Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 18-10-2013: Valdivia é cortado, e Kleina arma time no 4-3-3 com Henrique e Márcio Araújo ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Valdivia é cortado, e Kleina arma time no 4-3-3 com Henrique e Márcio Araújo

Por Marcelo Hazan

O Palmeiras não contará com Valdivia para enfrentar o Bragantino, neste sábado, às 16h20m, em Bragança Paulista, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Após receber uma pancada no joelho esquerdo durante a vitória do Chile por 2 a 1 sobre o Equador, pelas Eliminatórias da América do Sul, ele fez um exame e foi cortado pelo departamento médico alviverde. Em seu lugar, o técnico Gilson Kleina indicou a escalação de Felipe Menezes durante o treinamento tático desta sexta-feira de manhã, na Academia de Futebol. Valdivia chegou a participar do rachão, mas o exame atestou que ele ainda precisa de mais descanso.

– O Valdivia tomou pancada, jogou 90 minutos com o Chile na terça-feira. E teve a viagem. Chegou reclamando da pancada no joelho e realizou um trabalho prescrito. Hoje (sexta) fez dois toques e até gol, mas voltou a sentir a pancada. O médico disse que era melhor vetar para não agravar. Queríamos contar com ele, seria uma presença importante, mas não reuniu condições – explicou Kleina.

Se por um lado o Verdão ainda não poderá usar o Mago, pelo outro terá os retornos de Henrique e Márcio Araújo. O capitão retorna após defender a Seleção, enquanto o volante está recuperado de lesão muscular.

No treinamento tático desta sexta-feira, o comandante posicionou o time com: Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, André Luiz e Marcelo Oliveira (Juninho foi expulso contra o Icasa e está fora); Márcio Araújo, Wesley e Felipe Menezes; Leandro, Vinicius e Alan Kardec.

Vilson, Tiago Alves, Mendieta e Wendel seguem fora, em recuperação das respectivas lesões. Já Charles, que cumpriu suspensão, retorna ao time. O Verdão é o líder da Série B, com 65 pontos, e caminha para confirmar o acesso antecipado de volta à elite do futebol nacional.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Valdivia faz de bicicleta em rachão, mas é cortado do jogo de sábado

Por Luiz Ricardo Fini

O meia Valdivia foi a novidade no treino do Palmeiras, na manhã desta sexta-feira, na Academia de Futebol, mas não está pronto para atuar novamente pelo clube. Depois de ter ficado na sala de musculação na quinta, o chileno foi ao gramado no último treino antes da partida contra o Bragantino, marcou um gol de bicicleta no rachão e teve de sair pouco depois.

Assim que fez o belo gol, o camisa 10 foi bastante festejado pelos colegas. Porém, a partir daí, o Mago praticamente deixou de participar da movimentação e permaneceu durante boa parte do tempo encostado na trave do time adversário, apenas esperando alguma chance de marcar mais um no recreativo. Quando a bola enfim chegou, ele não teve muita disposição para brigar com os marcadores e mandou para fora.

Quando a brincadeira acabou, o técnico Gilson Kleina levou os prováveis titulares para um treino de bolas aéreas, exercitando o posicionamento tático, sem chamar Valdivia, que deixou o gramado. O jogador seguiu direto para o departamento médico e foi avaliado, sendo vetado para a partida em Bragança Paulista, na tarde de sábado, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Segundo informações do clube, o camisa 10 sofreu uma pancada na parte de trás do joelho esquerdo, na partida do Chile contra o Equador, e não tem condições de entrar em campo no interior paulista. A presença no rachão foi um teste, e o departamento médico achou melhor deixá-lo fora.

Sem o armador, Kleina exibiu um time com novidades, como a volta de Charles, liberado após ter cumprido suspensão automática. Porém, em seguida, o volante perdeu o lugar para Felipe Menezes, que foi o escolhido para o jogo. Já Vinícius assumiu o lugar de Ananias, que teve atuação apagada na rodada passada.

O zagueiro Henrique foi mais uma novidade no time, de volta ao clube depois de ter servido à Seleção Brasileira nos amistosos contra Coreia do Sul e Zâmbia. O capitão reassumiu sua vaga, formando dupla com André Luiz, já que Vilson segue entregue ao departamento médico.

O volante Márcio Araújo também pôde ser escalado pelo técnico, porque está recuperado das dores na coxa esquerda, que o impediram de jogar na rodada passada. Já para o lugar de Juninho, que foi expulso no jogo anterior, Kleina improvisou o volante Marcelo Oliveira.

Assim, o Palmeiras treinou com Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, André Luiz e Marcelo Oliveira; Márcio Araújo, Charles (Felipe Menezes) e Wesley; Vinícius, Alan Kardec e Leandro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras muda métodos na base e espera resultados no centenário

Por Fellipe Lucena e Thiago Ferri

Com resultados aquém do esperado nos últimos anos, as categorias de base do Palmeiras sofreram uma reformulação para darem frutos em 2014, o ano do centenário. Cresceu o intercâmbio com o time profissional, relação que não era tão próxima enquanto Felipão estava no clube.

Os zagueiros Luiz Gustavo (hoje emprestado ao Vitória) e Thiago Martins, que viajou com o grupo para Juazeiro do Norte (CE) para enfrentar o Icasa, o meia Bruno Dybal e o volante Edilson trabalham na Academia, mas pelo pouco espaço no time de Gilson Kleina, atuam também com o sub-20.

– Eles estão só treinando no profissional. Aqui jogaram uma competição importante (Copa do Brasil sub-20, em que o clube caiu nas oitavas), é bom para pegar o ritmo de jogo e também para o próprio profissional observá-lo. Esse intercâmbio está sendo fundamental – disse Erasmo Damiani, contratado no início do ano como coordenador das categorias de base, ao LANCE!Net.

Equipes de categorias inferiores, vez por outra, vão até o CT dos profissionais para vivenciar o ambiente. Garotos do sub-15 chegaram a pedir uma foto com o zagueiro Vilson e o atacante Vinicius recentemente.

Entre os diretores, o contato também é intenso. Damiani conversa quase que diariamente com o gerente de futebol, Omar Feitosa, e semanalmente com José Carlos Brunoro, diretor-executivo palmeirense. A aproximação é vista como importante para fazer mudar também a imagem de que o Verdão não forma jogadores de destaque. Hoje, Luis Felipe e Vinicius são as pratas da casa que mais têm espaço no time de cima.

– O Palmeiras é centenário, mas na base é muito novo em relação a outros clubes do Brasil, tem coisas aqui que não foram trabalhadas. É um trabalho demorado de reconstrução – completou o coordenador.

Veja uma entrevista com Erasmo Damini, coordenador da base:

LANCE!Net: O que já mudou no clube?

Damiani: As mudanças são mais na área interna. Na captação tínhamos certa dificuldade dentro do clube, e agora temos pessoas fazendo isto, o que facilita para trazer jogadores. Para formar, mudamos a ideia aqui de só ganhar. Claro que queremos vencer, mas a intenção é formar.

Como é sua relação com Brunoro e Omar Feitosa?

Todas as minhas decisões eles sabem. Até porque somos um braço do profissional, tem uma ligação. Meu contato com o Omar é quase diário, por telefone ou pessoalmente. Com o Brunoro, quase semanal, e se não consigo falar, ele recebe todas as informações por e-mail.

Times do sub-20, sub-17 e sub-15 já treinaram na Academia. Qual a importância desta relação a eles?

Estou colocando os meninos para jogar lá, é a melhor coisa para eles. O sub-15 foi lá e viu os ídolos. Para eles também é motivação, ver que Guarulhos (onde fica o CT da base) não está tão longe da Barra Funda. Trazer para mais perto do profissional é algo bom para todos.

Outras mudanças:

Categorias integrada

Assim como há uma relação próxima especialmente entre sub-20 e profissional, a comissão técnica do sub-15 agora conta entre seus auxiliares com os técnicos do sub-14, sub-13, sub-12 e sub-11. A intenção é aumentar o diálogo entre estas categorias. No fim de setembro, foi incluído no grupo Eduardo Pereira, o Alemão, que também comanda o time sub-15 e sub-11 do futsal palmeirense.

Sistema de captação

Desde a vinda de Damiani, o Verdão passou a investir no sistema de captação de jogadores, em que Palhinha e Beto Médice percorrem o país em busca de opções a serem trazidas para jogar na base alviverde. Alemão agora também faz parte do programa, este para buscar jogadores de futsal que também podem ser usados pelo time de futebol. Até agora, chegaram 15 jogadores desta forma.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Agente de gringos e Palmeiras se reúnem e Maxi Biancucchi pode ser oferecido

Por Mauricio Duarte

O empresário do paraguaio Mendieta e do uruguaio Eguren irá se reunir com a diretoria do Palmeiras na semana que vem para discutir o futuro dos jogadores e um terceiro estrangeiro pode entrar em pauta: Maxi Biancucchi, principal jogador do Vitória neste ano. O atacante argentino espera uma proposta de renovação.

Régis Marques, empresário dos três atletas, disse que foi consultado de maneira muito informal por José Carlos Brunoro, diretor executivo do clube.

“Houve uma consulta sobre o Maxi, mas muito informal. Mesmo porque o Palmeiras tem três estrangeiros [Valdivia, Eguren e Mendieta]. Só perguntaram se ele era meu jogador, não tem proposta, não tem nada. Mas esse assunto pode surgir no encontro”, disse o agente. Segundo ele, a reunião será apenas para tratar de assuntos burocráticos e planejar o ano que vem para seus atletas.

Mendieta tem contrato de quatro anos com o Palmeiras. Para conseguir o reforço, o time paga parceladamente aproximadamente R$ 5 milhões ao Libertad-PAR. O meia, que vinha bem como titular do time, passou por uma cirurgia no joelho e ficará fora da equipe até 2014. Só deve voltar ao time no campeonato Paulista.

Já Eguren, jogador da seleção uruguaia, tem contrato até o final de 2014. O atleta, embora sempre pedido pela torcida, é pouco utilizado pelo treinador Gilson Kleina. O fato de os dois serem do mesmo empresário facilitou a negociação.

Maxi está fora do Vitória há mais de um mês por conta de uma lesão muscular. O atacante é primo do craque Lionel Messi, do Barcelona. Ele já está livre para assinar pré-contrato com qualquer clube.

O Palmeiras, de acordo com sua política, não comenta sobre negociações.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Verdão vê Luis Felipe em queda técnica e renovação mais improvável

Por Caio Carrieri e Fabricio Crepaldi

O Palmeiras insiste pela renovação de contrato de Luis Felipe, mas já é consenso nos corredores da Academia de Futebol e para amigos do lateral-direito que dificilmente ele permanecerá no clube depois que o seu contrato se encerrar, em março de 2014. Há ainda quem garanta que o jogador pode deixar o Palestra Itália ao término da atual temporada, sem cumprir o seu vínculo até o fim.

Gerente de futebol do Palmeiras, Omar Feitosa voltou a procurar, por telefone, o responsável por gerenciar a carreira do atleta. A intenção era agendar mais uma reunião para tratarem do assunto. O dirigente, no entanto, não obteve resposta dos representantes.

A negociação pela renovação está emperrada há meses. Com salário atual na casa dos R$ 20 mil, o jogador pediu vencimentos perto dos R$ 100 mil para estender o vínculo, além de R$ 1,5 milhão de luvas.

O acordo poderia ter saído não fosse um erro de na formulação do que seria o novo contrato. A prorrogação seria até o fim do próximo ano, mas o documento, que passou a não ter utilidade, foi redigido com validade até dezembro de 2013.

Um membro da cúpula alviverde assegura que o responsável pelo erro na papelada sofreu punição pela falha – acabou afastado.

Na semana passada, na antevéspera da vitória por 1 a 0 sobre o Guaratinguetá, Luis Felipe se reuniu com o diretor-executivo José Carlos Brunoro. Um dia antes, o técnico Gilson Kleina afirmou ter sido informado de um interesse do Benfica (POR) pela revelação da base. No papo com Brunoro, ficou estabelecido que o atleta não assinará pré-contrato com outro clube até se esgotarem todas as tratativas com o Palmeiras.

Dois dias depois, Luis Felipe, que se recuperava de inflamações nas canelas, voltou a atuar após três jogos entregue ao departamento médico.
O desempenho do lateral nos jogos contra o Guará e na derrota por 1 a 0 para o Icasa, na última terça-feira, desagradaram Gilson Kleina. A avaliação dos integrantes da comissão técnica é que o impasse nas negociações tem influenciado o rendimento de Luis Felipe.

Média de notas LANCE! antes e depois

Titular em ótima fase: 6

Luis Felipe virou titular contra o Oeste, no primeiro jogo após a parada para a Copa das Confederações. Desde aquela partida, se destacou e virou uma das principais peças do Verdão, sempre com boas atuações, sobretudo no ataque. A melhor avaliação do L! foi contra o América-MG, quando deu assistência para o gol de Leandro e tirou 7,5. Nos dois primeiros confrontos como titular, foram duas notas 7, ante Oeste e ABC, duelo no qual fez um gol.

Piora após imbróglio: 4,5

Os problemas na negociação do novo contrato se tornaram públicos antes da partida contra o Figueirense, na última semana, em Londrina, da qual ele ficou fora por lesão. O retorno, porém, foi muito abaixo do esperado. Nos últimos dois compromissos do Alviverde, contra Guaratinguetá e Icasa, teve atuações bastante fracas e ficou com 4,5 em ambos. A queda de rendimento foi nítida após o imbróglio, o que tem desagradado à comissão técnica.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Perto do 50º jogo pelo Palmeiras, Prass escapa da sombra de Marcos

Por Mauricio Duarte

Prestes a completar sua 50ª partida com a camisa do Palmeiras, o goleiro Fernando Prass conseguiu escapar da sombra de Marcos. Depois de atravessar a desconfiança natural de substituir um dos maiores ídolos da história do clube, ele se firmou na posição e é um dos líderes do grupo – papel que o ex-jogador também desempenhava com destaque quando ainda jogava.

No duelo contra o Bragantino, no sábado, o goleiro alviverde atingirá a marca histórica. Embora siga o discurso de que não tem a intenção de competir com um ídolo da envergadura de Marcos, Prass admite que sempre soube que seria uma tarefa complicada entrar após a aposentadoria do ex-goleiro.

“Não vim para substituir o Marcos, não quero ocupar o lugar dele. Ele fez história no clube, é referência para todo mundo e para mim também. Esse meu jogo de número 50 espero que seja o início de uma trajetória muito bonita, começando com o título da Série B”, afirmou o jogador.

Prass afirmou que a pressão de jogar no Palmeiras é grande e que um atleta precisa ter personalidade para atingir essa marca. Ele citou também o fato de que historicamente o clube costuma formar seus próprios goleiros nas categorias de base e se orgulha dessa escola. Ele, como veio de fora, poderia ter o caminho dificultado por isso.



”É expressivo fazer 50 jogos em tão pouco tempo, ainda mais no Palmeiras, que há uma cobrança muito grande em minha posição. O contato que tenho com o torcedor é maravilhoso, todos estão me apoiando. O goleiro é muito refém do momento do time. Estamos em um bom momento e isso me ajuda”, explicou.

No entanto, nem sempre a vida de Prass foi tão tranquila no Palmeiras. Tanto sua relação com a torcida já foi tensa como sua vaga na equipe titular já foi questionada. Porém, o jogador deu a volta nos problemas iniciais e atualmente é visto dentro do clube como um dos nomes garantidos para 2014, ano do centenário. Suas boas atuações deixaram as comparações com Marcos finalmente de lado.

Ainda no primeiro semestre, após uma derrota para o Tigre na Libertadores, o goleiro foi agredido por torcedores alviverdes no aeroporto em Buenos Aires. Um copo foi atirado em sua direção e ele teve um corte perto da orelha esquerda..

Pouco tempo depois, ainda questionado como titular do Palmeiras, ele se lesionou e ficou fora das oitavas de final da Libertadores deste ano e de alguns jogos do Campeonato Paulista.  Ele foi substituído pelo goleiro Bruno, que chegou a fazer algumas boas partidas e foi elogiado pelo técnico Gilson Kleina, que considerou a oportunidade de lhe dar a vaga de titular. No entanto, uma falha contra o Tijuana enterrou suas pretensões e, desde que Prass retornou, não saiu mais.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ SPORTV

• No Grêmio, Barcos reafirma carinho e diz que voltaria para o Palmeiras

Desde fevereiro no Grêmio, o atacante Barcos voltou a afirmar o seu carinho pelo Palmeiras, clube que defendeu no Brasileirão do ano passado. Em entrevista ao “Arena SporTV”, o centroavante argentino afirmou que, naquele momento, sua saída era o melhor para o clube paulista.

– Já falei o que aconteceu, essa é minha verdade. Não tem muito mais o que falar, fui muito claro no dia que falei em São Paulo. Obviamente, por mim, algum dia posso voltar no Palmeiras, deixei muito lá, sentia muitas coisas boas pelo Palmeiras, muito carinho. Então não tenho nada contra o clube e quero o melhor para o Palmeiras. Eu acho que não saí da melhor maneira, mas sim para ajudar o Palmeiras, que precisava naquele momento – afirmou o atacante.

Na negociação, o Grêmio cedeu quatro jogadores ao Palmeiras: o atacante Leandro, o zagueiro Vilson, o meia Rondinelly e o volante Léo Gago, todos por empréstimo. Além dos reforços, o Alviverde recebeu quase R$ 5 milhões e ainda deixou para o Tricolor uma dívida de R$ 1,5 milhão com a LDU, do Equador, clube que Barcos defendia antes de vir para o futebol brasileiro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ SPORTV

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Futuro preocupa elenco palmeirense

Nem acesso nem título da Série B. A grande preocupação para vários dos atletas do Palmeiras, atualmente, reside na permanência ou não no clube em 2014. Doze deles ficam sem contrato no fim da temporada e a diretoria não os procurou.

A lista conta com Leandro, Ananias, Márcio Araújo, Vilson, Léo Gago, Marcelo Oliveira, André Luiz, Bruno, Fernandinho, Rondinelly, Roni e Wendel.

Mesmo Leandro, artilheiro alviverde na temporada, corre risco de não ficar. Enquanto Brunoro garante que sua permanência por mais um ano só depende do Palmeiras, o assessor de futebol do Grêmio, Marcos Chitolina, diz o contrário. “Ele só segue em São Paulo se o Palmeiras comprá-lo. Empréstimo, não mais.”

Nesta semana, um grupo de atletas debatia, durante a viagem de volta à capital, exatamente sobre a falta de perspectiva futura. Alguns mais chateados reclamavam da diretoria, acusando-a de não estar sendo muito clara a respeito da permanência deles para o ano do centenário.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

GAZETA ESPORTIVA NET → COF apoia postura de Paulo Nobre em impasse com WTorre
 
UOL ESPORTE → COF dá carta branca a Nobre para resolver impasse do Palmeiras com a WTorre
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Kleina fica fora de negociações do Palmeiras em projeto para 2014
 
UOL ESPORTE → Kleina admite que não é consultado sobre reforços para 2014 no Palmeiras
 
BAND ESPORTE → Kleina diz que não é consultado sobre reforços no Palmeiras
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Kleina se diz alheio a interesse em Maxi Biancucchi: ‘Foi oferecido’
 
IG ESPORTE → Kleina fica fora de negociações, mas vê Biancucchi ser oferecido ao Palmeiras
 
GLOBO ESPORTE COM → Valdivia explica corte e mira volta ao Verdão contra o São Caetano
 
UOL ESPORTE → Valdivia faz gol de bicicleta em rachão, mas é cortado de jogo
 
ESPN BRASIL → Valdivia faz de bicicleta em rachão, mas é vetado e será desfalque em Bragança
 
ESTADÃO ONLINE → Com dores no joelho, Valdivia será poupado sábado
 
FOLHA ONLINE → Com dores no joelho, Valdivia é cortado de jogo contra o Bragantino
 
GLOBO ESPORTE COM → Wesley se concentra na Série B, mas alerta para planejamento de 2014
 
LANCENET → Ex-gerente reaparece no Palmeiras em busca de atletas para o Rio Claro
 
TERCEIRO TEMPO → Ex-dirigente polêmico aparece em treino do Palmeiras para negociar jogador
 
ESPORTE INTERATIVO → Goleiro do Palmeiras critica postura do STJD
 
BLOG PITACOS DO PALESTRA – LANCENET → Não precisa trazer o Messi, mas apostar no primo é escolha errada
 
••

20 respostas em “Verdão na Mídia 18-10-2013: Valdivia é cortado, e Kleina arma time no 4-3-3 com Henrique e Márcio Araújo ❘ Globo Esporte Com”

Seria uma boa saída Aldo. E entre o Valter (24 anos) e o Maxi Biancucchi (29 anos de enrolacao e de primo) tbem prefiro o Valter. Que o Rosan trabalhe para emagrece-lo.

Sobre o impasse das cadeiras com a Wtorre, eu tentaria negociar da seguinte forma…e já que o problema alí são os sócios-torcedores do programa Avanti: A solução seria aumentar o números de assentos (via Stehplatz). Com a colocação desse sistema de cadeiras removíveis, teríamos um aumento de até 14 mil lugares (caso fosse colocado atrás dos 2 gols). E seria justamente esses 14 mil a mais que se resolveria esse impasse, pois, todos ganhariam com o aumento. Já que a Wtorre quer dar apenas os 10 a 15 mil assentos. Ou seja, caso a Wtorre cedesse e chegasse ao 20 mil, com a aumento de 14 mil, o Palmeiras teria o total almejado agora, que seria em torno de 34 mil (não creio que o público médio nos jogos ultrapasse esses 34 mil/jogo), com as rendas das mesmas todas pro Palmeiras, como foi acordado e está no contrato. E a Wtorre ganharia tbm, pois, esses 14 mil a mais, entraria na fatia de ganhos da mesma nos shows e demais eventos (a parte o futebol, que as rendas serão 100% do Palmeiras). E a maioria das cativas iriam pra Wtorre (como deseja a empresa), e a mesma pagaria o valor menor do ingresso pago ao Palmeiras das referidas cadeiras cativas que ficariam com a empresa. Resumindo: todos ganhariam ! Sem falar que teríamos um aumento na capacidade da Arena e a mesma chegaria a quase 60 mil (45 + 14)=59 mil. E principalmente, seria um aumento de setores econômicos, que alavancaria ainda mais o programa Avanti. Pois, o que se vê nas outras arenas já prontas, Brasil afora, é que nos assentos frontais, mais caros, os mesmos ficam as moscas. E é nesse setor (das cadeiras cativas centrais) que está o ponto de discordia entre Wtorre e Palmeiras. Ou seja, o Palmeiras daria pra fazer desse limão, uma limonada. O Palmeiras cederia pra empresa essa parte fronral (que raramente lotará) e ainda receberia o valor menor do ingresso (como diz o contrato assinado), e ainda ganharia mais assentos via stehplatz, atrás dos 2 gols. E a nossa torcida iria adorar e lotariam as mesmas todos os jogos, e teríamos um público em média, de 20 a 30 mil/jogos (a maioria do programa Avanti). Eu acho que seria uma boa idéia, e quem sabe, a saída pra esse impasse.

Vou dar uma dica: Pq não contratam o Valter (Goiás)? Ele é jovem (24 anos), é bom demais, tem porte, sabe fazer gols. Como temos a nossa boa infraestrutura na academia, ele perderia seus 6 kg a mais que se encontra.

O PODRÌVIA VAI querer aparecer no jogo que for decidir a taça—–INFELISMENTE é ainda nosso melhor jogador!! TUDO POR CAUSA DE UMA DIRETORIA AMADORA E SEM VISÃO NENHUMA PRA CONTRATAÇÔES.!!!

Nosso elenco não tem competividade, antes se um jogador machucasse o reserva entrava e o titular perdia a posição e tinha que lutar prà recuperar, hoje Valdivia fica 2 meses parado, entra felipe menezes,ananias,rondinelly,fernandinho e rony e outros (thiago real, pedro carmona,ivo,etc) e Valdivia em 15 minutos recupera a vaga.Estamos muito ruim de olheiro, sò contratam meia boca, qualquer um hoje joga no Palmeiras.Não tem nem teste se sabe matar a boka, passar e chutar no gol.Temos que mudar esse critèrio de trazer jogador,tem que valorizar a qualidade,não a quantidade.

“O Palmeiras não contará com Valdivia para enfrentar o Bragantino…” – QUE BAITA NOVIDADE!!!

Chega de Valdivida, acorda diretoria, há muitos meias melhores ganhando menos que ele.
Leandro? é pouco para a grandeza do Palmeiras. Os unicos titulares que tinha que ficar são: Prass, Kardec, Henrique

Não podemos esquecer EGUREM !! o BURRO do KLEINA até agora não testou o jogador por causa do Marcio Caramujo!!! TEM que ir os dois pra PONTE PRETA JA !!! TA DEMORANDO DEMAIS !!

Essa indefinição quanto à renovação ou não dos contratos dos atletas para 2014 é perigosa. Ainda bem que falta pouco para garantirmos o acesso de vez, porque, nessas horas, tenho medo da solidariedade do vestiário em relação aos prováveis dispensados.

Não adianta nada investir na base e promover os jogadores, se depois desvalorizam o profissional, como estão fazendo com o Luis Felipe. O SPFC conseguiu mais de 80 milhões com aquele engodo do Lucas – coitado do PSG que caiu no conto do vigário. Se não querem renovar, porque não estão a fim de pagar o que o jogador está pedindo, que não renovem, mas saibam valorizar um ativo do clube e tentar vendê-lo pelo maior preço possível.

Perfeito comentário, cito também o Pato como bom exemplo. O lixão pagou R$ 40 milhões num cara que não deve ter 100 gols na carreira. O Internacional fez um marketing estrondoso nesse rapaz que para mim nem jogador de futebol é!

É só que o lixão pode pagar quanto quiser por este jogadorzinho (pato – minúsculo mesmo). Afinal o dinheiro é roubado mesmo. Olha qu e deve ser do PCC ou doado pelo mensaleiro-mor.

A curiosidade foi maior, veja isso: Internacional, Milan e Gambás, total de gols: 90 (período profissional 2006-2013), e aí ? Tá na hora de valorizar mais nossa molecada!

Mas tecnicamente não investiram na base. A “novidade” já existia antes, bem antes, Vinicius subiu com 16 em 2010 e participada das categorias de base. Qualquer time faz isso. O Grêmio subiu Yuri Mamute em 2011 com 16 anos e ainda mantinha ele nas categorias de base. Essa diretoria só é boa numa coisa, embromation, só fazem média na imprensa, jogam sujeira contra adversários na imprensa, fazem discursinho manjado pro torcedor e encomendam matérias pra se “consagrar”. Elegeram um marketeiro pra presidente.

A lista conta com Leandro, Ananias, Márcio Araújo, Vilson, Léo Gago, Marcelo Oliveira, André Luiz, Bruno, Fernandinho, Rondinelly, Roni e Wendel.

Nossa, se passar um caminhão da limpeza pública, não escapa um.

Maxi Biancucchi – Outro que se for contratado ficará recebendo e encostado (Se fosse realmente bom…) ###### Marcos Chitolina, diz o contrário. “Ele só segue em São Paulo se o Palmeiras comprá-lo. Empréstimo, não mais.” isso é o que dá fazer negociação meia boca.

Tem chileno que devia erguer as mãos ao céu e agradecer todo dia pela vida que conseguiu. Como é possível enganar tanto e levar todo mês meio milhão de reais pra casa sem trabalho nenhum ?

Os comentários estão desativados.