Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 21-11-2013: Prass reclama da demora na definição por Kleina e admite clima pesado ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Prass reclama da demora na definição por Kleina e admite clima pesado

Por Rodrigo Faber

A renovação de contrato do técnico Gilson Kleina vem sendo o assunto mais recorrente no Palmeiras nas últimas semanas. A demora da diretoria em definir quem será o comandante alviverde no centenário já incomoda, inclusive, o grupo. O goleiro Fernando Prass acredita que a questão atrapalhe, inclusive, na montagem do elenco, já que os jogadores ficam perdidos sobre as negociações.

O impasse virou assunto não só entre os atletas, mas também deles com o gerente de futebol Omar Feitosa. A campanha do elenco pela permanência de Kleina não é segredo para ninguém: após a vitória por 3 a 0 sobre o Boa Esporte, no último sábado, os jogadores palmeirenses invadiram a entrevista do técnico aos gritos de “Fica, Gilson Kleina!”.

–  Esse assunto ficou para ser definido com o campeonato resolvido, mas já vem sendo falando há muito tempo. Muito tempo mesmo. Existem jogadores que estão em fim de contrato e precisam renovar. É complicado montar um grupo se você não tem a certeza da permanência do treinador – argumentou Prass.

Do atual elenco do Palmeiras, 13 jogadores tem contrato somente até dezembro. São eles: Bruno, Fernandinho, Vilson, André Luiz, Wendel, Márcio Araújo e Ronny (pertencentes ao Verdão), além de Charles, Léo Gago, Marcelo Oliveira, Rondinelly, Leandro e Ananias (emprestados). A necessidade de renovação ou contratação de outros jogadores é evidente e, na opinião do goleiro, emergencial.

– Às vezes é arriscado ficar esperando o clube. Chega um treinador em dezembro, não te aproveita, você não aceitou propostas e fica desempregado. É uma situação que precisa ser tratada com cuidado. São 13 jogadores que acabam o contrato agora. É quase metade do grupo – completou.

O incômodo de Prass com a indefinição da diretoria do Palmeiras é evidente. O presidente Paulo Nobre assegurou que a questão seria definida logo após o acesso – confirmado no empate sem gols com o São Caetano, no dia 26 de outubro – mas após quase um mês, Kleina segue sem saber seu futuro no Palmeiras.

– Isso incomoda. O cara vem para a coletiva, tem um jogo contra o Ceará, eles ainda lutam pelo acesso, e só respondemos a essas perguntas. É uma situação na qual não temos poder e não podemos responder, apenas passamos o que o grupo está sentindo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Para acabar com ‘clima pesado’, Prass quer fim da novela sobre Kleina

Um dos líderes do Palmeiras, Fernando Prass mostrou seu incômodo com as indefinições que rondam o time para 2014. Com a situação de Gilson Kleina ainda indefinida – o técnico tem contrato até o fim do ano e não sabe se fica – e os 13 jogadores que têm vínculos que se encerram em dezembro, o goleiro quer resoluções logo para diminuir o clima pesado na Academia de Futebol.

– Ouvimos muito pela imprensa, e quanto mais demorar, mais especulação surge. Pode passar para fora. Eles já externaram que o que está pegando é tempo de contrato, salário, planejamento para o ano que vem, e nós acreditamos. Mas a cada dia que passa é um terreno fértil para especulação, o ambiente começa a ficar pesado – reclamou.

– O cara vem para a coletiva, tem o jogo contra o Ceará no sábado, após o título, e só responde as perguntas sobre isto. Deixa um clima pesado porque a gente não tem poder sobre isto, não tem o que fazer, só tentar passar o que sentimos – acrescentou.

Para o camisa 25, o primeiro passo para o centenário é decidir qual será o técnico – a procura por Marcelo Bielsa, porém, fez com que a negociação com Kleina ficasse mais complicada. Ele, além de uma valorização, quer mais autonomia e respeito para ficar por pelo menos mais um ano no clube. Entre os próprios jogadores, as indefinições eram discutidas, mas a repetição fez com que entre eles a discussão diminuísse.

– Entre nós falamos de várias coisas, e estes assuntos estão entre eles, mas está ficando chato. Já começou a ser um pouco menos falado, porque tem muito tempo de negociação para renovar. Antes mesmo do acesso, faz quatro semanas e já vinha se falando muito disto. Veio o acesso, falou que ia começar a negociação, depois do título ia resolver. Está saturando um pouco – disse.

O incômodo, porém, não fará com que o elenco vá bater na sala de Paulo Nobre para cobrar uma definição.

– Não, pois acho que cada um tem sua função, uma hierarquia. Como o presidente não entra para falar como temos que fazer, a gente não pode chegar a este ponto. Eles são pessoas abertas ao diálogo, e falamos de tudo, mas nada formal – completou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Rixa com Brunoro dificulta renovação de Kleina com o Palmeiras

Por Mauricio Duarte e Vanderlei Lima

A relação estremecida entre o treinador Gilson Kleina e o diretor executivo José Carlos Brunoro dificulta a renovação do comandante alviverde para 2014. O caso já poderia estar resolvido se ambos não tivessem entrado em rota de colisão após o dirigente admitir publicamente ter procurado outro profissional para o cargo.

Kleina ficou muito irritado com tudo que envolveu a negociação com o técnico Marcelo Bielsa e por ter sido exposto por Brunoro após a partida contra o Paysandu, na semana passada. O UOL Esporte apurou que o treinador considera que a relação com o diretor está cada vez mais complicada. Na semana passada, Kleina revelou toda sua indignação em uma reunião com Brunoro e avisou que não admitiria mais ser exposto como foi. A interlocutores, classifica a relação como “insuportável”.

O caso se agravou ainda mais nesta semana. Ambos tinham uma reunião marcada para tratar da renovação, mas Brunoro viajou e o encontro precisou ser adiado. Novamente, Kleina se sentiu desprezado com o tratamento que recebe do diretor. O presidente Paulo Nobre, no entanto, é poupado de críticas pelo treinador.

Gilson Kleina nunca foi prioridade no Palmeiras para permanecer no cargo em 2014. Depois da negativa do argentino Marcelo Bielsa, no entanto, a diretoria veio a público dizer que ele era a “primeira opção no Brasil” para comandar o time alviverde. Essa súbita mudança de direção na cúpula palmeirense faz com que ele saia de preterido a desejado. Ciente disso, Kleina deve endurecer o jogo para renovar.

No atual contexto, Kleina ganhou um elemento a mais para negociar: o fato de a diretoria ter admitido publicamente que ele é a única opção que cabe no orçamento. Isso deve aumentar suas exigências, ainda mais por saber que foi oferecido a Bielsa mais do que o seu salário mensal, de cerca de R$ 300 mil.

Procurado pela reportagem para comentar o assunto, o clube alviverde, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que “o Palmeiras não vai se pronunciar oficialmente” e que “questões internas não são discutidas na imprensa”.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Ainda sem treinar no clube, Valdivia é relacionado para viajar ao MS

Por William Correia

Valdivia ainda não apareceu na Academia de Futebol e saiu do Canadá, onde enfrentou a Seleção Brasileira em amistoso na terça-feira, falando que só lhe restava descansar após mais um problema muscular. Mas o jogador mais caro do elenco foi relacionado para viajar com o Palmeiras para Campo Grande (MS), onde o time encara o Ceará neste sábado.

O embarque da delegação dos atuais campeões da Série B do Brasileiro está marcado para a noite desta quinta-feira, logo após o jantar em uma churrascaria na capital. A obrigação do chileno é já estar junto do grupo neste momento.

O meia, porém, nem encontrou os colegas de time depois de sair do banco e atuar 37 minutos na derrota para o Brasil. Gilson Kleina comandou atividade técnica em campo reduzido sem o camisa 10 pela manhã, no centro de treinamento, e não se sabe ao certo ainda a possibilidade de o armador ser escalado como titular.

Valdivia não entra em campo pelo time desde o dia 9, quando deu assistência para dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Joinville. Desde então, foram dois jogos na Série B sem o meia, que ficou à disposição de sua seleção e voltou a sofrer com problemas físicos.

Os desfalques de Kleina diante do Ceará, em jogo que não será no Pacaembu porque a diretoria vendeu o mando, são o zagueiro Vilson (tendinite no joelho esquerdo), o meia Mendieta (cirurgia no joelho esquerdo), o atacante Vinicius (dores no tornozelo direito), os volantes  Wesley (dores no joelho direito) e Marcelo Oliveira (dores musculares na coxa direita) e o lateral direito Luis Felipe, que negocia sua saída do clube e, por isso, não tem ficado nem no banco de reservas. O volante Léo Gago voltou a treinar normalmente com o elenco nesta quinta, mas ainda lhe falta ritmo para jogar

O Palmeiras receberá a taça de campeão da Série B do Brasileiro no sábado, no estádio Morenão, em Campo Grande. A partida marcada para as 17h20 (de Brasília) é válida pela penúltima rodada da competição.

Confira os 20 jogadores relacionados por Kleina para viajar:

Goleiros: Fernando Prass e Bruno

Laterais: Juninho, Fernandinho e Bruno Oliveira

Zagueiros: Henrique, André Luiz e Tiago Alves

Volantes: Eguren, Márcio Araújo, Wendel, Charles e Renatinho

Meias: Valdivia, Serginho e Felipe Menezes

Atacantes: Leandro, Alan Kardec, Ananias e Caio

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Garotos do Palmeiras sonham com chance no centenário: ‘Privilégio’

Por Rodrigo Faber

O Palmeiras já começou o planejamento para 2014. De volta à Série A do Campeonato Brasileiro, a diretoria mira a montagem do elenco para a próxima temporada, que marcará o centenário do clube. No elenco profissional, seis garotos sonham com a oportunidade de vestir a camisa do Verdão em um dos anos mais importantes da história palmeirense. Na sombra de grandes nomes, como Valdivia e Alan Kardec, os garotos esperam ter o privilégio – como eles próprios definem – de atuar com a equipe principal.

São eles: o lateral-direito Bruno Oliveira (20 anos), o zagueiro Thiago Martins (18 anos), o lateral-esquerdo Victor Luis (20 anos), o volante Renatinho (21 anos), o meio-campista Bruno Dybal (19 anos) e o atacante Edilson (20 anos). Todos com histórias e trajetórias diferentes, mas com um mesmo objetivo: ganhar uma oportunidade da diretoria e também do técnico Gilson Kleina, caso ele seja mantido como comandante para 2014.

– Estar aqui já é um privilégio. Passamos pelas categorias de base e estamos esperando nossa oportunidade. É uma sorte jogar entre os profissionais. Temos aqui um grupo unido e uma série de jogadores experientes que nos incentivam e passam tranquilidade – afirma Bruno Oliveira.

Os jogadores mostram personalidade. Os xarás Bruno Dybal e Bruno Oliveira relembraram os maus momentos atravessados no fim do ano passado, quando integraram o elenco rebaixado à Segunda Divisão. Uma maneira péssima de iniciar a carreira como profissional, mas da qual ambos saíram mais experientes, como eles próprios asseguram.

– A pressão é natural. Se não souber jogar sob pressão, não adianta estar aqui. Desde a primeira vez que entramos, nós sabíamos que seria assim. Queremos ficar anos e anos no Palmeiras. O Bruno (goleiro) e o Wendel (volante), por exemplo, cresceram aqui no clube e sempre nos dão conselhos – afirma Dybal.

O técnico Gilson Kleina ainda tem futuro indefinido no clube. Caso permaneça no Palmeiras para a próxima temporada, o comandante ainda não se posicionou em relação à utilização dos garotos. Mesmo diante da indefinição, todos se mostram gratos ao treinador, com quem conversam diariamente e de quem ouvem palavras de incentivo.

– Ele sempre conversa com a gente, fala para ninguém ficar de cabeça baixa ou desanimar. Sabemos que em 2014 será o centenário, um dos anos mais importantes da história do clube, e queremos fazer parte dessa história – diz Edilson, que disputou a Copa do Brasil sub-20 pelo Verdão e voltou a ficar à disposição do elenco profissional.

A estreia de Bruno Dybal na equipe profissional, por exemplo, foi no empate por 1 a 1 com o Flamengo, em novembro do ano passado, partida que marcou a queda para a Série B. Após um ano repleto de desafios e histórias na Segunda Divisão, os “pratas da casa” querem provar que o Palmeiras pode confiar na própria capacidade das categorias de base para montar um elenco vencedor gastando pouco.

– Só quem já viveu a Série B sabe o quanto é difícil. Passamos pela experiência do rebaixamento, que foi horrível naquele momento, mas nos ajudou a ver os dois lados da moeda e sentir na pele a responsabilidade que carregamos – completa Dybal.

O presidente Paulo Nobre já deixou claro que planeja fechar um grupo sem cometer “loucuras” que comprometam o orçamento do clube. Aproveitar ou não os garotos ficará a cargo do técnico que comandar a equipe no tão aguardado ano do centenário.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO JORGE NICOLA ❘ IG ESPORTE

• Lins já tem acerto salarial com o Palmeiras

Autor de 24 gols no ano, sendo 11 apenas no Brasileirão, o atacante Lins tem boas chances de defender o Palmeiras em 2014. Nos últimos dias, o diretor executivo do Verdão, José Carlos Brunoro, se sentou com a Basesoccer, empresa que representa o jogador, e definiu as bases salariais.

A contratação, porém, ainda não pode ser dada como fechada porque falta o acerto com o Criciúma, dono dos direitos econômicos de Lins até 1 de junho de 2014. “Realmente houve uma conversa com o Palmeiras, porém precisamos do aval do Criciúma”, confirma o empresário do atacante, Nick Arcuri.

Existem dois caminhos possíveis: tentar um acordo com o Tigre para que Lins seja apresentado como reforço para o centenário alviverde já em janeiro ou assinar um pré-contrato nos próximos dias, para anunciá-lo em junho.

A definição vai depender da conversa com o Criciúma, que não parece muito disposto a facilitar a vida do Palmeiras, em razão da idolatria que Lins despertou na torcida – ele é titular absoluto e o grande responsável por tirar a equipe da zona de rebaixamento.

O Palmeiras estuda a possibilidade de oferecer até dois jogadores por empréstimo de um ano aos catarinenses, para que Lins seja liberado ao final do Brasileirão. A ideia seria apresentar uma lista com atletas que não fazem parte dos planos da comissão técnica para 2014.

Lins Lima de Brito tem 26 anos, é natural de Camaçari, na Bahia, e já passou por Mogi Mirim, São Caetano, Paulista, Guaratinguetá, Ponte Preta, Mirassol, Grêmio, ABC, Itumbiara… Seus melhores momentos foram no Mirassol e no Criciúma. Na única grande passagem por um clube grande, o Grêmio, em 2011, Lins não convenceu.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JORGE NICOLA ❘ IG ESPORTE

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Em negociação…

Depois de acertar salários com Lins, o Palmeiras tenta agora convencer o Criciúma a liberar o atacante em janeiro — seu contrato com o Tigre só termina em 1 de junho.

• …com o Criciúma

A ideia do Verdão para dobrar os catarinenses é emprestar dois jogadores até o final de 2014. Caso não exista acordo, Lins deve assinar um pré-contrato com o Palmeiras e se apresentar no meio do ano.

• Imortal

Engana-se quem pensa que Mustafá Contursi saiu de cena. O ex-presidente palmeirense foi um dos convidados de honra do presidente da CBF, José Maria Marin, na passagem da seleção por EUA e Canadá.

••

OUTRAS NOTÍCIAS :

TV GLOBO – GLOBO ESPORTE → Palmeiras enfrenta Ceara pensando em 2014 e prepara reformulação no elenco
 
GLOBO ESPORTE COM → Verdão faz último treino antes de viagem; Léo Gago trabalha com bola
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Prass vê clima pesado e elenco saturado com indefinições da diretoria
 
UOL ESPORTE → Prass admite preocupação com atraso de planejamento e clima pesado no Palmeiras
 
FOLHA ONLINE → Todo mundo quer atuar, diz goleiro do Palmeiras sobre jogo da taça
 
IG ESPORTE → Sem treinar no Palmeiras, Valdivia é relacionado; técnico chileno se preocupa
 
LANCENET → Valdivia não treina, mas está relacionado para enfrentar o Ceará
 
ESTADÃO ONLINE → Com dores, Valdivia viaja para defender Palmeiras contra o Ceará
 
ESPN BRASIL → Técnico do Chile pedirá ao Palmeiras treino especial para ter Valdivia na Copa
 
GAZETA ESPORTIVA NET → Técnico do Chile pedirá ao Verdão treino especial por Valdivia na Copa
 
UOL ESPORTE → Chile quer tratamento especial do Palmeiras para ter Valdivia na Copa, diz jornal

••

6 respostas em “Verdão na Mídia 21-11-2013: Prass reclama da demora na definição por Kleina e admite clima pesado ❘ Globo Esporte Com”

Prass tá incomodado? Oferece ele em troca do Diego Cavaliere e manda ele de volta para o Rio de Janeiro com o Kleina.
Nei Franco já!!!!!

eu já joguei a toalha, pra mim tanto faz, vou cuidar da minha vida ano que vem e se o Palmeiras for pra frente que vá, senão for azar meu, mas vou estar mais preparado sem perspectivas. Se nego que ta ta jonhy walker com aptiva pq eu que não ganho nada e só gasto vou me descabelar?vaja com deus Palmeiras

cadê os merd. do gerente/diretor/presidente que não falam para os jogadores: – sobre o técnico vc’s não decidem p. nenhuma ! estão proibidos de falarem sobre isso, quem manda é a diretoria e não queremos que vcs deem sua opinião pessoal sobre o assunto – só o que faltava era jogadorzinho decidir quem é o técnico…..quem manda final ? cadê os “homens” da diretoria ? é o fim da picada….gde abrax do Signorini

Os comentários estão desativados.