Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 17-11-2013: Parabéns, Palmeiras. Mas, Série B nunca mais! ❘ Antero Greco

BLOG DO ANTERO GRECO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Parabéns, Palmeiras. Mas, Série B nunca mais!

A torcida do Palmeiras comemorou com certa discrição. Os jogadores exultaram. O técnico Gilson Kleina mostrou-se aliviado e agora de olho no futuro. A diretoria passou batido. Essas foram, basicamente, as reações palestrinas no final da tarde deste sábado, no Pacaembu, quando o time conquistou o título da Série B, com os 3 a 0 no Boa.

E todo mundo teve razão na respectiva atitude. Os fãs esperam que tenha sido a segunda e última taça da Divisão de Acesso. Não querem passar nunca mais por pesadelo semelhante aos de 2002 e 2012, anos que precederam as quedas. Os atletas comemoram o dever cumprido. O treinador vislumbra a possibilidade de continuar. Os dirigentes mantiveram-se calados, porque o fiasco passou pelos bastidores e pela administração.

A lição não foi bem aprendida pelo Palmeiras uma década atrás. Então, se dizia que a equipe voltaria mais forte e que a diretoria amadurecera. Meia-verdade. O Brasileiro de 2004 de fato foi bom, a ponto de garantir vaga na Libertadores do ano seguinte. Na política, mudou pouco, apesar do aceno ilusório de modernidade na gestão Belluzzo. No campo e fora, houve pequenos avanços, proezas esporádicas e frustrações frequentes.

O Palmeiras não tem direito mais a erros tão grotescos que o empurrem outra vez para baixo. Ou retoma de vez a vocação vitoriosa que marcou a maior parte de sua história quase centenária ou se conforma em ficar em plano inferior aos rivais tradicionais. E, se isso acontecer (bata na madeira, palestrino!), será injusto com uma das maiores torcidas do País.

Será uma traição ao espírito que norteou a criação do Palestra Itália em 1914.

A base pode não ser excepcional, mas está aí. Há uma espinha com Fernando Prass, Henrique, Valdivia, Alan Kardec, Leandro. É preciso trazer gente que acrescente qualidade. Não necessariamente para ganhar títulos em 2014 (esqueçam esse papo de centenário). Mas que representem alicerce forte para 2015, 2016, 2017….

Parabéns, Palmeiras. Mas, na boa: Série B nunca mais!

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ANTERO GRECO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Palmeiras, o futuro do campeão

O Palmeiras é o campeão da Série B. Mas não deixa de ser campeão e seu jogo mais difícil a partir de agora (depois de vencer o Boa por 3 a 0, gols de Felipe Menezes, Leandro e Juninho) é montar elenco capaz de disputar competições mais importantes em 2014, ano de seu Centenário.

Pelas informações que tenho, pelo menos cinco jogadores serão contratados; um lateral-direito (Luís Felipe não ficará mesmo), um zagueiro, um lateral-esquerdo, um atacante e um meia. Deixei o meia para final, pois momento em que estou batucando este post, surge a informação- de bastidores- que ele pode ser Alex, do  Coritiba, se o Coxa for rebaixado.

Negócio que considero difícil, pela estabilidade em que vive o craque em sua cidade, Curitiba, mas ao mesmo tempo lógico. Ídolo da torcida palmeirense, Alex teve o treinador Gílson Kleina como padrinho de casamento, existindo, ainda, outro motivo forte: o meia Valdivia, o craque do time, não estará à disposição em boa parte dos jogos, em funções de seus problemas físicos tanto que na vitória da Seleção chilena sobre a Inglaterra (2 a 0) “El Mago” não atuou por conta de dores musculares.

Ah, e quando Valdivia não joga…

Diante do Boa Esporte, a ausência nem foi tão sentida, talvez pela fragilidade do adversário. Surpreendentemente, Felipe Menezes até que teve atuação das mais razoáveis, fazendo um belo gol de canhota próximo à entrada da área e rolando uma bola como se fosse craque para Leandro, que esta vez não aproveitou. Mas Série A é diferente…

Por falar em Leandro, em outra oportunidade do jogo ele se se redimiu, ao marcar um golaço, com direito a driblar o goleiro e empurrar a bola para as redes. O terceiro gol também foi uma surpresa pela feitura: excelente passe de Eguren para o contestado Juninho que, com o violento chute de pé esquerdo, estufou as redes do Boa Esporte.

Nem, animação, festa, coisa e tal, Mas o futuro do Palmeiras para o seu Centenário e para a Série A já começou.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL
 

••

BLOG DO MENON ❘ UOL

• Depois da festa, Palmeiras precisa trabalhar duro

Alguém pode me achar arrogante, mas pelo menos um motivo eu não darei para que a ofensa tenha base concreta. Não vou dizer se jogador tem direito ou não de comemorar uma conquista. Aliás, acho que jogador tem de comemorar sim. Se não for pela história do clube, que seja por sua história pessoal. O Palmeiras tem dezenas de títulos importantes em seu currículo, muito maiores que a Série B. Mas, e Leandro? E Juninho? E tantos outros? Jogaram bem, mereceram o salário recebido, foram campeões, então, festa, muita festa.

Gílson Kleina também tem o que comemorar. Em seu primeiro trabalho em um grande clube conseguiu um título. Assumiu no ano passado, recebeu uma herança ruim de Felipão, não deu para evitar a queda, mas agora conseguiu o acesso. E o título. Ele chegou depois de Brunoro, o CEO, mostrar falta de tato e deixar claro que ele pode continuar porque Bielsa é Loco mas não rasga dinheiro.

Pediu mais de R$ 1 milhão por mês. “Como ele não quis, vamos pensar no Kleina”, disse Brunoro. Faltou tato e respeito.

A torcida comemora o que quiser. Como disse, não sou fiscal da alegria de ninguém. Eu não faria festa. Teria alívio, só.

E a diretoria? Bem, escrevo esse post cinco horas depois do título. Então, se Brunoro ou Nobre estiverem tomando um vinho ou comemorando de outra forma – danto tapas no antebraço, como gosta o presidente – está na hora de parar. Tem muito trabalho a ser feito. E nem estou falando de marketing, de centenário, de nada disso. Falo de time.

Com esse time de hoje, com esse elenco de hoje, me desculpem os oráculos Rubens Leme de Aquino e Antonio César Simão, a briga vai ser para entrar na parte de cima da tabela. É time para ficar em décimo, em oitavo, se tudo der certo. Se a bola bater na trave deles e entrar, se a bola bater na trave do Palmeiras e sair, se impedimento de 15  centimetros a favor não for percebido, se impedimento dos outros for visto com olhos de lince…..

É muito se. São muitas condicionantes.

Muita gente boa tem de chegar. O elenco precisa ser reforçado. Tem de trabalhar muito, presidente. Para que não haja sustos em 2014

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO MENON ❘ UOL

••

BLOG DO JUCA KFOURI ❘ UOL

• Parabéns, Palmeiras!

Tá bom: ninguém tinha dúvida de que isso aconteceria.

Tá mais bom ainda: o Palmeiras é sinônimo de títulos muito maiores, sem limites.

Desde sempre, aliás, quase 100 anos atrás.

Mas o título ganho nesta tarde no Pacaembu é sim, digno de se festejar.

Com direito a um dos gols mais bonitos do ano, o segundo alviverde, nos 3 a 0 sobre o Boa, de Leandro.

Gol que coroa uma temporada dura, de viagens longas, gramados difíceis, estádios acanhados.

Porque hora de chorar é hora de chorar.

Como no ano passado.

É duro, é humilhante até, como sabem oito dos 13 clubes mais populares do país.

Quem não sabe não sabe, parabéns, talvez um dia venha a saber.

Mas a dor também tempera, ensina, e, definitivamente, não é definitiva, não é fatal.

Série B não é cemitério. E vencê-la pode aproximar um time do céu.

E é em direção ao céu que o Verdão precisa se organizar para ir já em 2014, ano do seu centenário.

Claro, com outro elenco, bem mais qualificado que o atual.

Para desfilar na casa nova.

Para usar a camisa da cor que quiser, verde, de preferência, é claro, mas amarela se preferir, e ninguém tem nada a ver com isso, ou alguma fábrica agora tem monopólio de cor?

Porque hora de comemorar é hora de comemorar.

Para lembrar que o campeão do século 20 tem mais 87 anos para ser também o do século 21.

Alguém duvida?

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JUCA KFOURI ❘ UOL

••

BLOG DO LUIS CARLOS QUARTAROLLO ❘ JP ONLINE

• A volta do alviverde imponente

Palmeiras é o time mais esperado para a Série A do ano que vem.

Assim que caiu no ano passado todos apostavam na sua volta nesta temporada.

O Palmeiras é muito grande para ter caído duas vezes para a segunda divisão. Voltou nas duas vezes pelas portas da frente com muita dignidade.

Que aprenda a lição. Que não derrape mais, é grande demais para estar lá embaixo.

O Palmeiras é um time histórico que faz falta à Série A. Caiu por culpa de más administrações passadas.

Quando caiu pela primeira vez voltou também rapidamente e repete o quadro agora.

Não é nenhum demérito cair, acontece, só não pode se acostumar. Mérito maior e se levantar pelo caminho certo e não cair mais.

É o que espera o torcedor palmeirense que festejou a vitória sobre o Boa Esporte, de Minas Gerais, 3 x 0, hoje à tarde, no Pacaembu.

Dizem, que esse título não é para comemorar, não tem validade, é obrigação.

Não penso assim, tem que comemorar sim e se lembrar dele sempre para não esquecer a lição e o prejuízo que o clube tomou com a queda.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO LUIS CARLOS QUARTAROLLO ❘ JP ONLINE

••

BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

• Obrigado por nada, Palmeiras!

O Palmeiras festejou neste sábado a conquista do título da Série B do Campeonato Brasileiro. Agora, dono da taça que será entregue ao capitão Henrique na próxima rodada, vai se lembrar dessa conquista por mais 100 anos de sua história. Sim, o Palmeiras vai existir daqui a 100 anos. Mas que podia ter evitado essa temporada na Segundona, podia. Foi um ano perdido.

‘Obrigado por nada, Palmeiras’ – devem estar pensando os torcedores do time, inclusive os 19 mil que estiveram no Pacaembu na vitória contra o Boa por 3 a 0.

O acesso e a conquista não dão ao clube nada de importante, não o credencia para competições internacionais, apenas o leva para o lugar aonde ele estava antes de cair em 2012. De modo que o Palmeiras se juntará a mais 19 equipes que, como ele, tentarão dar passos mais altos em 2014. O clube andou uma temporada inteira para chegar ao lugar de partida.

Mas nem tudo deve ser jogado fora nesse 2013. No elenco formado pela diretoria, com a ajuda de Gilson Kleina, há jogadores em condições de permanecer na equipe. Alan Kardec é um deles. O atacante, quando joga mais enfiado na área, entre os marcadores, perto do gol, é sempre perigoso. Deve ficar com a 9. O goleiro Prass, que condenei muitas vezes neste espaço por achar que sempre estava longe da bola, melhorou muito e me convenceu de que pode permanecer e ajudar. Talvez tenha ganhado mais confiança.

Há outros, alguns já conhecidos do torcedor, como o meia Valdivia. Deve ficar. Eguren, com mais entrosamento e fôlego, substitui bem Márcio Araújo, que deve deixar o clube em dezembro, quando termina o seu contrato. Nesse calvário e ano perdido da Série B, o Palmeiras e a torcida se aproximaram e assim deve continuar no ano do centenário. O Palmeiras precisa de apoio para se reerguer por completo. Subir e ganhar a Série B não dá ao clube qualquer garantia de permanência na Série A em 2014. Espero que a diretoria também pense dessa forma.

Por fim, a permanência ou não de Gilson Kleina. O treinador merece todo o agradecimento do torcedor, dos jogadores, que pediram sua permanência após a conquista do caneco, e dos dirigentes que o tiraram da Ponte Preta e entregaram a ele a missão de trazer o time de volta. É verdade que Kleina teve chance de evitar o rebaixamento porque entrou no lugar de Felipão antes da queda. Mas isso também não garante nada em 2014.

Para a Série B, Kleina foi soberano. Tenho dúvidas de como seria na Primeira Divisão. Não vejo nele um comandante ousado e que tenha o grupo nas mãos. Nâo esse grupo. Talvez seja muito amigo dos jogadores. E todos sabem que treinador ‘bonzinho’ é engolido. Infelizmente é assim. Kleina ainda tem receio de perder e ousar, agredir e inventar. É pragmático. Prefere se defender a atacar. Valoriza volantes de marcação a meias mais saidinhos. Pelo menos foi o que vi nesta temporada. E olha que o Palmeiras sobrou com seu elenco na Segundona.

Não acho, no entanto, que Kleina não consiga ser um dia esse técnico ousado, com pulso e mais carisma que o Palmeiras precisa agora em sua volta para o Brasileirão, em ano de Copa e de seu Centenário. O problema é que o Palmeiras não pode esperar. E Kleina ainda precisa de algumas temporadas e mais confiança para se tornar o comandante que um dia pode se tornar.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras não tem mais tempo a perder

Ao lado de Gilson Kleina, enfarinhado pelos jogadores na comemoração do título da Série B, o presidente Paulo Nobre parecia um jovem feliz com a conquista do Palmeiras, neste sábado. Tudo muito natural. Agora o dirigente não pode perder mais tempo. Tem de uma forma urgente tomar as providências para 2014.

E a primeira delas é definir a situação de Kleina. Nobre parece disposto a renovar o contrato com o técnico, querido pelos jogadores. Pode ser um passo em falso do presidente. Nem sempre a solidariedade dos jogadores é sinônimo de união interna.
Atletas gostam de comandantes de pulso fraco que, parece, é o caso de Kleina. Essa química nem sempre dá bons frutos. E o Palmeiras não pode correr mais riscos.

Se definir logo a situação da comissão técnica, Nobre vai ter tempo para pensar no elenco. E aí, mais uma vez, tem de ser cirúrgico para não errar. O argumento de que não tem receita não pesa aos torcedores. É preciso criatividade e bons parceiros para formar um time forte. Essa é a missão de Nobre.

 As carências já foram apontadas: laterais e atacantes. Na Itália, o agente do lateral-direito Joanathan, ex-Cruzeiro e Santos e hoje na Inter de Milão, disse que recebeu uma consulta do Palmeiras. Em Goiânia, o jovem atacante Sasha, do Goiás, também teria sido sondado pelos assessores de Paulo Nobre.

O Palmeiras precisa mais. No início dos anos 90, José Carlos Brunoro contratou duas boas promessas do futebol brasileiro: Edmundo, 20 anos, do Vasco, e Edílson, 21, do Guarani. Os dois brilharam no Palmeiras e foram patenteados de craques.

Hoje é difícil encontrar jogadores novos e promissores  como Edmundo e Edílson, mas não pode servir como desculpa. Se não for ousado, o atual comando do Palmeiras pode comer poeira em 2014. A torcida não vai suportar mais um ano sem nada nas mãos como foi 2013.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO FERNANDO SOLÉRA ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Campeão voltou para mais desafios!

De direito e de fato, o Palmeiras retorna ao lugar dos maiores clubes brasileiros. Com duas rodadas de antecedência, os pontos positivos bastam para uma conquista que qualifica como ótimo o trabalho de um ano da diretoria. Parabéns ao clube e àqueles que ajustaram sua rota rumo ao sucesso.

Lindo e comovente ver o que tive a felicidade de presenciar neste sábado no Pacaembu – famílias vibrando, pais e filhos, “nonos” e netos trajando camisas atuais e de várias épocas, uma festa em que até lágrimas rolaram.

O som dos bordões foi o som ambiente dessa tarde encantadora. A galera foi grande parceira do time vencedor.

O episódio vai durar mais duas rodadas. Felizes e cientes do dever cumprido, os dirigentes farão, ao mesmo tempo em que as contas forem sendo fechadas, os primeiros estudos para projetar um 2014 mais fácil para a família palmeirense, pelo menos sem os sobressaltos e as dificuldades que precisaram contornar na Série B.

É hora de avaliar tudo – elenco de alto nível, provável nova comissão técnica, revisão de contratos – inclusive de patrocínios. Claro, a série A custará mais, portanto, será preciso faturar mais. Sem problemas, afinal,  desafio nenhum jamais foi problema para esse espetacular Palmeiras.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO FERNANDO SOLÉRA ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

COLUNA DO ANTERO GRECO ❘ O ESTADO DE S.PAULO

• Palestra campeão!

O Palmeiras conquistou ontem, pela segunda vez, o título da Série B. Com festa discreta do torcedor, ao contrário de 10 anos atrás. Naquela ocasião, o retorno significava renascimento; agora, foi correção de rumo. Parabéns pela taça, mas que isso não se repita.

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Acredite…

O zagueiro Maurício, aquele mesmo que brigou com Obina quando ambos defendiam o Palmeiras, está na mira do Manchester United. O beque chamou a atenção por suas exibições no Sporting.

• …se quiser

Quem pode se dar bem é o Palmeiras. Maurício passou oito anos na base alviverde, o que garante uma porcentagem ao clube em qualquer negociação por tê-lo formado. A multa rescisória do zagueiro em Portugal é de R$ 65 milhões.

• Felipe Menezes quebra jejum de 202 dias sem gol ao marcar pelo Palmeiras

Além do título palmeirense, o jogo contra o Boa Esporte ficou marcado pelo fim de um longo tabu envolvendo Felipe Menezes. O meia não balançava as redes desde o dia 28 de abril, quando ainda defendia o Sport — o gol foi anotado no triunfo por 4 a 2 sobre o Ypiranga. Lá se vão longos 202 dias ou quase sete meses. A dificuldade em marcar e a lentidão em campo renderam ao atleta o apelido maldoso de “Sleep Menezes” (Sonolento Menezes) da torcida.

• Sem moral

“Já faz um tempo que o Conselho Deliberativo do Palmeiras tem sido o último a saber das coisas no clube“ – Antonio Corcione – Conselheiro alviverde

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

UOL ESPORTE → Com apoio dos jogadores, Kleina fala grosso na negociação com o Palmeiras
 
GLOBO ESPORTE COM → Kleina lembra ex-dirigentes: ‘Não sei se falo no presente ou passado’
 
ESPN BRASIL → Paulo Nobre fala sobre renovação de Gilson Kleina
 
FOLHA ONLINE → Nobre diz que procurar Bielsa não foi desrespeito com Kleina
 
BAND ESPORTE → Nobre diz que está otimista pela renovação de Kleina
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Sem técnico definido, Nobre se permite planejar 2014 com calma
 
LANCENET → Nobre admite que Série B é obrigação, mas aprova comemoração
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Elenco grita “Fica, Gilson Kleina”, porém não comove Nobre
 
ESPN BRASIL → Nobre revela que já negocia com Kleina, mas não dá prazo para anunciar o técnico do centenário
 
TERRA → Sem técnico definido, Nobre se permite planejar 2014 com calma
 
GLOBO ESPORTE COM → Kleina exalta missão cumprida, mas desconversa sobre renovação
 
BAND ESPORTE → Jogadores gritam ‘fica, Kleina’, mas técnico foge do assunto renovação
 
ESPN BRASIL → Sem definição para 2014, Kleina diz que frustração seria não subir no ano do centenário
 
GLOBO ESPORTE COM → Esposa de Kleina se emociona com jogadores e torce por permanência
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Conquista do último objetivo garante folga tripla a palmeirenses
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Marcos vai ao jogo e comemora “Palmeiras no seu devido lugar”
 
GLOBO ESPORTE COM → Pacotão do Verdão: jogo do título tem casamento, polêmica e apelo do time
 
TV GLOBO – ESPORTE ESPETACULAR → Com duas rodadas de antecedência, Palmeiras é campeão da Serie B do Brasileirão
 
ESPN BRASIL – BATE-BOLA → Kleina: ‘Quero ficar no Palmeiras com condições de igualdade para ganhar competições’
 
ESPN BRASIL – BATE-BOLA → Antero: ‘conquistar a Série B deve ser para apagar um ano constrangedor e não para se comemorar’
 
SPORTV → André Loffredo sobre a conquista do Palmeiras: ‘Não pode viver de títulos da Série B’
 
SPORTV → Gilson Kleina desconversa sobre renovação: ‘Que em 2014 o Palmeiras seja muito feliz’
 
LANCE TV → Voltou! Palmeiras goleia o Boa e é campeão da Série B
 
SPORTV → Relembre a campanha do Palmeiras até o título do Brasileiro da Série B
 
SPORTV → Melhores momentos: Palmeiras 3 x 0 Boa Esporte pela 36ª rodada da série B do Brasileirão
 
••

9 respostas em “Verdão na Mídia 17-11-2013: Parabéns, Palmeiras. Mas, Série B nunca mais! ❘ Antero Greco”

A apatia permanente nos jogos do Palestra, tem nome e sobrenome, Gilson Kleina. Isso ficou muito claro nas declaracoes deste, após a conquista neste sábado, quando disse que a meta do ano foi conquistada. Os demais campeonatos (Paulista, Libertadores e Copa do Brasil) que disputou não havia nenhum compromisso em ganhar, apenas participar. Não concordo com a sua permanência em 2014, e acredito que a grande maioria dos palestrinos também não. E quem paga a conta somos nós os torcedores(Sócio Avanti, usuários dos unifomes Adidas, quem vai ao campo, quem assiste pela TV, quem toma cerveja…), então jogador joga bola com vontade que é a sua funcao, e nós exigimos a busca de um treinador que monte um time competitivo, com esquema definido de jogo com variantes para determinadas situacoes. Sds a todos!

Mas é imprecindivél 1 lateral dieito 1lateral esquerdo, 1 ladrão de bola, 2 meias de ligação, e mais 2 atacantes—-E um técnico que não se preocupe tanto com seu TOPETE….é claro!!!

Além dos reforcos nas posicoes citadas pelo Avallone bom o Palmeiras tbém necessita de um volante-volante: o Marcio Araujo nao serve e o Eguren é uma incognita.

No ano do centenário teremos eleições diretas no Palmeiras, inauguração do ALLIANZ PARQUE, e a consolidação de uma nova maneira de administrar o clube, a sorte esta lançada, senhor Paulo de Almeida Nobre, por favor trabalhe sem interferência de um maldito personagem que manipula situações desastrosas , a torcida esta observando, seu futuro politico depende apenas de seu trabalho, não há milagres , no futebol que hoje simboliza cifras milionárias em marcas já consolidadas , é obrigação um titulo no mínimo, é necessário um plantel de qualidade, é principalmente coragem!

Sleep Menezes é ótimo. Mauricio no United (copiando e aperfeicoando o Sbrighias)???????????????? ???????????????? ???????????????? !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ou os ingleses enlouqueceram ou o Mauricio melhorou (na base tinha potencial, foi das selecoes amadoras, mas nao se firmou qdo subiu). Nao sabia que estava no Sporting. Como vendem (bem?) nossos ex-jogadores (Ilsinho, Elias, Bruno César e agora o Mauricio). O Palmeiras só fica com as migalhas.

Obrigado por nada disse tudo. Noticiaram que o contrato do Felipe Menezes, termina no final do ano, fala que é verdade………… Mauricio indo pro Manchester United?????????????????????? ?????????????????????? ??????????????????????

Só estou curioso para saber quais serão as desculpas dos chapas brancas a partir desta semana. Tudo 100% acabado… segunda-feira é pra ter técnico novo e contratações engatilhadas. Jogadores importantes saindo de férias, testes nos jogos q restam… Mas qual a chance disto acontecer? Começa o sofrimento da pós e pré temporada. Sim, palmeirense sofre dobrado, nem férias tem. Durante a temporada, depois dela e antes tb. Dureza.

Os comentários estão desativados.