Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 11-12-2013: Com Palmeiras e WTorre irredutíveis, chance de arbitragem cresce ❘ Lancenet

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Com Palmeiras e WTorre irredutíveis, chance de arbitragem cresce

Por Fellipe Lucena

O Palmeiras pretendia encerrar ainda neste ano a briga com a WTorre, construtora responsável pela reforma de seu estádio, mas as primeiras reuniões do processo de mediação diminuíram muito o otimismo. As partes não se mostraram abertas a uma solução amigável, aumentando a chance de levar a questão à arbitragem.

O clube se apega a um dossiê que contém documentos de toda a negociação, enquanto a construtora tenta fazer valer sua interpretação literal do contrato assinado.

A principal causa do desentendimento é a divisão de cadeiras no Allianz Parque. A WTorre julga ter a prerrogativa de comercializar 100% dos assentos, enquanto o Verdão diz que são dez mil. Não há discussão quanto ao dinheiro embolsado com bilheteria, que será 100% do clube: mesmo o torcedor que comprar uma cadeira pagará ingresso.

Na mediação, três advogados têm a missão de propor um acordo para o caso, compreendendo as exigências dos dois lados. Já o parecer da arbitragem tem peso de sentença judicial e é definitivo. Como o processo é bem mais demorado, há a possibilidade de o impasse ser resolvido depois da inauguração da arena, provavelmente em maio.

Kazuo Watanabe, mediador indicado pelo Palmeiras, Braz Martins Neto, apontado pela WTorre, e Sydney Sanches, sugerido por ambos, estipularam no cronograma inicial da mediação que uma proposta seria apresentada nessa terça-feira. Depois de duas reuniões, uma na sexta e outra na segunda, o prazo foi alterado para 20 de dezembro. Se a sugestão do trio não agradar, o passo seguinte será a arbitragem.

O LANCE!Net tentou contato com Walter Torre, dono da construtora, que estava viajando e voltou ao Brasil nessa terça. Já o Verdão não se manifesta publicamente sobre o assunto.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

• Paulo Nobre admite falta de atenção ao clube social e promete investimentos

Por Gabriela Chabatura

Depois de o iG Esporte divulgar o descontentamento de conselheiros e associados do Palmeiras com a falta de atenção da atual gestão ao departamento social do clube, o presidente Paulo Nobre admitiu que a prioridade nesta temporada foi o futebol profissional e promete mais investimentos em 2014.

Em outubro, à reportagem, conselheiros afirmaram que faltavam até mantimentos nas lanchonetes do clube e, por diversas vezes, funcionários tiveram de comprar café e açúcar no Bourbon Shopping, localizado ao lado. Prédios multiuso e poliesportivo ainda carecem de equipamentos e móveis.

“Vamos falar que o Palmeiras era um cobertor que não cobria a cabeça e os pés ao mesmo tempo. Eu dei uma atenção ao futebol em 2013, porque não existiria 2014 para o Palmeiras na segunda divisão. Em 2014, as atenções serão mais voltadas ao clube”, disse o cartola durante premiação concedida pelo programa “Mesa Redonda”, da TV Gazeta.

Nobre disse espera o término das obras do Allianz Parque para melhor condição do clube social e entende as queixas dos associados. “Como o dinheiro é curto, eu não posso investir o dinheiro em alguma obra no clube que eventualmente a obra da Arena venha a destruir. Nós queremos que obra termine para voltar a investir no clube social. E o associado tem razão em reclamar, mas não havia a possibilidade de em 2013 abraçarmos os dois lados. Então em 2013 e, sem abandonar o futebol em 2014, vamos ter uma atenção especial ao clube social”, completou.

Assim que assumiu a presidência do Palmeiras, a primeira iniciativa de Paulo Nobre no departamento sociail do clube foi aumentar a mensalidade dos associados. O torcedor que pagava em torno de R$ 70 no plano individual, passou a contribuir mensalmente com R$ 91.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ IG ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Paulo Nobre promete não reduzir salários no Palmeiras

Por Gonçalo Júnior

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, negou que a intenção do clube seja reduzir salários com a implantação do contrato de produtividade com os jogadores a partir de 2014. “Não queremos abaixar os salários. A intenção é conseguir oferecer contratos mais longos para os jogadores e conservar a motivação para buscar sempre algo mais”, disse o dirigente.

O projeto de vincular os salários à produtividade é inspirado em prática comum no mercado financeiro e, segundo Nobre, deveria ser copiada também por outros clubes. A ideia só valeria no Palmeiras para atletas novos ou que estejam discutindo a renovação de contrato para o ano que vem. O presidente reiterou sua posição na premiação dos destaques do Campeonato Brasileiro promovida pela TV Gazeta, na noite desta terça-feira.

O clube ainda não estipula o impacto financeiro da proposta ou até mesmo se teme algum tipo de resistência à iniciativa dos jogadores que o Palmeiras pretende contratar. O dirigente afirma que já aguardava que o plano despertasse polêmica e está preparado para as críticas. “Sempre que quebramos algum paradigma, surge resistência”, ressaltou.

O dirigente pretende oferecer contrato de produtividade, inclusive, para os 13 jogadores que têm contrato terminando em dezembro. Estão no clube por empréstimo: Fernandinho, Marcelo Oliveira, Charles, Léo Gago, Ronny, Ananias, Rondinelly, Leandro, Bruno, Vilson, André Luiz, Márcio Araújo e Wendel.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Palmeiras vai atrás de “esquecidos” para implantar novo modelo de contrato

Por Mauricio Duarte

Para conseguir reforçar o Palmeiras no ano do centenário sem abrir mão do novo modelo de produtividade, a diretoria alviverde traçou um perfil de jogadores “esquecidos” ou mais veteranos para poder trabalhar com uma margem de negociação favorável a sua filosofia. A avaliação é a de que é mais fácil convencer atletas que não estão sendo disputados pelo mercado a aceitar esse tipo de acordo.

“Todo bom jogador tem espaço no Palmeiras desse que as partes entrem em acordo. Sobre isso não há exceção a nenhum grande jogador”, afirmou o presidente Paulo Nobre, sem dar prazos para novidades. “Nós não colocamos prazo para acontecimentos, porque senão viramos refém do próprio prazo. Gostaria de ter alguma novidade até o fim do ano, mas isso não é nenhuma promessa. A única promessa que faço desde o início da minha gestão é a de muito trabalho”, completou.

Jogadores como Elano, Lúcio e Bruno César, que negociam com o Palmeiras, se adequam a esse perfil. O primeiro perdeu espaço no Grêmio e vive uma fase de desconfiança. Como precisa demonstrar serviço para voltar a ter um lugar de destaque no futebol nacional, é uma opção que cabe nos planos alviverdes.

O zagueiro Lúcio, por sua vez, está encostado no São Paulo desde julho e interessa ao Palmeiras. Aos 35 anos, o pentacampeão não foi bem em seu retorno ao futebol brasileiro e quer uma solução para não ficar parado em 2014. Ele se encaixa exatamente no que a diretoria procura: um atleta que, por não viver um bom momento e ser veterano, aceitaria uma diminuição de salário e um contrato de produtividade para ter mais um tempo em uma equipe de grande visibilidade.

O meia Bruno César entra no radar do Palmeiras não por ser um veterano, mas por estar “escondido” defendendo Al Ahli, da Arábia Saudita. Para retornar ao Brasil, o atleta já disse, inclusive, que aceitaria uma redução de salários para se adequar ao novo perfil de atletas do time do Palestra Itália.

“Isso é o de menos. O importante é voltar e dar sequencia à minha carreira. Acho que se precisar diminuir o salário para fechar com qualquer time, farei sem problemas. Pode acontecer, mas estamos conversando para acertar da melhor forma para ambas as partes e ainda não definimos nada”, analisou Bruno.

Kleina já comunicou à diretoria que posições considera fundamental reforçar. O comandante alviverde quer um centroavante, dois laterais (um direito e um esquerdo), um zagueiro e um meia. Essas posições serão as prioritárias nas negociações a partir de agora.

Outro jogador na mira do Palmeiras é o meia Alex, ídolo do clube, atualmente no Coritiba. Neste caso, o time alviverde procura investidores para tentar viabilizar a negociação. Sem citar nomes, Nobre deixa claro que não quer o retorno de atletas só por serem ídolos, mas pelo que podem render em campo. “Só por ser ídolo, não é motivo de contratação. O ídolo tem todo o carinho do clube e da torcida. Mas para vir precisa fazer algum sentido para a comissão técnica”, disse.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Luis Felipe se irrita com Nobre: “Não estão falando com qualquer um”

Por William Correia e Bruno Grossi

Em negociação para antecipar sua saída do Palmeiras e acertar com o Benfica, Luis Felipe está profundamente chateado com a diretoria do clube. O jogador, que tenta se aproveitar de erro na digitação do novo contrato com o Verdão, acredita que não foi respeitado como deveria pelo presidente Paulo Nobre.

“Teve uma proposta bem legal, conversei com o Palmeiras e com o presidente e falaram que eu era um menino imaturo, que não precisava disso. É necessária uma conversa severa, estão falando com um jogador, não estão tratando com qualquer um”, disse o lateral direito.

O lateral se irritou principalmente com declarações do mandatário à rádio Mondo Verde, na qual promete não facilitar a liberação de Luis Felipe dizendo que “caráter não se compra, ou você tem ou você não tem, e o Palmeiras não pode ser deixado para trás”.

“Escutei algumas coisas que eles falaram até da boca deles. Fico magoado, estou desde 2007 no Palmeiras. Escutar que ‘não precisava disso’ é difícil. Não é só salário que está dificultando, é muito mais coisa”, comentou Luis Felipe, argumentando que não vale a pena mantê-lo até o fim de seu contrato, em março. “Não tem vantagem me segurar. Se tiver que ficar, fico, mas seriam três meses só treinando.”

Gilson Kleina já chegou a confirmar a ida de Luis Felipe ao Benfica e o jogador não esconde sua vontade de ir logo para Portugal. “Ainda está ocorrendo a negociação com o Benfica e tem muita coisa para rolar. Não está nada definido. Fora o Benfica, não tem mais nada. Só especulação. Isso de Corinthians é mentira”, assegurou.

O desentendimento entre Palmeiras e Luis Felipe começou em junho, quando o lateral de 22 anos, vindo de empréstimo do Penapolense ouviu da diretoria que seria reserva de Luis Ricardo, com quem o clube negociava, e aceitou que seu salário aumentasse de R$ 20 mil para R$ 25 mil, com prorrogação do vínculo até dezembro de 2014.

Mas o novo contrato tinha um erro de digitação, com seu fim para dezembro de 2013, o que o invalidava. Quando a diretoria quis que Luis Felipe assinasse um documento correto, ele já era titular, se destacava e tinha recebido uma oferta para receber cerca de R$ 100 mil do Benfica. Seus empresários exigiram uma renegociação, rompendo de vez com o Palmeiras.

Por conta da situação, Luis Felipe ficou fora das cinco últimas rodadas da Série B. “Teve uma conversa honesta entre todos e achamos melhor assim. Qualquer partida empatada a torcida achava que eu não estava correndo porque estava vendido, mas não estou vendido, estava em processo de renovação como todos os jogadores. Foi melhor deixar para lá, ainda mais que tinha contusão”, explicou o lateral.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Com conversas frequentes, Palmeiras mantém vivo o sonho por Alex

Por Caio Carrieri e Fellipe Lucena
O ídolo Alex segue como desejo do Palmeiras para reforçar o meio campo da equipe. A diretoria busca peças para o setor, e o nome do camisa 10 encabeça a lista, que ainda tem Bruno César, do Al-Ahli (SAU), Elano, do Grêmio, e Marquinhos Gabriel, de saída do Bahia.

Sonho antigo do Verdão, o veterano de 36 anos de idade recebe contatos frequentes de membros do departamento de futebol alviverde, que monitora a situação do jogador.

O ambiente dele no Coritiba está longe de ser o ideal. No último domingo, depois de o Coxa vencer o São Paulo e finalmente se livrar do rebaixamento, o camisa 10 elevou o tom das críticas ao presidente do seu clube, Vilson Ribeiro de Andrade. Irritado com recentes declarações do mandatário, Alex sinalizou com a possibilidade de deixar a agremiação do Alto da Glória, o que animou a cúpula palmeirense.

Pessoas próximas a Alex dizem que ele vai aproveitar o período de férias para analisar, ao lado da família, se seguirá ou não no Coritiba, com quem tem contrato até o fim da próxima temporada.

O Palmeiras já havia tentado contratá-lo no ano passado, quando o meia deixou o Fenerbahçe (TUR), mas ele optou por voltar à cidade natal e defender o time de coração.

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ LANCENET > http://www.lancenet.com.br/minuto/conversas-frequentes-Palmeiras-mantem-Alex_0_1045095705.html

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Lúcio aguarda proposta do Palmeiras para negociar saída do São Paulo

Por Daniel Batista

O zagueiro Lúcio espera por uma proposta do Palmeiras para poder, enfim, negociar sua liberação com a diretoria do São Paulo. O jogador recebeu várias sondagens, mas nada de oficial. Por isso ele ainda não definiu que rumo tomar.

O jogador foi sugerido por Paulo Nobre e inicialmente Gilson Kleina não gostou da ideia, mas foi convencido a aceitar o zagueiro de 35 anos, dentre outros motivos, pelo fato da negociação com Vilson estar bem complicada.

Lúcio tem interesse em defender o Palmeiras, mas sabe que ainda tem um longo caminho até conseguir um acerto. Ele tem contrato até dezembro de 2014 e o São Paulo está disposto a se livrar dele, mas desde que algum clube aceite pagar seu salário integral, que atualmente é de R$ 500 mil.

Para o jogador, receber contrato de produtividade não é um problema, já que recebeu durante muitos anos desta forma, no futebol europeu. A questão é o quanto será o salário fixo pago pelo Palmeiras.

Além disso, outro fator que pode dificultar a negociação é o fato do presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, resolver vetar a negociação pela rivalidade com o time alviverde.

Além do São Paulo, Lúcio tem outras propostas e seu objetivo é decidir onde vai jogar em 2013 antes de acabar o ano. Certo é que Lúcio não joga mais no São Paulo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

• Palmeiras enrola atletas em fim de contrato

Por João Pontes

No fim de outubro, após o Palmeiras confirmar o acesso à elite do futebol brasileiro, a cúpula alviverde prometeu resolver a situação dos 13 jogadores  do clube cujos contratos venceriam ao fim deste ano.

Após quase dois meses, a situação segue indefinida. Até agora, nenhum atleta dessa lista renovou seu vínculo. Para piorar, alguns nem sequer foram procurados pela diretoria.

Dos 13 jogadores em fim de contrato, cinco são tratados como peças fundamentais pelo técnico Gilson Kleina: o atacante Leandro, o volante Márcio Araújo, o zagueiro Vilson, o volante Charles e o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira.

Exceção feita a Charles, cujo vínculo é do Cruzeiro, os outros quatro estão livres para negociar. Leandro tem seus direitos ligados ao Grêmio, mas o Verdão possui prioridade para estender o contrato de empréstimo até o fim de 2014. O Alviverde, inclusive, deseja continuar com o atacante e já avisou a equipe gaúcha.

Com isso, o único entrave para a permanência deles é a questão salarial. Devido aos problemas financeiros do clube, o presidente Paulo Nobre exige que os atletas com vínculo até o fim do ano aceitem contratos de produtividade.

A ideia do mandatário alviverde é repetir a estratégia utilizada com Gilson Kleina. O treinador aceitou a redução salarial, mas receberá bônus de acordo com o rendimento do time no ano do centenário.

Fora dos planos

Por enquanto, a única certeza é de que três jogadores com contrato vencendo agora não seguirão no clube: o meia Rondinelly, o lateral-esquerdo Fernandinho e o volante Léo Gago.

As permanências do goleiro Bruno, do zagueiro André Luiz, do atacante Ananias e do meia Ronny ainda estão sendo analisadas. Já o volante Wendel foi procurado pelo clube e deve renovar.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Em pizza

Os 11 conselheiros vitalícios recém-eleitos no Palmeiras se reuniram nesta terça em uma pizzaria paulistana para festejar e fazer política. O grupo não fechou apoio a Paulo Nobre.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

“O Mustafá Contursi não dava nenhum craque ao Palmeiras. Paulo Nobre nega o time aos craques” – Vittorio Pescosolido – Conselheiro do Palmeiras, comparando o ex-presidente a Paulo Nobre, atual gestor

••

27 respostas em “Verdão na Mídia 11-12-2013: Com Palmeiras e WTorre irredutíveis, chance de arbitragem cresce ❘ Lancenet”

O Nobre disse q vai esperar a inauguração da Arena pra investir no social, então vamos clarear as ideias daqueles q não enxergam um palmo pra frente do nariz.
O clube social necessita de reformas e os novos predios precisam ser equipados, isso tem um custo, e o clube tem um planejamento financeiro. Se ele for ouvir os desejos de cada um não faz nada, nem futebol, nem social. Com a inauguração da Arena, aumentaremos nossas receitas, teremos recebiveis e com isso nosso crédito no mercado aumentará demais e teremos a lliberdade financeira pra investimrmos melhor no time e no clube.
Em lugar nenhum se lê q o presidente deixará de investir no time (q ja tem sua verba planejada para 2014) pra investir no social, senão ele teria mantido alguns esportes amadores pra agradar o bando de pelegos q parasitam no Palestra. E se ele disse q em 2014 olhará mais pro social, é pq o planejamento q todos adoram cobrar já está bem pronto, sendo executado de forma silenciosa q é o q nos convém no momento.
E sobre o Damião, posso estar errado, mas esse investidor tem nome e sobrenome e já sabe q o filho vai pressionar o Barcelona pra leva-lo ser o 9 q tanto falta por lá e formarem uma baita dupla.

a cada dia que passa vejo a decadência do Palmeiras, pedindo de joelhos para o Alex vir, VTNC. Olha o santos que potencia, mais 2 aquisições de tirar o chapéu. Paulo Pobre, vc no programa do Roberto Justus se sairia muito bem.

Notícias associadas ao Palmeiras ? Contrato por produtividade visando economia, contratação de refugos (Elano e Lúcio), erro na digitação de contrato de jogador, dificuldade em conseguir patrocínios, desculpas por não termos dinheiro, marketing inativo, conselheiros vitalícios eleitos, enfim, animo total, centenário a todo vapor, rumo ao tri em 2015! Nobre, fecha o Palmeiras e volta pros rallys, ao menos voce ameniza o sofremento de 18 milhões de otários!

Como é bom ter diretoria competente. O Santos contratou o DAMIÃO E O VARGAS. E nós, vamos reformar o social do clube. Vamos renovar com Wendel, André Luiz, Bruno, MÁRCIO ARAÚJO etc.
Diretoria de …..zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Investidores gastaram R$41 milhões no caneludíssimo Damião. Impossível que já não tenham uma certeza de transferir em curto prazo. E o chileno, parece que se os italianos do Napoli quiserem já no meio do ano, levam de volta ou negociam. Capaz de o Santos já ficar sem os dois pra depois da Copa do Mundo. Nem vender alma pra esses malditos investidores, nem pedir benção ao Mustafá pra montar time. Mas sem dúvida, num meio termo e com um mínimo de competência, da pra fazer alguma coisa.

Até agora a gestão Mustanobre está sendo pior que a do Tirone pois parou a construção da Arena e não ganhou nenhum título em 2013. O Tirone pelo menos não atrapalhou as obras da Arena. Incompetentes!!!

Deu atenção ao futebol em 2013? Uhahahaha….Se isso é dar atenção imagina em 2014 quando a “atenção” será ao clubinho social! E outro detalhe: SÓ O PALMEIRAS NÃO TEM DINHEIRO! O SANTOS ACABA DE ARRANJAR INVESTIDORES E ESTÁ TRAZENDO LEANDRO DAMIÃO POR R$ 30 MILHÕES! E AÍ SR. GIANUBBIO E SR. BRUNORO? CADÊ A GESTÃO PROFISSIONAL PARA LEVANTAR RECURSOS PRO FUTEBOL?

Tbem acho que a WTorre ta dando tiro no pé. Uma soucao amigável com todo mundo perdendo um pouquinho trará ganhos a todo mundo.
Luis Felipe foi muito mal orientando e mal agradecido: o Palmeiras é que está com voce desde 2007. Que cumpra o contrato (apesar de mesquinaria nao curar falta de carater é um pequeno castigo).
Os bambis estao doidos para se livrar do Lucio.
A respeito do Alex (um dos melhores onze jogadores do Verdao, na minha opiniao, desde 1973 sem considerar posicao , ao lado de Marcos, Luis Pereira, Roberto Carlos, Ademir Da Guia, Leivinha, Cesar Lemos, Edmundo, Jorginho Putinati, Evair e Rivaldo. Mencao honrosa: Jorge Mendonca e Cesar Sampaio), portanto meu idolo, mas aquele jogador de 1998/1999 nao existe mais e eu nao o contrataria. Temos um exemplo recente aqui e com outro idolo nosso, o Edmundo. Na linearidade do efeito do tempo ele deve jogar menos em 2014 do que jogou esse ano. Caso venha vou torcer para que seja um sucesso e se for darei mao a palmatoria e serei com satisfacao o primeiro a reconhecer isso.
PS: o Palmeiras contratou jovem goleador do Rio Claro (Rodolfo). Sao coisas que dificilmente acontecem no Palmeiras mas tomara que seja um novo Evair.

Todo palmeirense é sabedor do grande mal que assola o verdão, MUSTAPHÁ CONTURSI. Ele põe quem ele quiser, manda e desmanda. Olha o nosso “pranejamento”. Vilson vai embora e vão renovar com o André Luiz. Digo e repito: Depois da renovação com Kreina, vamos ficar com Bruno, Wendel, André Luiz, Juninho Pampers, MÁRCIO ARAÚJO, Vinícius, Léo Gago, Rondinely, Maikon Leite, Patrick, Leandro Amaro etc. O pior de tudo é ver Paulo Nobre (B3), CEO Brunoro (B4), Feitosa. Estão conseguindo superar o B1 e B2. Que decepção. Cadê o Décio Perin e Beluzzo?? 2a. divisão ai vamos de novo. Olha o Santos, quer o Leandro Damião, Vargas e nós Picaxu. Olha o Nei Franco dando sopa e ficamos com Kreina.
Agora caiu a ficha do Paulo Nobre, vai cuidar do social como quer seu guru. Estamos perdidos, para não dizer fudidos.

Your comment is awaiting moderation.

Eu concordo que o mustafá é o grande mal do Palmeiras, mas veja bem que ele é um só. O que os outros fazem por lá? O mustafá já estava praticamente morto politicamente e esse Nobre presidente foi lá ressuscitá-lo, só para realizar o sonho de infância de virar presidente do Palmeiras. Claro, que agora ele gostou da coisa, porque ele está na imprensa todo dia – coisa que nunca conseguiu com aquelas patéticas corridas de rally.

Infelizmente o tal de Nobre vai afundar o Palmeiras com esse negócio de não gastar. Ele é do mercado financeiro, então vá trabalhar em uma corretora. Gerir um clube gigante não é pra qualquer um. PLAYBOYZINHO DE M………

Do mercado financeiro?? só se for do Banco Imobiliário guardado no armário dele… Investir no social?? Agora já sabemos pra onde vai o dinheiro do Avanti pelo menos. tomar no c*

Reclamando da falta de investimentos para o clube social?

Já demorou demais para rolar a secessão definitiva entre o clube social e o clube de futebol….

Jogador de futebol é tudo a mesma merda..cabecinha pequena e facilmente suscetível de manipulação por agente…joga 5 partidas bem na Série B e já quer ganhar 100 mil conto por mês….

Se vier Alex não precisa vir Elano…e vice-versa….

“Vamos falar que o Palmeiras era um cobertor que não cobria a cabeça e os pés ao mesmo tempo. Eu dei uma atenção ao futebol em 2013, porque não existiria 2014 para o Palmeiras na segunda divisão. Em 2014, as atenções serão mais voltadas ao clube”, disse o cartola durante premiação concedida pelo programa “Mesa Redonda”, da TV Gazeta. Mesmo discurso do Mustafá: “razão de existir do Palmeiras é o social”. Eu gostaria de saber qual é a atenção que o Paulo Mole deu para o futebol em 2013. Se em 2013 ele deu atenção, e em 2014 dará menos atenção, temos um futuro tenebroso pela frente. Enquanto isso, o Santos já fechou uma parceria para contratar o Leandro Damião, sem gastar nada. Paulo Pobre só sabe chorar.

Em relação à WTORRE, a única maneira deles ganharem isso é comprando os juízes.. e não duvido que o façam. E caso ganhem, ai terão um verdadeiro inferno verde pra lidar. Isso não ficará assim. A falta de caráter do Walter Torre terá um preço caro. O Palestra pertence ao Palmeiras. É e sempre será o Palmeiras. Isso é uma instituição. Ninguém roubará por 05 ou 30 anos nosso direito de administrar a parte majoritária de nosso estádio.

Você já ouviu falar em contrato de cessão de direitos? Pois é, o Palmeiras assinou um, cedendo direitos para a W.Torre e agora tem que cumprir. Se foi mal redigido, que entrem em um acordo. O que não dá é querer transformar isso numa guerra sem fim. Bom senso é o que deve prevalecer.

Os comentários estão desativados.