Categorias
Arenas

Arenas – Ambição – Um novo Camp Nou

Por Claudio Baptista Jr.

O conselho de administração do FC Barcelona aprovou uma proposta de remodelação do Camp Nou que será submetida a um referendo entre seus sócios torcedores. Lá eles votam!

Caso a proposta passe, a previsão é de início de construção em 2017 com a conclusão total das obras em 2021, que envolvem tanto o estádio em si como seu entorno.

Abaixo algumas das características do projeto que passam pelo  incremento das funcionalidades, acessibilidade, mobilidade e qualidade geral dos serviços e acomodações.

– Aumento da capacidade de pouco menos de 100 mil espectadores para 105 mil.

O clube tem uma política de reinvestimento contínuo do seu elenco através de contratações e aproveitamento de talentos das divisões de base, o que traz resultados positivos dentro de campo e consequentemente maior procura para ver o time. Achei bem arrojada a intenção de levar o estádio a receber mais de 100 mil espectadores. Isso é sinal claro de estratégia, de posicionamento perante o mercado.

– Construção de um novo ginásio Palau Blaugrana para 10 mil pessoas e edificações multiuso a serem integrados ao complexo.

– O anel inferior será reformado para melhoria da visão dos expectadores e o terceiro anel ampliado.

– Novo anel de camarotes, restaurantes e instalações VIP. Estas passando de 3.700 para 5.000 lugares. Bom para investimentos corporativos, incrementando receitas e oportunidades através do estreitamento das relações junto a potenciais investidores e parceiros.

– Reformas dos anéis de circulação para facilitar a mobilidade interna, melhoria de acessos e sinalizações.

– Novo posicionamento das câmeras de transmissão.

– Disponibilização de 5.000 vagas de estacionamento.

Como percebemos, não existe falta de ambição envolvendo o clube catalão.

Sem dúvida que isso é possível graças ao que temos visto em campo já faz um bom tempo. As vitórias não esporádicas possibilitam um circulo virtuoso. Prioriza-se o elenco, planeja-se o aumento constante de qualidade e não se observa com frequência a sua desvalorização.

Assim, podemos claramente identificar a fome por títulos através do reinvestimento constante em atletas e agora nas suas instalações do estádio, no trabalho eficaz do marketing e planejamento estratégico, na eficiência das divisões de base, na valorização de todos os campeonatos em disputa e no respeito ao torcedor pela oportunidade de participar das decisões do clube, que por sua vez são pouco influenciadas por alguma área com interesses diversos ao futebol.

Concordam? Opinem e continuem agregando valor e informações nos comentários.

Abraço,

Claudio.

Reformar o Estatuto e modificar significativamente as estruturas não fará a S.E. Palmeiras ficar mais endividada.

A favor da erradicação da política no futebol da S. E. Palmeiras.

http://3vv.com.br/2013/12/arenas-erradicacao-da-politica/

 

9 respostas em “Arenas – Ambição – Um novo Camp Nou”

Sobre o aumento da capacidade de torcedor,ao se levar em consideração que hoje é perto de 100,000 e vive quase sempre com lotação esgotada, não achei nada ousado um aumento tão pequeno de poco mais de 5% da capacidade do Estádio… se tivesse aumentado mais de 10% teria sido ousado, 5% tá dentro da média de procura… de resto é isso mesmo, é a busca incessante por títulos que traz o circulo virtuoso

Sabe o que o Palmeiras tinha que visar e ser mais ambicioso, com patrocínio de fornecedor de camisa.. agora temos um contrato com a Adidas.. mas no próximo o Palmeiras tem que colocar a Adidas em seu lugar.

Vejam quanto se paga lá fora: http://www.espn.com.br/fotos/385543_os-10-maiores-patrocinios-de-equipamentos-esportivos-no-futebol

O Palmeiras é um dos clubes que mais vendem Adidas no mundo, estava em 5o há alguns anos.

Enquanto ganhamos 20 milhões por temporada, os times gringos ganham 120 mi.. Não acho que temos que ganhar tudo isso.. mas esse número poderia no mínimo dobrar.

Bom.. estamos falando de um dos maiores clubes do planeta. Que por sinal tem uma ajuda financeira enorme da cidade de Barcelona, pois investir no time é investir no orgulho catalão e no turismo. O Palmeiras infelizmente levou décadas se apequenando e desde sempre luta contra o poder público e a mídia marrom.

Entretanto conseguimos fechar um ótimo negócio com a WTorre, que pode nos colocar novamente no rumo certo. Esperamos que daqui 30 anos o clube amadureça e consiga andar com suas próprias pernas.

Ótima matéria, isso é um planejamento sério sempre visando o futuro e quando tem planejamento, o resultado final sempre ganha títulos todos (ou quase) os anos e quem decide para aprovar os projetos do clube catalão é o SÓCIO TORCEDOR. Sempre terá um círculo virtuoso que é aumentando o número de ST, sempre investindo na base e os resultado é ganhando mais e mais títulos. Precisamos que aprove a reforma estatutária inclusive o direito do Sócio Torcedor ter direito a voto, porém, as manipulações e os conchavos políticos são visíveis e manipulações que infelizmente vão ocorrer, os mesmo de sempre vão fazer de tudo para atrapalhar. Precisamos dá um basta nessa situação, a reforma do novo estatuto tem ocorrer de forma natural. O Barcelona é um exemplo a ser seguido.

Lá, eles irão propor as reformas aos sócios, aqui a nossa reconstrução foi uma novela (e continua sendo), por conta de um estatuto obsoleto e retrógrado, no qual somente um grupinho pode se eleger (isso se contar com apoio do Musgambá). Bem, quantos sócios o Barcelona tem? E, com certeza, o clube é o que é, graças à massificação de sócios. Aqui, nós metemos a boca em tudo, mas não nos comprometemos em ser sócios (e depois exigir mudanças). Então, fica tudo na mesma. Podemos chegar a 500 mil e até a um milhão de sócios, mas a crítica afasta os que têm alguma dúvida…

meu deusssss….. lendo isso de Claudio Baptista, excelente texto, excelentes idéias administrativas….. me lembro de B1 e B2…. PUTZ acho q enquanto houver a mínima possibilidade de toupeiras administrarem nosso PALMEIRAS, viveremos em um filme de terror, “atividade para-normal”

A matéria é ótima, porém o Campeonato Espanhol é uma VERGONHA!
Ele não existe!
È um campeonato de “cartas marcadas”, com 2 candidatos todos os anos ao titulo.
Tenho certeza que o Real Madri também já tem planejamento para os próximos 50 anos….

A grande diferença é que lá o “poder público” joga a favor do clube, e aqui ele “joga contra” o Palmeiras, o atual projeto foi o máximo que se consegui aprovar junto a prefeitura de SP. Qualquer alteração estrutural do mesmo iria atrasar ainda mais a obra. Moral da história: deste lado do hemisfério a história infelizmente é outra, e os resultados finais também.

Teremos uma Arena multiuso moderna, que necessita incrementos de todos os tipos , principalmente, os que incentivem maiores investimentos e investidores, a localização é propicia aos eventos que propõe disponibilizar espaços , para diversas oportunidades em congressos, convenções e apresentações de produtos e serviços, basta apenas planejar e disponibilizar de forma direta, com seriedade e profissionalismo, quanto as alterações estatutárias, além de tardia, as manipulações são visíveis, aos impedimentos são propositais , que refletem a sujeira politica de décadas!

Os comentários estão desativados.