Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 11-01-2014: Kleina vira “guru” da diretoria do Palmeiras em busca por reforços ❘ Uol Esporte

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Kleina vira “guru” da diretoria do Palmeiras em busca por reforços

Por Mauricio Duarte

O treinador Gilson Kleina teve papel fundamental na hora de o Palmeiras fechar com os reforços que apresentou até o momento para a temporada de 2014, em que comemora seu centenário. Se o comandante alviverde perdeu no braço de ferro com a diretoria as renovações do volante Márcio Araújo e do zagueiro Vilson, ganhou no defensor Lúcio, do lateral William Matheus e na renovação do atacante Leandro, por exemplo.

Assim que renovou contrato com o Palmeiras, Kleina pediu reforços e a permanência de alguns jogadores. Ele queria que Leandro, Vilson, Marcelo Oliveira, Charles e Márcio Araújo continuassem. Destes, apenas Leandro, que era prioridade, e Marcelo Oliveira ficaram. Os outros não acertaram salários.

Em compensação, na hora de ir buscar reforços no mercado, a diretoria ouviu Gilson Kleina e quase que satisfez quase todos os seus pedidos. Maior nome que chegou até agora, o zagueiro Lúcio era um desejo do treinador desde 2012. O lateral William Matheus foi outro pedido pelo comandante alviverde.

O volante França, que defendeu Coritiba e Criciúma no Brasil, foi outro nome proposto à cúpula alviverde pelo treinador. O jogador, que estava encostado no Hannover, da Alemanha, foi pedido do técnico. O atacante Diogo, vindo da Portuguesa, também foi não só aprovado, como recomendado.

O Palmeiras espera ainda fechar com dois nomes que foram recomendados por Kleina. O meia Marquinhos Gabriel, ex-Bahia, e o meia Bruno César, que está no Al-Ahli. O primeiro está mais perto de assinar e ser anunciado. O segundo, ainda precisa ser liberado pelo time árabe, embora já tenha manifestado o desejo de jogar no time do Palestra Itália.

O Palmeiras estreia no Campeonato Paulista no dia 18, contra o Linense, no Pacaembu, às 17h (de Brasília). Antes, a equipe fará pré-temporada em Itu, interior de São Paulo, para onde já viaja nesta terça-feira.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE

• Com caras novas, Kleina testa time em primeiro jogo-treino da temporada

O Palmeiras fez o primeiro teste da temporada na manhã deste sábado, em Itu, e utilizou praticamente todos os seus atletas em jogo-treino contra RB Brasil, equipe que disputa a Série A-2 do Campeonato Paulista. Com caras novas no elenco, o técnico Gilson Kleina aproveitou a atividade para testar formações e começar a montagem da equipe que estreia no estadual, dia 18 de janeiro, contra o Linense. O resultado final foi de 2 a 0 para o RB Brasil.

O jogo foi dividido em três tempos, e no primeiro deles o Palmeiras teve a mesma formação testada na sexta-feira: Fernando Prass, Wendel, Henrique, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira e Wesley; Mendieta, Mazinho e Diogo; Alan Kardec. O zagueiro Lúcio, apresentado nesta sexta-feira, não participou da atividade, assim como William Matheus, Victorino, Leandro, Patrick Vieira e Valdivia.

Com os titulares, ficou tudo igual. O Verdão teve algumas chances de gol, principalmente com Diogo e Alan Kardec, mas não conseguiu abrir o placar. No segundo tempo, Kleina fez uma série de mudanças na equipe: entraram Luiz Gustavo, Victor Luis, Rodolfo, Wellington, Felipe Menezes, Serginho, França e Miguel.

O Palmeiras teve domínio da posse de bola no segundo tempo, mas levou o primeiro gol em um contra-ataque. No fim, Miguel quase empatou em rebote do goleiro do RB Brasil, mas foi a equipe visitante que ampliou e fechou o placar em 2 a 0.

A equipe de Gilson Kleina terá mais um teste em Itu, onde está concentrada. No próximo dia 15, o time tem jogo-treino marcado contra o União Barbarense.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras perde para Red Bull em 1º jogo-treino do ano

O Palmeiras teve seu primeiro teste para a temporada 2014 neste sábado e a impressão deixada não foi das melhores. A equipe recebeu em Itu, no interior paulista, onde realiza pré-temporada, o Red Bull e acabou derrotada por 2 a 0 em uma partida bem diferente, com três tempos de 30 minutos, ao invés dos tradicionais dois tempos de 45.

Apesar da derrota, o teste foi importante para o técnico Gilson Kleina observar algumas peças. Ainda sem Valdivia, a equipe teve o meia Mazinho, que voltou de empréstimo do Japão, como titular. Entre os reforços contratados para a temporada, apenas o atacante Diogo iniciou a partida entre os 11.

Apresentado na sexta, o zagueiro Lúcio não participou da atividade, assim como William Matheus, Victorino, Leandro e Patrick Vieira. Com isso, Kleina armou o Palmeiras com: Fernando Prass; Wendel, Henrique, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Mendieta e Mazinho; Diogo e Alan Kardec.

A equipe teve muita dificuldade e demonstrou falta de ritmo. No segundo tempo da atividade, com o placar inalterado, Kleina promoveu muitas alterações. Entraram Luiz Gustavo, Victor Luis, Rodolfo, Wellington, Felipe Menezes, Serginho, França e Miguel nas vagas de Wendel, Henrique, Juninho, Wesley, Mazinho, Mendieta, Alan Kardec e Diogo.

Mas o Palmeiras piorou e sofreu o primeiro gol logo na sequência, em contra-ataque pelo lado direito de sua defesa. O atacante Miguel ainda teve a chance do empate no terceiro e último tempo, mas foi o Red Bull que ampliou no final, novamente aproveitando os espaços na defesa.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESPN BRASIL

• Juntos, novos zagueiros do Palmeiras não jogam há 21 meses

Por Lucas Borges

O Palmeiras contratou dois zagueiros de peso para 2014. Um deles é Lúcio, campeão do mundo de 2002 com a seleção brasileira, com passagens de sucesso por Bayern de Munique e Internazionale. O outro é Victorino, atleta de seleção uruguaia, campeão da Copa América de 2011 com a ‘Celeste.’

O problema é que nenhum deles tem jogado futebol. Somado o tempo que os dois passaram afastados dos gramados, já são 21 meses sem disputar uma partida oficial.

Quem se ausentou por mais tempo foi Victorino. O defensor de 31 anos, negociado por empréstimo do Cruzeiro, lesionou o tendão de Aquiles do pé direito e desde 23 de setembro de 2012 não sabe o que é ouvir o barulho da torcida.

“O ano passado foi muito difícil para mim, não pude jogar, mas, felizmente, tudo isso já passou, ficou para trás. Tenho de olhar para a frente, o Palmeiras é um time grande. Tenho certeza de que será muito bom”, declarou o uruguaio ao site alviverde.

O contrato de Victorino com o Cruzeiro se encerra no final de 2014, junto com o contrato de empréstimo e se ele agradar, o Palmeiras pode mantê-lo sem custos adicionais.

Lúcio está em condições físicas normais, mas jogou pela última vez em 24 de julho de 2013, pelo São Paulo. O veterano de 35 anos perdeu espaço por questões disciplinares e acabou afastado do elenco tricolor pelo técnico Paulo Autuori.

“Acredito que poderia ser tratado de outra forma, tudo poderia ser conversado. Mas não tenho raiva nem rancor de ninguém de lá. Sempre trabalhei, cumpri meus horários, sempre respeitei”, disse o zagueiro brasileiro em sua apresentação como atleta do Palmeiras, nessa sexta-feira. Liberado pelo São Paulo, ele assinou vínculo até o final de 2015.

Apesar do período inativo, Lúcio garante estar em boa forma. “Estava afastado dos gramados, mas não dos treinamentos. Mesmo não podendo treinar nos campos do São Paulo, treinava em outros campos, em casa. A parte física consegui manter bem. Agora é entrosar com o grupo, voltar ao ritmo de jogo, trabalhar mais com bola para o mais rápido possível estar de volta.”

Além de Victorino e Lúcio, o Palmeiras anunciou para 2014 os atacantes Diogo, ex-Portuguesa e Rodolfo, ex-Rio Claro, o volante França, ex-Hannover e o lateral esquerdo William Matheus, ex-Goiás.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESPN BRASIL

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Vilhena cogita mandar jogo em São Paulo e quer ‘estragar centenário’

Por Fabricio Crepaldi

O modesto Vilhena, de Rondônia, será o adversário do Palmeiras na primeira fase da Copa do Brasil. Apesar da folha salarial de cerca de R$ 100 mil, contando com a comissão técnica, o clube espera surpreender.

Segundo o vice-presidente do clube, José Carlos Dalanhol, o Palmeiras sofrerá para ganhar da equipe e o objetivo do Vilhena é “estragar o centenário” do Alviverde.

– Estamos montando um time para o Estadual. Mas como temos o projeto diferente, entramos na Copa Verde, que leva para a Sul-Americana, estamos montando time para tentar o título. Temos 15 jogadores se reapresentando. Vamos contratar de quatro a cinco jogadores diferenciados, para representar bem. Mas o Palmeiras não vai encontrar coisa fácil, vai sofrer um pouquinho pra passar por nós. Temos jogadores experientes – disse ele, ao LANCE!Net.

– Para nós veio na hora certa um time grande, foi bom. É uma pena que não pode ser em casa. No mínimo queremos fazer as duas partidas. O Palmeiras está no centenário, quem sabe a gente não pode destruir o centenário deles – completou.

Com o Estádio Portal da Amazônia impedido de receber o jogo pela CBF e pelas emissoras de televisão, por conta da falta de estrutura para torcedores e transmissão, a diretoria do clube cogita até mandar o primeiro jogo em São Paulo. Por enquanto, a Arena Pantanal, em Cuiabá, é a favorita. Outra opção é a Arena Amazônia, em Manaus. As duas são estádios da Copa. Mas a possibilidade de atuar na casa do rival será pensada.

– Infelizmente não poderemos jogar em nossa casa, mostrar nossa cidade. Quem sabe podemos levar até para São Paulo, usar a imagem do Palmeiras para levantar o nosso caixa. Nossa situação financeira não está lá grande coisa. A favorita é Cuiabá – completou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG DO VITOR BIRNER ❘ VIRGULA

• A exemplar política de contratações do Palmeiras

Nobre

Concordo com a política de contratações do Palmeiras.

Passou da hora de os dirigentes dos grandes clubes pagarem os atletas por produtividade.

Isso ajuda a acabar com o corpo mole e outros vícios da profissão.

O presidente palestrino sabe que o resultado no estadual, ao cabo do ano, não mudará nada.

Farão a diferença, por ordem, o Brasileirão e a Copa do Brasil.

Desunidos

O problema de se oferecer contrato de produtividade é a concorrência.

Os empresários preferem ver seus clientes trabalhando em locais onde os altos ganhos estão garantidos.

Ou seja: se um dirigente age de maneira racional e técnica, o outro tira proveito.

Dera houvesse menos egoísmo e mais preocupação de todos com a saúde do futebol.

Complemento

O texto acima é parte da minha coluna no Lance!

Eu sei que Paulo Nobre não adotou tal política por estar preocupado com a saúde financeira do futebol brasileiro.

Os problemas de caixa do Palmeiras o levaram a adotar essa política.

A razão, diante dos absurdos salários pagos pelos times grandes para atletas comuns, na prática pouco importa.

Acho importante ressaltar o acerto e apoiá-lo, mesmo sabendo que nada vai mudar e o próprio Alviverde, quando resolver seus dilemas econômicos tende a abandoná-la, pois assim conseguirá montar elencos mais competitivos.

Aviso

Não estou avaliando a qualidade do grupo de jogadores que o Palmeiras está formando para disputar o paulistinha.

Vou tratar disso provavelmente apenas quando voltar das férias.

Retornarei na primeira semana de fevereiro.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VITOR BIRNER ❘ VIRGULA

••

BLOG DO ALEX MÜLLER

• Quebrando o silêncio das férias

Apesar de muitos me cobrarem mais postagens aqui no meu blog, precisamos também saber que tudo tem seu tempo, inclusive de descansar. Mas aos poucos vamos retomando. E mesmo em férias, claro que venho acompanhando a movimentação do mercado.

O Palmeiras foi o grande que mais contratou, até porque foi também o que mais se desfez de atletas. Com a política mustafaniana de pés fincados no chão, não houve nenhuma contratação do nível que a torcida esperava para o ano do centenário.

Mas é claro que a situação financeira do clube não permitiu passos maiores, embora eu veja o marketing do Palmeiras bem estacionadinho. Todos sabem que a criatividade dos bons marqueteiros muitas vezes tiram leite de pedra, no entanto, o último leite visto no Palestra foi o da Parmalat.

Mas analisando o atual elenco, não podemos dizer que piorou em relação a 2013. Vejo hoje muito mais condições para o técnico Gílson Kleina trabalhar, mesmo tendo em mãos mais apostas do que realidades.

O mais famoso, sem dúvida, é o zagueiro Lúcio. Brilhante no passado, mas que está ofuscado há alguns anos. Mesmo assim, algo me diz que, aos 35 anos, Lúcio vai fazer bom papel no Palmeiras, até para mostrar para as pessoas do outro lado do muro que foi injustiçado por lá.

Só acho o período de 2 anos muito longo. Seria mais plausível um vínculo até dezembro com preferência de renovação por mais um ano. Mas vamos aguardar.

Já Victorino faz tempo que não joga e chega para ser reserva. Minha dúvida é se o Cruzeiro dispensaria o atleta se ele fosse muito bom, mas deve ser melhor que André Luiz.

Outro que deve começar no banco é o volante França, o gibi ambulante, afinal ele não tem tatuagem no corpo e sim um corpo nas tatuagens. Mas dependendo da estrutura tática que a equipe tiver pode entrar bastante no time.

William Matheus foi bem no Goiás, assim como foi Vítor. Resta saber qual será o peso da camisa do Palmeiras nele. No Vítor a gente viu que pesou toneladas. O mesmo critério se aplica ao desconhecido atacante Rodolfo, outra incógnita pura.

Já Diogo apesar de jovem tem mais experiência e deve encarar essa oportunidade como uma grande chance na carreira para deslanchar. Fará uma boa disputa com Leandro para fazer dupla com Alan Kardec.

Agora vem a notícia do veloz atacante Danilo Neco, que volta da Rússia, onde não jogava há algum tempo e que foi bem na Ponte anos atrás. A princípio bom para compor elenco, a exemplo do que vai ocorrer com Patrick Vieira e Mazinho, que voltam de empréstimo do Japão.

Ainda podem chegar o lateral direito paraguaio Moreira e o meia Bruno César. Se vierem serão titulares, portanto que venham…

Idealizando o time de hoje para a temporada 2014 projeto:

FERNANDO PRASS; MOREIRA, LÚCIO, HENRIQUE, WILLIAM MATHEUS; EGUREN, WESLEY, BRUNO CÉSAR. VALDÍVA; DIOGO (LEANDRO), ALAN KARDEC.

No banco veremos Bruno, Wendel, Victorino, Thiago Alves, Juninho, França, Mendieta, Patrick Vieira, Mazinho, Lenadro ou Diogo, Rodolfo, Vinícius, Serginho, entre outros.

Enfim, um time competitivo, apesar de ainda estar carente de uns dois jogadores de ponta.

Mas dá para encarar os adversários. A raça e a camisa terão de prevalecer…

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ALEX MÜLLER

••

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Imbróglios e soluções

Segundo uma confiável fonte, uma tímida fumacinha branca começou a sair nesta sexta-feira de uma reunião entre advogados do Palmeiras e o diretor jurídico da construtora W Torre: começou o rascunho de um acordo- que antes parecia quase impossível-entre as partes para que a finalização da Arena aconteça em harmonia, sem a necessidade da Arbitragem.

Que assim seja. Mas, por cautela, convém conferir os próximos capítulos.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Marcel Rizzo

• Exposição

O Palmeiras vai lançar seu uniforme para o centenário momentos antes da partida contra o Penapolense, no dia 30. Um caminhão personalizado vai ficar na praça Charles Muller para mostrar a nova camisa do clube aos torcedores.

• Tour

O mesmo caminhão, da Adidas, fornecedora de material esportivo palmeirense, também vai circular pelos principais pontos de São Paulo para mostrar o novo uniforme para a torcida.

••

15 respostas em “Verdão na Mídia 11-01-2014: Kleina vira “guru” da diretoria do Palmeiras em busca por reforços ❘ Uol Esporte”

começamos bem o ano, né seo girso????perder jogo treino para o poderoso red bull???? se fosse na f1 tudo bem..mas no futebol é dose….a diretoria acertaria de novo se demitisse esse cidadão agora durante a pré temporada antes que ele consiga a proesa de ser eliminado por esses timecos…esse kleina é o pior treinador que já vi no Palmeiras. ..superou Roth, levir Culpi, Bonamigo entre outros lixos..ele deve agradecer por ter esse emprego graças ao “empresário” dele o Neto…fora kleina antes que o pior aconteça…

Infelizmente cai na moderação (censura – lembra a época da ditadura). Ontem comentei em seguida ao Cláudio Longo. ‘O elenco atual não é o que imaginamos’. Entretanto é o menos ruim desde a era do Beluzzo. Sem falar que no segundo semestre podemos reforçar o elenco para o Brasileirão.

Se vier Bruno Cesar teremos time prà disputar titulo,e voltar els a estar entre os 3 primeiros clubes do Brasil,no Brasileiro.

Mesmo sendo expectativas os novos contratados, muitos perebas saíram, portanto estou mais “feliz”. Mas reforço minha opinião, nosso técnico é bem fraquinho ele foi responsável por muitas úlceras nervosas neste período que ele está a frente do Palmeiras. Enfim que nosso time honre nosso manto estamos necessitados.

Minha esperança de jogadores melhores é para o segundo semestre, vamos precisar de um time mais qualificado para o Brasileirão. Se vier esse tal de Moreira e o Bruno Cesar, ajuda bem para Paulista e Copa do Brasil.

Boa analise do Alex Miller! Contratamos muito porque dispensamos algumas apostas que não deram certo ano passado, a famosa baciada, agora só nos resta torcer para que as apostas deste ano deem certo, e que as boas contratações do Moreira e do Bruno Cesar saiam do papel.
obs. o Diogo já pipocou no Flamerda e nas Sereias.

O Palmeiras foi o time que mais contratou e era o que mais necessitava contratar. O elenco dos nossos adversários paulistas era e ainda é superior ao nosso. Boa a analise do Alex Muller. Vieram várias expectativas para o Palmeiras e foi embora uma depressao do torcedor: Márcio Araujo. A chegada do Moreira e, principalmente, do Bruno Cesar vai diminuir a diferenca para os nossos adversários e possiveis vitórias em clássicos serao mais reais.

Na minha modesta opinião, a melhor coisa que a diretoria fez em relação ao elenco foi segurar os melhores jogadores do elenco de 2013 e liberar alguns perebas.

Ainda tem muito pereba nesse elenco inchado..

Em relação aos reforços, são todos, sem exceção, incógnitas. Vamos torcer para que sejam boas surpresas.

Em relação ao Fluminense.. foi um tapa na cara do STJD, CBF e Fluminense. Caso o Fluminense recorra, espero que não tragam um juiz comprado. Só não consigo entender pq STJD e CBF defendem tanto esse clube.. eles não percebem que a credibilidade deles (que já era uma porcaria) só piora??

Achei Alex Müller meio depressivo. O time não é tão ruim assim. E embora tenha perdido o jogo-treino, que para muitos que comentarão aqui será o fim do mundo, não há motivos para preocupação. O time estava incompleto, voltando agora, provavelmente todo mundo amarrado em campo, e o RBB deve estar treinando desde o fim do ano passado.
Ah!! Se o 3vv, ou alguém, tiver alguma informação, sobre o que está circulando de proposta do Palmeiars por Lucca Toni e Pirlo, escreva aí… blz
Até mais

Os comentários estão desativados.