Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 13-10-2013: Diretor vê NBA voltando ao Brasil em 2014 e coloca Allianz Parque como opção ❘ IG Esporte

NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

• Diretor vê NBA voltando ao Brasil em 2014 e coloca Allianz Parque como opção

Por Luís Araújo

A HSBC Arena, no Rio de Janeiro, foi palco da primeira partida da NBA a ser disputada no Brasil. Neste sábado, o Chicago Bulls venceu o Washington Wizards por 83 a 81 diante de um público de 13.635 pessoas no ginásio carioca. De acordo com Arnon de Mello, diretor executivo da liga no país, são boas as chances de a experiência acontecer novamente em 2014.

“Estamos no bom caminho para garantir um jogo no ano que vem”, disse Arnon. “O mais importante foi conseguir levar a mensagem da NBA. O jogo marcou bastante, foi o grande coroamento da semana. Mas teve também o Dia do Fã, com participação de crianças de escolas públicas, e a visita do Nenê ao Complexo do Alemão. Isso tudo só deixa boas memórias.”

Apesar de os dirigentes e ex-jogadores que estiveram no Rio de Janeiro ainda não terem avaliado o evento, Arnon está otimista. “O chefe saiu sorrindo, então acho que é um bom sinal”, afirmou o dirigente brasileiro, referindo-se a Adam Silver, novo comissário da NBA. “Ele ficou até o fim e gostou muito.”

Mas não foi tudo que deu certo nesta experiência, e o próprio Arnon reconhece isso. No início do jogo deste sábado, boa parte do público ainda não estava no ginásio. Os lugares vazios eram visíveis, mas depois foram devidamente ocupados pelos torcedores que se atrasaram por causa do intenso trânsito em volta do local.

Por isso, quando foi perguntado sobre qual o principal problema a ser resolvido para uma possível segunda partida da NBA no Brasil, ele respondeu de forma imediata. “A infraestrutura. Esse é o aprendizado que fica para outros grandes eventos esportivos. Tudo vai passar por essa falha no transporte, que atrapalha muito. Mas acredito que até lá as coisas vão melhorar bastante. Nós da NBA controlamos bem o que acontece do portão para dentro. Mas, do lado de fora, não tem muito como a gente influenciar”, declarou.

Casa palmeirense

Se de fato uma nova partida da NBA for confirmada no Brasil no futuro, a HSBC Arena sai na frente mais uma vez como favorita a recebê-la. “É hoje o ginásio mais preparado do país, que nos dá condições de fazer o espetáculo que fizemos e trazer essa experiência da liga ao país” disse Arnon.

Os elogios ao ginásio do Rio de Janeiro não impedem que outras opções sejam estudadas. Novas cidades dentro do país podem entrar na rota da NBA. Desde que tenham locais preparados para sediar o evento, sem a necessidade de se fazer uma grande reforma. Uma alternativa que pode se tornar cada vez mais interessante aos olhos da principal liga de basquete do mundo, depois que tiver as obras concluídas, é o Allianz Parque, nova casa do Palmeiras.

“Já visitamos lá e estudamos essa possibilidade”, afirmou o diretor executivo da NBA no Brasil. “Seria ótimo poder ir para São Paulo. As obras lá não terminaram ainda, precisamos ver como vão fechar o anfiteatro. Certamente não seria nada a céu aberto, algo que não vai mais acontecer na NBA. Mas se conseguirem fechar, é bem possível que a gente leve um jogo para lá”, concluiu.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Verdão volta de Londrina com problemas e terá meio desfigurado na terça

Por Fabricio Crepaldi e Thiago Ferri

A passagem do Palmeiras por Londrina foi bastante positiva, com duas vitórias em dois jogos. Porém, ela rendeu um prejuízo que será muito sentido: o meia Mendieta sofreu uma lesão no menisco lateral do joelho esquerdo na partida contra o Guaratinguetá e será operado. Ele corre o risco de perder o restante da temporada.

O jogador havia deixado a cidade, sexta, mancando muito e com dificuldades para se mover. Sábado, já em São Paulo, ele realizou exames e foi constatado o problema.

Lesões assim levam cerca de 40 dias para que o atleta se recupere e inicie trabalhos com a preparação física. O meia, então, seria liberado no fim de novembro, mas a Série B irá acabar no dia 30 deste mês.

Além do paraguaio, o Alviverde teve outra baixa: o volante Márcio Araújo, com lesão no músculo adutor da coxa esquerda. Apesar de não ser tão sério, será mais um desfalque para o jogo contra o Icasa.

Dessa forma, Kleina terá de quebrar a cabeça para montar o meio-campo do Verdão. Isso porque, além da dupla, ele não terá Charles, suspenso, Valdivia e Eguren, que estão com as seleções de Chile e Uruguai, respectivamente. Até Wendel, que é volante de origem, está lesionado.

A tendência é de que o setor seja formado por Léo Gago, que ficou muito tempo fora por lesão, Wesley e Felipe Menezes, que pouco tem atuado. Isso contando que o técnico do Verdão decida continuar jogando no esquema com três atacantes – se quiser usar outro volante, Marcelo Oliveira pode ganhar espaço. O que ele deseja é que não seja necessário fazer improvisações no setor.

– Espero que não precise. Quero manter a postura. O Icasa está competindo muito forte. Cada um corre pelo seu objetivo e isso fica muito forte na cabeça de todo mundo. As lesões vêm com desgaste, excesso de jogos, temos de nos superar – disse.

Kleina tem algumas outras opções para o meio, mas de atletas que praticamente não têm sido utilizados. A única certeza é que o meio de campo estará desfigurado ante o Icasa, em Juazeiro do Norte (CE). É hora de se superar para seguir firme rumo ao acesso, numa das viagens mais complicadas dessa Série B.

Outras opções para o meio-campo

Marcelo Oliveira

É volante de origem, mas pouco atua na posição. Quando improvisado, recebeu elogios de Kleina.

Renatinho

Formado na base, voltou de empréstimo e nunca teve uma chance. No máximo, irá para o banco.

Fernandinho

Pode ser meia ou volante na esquerda, mas faz tempo que nem é relacionado. Deverá ficar no banco.

Bruno Dybal

Cria da base, não teve oportunidades no ano, também, e tem jogado no sub-20. Sem chances de atuar.

Rondinelly

Totalmente encostado, fez só dois jogos. Não tem a confiança de Kleina e no máximo ficará no banco.

Ronny

Embora seja mais atacante, também joga de meia e pode entrar, ainda mais para ajudar a marcar.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Desgastado por viagens, Palmeiras avisa: ‘Não dá para golear sempre’

A goleada por 4 a 0 sobre o Figueirense, na terça-feira passada, acostumou mal o palmeirense de Londrina. Na sexta, os cerca de 17 mil torcedores que foram ao estádio do Café ficaram um pouco decepcionados com o magro placar de 1 a 0 diante do Guaratinguetá. Para o goleiro Fernando Prass, o desempenho abaixo do esperado pode ser explicado pela maratona de viagens que o Verdão vem enfrentando na Série B de Campeonato Brasileiro.

– Não é sempre que vamos ganhar de goleada, o importante é vencer. Tentamos, eles não criaram praticamente nenhuma chance real de gol. Às vezes, os jogos são complicados e não vamos conseguir jogar bem – declarou o goleiro, capitão do time na ausência do zagueiro Henrique, que está com a seleção brasileira.

“Nosso time que tem de ditar o ritmo e sair para o jogo, então o desgaste é ainda maior”

Punido pelo Superior Tribunal de Justiça, o Palmeiras teve de mandar seus jogos contra Oeste e Guaratinguetá a pelo menos 100 km da capital paulista, e escolheu Londrina, no Paraná, como casa. Como o intervalo entre as partidas era curto, o Verdão nem retornou a São Paulo, permanecendo cinco dias na cidade paranaense. Agora, o grupo alviverde se prepara para nova viagem: vai a Juazeiro do Norte, encarar o Icasa na próxima terça-feira.

– Claro que as viagens atrapalham. Todos sentem o cansaço. Nosso time que tem de ditar o ritmo e sair para o jogo, então o desgaste é ainda maior. Temos de acelerar para conseguir o resultado, a pressão está sempre em nós, então, além do físico, o psicológico também complica. Contra o Icasa precisamos de mais três pontos. Sabemos como é jogar fora de casa, a motivação contra nós é extra, ainda mais nesta reta final de competição – completou Fernando Prass.

Líder isolado da Série B, com 65 pontos, o Palmeiras tem 21 de vantagem sobre o Icasa, sexto colocado da tabela de classificação. O duelo entre ambos está marcado para terça, às 21h50m (de Brasília), no estádio Romildão.

– São jogos muito próximos. Vamos jogar terça em Juazeiro, sexta em Bragança, mas agora na reta final, na última volta, nós temos de ter muito mais foco e força para vencer – comentou o técnico Gilson Kleina.

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Kleina pede “último esforço” para Verdão superar desgaste físico

Contra o Icasa, nesta terça-feira, o Palmeiras fará o seu quinto jogo seguido fora da capital paulista. O técnico Gilson Kleina admite um grande desgaste físico do elenco, sobrecarregado após a vitória sobre o Guaratinguetá, na última sexta, mas pede mais um suspiro aos seus comandados.

Isto porque o time, líder isolado da Série B, deverá confirmar a volta para a elite do futebol brasileiro em breve. “Vale o esforço final, porque estamos perdendo jogadores importantes. A batida vai ser forte, já que viajamos bastante. Não podemos largar na última volta”, orientou o treinador.

O goleiro Fernando Prass concorda com o chefe. “O time que tem de sair para o jogo sofre um desgaste maior. As outras equipes ficam marcando muito atrás, enquanto temos de acelerar para conseguirmos o resultado. A cabeça do jogador fica sob pressão, e isso também cansa”, lembrou.

As preocupações alviverdes com a maratona de duelos longínquos foram justificadas na última sexta, no horrível campo do Estádio do Café, no norte do Paraná. Foi lá que Márcio Araújo e Mendieta sentiram lesões e tiveram que deixar o gramado. O meia só deverá voltar a atuar em 2014.

Mas, se depender de Kleina, o Verdão voltará para Londrina no ano que vem. “Fomos recebidos de braços abertos. O torcedor da cidade não vê a hora de gritar que está de novo na Série A. Se puder sugerir aos meus superiores, colocaria um jogo por ano aqui, porque vale a pena, há muitos palmeirenses”.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• ‘Zerado’ em Londrina, Palmeiras volta a ter a melhor defesa da Série B

Por Marcelo Hazan

A estadia em Londrina foi mesmo boa para o Palmeiras. Abraçado pela torcida local, o Verdão voltou a São Paulo com duas vitórias na bagagem e mais: o posto de melhor defesa da Série B do Campeonato Brasileiro. A goleada por 4 a 0 sobre o Figueirense, e o 1 a 0 diante do Guaratinguetá mantiveram a equipe de Gilson Kleina com 23 gols sofridos em 29 jogos.

O Palmeiras liderava o quesito até perder de 3 a 2 para o ABC, na primeira e única vez, até aqui, em que levou três gols em uma mesma partida na Série B. De lá para cá, o Verdão não foi vazado mais, ao passo que o Paraná primeiro perdeu de 4 a 1 para o América-RN e depois empatou por 1 a 1 com o Ceará, somando agora 27 gols sofridos.

– Em si, ser a melhor defesa isoladamente não é importante, mas sim o que isso proporciona: fazer um gol, não sofrer, e então sair com a vitória. Não podemos ter o objetivo de ser a melhor defesa, isso é conseqüência. O objetivo principal são os três pontos – declarou o goleiro Fernando Prass.

Nos dois jogos que mandou em Londrina, o técnico Gilson Kleina precisou fazer alterações nas peças defensivas, à exceção de Prass, do zagueiro André Luiz e do lateral esquerdo Juninho. Contra o Figueira, Marcelo Oliveira foi deslocado à zaga e Wendel jogou pela direita. Já diante do Guará, Vilson retornou ao time após cumprir suspensão, enquanto Luis Felipe, recuperado de dores na canela, ocupou o lado direito da equipe.

– Temos atletas de qualidade atrás e na frente. Às vezes o foco fica nos jogadores da frente, porque são eles que fazem os gols, são mais habilidosos, mas todos são importantes no time, cada um em sua função – completou o goleiro.

Além de melhor defesa da competição, o Palmeiras também é o melhor ataque, com 58 gols em 29 jogos. A equipe de Kleina lidera a tabela de classificação com 65 pontos, nove a mais que a segunda colocada, Chapecoense, e a 19 de distância para o Paraná, primeiro time fora da zona de classificação.

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO ALEX MÜLLER

• Quase lá

O Palmeiras terminou a vigésima nona rodada da Série B com sua vantagem ampliada em relação ao quinto colocado, o Paraná Clube. A distância passou de 17 para 19 pontos e faltando nove jogos para o término da competição fica cada vez mais difícil pensarmos em alguma hipótese que evite o acesso do clube.

O que chama a atenção é que a cada rodada a distância só cresce, uma vez que as equipes que se revezam na quinta posição alternam derrapadas e o Palmeiras vem ganhando a maioria dos jogos.

Nessa toada o time tem tudo para garantir o seu retorno à primeira divisão matematicamente em três partidas, o que coincide com a volta do Verdão ao Pacaembu no sábado, dia 26 de outubro, 16h20, contra o São Caetano.

Aliás, este jogo tinha sido antecipado para a sexta, dia 25, porém a Rede Globo se deu conta de que o retorno do Palmeiras à Série A tem grandes chances de se confirmar nesta rodada. Por isso, o duelo com o Azulão voltou para a data original.

No entanto, para a torcida comemorar o acesso no jogo contra o São Caetano, o Palmeiras não pode perder os dois próximos confrontos, que acontecem fora e casa. Nesta terça, 21h50, tem o Icasa pela frente lá no Ceará e no sábado a partida será contra o Bragantino, em Bragança Paulista.

Um fator complicador para a próxima rodada é o excessivo número de desfalques da equipe. O técnico Gílson Kleina não poderá contar com Valdívia na seleção chilena, Henrique na brasileira, Eguren na uruguaia, Charles suspenso, além de Thiago Alves, Wendel, Márcio Araújo e Mendieta contundidos. Aliás, Mendieta deverá ser operado do joelho esquerdo e só deve voltar em 2014.
Com tantas ausências, fica a dúvida de que time poderá enfrentar o Icasa, que vem num bom momento na competição e luta diretamente por uma das vagas para a primeira divisão do ano que vem.

Eu imaginaria a seguinte escalação: Fernando Prass; Luís Felipe, Vílson, André Luiz, Juninho; Léo Gago, Marcelo Oliveira, Wesley, Rony; Leandro, Alan Kardec.

Ainda teriam as alternativas de Fernandinho, Felipe Menezes, Vinícius e Ananias do meio para a frente, mas desses confesso que ninguém me empolga.

Haja desfalques!!! Mas mesmo assim acredito que o Palmeiras possa vencer a partida e quase tocar concretamente na vaga do Brasileirão 2014.

Enquanto isso aproveite para ouvir o gol de Vílson, o centésimo do time em 2013, na vitória por 1 a 0 sobre o Guaratinguetá. A transmissão foi da dobradinha BandNews FM e Bradesco Esportes FM. Terça-feira estaremos juntos outra vez…

http://radio-esportivo.blogspot.com.br/2013/10/palmeiras-1-x-0-guaratingueta.html

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ALEX MÜLLER

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Independente

O palmeirense Vinícius deixou a casa dos pais e está morando sozinho. A decisão foi tomada pelo atacante de 20 anos, como uma forma de ajudar em seu amadurecimento, já de olho em uma mudança futura para o futebol europeu.

• Desaparecido

O ex-presidente alviverde Affonso Della Monica não participa das reuniões do COF desde o começo do ano. Há quem garanta que ele anda decepcionado com os rumos políticos no Palestra Itália

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

FOLHA ONLINE → Gilson Kleina teme ter até seis desfalques diante do Icasa
 
BAND ESPORTE → Mendieta será operado do joelho esquerdo e pode perder temporada

••

9 respostas em “Verdão na Mídia 13-10-2013: Diretor vê NBA voltando ao Brasil em 2014 e coloca Allianz Parque como opção ❘ IG Esporte”

Cada torcedor tem as suas preferencias de possiveis reforcos. Dos que li aqui acho uma boa o Vargas e talvez o Sobis. Lateral esquerdo o Douglas Santos ex-Nautico (uma aposta), volante Luis Gustavo (selecao) ou Sandro (ex-Inter) e meia Giuliano ex-Inter. E um zagueiro bom. Me desculpem quem defende mas Claiton Xavier nao (é igual ao Mendieta e pior que o Wesley). Dispensaria Marcio Araujo, Fernandinho, Rondinely, Leo Gago, Ananias e Juninho. Reaproveitaria Luan, Denone, Patrik Vieira, Luis Gustavo e daria chances para o Bruno Oliveira.

Brunoro tá lendo o site e aceitando sugestões ? Carlinhos (Flu) ou Fagner (Vasco) na esquerda e manda o Juninho trabalhar vendendo salgadinho na arena. Willians (Inter) pra 1º volante, já que o Araújo vai embora e o Eguren nunca é escalado. D’Alessandro (Inter) ou Zé Roberto (Grêmio) pra fazer a meia com o chinelinho que sempre pipoca em jogos importantes, no ataque Tiago Ribeiro (Santos) ou Sobis (Flu terceirona) para fazer dupla com o AK14.

Indicações para a diretoria:

Vargas
Clayton Xavier
Elias
Alguém para a lateral esquerda que não consigo achar….na verdade, ocorreto seria escalar o Bruno Oliveira (novo daniel Alves)na direita e o Luis felipe (novo maikon)na esquerda

Será que o Della Mõnica não poderia levar o Mustaphá e sua trupe com ele?
OBRIGADO ROGÉRIO CENI. Brincadeira o penalti que o árbitro deu ontem. Contra o Vitória deram um gol onde o cara fez falta no goleiro. Aliás prestem atenção, todo escanteio em favor do SPFW, tem um jogador deles que tromba com o goleiro e o juiz deixa a coisa andar.
FICA CENI, ETERNO RESERVA DO MARCOS.
Se ele parar de jogar, manda o Bruno para lá. akkakakakakaka

Diretoria: Sugestão para contratação. Atacante veloz, de seleção, marca gols e está na reserva do seu time.
Quem? Ele mesmo, o VARGAS do Grêmio e seleção chilena.

Os comentários estão desativados.