Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 07-02-2014: Palmeiras destaca força do elenco em campanha 100% no Paulistão ❘ Globo Esporte Com

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Palmeiras destaca força do elenco em campanha 100% no Paulistão

Por Felipe Zito e Marcelo Hazan

Apertou, chama o banco de reservas para resolver. Assim tem sido o Palmeiras neste início de temporada no Campeonato Paulista. Com seis vitórias em seis partidas (único time com 100% de aproveitamento no torneio), o técnico Gilson Kleina comemora a fase da equipe e uma grande mudança em relação ao ano passado: as boas opções disponíveis no atual elenco.

Os dez reforços contratados se juntaram a uma base bem definida durante a campanha vitoriosa na Série B do Brasileiro – Wesley, Valdivia, Leandro e Kardec continuam sendo os destaques do time. Mas alguns talismãs começam a despontar.

O primeiro a ter oportunidade foi Marquinhos Gabriel. Os poucos minutos em que esteve em campo durante a sua estreia, contra o Atlético Sorocaba, pela terceira rodada do Paulistão, foram suficientes para dar duas assistências e deixar a comissão técnica satisfeita. A confiança foi tanta que o atleta entrou na segunda etapa do duelo contra o Penapolense – quando marcou o gol da vitória – e assumiu posto de titular na vaga de Valdivia, contra o XV de Piracicaba.

Na última quarta-feira, aliás, outro suplente deixou o banco para viver sua noite de herói. Mesmo com característica de marcação, França mostrou habilidade para se aventurar no ataque e viver seu primeiro grande momento com a camisa alviverde. Após boa jogada de Mendieta, que também saiu do banco, o volante deu lindo drible no adversário, bateu por cobertura e marcou um golaço nos minutos finais da partida em Piracicaba, resultado que fez com que o Palmeiras mantivesse seu aproveitamento perfeito no Paulistão.

– Foi importante a entrada do França. A equipe cresceu e acabou com o ímpeto do adversário. E depois entrou o Mendieta, que é o articulador. O Wesley geralmente faz esse papel de elemento-surpresa, mas desta vez foi o França. Fico feliz porque ele deu a vitória para o grupo. É um atleta que está trabalhando muito, um garoto que quer muito vencer. Agora é esperar as oportunidades para as coisas acontecerem. Ele é muito dedicado e fico feliz com o gol – analisou o treinador.

Na defesa, Kleina perdeu um pouco de sua tranquilidade por causa da venda de Henrique para o Napoli, da Itália, e por conta da falta de opções disponíveis para o setor – Victorino, Tiago Alves e Thiago Martins estão no departamento médico. Sem muita alternativa, coube ao treinador apostar na entrada do jovem Wellington para formar dupla de zaga ao lado do experiente Lúcio. E deu resultado.

Após vitórias e atuações seguras contra Penapolense, São Paulo e XV, o jovem talento das categorias de base do Verdão começa a se firmar na equipe. Para Kleina, a força demonstrada pelo elenco neste começo de temporada já é motivo de orgulho.

– A humildade que vai nos levar onde nós queremos. E tem de jogar junto. Temos uma equipe com o foco aflorado. Entramos em campo sempre para fazer o melhor, buscando sempre a vitória. Estamos muito felizes e orgulhosos desses jogadores que estão levando o Palmeiras fazer essa campanha. É mérito de todos – completou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Bruno César já avisa Kleina que se encaixa no esquema do Palmeiras

Reforço apresentado com mais badalação no centenário palmeirense, Bruno César tem estreia estipulada para o clássico contra o Corinthians, no dia 16, mas já encontra espaço para ser titular. O meia avisou a Gilson Kleina que vê no único time com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista o mesmo estilo do Benfica.

“Conversei muito com o Bruno. Ele foi assistir aos jogos e falou que o Palmeiras está jogando com uma intensidade muito parecida à que ele encontrou antes de jogar na Arábia”, comentou o treinador.

Emprestado pelo Al Ahli, da Arábia Saudita, até 31 de dezembro, o camisa 30 chegou a ser destaque durante dois anos no futebol português. Já se apresentou no Verdão avisando que, no Benfica, aprendeu a marcar e a jogar pelos lados do campo, o que possibilita a sua escalação ao lado de Valdivia.

Gilson Kleina tem até usado o chileno com Mazinho atuando em posicionamento que Bruno César deve ocupar. Mas o recém-contratado meia ainda deve melhorar o ritmo em mais treinos com bola antes de ser relacionado. A parte física, ao menos, está melhor.

“O Bruno está treinando e chegando um pouco mais ao peso e à situação que exigimos”, informou o treinador. Já é visível que o jogador emagreceu após uma semana trabalhando só fisicamente e, por isso, tem treinado normalmente com o resto do elenco desde segunda-feira.

À espera da liberação de Bruno César, Kleina não esconde que faz parte de seus planos vê-lo com Valdivia, ratificando as diferenças entre os dois. “O Valdivia é de articulação, cadencia. Verticaliza, mas desacelera um pouco mais o jogo. O Bruno César é mais um meia-atacante”, já declarou o técnico.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Técnico por um dia, Bruno cita Tite e Felipão e ‘mira’ cargo de presidente

Por Marcelo Hazan

Bruno ouviu piadas e foi chamado de “professor” pelos jogadores na Academia de Futebol, durante a reapresentação do Palmeiras. Tudo porque viveu uma experiência inédita na carreira durante a vitória por 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba, na última quarta-feira.

Aos 34 minutos do segundo tempo, o técnico Gilson Kleina foi expulso por reclamar do árbitro Vinicius Furlan. Àquela altura, o auxiliar Juninho também já havia sido excluído da partida, pelo mesmo motivo: os dois reclamaram de um pênalti não marcado para o Verdão. Foi então que o goleiro reserva assumiu a função de treinador e, ao lado do preparador físico Fabiano Xhá, passou a comandar a equipe.

Sob o as instruções do “técnico” Bruno, o Palmeiras fez uma última substituição no jogo: trocou Mazinho por Diogo, alteração previamente combinada com Kleina. Durante os 15 minutos finais, o “treinador” ajeitou o time e viu França fazer o decisivo golaço da vitória, aos 39 minutos do segundo tempo.

– Passei o tempo do jogo para eles e depois da substituição pedi para ficarem no esquema 4-2-2-2, com Marcelo Oliveira e França de volantes, Marquinhos Gabriel e Mendieta como meias, além de Diogo e Alan Kardec na frente. E pedi para darem uma balanceada, porque o lateral deles subia demais e não podíamos sofrer ataques pela lateral. Acabou dando certo. Eu, Gilson e Xhá conversamos e vimos isso na hora – diz.

Em aproximadamente 15 minutos como treinador, Bruno sentiu na pele a pressão do cargo: ouviu gritos de “burro” e ordens para sentar no banco. Cobranças feitas pela torcida do XV de Piracicaba. Mas mesmo sem nunca ter sido efetivamente técnico do Verdão, ele já tinha experiência anterior na comissão alviverde.

– Já tinha feito papel de preparador físico. Durante dois anos, houve uma época em que só podia levar um auxiliar para o banco. O Felipão (técnico da Seleção) levava o Murtosa (auxiliar) e o preparador Anselmo não entrava. Então eu acabava dando o aquecimento atrás do gol para os reservas. O Gilson e o Paulo (Nobre, presidente) brincaram muito comigo. Ouvi muitas besteiras dos jogadores e me diverti bastante. Foi uma experiência legal. Não imaginava essa repercussão toda. De preparador já fui a treinador. Agora só falta gerente e quem sabe um dia chego a ser presidente (risos) – brinca.

O jogador é formado em Educação Física e ainda faz um curso online na universidade de Duke, nos Estados Unidos, sobre esportes e sociedade, já pensando no futuro, quando pendurar as chuteiras. Depois de se aposentar, ele também quer fazer faculdade de gestão em marketing e direito esportivo.

Formado nas categorias de base do Verdão, Bruno, de 29 anos, soma 17 no clube. Durante esse tempo, ele conviveu com diversos treinadores dos mais variados estilos, com os quais diz sempre ter aprendido alguma coisa.

– Trabalhei com os melhores treinadores que qualquer jogador poderia trabalhar: Muricy, Felipão, Leão, Vanderlei (Luxemburgo), Tite, Gilson Kleina, Antônio Carlos, Bonamigo, Jair Picerni e Levir Culpi, entre outros. Aprendi com todos eles. Foram muitos e você sempre tira um pouco de cada um, o que gosta ou não. Gosto de observar os treinamentos e absorvo o que acho interessante – finaliza. Com contrato até dezembro de 2015, Bruno ainda não pensa em parar de jogar futebol. Mas não se espante, torcedor alviverde, se no futuro o goleiro continuar trabalhando no clube. .

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Palmeiras teme perder embalo caso haja greve no Campeonato Paulista

Por Mauricio Duarte

A comissão técnica do Palmeiras não vê com bons olhos a possibilidade de haver uma greve dos jogadores no Campeonato Paulista. A avaliação é de que o time poderia perder o embalo na competição. Com seis vitórias em seis jogos, a equipe alviverde largou muito na frente dos rivais e parece já ter encontrado o rumo no torneio.

Outro fator que preocupa em caso de greve é o ritmo de jogo para os reforços. O Palmeiras trouxe dez jogadores para esta temporada e tem feito um rodízio nas partidas para aos poucos ir dando condicionamento a todos. Uma parada seria prejudicial a esses atletas que buscam sua melhor forma. Principalmente o meia Bruno César, em quem Kleina deposita grandes esperanças.

Vale ressaltar que o Palmeiras enquanto instituição não se posiciona em relação a uma possível greve. Internamente, não existe também nenhuma determinação sobre o assunto. A questão de que a paralisação seria prejudicial é um fator que diz respeito somente ao desempenho do time dentro de campo.

A tendência é até mesmo a de que os jogadores seguissem uma determinação de greve no caso de ela ser articulada pelo Bom Senso FC, já que o goleiro Fernando Prass, líder e capitão da equipe, é bastante atuante no movimento. Porém, dentro do próprio Bom Senso não há certeza de que a greve, nesse momento, seria uma boa opção, conforme publicou o UOL Esporte.

Nas redes sociais, os torcedores do time do Palestra Itália compartilham da opinião da comissão técnica e há muitos comentários de palmeirenses dizendo que uma paralisação agora seria muito prejudicial ao time, que está em uma ascendente. 

O Corinthians está no centro da discussão, já que a paralisação seria uma resposta aos acontecimentos do último sábado, quando cerca de 200 torcedores invadiram o CT Joaquim Grava. Na última terça-feira, o elenco alvinegro divulgou uma nota oficial atacando a postura das organizadas e, de quebra, apoiando a greve.

A paralisação ainda depende de alguns fatores, como as respostas das entidades notificadas pelo sindicato e a participação dos jogadores de todos os clubes, inclusive os do interior. O ato poderia até mesmo ocorrer já na rodada deste final de semana.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras tem plano B para lateral, mas ainda sonha com Moreira

Por Caio Carrieri e Fellipe Lucena

Único com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista e dez novos nomes contratados para 2014, o Palmeiras não sossega. A diretoria ainda sonha com a chegada de um lateral-direito, única posição não reforçada no centenário, e Moreira, do Libertad (PAR), segue como primeira opção para o setor.

O Verdão procura um investidor para finalmente ter sucesso. Roniery, que chamou a atenção de Gilson Kleina na última Série B pelo Paraná, é o número dois da lista.

O paraguaio de 24 é cobiçado há um ano por Gilson Kleina. Na última investida, em dezembro, o Verdão ofereceu US$ 600 mil (R$ 1,4 milhão), mas o Libertad e empresários do lateral pediram US$ 1,5 milhão (R$ 3,5 milhões) para selar a transferência.

– Não temos nenhuma oferta do Palmeiras neste momento. Conversei com o Brunoro pela última vez faz oito dias. Existem várias possibilidades de negócio e a ajuda de um investidor está entre elas – declarou ao LANCE!Net Paulo Reichardt, que divide igualmente os direitos do jogador com o clube de Assunção.

Moreira segue como titular do time nos amistosos da pré-temporada paraguaia, e a competição nacional começa  no fim de semana do dia 15.

– Não estou inteirado das converas que o pessoal do Palmeiras tem com o Libertad. Comigo ninguém falou mais nada, com o Libertad não sei se ainda estão falando – afirmou o jogador, que já deixou as bases salariais acertadas e desde o início das tratativas deixou claro o seu interesse de se transferir para o Alviverde.

A contratação de Roniery também envolveria o aporte de um investidor. Aos 26 anos, o atleta tem contrato até o fim de 2014 com o Paraná, que atravessa uma crise no Estadual após três derrotas seguidas, uma delas diante do Coritiba.

Segundo o agente Marcos Amaral, estão avançadas as conversas com um grupo de empresários que pode comprar parte dos direitos de Roniery e colocá-lo como opção para Kleina no Palmeiras. O Tricolor paranaense não confirma.

– No momento que tiver alguma coisa oficial nos manifestaremos – ponderou Carlos Bittencourt, vice-presidente de futebol.

Com Luis Felipe afastado do elenco após ação na Justiça e Bruno Oliveira se recuperando de lesão muscular, o volante Wendel segue improvisado na lateral direita palmeirense e tem desempenhado bom papel até agora no Paulista.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCE!

Por Marcelo Damato

• Comissão

O Palmeiras pagou a Mendieta uma comissão de 20% sobre o valor pago ao Libertad (PAR). Uma lei do Paraguai estabelece que o clube vendedor deve fazer esse pagamento, semelhante aos 15% que havia na extinta Lei do Passe. O Palmeiras nega que haja pagamento em duplicidade e que o fez após pedido do time paraguaio.

• De Letra

“Anote: essa comissão não tem estatura intelectual para avaliar a minha gestão” – Luiz Gonzaga Belluzzo, ex-presidente do Palmeiras, sobre a comissão de sindicância recém-criada.

••

25 respostas em “Verdão na Mídia 07-02-2014: Palmeiras destaca força do elenco em campanha 100% no Paulistão ❘ Globo Esporte Com”

Belluzo foi responsável por ações memoráveis e que trarão frutos ao Palmeiras por muitas décadas, enxergou um Palmeiras do tamanho que ele é, errou ao confiar em Cipullo, que foi colocado onde não devia por questões políticas, Nobre esta dando mostras que enxerga um Palmeiras grande e tem se mostrado preocupado com a justíssima questão de acertar as contas do clube e não deixar tripudiarem em cima das nossas cabeças, ambos são bons, mas nenhum deles, até agora, usou a caneta presidencial para afastar a politica do futebol, fato que impedirá a ação nefasta de seres humanos (restam dúvidas ainda!) do quilate do tirone e seu fiel escudeiro frizzo, enquanto o sistema não sofrer reforma estruturais ficaremos sujeitos a ter estes tipos de idiotas, a da pior espécie possível, levando nosso Palmeiras a locais onde nunca deveria ter ido!
Fa;co voto q

Concordo em gênero, número e grau, é por isso que a reforma estatutária será decisiva: Ou o Palmeiras se moderniza e entra de uma vez por todas no século XXI ou o Palmeiras ficará a mercê com a política do atraso e do retrocesso. Precisamos que a reforma estatutária seja um dos pilares para que o Palmeiras se livra de uma vez dessa influência do mustafá, tirone, frizzo, piraci, gilto avallone e outros que fazem parte da política nefasta do mustafá.

Caros amigos do 3VV,

Embora acompanhe o 3VV diariamente, esta é apenas a segunda vez que estou comentando!

E, com a isenção de um mero torcedor (não sou sócio, não vivo a rotina política do clube), o faço para defender minha opinião sobre o Professor Beluzzo!

Podem falar o que quizer, mas o Professor Beluzzo fez coisas prá lá de importantes pela SEP, coisas que nenhum outro presidente nestes últimos 35 anos fez!

Reconheço que ele cometeu diversos erros durante os 2 anos em que presidiu nosso amado Palmeiras (os maiores creio, foram a demissão do Luxa, a carta branca ao Cipullo no futebol, as boas mas suRReai$ contratações de Valdívia, Kleber e Felipão, e um certo exagero na parte financeira, onde a dívida cresceu em proporção maior do que as receitas), mas sempre o fez pensando num Palmeiras Forte e Imponente (nunca por vaidade de dirigente)!

Mas, na mesma proporção, ocorreram boas idéias /ações também (cesta de atletas, volta da ADIDAS, MKTG estruturado e triplicando receitas, eternos palestrinos, Marca valorizada, espaço na mídia / TV, etc). E o mais importante (falando de um grande clube de FUTEBOL) é que durante sua gestão o Verdão disputou títulos (ao contrário da maioria dos anos nas últimas 3 décadas e meia, onde exercemos papel de coadjuvante em muitas oportunidades, e com 2 rebaixamentos).

Para finalizar, lembro de 2 argumentos irrefutáveis pró-Beluzzo: PARMALAT (foi ele quem trouxe a multinacional para o Palmeiras, parceria que nos rendeu uma época de ouro) e ARENA (foi ele quem ‘transformou um desenho no papel na ARENA mais moderna da América Latina’; além de arrumar toda a documentação, obter alvará desta prefeitura suja e fechar a parceria com a WTORRE, ele foi CORAJOSO o suficiente para derrubar o velho e charmoso Palestra, evitando o plano da MÁFIA do SAPO BOI de construir mais um ‘puxadinho’)!

Então, respeito todas as opiniões contrárias, mas o Prof. Beluzzo merece consideração e respeito!

Sobre o Paulo Nobre tem erros (negociação Barcos, Equipe de MKTG) e acertos (contrato de produtividade; postura mediante impasse das cadeiras com a WTORRE), mas ainda não realizou nada relevante para a história da SEP. Espero que ele consiga (torço de coração para que isto aconteça!). Além de títulos no futebol, eu gostaria muito de ver, por ex., a aprovação de voto para os sócios torcedores, ou o CT Moderno (cadê o projeto de São Roque!) para as cateorias de base.

No dia que feitos deste naipe forem realizados, eu certamente terei o PN (ou qualquer outro presidente) com conceito similar ao que dedico ao Prof. Beluzzo.

Grande Abraço à todos que acompanham o 3VV!

Concordo com voce Evaldo: o Belluzzo foi o principal, se nao o unico, dirigente do Palmeiras que pensou, agiu e planejou do tamanho do Palmeiras nas ultimas decadas.

Deveríamos aproveitar esse fórum qualificado para lamentar o fato de duas cabeças tão privilegiadas não estarem juntas à frente da administração do Palmeiras. Mas em vez disso, ficamos aqui criando um duelo para ver quem é o melhor presidente da história. Pelo jeito, a mudança de mentalidade do Palmeiras será um processo bem longo se nós mantivermos essa mentalidade

Também estou começando acreditar que o Paulo Nobre está se tornando o melhor presidente de toda a história do Palmeiras!!! Torço muito para ele conseguir a colocar o Palmeiras no seu devido lugar que é de ser PROTAGONISTA.!!! Se continuar assim (espero que seja), o Paulo Nobre tem que ser reeleito na próxima eleição que vai acontecer no final do ano.

Beluzzo foi mesmo o maior presidente do clube na última década, fala se aqui de dívidas que ele criou por conta de contratações, porém se esquecem das receitas que o mesmo trouxe inclusive forçando troca de patrocinadores (fiat e samsung). Ele segurou jogadores que tinham proposta do exterior como diego souza e cleiton xavier. Trouxe Vagner Love, Kleber, Valdivia, Felipão, Muricy. Tudo isso para trazer o clube a rotina das grandes conquistas, tanto é que o palmeiras foi campeão da copa BR graças a felipão, valdívia (jogadores de sua gestão). Seu erro foi agir como torcedor em uma ou outra situação.
Sem contar que ressucitou o projeto da arena. A equipe que montou para gerir o futebol talvez não tenha sido a mais competente, mas qual é ? Veja o caso brunoro barcos, o caso b1 e b2, a atual acessoria de imprensa gambá, o marketing claudicante. A SEP ainda engatinha em várias áreas, tudo por culpa do que envolve o clube social, o futebol e o conselho. Está claro que isso só se resolvera com o fim do clube social ou uma separação total entre os dois.
Com relação ao que disse sobre a comissão não deixa de ser verdade, num ambiente onde há donos de cantina, lanchonete e filhinhos de papai qual seria a preocupação de um ex presidente do BNDES, dono de faculdade e de uma das mais respeitadas revistas de economia do país.

O beluzzo só deu mancada esses dias. Primeiro defende a w.torre e agora essa

Até 1976, quando não tinhamos um cancer de nome Mustafá que se instalou nas alamendas do Palestra, tivemos bons presidentes, que renderam muitos títulos e glórias. De 1977 até hoje , esta ameba está presente no dia dia, não tivemos mais sossego.

Temos que unir inteligencia,a ousadia de Belluzzo a Postura e conduta de Nobre somando o que pode trazer maís benefícios ao clube,a divisão não se ganha nada,é hora de valor a Belluzzo e a Nobre dois palmerenses que juntos podem aumentar muito a inteligencia que o clube precisa,para ter um centenario de vitorias e com conquistas de titulos.

o Beluzo perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado…, mais uma né .Ele já tinha perdido no caso do Simon e na festa da Mancha ( quando falou besteira dos bambis). Dessas tres a pior é essa , pois mostra toda a sua arrogancia e prepotencia.

Amigo, ele não errou nada sobre o SIMON, não errou sobre os BAMBIs e não errou agora…. Todo mundo viu a safadeza que fizeram no jogo do FLORMINENC, e o BAMBIS tem que matar mesmo, odeio mais elas do que a galinhada. Se sou eu em seu lugar, tinha feito o mesmo e viria a publico dizer que não me arrependo em nada e ainda chamaria o Simon de Safado denovo… pois é isso que ele é….

Tudo na vida é uma questão de tempo o momento certo, além da Lei da Sazonalidade. Hoje ninguém quer atuar pelo time da marginal sem numero e como ocorreu conosco uma debandada geral e tenham certeza, a crise vai longe.

Nossa. Que “sutileza” do Prof. Beluzzo.
Nem um tapa na cara doeria mais do que ser chamado de asno com tanta “catigoria”.

Belluzzo foi nosso melhor presidente nos ultimos 35 anos (excluo o Nobre, q ainda está na metade do mandato, e no ritmo atual, o ultrapassará), mas q enche o saco essa preocupação dele em querer ser o mais inteligente da turma, isso enche. Caceta, é claro pra qqr pessoa q ele endividou o Palmeiras, acreditando q teria continuidade no seu trabalho, seja por ele ou por quem o substituísse e ponto, as dívidas sumiriam ao longo do tempo. Mas infelizmente, torcemos pra um clube onde o ego vale mais q a nossa camisa. Tem um monte de vermes q só querem ser presidente pra usar o Palmeiras e se favorecer, diferente do q temos visto com o Nobre q se usa pra favorecer o Palmeiras.

Perfeito!
Se Nobre assumisse o Palmeiras logo depois de Beluzzo o rumo seria mais fácil.
Pra mim o maior erro de Beluzzo foi ter Cipullo como vice.

O Belluzzo começou bem.

Manteve jogadores importantes do elenco quando houve proposta de fora (Mauricio Ramos, Pierre, Diego Souza) e trouxe atletas para a posição mais carente (Obina e Vagner Love). Deu um azar desgraçado que Pierre, Cleiton Xavier e Edmilson se contundiram, Diego Souza parou de render e Vagner Love nunca rendeu. Perdeu um campeonato praticamente ganho, mas não foi culpa dele. Ele fez o certo, arriscou mas uma série de situações improváveis aconteceram e tiraram o título do Palmeiras. Mas no ano seguinte ele se apavorou, meteu os pés pelas mãos, trouxe o Valdívia por um valor absurdamente alto e com salário altíssimo, trouxe o Kleber por um valor absurdamente alto e um salário altíssimo e pagou mais de um milhão de reais por mês pelo Felipão. Com isso ao invés de equacionar as dívidas, aumentou.

Então o Belluzzo teve um ano muito bom e outro muito ruim. Ele não foi tão “inteligente” assim. Um economista deveria saber que quando os gastos são maiores que a arrecadação, uma hora a bomba irá explodir. E em 2010 o Palmeiras começou a atrasar salário (coisa que nunca tinha acontecido na história do clube). O Tirone fez ainda mais burradas, gastos ainda maiores com comissões absurdas para empresários, quebrou completamente o cofre do clube e nos jogou para a série B.

Então, caro professor Belluzzo, essa história de não ter “estatura intelectual” para analisar sua gestão é pura cortina de fumaça de quem quer desviar o foco. Sua administração teve acertos e teve erros. E muitos erros do Belluzzo estão sendo pagos nos dias de hoje.

O prof. Belluzzo cometeu apenas um erro, acreditou que todos que estavam com ele eram Palmeirenses.

Concordo. E mais se não fosse seu problema de saúde e se desse continuidade do trabalho, o Palmeiras tinha papado vários títulos.

kkkkkkkkkk so se for titulo da serie b Belluzo entregou o clube endividado e deixou a bomba com o incopetente do Tirone…

Os comentários estão desativados.