Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 24-09-2013: Valdivia caminha para fazer o melhor semestre desde que voltou ao Verdão ❘ Lancenet

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Valdivia caminha para fazer o melhor semestre desde que voltou ao Verdão

Por Fellipe Lucena e Thiago Ferri

O planejamento “antilesão” elaborado pelo Palmeiras para Valdivia está dando resultado, pelo menos na frieza dos números. O segundo semestre desta temporada caminha para ser o melhor do jogador desde que voltou, em 2010. O meia participou de 12 dos 20 jogos da equipe (60%) após a pausa para a Copa das Confederações, marcou três gols, deu cinco assistências e consolidou-se como destaque do Alviverde na Série B.

Como restam 14 compromissos até o fim do ano, a comissão técnica imagina que o chileno ultrapassará a marca de 19 jogos atingida no segundo semestre de 2010, logo que voltou do Al-Ain (EAU), e no primeiro de 2012, recordes até o momento.

O primeiro semestre deste ano foi, de longe, o pior. Valdivia sofreu três lesões musculares e participou de apenas nove das 34 partidas do clube (26,4%), o que motivou a comissão técnica a monitorá-lo com rigor, reduzindo a carga de treinos e escolhendo os jogos para utilizá-lo.

A única semelhança entre os dois semestres de 2013 é a ausência do Mago nos jogos decisivos. É por isso que a Mancha Alviverde tem hostilizado o camisa 10, sempre ovacionado pelos chamados torcedores comuns.

Depois de perder os mata-matas do Paulista e da Libertadores, Valdivia era esperança na Copa do Brasil, mas não jogou contra o Atlético-PR por causa de um edema na coxa direita. É o único ponto baixo do plano “antilesão”, causado pela falta de sintonia entre clube e chilenos.

Na ocasião, Valdivia viajou para a Dinamarca, onde sua seleção enfrentaria o Iraque, logo depois de defender o Palmeiras contra o Paysandu, em um sábado. Na segunda-feira, treinou no campo, sentiu e acabou cortado – no clube, ele faz academia nos dois dias seguintes aos jogos. O incidente fez com que as partes passassem a dialogar mais. Depois da boa atuação na vitória do Chile sobre a Venezuela, pelas Eliminatórias, em 6 de setembro, o Mago foi liberado do amistoso contra a Espanha, na Suíça, para evitar desgaste.

Valdivia, semestre por semestre:



2010 – 2º semestre

Chegou ao time no segundo semestre e atuou em 19 das 30 partidas que o Palmeiras fez (63,3% dos jogos). Lesionou-se duas vezes e perdeu a reta final do Brasileiro e da Copa Sul-Americana. Marcou duas vezes.

2011 – 1º semestre

Após discordar do pedido do então diretor de futebol, Wlademir Pescarmona, sobre assinar uma carta de recomendações para as férias, machucou-se três vezes. Ainda foi criticado pelo então presidente Arnaldo Tirone, que considerou sua volta um mau negócio. Jogou em 12 dos 36 jogos (33,3%), e fez dois gols.

2011 – 2º semestre


Participou de 16 das 33 partidas que o Verdão fez no período (48,4%) e fez mais dois gols. Sofreu só uma lesão em setembro, e foi suspenso da seleção chilena por chegar atrasado e supostamente alcoolizado.

2012 – 1º semestre

Mais duas lesões e dois gols. Vítima de um sequestro relâmpago junto de sua esposa, Daniela, decidiu ficar no clube. Foi campeão da Copa do Brasil, tendo boas atuações na reta final. Jogou em 19 dos 36 jogos da equipe (52,7%).

2012 – 2º semestre

O time perdeu rendimento e lutou para não cair. Outras três contusões, sendo a última no joelho esquerdo, a qual o tirou da reta final do Brasileiro. Fez 16 jogos dos 38 do time (42,1%) no período e não marcou só um gol.

2013 – 1º semestre

Ficou no Chile para se recuperar e apresentou-se com quatro dias de atraso – sem comunicar ao clube. Também teve três contusões e perdeu boa parte dos jogos: foram apenas nove em 34 (26,4%) e um gol.

2013 – 2º semestre

Só teve um edema, atuou em 12 dos 20 jogos (60%) e tem feito a diferença na Série B. Outros três gols marcados.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Nobre avisa: ainda pode repetir bronca pública para mostrar comando

Por William Correia

Há 27 dias, o líder da Série B do Brasileiro ouvia uma bronca pública de seu presidente pela atuação apática que o eliminava na primeira fase que disputou da Copa do Brasil. Hoje, o Palmeiras tem o acesso, principal objetivo da temporada, ainda mais próximo, mas Paulo Nobre avisa: o time nunca estará imune a novas cobranças como a feita em Curitiba.

“Aquela cobrança não foi para expor absolutamente ninguém, mas para deixar claro à torcida que as cobranças existiriam. Não adianta só cobrar, tem que deixar claro que as cobranças existem, senão quem não está vivendo o dia a dia do Palmeiras pode achar que as coisas rolam soltas lá dentro, o que não é verdade”, explicou o dirigente, sem mostrar nenhum arrependimento.

“Eu sou o presidente do Palmeiras. Sempre que eu julgar necessário tomar qualquer atitude que eu julgue ser positiva para a instituição, eu tomarei”, avisou Nobre, convicto da necessidade de mostrar comando. “Como presidente, nos momentos em que eu julgar necessário, vou cobrar internamente e deixar claro à grande torcida do Palmeiras que as cobranças existem dentro do elenco.”

Nobre agiu para mostrar comando logo após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR. Ainda nos vestiários, concedeu entrevista coletiva como já tinha feito nas eliminações no Paulista e na Libertadores, mas em tom duro direcionado aos atletas e à comissão técnica. “Cadê o Palmeiras?”, chegou a questionar, irritado.

O mandatário destacou uma apatia que já tinha constatado em outros jogos na Série B, onde o Verdão faz campanha histórica, e não garantiu o emprego de Gilson Kleina. O técnico ficou, mas se mostrou cabisbaixo nas semanas seguintes à bronca, até por ouvir o diretor executivo José Carlos Brunoro, também em entrevista coletiva, admitir que ele ainda não está nos planos para 2014 – seu contrato acaba no próximo dia 31 de dezembro.

Os jogadores nem gostam de lembrar da bronca. Valdivia, que não esteve em Curitiba nem em nenhum outro jogo decisivo da equipe em 2013, foi o único a se posicionar de forma mais firme, avisando a Nobre que “ninguém é criança” no elenco e pedindo que broncas só sejam dadas internamente. Mas nenhuma consequência gera remorso no dirigente.

Por enquanto, resta ao Palmeiras subir, o que, nas contas da comissão técnica, será garantido com a conquista de mais três vitórias nos 14 jogos restantes – nove pontos entre os 42 a serem disputados (cerca de 21,5%). Mas, se o objetivo estiver a perigo e for constatada nova falta de empenho, os jogadores podem esperar nova bronca pública de Paulo Nobre.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Após folga prolongada, Verdão se reapresenta com Leandro no campo

Por Marcelo Hazan e Marcus Vinícius Souza

Após dois raros dias de folga seguidos, o elenco do Palmeiras se reapresentou na manhã desta terça-feira, na Academia de Futebol. Depois da vitória por 2 a 1 sobre o Sport, no último sábado, no Pacaembu, o grupo alviverde descansou domingo e segunda-feira. A novidade na volta aos trabalhos foi a presença de Leandro, desfalque diante do time pernambucano por conta da entorse sofrida no joelho e tornozelo esquerdos, na última terça-feira, quando o Verdão bateu o Avaí, por 4 a 2, em Florianópolis (SC).

Depois de sofrer a lesão, Leandro sequer conseguia colocar os pés no chão, mas agora já realizou exercícios de fisioterapia e condicionamento físico organizados pela comissão técnica alviverde. Ele terá toda a semana até o confronto com o América-RN, sábado, no Pacaembu, para se recuperar e voltar ao time.

Além dele, Alan Kardec e Vinicius também fizeram trabalhos no campo. O centroavante sofreu uma pancada na cabeça contra o Sport, mas realizou exames que não detectaram problemas, enquanto o atacante reclamou de uma pancada no tornozelo direito que deixou o local inchado depois do jogo.

Por fim, Valdivia, em constante monitoramento e que tem cronograma especial, também realizou os trabalhos físicos, assim como Marcelo Oliveira, recuperado de uma fisgada na panturrilha direita. Já Ronny, em recuperação de uma lesão no tornozelo direito, deu voltas no gramado separado do grupo alviverde.

O Palmeiras lidera o Campeonato Brasileiro da Série B, com 55 pontos, nove a mais do que a Chapecoense, segunda colocada.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Leandro e Kardec treinam em campo e devem jogar no sábado

Por Luiz Ricardo Fini

O técnico Gilson Kleina teve boas novidades no primeiro treino do Palmeiras nesta semana. Os atacantes Leandro e Alan Kardec foram liberados pelo departamento médico e trabalharam com o restante do elenco na Academia de Futebol, na manhã desta terça-feira.

Leandro está recuperado de uma entorse no tornozelo esquerdo, que também afetou o joelho. O jogador sofreu o problema na partida contra o Avaí, desfalcando a equipe diante do Sport, mas deverá estar pronto para o compromisso diante do América-RN, no estádio do Pacaembu.

O atacante terá a semana toda para recuperar o condicionamento físico e ficar à disposição de Gilson Kleina. Já Alan Kardec deixou a partida contra o Sport no intervalo, em função de uma pancada sofrida na cabeça.

Ainda na noite de sábado, o atleta chegou a passar por exames, que não constataram lesão na cabeça. Assim, o camisa 14 está pronto para seguir com sua vaga na linha de frente. Outra opção para a partida é o paraguaio Mendieta, que cumpriu suspensão automática.

Os jogadores fizeram apenas trabalhos físicos nesta terça, dando início à semana de preparação para o compromisso diante do América-RN. O Palmeiras está cada vez mais perto de garantir o retorno à elite nacional, pois está com 55 pontos, nove a mais do que a vice-líder Chapecoense, que tem uma partida a menos. Já o quinto colocado, Icasa, tem apenas 38.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Palmeiras só precisa manter ritmo para passar Corinthians como melhor da Série B

Nesta reta final da Série B do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras pode conquistar não só o acesso e o título, mas também protagonizar a melhor campanha desde que a competição passou a ser disputada por pontos corridos, em 2006, ultrapassando o rival Corinthians, detentor da marca histórica. Atualmente, o time alviverde é líder isolado do torneio, com 55 pontos somados.

Até o momento, o Corinthians é o dono da melhor campanha desde que o torneio passou a ser disputado no formato de pontos corridos. Em 2008, a equipe do Parque São Jorge venceu 25 dos 38 jogos disputados e teve um aproveitamento de 74,6%. Foram 10 empates e somente três derrotas.

Caso mantenha os 76% de aproveitamento nesta edição do torneio, o Palmeiras irá superar a histórica campanha do rival. Para isso, a equipe alviverde precisa fazer 30 pontos dos 42 que ainda estão em disputa. Faltam 14 rodadas para o término do campeonato e o time do Palestra Itália conta com 55 pontos.

Por enquanto, a segunda melhor campanha da história da Série B pertence à Portuguesa. A equipe da capital paulista conquistou o título em 2011 com 81 pontos. Foram 23 vitórias, 12 empates e três derrotas. A terceira posição fica com o Goiás, que no ano passado garantiu a taça e o acesso com 78 pontos, com 68% de aproveitamento.

Para subir à elite do futebol, o treinador Gilson Kleina trabalha com um número de 67 pontos. Para chegar lá em tempo recorde, o clube precisa bater América-RN (em casa), Oeste e ABC (ambos fora), todos ameaçados pelo rebaixamento, e encerrar a sequência contra o Figueirense, no Pacaembu.

Com essa marca, em teoria, o acesso do Palmeiras seria questão de tempo. Tirar isso do campo teórico dependeria do desempenho dos times que ainda sonham com o acesso. Hoje a diferença para o Icasa, quinto colocado, é de 17 pontos. Subir na 28ª rodada, então, é impossível, já que em quatro jogos a diferença subiria para, no máximo, 29 pontos, com outros 30 ainda em disputa.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Repetir série do 1º turno dará ao Verdão ‘pontuação mágica’ de Kleina

Gilson Kleina considerava que, se o Palmeiras vencesse o Sport, encaminharia seu acesso com mais quatro vitórias na Série B. E, se nos próximos quatro jogos mantiver o aproveitamento apresentado no primeiro turno, o Verdão chega ao número tido pelo seu técnico como ‘mágico’ para deixar o time muito próximo da volta à elite do futebol brasileiro.

Na ida, América-RN (rival do próximo sábado), no último jogo antes da pausa para a Copa das Confederações, Oeste, ABC e Figueirense foram todos derrotados pelo Alviverde. Manter-se 100% nestes confrontos, porém, não significa que o time terá assegurado a volta para a Primeira Divisão daqui a quatro rodadas. Chegar a 67 pontos é a projeção da pontuação sobre o que o quarto colocado deve conseguir até o fim da competição.

As últimas edições do torneio, de fato, apontam para número parecido. Apenas o Vitória, no ano passado, terminou em quarto com pontução atípica, acima da média: 71 pontos. Os demais não passaram dos 65, pontuação do Atlético-GO, em 2009, isto desde que a Série B passou a ser disputada em pontos corridos, em 2006.

Após 24 rodadas, o Verdão lidera com 55 pontos e nove de vantagem para a vice-líder Chapecoense (que ainda tem um jogo a menos). A distância para o Icasa, primeiro time fora do G4, é ainda mais confortável: 17 pontos. O confronto com o América-RN, ameaçado pelo rebaixamento à Série C, está marcado para as 16h20, no Pacaembu.

Veja os resultados do Verdão nesta sequência durante o primeiro turno:

11/6 – América-RN 0 x 2 Palmeiras

6/7 – Palmeiras 4 x 0 Oeste

12/7 – Palmeiras 4 x 1 ABC-RN

20/7 – Figueirense 2 x 3 Palmeiras

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Decisão sobre o técnico do Palmeiras sai com o acesso para Série A

Por Daniel Batista

A decisão o sobre a permanência ou não de Gilson Kleina no Palmeiras em 2014 será tomada assim que o time garantir matematicamente a volta para a Série A. É isso o que querem tanto os dirigentes como o treinador, que se reunirão para tratar do assunto assim que o objetivo for alcançado.

Os dois lados pretendem evitar que a situação se transforme numa novela arrastada, mas, embora o acesso esteja quase garantido (a vantagem sobre o quinto colocado é de 17 pontos), não querem discutir o tema enquanto houver uma mínima chance de ocorrer uma reviravolta desastrosa.

Se a diretoria decidir renovar o contrato de Kleina, ele poderá aproveitar as últimas rodadas da Série B para começar a montar a equipe para a próxima temporada – decidindo quem fica, quem sai e fazendo uma lista de reforços. Caso decida por sua saída, poderá ir atrás de outro treinador antes do fim do ano para também adiantar o planejamento para 2014. Até o time subir, a diretoria terá tempo para avaliar com calma o trabalho de Kleina e estudar o mercado para analisar as opções

Se ficar sabendo antes do fim da Série B que não continuará no cargo, o treinador poderá abrir logo negociações com outros clubes. Ele acredita que a conquista do título e do acesso com grande antecedência servirão para valorizá-lo no mercado e colocá-lo em novo patamar, com a possibilidade de assinar com outro clube grande.

A pressão em cima da diretoria é grande tanto dos que querem a saída do treinador quanto dos que defendem sua permanência.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO JORGE NICOLA

• Preço dos ingressos do Allianz Parque não vai se basear em países de Primeiro Mundo

Palmeiras, WTorre e AEG, parceira do Verdão que vai administrar o Allianz Parque, ainda não se sentaram para acertar o preço que será cobrado pelos ingressos nos jogos na arena. Porém, a pedido do clube, a AEG já iniciou um grande levantamento dos valores cobrados em todo o mundo.

“Esse estudo vai se basear, principalmente, em países com realidade econômica parecida com a do torcedor brasileiro”, explica Rogério Dezembro, diretor de Novos Negócios da WTorre, citando preços cobrados em estádios do México e da Turquia.

“Não queremos cometer o erro de nos basearmos em valores de Primeiro Mundo, como Inglaterra, Alemanha e Itália, cujo poder aquisitivo das pessoas é maior”, diz Rogério.

A tendência é a de que o Allianz Parque conte com pelo menos 30% dos assentos destinados a ingressos populares, com preços de até R$ 40. O Verdão chegou a cogitar a possibilidade de tirar as cadeiras dos locais onde vão ficar as organizadas, mas a ideia foi descartada por ferir o contrato — a WTorre é obrigada a entregar o estádio com 100% dos assentos.

A inauguração do estádio segue prevista para o final de abril ou o começo de maio. O adversário do primeiro jogo será um time europeu – oito clubes foram convidados, sendo cinco da Itália, um da Inglaterra, um da Alemanha e outro da Espanha.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JORGE NICOLA

••

BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

• Kleina não tem patente para comandar o Palmeiras no Centenário

Desde que assumiu o comando do Palmeiras, o técnico Gilson Kleina nunca se sentiu confortável no posto. Há um motivo para isso: Kleina não tem patente para o cargo. Talvez um dia, recheando seu currículo com conquistas, ele possa chegar lá. Digo isso não somente em relação ao Palmeiras, mas sobre qualquer time grande.

O futebol brasileiro carimba seus profissionais, embora dê chances para novos treinadores o tempo todo. Alguns amadurecem. Existe nesse caminho um tempo de maturação, de aperfeiçoamento, de conquistas antes de assumir um clube de ponta na carreira. Poucos chegam e se dão bem sem passar por isso. A pressão desses cargos também é enorme, gigantesca, de todos os lados.

É jogador que quer ser titular, é conselheiro que acha que o time precisa mudar, é a torcida pedindo explicações. Não é fácil. Por isso que os clubes, muitas vezes, abrem seus cofres para pagar altos salários pelos profissionais tarimbados. Concordar ou não com isso é outro assunto. O fato aqui é que Kleina não passa confiança a quem está de fora. E no Brasil, o treinador é sim julgado por isso também. No caso do técnico do Palmeiras, é inegável que ele conseguiu fazer o time jogar um pouco melhor do que era quando assumiu. Mas isso passa pela qualidade de alguns jogadores que se juntaram ao grupo, e que saíram pelo estaleiro, no caso de Valdivia.

Apostar também faz parte desse processo. E precisa. O que se comenta sobre Kleina é que, depois de um ano, ele poderia ter a equipe muito mais nas mãos, imp0ndo-se mais diante dos jogadores e da torcida. Confesso que olho para Kleina e não vejo isso nele. Não vejo um comandante de peso, não para o Palmeiras da Série B, mas para o Palmeiras que volta à divisão principal do futebol brasileiro em ano do seu centenário. Um cara mais experiência daria mais peso para a equipe. Ganhar ou perder faz parte do jogo, com qualquer um, embora defenda que os mais experientes têm mais condições de festejar porque sabem o caminho. Jogador respeita mais quando olha para o banco de reservas e vê um técnico de confiança e mais parrudo. Isso faz diferença.

Por isso, e pensando desta forma, a diretoria do Palmeiras vai reavaliar o trabalho de Kleina depois que o time garantir seu acesso.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Palmeiras,justiça ao grande Oberdan

Em minha opinião, creio ser justa a homenagem que o Palmeiras deve fazer ao grande Oberdan Catani, dando a ele o busto que fez por merecer. Havia uma resistência, em outras épocas, a esse busto, pois esse reconhecimento era oferecido apenas a jogadores – no caso, Junqueira, Waldemar Fiúme e Ademir da Guia – que encerraram a carreira no clube, depois de muito serviço prestado. E Oberdan, já veterano, acabou jogando no Juventus.

Ora, e daí? Ele pode ser uma exceção, sim, pois dedicou 15 anos de suas defesas primeiro ao Palestra Itália, em seguida ao Palmeiras, quando o clube foi obrigado a mudar de nome em função da Segunda Grande Guerra Mundial.

Pessoalmente, este blogueiro teria até suas razões para não ligar tanto para Oberdã, que contra ele votou em uma reunião (não sei se simbólica ou não), nos meados dos anos 90 para considera-lo “persona non grata” ao clube. Ah, não, não levo isso em conta.

Vale mais a justiça a quem sempre serviu com devoção e a competência de suas enormes mãos ao clube. E vale ainda mais a emoção com que meu pai me falava das façanhas do goleiro, seu grande ídolo. Isso tem preço?

Que Oberdan seja imortalizado em busto, por mera justiça. Lá em cima, creio, o palestrino Waldemar, meu pai, ficará feliz.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Ingressos: Verdão quer preço acessível

Palmeiras, WTorre e AEG, parceira do Verdão que vai administrar o Allianz Parque, ainda não se sentaram para acertar o preço que será cobrado pelos ingressos nos jogos na arena. Porém, a pedido do clube, a AEG já iniciou um grande levantamento dos valores cobrados em todo o mundo.

“Esse estudo vai se basear, principalmente, em países com realidade econômica parecida com a do torcedor brasileiro”, explica Rogério Dezembro, diretor de Novos Negócios da WTorre, citando preços cobrados em estádios do México e da Turquia.

“Não queremos cometer o erro de nos basearmos em valores de Primeiro Mundo, como Inglaterra, Alemanha e Itália, cujo poder aquisitivo das pessoas é maior”, diz Rogério.

A tendência é a de que o Allianz Parque conte com pelo menos 30% dos assentos destinados a ingressos populares, com preços de até R$ 40.

O Verdão chegou a cogitar a possibilidade de tirar as cadeiras dos locais onde vão ficar as organizadas, mas a ideia foi descartada por ferir o contrato — a WTorre é obrigada a entregar o estádio com 100% dos assentos.

• Rotina

Os jogadores encostados no Palmeiras B foram avisados ontem que vão voltar a trabalhar diariamente. Na semana passada, eles reclamaram, à coluna, das condições de treinamento e se disseram perseguidos pelo clube.

• Outros nomes

Somália e Formiga não pediram para sair do Palmeiras este ano, como a coluna informou. A relação de atletas que não aguentaram a pressão e se desligaram do clube recentemente conta com Ícaro e Wemerson, entre outros.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Atrasado

Alguns fornecedores do Allianz Parque, já apalavrados com a WTorre, relatam demora em fechar os contratos. A empresa também tem mudado alguns materiais, optando por mais baratos para diminuir os custos. Os presidentes do clube e da WTorre se reuniram na sexta-feira para tentar aparar arestas. Sem sucesso.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

GAZETA ESPORTIVA NET → Ilusionista visita Palmeiras e ensina mágica a Valdivia
 
ESTADÃO ONLINE → Em alto astral, Palmeiras recebe visita de ilusionista
 
UOL ESPORTE → Valdivia vira aluno de mágico em treino e faz truque com cartas
 
GLOBO ESPORTE COM → Mago Valdivia se junta a ilusionista e faz truques ao elenco palmeirense
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Com Alex, Pato e Valdivia, atletas pedem reunião para contestar CBF
 
LANCENET → ‘Na gaveta’ desde 2009, busto para Oberdan será votado nesta semana
 
LANCENET → Com Leandro de volta, elenco do Palmeiras realiza treino físico
 
LANCENET → Nobre explica críticas públicas após queda na Copa do Brasil
 
GLOBO ESPORTE COM → Com mais liberdade, Wesley iguala números de Valdivia no ataque
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Kleina faz a conta para Verdão subir
 
ESTADÃO ONLINE → Oberdan se emociona com filme sobre o Palestra Itália
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Perto de virar busto, Oberdan se vê jogando no cinema como homenagem
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Verdão lança filme do Palestra Itália já projetando Arena no cinema
 
ESPN BRASIL → Após ‘chacoalhada’ certeira, presidente do Palmeiras avisa que repetirá bronca se precisar
 
••

15 respostas em “Verdão na Mídia 24-09-2013: Valdivia caminha para fazer o melhor semestre desde que voltou ao Verdão ❘ Lancenet”

ter raiva do cara eh demais?
vc viu a ultima declaração dele?
o que ele fez na copa do brasil do ano passado? ganhou um cartão no primeiro jogo da final para ficar do outro?
em 2008 não fez mais que a obrigação..
jogar contra timecos da série B eh facil..
onde estava ele quando precisamos na luta contra o rebaixamento? onde estava ele contra o Tihuana? e contra o Atlético Paranaense?
Vai lá pedir autógrafo e tirar foto então…
procure saber um pouco mais dos bastidores do seu clube..
Sds

Incrível a capacidade de acabar com os nossos jogadores! Não é ídolo, OK, também acho, mas ter raiva do cara já é demais, acho que realmente merecemos estar na série B!

Estive no Pacaembu este sábado e o aplaudi de pé! É jogador do meu time, aliás é o melhor jogador que temos hoje e eu não vou desqualificá-lo!

Este ano não participu de nenhma decisão, mas nossos dois últimos títulos; Paulistinha de 2008 e CB 2012 tiveram a participaçao “decisiva dele”. Se não fosse isso estríamos batendo novamente perto dos 17 anos de fila!

Valdivia eh idolo sim senhor! só que idolo dos outros times… afinal ganha uma fortuna para sempre deixa o Palmeiras na mão.. e de quebra dizer que a motivação para jogar bola está na seleção chilena / copa do mundo…
Incrível!

Essa notícia da bronca do Nobre no elenco é triste. Então é dando bronca em público nos jogadores que o presidente do Palmeiras quer mostrar comando? Sei. Não sabe nada de relações humanas – elogios são públicos, bronca em particular!

em que pese o oberdan ter sido um dos grandes goleiros da história, ele não jogou contra o Palmeiras pelo juventus? se sim estão mudando a regra. Ai amigos pra mim não vale abrir excessões…

Essa é uma regra que não existe formalmente, pelo que sei. Tanto é que o próprio Ademir da Ghia jogou contra o Palmeiras pelo Bangu, e mesmo assim tem seu busto.

o oberdan ainda jogou depois de jogar contra o Palmeiras, o Ademir foi antes, não justifica, eu sei.

Trocava todos os jogos que ele faz ou vai vai fazer contra times insignificantes pelos 3 jogos importantes do ano em que ele não participou: santos no paulista, tijuana na libertadores e atlético pr na copa do brasil.

Jogador pipoqueiro, marqueteiro, chinelinho. Produziu muito pouco pelo que ganhou. Tenho mais respeito pelo Wendel que por ele…

Sobre a coluna do Marcelo Damato (quem ????)

WTorre, Arena Palestra e a economia que pode custar vidas
acidente arena

Além dos problemas já tratados neste espaço, entre eles falta de dinheiro e ações do MP, a WTorre tem atrasado as obras da Arena Palestra porque decidiu, também, pechinchar nos preços dos produtos.

Pior do que isso, tem optado por trocar o que seria de melhor qualidade pelo menos qualificado, levando em consideração mais o preço do que a qualidade.

Uma espécie de economia temerária, principalmente numa obra que precisa ter o máximo de resistência possível – e segurança – para atender a grandes eventos.

Vale lembra que já houve mortes na construção, e que os motivos, até o momento, estão bem mal explicados.

by paulinho

Ídolo acho muito, defino como ídolo aqueles que fizeram história por aqui, atuando e conquistando títulos, como Edmundo, Evair, Sampaio, Luis Pereira, Mendonça, Zinho, Leivinha, Djalma, Oberdan, Ademir, Marcos e tantos outros. Considero o Valdívia um jogador acima de média, titular absoluto em qualquer equipe brasileira, apenas isto. Mas isso é uma questão bem pessoal, individual, de cada torcedor, que sabe bem o que cada jogador fez e representou em sua época. Hoje em dia vejo pessoas idolatrando a Annita e os show das poderosas, porque não aceitar Valdívia em tal patamar ? Saudações.

Nem craque e muito menos ídolo. Ou seria nem ídolo e muito menos craque? Escolha um.

Olha, pelo nível dos jogadores que atuam hoje aqui no Brasil, Valdivia pode ser considerado quase um craque, mesmo. Mas para ser um ídolo, precisa comer muito, mas muito feijão mesmo. Cáspita, ídolo é Evair. Dá para comparar Evair com Valdivia? Quem sabe daqui a dois anos, com o chileno participando dos jogos realmente importante e os decidindo, conquistando títulos; aí podemos pensar no assunto.

Os comentários estão desativados.