Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 21-09-2013: Líder, Verdão recebe Sport embalado por ‘jogo da vida’ no Pacaembu ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Líder, Verdão recebe Sport embalado por ‘jogo da vida’ no Pacaembu

Palmeiras e Sport não terão vida fácil no confronto deste sábado, às 16h20m, no Pacaembu, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Líder da competição, com 52 pontos, o Verdão quer dar o troco pela derrota no primeiro turno, na polêmica partida em que perdeu por 1 a 0, no Recife, e abrir vantagem para o concorrente direto pelo G-4, com 37 pontos. Além do Sport, apenas América-MG e Boa Esporte conseguiram derrotar o Palmeiras nesta Série B.

Embalado após duas vitórias consecutivas, o Sport encara o confronto como o maior desafio da equipe nos próximos jogos. Mesmo fora de casa, o Leão promete tomar a iniciativa da partida e ir em busca dos três pontos.

O árbitro Celio Amorim apitará a partida, auxiliado por Helton Nunes e Rafael da Silva Alves. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances, em Tempo Real, com vídeos exclusivos, e a TV Globo transmite a partida ao vivo para os estados de SP e PE. O Premiere FC 1 também mostra o jogo ao vivo para todo o Brasil, pelo sistema pay-per-view.

AS ESCALAÇÕES

Palmeiras: o técnico Gilson Kleina tem uma dúvida para escalar o time: usar três volantes ou três atacantes. Sem Mendieta, suspenso, ele mudará a formação da equipe em relação ao jogo diante do Avaí, vencido por 4 a 2. Assim, Charles, Ananias e Serginho brigam pela vaga do paraguaio. Após cumprirem suspensão, Luis Felipe e Alan Kardec retornam. Wendel deve ficar no banco. Dessa forma, o provável Verdão para enfrentar o Sport é o seguinte: Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, Vilson e Juninho; Márcio Araújo, Charles (Ananias ou Serginho), Wesley e Valdivia; Vinicius e Alan Kardec.

Sport: sem Patric, suspenso, mas com a volta de Tobi, que cumpriu suspensão, o técnico Geninho não teve dificuldades para montar o Sport visando o duelo contra o Palmeiras. Com o esquema 3-5-2, o treinador escalou o Rubro-Negro com Magrão; Tobi, Pereira e Vinícius Simon; George Lucas, Anderson Pedra, Rithely, Lucas Lima e Marcelo Cordeiro; Marcos Aurélio e Felipe Azevedo.

QUEM ESTÁ FORA

Palmeiras: Mendieta (suspenso com três amarelos), além de Leandro (em tratamento de uma entorse nos tornozelo e joelho esquerdos), Tiago Alves, Ronny, Marcelo Oliveira e Bruno, com dores na panturrilha direita, estão vetados.

Sport: Patric cumpre suspensão e será o único desfalque do Sport.

PENDURADOS

Palmeiras: Eguren, Henrique, Leandro e Valdivia.

Sport: Magrão, Pery e Diego Maurício.

Leia aqui a matéria completa →  NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras recebe o Sport para aumentar vantagem e ‘esquecer’ Luxa

No Palmeiras, um único assunto dominou a semana: a possível contratação de Vanderlei Luxemburgo para comandar o time em 2014, algo negado pela diretoria do clube. Mesmo assim, logo na semana na qual completou um ano de Verdão, o técnico Gilson Kleina cansou de responder sobre o assunto.

Com ou sem mudança de treinador, neste sábado o time terá mais um confronto na luta para retornar à Série A. E uma vitória deixará a equipe ainda mais perto do acesso, já que o adversário será o quinto colocado Sport, às 16h20, no Pacaembu. Hoje, o Alviverde está 15 pontos à frente do rival.

Com ou sem a sombra de Luxemburgo, Kleina trabalhou durante a semana normalmente, e ainda teve tempo para festejar o primeiro aniversário no clube. Só não conseguiu definir ainda quem jogará neste sábado: se o time entrar com três volantes, Charles será o escolhido. Caso opte por três atacantes, a vaga ficará com Ananias. A outra indefinição é entre Juninho e Wendel na lateral esquerda.

O treinador não poderá contar com Leandro, Ronny e Tiago Alves, todos lesionados. Mendieta, suspenso, será outro desfalque. Por outro lado, Valdivia está confirmado e será o responsável pela armação das jogadas.

Com ou sem problemas, com ou sem a ameaça de Luxemburgo, Gilson Kleina terá em campo a ajuda do grupo. Fora dele, os jogadores já garantiram: estão fechados com o treinador e vão fazer de tudo para que ele permaneça em 2014.

Um “novo” Sport em ação pela Série B. Esse será o adversário do Palmeiras neste sábado. Desde que Geninho voltou ao comando da equipe pernambucana, foram duas vitórias e dois jogos. Resultados que fizeram um antes desacreditado Sport projetar o retorno ao G4, já que vinha de quatro derrotas e um empate na competição.

– Sabemos que essa sequência que tivemos foi ruim e nos prejudicou bastante. Agora, temos de fazer um esforço maior para voltar ao lugar onde estávamos. Nós só conseguimos entrar no G-4 obtendo quatro vitórias e vamos ter de fazer esse esforço novamente para retornar ao grupo de acesso – destacou o zagueiro Pereira, em entrevista coletiva, antes de completar:

– Independentemente de ser o Palmeiras ou não será um bom jogo, um jogo entre duas equipes grandes que qualquer atleta gosta de participar.

E o Sport terá pelo menos uma novidade diante do Alviverde. Tobi, que cumpria suspensão automática, volta ao time titular e terá as companhias de Pereira e Vinícius Simon esquema com três zagueiros de Geninho. Simon, recuperado de dores na coxa esquerda, treinou nesta sexta e está confirmado.

Além de Geninho, o Sport tem outro trunfo para se aproximar do G4: o atacante Marcos Aurélio. Ele, segundo os números da parceria LANCE!/FOOTSTATS, é o jogador com mais finalizações na Segundona: são 95 em 20 jogos, sendo 46 certas. O camisa 10 ainda é, com 21 gols, o artilheiro do Sport na temporada e, com 12, o goleador do Leão na Série B.

FICHA TÉCNICA


PALMEIRAS X SPORT

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)

Data/Hora: 21/9/2013 – 16h20 (de Brasília)

Árbitro: Célio Amorim (SC)
Auxiliares: Helton Nunes (SC) Rafael da Silva Alves (RS)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho (Wendel); Márcio Araújo, Wesley e Valdivia; Ananias (Charles), Alan Kardec e Vinicius. Técnico: Gilson Kleina

SPORT: Magrão, Tobi, Pereira e Vinícius Simon; George Lucas, Anderson Pedra, Rithely, Lucas Lima e Marcelo Cordeiro; Marcos Aurélio e Felipe Azevedo. Técnico: Geninho.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Palmeiras tenta se vingar do Sport para facilitar cálculo do acesso

Por William Correia
A comissão técnica do Palmeiras calcula que 66 pontos são necessários para se garantir na Série A do Brasileiro do ano que vem, mas só depende do time para mudar essas contas. Às 16h20 (de Brasília) deste sábado, a equipe terá pela frente, no Pacaembu, o Sport, clube que o venceu de forma polêmica no primeiro turno. Bastará a vingança para a meta de pontos para o acesso diminuir.

“Se vencermos o Sport, podemos aumentar para 18 pontos a distância para o quinto colocado. Mantendo o quinto colocado a 15 pontos, acredito que garantiremos o acesso com 66 pontos. Mas pode mudar para 64 se essa distância aumentar. Precisamos de controle e tranquilidade como estamos fazendo para manter o nível de atuação”, indicou Gilson Kleina.

A explicação para a projeção do técnico é que o Leão pernambucano está na quinta colocação, iniciando a 24ª rodada da Série B a 15 pontos do líder Palmeiras. Se o Verdão triunfar neste fim de semana, a vantagem para o primeiro clube fora da faixa de acesso aumentará, no mínimo, para 17 pontos.

Em outras palavras, se ganhar, bastará ao Palmeiras conquistar mais quatro vitórias nas 14 partidas restantes para subir antecipadamente. Na verdade, conquistar 11 pontos entre os 42 em disputa será suficiente para encerrar o calvário na segunda divisão e pensar somente no título.

Como motivação, ainda há a derrota por 1 a 0 na Ilha do Retiro, em 8 de junho, quando o campo estava alagado, sem condições de abrigar um jogo de futebol, e o gol pernambucano surgiu de escanteio inexistente e com Nunes ajeitando a bola na mão antes de chutar a gol. “Foi um confronto difícil, embaixo d’água, e do jeito que foi. É uma derrota computada para nós, mas que não era para ter sido”, lembra Gilson Kleina.

Nunes virou reserva no Sport, que hoje tem Geninho como técnico, mas a recordação da partida ainda é clara nas mentes palmeirenses. Para a vingança, Kleina não contará com Leandro, Tiago Alves, Ronny, Marcelo Oliveira e Bruno, vetados por questão física, e Mendieta, suspenso, mas terá Fernando Prass, apesar de o goleiro não ter treinado nessa sexta-feira por lombalgia.

Em campo, Luis Felipe e Alan Kardec, que cumpriram gancho na vitória sobre o Avaí na terça-feira, entrarão nos lugar de Wendel e Leandro. A dúvida está entre a formação com três volantes, na qual Charles seria a novidade, ou três atacantes, com Ananias ocupando a vaga que seria de Mendieta. O maior reforço esperado, contudo, é das arquibancadas.

“O Sport é um concorrente, com representatividade, mas o Palmeiras sabe que pode ampliar sua vantagem e se aproximar do acesso. Por isso, é um jogo muito grande para nós. O torcedor tem sempre nos acompanhado, então que possamos lotar o Pacaembu para esse jogo decisivo”, convocou Gilson Kleina.

A expectativa do Palmeiras é por um Sport defensivo, como Geninho armou o time na vitória sobre o Guaratinguetá, na terça-feira. O treinador realmente não abrirá mão dos três zagueiros, provavelmente somente promovendo a volta de Tobi, que estava suspenso, no lugar de Oswaldo entre os defensores no 3-5-2.

O pedido, contudo, é de mais eficiência ofensiva para evitar sofrimentos como o do 1 a 0 de terça-feira. Contra o Verdão, a equipe está ciente que serão maiores as dificuldades para criar, o que exige ainda mais precisão nas finalizações. “O jogo será de muita marcação. Eles vêm de uma vitória e contam com o apoio da sua torcida. A partida será definida nos detalhes”, previu o zagueiro Vinicius Simon.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SPORT

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 21 de setembro de 2013, sábado


Horário: 16h20 (de Brasília)

Árbitro: Celio Amorim (SC) – Assistentes: Helton Nunes (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Wesley e Valdivia; Ananias (Charles), Vinicius e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

SPORT: Magrão; Tobi, Pereira e Vinícius Simon; George Lucas, Anderson Pedra, Rithely, Lucas Lima e Marcelo Cordeiro; Marcos Aurélio e Felipe Azevedo
Técnico: Geninho

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Kleina faz apelo a adversários: menos violência contra Palmeiras

Por William Correia

Com a confirmação do desfalque de Leandro por estar com o tornozelo esquerdo “muito inchado”, Gilson Kleina resolveu fazer um apelo. Após ver Valdivia com olho roxo e boca inchada, Alan Kardec com marcas na mão e ser alvo até de cusparadas e Henrique levando uma rasteira, o técnico solicita que os adversários sejam mais leais.

“Neste segundo turno, estou achando o jogo está muito excessivo, é muito violência. Nos últimos jogos, todos têm saído com hematoma”, comentou o treinador, que viu Leandro se machucar depois de dividir uma bola no carrinho na lateral na vitória sobre o Avaí, na terça-feira. Antes, o atacante chegou a ter a nuca chacoalhada pelo volante Eduardo Costa.

“Sabemos que Série B é força, contato, marcação, mas está sendo um pouquinho além desse ponto. Precisamos estar atentos porque está chegando a reta final e todos os clubes vivem momentos importantes”, completou, tentando compreender o nervosismo dos outros clubes.

Gilson Kleina faz questão de dizer que o aviso não é para quem apita os jogos, mas aos jogadores rivais. “Os árbitros não estão nem vendo porque está acontecendo fora do lance, em discussões fora de jogo, com os jogadores se expressando energicamente, se excedendo”, afirmou.

“Precisamos nos precaver porque o Palmeiras está jogando futebol, tem jogadores importantes e não quer perder nenhum com lesão mais grave, e estamos perdendo alguns por pancada”, prosseguiu o preocupado comandante do líder da competição.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

• Clubes fazem acordo para não financiar torcidas organizadas

Por Bernardo Itri, Diego Iwata Lima e Marcel Rizzo

Os quatro principais clubes de futebol de São Paulo acertam com o Ministério Público Estadual a elaboração de um Termo de Compromisso no qual prometem não ajudar suas torcidas organizadas financeiramente.

O documento deverá ser assinado em 1° de outubro por representantes de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. O tema já foi discutido em duas reuniões com membros dos clubes e da promotoria –o último encontro aconteceu no Ministério Público, anteontem.
Além de prever que os clubes não financiem mais as organizadas, a proposta da promotoria tem outro objetivo.

A partir deste pacto, o Ministério Público acredita que a identificação dos torcedores que vão aos estádios será facilitada. Isso porque o compromisso prevê que não haverá mais a distribuição de ingressos para os torcedores uniformizados, prática comum nos clubes.

O Termo de Compromisso determina que as organizadas terão que adquirir suas entradas de forma convencional, comprando nas bilheterias ou por meio de programas de sócios-torcedores.

Nos dois sistemas, o comprador do bilhete precisa se identificar. Quando faz a compra na bilheteria, o torcedor tem seu nome impresso no ingresso. O cartão de sócio-torcedor também contém o nome do associado.

Por isso, o Ministério Público acredita que será possível ter registrado o nome de todos que foram ao estádio e identificar e punir pessoas que se envolverem em brigas.

No Corinthians, por exemplo, as torcidas organizadas compram bilhetes por meio do programa Fiel Torcedor, que tem cartões nominais.

Há, porém, brecha para fraude, já que não existe um controle rígido na entrada dos estádios, onde deveria ser conferida a documentação dos torcedores. Uma pessoa pode entrar facilmente com o cartão de outra.

PARADIGMA

A ajuda de clubes a torcidas organizadas é considerada tabu no futebol e, atualmente, em São Paulo, só o Santos admite esse apoio.

O Corinthians, antes da gestão de Mário Gobbi –desde fevereiro de 2012– contribuía com suas principais organizadas. O mesmo ocorre no Palmeiras, que deixou de ajudar as uniformizadas desde que Paulo Nobre assumiu a presidência, em janeiro.

O São Paulo afirma não ajudar pelo menos desde que Juvenal Juvêncio assumiu o clube, em 2006.

Mesmo assim, os três clubes assinarão o compromisso. O Santos deverá mudar de comportamento.
O acordo com o Ministério Público prevê a manutenção dessa conduta mesmo após as mudanças de gestões nos clubes.

PENAS PODEM SER AMENIZADAS, DIZ PROCURADOR

O procurador-geral do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Paulo Schmitt, disse que o termo de compromisso que será assinado não fará com que os clubes deixem de ser denunciados caso seus torcedores arrumem confusão nos estádios.

No entanto, Schimitt, que elogiou a atitude, disse que isso pode gerar penas menores nos julgamentos.

“Não podemos deixar de denunciar, já que o Estatuto do Torcedor e o CBJD [Código Brasileiro de Justiça Desportiva] preveem a punição ao clube caso torcedor invada o campo, por exemplo. Mas pode ajudar a amenizar a pena.”

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

••

BLOG DO VITOR BIRNER

• O risco de errar caminha ao lado do jornalista. Entenda os bastidores da busca por informações. Usei a de Vanderlei Luxemburgo como exemplo

O jornalista, ao dar informações, muitas vezes caminha em solo acidentado.

Ele não participa dos bastidores do futebol. Nunca está. por exemplo, presente em negociações de atletas e treinadores.

Precisa das informações contadas por pessoas que participam das decisões intramuros nos clubes de futebol, além de avaliar em quem pode confiar.

De qualquer forma, o risco de errar, seja pequeno ou grande, existe em algumas situações.

No meu caso, ele cai bastante porque sou cauteloso na hora de noticiar. Perco diversas oportunidades de citar as novidades por falta de convicção ou certeza.

Mesmo assim, posso tropeçar.

Quem conhece meu trabalho sabe que é muito raro.

Como várias pessoas têm curiosidades e ilusões a respeito da forma como conseguimos informações, achei interessante descrever uma situação da minha vida profissional para elas entenderem.

A última notícia nova que postei foi sobre a decisão da diretoria do Palmeiras de não contratar Vanderlei Luxemburgo para o lugar de Gilson Kleina.

Bastidores

Faz cerca de duas semanas, fui procurado por conselheiros do Palmeiras.

Eles temiam o boato que cresce dia após dia no conselho a respeito da possibilidade de Luxa retornar. Provavelmente foram conversar comigo por saberem que sou crítico dos últimos trabalhos do treinador.

Dia seguinte, escrevi para o Lance informando o diz que diz no conselho, e rejeição ao técnico lá e opinei (opinião, vale relembrar aos que não entendem, é diferente de informação) sobre o assunto.

Entendo o receio das fontes.

Luxa é amigo de Brunoro e foi o técnico que deu ao Paulo Nobre suas maiores alegrias como torcedor. A tal da lógica indica que ele é o favorito de quem manda no Palmeiras.

Mesmo assim, não tratei o boato como notícia. Lidei com ele da forma mais realista possível, como tenho o hábito de fazer.
Apenas relatei exatamente o que ouvi, e disse o que penso.

Assim que leu minha coluna de sábado no jornal, uma pessoa que está diariamente com Paulo Nobre me telefonou.

Conheço meu interlocutor:

É bem informado, vive os bastidores do clube e não tem o menor interesse em mentir para mim.

Ou seja, merece confiança.

Há uma chance de eu estar errado?

Sim, ela existe.

A de o presidente da instituição, apesar de estar lado a lado com minha fonte, ter mentido para ela.

Esta é a única.

Nas entrevistas antes da vitória palmeirense contra o Avaí, o próprio Nobre desmentiu a contratação de Luxa.

Respeito

Alguns leitores xingaram o Neto porque divulgou notícia diferente da minha.

Ele pode ter alguma fonte melhor, talvez saiba algo que não sei e esteja certo.

Acho que não. Se eu pensasse doutra maneira, não teria bancado a informação.

De qualquer forma, ofender o ex-jogador é errado.

Ninguém tem tal direito.

Drible dos fatos

Para você entender ainda melhor os riscos que corremos, reproduzo o trecho de uma antiga coluna de Juca Kfouri na Folha de São Paulo.

O jornalista tomou um verdadeiro drible dos fatos. O trabalho de checagem dele havia sido perfeito.

De Juca Kfouri

Apenas conto um episódio que vivi, em agosto de 1980, numa semana que nasceu sob encontros e desencontros na negociação da renovação do contrato de Sócrates (cuja saúde melhora, felizmente) com o Corinthians.

Eu dirigia a “Placar”, e ele desaparecera na sexta-feira.

No domingo à noite, no fechamento da revista semanal, consigo o telefone de onde ele estava no sítio de um amigo e pergunto a quantas andam as negociações, para publicar na edição que chegaria na terça-feira às bancas.

E ele foi definitivo: “No Corinthians não jogo mais. Para o Matheus aprender a ser menos ditador”.

Insisto com ele, explico que estou fechando a edição, que tal declaração mudaria tudo, o editorial da revista inclusive.

E ele reitera que a decisão estava tomada e que só seria comunicada na terça-feira, quando voltaria para São Paulo.

A notícia, exclusiva, que furava a imprensa diária, foi para o editorial, onde escrevi que Vicente Matheus, então presidente corintiano, tinha, enfim, encontrado alguém com mais personalidade do que ele etc. e tal.

Na segunda-feira, folga geral na “Placar”, recebo em casa a revista no meio da tarde e, ao vê-lo impresso, fico ainda mais orgulhoso do furo.

E saio ao entardecer para buscar meus filhos na escola, ouvindo a programação esportiva da rádio Globo, de Osmar Santos. Que anuncia a entrada de um repórter da frente da casa de Vicente Matheus, onde Sócrates se encontrava desde a hora do almoço.

E, para minha surpresa, terror profissional e alegria de torcedor, Sócrates e Matheus anunciavam que tinham chegado a um acordo.

“Placar” já estava nos caminhões e aviões sendo distribuída pelo país afora. O furo virara barriga.

Culpado, eu?

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VITOR BIRNER

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Enxugando…

Dono do maior elenco da Série B, o Palmeiras já conseguiu encolher consideravelmente seu grupo profissional. Eram 46 em julho; hoje, o técnico Gilson Kleina conta com 36.

• …a folha salarial

A diretoria palmeirense ainda tenta encontrar interessados em pelo menos mais quatro jogadores, já que a intenção é fechar a Segundona com 32 atletas — a janela de transferências se fecha em 4 de outubro.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Até…

O impasse entre Palmeiras e WTorre sobre o estádio persiste. Na semana passada, Walter Torre, dono da construtora, foi cobrado novamente pelo clube por pontos que a diretoria considera problemáticos, relatam conselheiros alviverdes ligados a Mustafá Contursi, apoiador da atual gestão.

• …quando?

O atraso na entrega do estádio, que tinha previsão de estar pronto este ano, é um dos pontos abordados com o empresário. Conselheiros relatam que a justificativa dada pela WTorre para o atraso é a falta de dinheiro. Assim, o impasse nem começou a ser solucionado.

• Interlocutores

Além do presidente palmeirense Paulo Nobre, o vice Genaro Marino e o presidente da comissão que trata da arena, Ricardo Galassi, dialogam com a WTorre.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → CBF divulga calendário do futebol brasileiro em 2014
 
GLOBO ESPORTE COM → Valdivia revela boa adaptação de gringos e aprova trabalho de Kleina
 
TERCEIRO TEMPO → Festa do Palmeiras reúne ídolos históricos do clube e conta com a presença do ministro Aldo Rebelo
 
BAND ESPORTE → Palmeiras recebe o Sport para aumentar vantagem e ‘esquecer’ Luxa
 
ESTADÃO ONLINE > Valdivia parece se sentir em casa quando atua pelo Palmeiras no Pacaembu
 
GLOBO ESPORTE COM → Kleina condena violência dos rivais, e Henrique alerta arbitragem
 
UOL ESPORTE → Palmeiras recebe o Sport para dar o troco de jogo polêmico no 1º turno
 
LANCENET → Kleina usa feitos do trabalho para justificar permanência no Palmeiras em 2014
 
LANCENET → Com moral na Seleção sub-20, ‘veterano’ Vinicius se vê como líder no Palmeiras
 
AGORA SP → Verdão faz as contas para subir para a Série A
 
ESTADÃO ONLINE → Em casa, Palmeiras quer subir outro degrau rumo à elite
 
FOLHA ONLINE → Com instável trajetória, Alan Kardec vira o homem-gol do Palmeiras
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Nobre dá busto para Oberdan como certo e diz: “justa homenagem”
 
••