Categorias
Verdão na Mídia

Verdão na Mídia 12-02-2014: Nobre empresta dinheiro ao Palmeiras. Economistas acham que não é uma boa ❘ Uol Esporte

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Nobre empresta dinheiro ao Palmeiras. Economistas acham que não é uma boa

Por Mauricio Duarte

A prática do presidente Paulo Nobre de avalizar empréstimos para o Palmeiras não é bem vista do ponto de vista econômico e administrativo. Até o momento, foram R$ 75 milhões. Na opinião de especialistas, a estratégia, mais do que heterodoxa, é nociva e pode gerar um “caos administrativo” a longo prazo. Ainda mais por se tratar de um ano de eleição no clube. De acordo com quem entende de gestão empresarial, o componente torcedor tem falado mais alto em sua gestão, e o coração superou a razão.

“Considerando que você está tratando de um patrimônio coletivo, a princípio não seria esperado colocar dinheiro, porque você está de passagem. Você espera que esse dirigente encontre alternativas dentro das possibilidades da organização para que ela própria supra suas necessidades. Nesse caso o lado torcedor falou mais alto. No mundo ideal isso não se misturaria. É uma operação baseada na emoção”, explica Ricardo Teixeira, professor de estratégias empresariais da FGV.

Especialistas também ressaltam que uma das regras de ouro do mundo dos negócios é que, não importa quão emergencial seja a situação financeira de uma empresa, a solução tem que vir de seus próprios recursos. Se transpusermos isso para uma gestão profissional de um clube, eles avaliam que em tese também deveria ocorrer o mesmo.

“Em nenhum lugar do mundo, se você não é o dono da empresa, um executivo tiraria dinheiro do próprio bolso pra investir. Parece absolutamente contra todas as teorias de gerenciamento que eu aprendi até hoje, parece uma grande confusão entre a paixão e o seu padrão profissional”, comenta Clarisse Setyon, coordenadora acadêmica de MBA de Marketing Esportivo & Núcleo de Esportes da ESPM.

A principal questão que se coloca é o conflito de interesses, ainda mais em um ano de eleições no clube. Há o temor entre conselheiros de que o clube se torne refém desses empréstimos e eles virem barganha durante o pleito. Por outro lado, em uma hipotética derrota de Nobre, ele poderia cobrar o dinheiro com mais veemência.

“Essa prática não é nada aceitável. Essa postura de presidente emprestar dinheiro não é nada profissional e deixa claro um grande conflito de interesse. O Paulo está fazendo isso pela dificuldade do mercado, é uma forma de agilizar recursos. Mas isso é muito perigoso e pode ser questionado futuramente. A tendência a dar errado é muito grande”, diz Sergio Bessa, professor de MBA da FGV.

Nobre já explicou que os empréstimos estão documentados e dentro dos critérios estabelecidos pelo COF (Conselho de Orientação e Fiscalização). O presidente disse também que só irá resgatar o dinheiro quando o clube alviverde estiver melhor financeiramente. A justificativa é de que ele consegue no mercado taxas muito menores do que o clube, já que suas garantias são melhores.

De acordo com Marcelo D’Agosto, economista especializado em administração de investimentos, esse tipo de solução só se justifica quando não existe, na prática, distinção entre a empresa e os donos.  Como, por exemplo, em grupos familiares.  Mesmo assim, serve apenas como paliativo e não é recomendável.

“Do ponto de vista econômico e administrativo é o caos, mesmo considerando as boas intenções associadas às paixões futebolísticas. Se o diretor dá empréstimos para o clube ou avaliza financiamentos, a tendência é criar diversas situações que podem gerar conflitos de interesse entre o clube e o dirigente, tais como as condições do empréstimo, prazos e taxas de juros. Ainda mais sendo um clube, em que o comando é volátil e pulverizado”, opina.

Vale ponderar que a realidade de um clube de futebol brasileiro é distinta de uma empresa. Por mais que se cobre profissionalismo, se fosse uma empresa, qualquer clube estaria enforcado em dívidas e teria que pedir falência.

“O ideal era que o clube conseguisse se financiar com a geração de caixa própria e com fontes de financiamento tradicionais – bancos, BNDES, mercado de capitais, desconto de seus recebíveis -, sem recorrer a empréstimos de dirigentes ou empresários. Mas essa não é a realidade dos clubes brasileiros, que possuem um endividamento muito acima da sua capacidade de pagamento e dificuldade de obter crédito nessas fontes tradicionais”, afirma o economista André Rocha.

Procurada, a assessoria de imprensa do Palmeiras não comentou o assunto. É política da gestão não discutir assuntos considerados internos.

Entenda a gestão de Paulo Nobre

Após assumir a presidência após uma gestão desorganizada e com sérios problemas de caixa, Paulo Nobre usou sua influência no mercado financeiro para ajudar o time do Palestra Itália. O que chama a atenção, entretanto, é o alto valor de empréstimos ao clube avalizados pelo presidente: cerca de R$ 75 milhões.

Paulo Nobre assumiu e tomou uma série de medidas: por um lado, ampliou o programa Avanti, de sócio-torcedor, fechou patrocínios pontuais e cortou gastos com esportes amadores que eram deficitários no clube. Por outro, profissionalizou vários departamentos com executivos remunerados. A Kia Motors, então patrocinadora, deixou de estampar sua marca na camisa alviverde após o Paulistão 2013.

A escassez de receitas continuou e os empréstimos surgiram como alternativa. Como o presidente consegue no mercado juros e condições de pagamento muito melhores do que o Palmeiras, avalizou diversos repasses, começando em junho do ano passado, e que foram crescendo em valor e quantidade.

A medida divide os conselheiros do clube: parte entende que era necessário encontrar uma saída, mas os grupos de oposição a Paulo Nobre mostram preocupação. O medo é de que, no futuro, o clube fique refém do mandatário, em uma situação similar à do Santos, que quase viu a Vila Belmiro ir a leilão por uma dívida com o ex-presidente Marcelo Teixeira.

Na atual realidade do Palmeiras, R$ 75 milhões é um valor bastante significativo: equivale a 34% do total do que o clube espera arrecadar em 2014, R$ 220 milhões.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ R7

• No ano do centenário, Palmeiras investe na modernização de sua gestão

Por Dado Abreu

O Palmeiras está um passo à frente dos seus principais adversários. Ao menos no que se refere à modernização de sua administração. O clube é o primeiro do País a adotar um sistema de gestão com a marca da multinacional alemã SAP, parceira da seleção bávara e de equipes na NBA, na NFL e também na Fórmula 1, como a McLaren.

Na Bundesliga desde 2008, o Hoffenheim é um bom exemplo do que a tecnológica sociedade pode render para o Verdão. No ano 2000, o Hoffe, como é carinhosamente conhecido entre os seus torcedores, figurava na quinta divisão do futebol alemão e não tinha qualquer perspectiva de ascensão. Foi quando o magnata Dietmar Hopp, ex-jogador da equipe entre 1954 e 1965 e um dos fundadores da SAP, entrou na jogada. Com o apoio da companhia, que passou a modernizar a gestão do clube desde o seu almoxarifado, o Hoffenheim chegou em 2008 à Bundesliga e lá permanece até hoje. Brasileiros como o volante Luiz Gustavo, hoje na seleção, passaram pela equipe neste período.

Mas a tecnologia investida não fica somente fora de campo. O time possui todo um aparato tecnológico para os membros da comissão técnica poderem analisar dados dos desempenhos dos jogadores em tempo real. “Além de ter as informações instantaneamente, a tecnologia permite que o técnico veja toda a movimentação do treino em um tablet [ou através do Google Glass] como se fosse um vídeo game. Ele pode, por exemplo, corrigir erros de posicionamento com dois jogadores de um mesmo setor que jogam longe um do outro. É incrível”, comenta Gustavo Amorim, vice-presidente de marketing da SAP para a América do Sul.

Com a parceria, o torcedor palmeirense também poderá ser beneficiado. No campo do Hoffenheim, a Rhein-Neckar-Arena, inaugurada em 2009, a experiência do espectador é bastante especial. Através de um aplicativo, o torcedor pode reservar o ingresso, o estacionamento, o lanche e ainda escolher aonde vai se sentar baseado na localização de seus amigos – uma simples conexão com as redes sociais informa onde eles estão. Além disso, um check-in no aplicativo pode detectar, por exemplo, que a sua camisa do Hoffe está ultrapassada, que já há um novo modelo a disposição e que você pode recebê-lo por um preço camarada – se o torcedor acertar um desafio e apontar o exato momento em que o time balança as redes, por exemplo, ganha um desconto equivalente ao minuto para a compra do novo uniforme.  Quanto mais sofrido, maior o desconto. Gol aos 45!

“O crescimento do Palmeiras passa necessariamente pela modernização em sua administração e, para isso, o investimento em tecnologia é fundamental. Com a redução de gastos que teremos em vários departamentos, poderemos destinar recursos que eram utilizados nesses setores para o nosso carro-chefe, o futebol”, explicou o presidente do clube, Paulo Nobre, na época da assinatura do contrato, no final do ano passado.

Na última edição do SAP Fórum, realizado entre os dias 10 e 13 de fevereiro em São Paulo, executivos de alguns clubes do futebol brasileiro estiveram presentes para conhecer a tecnologia. Grêmio e Fluminense foram dois que recentemente negociaram com a multinacional alemã e podem fechar contrato.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ R7

••

NOTICIÁRIO ❘ JP ONLINE

• Kleina evita falar em título, mas garante: “Palmeiras vai jogar muito”

No início de 2014, o Palmeiras é um dos times que vem apresentando o futebol mais eficiente do Brasil. Um dos grandes responsáveis pelo alto desempenho da equipe é o técnico Gilson Kleina que, em entrevista exclusiva à Jovem Pan, garantiu que o Verdão vai “jogar muito” nessa temporada e revelou um possível “intercâmbio” com Josep Guardiola, técnico do Bayern de Munique.

Sem se empolgar com a boa campanha do time no Campeonato Paulista [seis vitórias e um empate em sete partidas e liderança isolada do Grupo D], o técnico explicou o desejo da comissão técnica e da diretoria alviverde. “Nossa preocupação é fazer um elenco forte. Se você mantém o nível das reposições, você mantém a competitividade, a regularidade e o nível técnico. Nós estamos indo para o mesmo caminho, o Palmeiras ainda vai jogar muito esse ano”, garantiu.

Mesmo após a conquista da Série B em 2013, o Palmeiras foi o clube que mais contratou em São Paulo, com noves contratações. Por isso, o técnico vê um aumento gradual de qualidade em seu grupo. “Às vezes, no Palmeiras, alguns jogadores têm ficado de fora da relação e são atletas que poderiam até iniciar o jogo como titulares. É importantíssimo qualificar o elenco, ainda não terminamos o mapeamento [de contratações de 2014], mas não estamos atropelando nada. A humildade é que vai dar condição de nos proporcionar grandes conquistas”, projetou o treinador que não garantiu o título, mas projetou uma vaga no G-4 do Brasileirão como um dos objetivos do ano do centenário.

Sonhando com títulos no centenário, a torcida palmeirense aposta alto no meia Valdívia, muito contestado no passado pelo seu alto número de lesões. Kleina se mostrou positivo em relação ao chileno e afirmou que o trato específico com o atleta vem dando certo desde o ano passado. “Desde a segunda metade do ano passado, houve um amadurecimento dele e do clube. Ele vem participando mais dos jogos e acredito que cada vez mais poderemos contar com ele em campo. O monitoramento físico específico para ele está dando certo. Ele tem a motivação da Copa do Mundo e a de estar atuando no centenário do Palmeiras”, disse.

Outro nome que pode render muitas alegrias à torcida alviverde é o experiente zagueiro Lúcio, a quem Kleina chamou de “grata surpresa”. “Desde que eu tive o privilégio de conhecer o Lúcio passou a ser o jogador de referência para nós. Ele tem sido altamente profissional em todos os aspectos, tem alimentação e dedicação diferentes. Esse é o jeito dele e acredito que ele ganhou tudo na carreira por esse comportamento. Isso é um exemplo aos atletas, principalmente aos mais jovens”, comemorou.

A boa fase do time pode render até um intercâmbio interessante ao técnico. A patrocinadora do clube planeja levar Kleina para dialogar com algum outro grande técnico europeu. O comandante palmeirense já escolheu seu favorito. “Eles [a patrocinadora] me procuraram porque estão gostando do nosso trabalho por aqui. Optei por fazer uma troca de informações com o Bayern de Munique porque acho que o futebol alemão tem se mostrado uma escola diferente. Se eu tiver essa oportunidade de fazer um intercâmbio com o Guardiola, trarei informações de muita valia para o Palmeiras”, assegurou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ JP ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

Em conversa de 20 minutos, Kleina exige empenho após perder 100%

Por William Correia

O primeiro treino com bola do Palmeiras na preparação para enfrentar o Corinthians, no domingo, foi precedido de uma longa conversa. Gilson Kleina reuniu o grupo por 20 minutos na manhã desta quarta-feira em um dos campos da Academia de Futebol e deu uma palestra.

Será o segundo clássico do clube na temporada. Já venceu o São Paulo por 2 a 0 no último dia 2 com marcação intensa no Pacaembu, e a ideia é que a equipe mantenha o empenho para o primeiro Derby da temporada, logo depois do empate com o Grêmio Osasco Audax que tirou os 100% de aproveitamento do time.

“Foi para não mudarmos o nosso pensamento nem a maneira de jogar. Temos bons números e queremos alcançar coisas maiores. O momento é de pés no chão e a conversa foi para manter isso. Sabemos que temos um jogo importante, mas não será o último. Mas foi uma conversa interna que acontece normalmente sobre a próxima partida e a que passou”, contou Alan Kardec.

Em campo nesta quarta-feira, o treinamento teve intensidade, com a presença de Valdivia, em seu primeiro trabalho no gramado na semana após participar de 90 minutos do empate com o Grêmio Osasco Audax, no domingo. O elenco foi dividido em três times que se alternavam ao se enfrentar.

Antes, houve uma roda de bobinho com a participação de Bruno Oliveira e Renato. Mas o lateral direito, em recuperação de lesão na coxa direita, e o volante, que machucou o ombro esquerdo, realizaram trabalhos funcionais com bola separados do resto do elenco ao longo da manhã.

Curados de dores no joelho esquerdo e no ombro direito, respectivamente, o volante Eguren e o zagueiro Tiago Alves continuaram trabalhando normalmente com o elenco. Os desfalques para o Derby seguirão sendo os zagueiros Victorino, com lesão na panturrilha direita, e Thiago Martins, que machucou o joelho esquerdo na Copa São Paulo de Futebol Júnior e foi operado há um mês.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Com ‘pés no chão’, Alan Kardec admite expectativa por convocação à Seleção

O atacante Alan Kardec, do Palmeiras, é um dos candidatos à vaga de centroavante da Seleção Brasileira, sobretudo depois de o técnico Felipão ter dito que convocaria um atacante alto, mas que sabe tabelar fora da área e também volta para marcar, características que batem com a do camisa 14 do Verdão.

Nesta quarta-feira, ele falou sobre a possibilidade. E, apesar de não se empolgar, admitiu a expectativa de ganhar uma chance no jogo do dia 5 de março, contra a África do Sul.

– Eu já escutei, as pessoas comentaram, mas meu foco é no Palmeiras. Tudo que possa acontecer paralelamente é pelo meu trabalho aqui em campo. Tenho me sentido feliz. Os números nesse começo de ano são muito bons. Claro que fica a expectativa, mas tenho de manter os pés no chão. Isso é consequência do trabalho – disse.

Kardec se vê em um bom momento e maduro o suficiente para atuar pela Seleção.

– Temos muitos jogadores de qualidade no Brasil. Pode contar muito do momento, alguns podem aproveitar uma oportunidade, outros têm mais… Me sinto muito bem aqui, muito confiante, preparado, mais que nas outras épocas, hoje estou mais amadurecido. Se acontecer ficarei muito feliz e meus números são os melhores aqui – falou.

O jogador acredita que uma convocação não atrapalharia em nada para ficar no Palmeiras após o fim do empréstimo, em junho, e elogia Adriano, hoje no Atlético-PR, como um candidato à vaga.

– Não sei se dificultaria porque há um valor fixo no contrato, que pode ser negociado. Pode ser que futuramente eles queiram endurecer um pouco, mas as pessoas ideais vão ver esses bons problemas. Mais à frente teremos boas notícias aos torcedores – declarou.

– No Brasil há muitos jogadores de qualidade, que poderiam estar na Seleção. Tem o Adriano, por tudo o que fez na carreira, poderia estar jogando. É questão da oportunidade, a Seleção criou uma base no título da Copa das Confederações. Quando você serve à Seleção, foi escolhido entre os milhares de jogadores. Sei que se fizer bem meu trabalho, as coisas boas acontecem naturalmente. Há muitos jogadores bons, que um dia serão melhores do mundo, como o Neymar. Mas o Brasil tem grandes jogadores – completou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Constrangido com negociação passada, Josimar promete brilhar no Palmeiras

Por Daniel Batista

Um ano após pedir um alto salário (150% a mais do que recebia no Internacional) para jogar no Palmeiras, o volante Josimar foi apresentado nesta terça-feira e, como esperado, o constrangimento em sua primeira entrevista com a camisa alviverde foi grande.

Antes de Josima falar, o presidente Paulo Nobre fez questão de agradecer a dedicação do jogador em defender o clube. “É um jogador que já tentamos contratar no ano passado. Infelizmente um desacordo financeiro não possibilitou a vinda naquela época. Queria agradecer muito pelo esforço que o Josimar fez para vir ao Palmeiras agora. É uma honra tê-lo no clube”, disse o dirigente.

O volante, que vai vestir a camisa 15, alegou que, no ano passado, vários empresários participaram da negociação, e por isso o valor total inflacionou tanto. Agora, tendo apenas seu empresário no negócio, o acordo foi mais fácil e aconteceu o que ele queria desde a primeira negociação, que era defender o Palmeiras. “A minha dedicação em campo vai resolver tudo isso. Vamos esquecer o passado e a torcida pode ter certeza que vou honrar muito essa camisa”, pediu o atleta, que pode ser relacionado para o jogo contra o Corinthians, domingo.

Nesta terça-feira, o volante Eguren e o zagueiro Tiago Alves treinaram normalmente, foram liberados pelo departamento médico e podem ser aproveitados já no clássico.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Bruninho rescinde com a Portuguesa e faz exames médicos no Palmeiras

Por Felipe Zito e Marcelo Hazan

O Palmeiras está perto de anunciar mais um reforço para esta temporada. Na mira do Verdão desde o fim do ano passado, o volante Bruninho acertou sua rescisão com a Portuguesa na última terça-feira e deve integrar o plantel comandado pelo técnico Gilson Kleina antes do previsto.

Com contrato com a Lusa até maio, o jogador de 21 anos era aguardado no clube alviverde depois da disputa do Campeonato Paulista. Com a rescisão, o atleta já fez exames médicos no Verdão na manhã desta quarta-feira, fará mais testes à tarde e pode ser anunciado pela diretoria palmeirense nos próximos dias.

Destaque das categorias de base da Portuguesa, o jogador passou a ganhar espaço no elenco profissional rubro-verde com o técnico Guto Ferreira, durante a disputa do Campeonato Brasileiro do ano passado. Em contato com a reportagem do GloboEsporte.com, o vice de futebol da Lusa, Armelin Ruas, confirmou a rescisão amigável com o atleta, e que o destino de Bruninho será o Palmeiras. Em 2014, o volante entrou em campo três vezes pela Portuguesa no Campeonato Paulista.

Bruninho será o 11º reforço do Palmeiras para a atual temporada. Além do volante Josimar, apresentado na última terça-feira, o Verdão já havia contratado os zagueiros Victorino e Lúcio, os laterais William Matheus e Paulo Henrique, o volante França, os meias Bruno César e Marquinhos Gabriel e os atacantes Diogo e Rodolfo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

• Recém contratado vai ter que virar a página

Por Luciano Trindade

Josimar nem havia vestido a camisa do Palmeiras quando se deparou com um desafio. Ao ter sua contratação anunciada, na semana passada, parte da torcida palmeirense se manifestou contrária à chegada do volante. Tudo porque, no ano passado, ele pediu 150% a mais do que recebia no Inter para fechar com o Verdão. O time estava na Série B e tentou contratar o jogador em uma troca com Luan.

Na época, o presidente do Alviverde, Paulo Nobre, emitiu uma nota para criticar a postura do atleta na negociação e questionar a vontade dele de defender o Verdão. Página virada: foi o próprio mandatário quem apresentou Josimar ontem, na chegada dele à Academia.

“É um jogador que já tentamos contratar no ano passado. Infelizmente, um desacordo financeiro não possibilitou a vinda do Josimar naquela época”, explicou Nobre, pouco antes de pedir para o atleta honrar a história do clube.

O volante fez questão de afirmar, por várias vezes, que esse episódio ficou no passado. Ele ainda culpou “terceiros” envolvidos na negociação por não ter se transferido para o Verdão na última temporada.

“Tinha muita gente no meio e ficou pesado o orçamento. Tinha minha parte, a dos empresários… Mas vou deixar bem claro: neste ano deu tudo certo! O ano passado, podemos deixar para lá”, pediu o jogador. “Acho que a minha explicação e o quanto vou me dedicar em campo vão resolver tudo isso. É complicado o torcedor ouvir dizer que pedi 150% a mais de salário, mas a vontade de vestir essa camisa é grande”, acrescentou o volante.


• Adaptação

Aos 27 anos, o jogador é o décimo reforço do Palmeiras para esta temporada e tem contrato de empréstimo até dezembro.

O jogador acredita que terá facilidade para se adaptar ao Verdão, principalmente por já ter trabalhado com o técnico Gilson Kleina, nos tempos de Ponte Preta. “Isso ajuda sim, mas, se eu não provar dentro de campo, não vai valer de nada”, afirmou Josimar.

• Volante já quer entrar em campo no Dérbi, domingo

Josimar vai vestir a camisa 15 do Palmeiras e poderá fazer a estreia pelo clube já no próximo domingo, no clássico contra o Corinthians, no Pacaembu. O volante já vinha treinando com o restante do elenco e afirmou estar ansioso com a possibilidade de enfrentar o arquirrival.

“A ansiedade está dentro de nós, principalmente nesta semana, antes do clássico. Dá aquele frio na barriga”, disse o atleta.

Para achar um espaço no time titular, contudo, Josimar terá de  disputar posição tanto com Marcelo Oliveira como com Wesley.

Até por isso, já avisou que pode jogar como primeiro ou segundo volante. “Fiz as duas funções no Internacional”, explicou o jogador, que reconhece ser mais difícil brigar por vaga no Verdão agora, pois o time está “encaixado”.

“É sempre melhor chegar em uma equipe assim, que está jogando bem, mas é mais difícil conseguir espaço no time”, afirmou o recém-contratado.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Dividida

“Eu não tenho nada a temer. Se me chamarem para falar, eu falo” – Arnaldo Tirone – Ex-presidente do Palmeiras, sobre a criação de uma comissão dentro do clube para investigar a sua gestão e a de Luiz Gonzaga Belluzzo

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Vontade do chefe

“Só tenho um pedido para lhe fazer, Josimar: honre muito essa camisa do Palmeiras“ – Paulo Nobre – Presidente do Palmeiras, na apresentação do volante

••

36 respostas em “Verdão na Mídia 12-02-2014: Nobre empresta dinheiro ao Palmeiras. Economistas acham que não é uma boa ❘ Uol Esporte”

Presidente emprestar dinheiro ao clube,não é novidade,anos atrás a família Teixeira fazia o mesmo,e ficou dona do parque balneário do peixe, o moderno será a estruturação da divida e despesas anuais dentro do patamar que seja compatível com a receita e tendo um time vencedor e ganhando titúlos, o resto é conversa fiada.E agora um patrocínio diminui a necessidade de Nobre emprestar ou avalizar empréstimos ,vamos ter patrocínio quando??????

Se não fosse o PN avalizar os empréstimos não teríamos esse elenco em condições de ganhar um título no ano do centenário.

Levando em conta o cenário econômico atual os nossos Economistas vem errando muito, seriam deles as melhores opiniões? Vamos fazer uma enquete junto aos milhares de torcedores palmeirenses espalhados pelo nosso Brasil que inclusive consomem tv a cabo, camisas, ingressos e outras coisinhas mais.

O cientista Miguel Nicolelis disse que pretendia colocar nas divisões da base do Palmeiras o modelo da escola que ele tem em Natal. É uma escola para meninos e meninas, e disse que seria um presente dele para o Palmeiras.
Apesar dele na última eleição esteve do lado de Décio Perin, alguém sabe se ele conversou com a atual gestão?

Reportagem do UOL sobre o que adequado para o Palmeiras!!!!!
Muito interessante. Faltou só a opinião do Neto.

Não sei se o Wesley está de saída, mas pelo tamanho da trolha que o Tirone deixou neste caso é melhor se calçar e é isto que a diretoria está fazendo. O problema do Wesley não é só o valor , mas também e mais importante, o prazo do contrato. Em Agosto deste ano o jogador já pode assinar pré contrato e sair de graça.

Assim como o Nobre conseguiu empréstimos em para o Palmeiras pagar, onde o próprio Nobre é o fiador, então o mesmo Nobre tem que fazer o Palmeiras levantar R$ 75 mi. para pagar esses empréstimos, para que esse mesmo, próprio e ainda Nobre, não acione o Palmeiras na justiça, cobrando esse dinheiro. Que loucura!!

Ainda bem que o tal do JOSIMAR, que esnobou o PALMEIRAS, vai ficar só até dezembro !!! Só mesmo o estagiario do KLEINA pra correr atras desse cara que achou que seria titular do INTER !!!!!!!

Meu, vamos deixar o rapaz jogar. Pura hipocrisia ficar crucificando o Josimar porque ele pediu tanto pra jogar a série B, essa é a lei do mercado, a empresa te chama, você faz sua proposta, é ela quem decide se paga ou não. Quem ama o PALMEIRAS somos nós, torcedores, jogador gosta de dinheiro. Desejo sorte ao rapaz!

Durante muitas décadas tudo vazava para a imprensa, agora ele trata questões internamente, inclusive esta questão da W Torre. Sinceramente? Prefiro ficar sabendo só quando a questão tiver sido resolvida mesmo porque você pode ter certeza que está assim de urubu (na imprensa, na CBF, na FPF e até entre nossos políticos) doidos para atrasar a entrega da Arena para não queimar o filme do Itaquerão. Nenhum presidente do palmeiras nestes 100 anos abriu seu sigilo bancário mas uma coisa é certa: ele precisa menos do palmeiras do que o dono da lanchonete(Tirone), o delegado aposentado (dellamonica), o gordo que vive de alugueis ( musgambá) e o economista do plano cruzado ( belluzzo). Falta apenas ele trazer um patrocinador forte. Não acho o nobre perfeito, pelo contrário, mas por enquanto é o melhor dos últimos 40 anos. Ah, outro detalhe: Cipullo, Delphino faccina, e pachola Giuliano entre outros colocaram dinheiro no palmeiras e ninguém fez esse alarde todo. É o correto? Não, mas vc prefere isso ou montar um time com Enilton, boiadeiro, etc?

ele fala sobre w torre? põe seu sigilo bancário a disposição? fala se tem conta fora?

A impren$inha Gambambi está desesperada para desestabilizar o palmeiras. Quando tínhamos presidentes que tiravam dinheiro do clube, ninguém falava nada na imprensa. Agora que temos um presidente que toma empréstimos em seu nome vem todo mundo meter o pau. Ora, pra mim como torcedor este ato dele só passa muita confiança em sua própria gestão! Um cara que não acreditasse que pudesse ganhar títulos e assim conseguir aumentar os patrocínios e a arrecadação não iria “botar o dele na reta”. Muito melhor que passar o chapéu pros torcedores fazerem uma vaquinha para comprar jogador.

Pior, imagina se o nobre batesse o martelo, na contratação que deixou certa com o riquelme? Essa do Wesley foi uma das piores, mesmo sendo fundamental atualmente, não vale o R$ que ainda não foi pago.

Tem que reclamar dos dois. Se Paulo Nobre estiver investindo errado, deveremos pagar? O presidente mostra impulsividade e força alguns negócios, se der errado além de tomarmos prejuízo ainda vamos ter que pagar pro presidente. Isso sem contar que é uma situação muito incomoda pra dizer o que é justo pagar.

Uma analogia. Imagina se eu comprasse um negócio no seu nome, não desse certo por má gerência minha e eu fosse cobrar de você o dinheiro que EU quis investir. É correto?

PAULO NOBRE, diz que não podemos ser refém do centenário!!! Mas será que podemos ser REFÉM do NOBRE futuramente ??? O investidor, vai querer cobrar os 60 milhões ou mais investido com CERTEZA !!!

É incrível como os filhos da mãe Dinah que ficaram janeiro inteiro fazendo previsões apocalíticas, inclusive dizendo que seriamos rebaixados no Paulista e tri da série B em 2015, não conseguem simplesmente torcer pelo momento bom que o Palmeiras passa (mesmo com todos os ratos como Mustafá, Gilto, Piraci, Del Nero, Tirone e outros lá dentro)…. preferem continuar torcendo para que tudo acabe dando errado. Vc sabiam que o Pato ganhava 800 mil nos gambás??? Que o small clube já pediu 2 adiantamentos a globo esse ano??? Que as bambis também estão com dificuldades financeiras e que já atrasa salários??? E ainda chamam o presidente do Palmeiras de Paulo Pobre. O cara tem mais dinheiro do que TODOS nós juntos nesse blog e ele é Pobre???? Hora de fazer um reengenharia na cabeça galera. E Domingo é obrigação ganhar do small club.

Então vou desenhar pra você entender. Substitua o negócio pelo Leandro (e outros jogadores que estamos contratando), coloque um valor misterioso desses negócios (comentários de valores altos) e em 2016 quando chegar a continha do Nobre você diz se foi caro ou barato. Se Nobre quer comprar jogador com dinheiro próprio, que o faça por risco próprio também, ou seja, que assuma o prejuízo se der errado. Não há muita diferença dele pro Tirone se der errado.

Cara vc está dando exemplos pessoais do que acontece com uma instituição!!! Não tem nada a ver uma coisa com a outra!!!!
É uma instituição e o presidente é o escolhido para representar essa instituição, no caso o Palmeiras. Tem que devolver dinheiro se fizer mal uso do dinheiro, com compras superfaturados ou algo assim, o que não é o caso!!! Investimento tem um certo risco, mas tanto o prejuízo quanto o lucro é da instituição.
Não mistura as coisas!!!!!

Investir em um negócio supervalorizado é o que? Mal uso ou azar? Pro Tirone você vai dizer que o negócio do Wesley foi mau uso, pro Nobre, se o Leandro não jogar nada é azar. E o Palmeiras que o mais importante, dane-se, o importante é defender meu ídolo.

Cara, ele é presidente do clube e foi colocado lá por quem tem o direito de votar (infelizmente não do jeito que queríamos).
Portanto, ele tem o direito de administrar o clube, dentro de tudo o que é estabelecido no estatuto.
Se ele acertar ou errar, faz parte do jogo e cabe a quem tem o poder avaliar isso( CD, COF, conselheiros)
Afinal de contas, imagina cobrar o Tirone, o Belluzo (que fique claro que achei ele um ótimo presidente) e etc. por todo o prejuízo que as administrações causaram???

E desde quando presidente emprestar dinheiro ao clube é algo estabelecido no estatuto? E nem é aceito pelo COF que está pressionando o Nobre pra resolver isso. Existem leis agora que RESPONSABILIZAM financeiramente presidentes pelo prejuízo que causam. Se Nobre criar prejuízo senso agiota do Palmeiras, o clube tem sim a possibilidade de cobrar dele compensação.

Cara, se inteira do assunto!!! O PN é agiota do Palmeiras??? Ele é o fiador de empréstimos que o clube pegou (o que eu também não concordo), mas graças a esses empréstimos conseguimos refinanciar muitas dívidas que estavam nos sufocando e que estavam vencendo tudo agora e não tínhamos fluxo de caixa para pagá-la!!!

Como disse o Felipe Ciol, tem que ir atrás de quem fez todas essas dívidas absurdas e apurar realmente se houve idoneidade e apenas incompetência das pessoas que deixaram o clube nesse buraco!!!

Você é que tá precisando se inteirar. No começo era sim fiador, cerca de 30 milhões mas então passou a colocar dinheiro também, como no caso da aquisição do Leandro.

E nem é algo inesperado, pelo tamanho das dívidas, nem se ele tivesse a fortuna toda que falam (não tem), uma hora não teria mais como simplesmente ser fiador.

E quem disse que não se ataca quem roubou? Falar de um é ignorar outro? Desculpinhas vão ficando mais esfarrapadas.

Tirone explica pra nós como é que fez pra pagar 21 milhões no Wesley que valia 16 e só comprou 75%, onde é que vc gastou toda a grana das cotas antecipadas e por fim fala a verdade, o que é vc vai dizer quando encontrar seu Pai, que deve ter dado pulos no túmulo com suas fanfarronices!?!?!?!
Me entristece muito em saber que um tipo igual a ele ainda pode ser eleito para a Presidência do Palmeiras…

Os comentários estão desativados.