patrocinadores da Arena em favor do Palmeiras, por pura birra pessoal que ninguém consegue entender. Enfim, parece que não há ninguém no Palmeiras que seja capaz de atitudes altruístas – agora os conselheiros querem camarotes da W.Torre para verem shows de graça! O Palmeiras político é o retrato do que vemos no Brasil – benefícios para uns poucos privilegiados e a conta para todos. Por isso, não sei se adianta ‘andar devagar’ – o SCCP caiu e a torcida reagiu prontamente. Tudo bem que eles tiveram a locomotiva lula puxando as receitas e as maracutaias que os favoreceram, mas a pressão da torcida foi fundamental. Vimos como a pressão da torcida palmeirense favoreceu o clube, no momento em que o mustafá queria colocar o Cogefu e as Diretas no mesmo balaio para análise e aprovação. Se a torcida acha mesmo que o Palmeiras não é só dos sócios e não cabe aos conselheiros mesquinhos definirem o destino do time, tem que demonstrar isso, de forma organizada e sem pressão. Do contrário, as mudanças podem até acontecerem no futuro, mas talvez só sejam efetivadas quando as ratazanas saírem do navio por ele ter ido a pique.

Pode tentar defender essa diretoria, mas não vai afastar o fato inegável de que, para se eleger presidente, Paulo Nobre entregou o poder ao Mustafá. E, sob a batuta deste, deu um prejuízo milionário aos cofres da SEP na negociação ridícula do Barcos, que em fevereiro de 2013 era considerado o melhor centroavante em atividade no Brasil. Se precisava mesmo desfazer-se do alto salário do argentino, que o tivesse vendido por pelo menos uns R$ 10 milhões de reais. Interessados para isso havia. Ou, para não prejudicar o Palmeiras, que trocasse com o Grêmio o empréstimo dos quatro jogadores pelo empréstimo do Barcos. Seria um negócio muito mais equilibrado, não acha? E, se o salário do Barcos era tão alto, por que razão trouxeram o Kleber do Porto, ganhando R$ 300 mil por mês? Não há nada que se possa argumentar para defender o Mustafá. Ele faz esse tipo de negócio ridículo há muito tempo, é só lembrar da dissolução do time de 1996 após o brilhante campeonato paulista, e a venda da vaga do mundialito de verão ao gambá fc.

E o pior é que o PN além de entregar o poder ao mustafá deu cargo pra ele. Por isso que o MUSTAFÁ VOLTOU COM FORÇA MÁXIMA, a culpa toda é de PN (B3).

Regina, É ISSO AÍ, a Torcida tem que tomar ATITUDE tem que ser com pressão se não for assim não vai adiantar nada, como diz o ditado, “só cornetar só está gastando saliva e prejudicando a saúde”, tem que fazer pressão de verdade. ESSE É O PONTO FRACO DA TORCIDA DO PALMEIRAS, É A FALTA DE ATITUDE. A nossa torcida é a mais fanática…, a mais politizada…a mais participativa, SÓ FALTA ATITUDE, isso nós deixamos a desejar. ACORDA TORCIDA DO PALMEIRAS, ATITUDE!!!!!!!

Bom, acho que devo estar meio cega e desmemoriada, pois não sei onde escrevi que o Palmeiras não deve pagar suas contas. Pelo contrário: a briga é exatamente por conta de que o clube propaga que não tem dinheiro e DOA jogadores para outros times.Primeiro o Barcos e agora o Vilson, que sairia por míseros R$ 700 mil. Voltou, mas não foi explicado e, se tivesse dado certo, seria essa ‘fábula’ que o Palmeiras receberia. Não me parece atitude de quem quer por as contas em dia. Se o Sr. vê a lástima em que o Palmeiras se encontra e ainda acredita que não temos o que reclamar – nem tudo no Palmeiras que precisa ser resolvido envolve dinheiro (posicionar-se contra os desmandos da arbitragem é uma delas) -, problema seu. O Sr. diz que a Allianz não tem interesse em patrocinar o Palmeiras, OK, mas a AEG, pelo que me consta, é aberta a essa possivilidade. No entanto, a diretoria prefere brigar com a W. Torre, que provavelmente será a nossa principal fonte de receitas nos próximos anos e que poderia nos auxiliar nesse contato, somente por conta de obter camarotes para velhos sanguessugas. Isso não me parece muito inteligente. Só defende isso quem se beneficia dessas armações, o que não é o meu caso, mas, pelo tamanho da sua indignação, talvez seja o seu. Pra finalizar, da próxima vez que o Sr. não concordar com o que escrevi, experimente atacar meus argumentos em vez da minha pessoa. É isso que pessoas democráticas fazem. Mas como já li no comentário do PC Crusca que o Sr. vota na turma do mustafá, já vi que democracia não é uma palavra que integra o seu dicionário.

Depois o Paulo Nobre vem a público dizer que é inadmissível o Palmeiras ser eliminado nas oitavas da Copa do Brasil. As pessoas que dirigem o Atlético são infinitamente mais competentes do que as que dirigem o Palmeiras. Um clube de médio porte como o Atlético- PR ter o patrimônio que tem, ser campeão brasileiro, é de se aplaudir.

“E nada como planejar o time para o centenário em dezembro. Contratar em fevereiro. Treinar e entrosar o grupo até abril, para então, no segundo semestre, perdermos uns 3 ou 4 atletas na janela de transferência e remontar tudo no meio do BR14.”

ALBERTO, você deve ser um psicólogo dos bons. Como ler a cabeça e tudo o que pensam nossos dirigentes em 3 linhas?? É incrível!!! Parabéns!!!

Se não fosse os últimos 13 anos eu tbém pensaria isso….kkkkk Já tá mais repetido que Lagoa Azul na sessão da tarde esse filme….ahuuahua

Olha…, é triste. É muito triste o que está acontecendo com o Palmeiras.

Nada muda.

O time não consegue se estabilizar.

Dado o nível dessa série B, um time como o Palmeiras deveria terminar esse primeiro turno com 11 pontos de vantagem, mas não para o quinto colocado e sim para o segundo.

Já começo a ter dúvidas se vamos terminar em primeiro.

A fragilidade administrativa é tão grande que até na Série B o Palmeiras consegue ser punido pelo STJD , no caso Valdivia, onde em 100% dos clubes/jogadores, já teve essa coisa de forçar o 3 cartão amarelo.

Concordo com a corneta.
Sinceramente eu torço para que muitas coisas que cobramos, está sendo feito na surdina, mas quando vejos determinadas negociações eu acho que estamos na continuidade do mesmo, e esse MESMO é o que vem há anos, comandando pelo sapo boi, vulgo JABA.

Eita tar de choque de gestão que não chega nunca…

Um pastor de ovelhas estava cuidando de seu rebanho, quando surgiu, pelo inóspito caminho, uma Pajero 4×4 toda equipada. Parou na frente do velhinho e desceu um cara de não mais que 30 anos, terno preto, camisa branca Hugo Boss, gravata italiana, sapatos moderníssimos bicolores, que disse:

– Senhor, se eu adivinhar quantas ovelhas o senhor tem, o senhor me dá uma?

– Sim, respondeu o velhinho meio desconfiado.

Então o cara volta pra Pajero, pega um notebook, se conecta, via celular, à Internet, baixa uma base de dados, entra no site da NASA, identifica a área do rebanho por satélite, calcula a média histórica do tamanho de uma ovelha daquela raça, baixa uma tabela do Excel com execução de macros personalizadas, e depois de 3 [três] horas, diz ao velho :

– O senhor tem 1.324 ovelhas, e quatro podem estar grávidas.

O velhinho admitiu que sim, estava certo, e como havia prometido, poderia levar a ovelha.

O cara pegou o bicho e carregou na sua Pajero. Quando estava saindo, o velho perguntou:

– Desculpe, mas se eu adivinhar sua profissão, o senhor me devolve a ovelha?

Duvidando que acertasse, o cara concorda.

– O senhor é Consultor, diz o velhinho! . .

– Incrível ! Como adivinhou ?

– Quatro razões:

– Primeiro, pela frescura;

– segundo, veio sem que eu o chamasse;

– terceiro, me cobrou para dizer algo que já sei.

– e quarto, nota-se que não entende merda nenhuma do que está falando:

– devolve já o meu cachorro…

Uhauhauhauhauhuaha… Sensacional, eu que trabalho numa multinacional de consultoria sei muito bem como é essa raça.

Os comentários estão desativados.