Categorias
Corneta do Cunio

Corneta do Cunio – Isonomia

Por Alberto Cunio

Cidadãos alviverdes, entre os inúmeros comentários que ouvi na imprensa esta semana, um deles me marcou. Aquele que remetia à célebre frase “Eu era feliz e não sabia”. E ela era relativa à gestão de Paulo Nobre, quando comparada aos dois anos de Arnaldo Tirone à frente do clube. Fiquei assustado, mas não fui fazer uma pesquisa a fundo. Apenas observei algumas coisas interessantes.

Na gestão Tirone tínhamos patrocinador máster, por sinal, um contrato até que razoável. Contratamos Barcos, Wesley e Henrique, o primeiro despachado pelo CEO e por Nobre (o que deu pano para manga por meses) e os dois últimos titularíssimos hoje. Aprovamos as diretas e começamos a erguer a Arena (Ok, sem estresse, Tirone pouco teve a ver com isso). Ganhamos uma Copa do Brasil com Bruno, Betinho e Luan, e… Caímos.

Paulo Nobre não conseguiu, em um ano, nem colocar a excelente loja de materiais escolares “Armarinhos Fernando” na camisa palestrina. Poderíamos ao menos ter pagado os vencimentos de nosso craque vagalume com isso. Trouxe em definitivo Prass, Eguren e Mendieta que podem ser considerados titulares, apesar de que apenas o primeiro é inquestionavelmente dono da posição. Fez algumas alterações nas categorias de base. Não mexeu numa vírgula do estatuto. Não ganhou nada ainda, mas também não caiu. Ainda.

Que dureza. A “pior gestão da história do Palmeiras”, como foi qualificada a passagem de Arnaldo Tirone e seu escudeiro Roberto Frizzo pelo clube, TERIA um saldo positivo em relação ao jovem e revolucionário piloto do calhambeque alviverde, pelo menos até os dias de hoje. Fiquei até arrepiado e preferi nem pensar nisso.

Para evitar que esta coluna seja massacrada nos comentários, eu deixo o espaço completamente aberto aos nossos leitores para duas coisas: 1- Apresentem mais realizações neste primeiro ano de gestão tão nobre; 2- Relatem quais seriam as possíveis novidades da gestão tão nobre em 2014, ao menos que a façam superar a anterior.

Crítica? Não. Apenas uma constatação. E o completo desconhecimento. Afinal, diante de um ano tão “secreto” no comando das alamedas, só é possível saber que tivemos novidades se alguém nos contar.

E onde entra a “isonomia” em tudo isso? Lugar algum. É apenas uma palavra que vamos deixar no título para a lembrança do Sr. Paulo Schmitt, procurador do STJD, responsável nesta segunda-feira por uma das maiores patifarias que já se teve notícia no esporte nacional. E ele ganha, obviamente, a nossa CORNETA semanal. Quem sabe ela o faça recordar-se deste vocábulo jurídico básico, que, pelo visto, ele esqueceu completamente.

A Corneta no Twitter está de luto em defesa da… Isonomia. Siga! @Corneta3VV

72 respostas em “Corneta do Cunio – Isonomia”

1 – Essa gestão é uma merda com uma capa bonita com seus CEOs, CFOs e MwYos.
2 – Tamo f… o ano que vem e olhando o futuro próximo, não vejo nenhuma luz no fim do tunel.

Somos cobaias de aprendizes de presidentes,que não sabem contratar,não sabem negociar com o jogador,não sabem vender jogador,logo estamos na mesma merda,ou seja,nas mãos da geração Mustafa ,Beluzzo socorro pir favor.

Concerta se utilizaste da isonomia no texto. E no mínimo é uma analise fria bem colocada.
Mas acredito piamente que fazer o certo é bem dificil, e conforme a estrutura, o tamanho da obra, os resultados demoram. Mexer na estrutura e ter celeridade não é possivel.
O estatuto está sendo revisto, a Allianz Arena está sendo brigada. Estruturas de base, médicas, captação e organização estão sendo revistas. A estrutura de contratos, sendo pioneiro no Brasil e compativel com o Bom Senso (que nestas horas tem atitudes de Contra Senso) em pagar salários mais justos e variáveis conforme êxitos. Tudo isso para gerar resultados concretos leva tempo, mas sustenta por anos. Uma estrutura forte permite a formação de times vencedores. Queria que nesse grandre projeto Palmeiras houvesse controle de metas e datas, com consciencia e consistencia. Mas tenho fé que todo trabalho de formiguinha (no melhor sentido interpretativo) que está sendo feito vai nos colocar entre os 5, quiçá 3, maiores times do Brasil daqui a diante.

Para por o PALMEIRAS nos trilhos o nome para PRESIDENTE É VICENTE CRISCIO….. Esse sabe como PLANEJAR, FAZER, AVALIAR E CORRIGIR ROTAS. Alem disso é PALMEIRENSE( DE VERDADE) é HONESTO( TODOS DEVERIAM SER, MAS….) e SABE OUVIR. TEM ORATORIA E “ESCUTATORIA”. PRECISA MAIS? ENTENDE DE FUTEBOL, SABE TRABALHAR EM EQUIPE…..ETC ETC ETC ………

Todos vocês que eram felizes e não sabiam, votem no Frizzo na próxima eleição.
Pelo visto ele participará.
Isso sim é querer o bem do Palmeiras.
Parabéns.

estou Cansado e decepcionado com esta diretoria de Fachada, com o Perfil de Profissionais, não conseguem nem no Ano do Centenário que tem um apêlo fortissimo junto a sua apaixonada torcida, um Patrocinio Master, uma ação de Marketing Efetiva, e as Negociações Obscuras como o Caso Barcos, o Vilson, o Contrato mal Redigido de Luiz Felipe, tudo isto cheira amadorismo, será ? Vejo um despreparo total, o Torcedor impaciente e Desiludido, com Tanta incompetência, o discursinho Politiqueiro do “Me Engana que Eu Gosto” passa por gestão há 30 anos desde a Parmalat, e Nada Muda, e o Nobre Hein, quem diria ……A Tartaruga Já subiu No Poste e desceu 100 Vezes e eles continuam dormindo, cadê a tal Produtividade do Financeiro, Marketing, Futebol e etc……….

O PN é igual a todo bom político, na campanha promete mundos e fundos mas quando entra coloca a culpa no antigo administrador e pouco faz. A principal bandeira levantada era a da reforma estatutária que diziam que seria feita imediatamente após a posse, até agora tem meia dúzia de zé ninguém que está fazendo não sei o que sobre o assunto, outra bandeira que o P.N levantou desde a primeira vez que concorreu é a da separação do clube social do futebol, agora ele consegue um empréstimo no banco e o que faz? Vai usar para arrumar o clube, e o time é isso que estamos vendo, sem esperança alguma de melhora. O erro do Tir.one foi fazer os gostos do sa.f.a.do do F.e.li.x.ão, mas o tirone com certeza entende muito mais de futebol e de agradar a torcida do que o PN. Eu acreditava no PN mas até agora é uma grande decepção.

A gestão começou de forma catastrófica. O negócio com o Grêmio foi tão lesivo que as 3 partes se deram mal. Passamos vergonha em todas as competições que disputamos. Inclusive a Série B. O time que sempre teve o maior valor de patrocínio máster do Brasil ~passou em branco esse ano.
Perspectivas? O milagre de uma vaga na Libertadores e entregar o time ainda na Série A em 2015 para o próximo mandatário,

Desesperador, mas fato. Os erros até agora superaram em muito qq eventual acerto. Muitos torcedores mais conscientes e menos interessados em torcer pra CEO e presidente já estamos conformados em não cair de novo ano q vem. É lamentável, patético.
É doído já vislumbrar mais 10 anos de fila, rebaixamentos, humilhações…

Pessoal,

Agardeço a correção sobre a contratação do Prass, pois fiquei na dúvida quanto à data do contrato dele e não consegui achar. Como começou em 2013, dei os créditos à pessoa errada.

Reitero que esta moderação é automática e nem sabemos os critérios. Mais uma vez repito para ficarem tranquilos: não há censura prévia aqui e todo comentário quando postado aparece “Vai para moderação”.

Apenas agradecemos que não sejam utilizados palavrões e ofensas diretas a ninguém, pois aí complica.

Abraços a todos e um FELIZ NATAL, que esqueci de colocar na coluna, já que a próxima quarta será 25/12.

Cunio, estava pensando nessa comparação hoje pela manhã e cheguei a algumas conclusões, além dessa noticia que surgiu hoje, da trapalhada que foi a troca do Barcos, 5 afastados, pelo melhor do nosso time; que viraram 4, que só jogaram 2 (e que serão nenhum pelo jeito em 2014) e por valor menor que foi oferecido ao B1 pelo pirata e ele negou; o ungido mais que o bananone criou cargos “profissionais” que ganham como profissionais, mas que ainda não renderam como profissionais (bem, o CEO que andou falindo outros locais que passou deve estar no seu nivel normal). O ungido também gosta mais de porquinhos que o bananone.

Os comentários estão desativados.