Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 15-12-2013: Luis Felipe torce para que troca com Alan Kardec saia: ‘Seria bom’ ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Luis Felipe torce para que troca com Alan Kardec saia: ‘Seria bom’

Por Marcelo Hazan

O Palmeiras cogita a ideia de usar a provável saída de Luis Felipe para o Benfica como trunfo para segurar Alan Kardec, emprestado pelo clube português até junho de 2014. Com contrato até março, o lateral-direito entrou em rota de colisão com a diretoria alviverde por uma confusão na renovação de seu vínculo. Após um erro de digitação, o documento foi refeito, e Luis Felipe chamado para assinar. No entanto, o jogador, que já havia aceitado os termos, resolveu pedir aumento para assinar o contrato redigido e irritou os palmeirenses.

Agora, o Verdão estuda se libera Luis Felipe já em janeiro, antes do término de seu contrato, para ganhar alguma vantagem na negociação pela permanência de Kardec. O centroavante chegou em junho e, após rápida adaptação, marcou 14 gols em 29 jogos. Seu preço de compra está estipulado em € 5 milhões (cerca de R$ 15 milhões). Para o Benfica, ter o lateral já em janeiro seria o ideal, pois a janela de transferências internacionais estará fechada em março.

– Se tudo ocorrer bem nessa negociação do Benfica, seria uma boa. Os dois sairiam ganhando. O Kardec é um excelente jogador e já mostrou isso para todos. Seria bom para todos os lados se acontecer – aprova Luis Felipe.

Na última quarta-feira, o lateral disparou contra o presidente Paulo Nobre e reclamou de ter sido chamado de imaturo. Nesta mesma semana, o dirigente foi duro ao comentar sobre a situação de Luis Felipe e disse que “caráter não se compra. Ou você tem, ou você não tem”, em entrevista a Flávio Canuto, blogueiro do Verdão no Globo Esporte com.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Palmeiras nada contra a corrente e sofre para contratar protagonistas

O Palmeiras enfrenta obstáculos para montar o time que disputará a Série A do Brasileirão em 2014, no retorno à elite do futebol brasileiro após o título da Série B em 2013. O motivo é o novo modelo de contrato por produtividade, que a diretoria do presidente Paulo Nobre pretende implementar. Até agora, o alviverde não oficializou nenhuma contratação para a próxima temporada e é um dos únicos clubes nessa situação.

Para poder contratar jogadores dentro do modelo contratual que o clube pretende adotar, a diretoria busca atletas que não estão no melhor momento da carreira. Jogadores como o meia Elano, do Grêmio, e o zagueiro Lúcio, do São Paulo, se enquadram no perfil, mas têm salários altos. Elano foi liberado pelo clube gaúcho para negociar com o Palmeiras, mas a transferência esbarra no valor mensal pedido pelo jogador, acima do que o clube pretende pagar.

O zagueiro afastado pelo São Paulo foi oferecido, mas primeiro tem de negociar sua saída do clube do Morumbi, com o qual tem contrato até o fim de 2014. A diretoria tricolor recusa a possibilidade de pagar parte dos salários em um empréstimo ao Palmeiras. O meia Alex, de 36 anos, ídolo do clube e atualmente no Coritiba, era sonho da diretoria palmeirense para 2014, mas deve permanecer no Couto Pereira.

O principal alvo, no entanto, é o meia Bruno César, do Al Ahli, da Arábio Saudita. O jogador que se destacou no Corinthians passou pelo Palmeiras quando ainda tinha 19 anos – jogou nas categorias de base e no time B – e agora pode voltar. Ele já disse que aceita reduzir o salário para ter uma segunda chance no clube.

O técnico Gilson Kleina já comunicou à diretoria que posições considera fundamental reforçar. O comandante alviverde quer um centroavante, dois laterais (um direito e um esquerdo), um zagueiro e um meia. Essas posições serão as prioritárias nas negociações a partir de agora.

O Palmeiras ainda não sabe quais serão as reais possibilidades no mercado. Ao mesmo tempo que o Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) do clube tem pessimismo em relação ao orçamento de 2014, a diretoria irá receber R$ 54 milhões de um fundo de investimento para utilizar em diferentes áreas – ainda não se sabe quanto restará para usar no futebol, no mercado de transferências.

Além dos reforços que o clube busca há também as negociações para fazer com que algumas das principais peças do time permaneçam para 2014. A diretoria alviverde já avisou ao Grêmio que irá renovar o contrato de empréstimo do atacante Leandro, um dos destaques na campanha que fez o clube retornar para a Série A. O volante Leo Gago, na mesma situação, também pode ficar. Márcio Araújo, companheiro de posição, está próximo da renovação após reunião entre o clube e seu empresário. 

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Na mira do Palmeiras, Lucas Lima recusa o México para jogar a Série A

Por Fellipe Lucena

O meia Lucas Lima, que pertence ao Internacional e disputou a Série B pelo Sport, recusou recentemente uma proposta do futebol mexicano. Ele entende que ainda não é hora de deixar o Brasil e quer jogar a Série A em 2014. O Palmeiras é um dos possíveis destinos.

O andamento das negociações com o Verdão depende do Internacional. O clube gaúcho, que tem mais dois anos de contrato com o jogador, ainda não definiu se ficará com ele no ano que vem. Omar Feitosa, gerente de futebol palmeirense, reuniu-se com o agente do atleta na semana passada e ouviu que a resposta do Colorado é esperada para depois do Natal. O técnico Abel Braga acaba de ser anunciado e ainda fará uma análise detalhada do elenco.

Se o Inter decidir não ficar com Lucas Lima, o Palmeiras tentará contratá-lo por empréstimo de uma temporada e terá a concorrência do Sport. O novo modelo de contrato proposto pelo Verdão, com salários mais baixos que os de mercado e bonificações altas por metas alcançadas, já foi apresentado ao meia, que não vê problemas.

Um trunfo do Alviverde é o atacante Luan, que estava emprestado ao Cruzeiro e ainda não tem futuro definido. O Internacional tem interesse no jogador e pode envolver Lucas Lima em uma troca por ele.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Sem jogar em 2013, Dybal sonha em “deslanchar” no ano do centenário

Por Tossiro Neto

Apontado nas divisões de base como um das principais promessas do Palmeiras nos últimos tempos, Bruno Dybal não teve o 2013 que esperava. Depois de ter atuado até como titular na reta final do ano anterior, o meia não entrou em campo nenhuma vez sequer nesta temporada. Mas não se desanima: ele sonha em fazer jus às apostas em seu futebol no centenário do clube.

“Todo mundo quer participar de um momento como esse, em um clube tão grande, e eu não sou diferente. Sonho em fazer parte desse grupo no centenário e dar muita alegria ao torcedor”, diz o jogador de 19 anos, que no sábado participou de partida beneficente, em Diadema, ao lado de Marcos Assunção, seu ex-companheiro de Palmeiras.

Foi naquele elenco que tinha Assunção que Dybal teve a primeira de suas três chances entre os profissionais. Não foi em um bom momento – estreou no empate com o Flamengo, o qual decretou o rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro -, é verdade, mas os primeiros passos deram a impressão de que a temporada seguinte seria proveitosa. Não foi.

“Era uma fase ruim, e calhou de ter alguns jogadores machucados, outros suspensos. Eu tive oportunidade de jogar, fui muito bem. Mas, em 2013, tinha muitos jogadores na minha posição também. Esse ano foi de adaptação no profissional. Espero deslanchar no ano que vem”, falou o prata da casa, confiante nas promessas do técnico Gilson Kleina de atenção para a base.

“Ele nos fala para continuar trabalhando forte. É o treinador que, nos últimos anos, mais deu oportunidade para a base do Palmeiras. Ele fala que, quando a gente menos esperar, a oportunidade vai chegar, e temos que estar preparados. A gente não tira isso da cabeça, continua treinando forte para corresponder à altura quando precisar”, conta.

Apesar de ter idade, Dybal desta vez não faz parte do grupo da Copa São Paulo de Futebol Júnior, ao contrário do que ocorreu em 2013. Reapresentar-se apenas em 3 de janeiro com o restante do elenco profissional já é um bom motivo para se animar. Seu contrato com o clube vai até maio de 2015.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Reforço do Palmeiras quase desistiu da bola e virou atacante por acaso

Por Marcelo Hazan

– Nossa senhora, “demais da conta”. É um sonho realizado, ainda mais porque sou palmeirense desde criança.

Com sotaque carregado, a primeira resposta de Rodolfo ao ser questionado pelo GloboEsporte.com se estava feliz por acertar com o Palmeiras resume a simplicidade do primeiro reforço alviverde para o centenário. O jogador de 20 anos assinou contrato até dezembro de 2018 com o Verdão, que comprou 30% dos seus direitos econômicos – o Rio Claro, antigo clube, ficou com 50% e ele possui os 20% restantes.

Sérgio do Prado, gerente de futebol do Rio Claro, assim como o próprio Rodolfo confirmam o acerto, mas o Palmeiras não fez o anúncio por uma estratégia interna.

Natural de Orindiúva, cidade do interior paulista a aproximadamente 530 km de São Paulo, Rodolfo quase desistiu de jogar futebol em abril deste ano, antes de retornar ao Rio Claro. Ele começou a carreira no time do interior, em 2010, como volante, posição também exercida na base do Grêmio, em 2011. Depois, virou meia e só em maio desta temporada descobriu seu talento no ataque.

Ele deve as duas decisões fundamentais, que agora lhe trouxeram ao Verdão, a Antônio Carlos da Silva, o Buião, técnico do time Sub-20 da equipe do interior e ex-atacante do próprio Palmeiras.

– Pensei em desistir do futebol. Entreguei meu currículo para trabalhar com vendas em uma sexta-feira e faria a entrevista na segunda. Mas no sábado o Buião me ligou e pediu para eu me apresentar. Minha mãe queria que eu arrumasse um serviço, mas conversamos e ela me deixou tentar. Antes da estreia, o professor estava sem atacantes e me pediu para quebrar um galho na frente. Fiz um gol na vitória por 2 a 1 contra a Ferroviária e deu certo. Aí estourei no Paulista Sub-20. Agora depois de oito meses estou no meu time do coração. É emocionante – conta.

De fato, Rodolfo descobriu seu talento para balançar a rede e foi o artilheiro do estadual Sub-20, com 24 gols. O sucesso despertou a atenção alviverde, que designou um olheiro para acompanhar o novato nos últimos dois meses. Agora, a meta do atacante por acaso, que nunca atuou como profissional, é superar a marca deste ano. Com a simplicidade do interior.

– O maior artilheiro do Paulista Sub-20 tinha 19 gols e coloquei na cabeça que iria passá-lo. Quero passar dos 24 gols em 2014. Quero fazer ainda mais pelo Palmeiras e prometo muitos gols para a torcida. Sempre quero mais e nunca me dou por satisfeito. Pretendo mostrar meu futebol logo de cara no Paulistão, para ganhar a confiança da torcida. Mas vou respeitar meus companheiros – diz Rodolfo.

– Jogo como segundo atacante. Minha característica é a velocidade, mas não sou um jogador que abaixa a cabeça. Tenho visão de jogo e no mano a mano gosto de ir para cima. Me espelho no Ronaldo Fenômeno pelo que ele joga, pelas superações e pela finalização. Não sou de fazer firula: é limpar e bater. Faço o simples e não gosto de inventar – completa, para descrever suas características em campo.

Fã de Marcos como todo bom palmeirense, Rodolfo não se inspira em Ronaldo por acaso. Assim como o Fenômeno, o jovem também superou uma lesão grave. Ele rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo, em 2010, e ficou parado por um ano e dois meses. Mas garante nunca mais ter sentido dores por este problema.

Feliz com a transferência, o atacante não esconde a ansiedade pela chegada do dia 3 de janeiro, data de apresentação do elenco alviverde na Academia de Futebol.

– A hora em que eu chegar lá vai ser mais uma surpresa. Ver Alan Kardec e Valdivia. Ainda estão surgindo nomes de jogadores como Elano e Lúcio… Nem sei como explicar o que será entrar no meio deles. Vou ficar impressionado, mas confiarei no meu potencial. Quero fazer história no Palmeiras – finaliza.

É o que a torcida do Verdão espera do filho mais ilustre de Orindiúva, onde Rodolfo já é astro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Bruno César revela pedidos de amigos para fechar com o Palmeiras

Por Caio Carrieri e Thiago Ferri

Voltar ao futebol brasileiro não é o único motivo que faz Bruno César se alegrar com a proposta do Palmeiras e com o interesse de outros clubes do país. O meia do Al-Ahli (SAU) pretende retornar ao Brasil para ficar mais próximo da família, que reside em Americana (SP), a 125 km da capital, e tem o seu plano endossado com pedidos de muitos amigos palmeirenses. 

– Fico animado de ter a chance de ficar perto dos familiares e pelos amigos também, porque a maioria é palmeirense. O melhor é agora ver qual proposta é o melhor e acertar. Se for o Palmeiras, todos vão ficar felizes com a decisão – disse ao LANCE!Net o jogador, que regressou do Oriente Médio na última quarta-feira e reencontrou parentes no interior do estado.

Bruno César atua no exterior desde a metade de 2011, quando foi vendido pelo Corinthians ao Benfica (POR). No início deste ano, os Encarnados negociaram o atleta com o Al-Ahli, com quem ele tem vínculo por mais três anos, até o fim de 2016.

Por conta do longo contrato e o preço de Bruno ser alto (5 milhões de euros ou R$ 16 milhões) para a frágil situação financeira do Palmeiras, o caminho mais viável para o Verdão seria o empréstimo do atleta.

O meia aceitaria reduzir seu salário a fim de satisfazer o seu desejo de reaparecer nos estádios brasileiros. Por outro lado, rechaça logo de cara a possibilidade de se enquadrar na política de contratos de produtividade que a diretoria do Verdão utiliza em investidas por reforços e também em renovações dentro do elenco.

– Acho que isso tem que ser muito bem conversado, mas não me interessaria. Não entraria nos meus planos, não tem motivo. Tenho 25 anos, medo de lesões todos tem, mas eu não aceitaria – sentenciou.

Além de Bruno César, o Verdão tenta viabilizar a contratação de Elano, do Grêmio, e de Lucas Lima, que pertence ao Internacional. O Coritiba garante a permanência de Alex.

Confira a entrevista completa com Bruno César

LANCE!Net:Você já conversou com o Kleina?

Não conversei com ninguém do Palmeiras ainda. Joguei com o Kardec no Benfica,  tenho o número dele e vou ligar. O que soube, ninguém diretamente falou comigo. Vim na quarta direto para Americana, ainda não tive contato e vamos ver o que vai acontecer. Na semana que vem vamos definir.

L!Net: O Palmeiras tem concorrência?

Claro. Na imprensa se fala muito do Palmeiras, o Santos foi um pouco antes de ser falado do Palmeiras, mas ainda não sei. Diretamente não sei quais são os clubes e quais negociam. Sei que o Palmeiras tem interesse. Soube também pela internet, nas redes sociais, que o Kleina falou que sou um grande nome.

L!Net: Não vê problema em ter jogado no Corinthians no passado?

Agradeço tudo o que ele me fez, tive a oportunidade de sair, ir para a Europa. Tenho carinho enorme pelo Corinthians, mas tenho que ser profissional. Se der certo (com o Palmeiras), vou fazer o melhor em campo, estou tranquilo e não vejo problema nenhum. Vários jogadores jogaram lá, como Edmundo, Magrão, então não terá problemas. Claro que vou ouvir torcedores falando mal, mas tenho que aceitar a crítica.

L!Net: Como você projetaria sua relação com a torcida do Palmeiras?

Vai ser muito mais difícil do que um jogador vindo de outro clube que não seja rival. Mas fazendo gol, jogando bem e conquistando títulos, é contornável.

L!Net: Como encara a pressão de ter a chance de jogar no centenário?

Creio que todo clube tem pressão no ano do centenário, porque é muito importante ao clube. Já vivi isso em 2010 com o Corinthians e vai ser a mesma coisa. Mas o Palmeiras tem um grande elenco, base boa da Série B, o técnico também, estilo de jogo… Creio que vai dar para disputar os títulos. Então temos que nos focar para fazer o melhor ano do clube.

L!Net: Você disse que não estaria disposto a ter um contrato de produtividade. Mas toparia reduzir o salário?

Eu aceitaria diminuir o salário, porque estou querendo voltar. Claro que não falaria quanto que diminuiria o salário, mas se for questão para acertar, não tem problema. O sacrifício vai valer pena.

L!Net: Você já passou pelo Palmeiras B e foi dispensado. Guarda algum tipo de mágoa por ter saído?

Não. Eu era muito novo, não tenho mágoa nenhuma por ter saído. Aprendi muito por ter saído, foi bom para todos, não levo magoa nenhuma. Claro que me lembro de tudo, que fui dispensado. É normal, nem todos os treinadores gostam de mim, nem dirigentes, não vou agradar a todos. Quem saiba eu volte ao clube para ajudar.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

11 respostas em “Verdão na Mídia 15-12-2013: Luis Felipe torce para que troca com Alan Kardec saia: ‘Seria bom’ ❘ Globo Esporte Com”

luis felipe, praga de palmeirense pega.
na pró Palmeiras estão falando de um tal de suéliton ex criciuma e sem contrato que está negociando…. Vai vendo o nível dos jogadores… tomara que não fechem. Esse mártire não acaba e olha de o ano nem começou..

Cara, o Suéliton foi destaque do brasileirão disputando a bola de prata. Vi alguns jogos do Crciúma e mostrou muito mais personalidade e pontaria que o Luis “Erro de contrato-mau-caráter” Felipe…

Espero que acertem com ele e com o Medina para dar bastante concorrência na lateral com o Bruno Oliveira, e o Wendel como coringa em caso de suspensões e contusões…….

Tomara rapaz, esses jogadores que só o Palmeiras está interessado, me dá medo kkk

Nos anos de fila, de 77 a 92, tivemos um lateral direito também do sul, de nome parecido (nao me lembro, talvez Suelio(?) apelidadado homem elefante), ruim de doer. Nao conheco esse Sueliton mas temo uma repeticao de ruindade.

Cara, a torcida do Palmeiras é meio loca… Os caras cornetam jogador porque ele tem nome parecido com um jogador dos anos 70(!?!?!?!?!?!?!?!)…Eu fico realmente improssionado com essas coisas, não sei se fico bravo com isso ou se acho engraçado…rsrsrs

Acha engracado Breno. E espera sem expectativas. Esse cara nao é o Djalma Santos, nem o Eurico, nem o Cafu, nem o Rosemiro e, quer saber, nem o razoavel Elder Granja. Eu devo ser mais velho que voce e desde 77 venho tendo expectativas frustradas.

Sete meses, 38 partidas e nada do Dybal em campo. Isso aconteceu com a maior esperanca atual da base do Palmeiras, de acordo com a midia. Se esse nao foi aproveitado pelo Kleina nas melhores condicoes de temperatura e pressao o que resta aos demais garotos da base do Palmeiras? Oeste, segunda divisao do Japao, Santo André…. e uma carreira perdida sem ser medida na sua capacidade.

O problema é que esse Dibal é uma invenção.
Para quem acompanhou os seus jogos este ano na Copa São Paulo e na Copa Brasil Sub 20, sabe disso, e para quem não acompanhou os jogos….. vão continuar criticando o Kleina.

Os comentários estão desativados.