Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 2×1 Linense: com vitória e de virada

Pacaembu, tarde de sol, primeiro jogo do campeonato.

Times ainda sem condição física, uma porção de jogadores fora de forma jogando e outros nem jogando.

Enfim a nhaca de sempre.

Mas o Palmeiras venceu na tarde de sábado e isso é bom!

Analisar o time ?  Impossível!

Todo mundo fora de forma física e tática.

Primeiro tempo enfadonho, cansativo, domínio estéril do verdão e gol do Linense.  Duas irregularidades numa mesma jogada, mas o juizão validou o gol.

Segundo tempo o “professor Kleina” mudou um pouco, abrindo  o time e avançando o meio campo.

O Palmeiras cansou muito e o Linense com mais tempo de preparo  – o que correram no primeiro tempo foi demais – inexplicavelmente  cansou também.

Apesar disso tudo Prass fez uma defesa importante nos minutos finais e na última jogada o Linense quase empata.

Enfim, 3 pontos importantes nesse campeonato de regulamento incrível. E quanto ao futuro do time só quando jogarem  todos  os titulares.

Só para constar; no time de hoje que esta longe de ser o time que jogara no ano do centenário, faltou criatividade e pontaria.

PRASS – falhou no começo e sofreu falta nos dois lances em sequencia que resultaram no gol do Linense, fez a defesa no finzinho que impediu o empate.

SERGINHO – improvisado; não avançou muito e nem marcou.

HENRIQUE – firme, mas continua atacando fora de hora e de lugar.   Aos 43 do segundo tempo, com o time ganhando,  foi na área adversaria cabecear e em outra jogada estava na ponta direita .

THIAGO – estava meio perdido quando  recebeu falta no gol do Linense e foi direto para o hospital com suspeita de fratura na clavícula.

MARCELO OLIVEIRA – começou confuso no meio campo, recuou para a zaga e ajudou  fazendo arroz com feijão.

JUNINHO – não tem jeito, continua o mesmo.

RENATINHO – esforçado e só.

WESLEY – até cansar jogou muito bem.

DIOGO – mostrou qualidades, mas errou feio nas finalizações.

MAZINHO  – muito bem, fez gol e jogando pelos lados mostrou utilidade.

KARDEC – não tinha praticamente tocado na bola até fazer um golaço. Como esta lá para isso …

FELIPE MENEZES – de regular para bom.

FRANÇA – entrou no fim e na única jogada que participou mostrou calma.

VINICIUS  – entrou no fim, quase não participou.

 

***

Começa oficialmente o ano do centenário palmeirense.

Em campo hoje às 17 horas o Palmeiras joga contra o Linense. O jogo é às 17 horas no Pacaembu.

O time de Gilson Kleina terá apenas um dos sete reforços contratados: Diogo deve estar em campo. Serginho será improvisado na lateral direita. De fora, Valdivia (fortalecimento muscular), Eguren (pancada no joelho esquerdo), Mendieta (dores no joelho esquerdo) e Bruno Oliveira (coxa direita). Além deles, os reforços Lúcio, Victorino, William Matheus e Marquinhos Gabriel ainda não reúnem condições físicas de jogo, assim como Leandro, de contrato renovado.

Assim, cheio de desfalques, o time que deve começar como titular é: Fernando Prass; Serginho, Henrique, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Renato, Wesley e Mazinho; Diogo e Alan Kardec.

Esperamos uma grande estreia e um grande ano para nosso alviverde imponente.

Deixe aqui seu comentário. Este será o post do pós jogo.

 

50 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 2×1 Linense: com vitória e de virada”

Cada um com sua opinião e ponto, Respeito todas. E tenho a minha. Tripudiar o Belluzzo é sinal de que o cara nao sabe das coisas do PALMEIRAS. Quando a ARENA estiver pronta esse(s) que ficam cornetando o prof. deverão dar credito ao Tirone e ao P.Nobre pela construçao da mesma. E se alguem acha que a gestão P. Nobre esta boa é porque pensa pequeno como ele. O PALMEIRAS é muito grande para se contentar com migalhas. VOLTA BELLUZZO ou CRISCIO PRESIDENTE. Esses sabem como fazer para retomar o caminho da grandeza que o PALMEIRAS MERECE. É so a minha opinião. Punto e basta.

FORA KLEINA!!!! A única solução é a contratação do Mancini, se continuar com esse estagiário do Kleina, vamos ter fortes emoções e ataques cardíacos a parte.

Não vi o jogo, mas o desespero do Ulisses Costa com o Juninho era impressionante.

Começar o centenário com o Otacilio Gonçalves cover foi um tiro no pé.

Os comentários estão desativados.