Categorias
Arenas

Arenas – Detalhar é Sinal de Interesse no Sucesso

Por Claudio Baptista Jr.

Lendo a notícia abaixo ficamos imaginando como e quando tal nível de detalhamento e respeito as normas chegarão em nossos estádios e campeonatos. Isso se um dia conseguirmos atingir este nível.

http://www.espn.com.br/noticia/356309_champions-mede-milimetros-do-gramado-irrigacao-e-tem-ate-medalhas-contadas

Ao notar que um campeonato mundialmente reconhecido possui tamanha atenção, além de ter sabermos que as especificações da UEFA vão muito além dos itens citados na reportagem, podemos tentar trazer tal comportamento ao planejamento e operação de um estádio multiuso que pretende se situar dentro dos equipamentos mais modernos e referência mundial, a Allianz Parque.

A constatação da atenção aos detalhes demonstra que seus gestores possuem envolvimento visando o sucesso do negócio, que desejam não apenas a obtenção de receitas, mas também em colocar seu negócio em evidência, na vitrine, na vanguarda.

É isso que esperamos das peças que compõe o negócio que envolve a Allianz Parque. A parceria, a vontade de crescer junto.

E vocês, como estão enxergando nosso estádio neste aspecto.

Abraço,

Claudio.

6 respostas em “Arenas – Detalhar é Sinal de Interesse no Sucesso”

Quase igual a conmebol trata a Libertadores não? Jogam-se em estádios horríveis, campos piores ainda, ficam cheios de papel e bexigas no campo de jogo. Fora as coisas que se jogam no gramado além da ”cuspideira”. A Administração do futebol, não só do Brasil mas na América do Sul inteira são uns ”lixos”… Os EUA estão investindo com certa força ultimamente em ”soccer” e vão ”atropelar” também rapidinho. Até quando esperar….

Eu acho que na parceria Wtorre x Palmeiras, só a Wtorre quer ganhar. Se fosse parceira msm aceitava as 10 mil cadeiras e pronto. Afinal ela ganhará e muito com a torcida Palmeirense durante 30 anos.

Acredito que demos sorte de termos a W.Torre à frente do projeto por 30 anos. Imagina o que aconteceria se ficasse a cargo do Palmeiras. O mustafá já teria criado um COGEA (Conselho Gestor da Arena) e o futebol teria que ceder o campo para a realização de campeonatos regionais de bocha, festivais de sertanejos universitários, etc.

Pra gente ver como o futebol, que é um produto maravilhoso é tratado de uma maneira amadora aqui no Brasil… Estamos a ”anos-luz” de administrações de outros países. Mas quanto ao nosso estádio ”administrativamente” falando tenho grande confiança que a AEG tem ”know-how” suficiente pra agradar tanto o Palmeiras como a WTorre durante o período de gestão.

Enquanto o futebol brasileiro continuar na mão da CBF vai ser isso ae.
O que eu mais quero é que a Wtorre e o Palmeiras se entendam, e firmem uma parceria onde os dois ganhe.

Os comentários estão desativados.