Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 17-09-2013: Desejos de diretoria e de Gílson Kleina são permanência da comissão técnica no Palmeiras para o centenário ❘ Paulo Vinícius Coelho

BLOG DO PAULO VINÍCIUS COELHO ❘ ESPN BRASIL

• Desejos de diretoria e de Gílson Kleina são permanência da comissão técnica no Palmeiras para o centenário

A ideia da diretoria do Palmeiras não é mudar sua comissão técnica para o ano do centenário. A ideia do diretor José Carlos Brunoro é manter Gílson Kleina. O técnico se aborreceu com o episódio da venda de Vílson para o Stuttgart – depois desfeita – mas também deixou claro que, se o Palmeiras quiser, ele continua. Não houve ainda conversas para a renovação do contrato que se encerra em 31 de dezembro.

O desejo comum da permanência não dá a certeza absoluta de que esse será o destino, mas permite dizer que a tendência é essa. Certamente haverá conselheiros próximos ao presidente contestando Gílson Kleina e preferindo um nome mais de peso. No sábado, o presidente Paulo Nobre desmentiu que exista qualquer coisa concreta sobre Vanderlei Luxemburgo.

A possível renovação só deve acontecer depois da confirmação do acesso, o que pode se dar no final de outubro, dependendo da sequência de bons resultados da equipe e tropeços dos concorrentes diretos. Se renovar, Kleina pensa em aproveitar as últimas semanas do ano — a Série B termina antes da Série A — para adiantar a preparação para o Campeonato Paulista, logo na primeira semana de 2014.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO PAULO VINÍCIUS COELHO ❘ ESPN BRASIL

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Após batalha em Minas, Palmeiras visita embalado Avaí na Ressacada

Consolidado na primeira colocação da Série B do Campeonato Brasileiro e caminhando a passos largos para o acesso de volta à elite, o Palmeiras visita o Avaí nesta terça-feira, às 21h50m (horário de Brasília), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. A equipe de Santa Catarina está na perseguição ao G-4.

Enquanto o Verdão lidera com 49 pontos, três de vantagem para a Chapecoense, segunda colocada, o Avaí está na sexta colocação, com 34 pontos. São cinco a menos do que o Paraná, quarto colocado. A vantagem para o duelo com o Palmeiras é que o time está embalado por um triunfo de 3 a 1 sobre o Icasa.

A equipe paulista, por sua vez, não foi tão bem no fim de semana. Apenas empatou por 1 a 1 com o América-MG, fora de casa. O jogo foi muito duro para o Palmeiras, que saiu na frente. Alguns jogadores adversários exageraram na pegada e os alviverdes reclamaram do excesso de força.

– De qualquer maneira não podemos entrar desligados na partida e correr o risco de perder. O campeonato vai ficar mais disputado a cada rodada e precisamos nos acostumar com isso – avaliou o atacante Leandro, autor de oito gols pelo Palmeiras nesta Série B.

Felipe Gomes da Silva vai ser o árbitro da partida, auxiliado pelos bandeiras Diego Grubba Schitkovski e Edina Alves Batista. O SporTV transmite o jogo ao vivo para todo o Brasil, menos para Santa Catarina, que poderá acompanhar o duelo pelo PremiereFC, por meio do sistema pay per view. O GLOBOESPORTE.COM também acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos exclusivos, a partir das 21h20m.

AS ESCALAÇÕES

Avaí: Hemerson Maria tem dúvidas para definir o time. Aelson e Rodrigo Thiesen cumpriram suspensão na última rodada e disputam lugar com Héracles e Anderson Uchôa. No ataque, Beto pode continuar em função do estado do gramado, que deve estar pesado. O Avaí deve ter: Diego; Ricardinho, Alex Lima, Bruno Maia e Héracles (Aelson); Eduardo Costa, Anderson Uchôa (Rodrigo Thiesen), Cleber Santana e Marquinhos; Márcio Diogo e Beto.

Palmeiras: Gilson Kleina perdeu o atacante Alan Kardec, suspenso pelo cartão vermelho no empate com o América-MG, mas recebeu de volta o também avante Vinicius. O lateral-direito Luis Felipe, por conta do terceiro cartão amarelo, também está fora. A provável escalação: Fernando Prass; Wendel, Henrique, Vilson e Juninho; Márcio Araújo, Wesley, Mendieta e Valdivia; Leandro e Vinicius.

QUEM ESTÁ FORA



Avaí: o atacante reserva Reis, com três amarelos, não joga, assim como o lateral-direito Arlan, que passou por cirurgia no joelho e vai perder o restante da temporada.

Palmeiras: Tiago Alves, Fernandinho, Marcelo Oliveira, Bruno Dybal e Ronny ainda tratam de lesão e não foram relacionados. Luis Felipe e Alan Kardec estão suspensos.

PENDURADOS



Avaí: Cleber Santana, Diego Jardel, Luciano e Marquinhos.

Palmeiras: Eguren, Mendieta e Leandro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Palmeiras tenta parar aspirante ao acesso e fatalidades contra Avaí

Por William Correia

Após empatar com o América-MG no sábado, o Palmeiras tem nesta terça-feira mais uma chance de parar um aspirante à primeira divisão e, assim, ampliar sua distância na zona de acesso. Às 21h50 (de Brasília), o adversário em Florianópolis será o Avaí, e a missão do líder da Série B do Brasileiro é evitar uma “fatalidade”.

No primeiro turno, o time catarinense mostrou sua força em Itu. O Verdão venceu por 2 a 1, mas teve do outro lado um dos rivais que mais lhe causaram dificuldades até agora na competição. Ao longo das rodadas, o clube conhecido como Leão da Ilha perdeu sua vaga entre os quatro primeiros colocados, mas manteve-se perto do G-4 sempre.

“Sabemos do Avaí um pouco por aquele jogo e pelo decorrer do torneio. Eles evoluíram muito, precisamos de total atenção. Não podemos entrar desligados porque podemos perder os três pontos em uma fatalidade”, indicou Leandro. “Será um jogo difícil. Eles têm o objetivo deles e nós temos o nosso, e vamos em busca dos três pontos”, avisou.

No duelo no primeiro turno, Márcio Diogo marcou um golaço em sequência de dribles até vencer o então goleiro Bruno, substituto de Fernando Prass, que estava machucado. Não só o lance, no qual faltou uma chegada mais forte de alguém do Palmeiras, mas o jogo todo mostrou que é necessário o Verdão estar concentrado e evitar qualquer vacilo.

Contra o América-MG, que marcou seu gol em Belo Horizonte aproveitando dividida que Henrique perdeu, o líder não mostrou o empenho habitual e carrega prejuízos do jogo para Florianópolis. Alan Kardec, expulso, e Luis Felipe, que recebeu o terceiro cartão amarelo, estão suspensos e forçarão Gilson Kleina a mudar um pouco a tática do time.

Sem reserva na lateral direita, Kleina improvisará o volante destro Wendel, que estava na lateral esquerda, recolocando Juninho em sua posição após se recuperar de pubalgia. Está mantida a estrutura no meio-campo com Márcio Araújo e Wesley como volantes e Mendieta e Valdivia na armação, apesar das falhas de marcação no sábado. No ataque, Leandro ficará mais centralizado tendo Vinicius como colega no setor.

Com este posicionamento, a ideia é não só manter a liderança – o Palmeiras tem três pontos a mais em relação à segunda colocada Chapecoense –, mas ter chance de também ampliar a distância para o quinto colocado, primeiro clube fora da faixa do acesso. A equipe inicia a 23ª rodada com 15 pontos de vantagem e, nas contas da comissão técnica, precisa de 17 pontos nos 16 jogos que restam.

O Avaí, por sua vez, trabalha para o que considera o jogo “mais difícil do ano”, e precisa da vitória. O time voltou a vencer após três jogos ao aplicar 3 a 1 sobre o Icasa, no sábado, mas o técnico Hemerson Maria tem dúvidas se irá manter a formação com dois atacantes. Ele já não contará com Reis no setor por suspensão e pode reforçar a marcação com o volante Rodrigo Thiesen ou o lateral Aelson, que volta de gancho.

Com 34 pontos em 22 rodadas, o Leão da Ilha ocupa a sexta colocação com a mesma pontuação do Sport, que está em quinto por ter duas vitórias a mais. Mesmo se vencer, a equipe catarinense não terá condições de entrar no G-4 nesta rodada, já que o Paraná, dono da quarta posição, somou cinco pontos a mais.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ X PALMEIRAS

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)

Data: 17 de setembro de 2013, terça-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR) – Assistentes: Diego Grubba Schitkovski e Edina Alves Batista (ambos do PR)

AVAÍ: Diego; Ricardinho, Alex Lima, Bruno Maia e Héracles; Anderson Uchôa, Eduardo Costa, Cléber Santana e Marquinhos; Márcio Diogo e Bet0 – Técnico: Hemerson Maria

PALMEIRAS: Fernando Prass; Wendel, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Wesley, Mendieta e Valdivia; Vinicius e Leandr0 – Técnico: Gilson Kleina

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras traça meta de 66 pontos e revela ansiedade para garantir acesso

Por Ciro Campos

O Palmeiras estipulou em 66 pontos a meta necessária para garantir matematicamente o acesso à Série A de 2014. Líder da Série B com 49 pontos e ainda com 16 jogos a disputar, o time que enfrenta nesta terça-feira o Avaí luta contra a ansiedade e a acomodação.

Desde 2006 a Série B é disputada no atual formato, com 20 clubes em turno e returno, e nas sete edições anteriores a pontuação média do último time classificado no G-4 é ainda menor: 63 pontos. “De uma certa maneira já há uma ansiedade, todos ficam apreensivos, mas temos que manter a tranquilidade”, confessou o atacante Leandro.

No jogo desta terça-feira a missão pode ficar ainda mais curta, pois o adversário, Avaí, é o sexto colocado, com os mesmos 34 pontos do quinto, o Sport. Ou seja, derrotar uma equipe que está às portas do G-4 pode fazer o Palmeiras ficar ainda mais perto de confirmar o acesso. Atualmente a equipe do técnico Gilson Kleina está há 15 pontos de diferença do primeiro time fora do bloco dos quatro primeiros.

“Conseguimos abrir uma boa vantagem em um campeonato que é equilibrado. Isso não nos deixa perder o ritmo”, explicou Leandro, que nesta terça-feira terá a companhia de Vinícius no ataque. Alan Kardec, artilheiro do time na Série B com nove gols, cumpre suspensão por ter sido expuls contra o América-MG.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

• Sem ‘especialista’, Palmeiras não faz um gol de falta há quase oito meses

Por Gabriela Chabatura

Certamente a torcida do Palmeiras tem dificuldades para lembrar quando foi o último gol de falta do time e quem o marcou. Afinal, são quase oito meses de jejum e o autor do gol nem faz mais parte do elenco. Contra o Avaí, nesta quarta-feira , a equipe pode colocar um fim ao retrospecto ruim com o novo candidato a especialista no fundamento: o paraguaio Mendieta.

Titular em Florianópolis, ao lado de Valdivia, Mendieta é um dos poucos do elenco que treinam faltas e já tem o respaldo de Gilson Kleina para cobrá-las. A confiança do treinador no paraguaio pode ser explicada em números. Foram 15 jogos do meia, sendo nove como titular e sete como reserva, e dois gols até aqui.

“Eu sempre treinei bastante jogadas de bola parada e aqui no Palmeiras não será diferente. Quando cheguei, pedi para continuar trabalhando esse fundamento e espero poder ajudar a equipe da melhor maneira. Se for com gol e diante da nossa torcida, seria perfeito. Estou muito confiante e sei que logo vou fazer o primeiro gol de falta”, disse Mendieta ao iG , que marcou um gol da mesma maneira pelo Libertad e dois pelo Rubio Ñu, ambos do Paraguai.

O jejum de gols de falta do Palmeiras vem desde o Paulistão, no dia 27 de janeiro. Naquela ocasião, durante a partida contra o Penapolense, o lateral-direito Ayrton acertou o pé direito e marcou um dos gols da equipe na derrota por 3 a 2. Hoje, o jogador sequer faz parte do elenco e acabou emprestado ao Vitória, em agosto.

A saída de Marcos Assunção em janeiro deste ano foi determinante para houvesse tal queda de rendimento. Especialista em bola parada, o volante, em 2012, foi responsável por 75% dos gols de falta anotados pelo Palmeiras. Dos oito tentos, Assunção assinalou seis deles.

Mendieta, no entanto, não concorda com a carência de batedores no elenco. “Acredito que o Palmeiras tem bons batedores de falta, o problema é que não estamos tendo oportunidades perto da área e por isso não conseguimos concluir as faltas diretas em gol”, justificou.

E a explicação do paraguaio faz sentido. De acordo com o Footstats, dos 43 gols feitos pela equipe alviverde nesta Série B do Campeonato Brasileiro, 33 deles aconteceram dentro da área, sete fora e apenas três de pênalti. Será Mendieta o novo “expert” na função? Experiência ele garante que tem.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Perto do aniversário no clube, Kleina sonha em ficar e projeta 2014 vitorioso

Por Fabricio Crepaldi e Thiago Ferri

No dia 19 de setembro de 2012, Gilson Kleina era anunciado como novo técnico do Palmeiras. Nesta terça, praticamente um ano depois, ele voltará a Florianópolis, cidade na qual estreou (ante o Figueirense), para enfrentar o Avaí, às 21h50.

Desde aquele dia, o treinador não foi capaz de salvar o time da queda para a Série B e teve insucessos em outros torneios, como Copa do Brasil, Libertadores e Paulista, todos neste ano. Mas por outro lado conseguiu reformular a equipe, montar uma base e está muito perto do principal objetivo de 2013: ruma tranquilamente para o acesso à Série A.

Mesmo assim, a situação para o próximo ano segue indefinida. Até agora, não houve conversas para renovação do contrato, que acabará em dezembro. Mas Kleina não tem dúvidas: sonha em permanecer para conquistar títulos pelo Alviverde.

– Não teve nenhuma conversa ainda. Meu compromisso é até o final do ano, quero cumprir da melhor forma, fazer de tudo para resgatar o orgulho do palmeirense. Claro que eu sonho em ficar aqui. Quero ser vencedor com o Palmeiras, não só passar por aqui – disse, ao LANCE!Net.

O futuro do comando alviverde ainda é uma incógnita. Se por um lado Luxemburgo é cogitado, segundo o L!Net apurou parte da diretoria também é a favor da permanência do atual técnico, visto como um cara sério e que conseguiu reerguer o elenco após a eliminação na Copa do Brasil. A questão é convencer Paulo Nobre. A falta de opções no mercado também pesa a favor dele.

Kleina acredita que o trabalho realizado por ele o credencia para permanecer em 2014. E projeta um ano de alegrias para o centenário.

– Não quero só fazer uma renovação. Se conseguirmos fazer um plano paralelo para reforçar a equipe, qualificar, reestruturar, para entrar em 2014 para brigar por títulos, é o que eu quero. Tudo conspira para 2014 ser um ano maravilhoso para o Palmeiras. O grupo é ótimo e a direção dará todo suporte – completou.

Números

O Verdão foi comandado por Gilson Kleina desde que o técnico chegou ao clube em 66 jogos. Seu retrospecto é de 32 vitórias, 15 empates e 19 derrotas até agora. O aproveitamento do comandante é de quase 57%.

O Palmeiras marcou 101 gols durante a era Kleina. A maioria deles aconteceu durante a Série B: foram 46. Sua defesa, em compensação, foi vazada em 75 oportunidades desde que o técnico estreou há um ano.

Confira entrevista exclusiva com Gilson Kleina:

LANCE!Net: Qual o balanço que você faz desse um ano no Palmeiras?

GILSON KLEINA: Uma retrospectiva muito valiosa. Dimensionou muito minha carreira, evoluí demais na parte profissional e na pessoal. Cada dia que passo dentro do Palmeiras entendo como é lidar em uma megaempresa como essa. Amadureci muito, em todos os sentidos, tive chance de ter um aprendizado enorme. Hoje tenho um jeito de direcionar as coisas bem diferente do que eu pensava. A evolução é nítida e notória na minha vida. No Palmeiras tenho de estar preparado para tudo.

L!Net: Quando você chegou, o que imaginava para si um ano depois?

GK: Sempre há a esperança de alcançar os objetivos quando se chega, e naquela época era fugir do rebaixamento. Não aconteceu e serviu de amadurecimento. Aprendi no Palmeiras a solucionar os problemas. Não vamos enaltecer o que é ruim, perder tempo com o que não se resolve. Consegui com o grupo focar na solução. Pensando do começo até agora, conseguimos muitas coisas, tudo por causa de muito trabalho. Montamos um grupo muito comprometido, que briga por objetivos.

L!Net: Sentiu-se ameaçado após a eliminação na Copa do Brasil?

GK: Em nenhum momento o presidente falou em demissão. Ele quer o melhor do clube e isso passa pela cobrança que fez. Perdemos para um time que estava em grande fase e poderíamos ter vencido. A chamada do presidente é importante, nos reunimos e nunca falou em demissão.

L!Net: Mudou muito o lado pessoal?

GK: Você passa a ser uma pessoa conhecida, a mídia que o Palmeiras traz é algo muito forte. Me reservei mais com a família. Não era de sair, mas a exposição é grande, a imagem tem de ser preservada, a postura também. Meu tempo ficou muito menor para tudo. O pouco que tenho, tento dar para a família. O que não tenho fico no Palmeiras.

L!Net: Começou a ouvir muita reclamação em casa pela falta de tempo?

GK: (Risos) Minha filha tem cinco anos, quando ela fala sei que é do coração. Um dia ela disse “papai, você não acabou de chegar de viagem, está saindo por quê?”. Eu tive de explicar, que temos jogos próximos. A esposa entende. É o preço que se paga, mas tem o lado bom.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG DO CLAUDIO CARSUGHI ❘ JP ONLINE

• Hoje está tudo bem. E amanhã?

Por Waldo Braga

Nem o mais pessimista, nem o mais derrotista, nem a oposição, nem o seu mais ferrenho adversário tem dúvida de que o Palmeiras voltará para a série principal do campeonato brasileiro. A diferença entre ele e os adversários é muito grande não só  em pontos ganhos como na técnica. Não há qualquer dúvida sobre isso.

E o futuro? a Deus pertence dirão muitos, mas nós os cronistas e os administradores não cabe limitar-se às possibilidade religiosas. Devemos nos debruçar sobre os fatos presentes e passados para pensarmos no depois.

Aí reside a preocupação. Pelo que se observa nada está sendo feito para preparar o amanhã da volta e, também, é muito claro que com esse elenco  não escapará do efeito vai e volta. Está no mesmo nível de Náutico, Ponte Preta, São Paulo, Portuguesa, Flamengo, Fluminense, ou seja, estará lutando para não ser rebaixado.

Essa possibilidade assusta o seu torcedor e certamente está preocupando a Diretoria que também não tem muito a fazer face ao momento financeiro que está atravessando.

Nem mesmo o Presidente, que já deu inequívocas demonstrações de competência, indicou qual o caminho a ser tomado. Quando indagado responde demonstrando conhecimento, mas, sabiamente, não fala claramente para não passar por enganador porque sabe ser difícil encontrar a solução.

Certamente está negociando, procurando colaboradores, investidores, financiamentos, mas será muito difícil conseguir dinheiro porque não há garantias quanto ao pagamento.

O quadro fica ainda mais escuro que o próximo ano é o do centenário que exige muitas comemorações além da inauguração da arena que também exigirá mais gastos mesmo que já conte com um investidor para isso. Tudo isso e mais as contratações de jogadores para fortalecimento da equipe.

O panorama não é estimulante, mas há  a necessidade de medidas rápidas e bem planejadas. Se não…

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO CLAUDIO CARSUGHI ❘ JP ONLINE

••

BLOG PITACOS DO PALESTRA ❘ LANCENET

• Luxa: entre o desejo e a resistência

Por Thiago Salata

Gilson Kleina vai completar um ano de Palmeiras, muito provavelmente um mês antes de garantir o acesso à Série A. Ao mesmo tempo que cumprirá a única e principal meta de 2013, fechará a temporada com o rótulo de quem não fez nada além da obrigação.

Há quem trabalhe por sua renovação.

O nome de Vanderlei Luxemburgo é citado com frequência por diretores e conselheiros desde que Paulo Nobre, fã do treinador do Flu, assumiu, em janeiro. O fantasma Luxa (para Kleina) cresceu quando o técnico ficou desempregado ao sair do Grêmio.

Nobre não tem convicção de que Kleina será bom na Série A, o que dá margem para discussão sobre um possível substituto.

A questão é que, nos papos em que há Luxa em pauta, a resistência de várias alas do clube (e da torcida) é maior do que a adoração de Nobre pelo treinador. Belluzzo demitiu Luxa em 2009 e muitas pessoas, ainda influentes no Verdão, não o querem nem pintado outra vez no Palestra Itália.

Valeria a pena comprar briga e encarar crises a cada tropeço? Nobre certamente coloca tudo na balança. Após o acesso, terá de escolher o técnico do centenário. Kleina? Luxa? Ou nenhum deles.

Leia aqui a matéria completa → BLOG PITACOS DO PALESTRA ❘ LANCENET

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Prestigiado

Valdivia comemorou na semana passada o aniversário de sua filha em um buffet em Perdizes e contou com a presença de praticamente todo o grupo de atletas do Verdão. Até gente da diretoria apareceu no aniversário.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Compensação

O Palmeiras vai ceder à Prefeitura uma faixa de seu terreno na área social. A cessão integra a contrapartida exigida pela Prefeitura para compensar o impacto que o Allianz Parque terá sobre o trânsito da região. A área cedida está no ponto oposto ao estádio. As obras para redemarcação do clube já começaram.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → Avaí e Palmeiras se preparam para jogão: Leão mantém segredo e verdão o penteado
 
ESPN BRASIL – SPORTSCENTER → SC Notícias: Palmeiras enfrenta o Avaí nesta terça
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Vídeo: Palmeirenses já fazem conta para retornar à Série A
 
BAND ESPORTE → Kleina será julgado pelo STJD e pode pegar até seis jogos de gancho
 
UOL ESPORTE → Palmeiras visita o Avaí para “limpar retrovisor” na tabela da Série B
 
TERCEIRO TEMPO → Torcida do Palmeiras está em peso em SC para jogo contra o Avaí!
 
GLOBO ESPORTE COM → Focado em título da Série B, Prass revela que quase se tornou surfista
 
FOLHA ONLINE → Contra o Avaí, Palmeiras testa ataque sem Alan Kardec
 
LANCENET → Disciplinado, Palmeiras acumula expulsões por descontrole emocional
 
LANCENET → Após ‘sacrifício’, Leandro se anima por jogar mais perto da área no Palmeiras
 
LANCENET → Leandro diz não ter pressa para saber se fica no Palmeiras
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Algoz da URSS de Yashin, Palmeiras se dispõe a receber cubanos 
 
••

10 respostas em “Verdão na Mídia 17-09-2013: Desejos de diretoria e de Gílson Kleina são permanência da comissão técnica no Palmeiras para o centenário ❘ Paulo Vinícius Coelho”

Atenção B (Nobre) e B4 (Brunoro). Chega de GILSON KLEINA, MÁRCIO ARA[UJO, VINÍCIUS, WENDEL, BRUNO, JUNINHO PIU-PIU, PATRICK, ANDRÉ LUIZ ETC.
Chega de Mustaphá, Piraci, Del Nero, Avalone, B1, B2
Chega de economia CADÊ O TESÃO DO BRUNORO (no bom sentido), esse cara só fala, fala e nada.

Meu Deus, o pesadelo continuará em 2014. Já vejo o CEO dando coletiva das renovaçoes do Caramujo e do Kleinistone … No fim do ano lamentando a falta de sorte e a volta a Serie B… Fora Kleina , tenha vergonha na cara e peça pra sair!!!

É muito preocupante imaginar que nosso centenário já começou mais os caras só pensam no ano que vem kkkk.
O problema do Kleina é que ele não passa credibilidade nenhuma pra gente, não sentimos nele confiança e atitude. São eliminações ridiculas, aquela contra o santos no paulista foi duida, na libertadores eu até entendo, não tinhamos time mesmo, mas essa na copa do brasil foi o fim da picada.
O problema não está em perder, e sim na forma que se perde, o time até joga bem, é esforçado, mas quando tem que decidir, pipoca! Se perdesse por falta de sorte ou por roubo de juizes, ainda nos daria alguma esperança. Mas não, são derrotas feias e humilhantes. Perder para qualquer time no mata mata pode acontecer, mas perder por 3×0 podendo ser de mais, é doloroso…

Kleina no centenário? Taí um técnico muito regular e constante: eliminado no Paulista, eliminado na Libertadores, eliminado na Copa do Brasil. E essa coerêrncia ainda vai fazer a gente ter
um centenário para não ser esquecido.

Que dureza…

Médicos, atletas… em breve guerrilheiros cubanos…uhauhauhauhauha

Nossa acho que seremos o unico clube a não ganhar se quer um estadual no ano do centenario. Claro, existe a possibilidade da politica deixar, estamos virando uma portuguesa na cara dura.

Os bastidores não demonstram nenhuma ambição. Na verdade a ambição é menor que ZERO. Kleina ou Luxa? Piada.

Os comentários estão desativados.