Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 08-11-2013: Palmeiras fica perto de patrocínio com ajuda de ‘braço direito’ de Lula ❘ Lancenet

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras fica perto de patrocínio com ajuda de ‘braço direito’ de Lula

Por Caio Carrieri

O Palmeiras está perto, enfim, de fechar um patrocinador master para estampar o espaço mais nobre do uniforme em 2014, no centenário. Após meses de negociações, a Caixa Econômica Federal, parceira do rival Corinthians e de outros clubes brasileiros, é a favorita para anunciar no uniforme do Verdão. Segundo pessoas próximas ao presidente Paulo Nobre, o acordo valeria de janeiro a dezembro do próximo ano e renderia entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões aos cofres do clube do Palestra Itália.

O desfecho está próximo de ser concretizado muito pela influência e contribuição de Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Secretaria-Geral da presidenta Dilma Rousseff e um dos principais conselheiros de Luiz Inácio Lula da Silva, do qual foi chefe de gabinete durante oito anos. Palmeirense, Carvalho costuma falar do clube nos bastidores do Palácio do Planalto. Um perfil dele publicado pela revista “Piauí” em setembro de 2011 relata o ministro entoando o hino alviverde nos bastidores políticos da capital federal.

Para fechar o patrocínio com a Caixa, o Verdão planeja parcelar as suas dívidas fiscais. Com essa manobra, o clube obteria documento equivalente às Certidões Negativas de Débito, que avalizam parcerias com órgãos públicos. A Fiat, que já investiu no Palmeiras em anos anteriores, também negocia, mas sem tanto peso.

O Palmeiras está sem patrocinador master há seis meses. Entre janeiro de 2012 e maio deste ano, a Kia Motors injetou cerca de R$ 17 milhões no caixa palmeirense, mas optou por interromper a aplicação. Desde então, Paulo Nobre realiza tratativas para angariar receitas para o centenário, mas a pedida inicial assustou algumas empresas candidatas. Com base no ano que vem especial, o Verdão falava em cerca de R$ 35 milhões entre o meio deste ano e o fim de 2014. Sem sucesso.

Marcelo Giannubilo, diretor remunerado de marketing, é criticado por conselheiros pela demora em conseguir um investidor. O Palmeiras tem utilizado o espaço nobre na camisa para divulgar o programa de sócio-torcedor. A TIM, companhia de telefone celular, é a única patrocinadora até agora: paga R$ 2 milhões anuais para anunciar nos números.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Allianz Parque pode ficar pronta só em outubro

Por Daniel Batista

Diretamente interessados no acerto entre WTorre e Palmeiras, a AEG e a Allianz estão preocupadas e já pediram para a construtora se entender com o clube o mais rápido possível. A tendência é de que a obra do estádio atrase ainda mais e já se fala na possibilidade de a construção ficar pronta apenas em outubro de 2014, após a data do centenário do Palmeiras, dia 26 de agosto. Oficialmente, a previsão da conclusão da obra continua sendo abril.

O Estado conversou com representantes da AEG e Allianz e eles deixaram claro que a ideia é não tomar partido na briga – pelo menos por enquanto – entre clube e construtora, mas exigem uma solução rápida para o prejuízo não ser ainda maior para todos os envolvidos. A AEG é responsável pela realização e comercialização de eventos na arena e a Allianz comprou os direitos do nome do estádio por US$ 300 milhões.

A AEG já contratou a banda inglesa One Direction para dois shows, dias 10 e 11 de maio de 2014, no estádio do Palmeiras, e os ingressos para o primeiro dia da apresentação do grupo estão esgotados. A organizadora do evento diz que vai esperar mais algumas semanas para aguardar um acordo entre Palmeiras e WTorre e, caso não aconteça, deve entrar em contato com os compradores dos bilhetes e comunicar a alteração de local do show. O Morumbi é uma opção.

“Acreditamos que não seria interessante para ninguém essa demora. Se cada um dos lados ceder um pouco, acho que todo mundo sai ganhando e teremos a arena que, não só os palmeirenses, mas toda a cidade espera”, disse um membro da AEG. A ideia era que antes da apresentação do One Direction fosse realizado um mega show com uma banda ou um astro internacional. Rolling Stones, Jennifer Lopez e Paul McCartney são alguns dos cotados.

O temor das empresas é que se o acordo entre construtora e clube não sair, a briga vai para Câmara da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e isso pode atrasar a obra por até um ano, ou seja, apenas em 2015 os shows e jogos poderiam ser realizados. O ponto de maior divergência está em relação a comercialização de cadeiras. A WTorre alega que é a responsável pela venda de todos os lugares da arquibancada enquanto o Palmeiras diz que a construtora tem apenas dez mil cadeiras sob sua supervisão. A relação pessoal entre Walter Torre e Paulo Nobre é tão ruim que clube e construtora resolveram contratar intermediários para falar em nome das partes nas reuniões de conciliação. E eles ainda contarão com um terceiro negociador, que ficará neutro na discussão.

COMIDA

Nesta quinta-feira, um grupo de cerca de cem operários fez um protesto em frente da arena contra a qualidade da alimentação fornecida aos trabalhadores na obra. Eles reclamaram que alguns operários passaram mal na por causa da comida. A WTorre informou que na quinta mesmo o contrato com o fornecedor foi rescindido e que uma nova empresa assumiu a operação. A construtora alega que a alimentação dos operários é avaliada diariamente por nutricionistas que coletam amostras de tudo o que é servido.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Último mediador da briga de Verdão e WTorre deve ser escolhido nesta sexta

Os advogados Kazuo Watanabe, indicado pelo Palmeiras, e Braz Martins Neto, escolhido pela WTorre, vão se reunir nesta sexta-feira para a definição do terceiro mediador da discussão entre clube e construtora sobre o Allianz Parque. Há ao menos três advogados renomados apontados para a última vaga disponível.

Assim que o nome for definido, o trio vai dar início a uma análise do contrato, com o objetivo de propor uma solução. A escritura sugere o prazo de 15 dias para a definição, mas a expectativa é de que demora um pouco mais. Se não houver acerto, o assunto vai para a arbitragem, processo mais formal e com decisão definitiva. Os mediadores não devem defender quem os indicou durante a mediação. A função deles é propor uma forma de conciliação.

Há uma dúvida na interpretação do contrato assinado em 2008. A construtora julga ter o direito de comercializar todas as 43.700 cadeiras do estádio, enquanto o Verdão diz que são apenas 10 mil. Esta disputa não interfere na renda dos jogos, que ficará 100% com o clube: quem comprar uma cadeira poderá ir a todos as partidas, mas precisará pagar ingresso.

O Palmeiras também fará reivindicações, uma delas referente ao acabamento dos prédios administrativos, entregues ano passado. Outra, que pode resultar em uma milionária multa à construtora, aponta para o descumprimento do cronograma, que indicava a finalização das obras em abril de 2013. A indenização que o clube pode pedir inclui o valor gasto com aluguel em outros estádios e a projeção de lucros caso o estádio já estivesse aberto.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Mediador indicado pelo Palmeiras diz estar “por fora” de impasse com WTorre

Por Mauricio Duarte

Indicado pelo Palmeiras para mediar o conflito com a construtora WTorre sobre o novo estádio do clube, o advogado Kazuo Watanabe ainda aguarda informações para que possa entender melhor o caso.

“Não recebi nenhum material. Estou por fora. Isso deve acontecer nos próximos dias. Só sei do que acontece pela mídia. Não estou a par de nada”, revelou ao UOL Esporte.

Watanabe é professor-doutor da USP (Universidade de São Paulo), além de desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele foi indicado pelo corpo jurídico do Palmeiras. A WTorre, por sua vez, indicou o doutor Braz Martins Neto, sócio da Martins Neto e Wolff advogados. Procurado pela reportagem, ele afirmou que só fala entre as partes.

O próximo passo é ambos indicarem um terceiro mediador. A partir daí, o trio terá 15 dias para mostrar uma solução que agrade as partes. É a última tentativa amigável antes do caso ir para a arbitragem, que no caso tem o mesmo valor de uma decisão do Poder Judiciário.

Confiante em um acordo, Watanabe afirma que é fundamental esgotar todas as possibilidades de diálogo antes de recorrer a outro expediente.

“Como não sei qual a temperatura entre as partes, não dá para saber se a solução será boa, mas sempre acredito em um acordo. Nossa função é fazer acalmar um pouco, baixar o calor e tentar chegar a um acordo. Depende muito do ambiente criado entre as partes. A função do mediador é ajudar, não impor solução”, explicou o jurista.

Os advogados de ambas as partes já estão em contato e trocando informações preliminares. Enquanto isso, o departamento jurídico da Palmeiras e da WTorre estão definindo como será o procedimento. A reunião para a tentativa de conciliação pode ser realizada em apenas um dia, ou pode durar até dois ou três dias, dependendo do que ficar acordado. Testemunhas devem ser ouvidas.

Palmeiras e WTorre confirmam os mediadores, mas não comentam sobre o assunto. A inauguração do estádio está prevista para abril de 2014. Até o momento, 68% das obras já estão concluídas. Caso a questão vá para um tribunal de arbitragem, porém, existe a chance da abertura atrasar em até um ano.

A Arena deverá custar no total R$ 500 milhões, superando em R$ 200 milhões a conta inicial. Até o início deste ano, a conta já estava estimada em R$ 350 milhões. A previsão inicial de término da obra também não foi cumprida, já que o estádio deveria ter sido entregue no segundo semestre de 2013.

A Allianz pagou R$ 300 milhões para dar o nome ao estádio palmeirense por 20 anos. A tendência é que esse vínculo seja renovado por mais 10 anos, que é o prazo que a WTorre terá controle da casa alviverde.

O que é uma arbitragem?

Quando fizeram o contrato, ambas as partes decidiram por resolver qualquer causa em um conselho de arbitragem pela velocidade com que a questão é apreciada. Quando as partes decidem que não existe mais possibilidade de entrar em acordo, recorrem à arbitragem, previamente estabelecida em contrato. Cada uma das partes envolvidas escolhe um árbitro, sendo que estes dois selecionam um terceiro, que precisa ser cadastrado na instituição arbitral. A operação é bastante semelhante à mediação que será feita entre as partes antes da arbitragem de fato. A diferença consiste em que, sob a tutela de uma instituição arbitral, a decisão tem força de lei, além de ser um procedimento muito mais formal.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Após tensão e vaias no acesso, Marcelo Oliveira quer festa com taça

Por Luiz Ricardo Fini

O Palmeiras não fez festa no dia em que conquistou matematicamente o acesso à elite do futebol nacional. Vaiado por parte da torcida presente no Pacaembu, o time ouviu que cumpriu apenas a “obrigação”. Mas o volante Marcelo Oliveira imagina um clima diferente do elenco caso o Verdão confirme o favoritismo e se sagre campeão desta segunda divisão.

“No momento em que conseguirmos o título, com certeza vamos comemorar, porque sabemos o quanto foi difícil. Se fosse fácil, teríamos vencido todos por goleada, mas tivemos dificuldades, com derrotas e empates. Foi bastante suado e falta pouco para ser concretizado”, afirmou.

Os planos do atleta contrastam com o que aconteceu depois do empate por 0 a 0 contra o São Caetano, em 26 de outubro. Em meio aos protestos da torcida, os jogadores saíram cabisbaixos do gramado, sob um clima de tensão. No entanto, Marcelo Oliveira acredita que haverá uma pressão ainda maior caso o Palmeiras deixe escapar a primeira posição desta competição.

“Se conseguirmos o título, vai ser tratado como mais do que a obrigação, fácil e todos já sabiam. Mas, se não alcançarmos, vão falar que o time não presta, é ruim e não teve nem capacidade de ganhar a Série B. Estamos fazendo nosso melhor para sermos campeões. Claro que, pela grandeza do Palmeiras, incomoda estar na Série B, mas esta foi a realidade do ano e buscamos o objetivo”, comentou.

O Verdão ocupa a liderança tranquila na segunda divisão, com 70 pontos, oito de vantagem sobre a Chapecoense. O time paulista precisa de apenas quatro pontos nas últimas cinco partidas em disputa para se sagrar campeão. Ou seja, se derrotar o Joinville neste sábado, no Pacaembu, o clube precisará apenas de um empate na terça, diante do Paysandu, em Belém.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ BAND ESPORTE

• Tirone diz que Kleina não é caro: “renovaria”

O Palmeiras já conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro e é o virtual campeão da Série B de 2013, mas o futuro de Gilson Kleina ainda é indefinido no clube. Para os críticos na diretoria alviverde, o treinador ganha um salário muito alto para seu currículo. No entanto, o ex-presidente Arnaldo Tirone, responsável pela contratação do técnico no ano passado, acredita que o valor é condizente com o cargo.

“Naquele momento, o Kleina era o técnico que estava disponível para vir ao Palmeiras. E a pretensão salarial dele era condizente com o trabalho que ele vinha fazendo na Ponte Preta. Está certo que, na Ponte, ele deveria ganhar menos que ele ganhou no Palmeiras, mas foi o que nós entendemos que seria bom para o Palmeiras naquele momento”, disse Tirone, em entrevista ao repórter Alexandre Praetzel, da Rádio Bandeirantes.

A renovação do treinador é ainda incerta, pois parte da cúpula palmeirense acredita que, com o salário dele, é possível contratar um técnico “de nome” no futebol brasileiro. No entanto, existe outra corrente que crê no potencial de Kleina, e Tirone faz parte desta lista.

“Eu, como torcedor, acho que ele está fazendo um bom trabalho. O Kleina é um técnico moderno. Ele não tem a experiência de alguns técnicos mais antigos, mas tem o mesmo nível de treinadores que estão em outros times grandes por aí. Ele só não tem o nome que tem outros técnicos como Vanderlei (Luxemburgo), Muricy (Ramalho), Abel Braga”, comentou, antes de fazer um prognóstico: “se ele não ficar no Palmeiras, ele tem emprego no dia seguinte.”

Para o ex-presidente, é necessário sentar com o treinador e conversar sobre a renovação, pois Kleina não estaria preocupado com o salário, mas com a manutenção do cargo.

“Eu renovaria com o Kleina. Mas eu não posso falar, eu não sou o presidente do clube. Eu estou falando como torcedor. Agora sem conversar com o Kleina, não dá para renovar. Porque precisa entender qual é a motivação dele, a filosofia e o projeto dele para o ano que vem”, afirmou.

“Eu acho que o Gilson não quer nem aumento de salário. Ele quer é continuar no Palmeiras, o problema não é a parte salarial”, prosseguiu. “Eu quero ver qual vai ser o técnico que eles vão contratar – se o Kleina não continuar -, com salário mais baixo que o Kleina está ganhando. Acho difícil.”

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ BAND ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESPN BRASIL

• Em jogada de marketing, ‘Verdão’ Palmeiras vira ‘Brancão’ na Série B

Por Francisco De Laurentiis

Devido ao seu tradicional uniforme, o Palmeiras é conhecido há quase um século como “Verdão”. Na Série B deste ano, porém, a equipe do Palestra Itália poderia ganhar um novo apelido: “Brancão”.

Até o momento, em 33 rodadas, o time atuou 15 vezes com sua camisa número dois, branca. Em seis delas, a partida teve o Palmeiras como mandante, e, ainda assim, o clube utilizou o segundo uniforme.

A decisão foi uma jogada de marketing, já que a camisa branca, lançado pela Adidas em maio deste ano, teve boa aceitação do torcedor. Ela foi baseada nos uniformes usados nos anos 70.

“O modelo caiu no gosto da torcida, foi bastante elogiado pelos parceiros e alcançou índices de venda bastante satisfatórios. A frequência de utilização dessa camisa foi uma consequência da aprovação que o produto obteve”, explicou Marcelo Giannubilo, diretor de marketing do Palmeiras, ao ESPN.com.br.

Outra explicação para a prática pouco usual, porém, é simples. Como a cor branca absorve menos calor que a verde escura, tom do uniforme principal, ela foi escolhida para ser a “camisa principal” em partidas com alta temperatura. O caso emblemático foi o jogo contra o Sport, em 21 de setembro, no Pacaembu: na ocasião, estava tão quente em São Paulo que o zagueiro Vilson até passou mal.

O uso do branco em jogos “calorentos”, inclusive, já havia sido feito ainda quando Muricy Ramalho e Luiz Felipe Scolari eram técnicos do Palmeiras. Em clássicos contra o Corinthians, na sempre quente Presidente Prudente, por exemplo, a equipe palestrina, quando mandante, entrou de branco em várias ocasiões, obrigando o rival a jogar de preto. Contra o São Paulo, a estratégia também foi adotada.

Não se sabe, porém, se a prática fez a camisa branca vender mais que a verde. Consultada pelo ESPN.com.br, a Meltex, que administra as lojas do clube, disse que “prefere não expor o número” de uniformes comercializados pela Academia Store, loja oficial do clube do Palestra Itália.

Confira a cor de uniforme usada pelo Palmeiras em todos os jogos da Série B:

1ª rodada: Palmeiras 1 x 0 Atlético-GO – 16h20 – Verde

2ª rodada: ASA 0 x 3 Palmeiras – 21h50 – Verde

3ª rodada: Palmeiras 0 x 1 América-MG – 16h20 – Branco

4ª rodada: Palmeiras 2 x 1 Avaí – 19h30 – Verde

5ª rodada: Sport 1 x 0 Palmeiras – 16h20 – Branco

6ª rodada: América-RN 0 x 2 Palmeiras – 21h50 – Branco

7ª rodada: Palmeiras 4 x 0 Oeste – 16h20 – Branco

8ª rodada: Palmeiras 4 x 1 ABC – 21h – Verde

9ª rodada: Figueirense 2 x 3 Palmeiras – 16h20 – Verde

10ª rodada: Guaratinguetá 1 x 1 Palmeiras – 16h20 – Branco

11ª rodada: Palmeiras 4 x 0 Icasa – 21h50 – Verde

12ª rodada: Palmeiras 2 x 1 Bragantino – 19h30 – Verde

13ª rodada: São Caetano 1 x 2 Palmeiras – 19h30 – Branco

14ª rodada: Palmeiras 2 x 1 Paraná – 16h20 – Branco

15ª rodada: Joinville 0 x 1 Palmeiras – 21h50 – Verde

16ª rodada: Palmeiras 3 x 2 Paysandu – 16h20 – Branco

17ª rodada: Boa 1 x 0 Palmeiras – 16h20 – Branco

18ª rodada: Ceará 2 x 2 Palmeiras – 21h – Verde

19ª rodada: Palmeiras 0 x 0 Chapecoense – 21h50 – Verde

20ª rodada: Atlético-GO 1 x 3 Palmeiras – 18h15 – Verde

21ª rodada: Palmeiras 3 x 0 ASA – 19h30 – Verde

22ª rodada: América-MG 1 x 1 Palmeiras – 16h20 – Branco

23ª rodada: Avaí 2 x 4 Palmeiras – 21h50 – Branco

24ª rodada: Palmeiras 2 x 1 Sport – 16h20 – Branco

25ª rodada: Palmeiras 0 x 0 América-RN – 16h20 – Branco

26ª rodada: Oeste 0 x 2 Palmeiras – 21h50 – Verde (camisa 3)

27ª rodada: ABC 3 x 2 Palmeiras – 16h20 – Verde

28ª rodada: Palmeiras 4 x 0 Figueirense – 19h30 – Verde

29ª rodada: Palmeiras 1 x 0 Guaratinguetá -21h50 – Verde

30ª rodada: Icasa 1 x 0 Palmeiras – 21h50 – Branco

31ª rodada: Bragantino 0 x 2 Palmeiras – 16h20 – Verde

32ª rodada: Palmeiras 0 x 0 São Caetano – 16h20 – Amarelo (camisa 3)

33ª rodada: Paraná 1 x 1 Palmeiras – 16h20 – Branco

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESPN BRASIL

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Oswaldo de Oliveira vira alvo do Palmeiras

O botafoguense Oswaldo de Oliveira é a bola da vez no Palmeiras. Depois de ouvir “não” de Vanderlei Luxemburgo, Abel Braga e Dunga, a diretoria alviverde já conversou, inclusive, com um representante do técnico.

A consulta ocorreu na última sexta-feira e serviu para o Palmeiras conhecer as intenções e a pedida salarial de Oswaldo. Para bater o martelo, o carioca gostaria de receber cerca de R$ 450 mil por mês.

O pior para o presidente alviverde, Paulo Nobre, é que a conversa com Oswaldo já chegou aos ouvidos do atual técnico do clube, Gilson Kleina, por meio de um agente.

O contrato de Oswaldo de Oliveira com o Botafogo terminará em 31 de dezembro e ele fez uma série de exigências para permanecer em 2014. Entre elas, estão um reajuste salarial e a manutenção de jogadores-chave, além de reforços.

Exceto por Luxemburgo, que chegou a estar próximo de um acordo, Abel e Dunga descartaram a possibilidade de assumir o Palmeiras desde o primeiro contato. A pedida de Abel assustou. Já Dunga nem abriu valor.

• A perigo

A reformulação no Palmeiras para 2014 pode ir além da comissão técnica. Ao menos entre os conselheiros, corre a informação de que Paulo Nobre cogita demissões entre seus dirigentes profissionais.

• Outro lado

O Verdão garante que Francisco Assunção Vituzzo não perdeu a diretoria de serviços internos, embora reconheça que uma empresa ajudará a administrá-la, como consultora.

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Tensão no canteiro

A paralisação da obra do Allianz Parque pelos operários não é um fato inédito. Segundo pessoas que acompanham a reforma, já houve pelo menos outras duas, uma causada por reclamações contra as condições de segurança – um operário morreu no canteiro do estádio do Palmeiras, neste ano.

• De Letra

“O Walter Torre é um menino mimado. Quando não jogam como ele quer, pega a bola e vai embora” – Gilto Alvallone, conselheiro do Palmeiras, sobre a ameaça de paralisação das obras do Allianz Parque.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

BLOG DO ROBSON MORELLI → Se você fosse presidente do Palmeiras, com quem você renovaria contrato? Veja a lista
 
ESTADÃO ONLINE → Técnico Gilson Kleina se irrita ao falar sobre seu futuro no Palmeiras
 
FOLHA ONLINE → Kleina diz estar cansado de ouvir perguntas sobre renovação de contrato
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Kleina ironiza não ser treinador de ‘grife’: “Fashion Week está aí”
 
TERRA → Incomodado, Kleina não se preocupa por falta de ‘grife’: ‘Fashion Week está cheio’
 
ESPN BRASIL → Kleina ironiza sobre não ser considerado treinador de ‘grife’: ‘Fashion Week está aí’
 
GLOBO ESPORTE COM → Kleina explica treinos fechados no Verdão: ‘Estamos decidindo título’
 
TERRA → Após treino fechado, Verdão não relaciona Luis Felipe e pode ter novidade
 
GLOBO ESPORTE COM → Palmeiras encerra preparação com rachão e sem revelar time
 
UOL ESPORTE → Valdivia é dúvida no Palmeiras para sábado e Luis Felipe está fora
 
ESPN BRASIL → Palmeiras fecha treino, mas finaliza preparação com Valdivia no gol
 
ESTADÃO ONLINE → Mudanças no elenco do Palmeiras começam após o título da Série B
 
JP ONLINE → Apesar do acesso antecipado, M. Oliveira classifica Série B como “difícil e suada”
 
UOL ESPORTE → Tirone diz que Kleina não é um técnico caro e defende renovação
 
GLOBO ESPORTE COM → Sonnen garante visita ao Palmeiras durante o TUF: ‘Sempre acompanho’
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Aos 21 anos, Nobre defendeu Mancha Verde e revelou família tricolor

••

12 respostas em “Verdão na Mídia 08-11-2013: Palmeiras fica perto de patrocínio com ajuda de ‘braço direito’ de Lula ❘ Lancenet”

Como um bom palmeirense que sou, o que mais me deixa triste e de saber que o palmeiras pode ser ajudado por um dos piores vermes da terra esse lixo humano que se chama Lula.
Peso a Deus que a caixa não assine com o palmeiras seria desonesto por sua parte Paulo Nobre.
A caixa é do povo como em nosso estadio não tem dinheiro publico com na casa dos gambas não nos envergonhe presidente.

Esse Gilto Avalone, é um VELHO RABUGENTO!!! Ele é um cabueta, além do mais, é capaz de entregar o Palmeiras no ministério público.

Por que não? Num time quebrado $$$ ele levou o grupo ao título Carioca antecipado e jogando bem!! O time decaiu muito fisicamente e acho que estão com alguns problemad de relacionamento com o Seedorf por isso não estão num bom momento neste fim de campeonato!! Fora isso arma o time num 4-2-3-1 ofensivo e bem disposto taticamente.
O Cara ganhou vários títulos nos últimos anos. Além disso, aproveita a base dos times que dirige, olha o Vitinho, o Dória, acho que o V. Júnior tbm.
Dentre os técnicos brasileiros acho um dos mais qualificados.

Se COM O KLEINA o time da SONO, Com OSVALDO OLIVEIRA , Vai ter gente Roncando nos ESTÁDIOS !!!! MEU DEUS !!!

Se o WT é um menino mimado, o Gilto Avalone é um velho rabugento… se não faz o que ele quer, ele entrega o clube, do qual se diz torcedor, nas mão do Ministério Público.

podem me criticar mas se confirmar este patrocinio,enquanto estiver estampado não comprarei camisas oficiais.
me preocupa esta questão do técnico,se realmente ouve estas sondagens mostra que a direção não tem uma linha de raciocinio,”esta atirando pra todo lado”,e isto não da,tu tem que saber o que quer para o clube,por exemplo:queremos um tecnico “moderno”,que saiba jogar mais compactado e etc…,ai tu sonda só treinadores que se encaixem neste perfil,mas não,além destes estão indo em ultrapassados,retranqueiros,caros,e isto mostra que não sabem o que querem

Os comentários estão desativados.