Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 14-12-2013: Vilson recusa redução salarial no Verdão, e agente vê renovação difícil ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Vilson recusa redução salarial no Verdão, e agente vê renovação difícil

Por Marcelo Hazan

O Palmeiras pode perder Vilson, zagueiro titular no time do técnico Gilson Kleina e tido como uma das prioridades para 2014, ano do centenário. Clube, jogador e o empresário do atleta, Tiago Faria, não chegaram a um acordo, e a renovação está emperrada.

Na chegada do atleta ao clube em fevereiro, as partes acertaram para o fim do ano uma prorrogação do atual vínculo, que vence no fim de dezembro. Agora, porém, o Verdão ofereceu um contrato de produtividade, com redução salarial e bônus por metas alcançadas, seguindo modelo adotado pelo presidente Paulo Nobre na renovação de Gilson Kleina. A oferta não agradou ao agente do zagueiro, que diz ter sido procurado por outros clubes.

– Tem conversas com dois times da Série A e uma do exterior. O Palmeiras pode exercer a opção até o fim do ano, mas a cada dia fica mais difícil. Houve uma desconsideração do documento que existe e foi feita uma proposta com base na produtividade. Para o Vilson é complicado, pois já estava acordado. Mesmo assim, ele está disposto a negociar em cima do que está escrito, mas a proposta feita foi muito abaixo e não aceitamos – disse o empresário.

O Palmeiras tem a opção de renovar com Vilson por mais três anos. Essa preferência pode ser exercida até o fim de 2013, desde que o Verdão pague R$ 2 milhões em luvas ao zagueiro, valor que pode ser parcelado.

Segundo Faria, o jogador deseja permanecer no Verdão, onde está adaptado e mantém boa relação com Kleina. Mas ele alega que a parte financeira da oferta alviverde precisa ser ajustada.

– Por essas questões pessoais ele gostaria de ficar, mas com uma proposta razoável. Vamos aguardar uma nova manifestação do Palmeiras, senão ele ficará livre no dia 1 de janeiro – completou.

Além de Vilson, o Palmeiras classifica as renovações de Leandro, Márcio Araújo, Charles e Marcelo Oliveira como prioridades.

Nesta temporada, o zagueiro fez seis gols em 32 jogos e chegou a se transferir para o Stuttgart, da Alemanha, mas o acordo foi desfeito quando o atleta já estava na Alemanha.

Como de praxe, o Verdão diz que não comenta negociações internas.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• “Dono” de Valdivia aconselha Palmeiras a negociar meia com time espanhol

Por Mauricio Duarte

O empresário Osório Furlan, conselheiro do Palmeiras e detentor de 36% dos direitos econômicos de Valdivia, afirmou que o Palmeiras deve aproveitar o interesse do espanhol Rayo Vallecano no meia e vender o jogador. Ele disse, inclusive, que assim que tiver a oportunidade, dará esse “conselho” pessoalmente ao presidente Paulo Nobre.

“Acho que está na hora de vender. Eu acredito que o Palmeiras vai me procurar só se for uma proposta tentadora. Até agora ninguém falou nada comigo. Para vender o Valdivia, tem que me procurar. Mas tem que aproveitar agora que ele está em alta. Sou a favor de uma venda desde que eu saiba do valor”, disse ao UOL Esporte, lembrando que o meia é nome praticamente certo na Copa do Mundo no Brasil.

Paco Jémez, treinador do Rayo, já afirmou que gostaria de contar com Valdivia em 2014. Na temporada 2003/2004, eles já trabalharam juntos. “Analisamos muitos nomes, e um deles é o de Jorge Valdivia. Pedi aos dirigentes o jogador, mas tudo dependerá das condições financeiras. Fomos companheiros e sei que ele pode render. Já jogou na Europa e na Copa. Ele poderia nos fazer melhorar e conseguir a permanência na primeira divisão. Até sonhar com a Liga Europa. Hoje parece distante, mas não está tão longe”, afirmou em entrevista ao jornal La Tercera.

Furlan acredita que o Palmeiras só irá de fato considerar a hipótese de vender caso a proposta seja muito alta. E avisa que sua parte quer à vista. “Quero minha parte à vista. Deixei bem claro que teria que participar da negociação”, explicou o conselheiro, que desembolsou R$ 6 milhões para trazer Valdivia de volta ao clube alviverde em 2010.

Valdivia tem contrato com o Palmeiras até agosto de 2015. Recentemente, declarou o desejo de jogar pelo clube no ano do centenário, bem como disputar a Copa do Mundo no Brasil, no ano que vem.

O treinador Gilson Kleina, inclusive, espera contar com seu principal astro em 2014. O Mago, como é chamado pela torcida, também está nos planos de marketing da diretoria para promover ações por conta da data festiva.

A assessoria de imprensa de Valdivia nega que ele esteja negociando com outro clube ou mesmo que tenha havido algum contato. O Palmeiras, por sua vez, não comenta sobre negociação de jogadores.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Sem Alex, Palmeiras aposta suas fichas na contratação de Elano

Por Daniel Batista

O Palmeiras decidiu que vai atrás de Elano, do Grêmio, para reforçar o elenco na próxima temporada e pretende resolver a situação logo. A ideia é contar com o jogador já na reapresentação do elenco, marcada para o dia 3 de janeiro.

Até o momento, o Palmeiras não formalizou uma proposta, mas Gilson Kleina deu o sinal positivo assim que o nome de Elano foi citado pela diretoria. O Grêmio está disposto a negociar o jogador, mas nesta semana está concentrado em outros assuntos, como por exemplo o sorteio da Libertadores, que foi realizado na quinta-feira.

Outro ponto a ser discutido pela diretoria gremista, e que tem a ver com Elano, é quem vai dirigir o time em 2014. Caso o eleito queira ficar com o meia, a negociação com o jogador de 32 anos pode ser dificultada.

Um ponto fundamental nessa história é que Elano recebe R$ 500 mil por mês no clube gaúcho e sabe que, para ir para o Palmeiras, terá de reduzir bastante o salário e aceitar um contrato de produtividade – coisa de que o presidente Paulo Nobre não abre mão, mesmo para atletas consagrados.

Sonho de Nobre para 2014, o meia Alex teve ontem uma reunião com o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, e selou as pazes com o dirigente. Assim, ele ficará no clube.

O Palmeiras também já tentou a contratação de outro meia, Bruno César, mas o clube tem dificuldades para se acertar com o Al Ahli, da Arábia Saudita, detentor dos direitos federativos do jogador.

Além de Elano, o Palmeiras tem interesse em outro jogador experiente, que já jogou Copa do Mundo. O zagueiro Lúcio, de 35 anos, que está encostado no São Paulo, foi oferecido à diretoria e, depois de alguma resistência, Kleina aceitou a sua contratação.

O lateral-direito Medina, do Nacional de Medellín, também pode chegar, mas o time colombiano está na fase decisiva do Campeonato Colombiano e, por esse motivo, as negociações foram paralisadas.

Já o meia Lucas Lima, do Internacional, assim como o zagueiro Anderson, do Fluminense, foram colocados em modo de espera enquanto o clube tenta a contratação de outras opções de melhor qualidade.

RENOVAÇÕES EMPERRADAS

Dos 30 jogadores que terminaram a temporada no Palmeiras, 13 têm contrato até dezembro, e maioria está sem rumo. Quem parece ter a negociação mais avançada é Marcelo Oliveira, que deverá ter o empréstimo renovado por mais um ano. Márcio Araújo também caminha para um acerto.

Vilson e Leandro ainda negociam. Bruno, André Luiz, Wendel, Léo Gago e Ananias estão sendo analisados. Fernandinho já foi liberado para retornar ao Oeste, Rondinelly tem de voltar para o Grêmio e Ronny está nos planos de Coritiba e Bahia.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Verdão faz proposta por Bruno César, negocia com Lucas Lima e cogita Cícero

Por Caio Carrieri, Fellipe Lucena e Thiago Ferri

Com a aprovação do técnico Gilson Kleina, o Palmeiras formalizou nos últimos dias uma proposta para contratar Bruno César, meia de 25 anos que pertence ao Al-Ahli, da Arábia Saudita.

O meia tem contrato até 2016. Segundo o empresário do jogador, Marcos Casseb, o clube árabe está disposto a liberar o atleta, e o caminho mais viável é um empréstimo.

– As propostas estão chegando,  minha preferência é voltar ao Brasil. Mostrei para meus empresários que quero voltar. Vou escolher a melhor proposta, melhor clube e fechar – declarou ao LANCE!Net o jogador.

Ele atua no exterior desde 2011, quando foi vendido pelo Corinthians ao Benfica (POR), que o negociou com os árabes no início desse ano.

Desde a última quarta-feira Bruno está em Americana (SP), onde vive sua família, para tratar de assuntos particulares, e espera por uma definição do seu futuro em breve.

– Na próxima semana deve ter novidade para mim e já vai ficar bem claro. Quero definir o mais rápido possível, ver onde vou jogar e quando tenho de me apresentar.

Bruno César não é o único meia por quem o Verdão conversa. Alex estava na pauta, mas o Coritiba anunciou ontem que ele permanecerá no Alto da Glória em 2014.

Na semana passada, o gerente de futebol Omar Feitosa se reuniu com o agente de Lucas Lima na Academia de Futebol. O jogador estava emprestado ao Sport, pertence ao Internacional e está com 23 anos. É um nome bastante elogiado por Kleina.

Elano, do Grêmio, também é pauta de tratativas.

Destaque do Santos no Brasileiro, Cícero foi cogitado internamente, mas o alto salário (R$ 350 mil) não animou a diretoria palmeirense. Além disso, ele tem em mãos uma proposta do Shandong Luneng, da China.

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG BASTIDORES F.C. ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Nobre longe da Arena

Por Martín Fernandez

Não é novidade para ninguém o racha público entre Palmeiras e WTorre, empresa responsável pelas obras no Allianz Parque, nova Arena alviverde. O impasse, motivado principalmente pela divergência no número de cadeiras que cada parte julga ter direito a comercializar, afastou o presidente Paulo Nobre do estádio.

Desde o início da briga com Walter Torre, presidente da WTorre, o dirigente alviverde tem evitado fazer visitas ao local. A intenção é voltar à Arena apenas quando o problema estiver resolvido.

Na última semana, Palmeiras e WTorre deram início à mediação para tentar resolver o impasse de forma amigável, mas após dois encontros não acertaram uma solução.

Outra reunião acontecerá nos próximos dias, mas há pessimismo no lado alviverde por um acerto.

Já se admite que a definição na Câmara de Conciliação e Arbitragem da Fundação Getúlio Vargas (FGV) deva ser necessária. O local está indicado na escritura de parceria firmada entre as partes para mediar divergências e tem poder de decisão irrevogável.

Leia aqui a matéria completa → BLOG BASTIDORES F.C. ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Na telinha

O Palmeiras acertou parceria para a criação de plataformas de comunicação. A partir de 2014, o clube terá um canal de televisão na internet e uma revista oficial. Os dois produtos serão bancados por patrocinadores palmeirenses.

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Concorrência…

O São Paulo entrou na briga com o Palmeiras pela contratação de Elano, do Grêmio. O meia foi um pedido do técnico Muricy Ramalho, com quem trabalhou no Santos.

• …aberta

O que joga contra o São Paulo na negociação é o fato de Elano ser agenciado por Giuliano Bertolucci, com quem o Tricolor cortou relações em 2010, quando Oscar acionou a Justiça para deixar o Morumbi.

• Pai da criança

Foi o ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo quem articulou com o Banco do Brasil o financiamento dos R$ 54 milhões que permitirão ao Palmeiras equacionar parte das contas.

• Dinheiro curto

Quase R$ 20 milhões serão usados para diminuir a dívida com o presidente Paulo Nobre. O restante pagará contas emergenciais e impostos atrasados, para que o Verdão obtenha a Certidão Negativa de Débitos.

••

34 respostas em “Verdão na Mídia 14-12-2013: Vilson recusa redução salarial no Verdão, e agente vê renovação difícil ❘ Globo Esporte Com”

Amigos palmeirenses, a realidade é que o nosso presidente MENDIGO ainda não entendeu que não contrataremos nenhum jogador, de nível pelo menos médio, propondo contrato de produtividade. Não conseguiremos deste modo renovar com ninguém e nem contratar ninguém Sr. Nobre, ficar o tempo todo reclamando que não tem dinheiro qualquer um faz. Mexa-se, trabalhe para AUMENTAR RECEITAS invés de diminuir despesas. Certamente o Sr. não ficou rico economizando nas despesas. Arrecadar mais é a solução. Pare de chorar miséria e trabalhe, presidente MENDIGO.

o senhor Vilson não quer contrato por produtividade!!!!

Por que vive machucado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Dizem que a criança quer mais que o dobro do que ganha!!!!!

Vaza!!!!!!!!!

Tem razão amigo, não renovarão com o Vilson e pagarão R$ 300 ou 400 mil para o aposentado Lúcio. O Nobre nos levará para as séries B do brasileiro e do paulistinha.

Ao ler está notícia sobre a renovação do Vílson, acredito ser difícil algum jogador mais categorizado e com mercado aceitar tal proposta, em primeiro lugar o jogador pensa exclusivamente na carreira, que em muitos casos são curtas(lesões, momento atual,etc…). por esse motivo não creio que ele vá aceitar a tal proposta de produtividade.

Lindo no papel. Alguém aqui gostaria de ter contrato de produtividade em uma empresa , sem saber com qual equipe iria trabalhar? Só se for por partida jogada, o que não muda nada a competência do time. Quem aceitará ganhar menos, sabendo que pra ganhar títulos, terá GB, Juninho, Felipe Menezes e cia. como “parceiros”?

Caramba está difícil torcer pelo Palmeiras desse jeito viu??? Será mais uma DOAÇÃO com a venda do VILSON e no lugar dele vem o Lúcio jogador de 60 anos, cambada de amadores. Este Paulo Nobre (B3) é mais um BANANA pior que o Tirone (B1), essa história de “produtividade” é mais um MITO para esconder a incompetência do Paulo Nobre que é um capacho do Mustafá. Olha quem é o primeiro reforço do Palmeiras para 2014, Rodolfo, atacante do Rio Claro, vai vim mais CAÇAMBA pro ano do centenário. FORA PAULO NOBRE!!!!!

Eu apoio contrato de produtividade para alguns casos. Para o Kleina, foi mais que justo. Afinal, técnico que monta boas equipes e influencia decisivamente na forma do time jogar consegue bons resultados e tem que ser recompensado por isso.
Jogador já é diferente. Ele sim é o maior responsável pelo resultado. Contratos de produtividade para jogadores, somente em alguns casos. Creio que o Vilson, não é o caso.

E tem mais amigo, a parte fixa do salário do APRENDIZ é de R$ 200 mil por mês. Onde este pseudo técnico arrumaria este valor como salário total no mês? O Nobre quis ser experto, mas propôs um valor muito alto pata a parte fixa do salário do GK. É claro que o APRENDIZ aceitou, presidente BURRO e MENDIGO!!!

contrato de produtividade é com certos jogadores(tipo valdivia, que fica mais no DM que no campo), não é com TODOS. É dificil torcer por Palmeiras hoje me dia viu. MUSTAFA VIVE….. PALMEIRAS MORRE..

VTNC fecha essa p….. de clube! Era pra ter contratado e já estar com elenco montado, mas não os outros já contrataram e aqui oh tri tri tri tri….. Paulo nobre, seu prazo comigo eh o início do paulistao! Se não arrumar esse time, ganhará mais um predador!

Acho besteira não renovar com o Vilson. O cara tem mercado no exterior. Esquece a coisa de produtividade, acerta o salário que a gente recupera na venda e lucra com a venda.

Concordo. E põe uma cláusula de confidencialidade pra ele dizer que fez o contrato por produtividade pro resto do time não ficar de salto alto por ter um jogador ganhando mais.

Todos os noticiários que envolvem o Palmeiras , sempre ilustram a incapacidade crônica de termos alguma solução viável aos problemas que são já raízes firmes , em todos os setores do clube, no principio de seu mandato Paulo de Almeida Nobre , se esforçou , para compilar os dados da realidade alviverde, em diversos aspectos, encontrando inúmeros desafios, nomeando assistentes, declinando projetos, planejando o futuro, e principalmente buscando ser transparente , quando o assunto se referia ao caixa do clube, já estamos próximos de um primeiro ano dos desafios conhecidos, mas as soluções são viáveis, no real quadro alviverde ?
A cada passo dado vemos sempre obstáculos serem repetidos, figuras politicas conhecidas sobreviverem aos soberbos papeis estatutários, influenciando aos conselhos sem a mínima vergonha de mais uma vez, prejudicarem o clube , como é de praxe, há exatos 37 anos, mas o repertorio do enredo macabro, esta sendo encenado pelos atores que no passado, foram responsáveis pela destruição de todo um palco, que acostumado a ser referencia de grandes espetáculos, hoje sobrevive, com peças de baixo nível interpretativo , com atores velhos, em cenários já vistos, mas o publico ainda leal acredita em uma renovação, que eu ainda não vejo nesta década, pois do bilheteiro ao iluminador, poucos se salvam!

Se não tem dinheiro que vendam o valdivia e o Henrique e usem a criatividade para reforçar o time!
É duro ser pobre , ser Palmeirense , hoje em dia, é ser pobre daqueles de não ter dinheiro para pagar a conta da luz de casa

Podem vender, mas tenha CERTEZA que o dinheiro não volta pra remontagem do time. Duro depois vai ser engolir Paulão e Léo Gago jogando no lugar deles.

Assunto diferente,mas que nos prejudicou:
Pelo fim do STJD ,e pele extinção de todas cortes corruptas,vamos fazer um movimento nacional
Prá acabar o STJD,que só tem no Brasil,a Portuguesa caindo,vamos boicoitar o flu,e fazer o fim do STJD e depois a CBF, o bom senso pode criar uma liga de futebol sem o Fluminense,exemplo de corrupção do futebol. Por um futebol maís limpo.

Já faz tempo que nos classificamos pra série A, mas parece até que ainda estamos no fim de 2012. Não tem uma definição sequer. Avisa pro Nobre que falta 1 mês só pra começar o paulista, nossa única chance real de título.

Neste período de férias, a maioria das notícias é forçada pela imprensa para ter assunto ou plantada por empresários para promover seus jogadores.
O que acontece de verdade fica com a direção dos clubes e quanto mais competente ela for, menos informação é passada ao público. Divulgação apenas quando tudo estiver no papel.
Quanto a diretoria do Palmeiras, ela precisa trabalhar para que tenhamos um time forte em 2014. Prefiro ter uma equipe que dispute títulos no ano do centenário do que ver divulgação de notícias para alimentar os lucros da imprensa. Nos interessa o resultado final.

Mesmo sem dinheiro tento comprar coisas que eu necessito. Vou negociando até chegar a um termo que seja vantajoso para as duas partes. Se não conseguir comprar, paciência. Vivo sem o produto. Para ser bem básico na minha análise: Esse negócio de contrato por produtividade não é legal para os jogadores, e a nossa diretoria “tá dando um migué” pra depois vir a público e declarar que ninguém entendeu a proposta. E o tal de “migué” já está virando rotina em todas as notícias que eu leio sobre o Palmeiras. Não sabia que eu tinha toda essa paciência. Assim vai ser difícil.

… Enquanto isso, à partir de janeiro Small Club e Menguinho vão receber 50 milhnøes a mais do que o Palmeirads só da globo e Bambis, 10 milhões. E o Palmeiras pegando empre´stimo para pagar dívida…

Os comentários estão desativados.