Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 28-10-2013: Jogadores fazem campanha por permanência de Kleina no Verdão ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Jogadores fazem campanha por permanência de Kleina no Verdão

Por Marcelo Hazan e Rodrigo Faber

Gilson Kleina conquistou seu principal objetivo na temporada: levar o Palmeiras de volta à Série A. Imediatamente após o empate sem gols com o São Caetano, no último sábado, resultado que assegurou o retorno alviverde à Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro, o presidente Paulo Nobre destacou o desejo de renovar o contrato com o treinador, válido até dezembro. Se depender do elenco, Kleina comandará o Verdão também em 2014.

A próxima temporada é vista de forma especial pela diretoria, por representar o ano do centenário do Palmeiras. O presidente do clube assegurou que, nesta semana, se reunirá com Gilson Kleina para a discussão em torno da renovação. A campanha feita pelos atletas é evidente: ambientados com o técnico, os jogadores alviverdes querem que o comandante seja mantido.

– O Kleina conhece todos já. Está habituado, passou por muitas coisas no futebol. A oportunidade é dada a todos, e o professor está mostrando o trabalho dele. Queremos muito que ele fique, mas nada é do jeito que queremos. Ainda há muita água para rolar – resumiu o volante Wesley.

– Nunca podemos tirar o mérito dele. Faz um trabalho sensacional aqui no Palmeiras – completou o goleiro Fernando Prass.

Contratado em setembro do ano passado, para tentar livrar o Palmeiras do rebaixamento, Gilson Kleina não conseguiu evitar a queda, mas se manteve firme nos momentos mais difíceis da equipe. As eliminações no Campeonato Paulista e na Taça Libertadores da América deste ano geraram questionamentos de torcedores. Mesmo após o acesso, no último sábado, alguns ofenderam o treinador e pediram a saída dele para o ano que vem.

Internamente, Kleina é tratado como uma pessoa competente para continuar seu trabalho à frente da equipe. Diversas questões ainda deverão ser discutidas, mas o técnico assegurou que a parte financeira não será um entrave para fazer um acordo com o Palmeiras. O fato de o Verdão ter projetado o trabalho dele como nunca será levado em conta, assegurou o próprio treinador. Uma questão de coerência.

– Eu só tenho a agradecer aos jogadores. Não quero dizer que minha permanência vai só pelo trato que tenho com eles, mas foi um trabalho de disciplina e cobrança. Resgatamos muita coisa no Palmeiras. Era uma equipe grande com problemas financeiros, e os jogadores foram para a linha de frente – afirmou Kleina.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Enquanto diretoria ainda estuda, elenco faz coro para Kleina ficar

A diretoria do Palmeiras sempre foi categórica ao afirmar que só iria pensar em renovações e contratações depois de obter o acesso. Com o objetivo cumprido desde o empate com o São Caetano no sábado, a cúpula irá começar agora a estudar quem ficará para 2014, e entre os analisados está Gilson Kleina – seu vínculo acaba no fim deste ano. Para o elenco, porém, não há dúvidas: o técnico merece ficar para o centenário.

– Às vezes você tem um cara que ganhou tudo e não faz há dez anos um trabalho, e as pessoas valorizam ele muito mais do que um cara novo, que tem conhecimento. As pessoas podiam acompanhar mais, assistir aos treinos, ver o que ele passa. O que ele fez no time talvez um técnico de nome não faria. Mas infelizmente isto não é valorizado por ninguém. Ele tem sua importância e nós sabemos. Se ficar ou não, terá seu mérito e será reconhecido em outro clube – disse o volante Márcio Araújo.

Até o jogo contra o Azulão, a diretoria ainda não tinha falado com o treinador sobre o planejamento para 2014 – fato que havia o deixado incomodado. De volta à Série A, porém, o presidente Paulo Nobre e o diretor-executivo alviverde, José Carlos Brunoro, avisaram que nesta semana querem começar as reuniões com Kleina para entender suas ideias de olho no ano que vem. O técnico será o primeiro a ser procurado para discutir a renovação no clube.

– O Kleina já conhece a todos nós, está habituado e passou por muita coisa no futebol. O professor está mostrando o trabalho dele, queremos muito que ele fique, mas nada é do jeito que queremos – analisou Wesley.

Alan Kardec e Vinicius falaram o mesmo depois do acesso. Fernando Prass, goleiro titular do Verdão, foi além e considerou o trabalho do seu comandante “sensacional”.

– Tem de analisar o contexto todo. Não só ponto isolado desde o começo do ano. Era o time totalmente remendado, Souza jogou de centroavante na Libertadores, contra o Tigre não tivemos 12 jogadores, e o grupo ficou completo só depois da pausa. Nunca podemos tirar o mérito dele, o trabalho é sensacional – acrescentou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

• Palmeiras inicia conversas por renovações

20131028_Folha-Online_1

Com o retorno garantido para a primeira divisão do Brasileiro depois do empate sem gols com o São Caetano, anteontem, o Palmeiras se volta agora para a montagem do time para o próximo ano.

O técnico Gilson Kleina e o lateral direito Luis Felipe serão os primeiros a conversar com a diretoria sobre renovação. Ambos têm reuniões agendadas para esta semana.

Kleina tem contrato até dezembro e não é o nome preferido do presidente Paulo Nobre para dirigir o clube em 2014, ano do centenário.

Além de diferenças salarias, a dupla tem desavenças também sobre o elenco que o Palmeiras deve ter na próxima temporada. O treinador quer reforços de peso. O cartola diz que não fará loucuras financeiras e só contratará jogadores caros se tiver ajuda de investidores externos.

Já Luis Felipe tem vínculo só até março e já pode assinar um pré-contrato com outro time. Ele pede uma valorização salarial que, a princípio, assustou a diretoria.

Dos 27 jogadores utilizados por Kleina durante a disputa da Série B que continuam no clube, 12 ficarão sem contrato na virada do ano.

Alguns, como os volantes Léo Gago e Charles, têm despedida quase certa -devem ser devolvidos para Grêmio e Cruzeiro, respectivamente.

A diretoria quer as renovações do volante Márcio Araújo, do zagueiro Vilson e do atacante Leandro, titulares. Mas isso depende dos valores pedidos pelos jogadores.

O primeiro é o único que tem contrato só com o Palmeiras. Vilson ficará livre do vínculo com o Grêmio e o terceiro pode ser emprestado mais uma vez pelos gaúchos.

O goleiro Fernando Prass, o zagueiro Henrique, o volante Wesley, o meia Valdivia e o atacante Alan Kardec, que formam a espinha dorsal da equipe, têm contratos mais longos e devem iniciar o ano vestindo a camisa verde –apenas o vínculo do centroavante termina durante 2014.

Se as conversas por renovação começam agora, a busca por reforços vai esperar.
“O campeonato continua. Temos mais seis rodadas pela frente e temos de ter respeito com todos os adversários. Vamos manter o foco na Série B”, disse o presidente.

O Palmeiras precisa somar mais nove pontos para ter certeza do título da Série B.

Hoje, acumula 69 pontos, contra 60 da Chapecoense, que é a segunda colocada.

“Que o Palmeiras nunca mais passe por isso. O acesso coroou o trabalho desse grupo brioso e que tinha como objetivo e obrigação voltar à primeira divisão. Mas foi um adeus para nunca mais voltar”, completou Nobre.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Acesso e contas em dia viram trunfo do Palmeiras para 2014

A diretoria do Palmeiras conta com a ótima campanha do acesso e a quitação de dívidas como principais trunfos para 2014, ano em que o clube comemora 100 anos de existência. Embora tenha adotado a postura de ser bastante discreto ao comemorar a conquista, internamente o sentimento é de alívio pelo dever cumprido.

Quando assumiu a presidência do Palmeiras, Paulo Nobre deparou-se com um clube em grave crise financeira e instaurou uma política de austeridade fiscal. Desde então, sempre deixou claro que seu objetivo era sanar as dívidas na medida do possível, além de colocar a equipe novamente na Série A do Campeonato Brasileiro. Até o momento, ele tem feito malabarismos financeiros para conseguir isso, como pegar empréstimos a juros menores usando seu próprio nome.

Contratações acertadas desta gestão também são celebradas pela diretoria. É o caso do atacante Alan Kardec, artilheiro do time na temporada, e de seu companheiro Leandro, que entrou na troca com o Grêmio pelo argentino Barcos e virou destaque na equipe. Os dois estão emprestados.

O primeiro, tem contrato até junho de 2014 e já afirmou querer renovar. O segundo, tem vínculo até o final do ano, mas uma cláusula no contrato possibilita ao clube paulista a renovação por mais um ano de forma unilateral caso esse seja o desejo do jogador. Ou seja, não deve haver dificuldade em mantê-lo em um ano de tanta visibilidade.

Além disso, Paulo Nobre herdou dois meses de atraso no direito de imagem de jogadores que já estavam no elenco na temporada anterior. Um dia antes do jogo do acesso, conseguiu sanar essa dívida. Os jogadores que chegaram durante seu mandato estão com os pagamentos em dia.

Com o retorno à elite do futebol, o time pretende aumentar as receitas para o ano que vem. Até o final deste ano, a diretoria pretende anunciar um patrocínio máster para a camisa, coisa que ainda não possui. Além disso, em 2014, haverá a inauguração no novo estádio, embora o clube esteja em pé de guerra com a construtora WTorre por divergências no contrato da obra.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Brunoro desiste de ‘quinto jogador’ do Grêmio e avalia renovações

O Palmeiras não vai exigir do Grêmio mais um jogador por conta da transferência do argentino Hernán Barcos para o clube gaúcho. Inicialmente, o Verdão aguardava cinco atletas na negociação, mas recebeu apenas quatro e não exigirá uma compensação.

“Não temos pendência, mas sim uma relação muito boa com o Grêmio. Optamos por não ter o quinto jogador, mas podemos ter as renovações de empréstimos se quisermos. Posso querer (ficar com) o Leandro ou não, de forma unilateral. Agora é que vamos ver”, afirmou o diretor executivo do clube, José Carlos Brunoro, em participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Quando acertou a ida de Barcos para Porto Alegre, o Verdão se viu livre de dívidas com o jogador e também com o ex-clube do atacante, a LDU, além de ter recebido uma quantia. Para completar, Leandro, Vilson, Rondinelly e Léo Gago foram cedidos até o fim do ano pelo Tricolor gaúcho, que deveria repassar também Marcelo Moreno, mas o boliviano se recusou.

Com isso, havia a expectativa de que o Palmeiras exigisse outro atleta no lugar do atacante, mas isso nunca aconteceu. Dos quatro envolvidos no negócio, apenas Vilson não terá vínculo com o Grêmio a partir de 2014 e poderá negociar diretamente com a diretoria de Brunoro. Os outros três ainda estão emprestados, mas poderão ter o acordo prorrogado.

Brunoro explicou que avaliará cada caso a partir de agora, já que o Palmeiras confirmou no sábado, com o empate por 0 a 0 contra o São Caetano, seu retorno matemático à divisão de elite do futebol brasileiro.

“Podemos decidir agora, e não antes, porque não sabíamos se estaríamos na Série A ou na B. Hoje, o Palmeiras tem mais certeza do que precisa contratar”, completou o dirigente, que começa a pensar também no futuro de Gilson Kleina, com vínculo apenas até dezembro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

• Gestão do presidente Paulo Nobre gera controvérsias dentro do Palmeiras

Por Gabriela Chabatura

Há nove meses, Paulo Nobre assumia a presidência do Palmeiras ao receber 153 votos de conselheiros e fazia seu primeiro discurso como porta-voz do clube. “A preocupação não é somente a área social. A ideia é separá-la do futebol, porque a diferença entre eles é muito grande. Um clube estruturado disputa títulos sempre. E hoje, o Palmeiras é um barco à deriva, um transatlântico sem planejamento. Ninguém imaginava que ele atracaria na praia paradisíaca da Copa do Brasil e também não imaginava que cairia numa cachoeira como na Série B”, declarou ele no dia 21 de janeiro.

O tempo passou e os mesmos conselheiros que elegeram Paulo Nobre hoje divergem opiniões ao avaliar os primeiros meses de gestão do presidente. O iG   ouviu alguns associados e, apesar das diferentes opiniões, todos eles acreditam que a relação estremecida entre a diretoria e a construtora WTorre, responsável pela construção da Allianz Parque, enfraquece dentro do clube.

A principal reclamação é de que o presidente poderia ter convocado mais encontros entre os conselheiros para discutir o contrato estabelecido com a WTorre. O não esclarecimento da atual situação com a construtora incomodam os associados.

Outros pontos questionados são as contratações feitas para a temporada, a saída do atacante Barcos e a chegada de atletas oriundos do Grêmio envolvidos na troca do argentino. Além disso, a negociação fracassada envolvendo o zagueiro Vilson e até mesmo a contratação do atacante Alan Kardec são apontados como “casos duvidosos” da atual gestão.

Desde que assumiu a função, Paulo Nobre adotou uma política de não comentar transações, negócios ou até mesmo renovações contratuais. Tal postura fez com que o presidente deixasse dúvidas sobre a venda de Vilson ao Stuttgart, da Alemanha, e mantivesse as situações do técnico Gilson Kleina e do volante Márcio Araújo, que têm vínculo apenas até o fim do ano, indefinidas.

No entanto, o departamento de futebol não é o único alvo dos conselheiros. Segundo eles, faltam investimentos na área social do clube. Os prédios poliesportivos, embora já entregues, até o momento não receberam mobílias e as instalações elétricas ainda são ruins. Há falhas até na reabastecimento das lanchonetes: “Houve momentos que um funcionário teve de ir comprar café e açúcar no Bourbon Shopping, porque estavam faltando na lanchonete. Whisky, por exemplo, agora é servido em copos de plástico”, revelou um sócio.

Mesmo com as críticas, o cartola é reconhecido por seu esforço em sanar as dívidas do clube. A prova disso é que, no último mês, membros do COF (Conselho de Orientação Fiscal) aprovaram um empréstimo no valor de R$ 54 milhões, quantia máxima permitida pelo estatuto. A influência do presidente no mercado financeiro facilitou a viabilização do negócio.

O regime “pulso de ferro” também rende elogios a Paulo Nobre. Por não comentar contratações, eles entendem que o presidente não se envolve em polêmicas, não desestabiliza o elenco e não cria falsas expectativas nos torcedores. “Eu acho que ele está certo. No departamento de futebol, o sigilo é fundamental”, disse um outro palmeirense.

Difícil mesmo é saber se, caso tentasse nova candidatura em 2015, Paulo Nobre se reelegeria. Além das diferentes opiniões dos conselheiros, o ex-piloto de rali precisa ter bom índice de aprovação dos próprios torcedores associados, que passarão a ter direito ao voto. Ainda há tempo de mostrar o trabalho.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

••

BLOG DO BENJAMIN BACK ❘ LANCENET

• Cuidado: o marketing do drama só cola uma vez, vide o Palmeiras…

Quando o Palmeiras disputou a Série B de 2003, a repercussão foi enorme, afinal, aquilo se tratava de um fato inédito no futebol brasileiro. As audiências nos jogos transmitidos pela TV eram grandes, até porque não apenas os palmeirenses assistiam aos jogos, já que os torcedores de outros times também queriam dar uma olhadinha na desgraça alheia, além do que, havia também a estranheza de ver uma equipe tão tradicional ter de enfrentar adversários inexpressivos em estádios acanhados.

E foi assim também com o Grêmio, Vasco, Botafogo, Corinthians, Atlético Mineiro, enfim, todos os grandes clubes brasileiros que foram rebaixados. Mas quando a história se repete a coisa é diferente!  Por exemplo, o Palmeiras sequer teve um grande patrocinador na sua camisa nesse campeonato!

Também não vejo o menor motivo para festa, sentimento de orgulho, felicidade, ou seja, o Verdão não fez nada mais do que sua obrigação, ainda mais porque a Série B desse ano teve um nível técnico muito fraco, equipes sem qualquer qualidade e esse título de bicampeão, não tenho dúvida alguma de que o torcedor palmeirense não fazia a menor questão de “comemorar”.

E mais, não se iludam com essa “conquista”, pois esse time de 2013, caso não haja a contratação de alguns reforços entra numa disputa de Brasileirão ano que vem como um mero coadjuvante! Enfim, campanhas regadas à emoção, camisetas com frases de impacto e lágrimas escorrendo por todos os lados só funcionam uma vez, seja qual for o clube, portanto, o Vasco e o Flu que se cuidem…

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO BENJAMIN BACK ❘ LANCENET

••

COLUNA DO PAULO CALÇADE ❘ O ESTADO DE S.PAULO

• Voltou

Não se considerava a hipótese de o Palmeiras não retornar à Primeira Divisão. As questões em pauta eram outras, quando e como subiria, fundamentais para se entender os próximos movimentos e tentar estabelecer as perspectivas para o futuro.

Foi uma etapa difícil da história do clube, que pela segunda vez baixou de divisão. O caminho de volta teve números mais atraentes do que o futebol apresentado pelo time. Muitos se decepcionaram com o empate diante do São Caetano, o jogo que determinou o retorno.

Hoje, no futebol, já não basta apenas torcer, é preciso entender um pouquinho mais sobre os fatores que condicionam o resultado. No caso do Palmeiras, seria injusto não considerar que a diretoria foi eleita somente no final do mês de janeiro. E, portanto, começou a trabalhar muito tarde.

Por mais que o torcedor identifique problemas apenas dentro do campo, as grandes questões estão fora dele. No caixa, na política interna e na profissionalização da administração.

Lamentavelmente ainda é forte no Palmeiras a pressão para manter a instituição no atraso, mergulhada no amadorismo que de certa forma contribuiu para o segundo rebaixamento em 10 anos. A primeira etapa do trabalho está feita.

••

COLUNA DO JUCA KFOURI ❘ FOLHA DE S.PAULO

• Retornados

A Série A do ano que vem ganhou o reforço de que precisava para tornar mais maiúscula a letra que a identifica, porque o Palmeiras é ainda mais importante para ela do que ela para o Palmeiras.

Mas que este penoso segundo retorno alviverde seja o último do campeão do século passado e preocupação no atual, porque, convenhamos, já deu.

Para que volte a se impor, para que seja mesmo imponente, terá de ser outro, completamente diferente.

O frustrante 0 a 0 entre Verdão e Azulão no sábado deve servir como sinal amarelo. Amarelão.

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Festa discreta

A comissão técnica palmeirense resolveu comemorar de maneira reservada o acesso à Série A. Gilson Kleina reuniu apenas os mais chegados em um barzinho em Perdizes. Não havia jogadores, nem cartolas.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

GAZETA ESPORTIVA NET → Valdívia garante ficar até 2015 e vê Palmeiras pronto para Série A
 
GLOBO ESPORTE COM → Prass vê vantagem física e de planejamento do Verdão para 2014
 
UOL ESPORTE → Após acesso, ídolos pedem Palmeiras forte e de volta à Libertadores
 
IG ESPORTE → Gilson Kleina, sobre planos para 2014: ‘Não sentamos para discutir contratações’
 
GAZETA ESPORTIVA NET → César Sampaio elogia gestão de Nobre e defende manutenção de Kleina
 
ESPN BRASIL → Enquete ESPN: Torcida do Palmeiras quer saída de 40% do elenco para o centenário
 
UOL ESPORTE → Veja quem sobe e desce no elenco do Palmeiras após acesso à Série A
 
GLOBO ESPORTE COM → Personagens do Verdão falam sobre jogo do acesso e projetam 2014
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Agora ‘André de Deus’, Balada lembra grupo da “cervejinha” de 2003
 
BLOG DO FERNANDO SOLÉRA → Aos apressadinhos, paciência
 
BLOG DO FABIO SALGUEIRO → Opinião: WTorre só quer fazer valer o contrato

••

39 respostas em “Verdão na Mídia 28-10-2013: Jogadores fazem campanha por permanência de Kleina no Verdão ❘ Globo Esporte Com”

Nós Palmeirenses somos exigentes. E nossa exigência tem motivo, está em nosso consciente e subconsciente: Fomos o campeão do século XX! Até 1976, antes do Mustafá tomar posse do clube, éramos anos luz superior a qualquer adversário no Brasil. Se o Nefasto não tivesse se apossado do Palmeiras e continuássemos no ritmo que vinhamos, a maldita década de 80 continuaria a ser vitoriosa. Só voltamos a ser grandes com a Parmalat, quando o sapo-boi foi privado de impor a sua política maldita. Saída a Parmalat, infelizmente voltamos à mediocridade Mustafiana, agora representado pelo seu neófito, o Paulo Nobre.
Bom, enquanto prevalecer a mentalidade de “EU MANDO E SOU O ÚNICO QUE SABE DE TUDO”, implantado pelo Mustafá e adotado pelo Paulo Nobre, desprezando idéias de quem não seja de seu grupo, principalmente da oposição, a coisa vai continuar difícil.

Se Kleina e massaraujo ficar eu cancelo o sócio torcedor! Já tive motivos pra cancelar e não o fiz, mas aguentar mais um ano de merda eu aguento mas não gastando meu dinheiro sem precisar. Pronto! Kleina é péssimo, lixo! Se tivesse o mínimo de competência mesmo com um time ruim ele conseguiria dar um padrão para o time. Mas insiste na mesmas teclas a um ano, então Kleina obrigado por nada! E o massaraujo é a cara da nossa situação nos últimos 3 anos, uma merda!

manda o Kleina pro Santos, (aliás duvido que queiram ele, pra mim é jogada de empresário…) e tragam o Dorival Junior, que sabe o tamanho do Palmeiras, conhece a politica de merda que temos e joga pra frente. só não pode pedir muito. quanto ganha o Kleina? paga a mesma coisa, para o Dorival.
temos que nos valorizar, tem que explicar que ele vai ser técnico do time no centenário, na inauguração da arena, etc etc etc. OBVIAMENTE tem que trazer jogador.

Sai Kleina e vem quem? O que mais leio é que o Kleina deve sair, mas não vejo nomer para substituir ele, me falem realmente alguém que possa revolucionar?

O problema vai ser segurar a pressão na primeira crise de maus resultados que o clube enfrentar no centenário, duvido muito que o Kleina segure esse rojão. No próximo ano as cobranças serão muito maiores e ele já demonstrou não ter capacidade de escalar um time de maneira decente, nem de fazer substituições que mudem o jogo no decorrer de uma partida, na minha opinião já deu mostras que não serve. Não temos padrão tático, nem jogadas ensaiadas, aquele meio campo tem um buraco do tamanho do mundo e ele não faz nada para resolver. Gostaria muito de ver o Dorival Junior ou Nei Franco no comando, até o Abelão é aceitável, mas o Kleina não, por favor! Sobre os salários, lembre-se que de nada adianta economizar no treinador e ser eliminado nas primeiras partidas de mata a mata que a equipe enfrentar, o retorno dessas partidas banca a diferença entre os salários desses treinadores tranquilamente. Abraços.

Tem outra questão, o Kleina não consegue segurar jogador ESTRELA, acredito que contratando mais jogadores TOPs, esses caras vão olhar para o Kleina e pensar: O que esse cara ganhou para ficar me cobrando? Por isso um técnico Campeão seria essencial para o Palmeiras (Baseado na contratação de mais jogadores). Jogador é fogo, quando percebe que o treinador é bundão e sem experessão no futebol faz o que bem entende. Não precisamos disso no centenário. Agora se contratar jogadores APOSTAS que fique o Kleina.

Treinador tem condição de botar moral quando há diretores que dão essa segurança pra ele, como qualquer empresa… Tenha o Felipão como exemplo, olha o que os jogadores aprontarão enquanto ele estava no comando… Danilo Peressim, não encaro dessa maneira, os resultados ruins virão se ele não tiver jogador bom pra escalar e não importa o técnico, se não tiver Direção que dê suporte e jogadores qualquer técnico cai. Não digo que o Kleina seja o melhor técnico, mas também não é o pior, ele erra como muitos erraram, vide Felipão e Muricy. Dorival Junio e Nei Franco são bons nomes, mas Abel braga pra mim não é uma boa. Só acho que nosso pior problema não seja o técnico e sim os jogadores, espero que muitos que estejam com os contratos vencendo no final do ano, não sejam renovados, e que sejam feitos ótimas contratações. Abraços

Se o Palmeiras contratar esse péssimo Dorival Jr (só pq é filho do Dudu), a sentença estará assinada: É SÉRIE B na certa. Eu não terei dúvidas alguma. A diferença do Kleina pro Dorival, são os altos salários recebidos pelo Dorival… nada mais! Estão no mesmo nível. Antes que alguém venha dizer algo, me digam o que esse fraquíssimo Dorival Jr ganhou na vida com técnico? E olha que ele teve times de ponta nas mãos. Ahhh…esquecí! ele foi campeão paulista no Santos de Neymar e Ganso, onde OPERARAM O STO ANDRÉ no pacaembú, pois, caso contrário, ele conseguiria a façanha de perder o título. E teve tbm no timaço do Inter-RS, onde não ganhou nada tbm. Imaginem ele nesse time medonho de ruim do Palmeiras? E eu tenho uma mentalidade um pouco diferente de muitos, pois, pra mim…técnico não é tão importante num time. Pra mim, ele tem peso secundário. Basta ter um time bem montado, com metade de jogadores acima da média, e ter pulso firme pra acalmar os egos nos vestiários, e o resto deixa com os jogadores em campo. E o Palmeiras teve vários exemplos que técnico não ganha jogo, aliás, faz perder títulos quase ganhos (como o badalado Muricy em 2009), e o Felipão tbm recentemente. Portanto, contratem craques, e depois coloquem até um poste pra dirigir o time….o resto é balela! P.S: Na era parmalat, onde tínhamos verdadeiros esquadrões, o mesmo Brunoro foi atrás de um novato e desconhecido no mercado, mas, com gana de vencer, com custo baixo e com grande potencial: um tal Luxemburgo. E darei a minha opinião sobre quem contratar: Se for pra buscar no mercado nacional, o melhorzinho seria o Ney Franco. Claro…dependendo da pedida salarial, Pois, ele é jovem, e demonstra potencial. Mas, é só um palpite.

Na boa Aldo, as chuvas de Londres, estão te fazendo mal. Continuar com o Kleina é loucura, ele é fraco, tinha um buraco no meio de campo sabado. Aliás um amigo disse que o Avanti vai fazer uma promoção, vai colocar dois sócios pra dirigir o time até o final que é muito melhor. Ney franco acabou de chegar no vitória esta fazendo boa campanha e de lá não sai tão cedo.

Dorival Jr foi demitido. Kleina fica ou não? Já li que o Santos tem interesse no Kleina. Só nos resta aguardar.

A continuidade de um trabalho é que ganha títulos. Kleina tem a base do grupo, e isso é extremamente importante no ambiente do futebol. É óbvio que este grupo já provou quem pode ficar e quem deve sair, além de abrir espaço para a mulecada que está rodando ganhando experiencia. Técnico ganha jogo sabe usar sua competencia para mexer no elenco competente. É como um cozinheiro, pode ser o melhor do mundo mas com ingredientes limitados ou de baixa qualidade vai improvisar uma,duas vezes e chega. A espinha dorsal desse time deve permanecer em 2014 e eu incluiria o Kleina nessa espinha. Vejam o exemplo do SCCP : após a derrota para o Tolina o mais previsivel seria demitir o técnico. Mas mesmo não tendo a preferencia da diretoria, os caras decidiram bancar o técnico : avaliaram o elenco, buscaram uns caras experientes, mandaram uns embora e 2 anos depois os caras foram campeões mundiais. Agora,se o Tite for embora, a espinha dorsal está pronta para outro técnico. É a continuidade, desde que haja competencia. Dos nomes que falaram por ai (Luxa, Abel, Dorival…) dá pra trazer uns 3 jogadores bons, ale´m desses caras serem péssimos de vestiário. Por isso, eu acredito que o Kleina deve ficar.

Concordo… com a grana gasto na contratação de técnicos de nomes, é possível trazer jogadores no lugar, porém tenho muita curiosidade de ver o Dorival Junior no Palmeiras… Sou da opinião que a diretoria deve fazer muito mais esforços para trazer de 5 a 6 jogadores bons, do que 3 jogadores bons e um técnico top…

Concordo, a não ser que seja pra trazer alguem pra realmente mudar as coisas (não esses nomes de sempre) e ter uma filosofia de jogo, acho melhor deixar o Kleina e trazer mais bons jogadores.
E antes que alguem fale sobre o exemplo do Tite, acho que encaixa perfeitamente bem, pq até ali ele era só mais um técnico…só depois desses títulos ele virou técnico “top”.

No começo do ano quando tínhamos 15 jogadores o CEO e o Nobre deixaram bem claro; ”Vamos montar um time pra disputar a série B”. Bom espero que agora venha um time pra disputar títulos na série A. Espero que o treinador seja de série A. Ao Kleina estou muito agradecido pelos serviços prestados, tem lá seus méritos, mas as derrotas, empates e eliminações totalmente discutíveis, provam que não está à altura do time do Palmeiras. O time não ”se soltou” no comando do Kleina. Joga travado, com ”medo” pra não dizer outra coisa. Muito pouco pra uma torcida que espera muito, exije muito, cobra muito. Quero um time igual ao de 2008. O último que pra mim, dava gosto de ver jogar. Podia ser os bambis, os gambás, os lambaris, ou quem quer que fosse que o time jogava pra ganhar! Marcos, Élder Granja, Gustavo, Henrique, Leandro, Pierre, Léo Lima, Diego Souza e Valdivia, Kleber e Alex Mineiro. Nem era um time ”tão bom” assim no papel, mas a postura do time era diferente. E pra mim isso passa muito pelo treinador. Fica a dica CEO e Paulo Nobre; Agora que estamos na série A, além do treinador de série A tragam 15 jogadores série A, no lugar desses 15 série B que ”devem sair”!

Neste “campeonato´´, de segunda divisão, o Palmeiras com uma equipe competente, estaria com vinte pontos a frente do segundo colocado, e disputaria, contra o grêmio a semi final da Copa do Brasil, buscando o Bi campeonato, que determinaria sua única oportunidade de obter a vaga tão almejada , para a libertadores de 2014, em pleno centenário.
Mas nossa realidade é outra, um bom exemplo sera o meu, pois fui ao Pacaembu sábado para ver in loco, um time HORRIVEL, tática e tecnicamente, que é conduzido , por mais de um anão , pelo estagiário mais bem remunerado do pais, Gilson Kagão Kleina.`
É necessário que Paulo Nobre sai de sua atual postura de presidente satisfeito e cumpridor do dever , acordando para a realidade catastrófica de um clube que esta vivendo do passado há três décadas, pelo simples fato de incompetentes administradores de times de futebol de bairro, acreditarem que o Palmeiras , deve ser seu quintal, com fezes dos próprios gatos, uma triste e verdadeira realidade, que é vista por mim e demais sócios patrimoniais, a cada vez que somos abordados pelos “mesmos´´, a procura de votos, em eleições viciadas e marcadas pelo ostracismo de velhas raposas envaidecidas e sem caráter!
Quando esteve no programa Famiglia Palestra , onde apenas colaboro com Tarso Gouveia, Vicente Criscio, deu uma verdadeira aula, sobre os parâmetros a serem seguidos , em administrações que buscam resultados a cada momento , ressaltando as necessidades de planejar , passo a passo, para que não sejam surpreendidas as estratégias , já definidas, as palavras de Vicente foram sinfonias reais, que poderiam solucionar duvidas a cada momento, para redução verdadeira de erros que são repetidos, a cada gestão, mesmo tendo um luciferiano, já conhecido por MUMU, marcando seu caminhar pelas mesmas alamedas que desde 1977, deixa seu rastro de enxofre, contamina os ambientes mais saudáveis da sede que hoje só é moderna, porque a vontade do velho demônio, foi temporariamente , esfriada.
Ao vermos o calendário de uma ano que celebramos os cem anos de lutas e desafios, vemos o quanto perdemos ao ter uma estatuto, que revigora múmias politicas e satisfaz ao inúmeros parasitas, que mantem sorrisos, amarelos, quando tem a necessidade de se manterem vivos perante aos votos que trocam por promessas, em vão.
Agora Senhor Paulo de Almeida Nobre, por favor não faça o mesmo que seus aliados políticos canalhas querem, seja pioneiro, mantenha a camisa verde e branca, como protagonista que historicamente foi, tenha coragem de ver nos olhos de uma massa torcedora , o brilho que sua convicção em 21 de Janeiro, o fez presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras !

Como já bem destacado, tá aí a chance de trocar de treinador e de uma limpeza grande com custo zero. Com um bom trabalho dá pra, ao mesmo tempo que desinchar o grupo, qualificar comissão técnica/time e ainda fazer economia.

O que queremos de 2014? Sejamos realistas, o Palmeiras ainda tem situação financeira delicada, essa diretoria já demonstrou que não fará loucuras, temos 13 jogadores com vínculo encerrando agora e algumas sérias deficiências no elenco, em tese as renovações e qualificações serão pontuais e um título só por obra do acaso, o possível mesmo será lutar para estar entre os 4 para disputar a libertadores 2015. Encher o time de medalhões como o tão aclamado Clayton Xavier só nos colocará no caminho da B 2016, foi assim que Flu, Botafogo e Vasco frequentaram esse local que suas torcidas não merecem, e é para lá que primeiro temos que nos fortalecer para nunca mais voltar. Assim não tem que pensar em meia para uma temporada, tem que pensar em meia, atacante, zagueiro para 3-4 temporadas, assim que se faz um elenco virar um time!

O Palmeiras necessita de jogadores acima da média para se reforcar. O Alex caso venha para ser protagonista vai ser mais uma decepcao. Só é viavel para composicao de elenco e com mais uns cinco ou seis craques conforme apregoa o Aldo Londres, e a prioridade na minha opiniao seria a lateral esquerda e o ataque. Para o ataque precisamos de um cara de nome, rapido e bom de bola tipo Vargas ou Taison. Dos emprestados nossos traria de volta Luan (me desculpem mas considero bom jogador – que tbem pode ser vendido valorizado como campeao brasileiro), Patrik Vieira e o Luis Gustavo. Precisamos tbem de um primeiro volante melhor que o Araujo e o Eguren que nao jogou aqui, mas era reserva no Libertad e reserva do Libertad dificilmente vai acrescentar alguma coisa no Verdao. Fica para ser avaliado/reserva. Nao tem gabarito de Palmeiras série A e devem sair (na minha opiniao): Felipe Menezes, Rondinelli, Ananias, André Luis, Juninho, Charles, Léo Gago e Marcelo Oliveira.

Brunóquio desiste do quinto jogador do Grêmio, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Troféu Óleo de Peroba pra ele! Ele não acha, ele tem certeza de que os torcedores do Palmeiras são 15 milhões de retardados, só pode.
E se fosse verdade, que raio de profissional seria esse que abre mão de um ativo do clube, gratuita e voluntariamente?!
Brunóquio, vai atrás do parça, o Luxapoquer, deixa o nosso Verdão em paz!

Sergio, este Brunóquio é um trouxa, acha que todos os palmeirenses são idiotas o Grêmio já falou pro Brunóquio se ele quiser algum jogador ele tem que pagar, foi a maior cagada da história do Palmeiras, doaram um jogador pra pegar 3 refugos e ainda anunciou jogador que não veio, Brunóquio é um atraso na vida do Palmeiras.

E ai, vão continuar moderando os meus comentarios? Estou falando a realidades! Fora Brunóquio!

Jogadores fazem campanha e pedem permanência de Kleina ? Esses vagabundos ruins de bola que calem a boca e tratem de aprender a jogar futebol antes de mais nada. Haja paciência pra torcida aguentar tanto jogador medíocre num único elenco. É hora de limpar esse elenco começando pelo péssimo Kleina!

Marcio Araújo, Juninho, Charles, Fernandinho, Caio, Marcelo Oliveira, Ronny, Rondinelly, Ananias, Wendel, Felipe Menezes, Vinícius, Tiago Real emprestado que fique lá, Maikon Leite emprestado que fique lá! Esses caras devem agradecer muito aos céus e ao Kleina, por um dia terem vestido essa camisa e jogado pelo Palmeiras. A caçamba tá pronta!

Em tempo: o Palmeiras na Série B não jogou bem em NENHUMA partida das que eu assisti. Fez uma excelente campanha, não pela sua eficiência e sim, pela RUINDADE dos adversários.

Contra o Figueirense e mais umas três ou quatro partidas fomos bem sim. Muito pouco, porém, suficiente pra esta merda de campeonato…

Conservar o Kleina é garantir uma campanha medíocre na Série A em 2014. Kleina é um técnico para Série B. Se contratar jogadores de nível será como dar uma Ferrari para um motorista de Fusca e, se não contratar, será um convite para passar os campeonatos inteiros rondando o rebaixamento em todas as modalidades. Esse time, mesmo com a volta, é MUITO ruim!!!!!!

A diretoria tem nas mãos um ótima oportunidade. Vários perebas e o técnico podem ser dispensados sem gastar 1 cent com multa. Dá para limpar sem ônus nenhum. Se renovar, aí engessa o ano e trava novos investimentos.

Torcida organizada parece ter mais noção da realidade palmeirense do que a maioria. #####
Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br

Vaias e cânticos de protesto vieram das arquibancadas do Pacaembu após o melancólico empate sem gols com o São Caetano que confirmou a volta do Palmeiras à Série A. “Não é mole não, segunda divisão não é mais que obrigação”, entoaram os que fazem parte ou estavam próximos da Mancha (Alvi) Verde. Absolutamente pertinente.

O orçamento palmeirense é muito superior aos dos demais clubes da Série B e a volta à primeirona era mesmo uma formalidade. A subida, alcançada de forma protocolar num 0 a 0 contra um dos piores times da segunda divisão, e próximo da terceira, foi um alerta. E não pode-se dizer que trata-se do primeiro, afinal, a temporada deu outras claras advertências.

A forma como o Palmeiras caiu na Copa do Brasil, atropelado pelo Atlético Paranaense, já serviu como sinal vermelho para conter os otimistas exagerados. Nessas horas a falta de espírito crítico é um perigo e a cobrança da organizada, independentemente de eventuais interesses políticos que ela possa ter, apesar de atitudes a manifestações condenáveis no passado, foi correta e oportuna.

Melhor cobrar e demonstrar que a realidade atual da equipe não satisfaz do que entrar na folia festejando o óbvio para cair do cavalo em alguns meses. Sim, porque para um clube do tamanho do Palmeiras, superar seus rivais na segunda divisão, realmente, não é mais do que uma mera obrigação.

Link: http://www.espn.com.br/post/365374_torcida-organizada-parece-ter-mais-nocao-da-realidade-palmeirense-do-que-a-maioria

Sobre essa lista citada pela folha de SP acima, só seguraria alguns nomes: Prass, Luis Felipe (caso renove, seria pra reserva), Henrique, Vilson (pra reserva), Wesley, Mendieta (reserva), Leandro (reserva), Kardec e Serginho (reserva). O resto mandaria embora, inclusive o Valquíria (esse seria o primeiro da lista)…pois, na minha opinião, pagar 500 mil/mês pra um “jogador” que se comporta e tem um físico de ex-atleta, eu iria atrás do Alex10 do Coxa…que viria ganhando a metade, e talvez, jogaria até mais partidas que ele. E pra mim, o Alex10 joga com 1 perna, mais que esse enganador baladeiro. E no mais…Alex10 tem história vencedora no clube, e seria até um prêmio a ele pela brilhante carreira no Palmeiras. Mas, não seria o Alex10 a única solução é claro, e nem o nome do centenário. Só o comparei com o chinelinho de 500k/mês…o chamado custo/benefício em questão. Aliás, o buraco é mais embaixo, e o Palmeiras NECESSITA de uns 6 ou 7 JOGADORES ACIMA DA MÉDIA/CRAQUES…E mais o Alex10. E o restante pra compor o banco de reservas e elenco, viriam da nossa base. Portanto, espero que o Paulo Nobre e seu CEO, não caia no mesmo erro, e não venham com caminhões caçamba de entulhos, com jogadores medianos, que só faz aumentar a folha salarial, e engordar os bolsos de alguns conselheiros e dirigentes, com esquemas com empresários de pernas-de-pau, que empurram esses merdas pro clube. O o final a gente está cansado de saber: SEGUNDONA E HUMILHAÇÕES !!!

concordo que o Chileno tem que sumir do Palmeiras, mas vc acha mesmo que o Alex sairia do Coxa pra jogar no Palmeiras? Neste time só 6 jogadoras e resto tem que jogar na caçamba de onde viram, os jogadores que tem que ficar seria Prass, Luiz Felipe(Não esta em definitivo pq o Brunoquio errou a data do contrato, não sei pq ainda continua com tanta merda que ja fez em menos de uma ano). Henrique, Vilson, Mendieta, Eguren(acho que ainda tem muito a mostra) e Kardec o resto que vá pra a caçamba. E jogue o Brunóquio também.

quando o Gilson Kleina diz “eu quero saber aonde eu errei” , mostra que este rapaz é um cara muito sem noção , será que tomar de 6×2 do Mirassol não é nada, será que ser eliminado em todos os torneios não é nada na opinião dele, será que perder para times sem a menor expressão como BOA , ABC e ICASA não é nada esta cambada de jogador que esta pedindo para ele ficar são estão sendo corporativistas e deviam jogar mais bola e se meter menos nesta questão, técnico que não consegue dar padrão de jogo escala mal é uma verdadeiro B…! não tem a menor condição de ser técnico do Palmeiras.

o que vc queria? Trouxemos um tecnico q só treinou time pequeno então ir bem na Serie B é muita coisa pra ele. Só não avisaram pra ele o tamanho do time q ele pegou pra trabalhar. E digo mais, é um tecnico muito caro pra Serie B pq se tivesse colocado o Narciso ganhando uns 30 mil tinha subido com a mesma campanha ou melhor.

Ei Paulo Nobre. Preste atenção como trabalha o SPFW. Ontem ganharam graças aos dois primeiros gols em claro impedimento; ao penalti não marcado pelo juiz para o Inter. Olha a forma, a convicção que o árbitro marca os penaltis para eles. Já estão pensando no ano que vem. O boca murcha do Murici, que conseguiu perder o título com o verdão estando 9 pontos a frente, já deve estar pensando em jogadores de nível e vai receber. E nós?? Não venha com essa conversa de manter Kleina no comando do time. E mais: CHEGA DE BRUNO, WENDEL, MÁRCIO ARAÚJO, ANDRÉ LUIZ, JUNINHO PIU-PIU, MAIKON LEITE, VINÍCIUS, LEANDRO AMARO, ANANIAS, LÉO GAGO, RONDINELLI ETC. Traga o NEI BRAGA. o CARA É ÓTIMO. Aqui é Palmeiras, chega do maldito bom e barato inventado pelo sapo-boi. Cadê o tesão do Brunoro?? Senão seremos tri da segundona novamente. Botamos fé em você e no Brunoro. Caralho aqui é verdão porra.
NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ! NEI FRANCO JÁ!

Ok, mas Ney Braga é um ex-prefeito de Curitiba. Não há técnico com esse nome. hehehe

Os comentários estão desativados.