Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 12-01-2014: Nobre recorre a novo empréstimo para comprar Leandro do Grêmio ❘ Lancenet

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Nobre recorre a novo empréstimo para comprar Leandro do Grêmio

A contratação em definitivo de Leandro aconteceu por meio de mais um empréstimo bancário que o presidente Paulo Nobre avalizou em seu nome ao dar seus negócios como garantia. Ele toma o dinheiro em condições de juros mais vantajosas e repassa ao clube.

O Palmeiras gastou R$ 8 milhões para comprar 64% dos direitos econômicos do atacante de 20 anos que pertencia ao Grêmio – ele assinou contrato por quatro temporadas, e o restante da porcentagem pertence a Gilmar Veloz, empresário do atleta, e um grupo de investidores que não teve a sua fatia alterada nessa operação.

Até o ano passado, Nobre já havia feito empréstimo de ao menos R$ 45 milhões ao clube, que atravessa sérios problemas financeiros.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Palmeiras realiza treino físico com todos os reforços

Um dia depois de perder para o Red Bull em jogo-treino, o domingo do Palmeiras foi de atividades físicas na cidade de Itu, no interior de São Paulo, onde o elenco realiza pré-temporada. Ao contrário do que aconteceu no sábado, todos os reforços do clube para esse ano participaram do treinamento.

Depois de serem desfalque contra o Red Bull, os zagueiros Lúcio e Victorino, o lateral-esquerdo William Matheus, o volante França e o atacante Rodolfo, além de Leandro, que recentemente acertou a permanência no Palmeiras por quatro temporadas, treinaram normalmente. Diogo, único reforço a atuar no jogo-treino, também trabalhou com os companheiros.

Os atletas foram divididos em grupos e participaram de uma espécie de circuito de atividades físicas. Depois do treino, o clima foi de descontração pelos aniversários de Juninho, Alan Kardec e Jair Leite, auxiliar de Gilson Kleina, que não escaparam das tradicionais ovadas dos jogadores.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Sem jogar desde julho, Lúcio evita estipular data de estreia no Verdão

Por William Correia

O torcedor palmeirense não pode nem cogitar quando a contratação mais renomada para o centenário do clube estará em campo. Lúcio dificilmente atuará na estreia do time no Paulista, no dia 18, contra o Linense, quando estará perto de completar seis meses sem jogar. E não tem ideia de quando fará sua primeira partida pelo Verdão.

“É difícil me autoavaliar e dizer em quanto tempo vou jogar. Não dá para prever o futuro”, comentou o atleta de 35 anos, que passou todo o segundo semestre de 2013 treinando afastado do elenco principal do São Paulo – nos últimos meses, ficou impedido até de trabalhar nas dependências do clube.

O veterano foi incapaz de lembrar quando foi seu último jogo. “Foi contra o Inter, mas não sei dizer em que mês foi.” A última aparição do zagueiro foi na derrota tricolor por 1 a 0 para o Inter, no Morumbi, em 24 de julho. O defensor estava em uma de suas características subidas para o ataque e não pôde voltar a tempo de atrapalhar a finalização certeira de Leandro Damião.

O tempo de punição, contudo, não foi de descanso para Lúcio, que manteve a forma física com um preparador particular no Distrito Federal, onde mora sua família. “Fiquei afastado dos jogos, mas não dos treinos. Consegui manter bem a parte física e isso foi provado com os testes físicos que fiz no Palmeiras. Agora é me entrosar com o grupo, treinar com bola e voltar a ter ritmo de jogo.”

O novo camisa 33 participar da pré-temporada palmeirense, em Itu, desde quinta-feira. Mas tem trabalhado com ênfase na parte física, assim como outros recém-contratados. A promessa, porém, é de que os 35 anos não pesaram ao longo das duas temporadas de contrato.

“Os testes físicos mostraram que consigo manter o mesmo nível dos companheiros e isso me deixa feliz. No que depender de mim, vou me preparar para sempre atuar bem”, assegurou o titular da Seleção Brasileira nas três últimas Copas do Mundo, incluindo a conquista do pentacampeonato em 2002.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Palmeiras aposta em recuperar bom momento de jogadores em má fase

Por Pedro Lopes

De todos os grandes paulistas, o Palmeiras é o mais ativo no mercado de transferências até o momento. Recém promovido à Série A do Campeonato Brasileiro, o alviverde já confirmou sete reforços. Em meio a apostas, os nomes de Lúcio e Diogo se destacam: as principais contratações alviverdes viveram excelentes momentos no passado, mas precisam se recuperar de maus momentos em 2014 para dar alegrias à torcida.

Lúcio dispensa apresentações: ex-xerife do Bayern de Munique, campeão mundial pela seleção brasileira e com carreira vitoriosa em grandes clubes europeus, o zagueiro chegou a ser um dos melhores do mundo na posição. Em 2013, entretanto, protagonizou a eliminação do São Paulo na Libertadores, cometeu atos de indisciplina e acabou o ano encostado, treinando separado do elenco no clube do Morumbi

Já o atacante Diogo surgiu na Portuguesa em 2007 como uma grande promessa do futebol brasileiro, e acabou vendido ao Olimpiakos-GRE por consideráveis 9 milhões de euros. No time grego, não se firmou: passou por Flamengo e Santos, sem nunca conseguir impressionar, até retornar à Portuguesa no ano passado, de onde se transferiu para o Palmeiras.

Um terceiro jogador que segue sendo a grande aposta palmeirense é Valdivia. O chileno há muito não repete o futebol de sua primeira passagem pelo Palestra Itália, mas ainda assim, a diretoria mantém as esperanças de uma reabilitação. Quando não esteve lesionado em 2013, o Mago teve alguns lampejos e apareceu bem em partidas.

Os dois principais reforços da temporada, ao lado do jogador de maior renome do time, representam um desafio para o Palmeiras: três atletas que já brilharam nos gramados, e deixaram claro o potencial de desequilibrar uma partida. Em forma, podem desempenhar um papel fundamental no retorno do clube à elite do futebol brasileiro.

Assim como os rivais São Paulo e Corinthians, o Palmeiras também não possui dinheiro em caixa, e não pode fazer loucuras. Enquanto o clube do Morumbi sofre na procura por reforços e o do Parque São Jorge busca jogadores que se destacaram por equipes menores, o alviverde adotou uma estratégia diferente: a de dar uma chance a quem já brilhou, mas não vem repetindo o bom desempenho nos últimos anos.

O primeiro jogo treino de 2014 acabou em derrota para o Red Bull, mas Lúcio e Valdivia não participaram da partida. A primeira grande chance para que o trio mostre que é capaz de recuperar o futebol que atraiu as atenções do Palmeiras será no Campeonato Paulista, que começa no dia 18, diante do Linense, no Pacaembu.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

• Zagueiros têm bastante coisa em comum

Por Luciano Ribeiro

Lúcio e Henrique têm bem mais em comum do que serem zagueiros e, agora, defenderem a mesma camisa, do Palmeiras. Ao mesmo tempo em que o capitão do time no ano passado tem motivos para se espelhar na carreira vitoriosa do veterano, o recém-chegado reforço pode buscar inspiração na redenção alcançada por  seu atual parceiro de zaga.

Este ano é muito importante para ambos. Henrique está de olho em uma vaga na seleção que vai disputar a Copa do Mundo. Não há como não tirar proveito da parceria com um dos melhores zagueiros que a Brasil teve nos últimos anos — inclusive com o título mundial de 2002 no currículo.

• Em baixa

Por outro lado, o camisa 3, mesmo sendo oito anos mais novo, pode ajudar Lúcio.

Assim como o reforço, Henrique também chegou ao Palmeiras em baixa (2011), após as nada empolgantes passagens por Barcelona-ESP, Bayer Leverkusen-ALE e Racing Santander-ESP. No Verdão, o capitão recuperou o bom futebol e até passou a ser convocado para a seleção brasileira.

Lúcio, depois de ser campeão de quase tudo que disputou por Bayer Leverkusen, Bayern de Munique-ALE e Inter de Milão-ITA, viu sua carreira mudar de rumo ao se transferir para a  Juventus-ITA. Cinco meses depois, teve o contrato rescindido e assinou com o São Paulo, onde as coisas só pioraram.

Ou seja, se precisar de um bom exemplo de que o Verdão pode recuperá-lo, é só olhar para o lado. Lá vai estar Henrique, também se espelhando no companheiro em busca de dias de glória. Bom para os dois. Ótimo para o Palmeiras.

• Manto do centenário

O Palmeiras pretende lançar seu novo uniforme para o ano em que completa cem anos de vida no próximo dia 30, na partida contra a Penapolense.   O jogo será realizado no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista.  A diretoria e a fornecedora de material esportivo mantêm  sigilo sobre os detalhes da nova vestimenta.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

••

31 respostas em “Verdão na Mídia 12-01-2014: Nobre recorre a novo empréstimo para comprar Leandro do Grêmio ❘ Lancenet”

Esse negócio do Leandro é sim relacionado ao negócio do Barcos. Em Janeiro de 2013 Barcos era o melhor centroavante do Brasil. O Leandro era 3º reserva do Grêmio, atrás do Vargas e do Kléber. Se o Grêmio precisava do Barcos, o Palmeiras deveria exigir o Leandro em definitivo. Cedemos o Barcos por um preço baixíssimo, pagamos salários de 4 jogadores que o Grêmio não iria utilizar durante o ano de 2013 e ainda, ao final, compramos o 3º reserva do Grêmio, que jogou bem no Paulistão, regular no início da Série B e mal no final, ficando na reserva do Vinícius em alguns jogos. O Grêmio contratou um centroavante titular por um trocado, economizou 4 salários durante 1 ano, o que equivale ao trocado que pagou, e no final conseguiu vender muito bem, por 8 milhões, um jogador que nunca lhe foi útil. Os “profissionais” da diretoria do Palmeiras foram inteiramente passados para trás. E se você comenta isso em outros blogs e fóruns, é suspenso, criticado, ridicularizado pelos fãs do presidente-piloto-playboy.

Era melhor então ele deixar o torcedor escolher qual jogador deve ser contratado, e aí sim ele pega o valor respectivo emprestado e repassa ao Palmeiras. Agora, pegar dinheiro emprestado para comprar 64% de um jogador que deveria ter vindo 100% (direitos) de graça para nós? É um absurdo!

A grande VERDADE , é que os investidores sE SEM CREDIBILIDADE na PRAÇA SEM projeto de ser CAMPEÃO CLUBE QUE GOSTA DE RASGAR CONTRATO COM PARCEIROS !!!!

Agora o Mendigão tem que arrumar um patrocínio para o Palmeiras poder pagar os empréstimos que ele próprio fez, e que totalizam 53 mi. (mais prováveis juros).

Compraram o Leandro caro mas tava achando tudo bem porque não seria do nosso bolso. Agora vem essa. Então o Leandro está avaliado em 13 milhões de reais. Até agora, não vejo futebol pra vender por um valor absurdo, acho que se alguém oferecer 20 milhões nele tem que fechar na hora, o que daria um lucro de 4 milhões mas devem estar esperançosos por mais. O problema é se ele se encostar, a maioria dos verdazzinhos que vem aqui vociferar não sabe que em 2011 ele também teve uma alta no Grêmio começo do ano e depois uma queda quando o sucesso subiu ao moicano. Mesma coisa que aconteceu ano passado, por isso mesmo não poderiam ter comprado ele tão caro. Mas como esse pessoal acha entende de futebol e todos os outros estão errados, vamos ver no que vai dar esses 8 milhões e se não der certo, certamente o Nobre vai fazer questão de esquecer essa dívida.

Agora, que sejam espertos de OBRIGAR o Kleina a colocar ele de titular e com o o foco do time nele, que nem Valdívia em 2008

Moises, sempre faço aqui várias críticas ao Nobre e afins.. não sou verdazzinho nem nada. Mas defendo a contratação do Leandro, pois acho que pode ser a única saída pro mal negócio do Barcos. Se pagaram de fato 8 mi nele, ótimo. O que os gringos mais gostam é de gastar dinheiro em jovens promessas brasileiras.. vide Bernard.. tem ele futebol pra 77 milhões de reais??? Se vendermos o Leandro por 15, é lucro! Hoje ele é titular do elenco, espero que não seja no segundo semestre. Basta colocar o moleque pra jogar e que ele faça gols no paulista que veremos ofertas surgindo.. isso é fato.

Tomara Marcos, se não aparecer proposta, vai ser uma situação bem interessante pagar um empréstimo com juros a um presidente por um negócio ruim que ele fez.

Moises, pelo que foi falado na mídia, o empréstimo não foi feito pelo Nobre.
O dinheiro é emprestado ao Palmeiras, porém, o Nobre aparece como fiador. Isso apenas torna os juros menores já que ele tem bom nome no mercado, mas o principal responsável pelo pagamento continua sendo o Palmeiras.
Entendi que era isso, mas, saíram algumas notícias contraditórias nesse sentido, então também não tenho certeza.

Quem quer apenas criticar troca Jesus por Genésio! Que mistura falar que Vilson foi contratado e agora rejeitado. Só pode ser um alienado pra comentar isso. Se a diretoria propôs um contrato por produtividade, já não explica?

O Nobre tem vários erros como presidente, mas também tem acertos. Só vejo uma explicação pra quem vê erro em tudo: ou a pessoa é desinformada ou age de má fé!

O Vilson se machucou no Palmeiras !!! Mas tem MUITO “palmeirense” que adora tumultuar.

E só não ficou porque estava acordado um valor para renovação(em contrato) e quando foram sentar para renovar o P. Nobre jogou o valor “lá em baixo” e não foi aceito pelo jogador e seu representante pois imaginaram o valor que estava no contrato… Simples assim…

A verdade é que Leandro já inclusive foi convocado pra seleção e fez gol. Fazendo um bom estadual já deve aparecer proposta por ele. Resta saber duas coisas: s
Valor de multa rescisória e se vão segurar ou vender na Primeira proposta.

Se jogar bem, vende logo. O futebol dele é muito instável, assim como do Valdívia. EU venderia os dois na primeira proposta razoável.

Fiquei muito triste ao ler em outro site, que torcedores do Palmeiras ficaram felizes ao saber que o Vilson foi reprovado em exame médico no Cruzeiro, alguns até afirmaram que praga de Palmerense pega. Agora eu pergunto como nossa diretoria aceitou um jogador bichado envolvendo a troca de nosso maior artilheiro em muitos ( pões muitos) anos. Chegaram no absurdo de torcer contra o Barcos e contra o Kleber. Não quero ser o dono de nenhuma verdade, mas tenho certeza que aquele que muito torcedor acha que é ídolo não passa de um chinélinho. Nunca ,mas nunca , vou aceitar essa negociação que o Paúlo Mole e o Brunóquio fizeram , eram 05, ficaram 04, desse 04 dois jogaram , um era bichado e o outro reserva do Grêmio, e para piorar ainda tiveram a capacidade de pagar 5milhões de euros num jogador médio.

Gostei dessa manobra, esses 8 milhões devem ser contabilizados como um investimento, um ativo para o Palmeiras, nessa saíram bem, Leandro é novo e tem potencial.

Deixa ver se eu entendi, demos o Barcos para o Grêmio, e depois compramos um jogador que era reserva desse mesmo time, e pagamos muito caro. Não existe pior negócio que este, parabéns Paulo Mole, dinheiro jogado no lixo , um jogador que em todos os jogos que participa leva cartão amarelo, mesmo estando na série B não foi artilheiro do campeonato, e olha que nem chegou perto, com esse dinheiro gasto num jogador médio para baixo, poderíamos ter contratado coisa melhor.

Falei isso em outros tópicos e foi uma chuva de “você não sabe o que está falando”, “quem vai gastar o dinheiro são investidores”. No fim, olha aí quem vai bancar o investimento. E mais uma vez Nobre, Brunoro e Grêmio lascam mais uma chicotada no lombo palmeirense, sob o aplauso cúmplice de muitos dos chicoteados. Fazer o que?

Só pra refrescar a memória: doamos o melhor centroavante do Brasil na época – que, mesmo jogando em um time limitadíssimo como aquele de 2012, marcou quase 30 gols – em troca de 5 jogadores encostados no clube gaúcho (ou alguém imaginou que o Grêmio iria se desfazer de bons jogadores em pleno ano de Libertadores e inauguração de estádio?). Rondinelly e Leo Gago pouco fizeram, péssimos jogadores. Vilson é um zagueiro meia boca, foi envolvido em uma negociação que misteriosamente acabou não se concretizando. Leandro começou “bem”, mas Série B nunca foi parâmetro. E o 5º jogador nós nunca saberemos.
O pior é que nunca saberemos o que realmente aconteceu nessa negociação do Barcos que, em uma quinta a noite estava jogando contra o Atlético Sorocaba, e na sexta de manhã já estava embarcando para o Sul. A diretoria acusa o jogador, e vice versa. O Barcos poderia ter entrado na FIFA, já que não recebia há 4 meses, mas não o fez. E o clube alega falta de grana para pagar o argentino e a LDU. Muita coisa estranha nesse história.
Hoje, se formos comparar Barcos e Leandro DENTRO DE CAMPO, o Barcos fez muito mais coisa com a camisa do Palmeiras do que o Leandro. O argentino é técnico e goleador.
Leandro pode dar certo no futuro.

Isso mesmo.
O que aconteceu de verdade no caso Barcos TALVEZ um dia saberemos e eu enchergo o Leandro como uma contratação do Pameiras que nada tem a ver com essa patacoada do caso Barcos, e considero uma boa contratação. Leandro não é craque e nunca será porém tem potencial para ser um Lucas da vida e o Palmeiras pode lucrar muito com ele ainda.

Um dia saberemos?
Do mesmo jeito que um dia saberemos por que o Hitler deixou a totalidade do exército anglo-francês embarcar em Dunquerque sem levar nem um tirinho de chumbinho de espingarda de pressão?

Sempre achei péssima a troca de Barcos, mas esse investimento por 8 mi no Leandro pode ser uma virada.

O Leandro é jovem e já foi convocado. Falta apenas um título pra triplicar o valor desse passe… o problema é o título.. rs Mas vamos na fé.

Os comentários estão desativados.