Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 08-02-2014: Arrancada do Palmeiras passa por pacto de sangue e resgate de orgulho ❘ Uol Esporte

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Arrancada do Palmeiras passa por pacto de sangue e resgate de orgulho

Por Mauricio Duarte

O Palmeiras largou na frente de todos os seus rivais no início deste ano. A equipe venceu os seis jogos que disputou no Campeonato Paulista e demonstrou em campo uma variedade tática e técnica que transformou a equipe alviverde na sensação do estadual. A “liga” que o time achou tão rapidamente passa por um pacto feito com o treinador Gilson Kleina e pela escolha em apostar em jogadores de orgulho ferido.

O pacto em torno do trabalho do técnico vem desde o ano passado, quando o clube arrastou sua renovação por meses. O fato deixou os atletas ainda mais ao lado de seu comandante e essa filosofia foi rapidamente assimilada pelos reforços que chegaram para esta temporada. No início do ano, na primeira reunião que teve com o elenco, Kleina agradeceu o apoio no episódio de sua renovação e arrancou a promessa de comprometimento de todos os atletas, titulares ou não. A mensagem passada foi a de que era preciso um “sangrar pelo outro”, como uma família.

“O nosso time vive um ótimo momento e isso é reflexo da união do grupo e da dedicação de cada um durante os treinamentos e jogos. Além disso, este ano chegaram jogadores de muita qualidade e isso só beneficia a equipe, porque há uma disputa sadia dentro do grupo. Mas nós sabemos que não ganhamos absolutamente nada. Temos que seguir com os pés no chão e manter a humildade, que sempre foi o diferencial dessa equipe”, afirmou o meia Mendieta ao UOL Esporte.

Quando o paraguaio diz em reforços, ele toca no outro ponto que alavancou a motivação palmeirense. A diretoria traçou um perfil de jogadores que poderiam ser recuperados na hora de contratar. Assim veio o zagueiro Lúcio, que estava encostado, o volante França, que estava sem jogar, o atacante Diogo, que ainda não se firmou em um clube grande do Brasil, entre outros.

Kleina fez questão de conversar separadamente com eles, para deixar claro que teriam chances de dar a volta por cima em um momento histórico do clube. “Foi como eu disse quando me apresentei: não tive um ano bom, mas vim preparado. Vim com desconfiança por estar há seis meses sem jogar, mas tive apoio da diretoria, do treinador, dos meus empresários. Graças a Deus está dando tudo certo. O professor falou que a gente é uma família, que temos de correr um pelo outro. A união está muito forte”, explicou o volante França.

“O Palmeiras já tinha uma base muito boa no ano passado, com jogadores de muita qualidade. E quem chegou conseguiu adotar essa mente vencedora, com espírito de grupo. Isso tem sido fundamental para o bom início do time. Mas o ano está só começando, precisamos manter os pés no chão e continuar trabalhando duro a cada dia”, completou o atacante Diogo ao UOL Esporte.

A metodologia de trabalho tem funcionado. O time é o líder do Grupo D do Campeonato Paulista, com 18 pontos conquistados. Neste final de semana, enfrenta o Audax, em busca da sétima vitória consecutiva.

“Eu acho que se ganharmos títulos todo mundo ficará marcado. E o objetivo, foco não é esse. Se formos campeões, todos nós faremos história, independentemente de quem seja o capitão, o autor do gol do título, o melhor jogador do campeonato. Daqui a 10, 20, 30 anos estaremos naquelas fotos de parede comemorando com os troféus. Vamos trabalhar forte para isso”, projetou o goleiro e capitão Fernando Prass.

“ A continuidade do comando facilita porque já conhecíamos o trabalho desenvolvido, as características dos jogadores e qual o tipo de treino poderíamos fazer com este calendário. Nós mantivemos uma base, colocamos dois jogadores só. O restante disputou a Série B. Mudou um pouco a forma de jogar, tivemos a volta do Mazinho, temos também o Valdivia e o Marquinhos Gabriel. Estou muito feliz e que a gente mantenha os pés no chão e a humildade. Podemos até tropeçar, mas faremos um grande ano”, projetou Kleina.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Com 100% no Paulista, Palmeiras vira alvo: ‘Estão nos estudando’, diz Kleina

Por Marcelo Hazan e Felipe Zito

O Palmeiras é o único time com desempenho perfeito no Paulistão até o momento: seis vitórias em seis jogos, 18 pontos ganhos.

Tal rendimento faz a equipe virar o centro das atenções. Na visão do técnico Gilson Kleina, o Verdão virou o time a ser batido no estadual. Para o técnico, a equipe virou motivo de “estudos” dos rivais.

Em conversa com os jogadores, o comandante fez esse alerta para que todos mantenham o bom nível de rendimento nas próximas rodadas do estadual. Neste domingo, a equipe enfrenta o Audax, às 17h (horário de Brasília), no Pacaembu.

– Hoje o Palmeiras está sendo estudado. Falei para eles: tenham atenção, porque estamos sendo vistos como um modelo. Todos estão vendo os atacantes marcando e a nossa entrega. Temos de saber que a cada jogo vamos precisar nos esforçar para manter esse nível e seguir vencendo – afirma.

Com a liderança isolada do Grupo D, o Verdão começa o ano do centenário animando a torcida. Para Kleina, um eventual tropeço no domingo não vai desestabilizar a equipe.

– A cada vitória nós aumentamos a gordura. Se houver um empate ou uma derrota vamos saber administrar bem. Estamos maduros e não podemos ter desequilíbrio. Caso ocorra, precisamos ter uma reação imediata.

Sem Juninho, suspenso com três amarelos, o Verdão contará com a volta de Valdivia diante do Audax. O chileno foi poupado da vitória por 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba, na última quarta-feira, seguindo planejamento da comissão técnica.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Humildade anima Kleina: “Podemos tropeçar, mas teremos grande ano”

Gilson Kleina gargalha com mais facilidade do que costuma diante dos 100% de aproveitamento nos seis primeiros jogos no centenário, mas a alegria vai além dos resultados. O técnico se anima mais com a postura sem empolgação dos jogadores e, por isso, prevê uma temporada de sucesso no Palmeiras.

“Seria muito pretensioso em dizer que o planejamento era de seis vitórias  nos seis primeiros jogos, mas estou muito feliz. Temos que manter os pés no chão e a humildade. Se fizermos assim, podemos tropeçar, mas teremos um grande ano”, projetou o treinador.

O discurso não é de antecipar a calma caso as vitórias não se repitam em breve. O comandante, na prática, repete as palavras de Fernando Prass e Lúcio, jogadores mais experientes do elenco, no sentido de que nenhum desses 18 pontos somados no Paulista valem nada ainda.

“Queremos manter isso por mais tempo, mas, se vier a acontecer algo, a equipe está madura, não pode ter desequilíbrio. É manter foco, comprometimento e entrega nos jogos. Esses são os nossos diferenciais”, elegeu Kleina.

Matematicamente, contudo, o início perfeito garante, ao menos, tranquilidade. “Sempre nos preparamos para fazer o melhor no jogo, queremos a vitória. Colocamos isso na cabeça, e, a cada vitória, aumenta a gordura. Se depois vier um tropeço, será bem administrado”, apontou.

O entusiasmo do técnico, entretanto, é que não são só Valdivia, Alan Kardec e Wesley que decidem. Os triunfos já foram garantidos também com gols de Mazinho, Marquinhos Gabriel, França e defesas de Fernando Prass. “O importante é todos decidirem que podem decidir, e a nossa equipe tem um espírito coletivo”, aplaudiu.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Kleina promete conversa para não deixar Wellington perder o foco

A atuação do zagueiro Wellington na vitória por 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba, na quarta-feira, preocupou o técnico Gilson Kleina. Após se destacar contra Penapolense e São Paulo, o herdeiro da vaga de Henrique caiu de rendimento. Ele terá uma conversa com o chefe para não perder o foco.

– Estou conversando muito com o Wellington, que concentrou muito no primeiro jogo, depois vem o clássico, com nível de concentração alto também. Aí parece que passou no teste. Já falei com ele e vou falar de novo – disse o técnico, que claramente tenta evitar que o jovem de 22 anos se acomode.

Wellington voltou ao Palmeiras no início do ano após disputar a Série B do ano passado pelo rebaixado ASA-AL. Teoricamente, ele seria a última opção entre os zagueiros, mas todos os concorrentes se machucaram, exceto Lúcio. Thiago Martins lesionou o joelho e só volta no segundo semestre, enquanto Victorino tem um problema na panturrilha e Tiago Alves lesionou o ombro direito. Neste domingo, contra o Osasco Audax, Wellington e Lúcio serão titulares mais uma vez.

– Zagueiro, com a saída do Henrique, também abriu situação. Temos o Victorino para estrear, o Tiago Alves, que já machucou duas vezes – enumerou o técnico, que pediu a promoção do jovem Gabriel Dias para o dia 17 deste mês e ainda tem a opção de usar Marcelo Oliveira, hoje titular como volante, no setor.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Com Valdivia, Kleina relaciona 18 atletas contra o Audax; veja a lista

O Palmeiras encerrou a preparação para enfrentar o Audax, neste domingo, às 17h, no Pacaembu, pela sétima rodada do Paulistão. O time fez seu último treinamento na manhã deste sábado, na Academia de Futebol, com portas fechadas para a imprensa. Após a atividade, o técnico Gilson Kleina definiu os 18 relacionados para a partida.

A principal novidade é a volta de Valdivia, confirmado pelo técnico como titular. O Mago foi poupado da vitória por 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba, na última quarta-feira, seguindo cronograma especial elaborado pelo clube.

A outra boa notícia para os palmeirenses é que França está recuperado da pancada no tornozelo direito, sofrida no treinamento da última quinta-feira. O volante, inclusive, participou do jogo-treino contra o Jeonbuk, da Coreia do Sul, na sexta-feira.

Por outro lado, Kleina terá os desfalques de Tiago Alves, Eguren, Renato, Victorino e Bruno Oliveira, todos recuperados de lesão, mas ainda readquirindo a forma física. Josimar, regularizado no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF, também está fora por opção do comandante. Assim como o lateral-esquerdo Juninho, suspenso com três amarelos.

Com 100% de aproveitamento, o Verdão soma 18 pontos, na liderança disparada do Grupo D.

Confira os 18 relacionados do Verdão contra o Audax:

Goleiros: Fernando Prass e Fábio

Laterais: William Matheus e Wendel

Zagueiros: Wellington, Lúcio e Marcelo Oliveira

Volantes: França e Wesley

Meias: Mendieta, Marquinhos Gabriel, Serginho, Mazinho, Valdivia e Patrick Vieira

Atacantes: Alan Kardec, Leandro e Diogo

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

• Falta um lateral para fechar o elenco do Verdão

Por João Pontes

Embora a diretoria do Palmeiras tenha contratado dez reforços para esta temporada, Gilson Kleina ainda não está satisfeito. Preocupado com o futuro do time, o treinador cobra a chegada de um último jogador para fechar o elenco do centenário.

“Precisamos de um lateral-direito. Gosto de ter dois ou três jogadores por posição, sendo que um deles pode ser da  base. Seria a oportunidade do Bruno Oliveira, mas ele sofreu uma lesão séria”, explicou.

Destaque do Verdão nas categorias de base,  Bruno Oliveira acabou rompendo o ligamento cruzado anterior do joelho direito no começo desta temporada e só retornará aos gramados no segundo semestre, provavelmente em agosto.

“O Wendel está jogando muito bem, mas só temos ele para atuar na lateral direita. Estamos estudando a contratação de um jogador para a posição”, ressaltou o técnico alviverde.

A pedido do treinador, o Palmeiras tentou a contratação do paraguaio Jorge Moreira, do Libertad. O jogador enfrentou o Verdão na Copa Libertadores do ano passado e despertou o interesse de Kleina.

No começo do ano, o Alviverde esteve próximo de um acordo com Moreira. Porém, na hora de bater o martelo com o Libertad, um grupo de investidores dono de 50% dos direitos econômicos do jogador pediu uma bolada e travou o negócio.

• Plano B

Diante do fracasso na negociação, a diretoria do Palmeiras está atrás de Roniery. O lateral do Paraná Clube enfrentou o Verdão na última Série B e também chamou a atenção de Kleina. Para viabilizar a contratação, o clube alviverde espera contar com a ajuda de um grupo de investidores.

Apesar da saída do zagueiro Henrique, negociado com o Napoli, da Itália, Kleina garante não ter pedido uma peça de reposição. O treinador disse estar satisfeito com as opções disponíveis no elenco.

“Além do Lúcio e do Wellington, temos o Victorino e o Tiago Alves, que está retornando de lesão. Também pedi para subir o Gabriel Dias da base”, disse.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Cadê o dinheiro?

O G4 Paulista, grupo que reúne os quatro grandes de São Paulo, foi acionado para ajudar Palmeiras e Santos a encontrar patrocinadores. “Mas está muito difícil. As empresas focaram todos os investimentos na Copa“, lamenta-se José Peres, presidente do G4.

• Panetone, não!

Ex-vice de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo tem se esforçado para desmentir os rumores no Paletra Italia de que presenteou sócios com panetones. “Ainda falaram que o panetone vinha com uma foto minha. Aí é demais“, lamenta.

• Pré-candidato

Frizzo está articulando para se lançar candidato à presidência do Palmeiras em janeiro do ano que vem. Até o momento, os outros postulantes são o presidente Paulo Nobre e Wlademir Pescarmona.

••

10 respostas em “Verdão na Mídia 08-02-2014: Arrancada do Palmeiras passa por pacto de sangue e resgate de orgulho ❘ Uol Esporte”

Pescarmona e Frizzo….Deus me livre, são ridículos, não dá para acreditar que tem sócio que vota neles. Vaza cambada de incompetentes! AVANTI VERDÃO!

S.E.PALMEIRAS 4 x 0 audax, estaremos presentes mais ujma vez… PALMEIRASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS FIU FIU FIU

De tudo isso que foi escrito o mais importante é saber entender que o momento para patrocínios não é bom! Mais um ponto para nosso Nobre presidente que coloca dinheiro seu para não deixar a roda gigante verde parar de girar

Frizzo candidato a Presidente??? Piada né? deixe sua risada aqui embaixo:

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahaha

Os comentários estão desativados.