Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 27-09-2013: Camisa do centenário do Palmeiras é verde e amarela como da Seleção ❘ Gazeta Esportiva Net

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Camisa do centenário do Palmeiras é verde e amarela como da Seleção

Por William Correia

O Palmeiras precisou provar seus valores nacionais ao deixar de ser Palestra Itália em 1942 e foi o primeiro time a representar por completo, até com massagista, a Seleção Brasileira, em 1965. Pensando em tudo isso, o departamento de marketing definiu que a camisa comemorativa do centenário do clube, celebrado, em 2014, será verde e amarela.

A Gazeta Esportiva.net teve acesso a imagens do uniforme, que deve ser usado no mês que vem pela equipe pela Série B do Brasileiro. A vestimenta é quase idêntica à da Seleção, com diferença nas três listras nos ombros, como manda o fornecedor de matérias do clube, e, obviamente, o símbolo do Verdão no lado esquerdo do peito. Até o número nas costas é verde.

A campanha de divulgação terá a imagem de uma mão acima do coração de quem veste a camisa com a inscrição “Pátria Amada – Dois amores, uma camisa”. Ainda nesta semana, pode ser definida a data do começo da pré-venda do uniforme – a expectativa é de intensa procura da torcida para adquiri-lo.

A camisa, contudo, será a terceira opção para o time de Gilson Kleina. O primeiro uniforme continuará sendo o verde, com o branco, desde agosto tendo um logo indicando os 99 anos do clube, seguindo como o reserva.

A diretoria ainda procura definir se usará a vestimenta verde e amarela na partida que pode definir o acesso à primeira divisão ou logo depois que for obtida garantia de presença na Série A do Brasileiro do ano que vem. Os últimos detalhes promocionais do terceiro uniforme só dependem desses detalhes.

Após homenagear o elenco campeão brasileiro em 1973 adotando um modelo similar ao usado há 40 anos nas camisas verde e branca, a diretoria agora fará alusão ao esquadrão que também era conhecido como Academia de Futebol e representou o Brasil no evento de inauguração do Mineirão, em 7 de setembro de 1965.

Naquele ano, o Palmeiras foi convidado pela Confederação Brasileira de Desportos para atuar com a camisa da Seleção Brasileira, cedendo, inclusive, toda a sua comissão técnica. Com isso, o argentino Filpo Nuñes foi o primeiro técnico estrangeiro a comandar a Seleção.

O amistoso terminou com vitória por 3 a 0 sobre o Uruguai. A escalação do Palmeiras/Brasil teve: Valdir de Moraes (Picasso); Djalma Santos, Djalma Dias, Valdemar Carabina (Procópio) e Ferrari; Dudu (Zequinha) e Ademir da Guia; Julinho Botelho (Germano), Servílio, Tupãzinho (Ademar Pantera) e Rinaldo (Dario). Rinaldo, aos 27, e Tupãzinho, aos 35 minutos do primeiro tempo, e Germano, aos 29 da etapa final, sentenciaram o placar diante de aproximadamente 80 mil pagantes.

Também será lembrada nas ações promocionais a troca do nome Palestra Itália. Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, havia uma pressão governamental contra nomenclaturas italianas, alemãs ou japonesas. Assim, o Palestra Itália “morreu líder” do Campeonato Paulista e o Palmeiras “nasceu campeão” em trajetória conhecida como “Arrancada Heroica” na vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo, a quem os palmeirenses acusavam de querer tomar o Parque Antártica, e ficou com o título estadual, em 20 de setembro daquele ano.

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras vai ter álbum de figurinhas para comemorar o centenário

Por Daniel Batista

O Palmeiras promete diversas novidades para celebrar o centenário do clube, que será comemorado no dia 26 de agosto do ano que vem. E uma das que mais deve contagiar os torcedores é a criação de um álbum de figurinhas para contar a história do clube e relembrar grandes momentos e craques do time alviverde.

O acordo selado com a Panini prevê a publicação do álbum no ano que vem. Uma reunião nas próximas semanas com representantes do marketing do Palmeiras deve definir o que vai ter no álbum ilustrado, mas a ideia inicial é recordar os principais títulos e jogadores que fizeram a história do clube. Além disso, a editora promete projetos gráficos inovadores e que os torcedores poderão guardar como um documento histórico.

Além do álbum, o clube acertou também a criação de um aplicativo para celular, que também terá cunho histórico. O departamento de marketing deve acertar mais novidades até o fim do ano. A realização de um programa de TV e uma revista, ambos destacando os feitos do clube também estão nos planos, assim como diversas promoções para convencer aos torcedores a se tornarem membros do Avanti, programa de sócio-torcedor.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Palmeiras promete nomear ex-jogadores e abraçar time de veteranos

Por Bruno Ceccon

No ano do centenário do Palmeiras, a visibilidade da equipe de veteranos, formada por alguns dos principais ídolos da história, deve aumentar. Desta forma, o clube fundado em 1914 promete abraçar o chamado “Time de Masters” em breve.

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, planeja nomear Ademir da Guia, Dudu, Leivinha e César Maluco, ídolos da Academia, como diretores da equipe de veteranos. Aos 71 anos, o Divino é a principal atração do time, enquanto seus ex-companheiros costumam atuar como técnicos.

A ideia do Palmeiras é passar a cuidar mais de perto do time de veteranos. Oferecer material esportivo aos antigos jogadores e divulgar o calendário de partidas da equipe durante o ano por meio do site oficial estão nos planos do clube.

Autor de 180 gols, César Maluco é o segundo maior artilheiro da história do Palmeiras e costuma se revezar na função de técnico dos veteranos com alguns de seus antigos companheiros. De acordo com o ex-atacante, o time de masters do clube vem sofrendo uma espécie de pirataria.

“Está cheio de cafetão de ex-jogador. Como sabem que a maioria está precisando ganhar um dinheirinho no final de semana, os cafetões pegam a camisa do clube e começam a arrumar jogos falando que é o time de masters do Palmeiras. Se nós cobramos 10, eles cobram 2. Fica uma mixaria para cada jogador”, disse César à Gazeta Esportiva no final de agosto.

Na ocasião, o antigo atacante, atual conselheiro do clube, manifestou o desejo de ver o Palmeiras divulgar que a equipe dirigida pelos antigos ídolos da Academia é a única que conta com o status de oficial, o que deve acontecer até o final deste ano.
Recentemente, os organizadores do time de masters do Palmeiras criaram perfis em redes sociais para divulgar as partidas da equipe. Os responsáveis prometem sortear camisetas autografadas pelos ex-jogadores para seus seguidores.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

• Palmeiras terá programa exclusivo em emissora por assinatura em outubro

Por Gabriela Chabatura

Seguindo a promessa de expansão da marca, o presidente Paulo Nobre acertou com o Premiere, um canal de TV por assinatura, um programa exclusivo sobre o Palmeiras . A previsão é que a estreia aconteça no próximo mês.

Os programas acontecerão sempre antes das partidas do clube como mandante e terá duração de 30 minutos. Serão exibidos também reprises durante a programação, estes ainda a ser definidos pela emissora.

“É uma iniciativa junto com o Premiere. Vai ser mais uma oportunidade do palmeirense saber mais do seu clube, de histórias interessantes, agora dentro da televisão”, explicou o presidente Paulo Nobre.

O conteúdo dos programas será pautado pelo próprio Palmeiras e uma produtora será responsável pela execução das ideias. Algo já feito com outros clubes como é o caso do Flamengo, Atlético-PR e Goiás, por exemplo.

Atualmente, o clube possui apenas um canal de interatividade em seu site oficial. Na página são disponibilizados áudios de entrevistas coletivas, vídeos exclusivos produzidos pela Agência Palmeiras e galeria de fotos.

Além do espaço na TV, o Palmeiras planeja o lançamento de um aplicativo para telefones móveis, o retorno da revista oficial, a criação de uma franquia de escolinhas de futebol e o aumento no número de sócios no programa Avanti.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Marcos mira retorno ao futebol em 2015 e cogita virar auxiliar-técnico

Por Marcelo Hazan

Marcos quer voltar ao futebol, mas não como goleiro, função exercida com maestria pelo Palmeiras e pela Seleção. Embaixador do Verdão no centenário e da nova arena alviverde, com previsão de inauguração para o primeiro semestre do ano que vem, ele mira o retorno aos campos para 2015.

Uma das funções cogitadas pelo “Santo” é a de auxiliar-técnico, mas ele pretende estudar e se preparar profissionalmente para não entrar no cargo só com o prestígio de seu nome. Por isso, espera a realização da Copa do Mundo no Brasil, em 2014, evento que lhe fará prestar serviço para algumas empresas, para depois se concentrar nesse objetivo.

– A minha vontade no futuro é voltar ao futebol, onde vivi a maior parte do tempo. Dentro do campo, como auxiliar-técnico, mas preciso me preparar. Sempre pedimos tanto a profissionalização no Palmeiras, então não tem de ir simplesmente pela experiência de vida, e sim preparado para acrescentar na atividade que for fazer. Quem sabe em 2015 volto ao campo para fazer algo. Se fosse agora, iria só pelo nome, e não é isso que precisamos hoje em dia – diz.

Aos 40 anos, Marcos tem sido usado pelo Verdão para ampliar o relacionamento com seus torcedores e promover o centenário alviverde. Nesse ano, o clube organizou o “busão do Marcão”, em que associados viajaram com o ídolo para Itu, onde o time fez sua estreia na Série B do Brasileiro, contra o Atlético-GO (vitória por 1 a 0).

Agora, nesta semana, ele foi o guia de outros torcedores em uma visita monitorada a Academia de Futebol, função que deve se repetir por mais oito sábados até o fim do ano.

Em campo, o ídolo fez 532 partidas pelo Palmeiras, conquistou o título da Taça Libertadores de 1999, além da Copa do Mundo de 2002 pela Seleção, e encerrou a carreira em dezembro de 2012, em um jogo festivo realizado no Pacaembu.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Kleina mantém três atacantes contrar o América-RN e só Valdivia na armação

Por Mauricio Duarte

Na manhã desta sexta-feira, o Palmeiras realizou o último treinamento antes de enfrentar o América-RN, neste sábado, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador Gilson Kleina indicou que voltará a usar três atacantes e apenas o chileno Valdivia como armador da equipe alviverde.

A dúvida do treinador era se poderia contar com Vinicius, que não treinou ontem por estar com dores no tornozelo. No entanto, o atacante foi a campo normalmente nesta sexta e está confirmado no time. Além disso, Mendieta e Wesley ficam fora para cumprir suspensão, caso o STJD aceite o pedido feito pelo clube. Kleina optou pela entrada de Charles como segundo volante, mantendo o uruguaio Eguren no banco.

Na atividade desta sexta, o comandante do time do Palestra Itália comandou um treino tático de posicionamento e bolas paradas com os jogadores que participarão do jogo no Pacaembu.



Desta forma, o Palmeiras deve entrar em campo com a seguinte formação: Fernando Prass, Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles e Valdivia; Vinícius, Leandro e Alan Kardec.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• STJD vira o maior inimigo do Palmeiras na Série B

Líder da Série B com cinco pontos de vantagem para a Chapecoense, que ocupa a segunda colocação, e 13 a mais que o Icasa, primeiro time fora da zona de acesso à Primeira Divisão, o Palmeiras navega por águas tranquilas na Série B. As únicas dores de cabeça têm sido causadas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O clube terá de jogar contra Figueirense e Guaratinguetá, nos dias 8 e 11 de outubro, longe do Pacaembu. A punição foi motivada por uma briga entre duas torcidas organizadas alviverdes no duelo do primeiro turno contra o mesmo Guará. O detalhe é que o caso já havia sido julgado, com absolvição do Palmeiras, mas a procuradoria entrou com recurso.

Os quatro primeiros jogos do time como mandante no torneio foram disputados fora de São Paulo, também por causa de uma punição do tribunal, esta por brigas de torcida ocorridas na reta final do Brasileirão do ano passado. A única derrota do Verdão como mandante foi neste período: 1 a 0 para o América-MG, em Itu, que sediou também as vitórias sobre Atlético-GO (1 a 0) e Avaí (2 a 1). A outra partida foi em Presidente Prudente (4 a 0 sobre o Oeste). Como os públicos foram decepcionantes, a diretoria ainda não decidiu onde mandar os próximos duelos.

Outro problema é com relação a suspensão de jogadores. O volante Wesley e o meia Mendieta foram punidos pela briga contra o Paysandu, com dois e quatro jogos de gancho, respectivamente. Eles receberam efeito suspensivo e vinham jogando, mas o clube desistiu de aguardar um novo julgamento por temer que seus atletas virem desfalques justamente em duelos nos quais Henrique e Valdivia, convocados para suas seleções, estiverem fora.

– No Paraguai não há julgamento como no Brasil. Aqui é bem diferente o regulamento. Lá, quando voce está fora, você sabe antes. As pessoas do Palmeiras sabem o que estão fazendo e temos que respeitar isso – disse o paraguaio.

Recentemente, Valdivia foi punido com dois jogos de gancho por forçar um cartão amarelo, enquanto o volante Elias, do Flamengo, fez o mesmo e nem foi a julgamento. Gilson Kleina também sofreu: expulso contra o Sport, por reclamação, no primeiro turno, foi julgado e punido por um jogo de gancho. Não satisfeita, a procuradoria recorreu e fez com que o técnico fosse julgado novamente. A pena não foi aumentada. A situação é idêntica à vidida pelo volante Márcio Araújo, que escapou de um gancho.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG DO SÉRGIO XAVIER ❘ PLACAR

• Palmeiras e Náutico vivem momentos muito particulares

Palmeiras e Náutico vivem momentos muito particulares. Eles habitam um universo paralelo que não tem qualquer relação com a realidade. O Palmeiras, definitivamente, não está mais na Segundona. Abriu incríveis 27 pontos de distância para o quinto colocado. Não subiu para a Série A ainda, mas já não está mais na B. Está, digamos, em um purgatório futebolístico.

O Náutico é o reverso da moeda. Disputa a primeira divisão mas já está virtualmente na segunda. Somou 11 pontos em 66 disputados. Para escapar, teria que vencer uns 35 dos próximos 48 pontos em jogo. Fácil, não, extremamente fácil.

Se o Palmeiras é um B+ quase A, o Náutico é um A-, quase B. Estão dividindo a mesma sala de espera desse purgatório que só termina em dezembro. O que fazer até lá? Boa pergunta para Gílson Kleina e Marcelo Martelotte, os dois treinadores. Como fazer para motivar os jogadores? Dizer o quê, se até as traves sabem que os destinos estão traçados?

O Palmeiras ainda pode ser o campeão da Segundona, mas mesmo esse objetivo já parece próximo depois que o clube paulista abriu nove pontos para a vice Chapecoense. A propósito, Palmeiras e Náutico jogam no sábado. O  Palmeiras recebe às 4 da tarde o glorioso América de Natal e o Náutico pega em casa o Coritiba. Haja motivação.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO SÉRGIO XAVIER ❘ PLACAR

••

BLOG DO COSME RÍMOLI ❘ R7

• As controversas versões para a saída de Barcos do Palmeiras. Não há meio termo na negociação mais rancorosa e interminável do futebol brasileiro. Só um dos lados está com a verdade…

“Combinamos de falar que foi uma saída em comum acordo.
Mas mudaram.
Acreditava que a diretoria iria falar a verdade.
Mas alegaram que forcei a saída.
Fizemos um acordo depois que falaram que eu não iria receber lá.
Nunca disse que não jogaria a Série B.
Quando falei que ficaria, estava certo disso.
Pediram a mim por favor para sair.
Me traíram.”
Na madrugada de ontem, Barcos deu sua versão sobra a saída do Palmeiras.
Alega que não teria interesse algum em mentir.
Já pertence ao Grêmio e nunca mais pisará no Palestra Itália.
Justo ele que tem o apelido o correto apelido de Pirata.
Está acostumado a trocar de camisas, a gremista é a décima que veste.
Já circulou por Argentina, Paraguai, Equador, China.
Até desembarcar no Brasil.
Por que se importar em deixar a sua imagem limpa?
Poucas vezes um jogador foi tão claro.
Repete: foi traído pelos dirigentes.
De acordo com ele, a nova direção do Palmeira combinou uma história.
Dizer em público que haviam chegado a um acordo para sua saída.
Quando, na verdade, o clube não teria dinheiro para pagar.
Nem seus salários e muito menos a dívida com a LDU do Equador.
Ambos herança da péssima administração de Arnaldo Tirone.
Barcos era o grande ídolo da torcida palmeirense no início do ano.
Precisaria haver uma justificativa pública para sua saída.
Para a troca inexplicável com o Grêmio.
Ele foi pela vinda do zagueiro Vilson.
Mais os empréstimos de Leandro, Leo Gago, Rondinelly.
E foi anunciada com toda a pompa a vinda de Marcelo Moreno.
O jogador boliviano não havia nem sido sequer consultado.
“O Palmeiras não tem dinheiro, não tem jogador.
Os jogadores que têm são fracassados.
É um time fracassado.
Para time menor que o Grêmio, meu filho não vai.”
A promessa foi de Mauro Martins, pai de Marcelo.
E ele preferiu o Rio de Janeiro, o Flamengo.
O articulador da troca foi José Carlos Brunoro.
Jamais explicou porque anunciou Marcelo Moreno.
Sem sequer falado com o jogador.
Nem porque não chegou um quinto atleta gremista com a desistência.
Ficou por isso mesmo.
A diretoria do Palmeiras fez o máximo para manchar a imagem de Barcos.
Insistiu que ele não queria jogar a Segunda Divisão.
Usou suas declarações do final de 2012.
A que estava com medo de perder a Seleção Argentina.
A chance de jogar a Copa do Mundo.
Só que ele disse isso antes de renovar.
Depois de se acertar, jurou que disputaria feliz a Série B.
O ex-presidente Arnaldo Tirone jura.
Já o havia convencido a ficar.
E com enorme aumento salarial, o argentino disputaria a Segunda Divisão.
Estava tudo certo quando Paulo Nobre assumiu.
Ele teria de honrar o que Tirone havia combinado.
Faltavam US$ 750 mil para a LDU do Equador.
Pagar ao jogador R$ 1,5 milhão que o clube lhe devia.
Além de manter os salários de R$ 500 mil até 2016.
Conselheiros garantem.
Brunoro já havia recebido pedido de seu amigo Vanderlei Luxemburgo.
E Paulo Nobre de Fabio Koff.
O Grêmio queria de qualquer maneira o atacante para a Libertadores.
Com ele, o projeto de Luxemburgo estaria completo.
O time gaúcho estaria perfeito para ganhar a competição.
Oferecia cinco jogadores por ele.
Pagaria as dívidas com Barcos e com os equatorianos.
Além de dar dois milhões de euros, na época, R$ 5 milhões.
A transação foi fechada sem Gilson Kleina ser consultado.
Mas havia um problema.
Como fazer do primeiro ato do novo presidente se livrar de um ídolo?
O clube repassou toda a culpa da transação para ele.
“Barcos deixou muito claro, à diretoria e aos jornalistas.
Preferia se transferir.
Por entender que não teria chance de defender a seleção de seu país disputando a Série B.
E por ter uma proposta salarial maior.”
Essa foi a explicação dada no começo do ano.
Para queimar a imagem do ídolo.
Repetida na nota de repúdio às declarações do jogador, que chegou ontem à imprensa.
“O presidente Paulo Nobre nega peremptoriamente que tenha forçado o jogador a deixar o clube.
Jamais dissemos a Barcos ou a atleta algum que não honraríamos nossos compromissos.”
Completa a nota oficial do clube paulista.
Henrique, Eguren e Valdivia têm sido convocados para o Brasil, Uruguai e Chile.
Mesmo com o Palmeiras na Segunda Divisão.
Barcos foi esquecido pela Argentina, mesmo jogando a Série A do Brasileiro.
A grande dúvida que fica e talvez nunca seja esclarecida.
Quem teria motivos para mentir?
Barcos, para ficar bem com sua ex-torcida?
Para não passar a imagem de mercenário?
Todos sabem que ele estava desorientado.
Ele e seu irmão empresário falaram várias coisas.
Se desmentiram várias vezes.
Sua declaração foi um soco no rosto de Paulo Nobre.
Mas qual o motivo direção do Palmeiras negociar seu ídolo?
O trocando por R$ 8 milhões?
E um zagueiro que, por contrato, vale só R$ 1,5 milhão para o Exterior?
O valor de Barcos era muito maior.
O fez por precipitação, desespero?
Porque sabia ser fácil demais jogar a Segunda Divisão?
Resta a cada um acatar a versão que preferir.
Um dos lados está com a verdade nesta saída.
E o outro mente.
Não há meio termo.
Ou Barcos e Paulo Nobre chegaram juntos à conclusão que era melhor sair.
Ou o jogador foi forçado a ir para o Grêmio.
Os indícios são contraditórios.
Cada um que siga a versão que achar mais consistente.
O Palmeiras vai subir, mas tem um time de Segunda Divisão.
Sem nível para se manter na Série A.
Como o confronto contra o Atlético Paranaense deixou claro.
Foi eliminado de forma categórica da Copa do Brasil.
Não tem interessados no patrocínio de sua camisa.
A audiência despenca quando a Globo tem de mostrar seus jogos.
Se não for muito reforçado passará vergonha no seu centenário.
Barcos continua um ótimo jogador.
Mas descartável para a Seleção Argentina.
Ainda mais jogando quase como volante com Renato Gaúcho.
Os dois lados se desgastaram.
Perderam com essa estranha transação.
Que parece interminável.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO COSME RÍMOLI ❘ R7

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Blindado…

A fim de sair da mira de Mustafá Contursi e seus aliados, o diretor executivo do Verdão, José Carlos Brunoro, tem sido orientado a não dar entrevistas. Ele também está indo com menos frequência aos jogos do time em casa.

• …no Palestra

Ainda assim, Brunoro segue com plenos poderes no Verdão. Todo o projeto do centenário, que será comemorado em 2014, está sendo executado a partir de ideias dele.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Bandeira

O Palmeiras definiu nesta semana os embaixadores do centenário, a ser comemorado em 2014. O quinteto é formado pelos ex-jogadores Ademir da Guia, Dudu, Evair e Marcos, além do jornalista Mauro Beting.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Estrela de fora

O Palmeiras pode contratar um estrangeiro para a equipe que fará o controle de gestão do Allianz Parque. Apesar de a gestão do estádio estar a cargo da WTorre e AEG, o Palmeiras vai montar uma equipe de profissionais – raros no Brasil – para auditar o trabalho e defender seus interesses.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE →  Palmeiras pega gancho de dois mandos por campo por brigas de torcida
 
GLOBO ESPORTE COM →  Vinicius se recupera, e Kleina confirma Verdão com três atacantes
 
GAZETA ESPORTIVA NET →  Sem Wesley e Mendieta, Vinícius se recupera e treina como titular
 
ESTADÃO ONLINE →  Kleina escala Vinícius e Palmeiras com três atacantes
 
LANCENET →  Kleina arma Palmeiras com três atacantes e Vinicius entre os titulares
 
GLOBO ESPORTE COM →  Palmeiras renova com lateral-direito da base e o reintegra ao profissional
 
ESTADÃO ONLINE →  Palmeiras deve lançar camisa ‘da seleção’ para comemorar o centenário
 
LANCENET →  Uruguaio Eguren é o terceiro convocado do Palmeiras nesta semana
 
LANCENET →  Do Juventus ‘fake’ ao Verdão: conheça o passado brasileiro de Mendieta
 
MÁQUINA DO ESPORTE → Palmeiras abre primeira loja na zona norte de SP

••

22 respostas em “Verdão na Mídia 27-09-2013: Camisa do centenário do Palmeiras é verde e amarela como da Seleção ❘ Gazeta Esportiva Net”

Sobre a matéria do Barcos, com o gambá Gosma Rímoli:
– Pra mim, foi um péssimo negócio pro Palmeiras, pois, além da pouca $$$ que o Palmeiras teria que pagar, tanto pra LDU, quanto pro Barcos, não eram nada absurdas. Na verdade, foi um ato de desespero, falta de ousadia, e até malandragem dos 2 bananas envolvidos (MustaNobre e Brunóquio), além de ser nebulosa. E sobre os refugos vindos (E POR EMPRÉSTIMOS), só o Vilson salva…e olha que quase o DOARAM pra Alemanha, por 5 kg de farinha de trigo pra fazer pizzas. Piada! O restante não serve pra nada…são jogadores muito fracos. Talvez, o Leandro ainda sirva pra reserva…e olhe lá. E sobre a nota do MustaNobre via site do clube. Eu, particularmente, agora estou tranquilo, pois, o nosso digníssimo presidente disse categoricamente: O PALMEIRAS É GRANDE, GIGANTE! Pois é, MustaNobre…o Palmeiras SEMPRE FOI…E NÃO PRECISA FICAR EMPURRANDO E REPETINDO ISSO COMO UM MANTRA, COMO SE TIVÉSSEMOS COMPLEXO DE INFERIORIDADE. Pra mim, o Palmeiras sempre foi GIGANTE, mas, QUEM É PEQUENA, É A MENTALIDADE SUA, DE SEU MENTOR MUSTAFÁ E DE OUTROS CARCAMANOS QUE INFESTAM O CLUBE HÁ DÉCADAS, COM ESSA MENTALIDADE DE TIME PEQUENO, NO INTUITO DE LEVAREM VANTAGENS ($$$$) COM OS EMPRESÁRIOS, QUE EMPURRAM JOGADORES MEDÍOCRES PRO CLUBE…E ISSO NOS CAUSOU 2 QUEDAS PRA SEGUNDONA, E FICAMOS PENDURADOS OUTRAS 2. E SE BOBEAR, COM ESSE TIME ATUAL, VAMOS CAIR PELA TERCEIRA VEZ. Sei não…tenho sérias dúvidas.
Sobre as camisas do centenário…GOSTEI MUITO! Pois, reforçará os distanciamento da Itália (aliás, demorou)! pois, somos um time 100% BRASILEIRO, DE S.PAULO, DESDE 1942, E 70% DA NOSSA TORCIDA NÃO SÃO DESCENDENTES DE ITALIANOS. A história do Palestra Itália foi linda, mereçe nosso reconhecimento e devemos enaltecer sempre, mas, é passado! Temos que pensar no presente e futuro, pra atraírmos nossos torcedores (não só descendentes de italianos), pra podermos crescer. Colar nosso time como de ex-colônia não é nada bom. E o pior, somos perseguidos por todos, como se percebe.
Eu andei lendo por aí…que o tal Frizzo (essa merda ainda habita e palpita no clube)? foi pra Itália e está negociando com a decadente Roma, pra jogar na abertura do centenário. SOU 1000000% CONTRA! Pra mim, eu colocaria os craques do passado jogando na abertura…e seriam 2 jogos: um com os da década de 60, 70 e o outro com os da década de 90. Como seria um festa de inauguração, a Allianz Parque lotaria do mesmo jeito, pois, 45 mil serão poucos, pra tanta gente ir querer ver a nova Arena. E por outro lado, trazer times de ponta, como: Barcelona, Real Madrid, Bayern, Chelsea, Manchester City…seria uma temeridade, pois, o time palmeirense é de segunda divisão, é medonho de ruim – fraquíssimo! E seríamos goleados por qualquer um desses times, e seria péssimo pra imagem do clube, logo numa estréia. A não ser que combinem antes com os times, assim que fizerem 3, pararem! mas, seria muito humilhante. Ou seja, melhor colocarem os craques do passado. A festa com os craques das antigas seria com certeza, garantida!!!

OFF TOPIC: vôlei

O treinador não é o primeiro a dispara contra esse novo sistema. Bernardinho, técnico da seleção masculina, também reclamou e disse que a Globo é culpada por isso.

“Vamos jogar a Superliga, que tem sets de 21 pontos, logo depois viajamos para jogar o Mundial, com 25 pontos, então voltamos para a Superliga e muda tudo novamente. É claro que isso prejudica a preparação. Isso é culpa da TV que quer jogos mais rápidos. Superliga não é o laboratório para isso, é o principal campeonato de vôlei nacional e não deve ser usado para testes”, falou o técnico, quem também comanda o Unilever.

Sugestão, o 3 VV, deveria cortar o Cosme Rímuli e o Perrone do site, vivem do menosprezo à Sociedade Esportiva Palmeiras. Esse f.d.p merecem o esquecimento.

O Marketing acertou no alvo com essa homenagem a pátria em pleno ano de centenário. Alcança o país e desmistifica o paradigma time de ” colônia” que já não somos desde 1942. Mais do que uma ação isso fortalece a história do Palestra lider que virou Palmeiras campeão.

Sensacional e vamos seguir nessa trilha de expansão.

Sei que é um mero pedido de um leitor, mas, por favor, deixem de publicar neste site palestrino a coluna deste tal de Cosme Rímoli. Pelo amor de Deus, ele não se cansa de esculachar o Palmeiras de todas as formas. Percebe-se que suas críticas são tendenciosas, com o nítido intuito de denegrir a imagem da instituição. Esta não é a primeira vez que noto isso. Acesso os sites palestrinos pra não ter que me deparar com colunas deste tipo, que são encontradas na mídia tradicional. Assim, não acho correto que um veículo de comunicação palmeirense dê ibope e divulgue um jornalista deste tipo. Se possível, gostaria que o 3vv analisasse essa possibilidade. Agradeceria muito.

Não sei de quem partiu a ideia, mas o criador dessa camisa comemorativa merece elogios.
1) – O torcedor palmeirense poderá ir aos estádios e torcer pela seleção vestindo nossa camisa, revertendo em ganho para o clube (a copa no Brasil contribuirá para o aumento das vendas)
2) – A Adidas além de lucrar com as vendas, diminuirá o lucro da rival Nike, já que nosso torcedor certamente optará pelo nosso manto.

O que o STJD faz com o Palmeiras é digno de registro. A ridicularização das ações deste tribunal contra o Palmeiras é mister. A gestão PN deveria expor publicamente esta falta de isonomia e a perseguição injustificada contra o clube. A omissão e o silêncio apenas corroboram com as mazelas deste colegiado corrupto e tendencioso.

Os caras errando tudo:
“Líder da Série B com cinco pontos de vantagem para a Chapecoense…” (são 9 pontos caramba)
“Palmeiras, definitivamente, não está mais na Segundona. Abriu incríveis 27 pontos de distância para o quinto colocado…” (são 17 pontos caramba).

Nossa velho….

Ideias excelentes para o Centenário. Parece que os ventos estão mudando.

Legal o álbum de figurinhas… desde o ano passado venho falando sobre isso em algumas oportunidade aqui no 3VV, também mandei e-mails para o Palmeiras, e pelo Twitter do Paulo Nobre mandava toda semana um “tuite”comentando que deveriam fazer o álbum contando os 100 anos em parceria com a Panini. Parabéns a todos os envolvidos. Como é bom ver ações do centenário colocadas em prática… ##S##E##P## Essa camisa do Palmeiras vai ficar linda… espero que não esfolem o torcedor rssssss… será artigo digno de coleção.

Esse álbum vai ser muito legal, a hora que lançar eu já quero completar ele no mesmo dia. Marketing mandando bem agora.

Acho que todos já estão ligando para as lojas da academia e reservando “por baixo” 2 camisas, eu vou pedir 3, uma para colher assinatura de ídolos e emoldurar, 1 pra mim e 1 pra minha filha.

No resto a transação de Barcos só não foi mais infeliz por ser uma só, Léo Gago se machucou e perdeu a temporada, Rondinelly jogou 1 jogo, contra o Mirassol se não me engano, Vilson viria de qualquer jeito (fora anunciado 2 dias antes), assim Barcos praticamente foi em troca de Leandro e os 5 milhões, mas não foi só o time em campo que perdeu, perdeu-se em marketing, quantas camisas a adidas deixou de vender? Quanto de bilheteria? Quanto de mídia? Sem dúvida um erro muito mal calculado.

Mas..segue o jogo. Espero que o resto do purgatório seja com Kleina dando rodagem para os pratas da casa e não aproveitados como Rafael (gol), Bruno Oliveira, Eguren, Serginho, Caio….

Caraca, finalmente essa diretoria mostrando ação. Espero poder comprar essa camisa nova sem patrocinio. Ela promete ser uma das mais linda da nossa história. Com certeza sera umas da mais lindas ja feita por um clube. O que vai ter de pirata imitando com outros escudos.

Realmente o STJD persegue o Palmeiras sempre que possível. Mas nesse caso (perda do mando de campo) temos que nos revoltar é contra os MARGINAIS das Torcidas Organizadas que brigam entre si e ferram o Palmeiras e os outros 99% dos torcedores.

Até quando esses caras vão prejudicar o Palmeiras?

Os comentários estão desativados.