Categorias
Drops

Drops 04-09-2013: o assunto é Arena

Redação (com a colaboração dos colunistas)

Arena parte 1: Naming Rights – essa deu no Lauro Jardim

Allianz Parque: Globo e Sportv de um lado, Band e ESPN de outro

Cinco meses depois da venda do naming rights do estádio do Palmeiras para a seguradora alemã Allianz, o saldo do acordo é o seguinte:

Na Band, ESPN Brasil e no jornal Lance!, a arena, para alegria do patrocinador, está sendo chamada de Allianz Parque.

Na Globo e no Sportv, nem pensar. É política das Organizações Globo não citar o nome de patrocinadores que batizam estádios, times e até nomes de competições.

Por Lauro Jardim

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/?p=1079286?utm_source=redesabril_veja&utm_medium=twitter&utm_campaign=redesabril_veja&utm_content=feed&

***

Arena Parte 2: a diretoria fazendo lambança

Em matéria aparentemente divulgada de dentro do Palmeiras – inclusive divulgando para a Folha de São Paulo cópia do contrato – a imprensa divulgou o que já se sabia nas alamedas há alguns dias: a atual diretoria voltou suas armas contra a WTorre.

Discute o número de lugares da Arena.

A briga? por 10 mil lugares.

Leia mais em http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2013/09/1336623-palmeiras-entra-em-choque-com-construtora-do-estadio.shtml. Depois volte aqui.

***

A estratégia palmeirense sobre o ST é louvável. Mas a atual diretoria, competente que é, sabe que não pode se abraçar a apenas um projeto.

O sócio torcedor sozinho não salvará o clube. E o que parece é que essa pequena ambição está se sobrepondo aos contratos assinados.

Ou será que os atuais diretores estão se curvando à antipatia de Mustafá e cia. com o projeto da Arena?

***

Agora viramos manchete brigando contra o parceiro.

A pergunta é: somos ingênuos? Queremos causar uma confusão com os parceiros WTorre, AEG e Allianz a troco de quê?

Efetivamente o que queremos? 100% das cadeiras para vender no ST?

Lembrando que o Palmeiras tem direito a 100% das receitas de ingressos MAIS um percentual na venda dos camarotes e cadeiras especiais.

***

O que é fato: a SEP cedeu o direito de exploração econômica da superfície. Ou seja, todas as possíveis e imagináveis receitas presentes e futuras nos 30 anos do contrato pertencem a WTorre. Em troca, o Palmeiras recebeu um estádio novo – que é dele, ao contrário do que alguns falam – e um conjunto de receitas e participação em receitas.

Consultamos especialistas a respeito. A opinião deles é que só é de direito da SEP o que está EXPLICITADO como tal no contrato. Qualquer outro direito econômico, por definição do significado de cessão de uso, pertence ao parceiro. Nesse sentido, se não há menção explícita sobre a receitas dos 35 mil assentos restantes, elas não pertencem à SEP, e sim à parte que adquiriu esse direito.

Por isso era melhor conversar do que partir prá confusão.

Ou estamos errados?

***

Basta conhecer um pouco o contrato e ter uma diretoria jurídica que não entre no oba oba do discurso inflamado de alguns para perceber que quem vai perder nesse braço de ferro é o Palmeiras. No limite do conflito é só levar o caso para a arbitragem. Fim de papo. Se a SEP se recusar a jogar, a WT pode entrar com processo pedindo ressarcimento por lucros cessantes.
Não tem como a SEP sair por cima nessa história.

***

Então perguntamos: será que ninguém lá leu direito o contrato? Será que não tem um diretor jurídico que não perceba isso?

E vale a pergunta: quem ganha com esse tipo de exposição?

Vamos aguardar o desenrolar dos fatos.

***

Mas vale o destaque: ST é importante. Todo mundo sabe disso. Mas tanto a diretoria de marketing quanto a diretoria de planejamento poderiam se esforçar um pouco mais em trazer patrocinadores e desenvolver novas propriedades de marketing. Se colocar na ponta do lápis esse desgaste com a WTorre seria compensado com patrocinador na camisa e propriedades de marketing sendo criadas e vendidas.

Saudações Alviverdes!

76 respostas em “Drops 04-09-2013: o assunto é Arena”

Pelo que eu entendi é que a WTorre tem PREFERÊNCIA NA compra de 10 mil lugares da Arena. O Palmeiras vende os ingressos pelo valor da ultima temporada. Se a bilheteria de jogo é 100% do Palmeiras, essa é a explicação mais coerente, acho que li o PVC falando mais ou menos assim. Pra mim tava nítido isso aí, mas agora confesso que fiquei um pouco confuso.

A ARENA PALESTRA ITÁLIA É COMO UMA MULHER GOSTOSA. TODO MUNDO QUER COMER.

NOS TEMPOS DO VERDADERO PALESTRA ITÁLIA TUDO ERA BEM DIFERENTE.

VOCÊS SABIAM QUE O PALESTRA ITÁLIA JÁ FOI HERDEIRO DE UMA HERANÇA ?

CLAROS QUER VOCÊS NÃO SABEM DISSO.

O PALMEIRAS DE HOJE NEM DE LONGE LEMBRA A GRANDEZA DO PALESTRA ITÁLIA.

Sem adentrar no merito das preferencias politicas dos leitores, destaco que, no meu entendimento, e possivel e provavel a existencia da controversia quanto aos assentos. Entendo o ponto levantado pela Folha e tembem entendo que a materia nao foi repelida pela nota da WTorre. Direito a comercializacao dos lugares realmente nao se confunde com remuneracao, ainda que em 100% pela ocupacao, muito embora assuntos interligados. Temos que ter em mente que o novo estadio tera 45 mil assentos numerados. Teoricamente, caso o contrato diponha que cabe a WTorre a comercializacao destes lugares, na totalidade, nada impede que a construtora venda ou alugue os assentos como bem entender e a quem quiser e puder pagar o preco. E a tal da AEG que fara isso. Remunerarao a SEP em 100% e ai que entra a questao do valor medio do ingresso. O problema esta no fato da SEP ja ter antecipadamente negociado os assentos, na forma do ST. Explica-se: suponhamos que a WTorre/AEG venda todas as cadeiras disponiveis no estadio e em determinado jogo todos os proprietarios se facam presente. Por obvio nenhum ST ou torcedor que queira assistir a partida conseguira, mas ainda assim a SEP tera 100% da renda – ainda que contabilizada em cima do propalado valor do ingresso medio. A comercializacao integral dos lugares pela WTorre/AEG sepultara o programa de ST, e e isso que assusta a atual administracao, na medida que o plano teria que trazer algum beneficio, alias o unico que compensaria seria o direito a voto, porquanto nao mais poderia falar em ingresso com 100% de desconto. Isso sem falar na possibilidade de sofrer uma enxurrada de acoes judicias dos STs que se sentirao lesados em aderir a um plano que fala em ingressos francos, mas que rareados ou extintos pela comercializacao total das cadeiras pela WTorre/AEG. E certo que se levado a ferro e fogo meu raciocinio sequer os Conselheiros teriam garantia de lugar no estadio, quanto mais de graca. Se pudermos debater sobre minhas consideracoes, pois foi a minha leitura da noticia e nota da construtora. Abracos.

Considerando que vendessem 100% dos lugares como cativas e sabendo que o cliente principal desse produto são empresas querendo garantir prioridade em eventos singulares (final de libertadores, show do Paul McCartney, etc), isso sugere que a lotação real do estádio não será nem 25% de donos das cadeiras.
Nisso, um acordo pode resolver a questão ficando bom para ambas as partes. Cabe a WTorre criar uma revenda em que o Palmeiras possa cobrar ingressos pelos valores nominais pelos locais (setores), colocar o Avanti no topo da lista de prioridade e colocar o Avanti no topo da prioridade para compra de cativas, sendo que a continuidade no ST dá gratuidade no ingresso. Quem ir ao estádio? Seja Avanti. Quer ir a finais? Tenha cativas. Se tiver cativas e for ST, entra de graça.

Entretanto, há muitas outras opções de acordo e ainda assim o assunto veio parar na imprensa. O problema parece não ser o acordo, considerando o reembolso das perdas “justas e legais” das partes que não deve ser tão alto, mas sim a vontade das partes em forçar sua vontade sobre a outra. Não sabemos se são os dois lados ou um mas pelas pessoas ligadas ao Nobre e pelo modo que estão conduzindo a coisa, me faz lembrar quando Tirone (também próximo de Mustaphá) tentava tirar a construtora do negócio pra colocar uma parceira deles.
Mas enfim, o Palmeiras não vai fazer sua inauguração, vamos acumular dívidas por isso, o caso vai pra corte arbitral e aí vamos ver o que vai acontecer (se vai valer a pena).

Quando os sócios do clube foram consultados, eu votei SIM para a Arena, mas neste momento me sinto enganado. Durante os debates dentro do clube a diretoria batia o pé que 35.000 lugares seriam da SEP. Escutei isto mais de uma vez. Votaria SIM mesmo que não fosse, mas prefiro não ser enganado. Não deveriam concordar com esta postura.

O Rebello nos apresenta um dado concreto e que reflete algumas coisas. A primeira é que nossa torcida ajuda SIM o clube. Mesmo disputando a serie B, com um time fraco (quase mediocre) uma diretoria mediocre( quase fraca), um mkt inoperante passamos da casa dos 30 mil socios. Mas é pouco,muito pouco, para um clube gigante e uma torcida apaixonada. Temos todas as condições de chegar aos 50mil e partir rapidamente em direção aos 100 mil( numero minimo desejado pelo matuto aqui do interior). É so olhar com um pouco mais de cuidado para o torcedor do interior e de outros estados que isso acontece. Façam parceria com um banco ( Bradesco tem em todo canto, ate em ANALANDIA) e vcs se surpreenderão. Por um motivo simples. Usos e costumes do torcedor interiorano. Matuto como eu. O torcedor do interior( grande parte mesmo) não adere ao AVANTI pela Internet, mas o faz no banco de sua cidade. Usos e costumes do matuto. Eu e meu filho ja somos socios mas conheço muitos que não sao por esse motivo. Feito isso é so anunciar nas radios de cada cidade nos horarios de programaçao popular. Dificil isso? Eu acho que não. Bom seria ate muito facil se tivessemos uma diretoria e um mkt com padroes MINIMOS de COMPETENCIA. Infelizmente não os temos. E eu ainda penso que eles devem estar comemorando os 30 mil. Imbecis de uma figa……..FARABUTO…………Essa é a segunda observaçao que faço do dado apresentado pelo Rebello. Tem outras mas paro aqui. Por hj ta bom…

Parabéns pela clareza desse Drops. O pessoal anda muito sensível…aproveitando o Avanti está com 31.182 associados. Torcida que Canta e VIBRA (positivamente). abs

Impressionante como tem gente que acha que a Diretoria está discutindo com a WTorre… são os malditos conselheiros que estão querendo tumultuar, como sempre. E são sempre os mesmos, a velha corja maldita lambe botas do sapo-boi…

O Palmeiras diminuiu por conta de péssimas administracoes comecando com Sacomanni (que me parece pagou o desfalque dado no Palmeiras – alguém do site se possível esclareca isso) e prosperou ( o apequenamento) com o Mustafás. O Mustafás é péssimo de administracao e gestao para um gigante como o Palmeiras. Ele enxerga e dirigiu (e ainda dirige indiretamente através de seus cargos no clube) como se o Palmeiras fosse uma quitanda de bairro. Eramos o terceiro clube de futebol em torcida e patrimonio do país, proximo dos primeiros e hoje somos o quarto ,queiram ou nao , e nos distanciando sempre dos primeiros e vendo se aproximar quem está atras. Alguém ja postou aqui, como exemplo, o Atlético Paranaense, que vem aumentando e consolidando o seu patrimonio, que ganha campeonatos regionais e até um brasileiro mais recente que as conquistas do verdao e está na série A. É um clube praticamente regional, com uma torcida regional e infinitamente menor que a do Palmeiras, mas que cresce. Segredo? Deve ser boas administracoes. Se nao fosse o Belluzo estariamos menores ainda, vide Parmalat, vide Allianz Arena. O ultimo ganho patrimonial do Palmeiras (tirante a Arena) remonta a década de 1960 que é o Clube de Campo de Parelheiros, talvez na época ou anterior a gestao de Paschoal Giuliano (nao tenho certeza). O nosso CT era ridiculo (só melhor que o do Corinthians que nao tinha) e só teve melhorias na fase de atuacao do Belluzo. O CT de Guarulhos deixa a desejar e o projeto de Sao Roque (mais uma vez Belluzo) foi abortado e sabotado. Botem o Belluzo na comissao de frente para negociar com a WTORRE e tudo se resolve. O Palmeiras precisa de uns quatro Belluzo, mas só tem um: apoio para ele.

Graças a “Assessoria Gambá” não somos mais alvos de vazamentos na imprensa de Perrones da vida. E, nas entrevistas a programas esportivos, os jogadores e técnico do Palmeiras vão com a camisa do clube.

Os comentários estão desativados.