Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 19-09-2013: Administrador virá de fora do Brasil para gerir novo estádio do Palmeiras ❘ Uol Esporte

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Administrador virá de fora do Brasil para gerir novo estádio do Palmeiras

Por Mauricio Duarte

Um gerente-geral será trazido de fora do Brasil para administrar o novo estádio do Palmeiras. A WTorre, responsável pela construção do empreendimento, e a AEG, empresa contratada para gerir a arena, devem apresentar o profissional nos próximos dias, para que ele já possa começar a se inteirar de todas as questões referentes à gestão do estádio.

O profissional deve desembarcar no Brasil entre esta e a próxima semana. Embora o nome ainda seja mantido em sigilo, tudo indica que será um norte-americano com experiência em outras arenas comandadas pela Allianz e pela AEG. Pelo perfil procurado pelas empresas, será alguém que já trabalhou em estádios na Europa e também conhece o modelo dos EUA de eventos em grandes arenas, onde o jogo em si é apenas mais um atrativo entre tantos outros, como lanchonetes nas dependências do estádio, ações de marketing com torcedores e shows.

Contar com alguém com esse histórico é visto como fundamental para potencializar ao máximo as possibilidades de uma arena multiuso, característica mais difundida da nova casa palmeirense. Como o conceito é relativamente novo no Brasil, as empresas resolveram que alguém de fora conseguiria colocar “ordem na casa” mais rapidamente.

A intenção é profissionalizar todos os setores ligados ao estádio e aumentar a receita o máximo possível, explorando tanto as marcas dos patrocinadores dentro das dependências do estádio, como ativação de camarotes e patrocínios pontuais, quanto a relação com os torcedores.

O novo funcionário do estádio do Palmeiras será anunciado oficialmente em uma apresentação, em que também serão detalhadas as primeiras ações e atribuições que ele terá no cargo. Além disso, mais detalhes da até então misteriosa festa de abertura também deverão ser revelados na ocasião.

O estádio está previsto para ser inaugurado no primeiro semestre de 2014. Até o momento, 67% das obras já estão concluídas. Após uma eleição popular, o nome escolhido para batizar o estádio foi Allianz Parque.

De acordo com a projeção da construtora, o estádio estará concluído no final de janeiro. A partir daí, é preciso solicitar a vistoria dos bombeiros e o Habite-se para regularizar a situação com a Prefeitura. Calcula-se que, com isso, o estádio deva estar realmente pronto para receber eventos em março.

A Arena deverá custar no total R$ 500 milhões, superando em R$ 200 milhões a conta inicial, que chegou a ser de R$ 300 milhões e, até o início desta temporada, estava estimada em R$ 350 milhões. A previsão inicial de término da obra também acabou não cumprida, já que o estádio seria entregue no segundo semestre de 2013.

A Allianz pagou R$ 300 milhões para dar o nome ao estádio palmeirense por 20 anos. A tendência é que esse vínculo seja renovado por mais 10 anos, que é o prazo que a WTorre terá controle da casa alviverde.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ TERRA

• Justiça determina perícia, e obras na Arena Palestra podem parar

O Ministério Público de São Paulo obteve decisão favorável no pedido de perícia nas obras de reforma do Estádio do Palmeiras, em São Paulo. Profissionais designados pelo Tribunal de Justiça farão análise do local para abordar, entre outros aspectos, o impacto causado no entorno da obra. Há possibilidade de paralisação da construção.

O Ministério Público sustenta que a obra fere o plano diretor em uma série de pontos, como aumento da área utilizada e, principalmente, por não cumprir a exigência de ter 40% da área permeável – o terreno é particular, mas “terrenos de clubes esportivos sociais integram o Sistema de Áreas Verdes do Município”, segundo o órgão.

A WTorre, empresa que faz a reforma do estádio palmeirense, já teve problemas com a Justiça em 2011, quando a Promotoria de Habitação e Urbanismo solicitou a anulação do alvará deferido em 2002 para a realização da obra – a justificativa foi de que os alvarás haviam caducado. No mesmo ano, a promotoria chegou a pedir liminar para paralisar as obras, o que pode ocorrer no futuro próximo.

Na ocasião, chegou a ser pedido à WTorre, à Prefeitura de São Paulo e ao Palmeiras “que o que já havia sido construído até então fosse demolido em até 30 dias, que o estádio fosse reconstruído no prazo de um ano e que fosse feita a recomposição e replantio da vegetação desmatada”, segundo o Ministério Público.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ TERRA

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Sobe no Paca? Torcida pode ‘carregar’ Verdão ao acesso nos próximos dias

O Pacaembu pode ser decisivo para que o Palmeiras confirme logo o acesso à Série A. Quatro dos próximos seis jogos da equipe serão no local, e Gilson Kleina calcula que mais cinco vitórias bastam para assegurar ao menos uma vaga entre os quatro primeiros colocados da Segundona. É hora de o torcedor aparecer e incentivar.

Era o que vinha acontecendo até o Verdão ser eliminado da Copa do Brasil pelo Atlético-PR, em 28 de agosto. Até o banho de água fria causado pela derrota em Curitiba, haviam sido realizados cinco jogos pela Série B no Pacaembu, com média de 20.404 pagantes. Depois, foram registrados os dois piores públicos do time no estádio pelo torneio: menos de 9 mil pagantes, tanto no empate com a Chapecoense quanto no triunfo sobre o ASA.

Sábado, contra o Sport, o clube espera iniciar uma arrancada final rumo à confirmação do acesso. A equipe pernambucana é justamente a primeira fora do G4, com 15 pontos a menos que o Palmeiras.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Valdivia garante elenco fechado com Kleina e apoia treinador

Por Marcelo Hazan

Se depender dos jogadores do Palmeiras, tudo indica que Gilson Kleina será o técnico do Palmeiras em 2014, ano do centenário. Apesar de se isentar da decisão sobre uma eventual mudança na comissão técnica, Valdivia, principal atleta do elenco, deixa claro o apoio geral ao atual comandante, em meio às especulações sobre uma possível contratação de Vanderlei Luxemburgo, treinador do Fluminense – a possibilidade foi negada pelo presidente Paulo Nobre, mas os rumores deixaram Kleina receoso.

– Estou pensando em 2013 e em levar o Palmeiras de volta para a Série A. Gostamos muito do Gilson e estamos fechados com ele, mas se tiver alguma mudança não cabe aos jogadores falar sobre isso. Mas damos apoio sempre ao nosso treinador – disse Valdivia.

Os rumores sobre o nome de Luxa no Verdão cresceram na última terça-feira, quando o time estava concentrado em Florianópolis, antes de vencer o Avaí por 4 a 2. A informação chegou até Kleina no hotel da delegação alviverde e movimentou os bastidores do clube.

Com contrato até dezembro, Kleina tem futuro incerto. Eliminado de todos os torneios de mata-mata no ano (Paulista, Libertadores e Copa do Brasil), ele tem a seu favor a boa campanha no Campeonato Brasileiro da Série B. O time lidera a competição, com 52 pontos, seis a mais do que a Chapecoense, vice-líder. No fim do ano, a diretoria fará uma avaliação do seu trabalho para decidir pela renovação ou não.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Por permanência de Kleina, Nobre vive seu maior dilema no Palmeiras

Por Daniel Batista

Paulo Nobre se vê diante de sua primeira grande decisão sob o ponto de vista político e técnico no Palmeiras. O presidente do clube tem até dezembro para definir se fica ou não com Gilson Kleina para o centenário e já sabe que, independente da escolha, vai desagradar parte dos aliados. Isso porque existe uma corrente que pede a permanência do treinador e outra que o quer bem longe da Academia de Futebol.

O contrato de Kleina acaba no fim do ano, portanto a multa não seria problema. Nobre tem em mãos motivos de sobra para ficar com o treinador e também para liberá-lo. Hoje, o dirigente está mais propenso a sustentá-lo no cargo.

Os defensores de Kleina, entre eles o diretor executivo José Carlos Brunoro, alegam que o treinador tem bom relacionamento com o grupo e também terá a primeira real oportunidade de mostrar sua qualidade. Na temporada passada, ele assumiu um time combalido e neste ano passou a temporada tendo de lidar com o estigma de dirigir uma equipe da Série B.

A questão financeira também pesa bastante. Um treinador “top” pediria um salário estratosférico para um clube com sério problemas financeiros. “Para investir em um treinador pedindo um caminhão de dinheiro, é mais interessante contratar uma estrela que ajude dentro de campo”, disse um membro da diretoria ligado a Nobre.

Os conselheiros que querem Kleina longe do clube, alegam que ele não sabe substituir e, pelo elenco que tem em mãos, deveria dar mais resultados do que os apresentados até agora. A questão é que esses críticos não entram em consenso sobre quem deveria substituí-lo.

LUXEMBURGO FORA

Uma das poucas certezas para 2014 é que o Palmeiras não terá Vanderlei Luxemburgo como treinador. Paulo Nobre e Brunoro são fãs declarados do treinador, mas a rejeição que o atual técnico do Fluminense tem no clube espanta uma possibilidade de aproximação.

Por isso, para evitar um desgaste desnecessário, Nobre já falou para quem quiser ouvir que Luxemburgo não será contratado. O treinador, que sofre pressão no Fluminense, deixou má impressão na última vez em que dirigiu o clube, em 2009, quando foi demitido após criticar a venda de Keirrison.

Enquanto a diretoria pensa no futuro, Kleina continua seu trabalho e projeta o time para enfrentar o Sport, sábado. Leandro, com lesão no tornozelo esquerdo, e Mendieta, suspenso, não jogam. Luis Felipe e Alan Kardec voltam de suspensão.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Náutico tenta devolver Maikon Leite, mas Palmeiras não aceita

Por Fabricio Crepaldi

Com apenas nove pontos no Campeonato Brasileiro e com poucas chances de se livrar do rebaixamento, o Náutico tenta se desfazer de alguns jogadores. Um deles é o atacante Maikon Leite, emprestado pelo Palmeiras até maio do próximo ano. O Verdão, porém, não aceitou receber o atleta de volta.

O Timbu não está contente com o desempenho do jogador e, como paga parte do salário dele, que gira em torno de R$ 150 mil – o Alviverde arca com o resto – tentou devolvê-lo, mas o clube pauluista não quis, algo permitido pelo contrato.

Maikon Leite fez nove jogos até agora com a camisa do clube pernambucano e, após o gol contra o Internacional, logo na estreia, caiu muito de produção, não marcou mais e foi para o banco de reservas.

Ele tem contrato com o Palmeiras até junho de 2016.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Verdão faz jus à música da torcida e vira maior time da virada na Série B

Por Marcelo Hazan

“O Palmeiras é o time da virada. O Palmeiras é o time do amor”. A música cantada pela torcida alviverde quando vê o time atrás no placar tem se mostrado cada vez mais verdadeira no Campeonato Brasileiro da Série B. Afinal, o Verdão é a equipe que mais alcançou viradas na competição em 2013: cinco, seguido por Icasa, com quatro, e Sport, com três (confira a tabela abaixo).

Na última terça-feira, na Ressacada, em Florianópolis (SC), o coro da torcida palmeirense se confirmou dentro de campo novamente. Depois de ver o Avaí sair na frente, o time reagiu e venceu por 4 a 2, resultado que o levou aos 52 pontos, abrindo mais vantagem na liderança.

TIMES – VIRADAS

Palmeiras – Cinco

Icasa – Quatro

Sport – Três

Figueirense, Avaí, ASA e América-MG – Duas

Oeste, Ceará, Boa Esporte, Paysandu, Chapecoense, Joinville e Atlético-GO – Uma

Em 16 vitórias, além de virar sobre o Avaí, o Verdão já tinha superado Paysandu (3 a 2), Paraná (2 a 1), São Caetano (2 a 1) e Figueirense (3 a 2). Todos esses jogos foram lembrados pelo técnico Gilson Kleina, que exalta o poder de reação, mas quer o time mais equilibrado para não sofrer tanto.

– A mensagem que fica é entrar sempre ligado. Não só correr atrás, mas sim fazer o resultado e terminar administrando. Temos um poder de reação forte. Já fomos buscar outros resultados. Os adversários vêm fazer o jogo da vida contra nós, e temos de ter a iniciativa para impor nosso jogo mesmo fora de casa – alerta Kleina.

Márcio Araújo prefere elogiar o poder ofensivo do time e, principalmente, a qualidade de dois jogadores: Valdivia e Mendieta, que estão resolvendo em campo.

– A qualidade dos dois na criação e os nossos jogadores de ataque dão tranquilidade ao time para buscar possíveis viradas. Vamos continuar nesse ritmo de vitórias para subir o mais rápido possível – concluiu.

Se seguir as orientações do comandante, o Palmeiras terá vida mais tranquila contra o Sport, neste sábado, às 16h20m, no Pacaembu, pela 24ª rodada da Série B. Caso contrário, a torcida terá de seguir incentivando o time da virada para mais uma reversão no placar.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO RICARDO PERRONE ❘ UOL

• Fracassa nova tentativa de acordo entre Wtorre e Palmeiras por cadeiras

Uma nova tentativa de acordo entre Palmeiras e Wtorre fracassou na última sexta. Walter Torre e Paulo nobre se reuniram para tentar resolver o impasse em relação ao número de cadeiras que cada parte poderá vender na nova arena, mas não entraram em consenso. Dono da empresa e presidente do clube ontinuarão tentando um acordo, mas o clima não é dos mais amistosos.

Conforme apurou o blog, a polêmica já teve até uma notificação extra-judicial enviada pela empresa no intuito de que dirigentes evitem tratar do tema publicamente.

Dos 45 mil lugares disponíveis no estádio, o Palmeiras entende que tem o direito de comercializar 35 mil, ficando os dez mil restantes para a WTorre. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, publicada no último dia 4, o contrato não prevê quantas cadeiras cada parte tem direito.

No encontro de sexta passada, a construtora sugeriu que os parceiros trabalhem juntos a fim de que a média de público seja a melhor possível. E sustentou que o contrato não limita a sua participação a dez mil assentos. Enquanto isso, a alegação palmeirense foi de que o combinado era que o clube ficasse com 35 mil cadeiras.

A parceira também expôs o seu sentimento de que sempre que o alviverde troca de presidente aparece um novo problema. E que não é tratada como merecia por investir R$ 600 milhões no estádio.

Oficialmente, a WTorre nega estar em choque com o Palmeiras. No entanto, o blog apurou que há um descontentamento  também porque executivos da empresa temem que ela seja vista pelo torcedor como inimiga e não como aliada.

A assessoria de imprensa do Palmeiras afirmou que os assuntos referentes ao clube e a WTorre serão tratados internamente.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO RICARDO PERRONE ❘ UOL

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Atletas do Verdão B se dizem perseguidos

O Palmeiras B fechou suas portas em 14 de abril deste ano, mas um grupo de oito atletas ainda sofre as consequências disso. Eles não encontraram clube algum para jogar e afirmam que têm sido perseguidos, com o intuito de forçar a rescisão do contrato.

“A gente tem de pegar um ônibus às 7h da manhã no Palmeiras para treinar às 8h em Guarulhos. Pior: nunca tem treinador. Só ficamos correndo em volta do gramado, fazendo musculação e treinando na caixa de areia”, acusa um dos garotos.

Recentemente, até mesmo alguns atletas do time sub-20, campeão do Paulista, da Copa Rio e do Torneio Brasil-Japão, se juntaram aos excluídos do Palmeiras B.

A relação de jogadores conta com Pedro Paulo, Guilherme, Igor, Elcio, Bruninho, Vinícius e Rato, entre outros.

“O Palmeiras teria de pagar mais de R$ 20 mil se me mandasse embora, mas está tentando me fazer desistir de ficar. Assim, a conta cairia para uns R$ 6 mil”, revela um dos jogadores.

Dois dos garotos, Somália e Formiga, não aguentaram as condições e pediram desligamento.

Diretor da base do Verdão, Erasmo Damiani afirma que “o Palmeiras jamais forçará qualquer atleta a pedir desligamento do clube”.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo itri

• Dividida

“Opiniões são como azia: todo mundo tem” – Vittorio Pescosolido – Conselheiro do Palmeiras, rebatendo Gilto Avallone, também conselheiro, que afirmou ser ruim o contrato do clube com a WTorre para a reforma da arena

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

GAZETA ESPORTIVA NET → Vídeo: Kleina abre sua sala para GE.net e celebra ‘aniversário’
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Kleina completa um ano em dívida com clube, mas com patamar de elite
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Renovando ou não, Kleina aponta Valdivia como legado para centenário
 
LANCENET → Sem Mendieta, Kleina estuda usar três volantes ou três atacantes no Verdão
 
BAND ESPORTE → Kleina fica sem Mendieta e irá modificar formação da equipe
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Kleina: “Técnico escolhido para 2014 terá mais facilidade do que eu”
 
LANCENET → Palmeiras esclarece dúvida sobre benefício do programa Avanti
 
AGORA SP → Kleina completa um ano e quer acesso antes de renovar
 
GLOBO ESPORTE COM → Top 5: Kleina completa um ano no Verdão e elege momentos marcantes

••

21 respostas em “Verdão na Mídia 19-09-2013: Administrador virá de fora do Brasil para gerir novo estádio do Palmeiras ❘ Uol Esporte”

ACHO QUE INDEPENDENTE DE COMO FOI FEITA A TRANSAÇÃO, OS MENINOS QUEREM JOGAR E MOSTRAR O FUTEBOL, E NÃO PODEM. SE HOUVE ERRO NA TRANSAÇÃO, ELES NÃO TÊM CULPA, ELES QUEREM É JOGAR BOLA, SIMPLESMENTE ISSO.

Acho válido comentar dois pontos, em minha opinião, relevantes, são eles: Um executivo de fora administrar o estádio, acho ótimo, isso na mão de qualquer pessoa ligada ao Palmeiras terminaria tragicamente, é mais do que sabido por todos o tamanho da incompetência daqueles que comandam o clube, nessa ou naquela gestão, em todas as áreas.
O segundo ponto relevante, depois da decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal com relação ao mensalão, alguém em sã consciência ainda possui esperança de ver um país melhor ? Tudo é manipulado e voltado aos interesses de alguns, nosso sistema político e judiciário são uma piada de muito mau gosto. Pra virar circo, só falta o nariz de palhaço para o povo!

Como é bom ler as notícias da W.Torre e a chegada de um profissional para tocar a Arena. É isso aí: quem quer ter sucesso e retorno financeiro, não coloca filhos de amigos pra tocar departamentos chave da empresa. Traz alguém do ramo. Só irritam essas outras duas notícias: a do MP e a do porta voz do retrocesso palmeirense (nem li o que está escrito, mas posso afirmar que não gostei). Sugestão: não vamos dar Ibope pra esse sujeito, reproduzindo aqui o que ele escreve. Nós já temos o mustafá pra acabar com a nossa alegria e ele sozinho já esgotou a minha cota de paciência com mediocridades – e faz muito tempo.

Com certeza, temos que colocar PROFISSIONAIS DO RAMO e não esses profissionais de araque que estão acabando com o nosso Palmeiras que são na verdade amadores. Ainda bem que o Palmeiras tem a WTorre, imagina se a nossa arena ficar nas mão dos atuais dirigentes, já sabe no que vai dar…

Uma citação interessante de fazerem no 3VV é quanto a essa decisão quanto ao caso da Arena. Tecnicamente não é nada mas serve apenas para mostrar o estado do clube quanto a organização administrativa. Chega a ser vergonhoso mas deve ser exposto pra mostrar o nível das diretorias nos últimos 11 anos (tempo que temos o alvará):

https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/abrirDocumentoEdt.do?origemDocumento=M&nuProcesso=0025350-45.2011.8.26.0053&cdProcesso=1H00032TK0000&cdForo=53&tpOrigem=2&flOrigem=P&nmAlias=PG5JM&cdServico=190101&ticket=fDp%2Bi94RZh5fopwTZCljnTbDmGLf%2FMwTyeWqRiDkbRiCy4IUZbNOKN4F0xYudKlvnmKssaWkcwD5cbk9xARNbH01dlp92%2BGHI0iHgKWVoS2vkQg%2Fd2Uzp%2BGny%2BKR%2BYOwx5sPNke3nisD%2B0ffAJdvVjQDNU%2BCJcEcAS65zNXdPcX3%2B2Ni7wTKjgTPWkpS1EypZQ8ZqI4djDvA%2FAQII7obp4DrdQqT9zg%2FDrUnnO17l7g%3D

Vistos.
1. fls. 2776/2781. A respeito do agravo retido apresentado pela SEP, não se afigura necessária a realização de oitiva de testemunhas para a comprovação dos fatos mencionados pela agravante.
Ora, não é crível que uma instituição do porte da Ré não tenha, de modo, documentado as obras realizadas no estádio ao longo dos anos, nem sobre os eventos musicais e outras atividades lá desenvolvidas.
Convém lembrar que a prova tem por objetivo a formação da convicção do julgador, que não fica obrigado a reproduzir todas as provas produzidas pelo Ministério Público durante o Inquérito Civil, mas apenas aquelas que entender necessárias para o julgamento da lide.
Recebo, portanto, agravo retido mas mantenho a decisão.
2. Mantenho a decisão objeto de agravo de instrumento (nº 0044351-10.2013.8.26.0000), por suas razões.
3. A considerar a r. decisão copiada a fls. 2782/2783, aguarde-se a solução a ser dada no referido recurso.
4. Ciência ao Ministério Público.
Intime(m)-se.
São Paulo, 09 de abril de 2013.
Marcelo Sergio – Juiz de Direito

Time que não tem capacidade de revelar jogador faz o que o MustaNobre fez. Por essas e outras que estamos atrás de Bambis, Sardinhas e Gambás.

Só notícia ruim… Será que o Paulo Nobre está feliz com seus próximos, que fazem questão de espalhar aos quatro ventos notícias de dentro do clube para a imprensa?

Será inaugurada hoje, com presenças de Ademir Da Guia e Leivinha, a primeira loja do Palmeiras fora de SP, em Londrina/PR.

A W Torre recebeu uma indicação do Mustaphá para administrar a Arena: Frizzo e Tirone.
Mustaphá sempre Mustaphá.
Sei não to achando que o B3 (Nobre) vai ficar com o Gilson Kleina, Bruno, Márcio Araújo, Wendel, Vinícius, André Luiz, Patrick, Juninho Piu-Piu etc.
Cadê o tesão do B4 (Brunoro)???
Outro ano de decepção.

O último post do Vittorio Pescosolido(apesar de ser favorável a existência de conselheiros vitalícios) no Turiassu1840 ficou fantástico, vale a pena a leitura. Sou totalmente favorável a permanência do pepkleina, de fato, nenhum técnico/treinador/professor assumiria o Palmeiras aceitando ganhar menos que ele, se é para pagar R$700 mil para o luxa contrata dois bons jogadores e mantém o cara, por possuir um grupo fraco, qualquer novo nome não causaria resultado imediato.

Porra!!! essa “historinha” de paralização das obras novamente, inferno cara.
Prefeitura desgraçada… cambada de gambá escroto… lixo de Ministério Público extremamente parcial à vontade de terceiros… país de merda, lixo, lixo, lixo, lixo, lixo.
Que morram todos!!!!

Relaxa, cara. Isso é notícia requentada. É a mesma notícia que já foi veiculada um tempo atrás, nem tem nada de novo. Fica tranquilo que é só falta de assunto.

Os caras redescobrem essa notícia de que irão fazer perícia a cada 6 meses. Sempre a mesma conversinha.

Conversinha fiada da imprensinha gamba, o cúrintia perde 5 seguidas e eles vem tirando o foco desse time de merda, esse papinho é velho não vai dar em nada.

“A gente tem de pegar um ônibus às 7h da manhã no Palmeiras para treinar às 8h em Guarulhos. Pior: nunca tem treinador. Só ficamos correndo em volta do gramado, fazendo musculação e treinando na caixa de areia”. MEU DEUS, que vida difícil! hahahaha. De resto, é injusto com os moleques que nunca tenham chance de jogar. Desse grupo citado na matéria, lembro do Rato, que demonstrou algumas qualidades já, sem contar o Dybal, Diego Souza, Patrick Vieira…

É a prova que os caras não jogam NADA e ficam mamando no Palmeiras, se os caras jogassem bola mesmo não estariam encostados, nada justifica a permanência deles, podemos citar a estrutura da molecada, é algo que beira o amadorismo comparado aos grandes rivais, deve existir vários conselheiros por trás de tudo isso levando um fatia considerável do salário desses meninos. O único que vi jogar e demonstrou bom futebol foi o rato, ele joga de armador e o narciso escalou ele de primeiro volante na copinha, não comprometeu, deve ser um daqueles “fatiado”, 40%empresário, 50%grupo de investidores e 10% do Palmeiras, caso seja isso mesmo, HASTA LA VISTA BABY!!

O que “ouvi” dizer é que os moleques que NÃO aceitaram serem fatiados foram isolados, sabe como é, diretor quer fatia pra negociar e ter participação em empréstimo, venda… Nada caro não só pra time pequeno e ruim que é pra não chamar atenção.

É bem por ai, até onde sei tem/tinha jogadores ligado a conselheiros etc… O lado ruim disso é que estamos muito atrás do SPFC, SFC e SCCP. Há um tempo atrás falei com um colega que conhece bem a estrutura do SPFC em cotia, é um gasto anual enorme, falou também que a venda do Breno pagou o que se gasta no ano e sobrou muita grana. Imagina a venda do Lucas… apenas citando casos… seleção natural, recebem garotos como aposta e apenas poucos se destacam e com isso faz a engrenagem girar ($$$). Desde que me conheço como torcedor do Palmeiras, muito pouco se fez da base, tudo muito amador.

Os comentários estão desativados.