Categorias
Opinião

Os separatistas de Quebec

Por Vicente Criscio

Terminado a temporada, os três assuntos que nos esperam nesse final de ano são: Kleina renovou, e agora? mediação da briga com a WTorre; e quão “refém” seremos do nosso centenário versus o apetite da diretoria em efetivamente fortalecer o Palmeiras. De passagem, nesta 2a feira, teremos reunião do conselho deliberativo da SEP. Para votar em candidatos a vitalícios.

Importância dessa reunião para o torcedor? ZERO!

Segue o jogo. Mas antes faço uma pausa.

Esta semana fui inspirado pelo amigo palestrino Adhemar Altieri que conta a história de Quebec. Ele que conta.

“Talvez alguns de vocês já devem ter ouvido falar da grande vontade que o pessoal de Quebec tem de se separar do Canadá e ter seu próprio país, de língua francesa. Periodicamente esse assunto volta à tona! Já realizaram dois referendos em Quebec e nos dois, os ‘separatistas’ perderam. Como viram que vai ser muito difícil conseguir maioria entre os eleitores de Quebec, resolveram tentar implodir a coisa por dentro. Criaram um partido político para eleger deputados para o parlamento federal… o partido é baseado em Quebec, só lança candidatos naquela província, e se chama ‘Partido Separatista’. Isso mesmo… trabalham dentro do parlamento canadense CONTRA o status quo que eles não desejam.

Nunca terão números para ser maioria no parlamento canadense, mas estão lá, todos os dias, introduzido projetos de lei, debatendo, sempre do ponto de vista de uma Quebec ‘livre’. Funciona para a galera separatista que os elegeu…”

Ouvi essa história e mal comparei com a política da SE Palmeiras.

Por quê?

Nos últimos anos o Conselho Deliberativo da SEP recebeu uma “renovação”. Menos pela idade dos conselheiros que entraram mas muito mais pela aparente nova mentalidade.

Bastou uma parte desses novos conselheiros assumirem diretorias, carteirinhas e etc, a plataforma mudou.

Essa é a perversidade! O modelo político da SEP (bem como de qualquer grande clube brasileiro) leva aqueles que têm a caneta na mão a se acomodarem com o status quo. Passam a jogar o jogo político em nome de uma pseudo sobrevivência. Articulação passa a ser o caminho. Os meios passam a ser mais importantes do que os fins.

Reflexo imediato disso: como estão os trabalhos do comitê que pensa na reforma estatutária? Até agora vemos notícias nos portais e cadernos esportivos de tudo, desde modelo de remuneração “inovador” até publicidade no “maior portal do país”. Mas e como está o projeto da reforma? Quem está cobrando que essas mudanças venham e de forma profunda? Aliás, quem está cuidando para vir uma reforma de verdade e não apenas um puxadinho?

O palmeirense espera – assim como os separatistas de Quebec – uma reforma de verdade. O Presidente Paulo Nobre não quis comprar a briga, pois poderia muito bem ter enviado um projeto de reforma diretamente ao Conselho. Decidiu terceirizar os trabalhos para uma comissão de conselheiros, escolhida a dedo. Ok, entendo. Nobre deve achar dessa forma mais “democrático”. Se for isso, faz sentido… mas tem seus riscos.

Então pergunto: a comissão está trabalhando na efetiva, completa, jurídica, econômico, financeira, patrimonial, enfim, na total separação do futebol em relação ao clube social?

Volto ao inspirado texto do Altieri: “os separatistas de Quebec jamais vão conseguir o que querem, sabem que fazem o que fazem só por princípio e para garantir ‘direitos’ de Quebec na esfera federal, já que a separação será muito difícil de conseguir. Mas no Palmeiras, a ruptura total com o status quo instalado é possível sim… basta ter vontade política.

Vai levar tempo, mas vai chegar. O rio caminha para o mar.

Boa semana palestrino!!

44 respostas em “Os separatistas de Quebec”

Parabéns pelo post. Crítico, sim, porém longe de ser crítico pela crítica. Mais uma vez, belo post!

Meu sonho é ver alguém fingindo ser chapa-branca e quando estiver no poder mudar as coisas com um caminhão de idéias bem fundamentadas, sem conversa fiada…saca? Sem oportunismo… sem carteirinhas… mas é um sonho…
I have a dream…

LEVI concordo em GENERO, NUMERO E GRAU com seu comentario relativo a passividade da TORCIDA DO PALMEIRAS. A revoluçao das cornetas versao sec XXI precisa ser deflagrada urgentemente pelo bem e sobrevivencia do PALMEIRAS. Podemos e devemos fazer um expurgo de todos os carcamanos que temos dentro do clube e dos abutres que estao sempre atentos para prejudicar o nossso VERDAO na instancia que for possivel. AVANTI PALMEIRAS, FORÇA PALESTRA

Quando (e espero que aconteça) fizer a separação do futebol do clube social, aí, eu me tornarei sócio-torcedor e, tenho certeza, muitos o farão. Até lá, sou apenas torcedor que passa muita raiva com esse elenco medonho.

Abraços a vc! Claudio Longo. Pois é…mas, JAMAIS irão separar o clube social do futebol, pois, é alí que fazem as tramóias e colocam tudo na mesma balança…dificultando ao máximo que apontemos de onde vem esses rombos todos. E o estranho é que temos um time nível série-B, sem craques…ou seja, investimento baixissimos… fazem economias, e sempre estamos na mer…e a lei é CORTAR DESPESAS SEMPRE…E NO FUTEBOL! Pois, pensando assim…continuarão a contratar jogadores medianos, de esquemas de empresários.. (pois, craques custam e não darão retornos pros bolsos deles).querem jogadores fracos, pra assim continuarem a faturar nas costas do Palmeiras e da nossa torcida.
Sinceramente…na minha humilde opinião, o Palmeiras só voltará a ser um time grande (em mentalidade), quando virar uma empresa…e se Deus quisesse, fosse adquirido por alguma empresa de porte (de preferência americana, alemã ou árabe), daí mudaria a mentalidade pequena que muitos alí tem no Palmeiras…de time de colônia, de gestores de butecos e pizzarias. E vc acha que exagero? Basta relembrar quem assumiu a presidência e a diretoria nas últimas décadas…o discurso parece que foi combinado, ensaiado: NÃO TEMOS $$$, ESTAMOS QUASE FALIDOS, A OUTRA ADMINISTRAÇÃO QUEBROU O CLUBE, TEMOS QUE FAZER UM ARROCHO MOSTRUOSO, CORTAREMOS ATÉ A TINTA DAS 2 MÁQUINAS DE XEROX (OU MELHOR, DE UMA SÓ, POIS, A OUTRA COLOCAREMOS NO PREGO NA FEIRA…VAI DAR UMA BOA $$$). E por aí vai…E o duro é que times muito menos endividados que o nosso, mas, PENSANDO GRANDE, montam verdadeiros esquadrões e disputam títulos.

esperanca na mudanca do estuto proposta e que sera apresentada so de pois da metade de 2014 = ZERO !!!

Os que fazem parte do grupo escolhido e que realmente querer mudar sao minoria…

Otimo texto, Vicente. Esta claro que o apetitie da Diretoria para essa e proximas temporadas eh um so: MANTER-SE DIRETORIA !!! E o Palmeiras que espere…

o Status Quo faz reformas, não faz revolução. Quem faz revolução é o povo. Não existe democracia sem povo, mas existe povo sem democracia. Nem uma reforma (que pode ser boa ou ruim), nem uma revolução (que pode ser boa ou ruim) sobrevive sem a política. É ingenuidade demonizar a política e seus políticos achando que está fazendo o bem, na verdade não está. Para conseguir chegar de forma rápida aos resultados profundos necessários na visão de muitos, somente com uma revolução, muito distante a meu ver, certo que o POVO neste caso não está a fim de fazer um “ocuppy turiassu ou occuppy turiaçu” e uma reforma, será a possível dentro das forças políticas e das regras atuais. Cabe a nós fazermos pressão em cada conselheiro que conhecemos, pois são eles que farão as mudanças.

Sem dinheiro, o Palmeiras adotou a política de estabelecer contratos por produtividade seja em investidas no mercado ou em renovações.Conselheiros do Verdão dizem que o presidente Paulo Nobre já admite que enfrenta dificuldade para colocar a estratégia em prática. Uendel e Marlon não vai vir, já são os primeiros a cair fora.Alguém ainda tem dúvida sobre essa política do Paulo Mole.
Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Uendel-Marlon-animam-Palmeiras-distantes_0_1039696118.html#ixzz2mKfPnDmc
© 1997-2013 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Palmeirenses, haverá a MANIFESTAÇÃO pacífica contra a Eleição para Conselheiros “vitalícios” a partir das 19:30h de hoje (Segunda-Feira) na porta da entrada da sede do clube. Na Avenida Francisco Matarazzo.

COMPAREÇAM!!!

Vitalícios = PARASITAS e REIS DA CARTEIRADA. O primeiro passo de mudar o Palmeiras de uma vez por todas é EXTINGUIR essa categoria de associado. É a maioria deles que apoia e segue cegamente em todas as decisões do nefasto sapo boi (O REI MONGA-MONGA – Mumu). Outra coisa a Nação Palmeirense EXIGE que acabe esse FILTRO para as ELEIÇÕES DIRETAS. O SÓCIO TEM O DIREITO DE VOTAR NO CANDIDATO QUE MELHOR REPRESENTA E NÃO AQUELES QUE É IMPOSTO PELO C.D. .

CHEGA DE CHUPIM NA SEP!!!

QUEREMOS O PALMEIRAS LIVRE E INOVADOR!!!

Levi nem sempre o estagiário está a postos para aprovar imediatamente os comentários.
Às vezes fica parado até um dia.
Pedimos desculpas pelo inconveniente.

Bom dia Vicente, ótimo comentário (Excelente participação do Adhemar Altieri), cabe certo na política do Palmeiras essa comparação. Mudanças mais significativas vão ocorrer com mais sócios novos e motivados em mudar o cenário político, levará tempo, sei disso, e sei que a mudança vai acontecer, separar Futebol do Social… *** Sobre o atual filtro, nada impede que num futuro muito próximo possa ser menor, só não foi pelo medo dos atuais cardeais em perder o poder e ficar na mão de sócios torcedores com direito a voto mudarem o destino do clube. Outro tema que terá que ser bem pensado.

Debater idéias diferentes e salutar em qualquer sociedade civilizada , e preciso que aja sempre uma oposição sadia para que as coisas caminhem bem !!! . Obrigado pelo espaço consedido e saudações Alviverdes a todos!!!!!

Surpreendente! Os tres melhores passadores da segundona são do Palmeiras:

1º Juninho Pampers – 1711 passes certos;
2º Márcio Gente Boa – 1596 passes certos;
3º Wesley – 1432 passes certos.

Fonte: footstats.net

Olá Gustavo, não sei se fico feliz ou choro, o nível técnico dessa série B foi realmente fraco. Tomara que esses índices possam ser melhorados na série A. Vamos precisar que esse elenco se supere a cada jogo, o nível é outro… e lógico reforços urgentes, no mínimo com jogadores melhores que temos hoje no elenco.

Olá Gustavo! Estatísticas para futebol devem ser analisadas com ressalvas, é diferente de basquete e volei por exemplo. De que adianta dar 1000 passes certos de dois metros e pro lado? Prefiro o Valdívia que arrisca passes com maior grau de dificuldade, com certeza errará muito, mas, quando acertar um, possivelmente criará uma chance de gol. Agora o Pampers e o GB só tocam a bola de lado sem objetividade, sem arriscarem nada, as limitações naturais os impedem.

O dia que os torcedores do palmeiras entenderem e acordarem para a força que tem (tanto em número como poder aquisitivo), quem sabe talvez alguma coisa mude. Em vez de nos unirmos e atirarmos na mesma direção, nos atacamos mutualmente, enquanto os adversários evoluem e ganham títulos usando as artimanhas que o futebol tupiniquim oferece. Mustafá, gilto, Del Nero, globo, stjd, arbitragem e cbf sabem que a torcida do palmeiras em geral é bunda-mole, inofensiva e desunida. Só reclama, reclama, reclama e reclama. Por isso eles continuam a agir como agem. O dia que descobrirmos nossa força e nos unirmos em prol de um objetivo comum que é “DEFENDER o Palmeiras contra tudo e todos”, eles vão os respeitar. Até lá, a própria mídia palestrina que teria essa função, reflete o que é o Palmeiras hoje: Feudos onde todos procuram mamar e faturar em cima da marca.

Bem, se no “parlamento palmeirense” não se conseguem mudanças, por conta da falta de maioria, então, deveríamos proceder de forma contrária, isto é, através dos “eleitores”, com manifestações constantes junto ao “parlamento”.

Criscio,

A meu ver, no que depender das pessoas que fazem parte do cenário político do clube, aí incluo “situação”, “oposição” e todos os grupos políticos existentes dentro do clube, o Palmeiras continuará “patinando”.
Os discursos dos que não estão no poder são bonitos, coerentes, modernos, porém, quando assumem o poder, é decepção atrás de decepção.
Apenas para ilustrar o que estou falando, eu, pessoalmente, tinha no Belluzzo minhas maiores esperanças de ver o Palmeiras se agigantar novamente. Infelizmente, ele se preocupou muito em “jogar para a torcida” e pouco para solucionar as mazelas do clube.
Os grupos políticos existentes na SEP estão mais ocupados no combate entre si do que na recuperação do Palmeiras.
Até a chamada mídia Palestrina entrou numas de combate entre si, em mais um espetáculo lamentável de auto-destruição.
Não vejo, dentro do clube, NINGUÉM capaz de nos tirar desse buraco onde estamos. Sinceramente, torço para estar ENGANADO.

Perfeito seu texto e sua idéia, todos nós Palmeirenses queremos estas mudanças. Mas, o que pensa o Mustafá? Se ele for a favor das mudanças a coisa vai sair, se não, esquece este assunto.
Não adianta os súditos almejarem mudanças, modernidades etc. Se o Rei não quiser, nada vai acontecer, a política do Palmeiras, talvez só mude um dia, quando o Rei falecer.

Aquilo lá ” terminará” (como sempre aconteceu ao longo de 100 anos), numa grande pizza em famiglia. Hj fulano odeia cicrano (pois, ele é rival político), mas, basta ele virar a casaca, pronto! Ele passa a ser o seu melhor amigo e parceiro. E assim…continua o círculo vicioso…que nos jogaram 2 vezes numa segundona e vítimas de goleadas vexatórias, pois, estão cagan…pro time do Palmeiras e nossa torcida… e se iremos disputar títulos ou ir pra segundona. O importante é fazer conchavos e garantirem as carteirinhas de conselheiros, que darão no futuro, a chance de uma diretoria e/ou até presidência (dependendo o tamanho do conchavo). E sempre trilham por esse caminho, pois, já como conselheiro, empurram jogadores ruins, medianos, de esquema de empresários…e os colocam na vitrine chamada Palmeiras (terceira maior torcida do País), e claro, retornos de mídias…e com isso, ganham seus jabás dos tais empresários. Resultado: segundona garantida!!!

Boa tarde Aldo como vai?
Quando realmente, avaliarem que os departamentos esportivos do Palmeiras devem ser separados da área politica suja que fincou raízes na social, teremos uma outra concepção de Palmeiras, mas para que seja feito isto, é necessário impedir os conchavos que politicamente mantem o “sistema´´, imposto e administrado por uma figura nefasta, há 37 anos!

Gaetano, desculpe colocar água nesse chope.
A reforma estatutária virá, mas manterá o bode na sala: A POLÍTICA.
Exemplo simples: FILTRO
Além disso vem o que o Vicente falou sobre a falta separação entre social e futebol real e efetiva. Os poderes continuarão com lastro na política e a profissionalização, os critérios de governança corporativa, a meritocracia continuarão bonitos no discurso.
Abraço.

PERFEITO CLAUDIO, suas palavras além de sabias, demonstram a realidade de um clube feudal, mantendo algemas que evitam a democracia plena, baseada, no trabalho diferenciado!

Sabe o que vai acontecer Vicente?? Nada!! Infelizmente todos comem nas mãos do sapoboi, que manda e desmanda lá dentro. Tínhamos esperança no Nobre e Brunoro. Mas a ficha caiu.
Mais um ano de GILSON KLEINA, BRUNO, WENDEL, ANDRÉ LUIZ, JUNINHO PIUPIU, MÁRCIO ARAÚJO, MÁRCIO ARAÚJO, LEANDRO AMARO, VINÍCIUS, MAIKON LEITE ETC.
É triste, mas é uma realidade.

Acredito na reforma estatutário nos moldes que tornarão o clube livre de ações políticas que o apequenaram. Por isso torço por essa administração (não quer dizer que apoio cegamente).

A reforma estatutaria interessa a quem esta no “comando”? A resposta é obvia. Mas como disse o Criscio o dia chegara. E ai os “separatistas do PALMEIRAS” serão os torcedores. Com direito a voto( e espero que tenham) não havera mais espaços para os pseudogestores de plantão e o trono ocupado por longa data pela orca peçonhenta conhecida por mumu ruira “ad eternum”. E o interior de SP tera um papel relevante como “separatistas”. É uma questao de tempo. Nesta altura o meu grito podera ser ouvido….. VICENTE CRISCIO presidente do PALMEIRAS. Ai sim seremos o maior clube e a melhor equipe de futebol das americas e um dos melhores do mundo. A conferir.

Mais facil o pais basco se libertar da espanha,a mudat alguma coisa nesta politica podre da SEP.Pergunto vai mudat alguma coisa com as eleicoes diretas? Para que conselheiro vitalicio.A SEP vai ter de comecar do zero,senao vai virar um Juventus da Mooca.Temos de acanar com esta velharada que azucrina a sep e nao presta pra nada.Acorda gigante pelp amor de Deus…

Não entendo o que acontece aqui no 3VV. Qualquer atitude do Paulo Nobre é criticada, nem o B1 era criticado assim!

Prezado Auguro, não entendemos a sua crítica. Ela é ao post ou ao site?
Especificamente, qual foi a crítica ao PN nesse artigo? E onde você discorda?
Outra dúvida: de onde você tirou que o “B1″era menos criticado? Analisamos rapidamente o histórico de comentários e acessos do 3VV desde 2009 (quando começamos a guardar isso) e não consta nas estatísticas do 3VV seu email acessando posts. Você lia mesmo? Se sim, sabe dizer quantas vezes criticamos o B1 versus quantas vezes o PN foi criticado versus quantas vezes o DM foi criticado versus quantas vezes o Belluzzo foi criticado? Se tiver esses indicadores seria importante mostrar para nós.
Ou seja Augusto, se entrar aqui no 3VV para criticar a linha editorial do site, o faça com um pouco mais de objetividade. Não temos por hábito censurar comentários (a não ser que sejam ofensivos) mas esse seu comentário sugere algo que não fazemos.
Se discorda do post, ok, sem problemas, mas aponte onde há a discordância. Já estamos um pouco cansados da “patrulha” de alguns que não permite uma linha de discordância. Mas também não mostram consistência em suas críticas.
Agradeço sua compreensão.
Assina: Editoria 3VV

Continuem as criticas quando necessário, afinal, onde esta a tal “DEMOCRACIA´´, ALVIVERDE ?
Paulo de Almeida Nobre, como seu STAFF, são alvos de critica, porque estão sendo negligentes, o planejamento é pífio, ou alguém em sã consciência , não ve que estamos atrasados ?
A situação se não for alterada , terá frutos em mais frustrações a uma torcida cansada de fracassos, já chega de sermos cordeiros, temos hoje no clube “profissionais´´, religiosamente remunerados, e onde estão os resultados, no banheiro do clube?
No Palmeiras sempre é assim , se não for a favor é do contra, e se é do contra não presta, lamentável esta ideologia capenga, depois os mesmos que defendem o atual presidente, se escondem como já fizeram muitos que apoiaram o banana 1 e banana 2 , muito hipocrisia para um clube só!

Eu acesso o site desde a época em que era um simples blog, meu email mudou e nunca fui muito de comentar. Lembro da entrevista com o Muricy e várias outras coisas que adorava nesse site. A crítica não é somente ao post em si, mas sim ao site, que desde que o Paulo Nobre foi eleito, parece que qualquer ação dele é criticada. Acho o blog de vocês um dos melhores da chamada Mídia Palestrina, mas as vezes as críticas feitas ao nosso presidente parecem um pouco exageradas, de modo a me levar a pensar que elas só tem finalidade política. Você parecem ficar esperando qualquer erro do Paulo Nobre para vir criticar aqui no blog. Na época do Belluzzo, lembro de várias críticas construtivas, dando novas ideias, mostrando caminhos otimistas, mas desde a eleição desse ano, só me recordo de críticas destrutivas. Concordo que deve haver discordância, mas é preciso que haja um apoio ao Palmeiras, vamos dar alguma confiança ao PN, ele é palmeirense e com certeza vem tentando o melhor para o Palmeiras, assim como qualquer torcedor que fosse eleito presidente faria. Desculpem-me pela crítica dura feita no comentário anterior, mas gostaria de ver o blog como em seus melhores dias, buscando ajudar o Palmeiras.

Augusto, insisto: qual a discordância com relação ao texto? qual crítica ao PN foi infundada? Sobre as críticas ao Belluzzo serem construtivas, a coluna OPINIAO, desde o princípio vem sugerindo, propondo, mostrando alternativas. A crítica dura é aceita. O que não aceitamos mais é a crítica só porque discordamos de decisões da atual gestão. A geleia geral e o chapa-branquismo criticam o 3VV por ser politizado. Nossa origem é política. O nome TERCEIRA VIA VERDAO não é à toa. Mas os que desfilam carteirinhas e querem oportunamente estarem perto do Palmeiras mostram tolerância enorme com essa diretoria, bem diferente de diretorias anteriores. O 3VV não mudou. Quem mudou foram os olhos e paciência dos outros. Abraços.

Concordo, vcs tem um viés político e sempre tiveram, mas a crítica não é apenas porque vcs criticam a gestão atual, e sim da forma como vcs criticam. Como já disse, vejo críticas mais duras à essa gestão do que a do B1. Quando tiver tempo, darei uma olhada nos históricos de notícias pra ver se é só impressão mesmo. Abraços!

Os comentários estão desativados.