Categorias
Opinião

Opinião: esperando 2014

Por Vicente Criscio

A imagem acima foi extraída de GloboEsporte.com

 

Amigos palmeirenses, a rodada deste sábado na série B nos colocou de volta à série A com seis rodadas de antecedência.

A  missão  do ano foi cumprida, certo?

Certo! Parabéns aos envolvidos: diretoria, comissão técnica, jogadores, etc. Depois de algumas rodadas na B, logo se percebeu o óbvio: a trajetória seria fácil. Eu poderia discorrer aqui longos parágrafos sobre a conquista, sua “glória” e sua idiossincrasia. Vou poupar o leitor. Vamos virar a página.

Ok, subiu. Como eu já disse, parabéns a todos. Mas vamos subir a barra da expectativa do torcedor palmeirense? 2013 acabou. O orçamento do futebol palmeirense deve ser no mínimo 8x maior que o da Chapecoense e infinita vezes maior que do Icasa, 5o colocado. Aqueles que nasceram na década de 60 e início da década de 80 viram um Palmeiras muitas vezes campeão. Como os que nos representaram em 1965 e foram homenageados na linda tarde de sábado (veja imagem la em cima). Vimos grandes times, grandes conquistas, grandes disputas. Logo, para voltar a ter aquele Palmeiras, para brigar por títulos em 2014, 15, 16, … , temos que melhorar muito nosso elenco, contratar, fortalecer, e pensar grande.

O Centenário é um dos motivos. Mas o principal motivo para termos sempre expectativas de disputarmos títulos chama-se simplesmente Palmeiras. Que Deus ilumine o caminho de nossos dirigentes pois pro Palmeiras ser grande é preciso pensar grande e agir grande.

***

Ah, sim, não há modelo vitorioso sustentável sem um novo modelo de gestão. Continuo esperando o que virá da tal reforma estatutária. Se for mais do mesmo, não sairemos do lugar.

***

E sobre a Arena? Já me posicionei em comentários de posts anteriores mas como fui citado duas vezes essa semana – pela WTorre e na nota do ex-Presidente Belluzzo – deixo aqui registrado o que posso “registrar” agora, principalmente àqueles que cobram isso.

i. Fui colaborador da diretoria de Planejamento de Luiz Gonzaga Belluzzo entre 2007 e 2008 e participei do projeto arena; fui exposto ao mesmo grau de informação e debates que outros diretores e vice-presidentes na época, em reuniões sobre o projeto; lembro da primeira à última que participei, inclusive quem estava sentado ao meu lado; lembro das discussões e da natureza do negócio;

ii. Em 2009, fui Diretor Adjunto de Planejamento. Fui nomeado em março e fiquei até outubro, quando pedi meu desligamento; nesse período participei da comissão da arena junto com outros 4 colegas para discutirmos questões da implantação da arena; nesse momento não falávamos mais de contrato nem do modelo de negócios, pois já havia sido aprovado em todos fóruns; após minha saída outro Diretor de Planejamento assumiu; a partir dessa data não me envolvi mais com esse tema;

iii. Em todo esse período (2007 até 2010) o Palmeiras foi assessorado por um especialista em direito imobiliário, por indicação direta do atual Presidente do CD, que também participou desse processo; esse núcleo tinha a obrigação de montar o arcabouço jurídico do MOU, Contrato, Escritura, retratando fielmente o que os representantes da SEP negociavam junto com a WTorre; acredito, mas não tenho certeza, que em 2011 com o Presidente Tirone e seu staff assumindo, mudou-se tudo isso;

iv. Esse contrato passou nas mãos de 4 presidentes: Della Monica, Belluzzo, Tirone (que também fez mudanças e ele bem como sua diretoria também deveriam se pronunciar o que assinaram na re-rat de maio de 2011) e agora Nobre, que questiona os dois pontos cruciais nesse negócio: número de cadeiras e preço do ingresso. Conforme me pronunciei no Conselho Deliberativo na última 2a feira, eu recomendei que todos os atores daquela época fossem ouvidos formalmente em Conselho e dessem sua versão sobre o caso; e reafirmei que se todas as análises da comissão que estuda o assunto estão corretas o Palmeiras tem um ponto a discutir: o número de cadeiras. Já o critério de cálculo do preço do ingresso tem que ser revisto, mas ainda que mal escrito como está, ele depende única e exclusivamente do Palmeiras; basta o Palmeiras especificar no ano 1 da Arena o valor mínimo de R$ 40 o ingresso e tudo está resolvido;

iv. Eu poderia falar sobre o modelo de negócios. Vou falar o que acho de tudo isso quando Palmeiras e WTorre terminarem a negociação ou após a arbitragem ou quando eu achar que deva falar. Nem acho minha opinião assim tão relevante, mas o Presidente Paulo Nobre solicitou que conselheiros não falassem sobre o tema publicamente para não atrapalharem as negociações, ainda que sem intenção; estou fazendo a minha parte;

v. Mas vou reforçar aqui que ofereci ajuda ao Presidente Paulo Nobre neste imbróglio; ofereci pessoalmente, por telefone e formalmente na reunião do conselho; o Presidente declinou, porque está satisfeito com a condução atual; sem problemas;

vi. O ex-Presidente Luiz Gonzaga Belluzzo fez um pronunciamento nesta sexta-feira bastante esclarecedor. Leia em http://3vv.com.br/2013/10/ex-presidente-belluzzo-explica-o-contrato-com-a-wtorre/;

vii. Apesar das duas principais arestas a serem aparadas – cadeiras e preço dos ingressos – uma vez corrigida (ou esclarecida) essa anomalia causada principalmente pela falta de clareza de quem redigiu o contrato bem como pelos desvios das ratificação ocorrida em 2011, continuo achando que o contrato é muito bom para a SEP e nenhum clube no Brasil conseguiu um contrato desse tipo (exceto o Corinthians que ganhou do Governo um estádio novo mas que terá sérios problemas no futuro por conta de um modelo de negócios torto e sem sustentação financeira); logo, se há um desentendimento sobre o tema “cadeiras/preço de ingresso” o Palmeiras tem que ir atrás de seus direitos e todo palestrino irá apoiar;

viii. Só lamento duas coisas: a primeira, que essa situação toda tenha vindo parar na mídia, com declarações lamentáveis dos dois lados; eu acho que poderia ter sido resolvido a portas fechadas com a WTorre. A segunda: lamento profundamente que alguns estejam politizando esse tema, satanizando quem participou desse processo, bem como a própria WTorre. Isso no médio e longo prazo é ruim pro Palmeiras. Muito ruim!

***

Infelizmente quem mais prega profissionalismo está tratando relações de negócio estratégicas como essa com tremendo amadorismo, com raiva, com viés político. De uma maneira de fazer inveja a Orwell, rapidamente manipulam informações nas redes sociais, desdizendo o que disseram, pregando ora guerra contra a Eurásia, ora guerra contra a Lestásia. Inimigos agora são aliados, antigos aliados, inimigos. O torcedor com isso sofre. Outra parte, pinta a cara e entra na guerra sem saber em quem está atirando.

Não falo especificamente do Presidente Paulo Nobre, de quem tenho certeza das boas intenções. Mas falo daqueles que de forma oportunista politizam o tema. Assim passa uma imagem péssima ao mercado. Nós neste momento devemos pensar  no Palmeiras e não nos ganhos e perdas políticos dessa situação. Mas temos que pensar no longo prazo e não em biênios e eleições.

No final, tudo vai se arrumar. Esperamos que bem para todos os lados.

Abraços e boa semana a todos.

 

32 respostas em “Opinião: esperando 2014”

Renovaria com o Gilson Kleina e exigiria que ele começasse o Eguren como titular. Traria o Gabriel Silva (LE que revelamos) e um atacante (Taison?).
Renova com Marcio Araujo e Wendel pra serem reservas.
Renova com Leandro, Luís Felipe e Taison pra serem titulares.
Dispensa o resto.

Prass

Luís Felipe – Henrique – Vilson – Gabriel Silva

Eguren – Wesley – Valdívia

Leandro – Allan Kardec – Taison

So de ver o nome Piraci senti nauseas terriveis. Some coisa ruim. O texto do Vicente como sempre é esclarecedor e demonstra cabalmente o seu carater, sua indole e o seu amor ao PALMEIRAS. E fico triste lendo que ele se colocou a disposição do PN( menino mimado) e ele declinou. O “brinquedo” é meu e nao “impresto” pra ninguem deve ter pensado o menino mimado. Aqui no interior era o dono da bola que fazia isso. Ou melhor tentava fazer porque tomava umas “porradas” e a pelada continuava. So parava quando anoitecia. Nao tinha essa de a bola é minha. Ela pertencia a todos os meninos( nao mimados) que jogavam futebol. Assim deveria ser no PALMEIRAS. O PALMEIRAS NAO TEM DONO…. O DONO DO PALMEIRAS É A TORCIDA DO PALMEIRAS. Nao é do menino mimado, do retardado do bananone e muito menos do escroto do mumu. O que falta é a torcida do PALMEIRAS fazer como nos faziamos na nossa infancia la na querida ANALANDIA…. porradas neles. Para o bem do PALMEIRAS.

Vicente, demorou para responder, mas valeu a pena esperar. Tem 3 coisas relacionadas a este texto que ressalto: O fato de o chefe do Palmeiras estar tão mal acompanhado, por gente que esta em guerra nos posts da Midia Palestrina; o total esquecimento de que tem o dedo do Tirone e sua gestão ridícula nisso tudo ( a ponto do Dr. Piraci se achar no direito de sair arrotando lições de moral por ai), e o cheiro de briguinha pessoal dos dois comandantes que fica quando vejo essa lavagem de roupa suja a céu aberto pela imprensa.

Ah… E não da pra entender como alguém pode ser tão teleguiado a ponto de ler textos como este aqui, e ainda questionar tuas reais intenções sobre o Palmeiras! Parabéns!

Essa matéria da Folha mostra os jogadores com vencimento no final desse ano Dez/2013 http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2013/10/1363085-palmeiras-inicia-conversas-por-renovacoes.shtml #### De boa, se esses jogadores não conseguiram se destacar na Série B, imagina na Série A, são jogadores fracos, que não agregam e sem vontade. Tem que DEVOLVER Léo Gago, Ananias, Charles, Ronny e Rondinelli. NÃO renovar com M.Araújo, Juninho, André Luiz, Wendel, Bruno e Fernandinho. Tentar a Renovação com Leandro, M.Oliveira, L.Felipe e Vilson e em 2014 comprar A.Kardec. ##### Também temos a situação de jogadores voltando de empréstimos M.Leite (Fará sombra para o Leandro) e T.Real (Pra mim joga melhor que o F.Menezes). Teremos uma espinha dorsal com Prass, Henrique, Vilson (Se renovar), Wesley, Valdívia e A.Kardec. CONTRATAÇÃO de 2 laterais (Esq/Dir), 2 Volantes e 2 Atacantes ##### Outra bucha será em relação ao Kleina, se ficará ou não. Se não ficar, sou contra gastar $$$$ por um técnico com salário alto, prefiro jogador.

Bom dia Vicente, ótimo texto, gostei do esclarecimento e da sua conduta perante a situação atual. Que tudo seja resolvido da melhor maneira possível.

Isso tem dedo do Mustaphá e sua equipe.
Ei Paulo Nobre. Preste atenção como trabalha o SPFW. Ontem ganharam graças aos dois primeiros gols em claro impedimento; ao penalti não marcado pelo juiz para o Inter. Olha a forma, a convicção que o árbitro marca os penaltis para eles. Já estão pensando no ano que vem. O boca murcha do Murici, que conseguiu perder o título com o verdão estando 9 pontos a frente, já deve estar pensando em jogadores de nível e vai receber. E nós?? Não venha com essa conversa de manter Kleina no comando do time. E mais: CHEGA DE BRUNO, WENDEL, MÁRCIO ARAÚJO, ANDRÉ LUIZ, JUNINHO PIU-PIU, MAIKON LEITE, VINÍCIUS, LEANDRO AMARO, ANANIAS, LÉO GAGO, RONDINELLI ETC. Traga o NEI BRAGA. o CARA É ÓTIMO. Aqui é Palmeiras, chega do maldito bom e barato inventado pelo sapo-boi. Cadê o tesão do Brunoro?? Senão seremos tri da segundona novamente. Botamos fé em você e no Brunoro. Caralho aqui é verdão porra.

Excelente texto Vicente!
Como eu gostaria que vc tivesse mais tempo para escrever aqui no 3VV, seus textos são sempre muito bem redigidos e com base na razão, sem viés político.
O único assunto que me preocupa no Palmeiras atualmente é a arena, espero que o imbróglio seja resolvido logo, e que seja bom para ambas as partes, afinal, negócio bom é na relação ganha-ganha.
Saudações alviverdes a todos!

Caros, olhando todo o ocorrido, eu não tenho dúvidas que o Palmeiras está correto em brigar pelo seu direito. Mas uma coisa é fato, e que precisa ser esclarecido: ISSO TEM UM CHEIRO ou DEDO de TIRONE!!!!! ah, aquela troop 5ˆ@%%#@ de 2011-12 devem ter alterado alguma coisa em benefício próprio, como sempre fizeram…. preocupados com seus assentos vitalícios, ou pode até ser as ….. Vamos aguardar e ver o resultado.
PS: Lamentável a atitude de alguns membros da MANCHA VERDE….. eu repúdio totalmente.

Não consigo entender, o Valdivia está recuperando a forma e jogando bem e esses malditos pegam no pé dele…. Talvez eles preferem o Felipe Menezes de títular!

Sem papo furado. O técnico: Josef “Jupp” Heynckes – com este faturamos tudo que colocar em disputa!

OFF: Como é bom ser respeitado: dois pênais a favor (um suspeito), gol impedido e pênal não marcado para o adversário. Quanta ajuda pra escapar da série-B hein juvenal?

Tanto o que o Vicente escreveu, como a nota do Belluzzo serviram pra dar uma esclarecida em vários pontos. O que esperamos agora é que tudo seja acertado, que as desavenças se resolvam a portas fechadas e não na imprensa, onde o clube é exposto e vira motivo de piada. Estou cheia disso. Respeitem o Palmeiras, pelo amor de Deus!

PARABENS, Vicente você esta correto, além da seriedade de sempre , estarei mencionando sua coluna hoje no FAMIGLIA PALESTRA, esperando um pouco de bom senso e competência da atual gestão, que mantem ainda uma letargia inexplicável , há muitos componentes desta diretoria, capazes de obterem excelentes resultados!

Parabens Criscio pelos esclarecimentos. Nesta semana foram dois depoimentos arrasadores de hipocrisias que querem vestir verde: o seu e o do Belluzzo. Desses depoimento duas impressoes, o Paulo Nobre/Palmeiras tem razao nas reinvidicacoes em relacao a WTORRE; o Belluzzo foi excelente presidente e é o maior/melhor torcedor palmeirense que conheco pela estatura que tem somada ao fervor, ao desapego politico e a atitudes só de construcao.

PS- Posso estar enganado Eduardo mas acho Alex um erro. Como a volta do Edmundo veterano aqui mesmo no Palmeiras, o Rivaldo nos bambis e agora o Assuncao no Santos. Tudo tem seu momento e seu tempo: o do Alex aqui já foi (e muito bem).

Com um pouco mais de coragem dos nossos dirigentes poderiamos estar nas fases finais da Copa BR também, o que daria mais algumas verbas ao clube (comentario para aqueles que só o balanço azul é o que importa); imaginem o Palmeiras jogando a B e terminando o ano como bi da Copa, seria triunfante, os rivais estão capengando no nacional, e teriamos a Libertadores no centenario (mais receitas pra turma do AZUL).
O duro é saber que os medrosos do futebol, são pares dos mesmos medrosos e amadores que cuidam do assunto Arena, estão usando todo o jogo do nefasto para atacar o parceiro (que também não é bobo e riscou o fósforo do lado dele), e de quebra ainda atiram nos membros das comissões anteriores, principalmente os que passaram a ser desafetos politicos (ou predadores, ou mal perdedores); fico triste de saber que pessoas de bom gabarito ofereceram ajuda e que o presidente negou. A nota do Belluzzo mostra a divergencia, entendo que seria sanada a portas fechadas, mas ai existem alguns contratempos como a politicagem e um possivel racha pessoal entre WT e PN, e na politicagem que estão os mais oportunistas, pois nada me tira da cabeça que essa nuvem de fumaça toda só esta ai para acobertar algo, que ao meu ver é a reforma estatutaria, pois nos moldes que deve ser feita vai tirar poder dos velhos caciques, o o cacique master, como “aconselhador” oficial do presidente não quer isso.
Essa reforma, se for feita somente com cunho politico, pode garantir mais um mandato pro grupo atual, logo se for feita após uma possivel reeleição, garantiria um terceiro periodo a eles, portanto para essa confusão, esse é o recado: “…daqueles que de forma oportunista politizam o tema. Assim passa uma imagem péssima ao mercado. Nós neste momento devemos pensar no Palmeiras e não nos ganhos e perdas políticos dessa situação. Mas temos que pensar no longo prazo e não em biênios e eleições.”

Vicente
Lendo quase tudo o que se escreveu sobre a Arena nestes dias, desde as manifestações infelizes do W Torre e do Presidente Paulo Nobre, o manifesto do Professor Belluzzo e o seu manifesto acima, e sem ter conhecimento de causa do que ocorreu, esta ocorrendo e vai ocorrer nos BASTIDORES por interesses mesquinhos, penso que o que de MELHOR poderia acontecer para a Instituição chamada Sociedade Esportiva Palmeiras em relação ao Allianz Parque seria:-

1º) Reforma Urgente no Estatuto do Clube, dando direito de Voto para o Sócio Torcedor e separação do clube social e demais esportes do FUTEBOL..
2º) Somente com esses 2 itens no estatuto, o programa de sócios torcedores iria para cerca de 100.000 torcedores.
3º) Atingindo este numero teriamos publico para lotar todos os jogos no Allianz Parque.
4º) … E quem deveria negociar os ingressos?
5º) Bingo…., sem duvida alguma a AEG.

Jamais, jamais o Palmeiras!
A Sociedade Esportiva Palmeiras não tem nem competência pra fazer contrato de jogador de futebol, vide o período do contrato do Luiz Felipe,.
A Sociedade Esportiva Palmeiras não tem nem competência pra pagar as Notas Promissórias do ex-jogador Everton Gambá, quando deixaram vencer 3 e o Palmeiras tem que pagar a multa rescisória em duplicata.
A Sociedade Esportiva Palmeiras não tem competência nem pra colocar uma cláusula clara sobre quem vai vender os ingressos na nova Arena.
Se for o Palmeiras o responsável por negociar os ingressos, vai ser um FESTIVAL de doar ingressos para conselheiros, filhos de conselheiros, netos de conselheiros, sobrinhos de conselheiros, irmãos das empregadas domesticas dos conselheiros, etc. etc. etc…

.

É sempre bom ler um texto ponderado e bem escrito como esse. Concordar ou não é de cada um, mas argumentar com classe vai bem., né?

Bom eu já sabia o que você tinha feito e da sua posição Vicente, meus parabéns falou até onde podia, sem agitar ou tumultuar. Agora “aquele ser” só se o homem de vermelho chamar para termos paz, caso contrário ele vai tumultuar até seu ultimo suspiro.

Opinião serena e ponderada. Mas em relação à Arena só ficarei tranquilo quando essas divergências maiores forem resolvidas. Até lá ainda espero explicações que sejam definitivas.

Orçamento maior com dívidas infinitamente maiores também. Obrigação subir sim, pela grandeza do Palmeiras. Pelo dirigentes que administraram o time como a casa da mãe Joana, o time deveria estar em situação pior.

As dívidas poderiam ter sido resolvidas no início da gestão. Bastava conversar e se posicionar com quem tinha conhecimento para tal. Como foi feito o FIDIC, poderia ter sido em Maio. Qualquer um dos que disputaram a presidencia, teria tido condições de resolver o imbróglio. Por mais que a situação fosse péssima (de conhecimento de ambos os candidados 2 meses antes da eleição) , qualquer um poderia resolve-la. Nosso atual presidente, por ser investidor e ter conhecimento da área financeira, deveria ter resolvido isso logo no primeiro semestre. Essa questão da dívida é conversa pra boi durmir.
Não precisa ficaar divulgando o quanto tem em caixa, nem se sobra e nem se falta. Esse “mendicância” é humilhante!

Concordo que a mendicância é que mais atormenta e cansa o palmeirense.
Mas, sobre o FIDIC, não se monta isso em 2 meses…ainda mais considerando que demanda aprovação de Conselho, de Diretoria, de velho moribundo e tudo mais…

Mas na campanha de PN, foi dito que existia uma fórmula “mágica” para resolver isso em 90 dias, mas vamos acabar o ano sem patrocinio master.

Os comentários estão desativados.