Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 03-10-2013: Palmeiras dá início a maratona pelo acesso à Série A ❘ Folha Online

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

• Palmeiras dá início a maratona pelo acesso à Série A

Embalado pela vitória por 2 a 0 sobre o Oeste, anteontem, o Palmeiras inicia hoje maratona de viagens que pode terminar com o acesso à Série A do Brasileiro.

Como o clube perdeu dois mandos de campo devido a uma briga entre seus torcedores no jogo contra o Guaratinguetá, no dia 27 de julho, suas duas próximas partidas como mandante ocorrerão em Londrina, no Paraná –por opção da diretoria.

Antes disso, o Palmeiras viaja hoje para Natal, onde no sábado enfrenta o ABC.

Do Rio Grande Norte, a delegação seguirá para o interior paranaense: na terça-feira que vem, enfrentará o Figueirense; e, no dia 11, uma sexta-feira, o Guaratinguetá.

Entre esses dois jogos o grupo palmeirense ficará treinando em Londrina.

Se vencer essas três partidas em sequência, o confronto seguinte, diante do Icasa, pode ser o do acesso. Pelo menos é essa a crença da comissão técnica da equipe.

O duelo contra o Icasa ocorre em Juazeiro do Norte, no Ceará, no próximo dia 15.

Dali em diante, se inicia a fase em que qualquer partida pode ser a de acesso, dependendo do resultado palmeirense e, claro, de adversários que estiverem na quinta posição na tabela –os quatro primeiros conseguem acesso para a primeira divisão.

O jogo seguinte ao do Icasa também é como visitante, mas mais próximo do torcedor paulistano. No dia 19 de outubro, sábado, o Palmeiras visita o Bragantino.

Uma semana depois, o adversário será o São Caetano, no Pacaembu.

Se as contas da comissão técnica falharem, o acesso pode até acontecer nesse confronto, diante da torcida.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Valdivia muda postura e reconquista o Palmeiras

Por Daniel Batista

Valdivia já foi colocado como um mau negócio pelo ex-presidente Arnaldo Tirone, em entrevista ao Estado, e chamado de “chinelinho” por torcedores. Diante do descrédito geral, o chileno mudou seus atos ao perceber que seria o maior prejudicado se continuasse errante e hoje é um dos protagonistas na volta do Palmeiras para a Série A.

O ponto fundamental para voltar a fazer a diferença no time foi a ajuda familiar. A mulher do jogador, Daniela Aranguiz, e seus dois filhos ajudaram a colocá-lo nos eixos. O apoio da diretoria do Palmeiras e o retorno à seleção chilena também o fizeram correr atrás do tempo perdido.

“Ele não se tornou um padre, longe disso, mas percebeu que, se não mudasse, sua carreira terminaria logo e ele se tornaria um vilão para os palmeirenses e para o povo chileno”, disse uma pessoa ligada ao jogador.

Ciente de que sua musculatura nunca mais será a mesma, o meia aprendeu que a hora de forçar um pouco mais e a de descansar se tornaram cruciais para a sua recuperação. Valdivia entendeu que pode continuar se divertindo na noite, mas com moderação. Tanto que faz questão de treinar até mais do que o pedido pela comissão técnica para ter maior confiança em campo.

A chegada de Paulo Nobre e José Carlos Brunoro ao poder o fez abdicar da ideia de deixar o Palmeiras. Com Tirone e o diretor Roberto Frizzo, várias foram as desavenças e as vezes em que se sentiu jogado contra a torcida e traído por quem deveria defendê-lo. Já a nova diretoria só tece elogios e deixa claro que espera muito dele. Valdivia é daqueles jogadores que precisam estar bem psicologicamente para render, por isso ter o apoio familiar e o dos chefes o faz se dedicar e mostrar uma vontade de menino.

Na seleção chilena, a relação com o técnico Claudio Borghi era a pior possível. Casos de indisciplinas e desavenças com o treinador o afastaram do time até a chegada de Jorge Sampaoli. O novo treinador adotou postura mais pacificadora e ganhou a confiança do meia que, assim como no Palmeiras, é um dos protagonistas da seleção. “Acredito que o Sampaoli e eu estamos contentes com o Valdivia, porque ele voltou a ser aquele que virou ídolo no Chile e no Palmeiras”, comemorou o técnico Gilson Kleina.

CABEÇA QUENTE

Nem tudo, porém, são flores para o chileno. Seu temperamento continua lhe prejudicando e, neste ponto, ninguém conseguiu fazê-lo mudar de comportamento. Constantemente discute com a arbitragem e muitas vezes leva cartão – como aconteceu contra o Oeste. Ele também dá declarações polêmicas, como admitir ter forçado um cartão amarelo.

Por causa disso, foi punido pelo STJD e recentemente disse que o tribunal fez uma palhaçada ao punir o clube por briga entre seus torcedores. Nesta quarta-feira, mais uma vez, discutiu em mídias sociais. Um torcedor disse que ele vivia em “baladas” e o Mago, sem papas na língua, xingou a mãe do torcedor.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• ‘Treinado’, Palmeiras se impõe e acaba com viradas na Série B

Durante boa parte da Série B o Palmeiras teve jogos muito parecidos: ficava atrás no placar e, na maioria das vezes com sofrimento, conseguia virar as partidas e sair vencedor. Mesmo assim, esse tipo de situação não agradava ao técnico Gilson Kleina.

O treinador pediu para o elenco evitar esse tipo de situação, sobretudo por conta do desgaste nesses duelos, e até mudou a equipe para acabar com o problema de começar atrás no placar e ter de correr atrás do resultado. As medidas deram certo e as viradas se tornaram raras no Verdão.

Dos último oito jogos da equipe, apenas contra o Avaí o Palmeiras teve de reverter o marcador. Em todo o mês de setembro, a equipe saiu na frente nos duelos contra Atlético-GO, ASA, América-MG, Sport e Oeste (este já em outubro), além de dois empates sem gols, ante Chapecoense e América-RN.

Segundo Kleina, o time é treinado para pressionar o adversário desde o início e abrir vantagem rapidamente.

– Se é uma coisa que trabalhamos é a pressão no adversário, a intensidade. Alguns estão mais cansados, é um desgaste do ano todo, tem algumas características importantes. Temos de falar sempre para continuar com a filofosia de jogo. Não é toda hora que se marca lá em cima, às vezes falta perna, mas eles são briosos e sempre tentam fazer isso. É importante sair na frente – disse ele.

O trabalho, pelo jeito, tem dado resultado.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Verdão faz campanha interna por mais calma em campo após provocações

Por William Correia

A expulsão de Leandro na vitória sobre o Oeste aumentou um alerta no Palmeiras para o que pode virar obstáculo na busca pelo acesso cada vez mais próximo na Série B do Brasileiro. Gilson Kleina pede que seus jogadores se acalmem para que as já frequentes provocações adversárias não prejudiquem o líder da competição.

“Conversamos não só semanalmente, mas sempre antes do jogo que alguns jogadores são referência. Tentamos falar para não caírem em provocação”, comentou o técnico, bastante preocupado com Valdivia. “Com ele é aquela situação: qualquer coisa que fale ou faça um gesto, já querem fechar e fazer tumulto porque sabem que a arbitragem vai dar cartão.”

Valdivia, por enquanto, está imune a essas artimanhas, apesar de ser o principal alvo delas. No 0 a 0 com o América-RN, por exemplo, o chileno chegou a ouvir que tem bafo na tentativa do goleiro Andrey em enervá-lo. O meia também já levou cotovelada que o deixou de olho roxo e boca inchada e, diante do Oeste, foi substituído para evitar o cartão vermelho por tantas discussões que mantinha com rivais e árbitro.

Entre os 20 clubes da Série B, o Verdão é o sexto que mais levou cartões vermelhos. As seis expulsões foram por questões disciplinares: Márcio Araújo reclamou demais do gol irregular na derrota para o Sport, Ronny se desentendeu com o goleiro do Guaratinguetá, Charles acertou cotovelada em atleta do Bragantino, Wesley deu um tapa em jogador do Paysandu, Alan Kardec discutiu asperamente após levar voadora do goleiro do América-MG – depois, recebeu cusparada de Willians –, e, agora Leandro, chutou a bola após o apito de impedimento e um minuto depois de chutar a coxa de um jogador do Oeste.

Na lista de problemas, também deve se incluir Mendieta, que agrediu um rival do Paysandu e cumpriu quatro jogos de suspensão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Até Gilson Kleina já pagou gancho por exagerar na reclamação com a arbitragem.

Em seu discurso, ao menos Wesley demonstra ter aprendido a lição. “No futebol, você precisa de muita paciência. Fiquei o jogo todo contra o Oeste em campo e presenciei muita coisa. Mas basta ter tranquilidade. Levar em consideração e querer revidar toda vez que for provocado é fogo”, disse Wesley.

“Às vezes o nervosismo toma conta, mas a provocação faz parte do futebol. Agora o Leandro vai ter que cumprir a suspensão, mas vamos para frente. Conseguimos uma vitória importante, com todos jogando bem sem levar perigo. É dar continuidade”, prosseguiu o volante, que também já pegou punição do STJD.

Os atletas estão alertas agora até para não se irritar com entradas duras. “Sabemos que todos os jogos seriam mais difíceis no segundo turno, todos serão pegados, com faltas um pouco mais violentas. E estamos preparados. Relaxamento não vai haver, estamos conversando muito sobre isso. Vamos continuar na pegada, relaxar só depois do título”, discursou Serginho.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Sem renovações, Palmeiras pode perder um terço do elenco no final do ano

O Palmeiras pode se desfazer de 37% do seu elenco no final do ano. Dos 35 jogadores que o clube alviverde possui no plantel, 13 terão seus contratos encerrados em dezembro: Márcio Araújo, Leandro, Vilson, Wendel, Bruno, Fernandinho, Marcelo Oliveira, Léo Gago, Ananias, Ronny, Charles, Rondinelly e André Luiz. Isso dá mais de um terço do elenco.

No início da temporada, a nova gestão do Palmeiras preocupou-se em montar um elenco numeroso. Com falta de jogadores, o clube foi ao mercado em busca do bom e barato. Aumentar o grupo de atletas foi a justificativa dada na negociação do atacante Barcos com o Grêmio, por exemplo.  Léo Gago, Rondinelly, Vilson e Leandro chegaram nessa transação.

Para prorrogar o empréstimo dos dois primeiros, o time paulista precisa negociar com o gaúcho, o que ainda não ocorreu. Vilson possui um pré-contrato para ser adquirido em definitivo e Leandro pode ter seu vínculo prolongado, caso ganhe um aumento salarial, de acordo com cláusula contratual.

Marcelo Oliveira, Charles e Ananias pertencem ao Cruzeiro. O Palmeiras pode estender o empréstimo dos dois primeiros até dezembro de 2014 sem gastar nada a amais com isso. Eles entraram na negociação que o clube fez para os mineiros levarem o atacante Luan. Já Ananias pode prorrogar até o término do Campeonato Paulista do ano que vem.

Por fim, o goleiro Bruno, o lateral direito Wendel e o zagueiro André Luiz pertencem ao Palmeiras. Os direitos federativos do meia Ronny são do FC Olimpi, da Estônia, e Fernandinho pertence ao Oeste.

Além dos jogadores, o comandante Gilson Kleina também possui vínculo com o clube somente até o final do ano. Até o momento, a diretoria não o chamou para conversar e seu futuro no time do Palestra Itália está em suspenso.

“Quanto ao meu futuro, quero resgatar o orgulho do torcedor e o nosso e restabelecer o Palmeiras na Série A. Depois disso, não depende mais de mim”, declarou.

A diretoria segue com a determinação de não comentar assuntos referentes a negociações. Contudo, os atletas ainda não foram chamados para conversar. A intenção do presidente Paulo Nobre é esperar o time garantir o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, para depois colocar em prática a reformulação do elenco para 2014, ano do centenário do clube.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Wesley discute com Felipe Menezes, e Kleina coloca dupla ‘de castigo’

Por Marcelo Hazan

O tradicional rachão realizado pelo Palmeiras em treinamentos na Academia de Futebol desta vez não teve só descontração. Durante a atividade da manhã desta quinta-feira, Wesley e Felipe Menezes discutiram por conta de um lance de jogo, em que um reclamou pelo outro não ter passado a bola.

Imediatamente, o técnico Gilson Kleina interveio e tirou os dois da atividade. Wesley ficou durante algum tempo fazendo abdominais. Depois, a dupla retornou sem problemas e terminou o rachão.

– Foi uma discussão de treino. É do perfil do jogador. Tem momentos em que há uma discussão, mas tem de parar por ali, para não desenvolver. Tirei os dois para esfriarem a cabeça e retornaram. São jogadores do bem, meninos que alegram o grupo. Nós entendemos, mas não queríamos que passasse disso. É um fato normal pelo treino, todos querem ganhar pela dinâmica de trabalho – explica Kleina.

Wesley e Felipe Menezes já haviam discutido no dia 3 de setembro, durante o empate sem gols contra a Chapecoense, no Pacaembu, mas o lance passou despercebido.

E essa não foi a primeira discussão de Wesley em treinamentos do Palmeiras. Em julho, o volante bateu boca com Ronny, por conta de uma entrada mais forte, mas depois ambos se desculparam.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO RICARDO PERRONE ❘ UOL

• Dono da WTorre cogita parar obra de arena palmeirense e acionar arbitragem

Numa reunião em sua empresa, na sexta-feira passada, o dono da WTorre afirmou que fará mais uma tentativa de acordo com o Palmeiras. E que se não der certo ele pretende parar a obra do estádio do clube. Em seguida, Walter Torre levaria o caso para a Câmara de Comércio Brasil-Canadá, indicada no contrato para solucionar impasses entre as duas partes. O centro de arbitragem da instituição cuidaria do tema.

Dois altos funcionários da empresa, Rogério Dezembro, ex-dirigente palmeirense, e Nilton Bertuchi, participaram do encontro em que Torre afirmou estar disposto a tomar a atitude radical.

As cúpulas da construtora e do clube já se reuniram três vezes recentemente para tentar um consenso sobre divergências em relação ao número de assentos que o Palmeiras poderá negociar independente da parceira.

O clube entende ter direito a 35 mil das 45 mil cadeiras. Mas a empresa alega que o contrato dá a construtora o direito de alugar para os torcedores quantos assentos ela quiser. O ingresso é cobrado à parte. Segundo um dos envolvidos na discussão, a empresa entende que o contrato permite que ela cobre quanto quiser pelos bilhetes e repasse a quantia destinada ao Palmeiras com valor igual ao preço mais barato cobrado na temporada anterior.

Torre estaria disposto a repassar valores mais altos, numa demonstração de boa vontade.

O blog apurou que o impasse já preocupa executivos da Allianz, detentora dos naming rights do estádio e que procuraram a WTorre para saber sobre o assunto.

Na mesma reunião em que falou na possibilidade de paralisação das obras, o dono da construtora  queixou-se que só ele aceita ceder para encerrar o imbróglio.

No entanto, em outro gesto extremo, a empresa sugeriu que o Palmeiras encontre uma construtora disposta a assumir a obra. Torre chegou a dizer que aceitaria sair do negócio recebendo até R$ 50 milhões a menos do que investiu.

Por sua vez, cartolas do Palmeiras sustentam que o contrato apresentado pela empresa nas discussões é diferente daquele que foi aprovado em reunião do Conselho Deliberativo. Daí a recusa em aceitar o que está escrito nele.

Os dirigentes acreditam que deixar a maior parte das cadeiras nas mãos da construtora vai enterrar seu plano de sócio-torcedor.

Oficialmente, a WTorre nega existir um racha com o clube por causa das cadeiras.  Já o Palmeiras, respondeu, por meio de sua assessoria de imprensa que “as questões referem-se a assuntos internos que serão discutidos no foro adequado, não no Blog do Perrone”.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO RICARDO PERRONE ❘ UOL

••

BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

• É preciso entender melhor e saber ler com alguma cautela os números do futebol

Sempre defendi que é preciso ter muito cuidado com os números do futebol, esses que são propagados pela imprensa quando não se tem nada melhor para contar. As estatísticas ajudam, sem dúvida, a enxergar determinadas situações de jogo, mas no caso do esporte mais popular do planeta, não como uma ciência exata. Um drible de Garrincha, sempre igual, era capaz de jogar por terra toda e qualquer estatística sobre o craque das pernas tortas.

Nesta semana, o número da vez, dentre tantos, foi saber que o volante do Palmeiras Márcio Araújo completou contra o Oeste, terça-feira, sua partida 242 pelo clube. Até aí, tudo bem! Duro foi ler a comparação feita com alguns dos mais respeitados jogadores que já vestiram a camisa do time. Com essa marca, Márcio Araújo se junta ao lateral Arce, um dos melhores que já passaram pelo Palestra, dono de um cruzamento mortal e de faltas capazes de mudar a história de um jogo. Márcio Araújo e Arce, segundo os números, estão no mesmo degrau da história do clube.

A comparação vai ficar mais bizarra daqui a algumas rodadas da Série B do Brasileiro. Sim, porque na próxima vez que entrar em campo, Márcio Araújo terá o mesmo número de jogos que o meia Alex, o Pelezinho do Parque.  Alex ainda é reverenciado pelos palmeirenses por tudo o que fez pelo time. O clube brigou para tê-lo em seu retorno ao Brasil, embora ele tenha preferido o Coritiba, onde começou a carreira. Alex fez 243 partidas pelo Palmeiras de 1997 a 2000, depois em 2001 e 2002. Em breve, será superado por Márcio Araújo, homem de confiança do técnico Gilson Kleina. Os números estão aí. São fatos, salvo qualquer erro na soma.

Mais adiante, quando chegar na partida de número 246, o volante deixará Evair para trás. O atacante fez 245 jogos pelo Palmeiras – e digo que há torcedor que se lembgra de quase todas. Mesmo assim, Evair estará, de acordo com os números, em posição inferior à de Márcio Araújo. Por isso volto ao começou e reafirmo que é preciso olhar para os números do futebol com certa desconfiança e boa dose de cautela.

O que os números não dizem é que o palmeirense continuará a se lembrar de Arce, Alex e Evair por mais 100 anos e se esquecerá de Márcio Araújo tão logo ele deixe o clube.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras e a torturante Série B

Palmeiras e Série B não combinam. Não há a menor cumplicidade. É como se um gigante num passe de mágica virasse um anão. A diferença do time para os outros 19 concorrentes é gritante. Daí a sequência de jogos irritantes em que a maioria dos adversários vive a caçar os jogadores do Palmeiras com requintes de selvageria.

O que se viu nesta terça-feira à noite em Rio Preto, na vitória diante do fraco Oeste, serve como retrato fiel do tempo que o Palmeiras está perdendo nesta Série B. Campo ruim, gramado remendado e desnivelado, arbitragem covarde, provocações sem propósito e entradas dignas de leões famintos em busca de carne vermelha tomaram conta do jogo. Valdivia é uma das presas favoritas.

Superiores na maioria dos jogos, os atletas do Alviverde ainda se deixam cair nas intimidações dos adversários. Apanham e partem para o revide, sem o menor sentido. Não por acaso, o time é um dos recordistas em expulsões e advertências com o amarelinho.

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, e o diretor executivo José Carlos Brunoro não reagem. Em nenhum momento os dois contestaram as absurdas arbitragens e foram à CBF ou ao STJD pedir por afastamento de árbitros medíocres. Enfim, exigir respeito.

Gilson Kleina, com sua eterna cara de que nada está acontecendo ao seu redor, costuma repetir que Série B é assim mesmo, que os adversários fazem de tudo para vencer o Palmeiras, que é o momento deles e por aí vai o discurso vazio de sempre. Não brada, nem se impõe. E logo vai ser uma página virada no Palestra Itália, com uma nota de rodapé.

O Palmeiras conta os minutos para voltar à Série A. O tempo perdido na Série B já deixou uma cicatriz, a marca de que um grande não pode nunca se apequenar.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO ALEX MÜLLER

• Qual será a rodada da redenção?

Com mais duas vitórias o Palmeiras irá assegurar o retorno tão almejado para a Série A do Campeonato Brasileiro. Esta é a previsão dos matemáticos. No entanto, até de forma paradoxal, a matemática ainda não deverá confirmar o acesso com mais 6 pontos.

Por um lado, nunca uma equipe que atingiu 65 pontos deixou de subir e tal pontuação será alcançada pelo Verdão com mais duas vitórias. Porém, para se ter 100% de certeza de que o time não será alcançado pelo quinto colocado é preciso aguardar um pouco mais.

O fato de o Palmeiras ter perdido dois mandos de jogos no STJD frustrou os atletas e a própria torcida da capital, que queriam curtir o jogo da volta dentro do Pacaembu. Mas agora, a equipe fará seis partidas seguidas fora da cidade de São Paulo.

Além do jogo em que o Palmeiras bateu o Oeste por 2 a 0 em São José do Rio Preto, o Verdão vai encarar o ABC neste sábado em Natal, depois mandará dois jogos seguidos em Londrina, contra Figueirense e Guaratinguetá e, na sequência, enfrenta o Icasa, no Ceará e o Bragantino, em Bragança Paulista.

Somente depois dessas seis rodadas é que o Palmeiras voltará a atuar no Paulo Machado de Carvalho. No caso, dia 26 de outubro, contra o São Caetano.

Até lá, se a equipe mantiver sua média de pontos, acabará mesmo garantindo matematicamente a sua volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro fora da capital paulista. Resta saber em que rodada.

Mas há quem diga que ainda dá tempo de o Palmeiras comemorar a sua volta dentro do Pacaembu, inclusive no próprio jogo frente ao Azulão no dia 26 deste mês.

Um dos fatores que pode ajudar a fazer com que isso aconteça é o fato de Valdívia, o jogador mais talentoso do elenco, estar fora das próximas quatro rodadas. Neste sábado, ele cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo e nas outras três partidas subsequentes, o camisa 10 do Verdão estará na seleção chilena.

Isso faz com que o time perca muito na qualidade ofensiva no momento de se criar jogadas e, por consequência, pode dificultar a missão palmeirense nessas partidas em que o “Mago”não estará.

Mas e você, em que rodada acha que o Palmeiras garantirá a sua volta para a Série A do ano que vem?

Deixo aqui o meu palpite: contra o São Caetano, justamente no retorno da equipe ao estádio do Pacaembu. Mas a caminhada tem que continuar a ser percorrida devagar, um degrau sendo subido de cada vez.

E este próximo degrau terá a minha narração. Não perca sábado, 16h20, em Natal, ABC x Palmeiras. Eu vou mexer com a sua imaginação pela dobradinha BandNews FM 96,9 / Bradesco Esportes FM 94.1. É possível nos acompanhar pelo site das rádios (bandnewsfm.com.br ou bradescoesportesfm.band.com.br) ou pelo aplicativo Band Rádios em qualquer smartphone.

Espero vê-los mandando mensagens para mim por meio das redes sociais: no facebook – Alex Müller Kramberger ou no twitter – @alexmuller93.

Se você quiser acompanhar os dois gols narrados nesta terça-feira, na vitória sobre o Oeste ou até mesmo o jogo na íntegra, clique no link abaixo:

http://radio-esportivo.blogspot.com.br/2013/10/oeste-0-x-2-palmeiras-brasileirao-serie.html

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ALEX MÜLLER 

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Patrocínio à vista

Paulo Nobre garantiu aos cofistas do Palmeiras que o patrocínio máster será assinado em pouco tempo. Porém, o presidente alviverde não deu qualquer dica sobre o nome do parceiro, tampouco o valor.

• Só 19 mil?

Vários dirigentes do Verdão duvidaram do público anunciado, de 19.133 pagantes, no Teixeirão, palco do jogo contra o Oeste, na terça. Ficou a impressão de que havia mais gente, embora o clube não tenha participação na renda.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Redução

O valor inicial proposto pela diretoria do Palmeiras na operação com o Banco Votorantim era de R$ 120 milhões. O COF, entretanto, indicou que não aprovaria, e a medida iria para votação no Conselho Deliberativo com um parecer negativo. Para os R$ 54 mi aprovados, pesou expectativa de fechar patrocínio ainda em 2013. 

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → Serginho rebate Luis Fabiano: ‘se estivesse na série B não estaria reclamando’
 
GLOBO ESPORTE COM → Palmeiras viaja a Natal com Mendieta e mais 19 jogadores
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Vinicius sente dores no tornozelo de novo e vira sétimo desfalque
 
UOL ESPORTE → Kleina lamenta perda de padrão com acúmulo de desfalques no Palmeiras
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Wesley e Felipe Menezes discutem e são afastados em treino do Verdão
 
LANCENET → Wesley e Felipe Menezes discutem e são afastados de treino por Kleina
 
ESTADÃO ONLINE → Discussão tira Wesley e Felipe Menezes de treino do Palmeiras
 
TERRA → Wesley e Felipe Menezes discutem e são afastados em treino do Palmeiras
 
R7 → Wesley e Felipe Menezes discutem e são afastados em treino do Verdão
 
FOLHA ONLINE → Wesley e Felipe Menezes discutem no treino do Palmeiras
 
UOL ESPORTE → Palmeirenses discutem em treino e Kleina precisa intervir
 
IG ESPORTE → Em busca de espaço no Palmeiras, meia pode conquistar quarto acesso seguido
 
BAND ESPORTE → Serginho rebate Fabuloso e sonha em superar campanha do Corinthians
 
GLOBO ESPORTE COM → Preparador físico do Verdão valoriza recesso da Copa das Confederações
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Após acesso nas Séries C e D, Serginho quer outra letra no currículo
 
ESTADÃO ONLINE → Excesso de cartões preocupam Gilson Kleina no Palmeiras
 
LANCENET → ‘Treinado’, Palmeiras se impõe e acaba com viradas na Série B
 
LANCENET → ‘Melhor’ atacante do Verdão, Serginho pode fazer história em 2014
 
R7 → Verdão faz campanha interna por mais calma em campo após provocações
 
BLOG BATE-PRONTO – ESTADÃO ONLINE → Valdivia discute com torcedor em rede social
 
TERCEIRO TEMPO → Em rede social, Valdivia brinca com Maikon Leite e xinga mãe de torcedor
 
••

12 respostas em “Verdão na Mídia 03-10-2013: Palmeiras dá início a maratona pelo acesso à Série A ❘ Folha Online”

Amigos do 3VV, por favor, não deem mais audiência pra esses seres abomináveis como Perrone, Cosme Rímoli e afins. Isso só causa alvoroço na torcida, e creio que prezamos pela qualidade da discussão a ter pageviews como os sujeitos citados, não?

“O clube entende ter direito a 35 mil das 45 mil cadeiras. ”

Na época da assinatura do contrato, foi essa informação que foi passada, que o Palmeiras não perderia nd, pois as cadeiras da WTorre era o nº a mais da capacidade do Palestra. Se o contrato assinado sem essa definição, amadorismo d+ do Prof. Beluzzo.

“Márcio Araújo, Leandro, Vilson, Wendel, Bruno, Fernandinho, Marcelo Oliveira, Léo Gago, Ananias, Ronny, Charles, Rondinelly e André Luiz. ”

De todos estes só vale a pena tentar o Vilson. E talvez o Wendel, pra ser o gente boa e esforçado do elenco.
E q venha um técnico ofensivo, pelo amor de DEUS!

Alguém acredita nessa história do Perrone?
“No entanto, em outro gesto extremo, a empresa sugeriu que o Palmeiras encontre uma construtora disposta a assumir a obra. Torre chegou a dizer que aceitaria sair do negócio recebendo até R$ 50 milhões a menos do que investiu.”
Quando eu li isso parei, 50 milhões é mais que 10% da obra, qual empresário aceitaria um prejuízo destes? Sem falar no prejuízo moral/institucional à empresa perante os outros parceiros.
Só no mundo encantado do Perrone.

Caro Administrador.

É um absurdo colocar neste conceituado site, matérias assinadas pelo Sr. Perrone.
Eu, particularmente, utilizo a mídia Palestrina para evitar contato com reportagens de autoria de certos ELEMENTOS.
E, infelizmente, tenho visto os mesmos aqui no 3VV.
Por favor, repensem as matérias divulgadas.
Att,
Marcos Donato

Realmente não tinha somente 19.133 pessoas no Teixeirão. No minimo tinha 25.000 pessoas. Eu estava lá. É de arrepiar o estádio cheio, todo mundo vibrando, familias inteiras presentes. O número de crianças e pessoas de idade também impressionou. Pena que o time não estava inspirado. Mas valeu a pena, pois fazia tempo que não via o VERDÃO de perto. VAMOS PALMEIRAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

OLHA QUE LIMPEZA, QUE BELEZA:
O Palmeiras pode se desfazer de 37% do seu elenco no final do ano. Dos 35 jogadores que o clube alviverde possui no plantel, 13 terão seus contratos encerrados em dezembro: Márcio Araújo, Leandro, Vilson, Wendel, Bruno, Fernandinho, Marcelo Oliveira, Léo Gago, Ananias, Ronny, Charles, Rondinelly e André Luiz. Isso dá mais de um terço do elenco.
Atenção Bruno e Nobre: renovem com Leandro, Vilson o resto RUA. Inclua aí o Juninho, Patrick, Leandro Amaro etc.
Inclusive esse técnico de time pequeno.
NEI FRANCO JÁ!!!

Quanto à limpeza do elenco, de acordo, com uma ou outra ressalva. Melhor ainda que a limpeza pode ser feita sem esforço, só deixar o contrato acabar, sem rescisão e sem dor de cabeça. Agora, quanto ao comentário pedindo por Ney Franco, meu filho… chama ele se for pra treinar categoria de base, e só. Se o GK tem jeito de ser frouxo, o Ney Franco é mais frouxo que botão de rádio véio!

Os comentários estão desativados.