Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 12-11-2013: Palmeiras sonda Bielsa, se assusta com valores, e Kleina pode ficar ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Palmeiras sonda Bielsa, se assusta com valores, e Kleina pode ficar

Por Marcelo Hazan e André Hernan

O Palmeiras demorou a procurar o técnico Gilson Kleina para iniciar a negociação pela renovação porque tinha outro nome na pauta: Marcelo Bielsa. O argentino, fora do Atlético Bilbao, da Espanha, desde o meio do ano, foi procurado por um representante alviverde, em reunião realizada na Argentina na semana passada. No encontro, a pedida de aproximadamente R$ 1 milhão de salários por mês, livre de impostos, impossibilitou qualquer chance de negociação.

A tentativa por Bielsa chegou aos ouvidos de Kleina, que obviamente ficou chateado. O presidente Paulo Nobre havia prometido se reunir com o treinador logo após a confirmação do acesso à Série A, o que ocorreu há duas semanas. Somente após o “não” de Bielsa é que Kleina enfim foi procurado.

Mesmo rejeitado por parte da torcida e dividindo opiniões na diretoria, Kleina tem a seu favor o amplo apoio do elenco palmeirense. A demora está fazendo o Verdão perder a vantagem que tinha sobre a maioria dos rivais para 2014: com acesso garantido, o clube já poderia estar traçando o planejamento para a próxima temporada. No entanto, não conseguiu sequer decidir quem será seu técnico.

Mais adequado à política salarial alviverde, Kleina, que ganha R$ 300 mil mensais, não coloca o aspecto financeiro como prioridade para acertar. Internamente, agora ele é visto como favorito a permanecer.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Após pedida alta de Bielsa, Palmeiras inicia conversas para manter Kleina

Por Caio Carrieri

Gilson Kleina, enfim, foi procurado pela diretoria do Palmeiras para conversar sobre a renovação de seu contrato, que termina em 31 de dezembro. A procura aconteceu após o Verdão fracassar na tentativa de contratar o argentino Marcelo Bielsa, sem clube desde que deixou o Atlético de Bilbao (ESP) no meio da temporada. O clube foi atrás do treinador há três semanas, mas desistiu de fechar com ele.

José Carlos Brunoro chegou a viajar para a Argentina, mas não houve acordo. O argentino pediu cerca de US$ 5 milhões (R$ 11,65 milhões) por ano, livre de impostos. O técnico ganharia quase R$ 1 milhão por mês, mais do que o triplo do que recebe hoje Gilson Kleina (R$ 300 mil/mês). No meio do ano, Bielsa pediu o mesmo para o Santos, mas sem acerto. De acordo com integrantes da diretoria, o atual treinador foi avisado da busca fracassada por Bielsa.

Nessa segunda-feira, após o treinamento, o Verdão teve uma primeira conversa para tratar da renovação de contrato de Kleina, que estava incomodado com a situação na Academia. O técnico chegou a falar em tom de despedida na entrevista coletiva de sábado e se via fora dos planos do clube.

Gilson Kleina sempre afirmou que, na sua visão, a questão financeira não seria um problema diante do sonho de comandar o Palmeiras no centenário. Há diretores que consideram o salário atual, acertado pelo ex-presidente Arnaldo Tirone no fim de 2012, muito elevado. As conversas devem seguir na concentração para o jogo contra o Paysandu, nesta terça, em Belém.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ JP ONLINE

• Bielsa e Osvaldo teriam sido procurados pelo Palmeiras para assumir time em 2014

Com o acesso garantido e a um ponto de ser campeão, o técnico Gilson Kleina deveria estar tranquilo para seguir seu trabalho no Palmeiras em 2014, ano do centenário do clube. Mas, a medida que o fim de 2013 se aproxima, os rumores sobre sua saída aumentam. Informações de bastidores dão conta que o Verdão já teria procurado Marcelo Bielsa, que atualmente está desempregado, e Osvaldo de Oliveira, atual treinador do Botafogo, para ser o comandante alviverde para a temporada seguinte. A pedida salarial de ambos, contudo, teria assustado a diretoria do presidente Paulo Nobre.

O argentino Marcelo Bielsa, conhecido pela sua personalidade forte e pelo seu estilo característico de comandar suas equipes, teria pedido 900 mil reais mensais de salário e “carta branca” para comandar a academia de futebol do clube. Já o técnico do Botafogo, em jantar com a direção alviverde, teria apresentado sua pedida em cerca de 450 mil reais mesais. Os dois valores assustaram a direção palmeirense, que segue analisando um provável substituto de Gilson Kleina.

Enquanto não define seu futuro, Gilson Kleina comanda o Palmeiras nesta terça-feira (12) contra o Paysandu em Belém do Pará. A equipe precisa de apenas um empate para confirmar o título da Série B.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ JP ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Contra um desesperado Paysandu, Palmeiras joga por título da Série B

Chegou a hora de levantar – de novo – a taça de um torneio que o Palmeiras não gostaria de ter disputado, a Série B. Nesta terça-feira, às 21h50 (de Brasília), o Verdão precisa de apenas um empate com o Paysandu, no estádio Mangueirão, em Belém, para comemorar o bicampeonato da Segundona e fechar com chave de ouro a temporada da redenção.

– Esse momento é muito importante para o grupo, porque batalhamos para antecipar o objetivo do acesso e agora do título – declarou o lateral-esquerdo Juninho.

A comemoração, porém, pode ser consumada antes mesmo de o Verdão entrar em campo. Caso a Chapecoense não vença o Paraná, às 19h30, em Curitiba, a equipe de Gilson Kleina já poderá vibrar com a conquista. O acesso à Série A foi conquistado há duas semanas, depois de empate por 0 a 0 com o São Caetano.

Se o Palmeiras usa o jogo desta terça-feira para deixar definitivamente a Série B para trás e pensar somente na elite, a história do Paysandu é diferente. Na 17ª colocação, a equipe paraense ainda luta para permanecer na segunda divisão e evitar uma traumática queda para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Anderson Daronco (RS) apita a partida e será auxiliado por Marcos da Silva Brigido (CE) e Elan Vieira de Souza (PE). O SporTV transmite o jogo ao vivo para todo o Brasil. O GloboEsporte.com também acompanha o duelo em Tempo Real, com vídeos exclusivos, a partir das 21h20m (horário de Brasília).

AS ESCALAÇÕES

Paysandu: no último treino, três opções foram testadas na armação: Djalma, Diego Barboza e Jaílton. Como o primeiro entrou bem contra o Oeste, a tendência é que fique com uma vaga. Mas a maior novidade é o retorno do lateral-direito Yago Pikachu, artilheiro do time na Série B ao lado de Marcelo Nicácio. Apesar de o técnico fazer mistério, a provável escalação: Matheus; Yago Pikachu, Fábio Sanches, Leonardo e Pablo; Vanderson, Zé Antônio, Jailton (Diego Barboza) e Djalma; Heliton (Careca) e Marcelo Nicácio.

Palmeiras: Gilson Kleina ganhou alguns problemas para o duelo que pode valer o título da Série B ao Palmeiras. Valdivia foi para a seleção chilena, Leandro levou cartão vermelho e Wesley se machucou. Por outro lado, Alan Kardec está de volta. A provável escalação, então, ficou assim, de acordo com o treinamento de segunda-feira: Fernando Prass; Wendel, André Luiz, Henrique e Marcelo Oliveira; Eguren, Márcio Araújo, Felipe Menezes e Juninho; Ananias e Alan Kardec.

QUEM ESTÁ FORA

Paysandu: a principal ausência do time é o meio-campista Eduardo Ramos, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Oeste, no último sábado.

Palmeiras: Leandro (suspenso), Valdivia (na seleção chilena) e Wesley, Vinicius, Vilson, Charles, Luis Felipe e Mendieta (no departamento médico).

PENDURADOS

Paysandu: Aleílson, Dirceu, Djalma e Zé Antônio.

Palmeiras: Leandro, Luís Felipe e Marcelo Oliveira.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

• Palmeiras quer título hoje para se dedicar aos planos para 2014

Por Rafael Valente

O Palmeiras depende de apenas um empate hoje, contra o Paysandu, às 21h50, em Belém, para confirmar o título da Série B a três rodadas do final da competição.

O líder, com 73 pontos, pode até entrar em campo campeão se a Chapecoense, vice-líder com 62, empatar com o Paraná, às 19h30.

O bicampeonato da Série B, contudo, terá pouco valor para o clube oito vezes campeão do Brasileiro e também campeão da Libertadores.

Sua importância será fora de campo para os alviverdes.

Se a taça for alcançada hoje, o clube poderá finalmente iniciar o planejamento para 2014, algo que tem se arrastado nas últimas semanas.

A pendência principal (leia mais cima) é a decisão sobre o futuro do técnico Gilson Kleina. Com contrato até o fim do ano, ele ainda aguarda um posicionamento da diretoria sobre a renovação.

Kleina deseja ficar e, segundo a Folha apurou, ele já se reuniu duas vezes com a diretoria –uma delas na última terça-feira–, mas ainda não teve uma resposta.

O assunto tem irritado Kleina, que já até tem uma declaração padrão sobre a renovação: “Aceitarei qualquer decisão que a diretoria tomar”.

Oficialmente a diretoria não fala sobre o assunto. Mas já sondou o técnico Vanderlei Luxemburgo, demitido ontem do Fluminense (leia abaixo), e Oswaldo de Oliveira, que tem contrato com o Botafogo até o final do ano.

São nomes que agradam os dirigentes para conduzir o time na próxima temporada.

Essa indefinição, contudo, reflete em outros casos.

Por exemplo, qual será o futuro de Ananias, André Luiz, Bruno, Charles, Fernandinho, Leandro, Léo Gago, Marcelo Oliveira, Márcio Araújo, Rondinelly, Ronny, Vilson e Wendel, todos com contrato até o final de 2013.

Também tem impacto na contratação de reforços. Os nomes são trabalhados em conjunto pela comissão técnica com a diretoria de futebol. E a aprovação depende de avaliação dos dois lados.

DESFALQUES

O time do Palmeiras hoje terá mudanças em quase todos os setores por conta de uma lista de desfalques.

O meia Valdivia está fora para defender o Chile. O atacante Leandro, expulso contra o Joinville, está suspenso. Ontem, perdeu o volante Wesley, que sentiu o joelho direito e o atacante Vinícius, que torceu o tornozelo direito.

Além deles, Vilson, Luis Felipe, Charles e Mendieta estão machucados e não jogam.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ FOLHA ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Distância de torcida exigente “ajuda” Palmeiras a festejar possível título

O Palmeiras vai aproveitar a distância de sua torcida para se soltar mais caso o título da Série B do Campeonato Brasileiro se confirme nesta terça-feira. A equipe alviverde precisa de apenas um empate com o Paysandu, no Mangueirão, em Belém. O Placar UOL Esporte acompanha o jogo, que começa às 21h50 (horário de Brasília).

O time costuma ser mais festejado quando joga fora da capital paulista, a exemplo do que ocorreu em Londrina, nas partidas contra Figueirense e Guaratinguetá. Distante dos “cornetas”, o elenco se sente mais livre para comemorar um título de menor importância, visto pelos torcedores como obrigação.

“Tem de comemorar pela dificuldade que foi. O placar muitas vezes engana na Série B. Claro que não vamos comemorar como se fosse uma Série A ou Copa do Brasil, mas vamos comemorar por toda dificuldade que passamos na Série B e comemorar para nunca mais voltar também”, disse o goleiro Fernando Prass, um dos líderes do elenco.

Na partida em que conquistou o acesso, o time viveu uma situação inusitada. Após o empate sem gols com o São Caetano no Pacaembu, ninguém comemorou no campo e nem nas arquibancadas. Fora de campo, também não houve festa. A diretoria alviverde deixou claro que o acesso não era motivo de celebração. Agora, em Belém, os atletas se sentem mais livres para se manifestar.

“Para nós, é muito importante este momento. Batalhamos muito para anteciparmos este objetivo. Caso a gente não comemore dentro de campo, pelo resultado não ter sido bom para a gente, pode ter certeza que, chegando ao vestiário, nos abraçaremos e comemoraremos bastante. A Série B não foi fácil”, disse o lateral Juninho.

“Por jogar a Série B, o torcedor não comemora tanto como se fosse uma Série A, até porque é bem diferente. Mas é mais um campeonato e um título que entrará para a história do time”, completou.

“Se conseguirmos o título, nós comemoraremos. Sabemos o quanto foi difícil e suado. Se fosse fácil, teríamos vencido todos os jogos por goleada. Tivemos vitórias, empates e derrotas, e agora falta pouco para alcançarmos o título. Estamos fazendo o nosso melhor na competição. Pela grandeza do Palmeiras, estar na Série B incomoda. Mas, neste ano, nós conseguimos o objetivo maior, que era o acesso. Agora, buscaremos o título”, afirmou Marcelo Oliveira.

O principal ponto é que será a segunda vez que o palmeiras conquista a Série B. Portanto, internamente, a visão é a de que não faz sentido uma comemoração ostensiva. Longe da hostilidade de parte da torcida, porém, a equipe terá mais liberdade para festejar.

“Não é demérito ganhar o título da Série B, o Palmeiras tenta ser o melhor onde entra. De repente não será um título significante pela história do Palmeiras, mas não tenham dúvidas de que vou comemorar. Será a consolidação do trabalho, o merecimento por poder concretizar todo esforço e sacrifício. Era um campeonato em que não poderíamos falhar e não falhamos. Imagina no centenário do Palmeiras, um ano histórico para o clube, não podermos comemorar essa volta”, explicou o técnico Gilson Kleina.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Palmeiras já avisa: comemorará título mesmo se a torcida discordar

Por William Correia

As vaias recebidas na confirmação do acesso à primeira divisão, após o 0 a 0 com o São Caetano no Pacaembu, deixaram os jogadores irritados a ponto de pouca festa ser feita em campo. Nesta terça-feira, contudo, será diferente: o elenco já avisou que comemorará de qualquer forma caso o título da Série B seja confirmado na partida contra o Paysandu, em Belém.

“Com certeza, se não comemorarmos em campo porque o resultado não foi bom, dentro do vestiário vamos nos abraçar e comemorar bastante”, avisou Juninho.

A expectativa, contudo, é de festa também nas arquibancadas do Mangueirão: palmeirenses do Pará, que não veem um jogo do time há mais de três anos, preparam uma grande celebração para o segundo título do clube na Série B. E a conquista é bem provável mesmo antes de a equipe entrar em campo para o jogo das 21h50 (de Brasília), já que basta a Chapecoense não vencer o Paraná em partida às 19h30, em Curitiba.

Os jogadores só esperam que seja respeitado o esforço pela campanha na segunda divisão. “Escutamos muito que a Série B é obrigação, mas sabemos o tanto que ralamos aqui. Para o grupo, é um momento muito importante, batalhamos bastante para antecipar esse objetivo. Não está sendo fácil essa Série B”, indicou Juninho.

“O torcedor, por ser Série B, não comemorará tanto como se fosse na Série A, e a diferença é muito grande mesmo. Mas é mais um campeonato, mais um título. Independentemente do campeonato que o Palmeiras disputa, é clube grande e tem que ficar em primeiro”, argumentou o lateral esquerdo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Camisa amarela do Palmeiras gera saia justa, e Nike cobra ação da CBF

Por Pedro Lopes

O uniforme comemorativo do Palmeiras lançado no último dia 26, em alusão à equipe do clube que representou o Brasil na inauguração do Mineirão em 1965, colocou em rota de colisão dois dos maiores fornecedores de material esportivo do mundo: Nike e Adidas.

O conjunto, desenvolvido pela empresa alemã e utilizado na partida contra São Caetano, inclui camisa verde e amarela, calção azul e meias brancas, fazendo clara referência ao uniforme de jogo da seleção brasileira. A evidente semelhança gerou insatisfação na Nike, patrocinadora e fornecedora da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), e que detém exclusividade sobre a camisa de jogo utilizada pelo Brasil.

O acordo entre a confederação e a empresa norte-americana prevê que a CBF deve zelar pelo respeito aos contratos de uso da marca da seleção. Com base nisso, a patrocinadora acionou a entidade e pediu providências quanto ao material, o qual considerou praticamente uma réplica.

O UOL Esporte apurou que a confederação, por meio de seu vice-presidente Marco Polo Del Nero, que também é conselheiro do Palmeiras, entrou em contato com a diretoria do clube na última quinta-feira para revelar o problema e solicitar a suspensão das vendas da camisa amarela.

O Palmeiras, por sua vez, levou a questão para a Adidas. A empresa, entretanto, não tem qualquer intenção de abrir mão do produto. Os resultados da pré-venda foram considerados extremamente satisfatórios. Além disso, a relação entre o clube e a patrocinadora já não é mais a mesma desde que ela assinou com o Flamengo por valores substancialmente superiores, e foi ainda mais abalada por divergências durante a gestão do ex-presidente Arnaldo Tirone.

A Nike planeja lançar em 2014 um terceiro uniforme do Corinthians, na cor amarela, também em homenagem à seleção brasileira e aproveitando o ano de Copa do Mundo. O lançamento de material similar, utilizando exatamente as cores que o Brasil tradicionalmente leva a campo, por um clube rival e pela principal concorrente no mercado do futebol acabaram agravando ainda mais o conflito.

Procurada pela reportagem, a Adidas, por meio de sua assessoria, afirmou que não comentará o assunto. Já a Nike disse apenas que “a responsabilidade por zelar pelas parcerias, contratos e direitos de propriedade intelectual relacionados com a seleção brasileira é da CBF”. O Palmeiras e a CBF não responderam até a publicação da reportagem.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

BLOG DO RICARDO PERRONE ❘ UOL

• Em mediação, Palmeiras deve alegar desequilíbrio para mudar contrato

Mais do que bater o pé para comercializar 33 mil das 43 mil cadeiras de seu novo estádio, o Palmeiras tentará sair da mediação sobre seu impasse com a WTorre com uma série de mudanças no contrato.

Oficialmente, nenhuma das partes fala sobre o assunto.  Mas o blog apurou que advogados consultados pelo clube elaboraram uma linha de ação que tem como objetivo alegar que o compromisso atual é desequilibrado a favor da WTorre. E que, numa parceria de 30 anos, essas desvantagens se tornariam catastróficas para o alviverde. Por isso, uma reforma contratual seria o mais justo. Um acordo em relação à essas modificações agora evitaria que o caso fosse levado para um centro de arbitragem.

Um dos principais pontos de desequilíbrio seria o fato de a construtora poder vender os ingressos pelo preço que quiser e repassar ao clube valores referentes ao tíquete mais barato, em média, na temporada anterior.

Em documento apresentado a seus conselheiros, recentemente, a diretoria alegou que o contrato pode provocar um prejuízo de pelo menos R$ 300 milhões em 30 anos. Estimativas como essas serão usadas durante a mediação na tentativa de uma reformulação contratual.

Por sua vez, a WTorre está disposta a insistir que apenas quer que o contrato seja cumprido. E que ele é o mesmo aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube, ao contrário do que alegam os palmeirenses.

De maneira irônica, executivos da construtora afirmam que o compromisso é desequilibrado, mas desfavoravelmente à empresa. Isso porque só ela paga a conta da construção.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO RICARDO PERRONE ❘ UOL

••

BLOG DO JORGE NICOLA

• Prêmio a Brunoro por título da Série B rende polêmica

Diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro voltou a se transformar em pivô de uma polêmica no Palestra Itália. Tudo por causa do prêmio de aproximadamente R$ 250 mil previsto no contrato do palmeirense em caso do título da Segunda Divisão.

Desde a metade do ano, o ex-presidente Mustafá Contursi e seus aliados pressionam o presidente Paulo Nobre a demitir Brunoro. O movimento se deve no custo — R$ 120 mil de salário por mês.

A notícia de que o presidente topou colocar em contrato uma cláusula prevendo bônus a Brunoro enfureceu seus antigos desafetos. E o barulho maior se concentra no COF (Conselho de Orientação e Fiscalização), órgão que andou toda a temporada lado a lado com Nobre.

“É um grande absurdo pagar prêmio a um diretor por ser campeão da Série B. Primeiro porque é obrigação subir. Depois, porque o Brunoro não ganha jogo”, corneta um dos aliados de Mustafá Contursi dentro do COF e do Conselho Deliberativo.

Procurada, a assessoria de imprensa do Palmeiras reconheceu que há um prêmio previsto em contrato mas não confirmou o valor.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JORGE NICOLA

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• COF protesta contra bicho para Brunoro

Diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro voltou a se transformar em pivô  de uma polêmica no Palestra Itália. Tudo por causa do prêmio de aproximadamente R$ 250 mil previsto no contrato do palmeirense em caso do título da Segunda Divisão.

Desde a metade do ano, o ex-presidente Mustafá Contursi e seus aliados pressionam o presidente Paulo Nobre a demitir Brunoro. O movimento se baseia no custo do cartola — R$ 120 mil de salário por mês.

A notícia de que o presidente topou colocar em contrato uma cláusula prevendo bônus a Brunoro enfureceu seus antigos desafetos. E o barulho maior se concentra no COF (Conselho de Orientação e Fiscalização), órgão que andou toda a temporada lado a lado com Nobre.

”É um grande absurdo pagar prêmio a um diretor por ser campeão da Série B. Primeiro porque é obrigação subir. Depois, porque o Brunoro não ganha jogo”, corneta um dos aliados de Mustafá Contursi dentro do COF e do Conselho Deliberativo.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

• ‘Big Brother’

Por Bernardo Itri

As torcidas de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo serão mais vigiadas a partir de 2014. Os clubes se comprometeram com o Ministério Público a instalar mais câmeras em seus estádios para facilitar a identificação de torcedores que se envolverem em brigas, atirarem objetos no campo ou cometerem atos de indisciplina. O acordo faz parte de um termo de compromisso que deve ser assinado na próxima segunda.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

ESPN BRASIL – BATE BOLA → PVC: Após sondar Bielsa, Palmeiras tentará renovar contrato de Gilson Kleina
 
BLOG DO LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI → Palmeiras erra se render a Gilson Kleina
 
UOL ESPORTE → Lateral é mais um a pedir a permanência de Kleina no Palmeiras
 
LANCENET → Henrique joga para ser o maior vencedor do Verdão no século
 
JP ONLINE → Com apenas metade das partidas disputadas, Valvívia é o líder de assistência do Palmeiras
 
ESPN BRASIL → Marcos não arrisca roteiro de ‘filme’ do centenário, mas escala elenco: ‘Eu iria de Gilson Kleina’
 
TERRA → Marcos diz que joga em categoria “sub-óbito” e elogia Rogério Ceni
 
ESPN BRASIL → Marcos afirma que jogadores do Palmeiras devem comemorar título da Série B
 
GLOBO ESPORTE COM → De churrasqueira a cueca, paraense se prepara para título do Palmeiras
 
IG ESPORTE → Dez anos depois, Cruzeiro, Fla, Palmeiras e São Paulo podem repetir resultados
 
LANCENET → Verdão é recebido em Belém com grande festa e gritos de ‘fica’ para Kleina
 
JP ONLINE → Título do Palmeiras, na Série B, deve ser muito comemorado?
 
BAND ESPORTE  → Brunoro diz que Verdão não tem interesse em Luxemburgo para 2014
 
SPORTV → Luxemburgo diz que não foi procurado pelo Palmeiras e que não pretende tirar férias
 
TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → Palmeiras é recepcionado com festa em Belém

••

30 respostas em “Verdão na Mídia 12-11-2013: Palmeiras sonda Bielsa, se assusta com valores, e Kleina pode ficar ❘ Globo Esporte Com”

Com esse amadorismo a diretoria enterra o programa sócio-torcedor de uma vez. Quem pensa pequeno, só consegue coisas pequenas. Acorda Paulo Nobre e demais diretores. Sem time competitivo vocês espantam os torcedores… e possíveis sócios..

Põ, também quero “bicho” por passar o ano inteiro sofrendo com esse timeco e esse técnico medíocre, sem contar as horas de sono perdido com tanta raiva… Pagar bicho pra diretor é o fim da picada…

Lógico que o elenco (?) apoia Kleina, porque com outro técnico teriam que correr mais, jogar mais, treinar mais, batalhar mais. Com o Kleina o burro tá na sombra e com o técnico abanando…

Não estou preocupado com técnicos…e sim, com o time, que é medonho de ruim. Todos comentam que jogou desfalcado e tal. Oras, os desfalques são os mesmos de 2012 (quando caímos), que foi do Valquíria e tbm do Wesley. O restante é nível série-B, C. Como comentamos sempre por aqui, nesse time nível série B, se salvam menos da metade, e necessitamos urgente (PRA NÃO CAIRMOS NOVAMENTE), uns 6 a 7 jogadores de nível. Dois laterais/alas (direto e esquerdo), + o Airton ou Vitor (pra reserva) 1 zagueiro pra jogar ao lado do Henrique, + o Luis Gustavo pra reserva. 1 volante que saiba marcar e sair jogando. 1 meia-armador acima da média, e que jogue a maioria dos jogos, e não faça corpo mole. E mais 1 ou 2 atacantes (1 vindo de trás e outro fixo) ao lado do Kardec. E com o Prass, Vilson, Eguren, Mendieta, Wesley, Serginho (tem estrela e serve pra reserva) e/ou Leandro (caso não consigam 2 atacantes, renovem com ele mesmo…apesar de achar ele fraquínho demais). Caso consigam essa meia-dúzia de jogadores acima da média, brigaremos pelo título ou libertadores com os 10 times de cima, caso contrário, ficaremos entre os 10 da parte de baixo, e a luta será contra o rebaixamento. O restante , coloquem na caçamba e emprestem, vendam, ou até doem (caso paguem os salarios deles), pois, são jogadores que não tem a mínima condição de jogar no palmeiras, e caso essa diretoria insista com eles, o risco de queda novamente será iminente. Não se esqueçam e não se iludam: SÉRIE-A NÃO É SÉRIE-B, E OS JOGOS SÃO PEDREIRAS!!! E os times que hj estão brigando pra não cairem pra B, caso se safem, irão ao mercado contratar (o Flu já trouxe o Conca), e por aí vai,…pois, lá nos outros clubes a mentalidade é outra e pensam GRANDE!!!

Meu Deus!
Depois do jogo de ontem fico imaginando quantas goleadas iguais a do Mirassol vamos sofrer na serie A no ano do nosso centenário, porque pra mim com o merda do Kleina não temos outra alternativa.

Bom parece que ta fechado com o OO, e por um bom preço, com bônus sobre as conquistas, o que faz todo sentido. Parece tb que ele vai pedir que o Seedorf venha tb. o Caldo já começa a ficar mais grosso.

Bicho para o Brunoro ganhar a série B… austeridade é só pro futebol pelo jeito, já pro bolso dos profissas é liberada a gastança.

Pagar um milhao ou mais para o Bielsa representa transferir o patrocinio master para ele. Continuariamos na pobreza, de acordo com Nobre, e sem time. Prefiro Kleina ou outro de 300 e muitos reforcos de nivel.

Tão perdido no planejamento,não saber preço de Bielsa e outros tecnicos è coisa de Tirone e Frizzo,todo planejamento parte de um orçamento e cotação de custos de cada item, e ver o que ser pode fazer.Não fazer prè cotação com informaões de mercado è coisa de amador.

Caros.
Um milhão livre para o Bielsa é loucura mesmo, deve dar algo em torno de 1,8 milhão por mês no total.
Agora 300 mil, é o que a imprensa diz, para o Kleina é tão loucura quanto, já que ele quer tanto ficar que aceite algo em torno de 50 mil por mês; assim a multa para mandá-lo embora depois de um novo 6 x 2 vai ser bem baixa.
Quem defende o Kleina, certamente nunca viu o time em campo, ele consegue o feito de: escalar mal, taticamente é sofrível, lembre-se tomou 2 [ DOIS ] nós táticos do Pintado, 0 x 0 no Pacaembu e ainda, faz beicinho, não escalando o Eguren, pois não o indicou.
Quer arriscar, chama: o Guto da Lusa ou Enderson do Goiás ou o Dado do Paraná, ou melhor pega o Gareca do Veléz ainda o Lasarte da Universidad Catolica de Chile é só lembrar do baile que o SPFW levou no jogo de volta.
Todos eles por menos de 300 mil.
E viva a competência profissional de Brunoro/Nobre e que tais.

Verdade. Falam tanto de custo/benefício, mas sequer sabem avaliar. Pagar R$300 mil/mês pra um profissional tão pouco capacitado e de resultado quase zero como o Kleina pode sair mais caro que o dobro ou triplo pra outro, só dependendo de quem se contrata. E alguns do que você mencionou seriam apostas interessantes, com certeza de menor custo, idéias outras além que chegariam com pouca rejeição e sem a imagem já desgastada do Kleina.

Estou contigo. Traz o Dado ou o Guto, ambos são bons técnicos que sairiam por menos de 300 mil por mês. Estamos precisando de jogadores.

A nike só pode achar que o Palmeiras sempre será passado para trás. Ou será?

o Oswaldo é lixo assim como kleina, lixo por lixo ficamos com o kleininha….luxpoker já era…tem que ser mano menezes, abel Braga, bielsa, esse nível no mínimo….abraxx

Meu Deus, pelo jeito vamos ter que aguentar de novo GILSON KLEINA, BRUNO, WENDEL, ANDRÉ LUIZ, JUNINHO, MÁRCIO ARAUJO, VINÍCIUS, LEANDRO AMARO, MAIKON LEITE, PATRICK ETC.
Porra Paulo Nobre, tragam o NEI FRANC O, o cara é excelente, só saiu do SP porque o “Mito” enterrou o cara.
Ir de Gilson Kleina novamente não dá.
Pelo jeito o centenário vai ser triste.
NEI FRANCO JÁ!
Bonus para o Brunoro?????

Deixa ver se eu entendi…a Nike quer q o Palmeiras não venda camisa amarela pq só a seleção pode. Daí ela entra em 2014 e faz uma camisa amarela pro gambás (???????). Acho q eu sou meio limitado, deve estar facil de entender mas eu não consigo.

é isso ai, a adidas só pode vender camisa amarela sem o distintivo do Palmeiras, da africa do Sul e da suécia pode. Aliás ouso dizer que se fosse o flamiengo que tivesse lançado estaria tudo certo.

que tal demitir o Brunoquio (150 mil) + kleina (300) e chamar o osvaldo (450 mil). quanto à Nike: patético

1 milha é muito tb né, porra Bielsa vai comprar as papas fritas amigo. Isso tudo pq o Kleina é medroso, tivesse sido mais ousado, menos retranqueiro e mais ambicioso, não estariamos ( e nem ele) nessa de técnico novo.

2004 se repetindo… vamos manter o campeão da série B por alguns meses até percebemos que precisamos de alguém melhor. Aposto 30 centavos.

Que coisa hein?
E não é que o Palmeiras foi procurar o tal Bielsa? O que eles esperavam que o argentino iria pedir de salário?
Particularmente eu acho que técnico de futebol ganhar muito dinheiro. Mas, no estágio atual, querer um técnico na cada dos R$ 300 mil que o Kleina está recebendo, é exigir muito.
Dos chamados técnicos top, nenhum aceitar trabalhar por menos que os R$ 450 mil que o Osvaldinho pediu.
Enfim, vamos de Kleina mesmo e seja o que Deus quiser.

R$450.00 pro Osvaldinho é demais também hein. O Dorival Jr. recebe R$600.00 cara. Onde isso vai parar??? Prefiro pagar R$300.00 pro Kleina mesmo e contratar um elenco decente. Ja imaginou contratar o Bielsa por esse absurdo e encher o elenco de Pedros Carmonas e Tingas da vida?

Pelo amor de DEUS….ficar com esse Kleina é brincadeira..esse estágiario da Série B não sabe nada de futebol. .se colocasse um cone no banco de reservas o resultado seria o mesmo subiriamos da mesma forma…o palmeiras está se tornando mais patético a cada dia e se tornando cada dia com pensamento de time pequeno….lamentável….ano que vem não vou assitir nenhum jogo com esse cidadão no banco como treinador. ..

Se essas notícias e especulações de treinadores for verdadeira, descancara todo o amadorismo do Brunoro e Nobre na escolha do nosso novo-velho técnico. Cadê o planejamento ? Heein ? É questão de tempo para descobrirmos o nível daqueles que nos conduzem, tempo.

Não entendi… A Nike é dona das cores amarela e azul? … Negociaram com quem o uso exclusivo dessas cores?? Com o dono do arco-íris??? Com a Faber-Castell que faz lápis de cor??? kkkkk!!! Tá de palhaçada!!!

Os comentários estão desativados.