Categorias
Opinião

Opinião: Avanti… mas devagar que eu tenho pressa.

Por Vicente Criscio

Belicosos alviverdes… essa é a marca do colunista Alberto Cunio, meu amigo, e que essa semana bateu o recorde de comentários em um post falando sobre o Avanti e sua possibilidade de se transformar uma plataforma política importante para o Presidente em um futuro próximo. Voou sapatada prá todo lado. Lendo os comentários depois, com calma, eu até consigo rir…

Na paralela a sede do Avanti era destruída por torcedores. Aí não tem graça nenhuma. O motivo? o mesmo que dá sustentação ao discurso da importância do Avanti: priorizar o torcedor na compra de ingresso. Faltou ingresso, alguém disse que viu um moto boy saindo com pacote de sei lá o quê, e o pau cantou. Enorme erro. Lamentável!

Minha opinião, para não deixar o “Corneta” falar sobre o banquinho sozinho prá multidão: nessa discussão estão todos certos (menos os violentos). E todos errados.

***

Programa de fidelidade

Desde que alguém percebeu que relacionamento é importante, os programas de fidelidade surgiram e com ele benefícios para quem for um cliente recorrente e de valor. Passar esse conceito para o futebol foi simples. O Inter e o Grêmio fizeram isso – num modelo de sócio do clube com direito a ingresso – e acho que de forma pioneira no Brasil. E fizeram bem. O Palmeiras tinha o um programa antigo que nunca decolou. Veio o Avanti cheio de problemas (isso lá em 2009) e foi sendo reestruturado com o tempo. Em 2012 – gestão Tirone – arrumaram o programa. Colocaram a Futebolcard para administrar. Parece que chegou a 18 mil sócios – na época da Copa do Brasil – e depois voltou para menos de 10 mil.

Nobre pegou o programa e melhorou mais. E viu uma oportunidade de receitas recorrentes. Transformou o programa na prioridade número 1 no marketing. Eu já tenho uma opinião mais crítica: acho que o presidente transformou o programa na sua ÚNICA prioridade no marketing. Mas segue o jogo.

O programa é bom. Beneficia principalmente quem vai muito a jogos. O sistema de rating não está funcionando direito, mas será legal quando totalmente implementado. Portanto minha opinião: nota 10 pro Programa. Vale a pena. E dar benefícios aos associados do programa é correto. Há problemas operacionais ainda, mas acredito que de fácil correção.

Então qual o problema? A diferença do remédio curar e matar o paciente, é o tamanho da dose. Ou a velocidade em que se aplica.

Veja o torcedor como CLIENTE. O torcedor palmeirense é um CLIENTE por todo o Brasil (e fora dele). Esse cliente CONSOME o Palmeiras. Camisa, merchandising, PPV, audiência (que gera valor para patrocínio). E ingresso de jogo. Essas são as receitas tradicionais. Outros times no mundo têm muito mais: produtos financeiros por exemplo; plano de saúde; e alguns são mais que CLIENTES: são ACIONISTAS.

O erro no remédio: ao invés de dar benefícios ao ST, dar malefícios ao NÃO ST. Existem outros tipos de torcedores além dos AVANTI, e TODOS ELES geram valor. TODOS! Os não Avanti, os desorganizados, aqueles que ficam fora da cidade de São Paulo, não têm interesse ou capacidade financeira para se tornarem sócios, ou são ORGANIZADOS.

Programa de fidelidade é para dar benefícios a quem está no Programa. E não dar malefícios a quem não está. Hoje o mundo parece que se divide entre QUEM É AVANTI e QUEM NÃO É. Convenhamos, para 15-18 milhões de palmeirenses, é uma miopia grande.

***

Sobre a violência na Sede

Deve ser repudiada e os culpados encontrados. Não pode haver tolerância para esse tipo de coisa.

Ponto!

Agora, será que não dá prá todos – inclusive esta diretoria – baixarem as armas? Não dá prá dialogarem?

***

Espírito belicoso

Qualquer processo de implantação de uma ideia é tão ou mais importante do que a ideia em si. O Avanti tem que ser implantado e chegar aos 100 mil (ou mais, acho essa meta pequena para a paixão do torcedor) mas não pode gerar a divisão da torcida.

O Avanti tem que ser visto como algo desejado pelos “organizados” e “não organizados”. Tem que se transformar num objeto de desejo. Mas não vai sê-lo criando-se uma “rivalidade” entre torcidas. Hoje claramente o torcedor que mora na baixada santista (e que não é Avanti) está frustrado porque não poderá assistir ao jogo. O torcedor da capital também não. Dizer simplesmente “torne-se Avanti” não vai resolver. Pior – pode causar rejeição ao Programa.

Mais ainda: o time é líder do Paulistão, tem uma chance real de ser campeão paulista, no ano do seu centenário, está num bom momento. Por que a diretoria não usa esse movimento positivo para unir? Há uma diretoria de torcidas. Que seja menos política e mais técnica. Que chame os torcedores e seus representantes – organizadas inclusive – e abra o diálogo. Acho que parte do palmeirense aplaude essa guerra contra as organizadas. Eu não. Vejo brigas – WTorre, inauguração da nova Arena, sindicâncias, revanchismo político, organizadas – e acho que estamos passando 2014 falando mais de uma agenda de conflitos do que de construção.

O que não dá é ficarmos com esse espírito de guerra de todos os lados. Não é bom. Não funciona. As Organizadas têm suas deformações, mas não vão sumir da noite pro dia. Estarão lá, com todas as suas idiossincrasias. Querer negar isso é – usando a imagem de um grande amigo – lutar contra moinhos de vento.

Concordo que também não se pode dar regalias nem tolerar violência. Então que se sentem à mesa e discutam. Que não haja palmeirense mais importante do que outro.

***

E o que tudo isso tem a ver com política?

Quem anda nas alamedas sabe muito bem que o sócio-torcedor (talvez esse Avanti aí, talvez outro) será eleitor.

No limite, quem sabe daqui a 5 anos, esse torcedor estará votando.

Que belo capital político terá aquele que abraçar esse sócio-torcedor, não é mesmo?

Esse é o ponto da coluna do meu amigo palestrino Alberto Cunio na última semana. Há um projeto em incubação para que esse sócio-torcedor vote. Daqui a alguns anos. Provavelmente coincidindo com as eleição de 2016 (ou 2017 se vingar o aumento de um ano do próximo mandatário palestrino, que deve ser Nobre).  Tudo isso não é especulação. É fato. Logo, esse ST terá poderes políticos. Num outro modelo, num outro formato.

Só isso. Tudo isso. Não querer ver a oportunidade de usar esse capital político é ingenuidade demais…

***

Então opine. Mas na boa. Pode discordar, concordar, achar que está tudo certo ou errado. Mas se entrar com ofensas ou com conversinha de oposição política, nem perca tempo. Vá prá outro site. A tolerância aqui para esse tipo de conversinha é a mesma que deveria ser com violência na sede do Avanti: ZERO.

Boa semana.

 

57 respostas em “Opinião: Avanti… mas devagar que eu tenho pressa.”

O mais engraçado dessa gestão é que critica as torcidas organizadas, mas toda propagando vinculada ao Palmeiras são músicas, fotos e vídeos feitas por elas. O PN está perdido não sabe nem como gerenciar um programa de ST. Somos 15 mi e ele acha que obrigando as pessoas a se tornarem ST elas virão de bom agrado. São poucos, assim como, que separam parte do salário pra pagar o ST mesmo não obtendo nenhum beneficio diretamente. E eu tenho ódio dessa política desse playboy que acha que todos os palmeirenses moram na pompéia ou são da Classe A como ele

Espero que, realmente, chegue o dia em que os sócios torcedores votem para a presidência do Palmeiras. Pode haver uso político destes novos “eleitores”?. O raciocínio é muito simples:
“Quanto melhor o time, maior será o apoio para a reeleição de um presidente. Por consequência, teríamos times cada vez melhores”.
Ora, quem não quer esta situação não é PALMEIRENSE.

Creio que se os próximos presidentes quiserem usar o Avanti como plataforma para reeleição temos a ganhar. Afinal, o sócio torcedor gosta de ingresso com desconto, ou ter a prioridade da compra pros jogos em casa ou como visitante? Sim, claro. Mas o que ele quer mesmo são esquadrões vitoriosos, elenco de qualidade e títulos. Sócio torcedor não vai votar em quem melhorou a piscina, a quadra de tênis, a bocha, deu desconto na mensalidade e nem sequer no ingresso se for pra fugir de rebaixamento. Votará em que leva e levará o time a títulos. Caso contrário bye bye.

E pra quem acha que não se pode excluir o não-sócio, dou um exemplo: sou palmeirense, adoraria usar as piscinas do Palmeiras, mas não posso pois não sou sócio.

Se um palmeirense quer “usar” o produto futebol do Palmeiras, terá que ser sócio do futebol. Sócio torcedor.

Todo mundo queria um plano de st igual ao do Inter, do Grêmio, quiça do Barcelona. E agora que tá começando reclamam?? Ai fica difícil…

Reforçando e concordando com o seu comentário Thiago,
O VALOR DA MENSALIDADE DO AVANTI, PLANO PRATA É MENOR DO QUE O DESCONTO DE UM INGRESSO!
Muita coisa pode e deve ser feita para melhorar o plano de sócio torcedor. Nenhuma pessoa com o mínimo de raciocínio pode ser contra melhorar uma situação.
Agora, discutir se um plano cuja mensalidade é menor do que o desconto de um só ingresso, para quem vai a pelo menos um jogo por mês, é burrice.

Priorizar o Avanti é correto. A forma que foi feita foi errada.

Existem diversas alternativas, como em jogos fora dar a prioridade de pre-venda aos Avanti da região do jogo, depois pros Avanti da capital, e se sobrar, abrir pra todo mundo.

Outra boa ideia é todos os produtos oficiais valerem pontos pro sistema de rating. Camisa, PFC, DVD, chaveiro, tudo.

E eu sou contra qqer torcida organizada que se diz maior que os outros torcedores. Se querem dialogar, primeiro expulsem aqueles que agrediram o Prass ano passado e gerou toda essa reação. Depois, que se filiem ao programa, pois na teoria será vantajoso. E se não quiserem, que deixem o Palmeiras em paz e se preocupem com o carnaval.

Ter opinião é uma coisa brigar com os números ou não saber fazer conta é outra totalmente diferente.
Quero me referir ao torcedor que mora na cidade de São Paulo e tem por hábito ir aos jogos do Palmeiras, pelo menos uma vez por mês.
Vou considerar o torcedor que frequenta o setor verde ou o amarelo, mas por analogia, a comparação vale para qualquer outro setor do estádio, ajustando-se os valores.
O plano Avanti Prata custa R$ 19,90 por mês e um ingresso nos setores verde ou amarelo custa 50% do valor tendo o plano Avanti.
O torcedor que vai a um jogo por mês gasta R$ 49,90. Não tendo o plano Avanti o custo mensal de um jogo (ingresso) é de R$ 60,00.
Caso esse torcedor frequente mais vezes o estádio, a comparação se torna mais vantajosa ainda. A diminuição de custos desse torcedor aumentará ainda mais se comprar produtos com desconto, incluindo cerveja.
Resumindo, para o torcedor que vai ao estádio periodicamente, não ter o Plano Avanti é ignorância matemática.
Outras discussões são pertinentes e necessárias, como a de atender os palmeirenses em todo o Brasil, de aumentar o potencial do programa ou até mesmo discutir aspectos políticos que estejam longe no tempo, mas não levar em consideração uma simples conta de adição é sinal de ter fugido da escola ou então de gostar de jogar dinheiro fora.
Os programas de Sócio Torcedor dos clubes foram feitos para que as instituições tivessem receitas para pagar suas contas e melhorar seus elencos, mas no Palmeiras a preocupação é mais com picuinhas e com possíveis influências políticas. O interessante é que as reclamações partem muito mais dos torcedores da capital, que tem maior condição de utilizar os benefícios, do que dos torcedores de outras cidades que têm o Avanti mais para colaborar do que para usar.
Esse torcedor é que deveria cobrar ajustes no plano, mostrando ao clube o enorme potencial do Palmeiras pelo país, mas quem mais reclama é aquele que fazendo uma conta simples saberia que vai pagar menos.

Parte para a violência e para o conflito aqueles que têm seus interesses abalados!
A WTorre quer 100% das cadeiras do estádio !
A Mancha Verde quer prioridade nos ingressos, sendo enviados para sua sede, para depois enviar ao clube o dinheiro das vendas !
E a Diretoria do Palmeiras tem a OBRIGAÇÃO de DEFENDER OS INTERESSES DA SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS !!! Doa a quem doer !!!
Não vou discutir aqui a importância das Torcidas Organizadas, pois foram elas que me ajudaram a me apaixonar pelo Palmeiras. Mas que eles passam dos limites em vários casos, e este da quebra da sede do AVANTI é apenas mais um (recente) exemplo!
Após a agressão aos torcedores, com corte na orelha do Prass, acho mais do que justa a posição da Diretoria do Palmeiras de cortar relações com essas Torcidas Organizadas.
Não é do interesse do Palmeiras que seus atletas sejam agredidos por seus Torcedores ditos ‘Organizados’, sempre que estes se acharem no direito… enfim.
Quer PRIORIDADE na compra do Ingresso ? Quer PODER DE VOTO nas eleições ? Seja sócio do clube! Simples assim.
Se não me engano, os 700 ingressos colocados à venda, primeiramente para os 700 primeiros colocados no sistema de rating, e depois colocados à venda para todos os outros Sócios-Torcedores, caso não tivessem se esgotados os 700 ingressos seriam destinados ao torcedor em geral, os ‘comuns’ e os ‘organizados’. É meio óbvio que se DER BENEFÍCIOS aos Sócios AVANTI, os ‘Não-AVANTI’ serão prejudicados com a “FALTA DE BENEFÍCIOS”. Agora eu não vejo qual é a dificuldade de se entender que para ser SÓCIO custa R$ 19,90, e que o DESCONTO OBTIDO apenas em INGRESSOS é MAIOR que o preço da mensalidade. Os ANIMAIS preferem brigar e quebrar o sistema, do que entendê-lo… triste!

Sabe, Criscio, estava comentando com o pessoal no Forum PTD esses dias sobre esse comportamento em relação ao Avanti, que acaba por contagiar alguns torcedores também: é um certo comportamento duro, diria quase agressivo (demais) quanto ao programa. Dizer simplesmente “Associe-se, ou fique de fora” gera repulsa. Não discordo que o Nobre queira isso, mas dizê-lo publicamente (a questão da imagem), pega mal, muito mal. Ele também poderia mudar um pouquinho mais a política de distribuição de ingressos, de forma a privilegiar o Avanti e não excluir o “resto”, talvez por exemplo, reservando uma carga para esses últimos de forma que os Avanti nunca esgotariam a carga de ingressos em toda a sua totalidade. Mas ainda assim, teriam privilégios para a compra. O discurso agressivo não vai servir. Quanto à parte sobre o Avanti ser capital político… vamos aguardar.

Parabens Criscio pelo texto. Assino em baixo com as duas mãos. Nos aqui no interior estamos começando um movimento no sentido de aumentarmos o numero se socios. E vamos conseguir. Nos aqui tb temos objetivos bem definidos com relação ao PALMEIRAS. Queremos continuar a cantar e vibrar com o NOSSO PALMEIRAS. Mas tb queremos participar ativamente da VIDA do nosso clube do coração. Eu, particularmente , estou procurando ver as coisas para daqui 5 ou 6 anos. O PALMEIRAS merece ser bem tratado. Tanto quanto a mulher amada. Em algumas condiçoes ate mais. ( a patroa não vai ler). Vicente, continue escrevendo no 3VV…. faz bem para nossa alma PALESTRINA.

Se o Avanti vai ser usado politicamente? Com certeza.
Mas, todos antes falavam que a solução pro Palmeiras era o voto do sócio-torcedor. E, detalhe, muito antes do Nobre aparecer já se falava nisso.
Então, se os outros não fizeram e ele o fizer, tem mais é que usar mesmo. Não vejo mal nisso.
Enquanto as (boas) medidas forem tomadas e usadas politicamente, não vejo problema nenhum, pelo contrário.
O problema é quando se utiliza do clube para obter benefícios pessoais e ainda faz política em cima disso.

Excelente post Vicente.
O grande demérito, na minha opnião, em relação à atual gestão são essas “guerras”.

Guerra essa que fez mais uma vítima nesse último domingo: o Conrado Cacace do Verdazzo (apoiador declarado do AVANTI), foi covardemente agredido por ditos “palmeirenses” quando se retirava das arquibancadas da Vila Belmiro.

Por isso, gostaria de reforçar aqui a necessidade de diálogo não só da Diretoria com as “Organizadas”, mas também de todos da “Mídia Palestrina”.

Quanto mais divida, menor a sua força.

Grato!

Comunicado à comunidade palmeirense
0 |
Após o fim do jogo na Vila Belmiro, neste domingo, a torcida do Palmeiras foi liberada para deixar o estádio cerca de meia hora depois do fim do jogo, como é praxe. Eu estava curioso a respeito dos cruzamentos das próximas fases, e descia as escadas do estádio com o telefone na mão, tentando pescar um tweet esclarecedor.

Foi quando recebi um soco no rosto, de surpresa. Não sei quem foi, nem de onde veio; não tive a menor chance de defesa. O soco foi muito bem dado, e me derrubou. Tentei me levantar, mas estava tonto e não conseguia. Enquanto estava no chão, recebi uma série de chutes. Não sei dizer se era apenas um ou mais, não consegui ver nada. Após o fim da agressão, claro, meu celular havia sumido.

Entrei no ônibus da Futebol Tour e subimos a serra. Chegando a São Paulo, por volta de 20h30, passei por uma bateria de exames no Hospital Albert Einstein e foram constatadas algumas fraturas em meu rosto. Terei que ser operado com alguma urgência ainda nesta segunda. A cirurgia só não foi realizado porque o convênio médico não cobria esse tipo de procedimento no Einstein, apenas os primeiros socorros.

Estamos tentando contactar o convênio para descobrir se a intervenção necessária tem ou não cobertura, e em qual hospital; devemos ter notícias logo.

Desta forma, o Verdazzo entra em recesso. Tempo para repensar muitas coisas. Manterei os amigos informados pelo Twitter.

GOSTARIA DE SABER QUAL A OPINIÃO DO 3VV SOBRE ESSA AGRESSÃO COVARDE AO CONRADO…
AO QUE PARECE, OS BANDIDOS NÃO ERAM SANTISTAS, MAS PALMEIRENSES.
EU DIRIA QUE SÃO “ORGANIZADOS” OU MEMBROS DE ALGUMA CORRENTE POLÍTICA DENTRO DO PALMEIRAS…
TUDO FOI UM ABSURDO.
MINHA SOLIDARIEDADE AO PARMERISTA DO VERDAZZO!

Eu não posso responder pelo 3VV, mas penso que qualquer pessoa que queira atribuir culpa de uma agressão dessas sem ter nenhum indício concreto que seja, usando apenas conjecturas como “ao que parece” ou “eu diria”, é tão covarde quanto o agressor.

Não concordo que o Avanti é plataforma eleitoral de forma alguma. Que chegue este dia que sócios do avanti iram votar (se chegar) e o time não ter ganho nada com o Nobre. Vcs acham que os eleitores vão dizer “vamos votar no Nobre pq ele alavancou o Avanti” . Claro que não!!! O torcedor quer é titulos!! não importa se o clube quitou as dividas ou o estadio é o melhor do pais. O que importa para o torcedor/eleitor é time forte e titulos.

Penso dessa forma, parece apenas uma tática pra distorcer algo bom (sócio torcedor votando) como se fosse ruim (olha lá, o cara só fez por populismo) no colo do Nobre (que talvez nem esteja vivo quando isso ocorrer). Quando esse assunto deixar o campo das idéias, do devaneio, aí eu concordo que valha a pena discutir. Hojé é só fumaça!

Concordo com as colocações relativas ao sócio torcedor. Merece privilégio, mas não se pode os demais torcedores. O Sr. Nobre que, diga-se, vem adotando medidas benéficas, nesse ponto, pisou na bola, pois, torcedor é consumidor e tem do direito de escolher ser ou não ser avanti. Para ser, precisa ser atraído voluntariamente por outras benefícios, eis que, parece claro que, no atual formato estagnou nos aproximadamente 40 mil associados, Enfim, é preciso competência e não intransigência para dizer se quiser ser avanti será bem tratado, senão será indiferente ser ou não ser PALMEIRENSE e consumidor do PALMEIRAS.

Muito boa a Opinião Vicente, deixou as portas abertas a todas opiniões sem deixar de salientar as suas, parabéns!!

Contar com o ovo… e querer comparar com bolsa família, isso é coisa dos itakera.

Como pode ser fato? Onde está o regulamento, quem votou, quando?

Se já será um parto ter a votação com sócios, imagine o coitado do sócio-torcedor

Não seria mais produtivo questinar qual o impacto que o Allianz Parque trará ao programa Avanti? Talvez os planos atuais não sirvam, os valores aumentem, a exigência aumente na mesma proporção que os associados aumentam, sendo que a capacidade do estádio é de 43.000.

Vou dizer o que entendi do texto, porque não está explícito. Tirando a parte final, eu concordo bonitinho, mil maravilhas, firmeza total, tô contigo e não abro.

Só podia ter encerrado sem querer limpar a barra do outro colega que escreveu sobre a tal bolsa-famiglia. Sei que é um exercício de futurologia a lá petralhas.

Criscio, muito bom ler sua coluna, pena você não escrever com a mesma frequência de tempos atrás. Tenho certeza de que o Avanti hoje é atrativo para o torcedor que frequenta o estádio, tanto para quem vai em média a um, no máximo dois jogos por mês (o meu caso por exemplo), quanto para os torcedores mais assíduos, que vão a todos, ou quase todos os jogos em “casa”. Para estes inclusive as vantagens do Avanti são maiores. Nos moldes atuais, talvez o Avanti não apresente um grande crescimento daqui pra frente, pois ele hoje é voltado ao torcedor que compra ingresso. Para atingir uma meta mais ambiciosa, como próximo aos 100 mil associados, é preciso mais. Direito a voto aumentaria o interesse, mas não sei se chegaria a tanto. O plano precisaria de mais atrativos para chegar a números expressivos. Eu sinceramente não faço idéia do que poderia ser feito para atrair um grande número de associados, que não se interessem pela prioridade na compra de ingressos. Abraço.

Pois é. Eu vejo o Presidente falando só do Avanti, como se quem fosse associado dele fosse mais palmeirense que os outros.

Ora, agir assim é estupidez. Eu sou palmeirense, moro em BH, e não vou pagar um programa desses q não me dá vantagem nenhuma morando longe e indo a jogos em SP umas 2 ou 3 vezes no ano no máximo.

Agora, se tiver direito à voto, eu pago até o dobro do que é o máximo no Avanti hj – pq daí poderei ao menos tentar mudar e mandar pra rua canalhas que se infestam nosso clube.

Abs, Augusto BH.

Ps=aqui em BH temos uma torcida, a “Palmeiras BH”. Quem quiser, pode ver no facebook. Nos reunimos sempre num bar no bairro Savassi, pra ver todos os jogos do Verdão e torcer pelo clube. NÃO temos relação com NENHUMA torcida organizada. Somos torcedores comuns, q se reúnem a anos pra acompanhar a SEP aqui em BH. Se alguém tiver de passagem por aqui, e quiser ir acompanhar algum jogo, só pegar o endereço no face. Abs.

Caracas, belo texto Vicente!!! Um dos melhores que li. Super preciso e detalhado nas explicações. O Cunio lançou uma bela semente pra discussão durante a semana e vc arrematou com uma posição muito esclarecedora. Também penso como vc, estamos passando o ano do centenário discutindo divergências e muito pouco convergências. E o pior, nas divergências, não estamos chegando a lugar algum, apenas nos dividindo e nos distanciando mais do centro: Sociedade Esportiva Palmeiras. Abraço Vicente!

Hoje o torcedor Organizado ou não , é ainda um consumidor, porque não transforma-lo em um acionista legalizado, das ações de Marketing , oferecendo dividendos dos resultados, de sua própria paixão que é o futebol?

Planejar cada passo a ser dado, em uma plataforma de administração, que resulte modificações pontuais, não seria uma determinante , para termos uma continuidade dos itens que constam de um planejamento de longo prazo?
Porque não oferecer abertura aos diversos caminhos em um sistema, que hoje pode oferecer , disponíveis ferramentas, para alcançarmos , melhores resultados , em médio e longo prazo?
Termos uma nova carta magna disponibilizando direitos e deveres , aos sócios patrimoniais, conduzindo direitos e deveres aos não associados, que mantem sua lealdade, através de uma plano que contempla a paixão vinculada ao Futebol e outras modalidades?
Hoje com duas sedes, uma social e outra campestre, poderia ser a segunda que é maior, transformada em uma unidade de treinamento especifico esportivo, isolando o esporte de competição dos olhos sedentos de intromissão politica , que só desvirtua a real essência , o que poderia ser feito na realidade?

Bom dia, boa tarde, boa noite, este são os cumprimentos utilizados, para que possamos a principio, sermos gentis, com quem estamos encontrando em diversas circunstancias, olhos nos olhos, este é um principio básico para o dialogo, que oferece oportunidade de uma verdadeira troca de ideias , além de definirmos parâmetros, e principalmente detalhes e princípios, Vicente você apresenta os caminhos que são possíveis, para termos uma nova mentalidade na SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, sendo importante estarmos desarmados dos conflitos corriqueiros , apesar de sermos um covil de disputas politicas , cada vez maiores em que o clube parece mais uma sobrevivente das guerras civis, do que um centro de unificação em prol aos interesses do clube , mas há um porem, porque Paulo Nobre , não ameniza estes distúrbios perante aos fatos que ele próprio já é conhecedor, das causas , pelos itens teóricos, e os acontecimentos práticos ?

Parabéns, excelente coluna, concisa e coesa. Realmente o Avanti veio para ficar mas não dá para fazer dele nosso principal e até o momento única grande ação de marketing. Precidsamos de mais, queremos mais.

Vicente seus textos são irretocáveis..
Porém sou pessimista, considero que nem em 1000 anos vai ter o voto do sócio torcedor pra eleger diretamente o Presidente do Palmeiras.
Sobre as organizadas, elas estão com os dias contados!
Você acha que o Sr W. Torre que esta gastando 600, 700 800 ou sei lá se 1 bilhão de reais, vai permitir que organizados quebrem suas bilheterias, pulem catracas, tire torcedor dos lugares numerados no tapa, etc.
Quando formos assistir jogos no Allianz Parque, serão centenas, centenas e centenas de câmeras filmando tudo, até a hora que fomos nos corredores lavar as mão nos w.c.
Vai ser a morte das torcidas organizadas!

As câmeras não só podem como devem estar presente nos estádios. O TO que estiver no estádio torcendo pelo seu time, apoiando ou vaiando, incentivando ou não, mas de forma pacífica, não tem o que temer quanto a isso. Agora, se pra segurança existir for necessário o “mortedas organizadas” como você diz, é porque alguma coisa está muito errada. Quero que fique bem claro, não sou generalista e existeme muitas pessoas de bem nas TOs, inclusive sou a favor das organizadas no estádio, acho lindo quando elas dão brilho ao espetáculo, mas repudio qualquer ato de violência. E ressalto ainda que é óbvio que o ST deve ser valorizado, e os demais torcedores incentivados a se tornar sócios, isso apenas gera o bem para o mais importante nessa relação, o PALMEIRAS, e quando digo priorizado, nao digo exclusivo, basta abrir um dia antes a venda dos ingressos para os ST, e pronto, em seguida a venda pela internet para todos. Valoriza o associado, da oportunidade para todos, o clube lucra, e todo mundo sai feliz. P.S.: se algum TO quiser prioridade nos ingressos, basta se associar. 🙂

Que Deus te ouça. Enxergo no AVANTI o futuro do Palmeiras. As organizadas representam o atraso, o retrocesso.

“Programa de fidelidade é para dar benefícios a quem está no Programa. E não dar malefícios a quem não está. Hoje o mundo parece que se divide entre QUEM É AVANTI e QUEM NÃO É. Convenhamos, para 15-18 milhões de palmeirenses, é uma miopia grande.” – Só neste parágrafo já disse tudo, nada mais a acrescentar.

Vc não entendeu, o que é cobrado na opinião, é uma direção a esse mundo de torcedores pelo país, para capitalizar mais, pois é CIENTE que a conta chega.

tudo pode ser melhorado eu não acho o Paulo Nobre péssimo como alguns dizem nem perfeito como outros o fazem, eu concordo que ele é muito belicoso será que era necessário brigar e expor esta briga com a WTorre toda hora? Sera necessário brigar com a Mancha toda hora, fui assistir Palmeiras e São Bernardo e se não fosse a Mancha estaria um silencio pior do que velório. O cara para dirigir qualquer coisa tem de ser conciliador, se não polariza e cria richas de Palmeirenses contra Palmeirenses e ai perde todo o valor enquanto não se equalizar todas as vertentes politicas não consigueremos avançar .

Antes de mais nada, tive que procurar o significado do termo belicoso, rsrsrsrs… Não tinha a menor ideia do significado: (latim bellicosus, -a, -um) adjetivo propenso à guerra. = BELÍGERO ≠ PACÍFICO.

criticas construtivas para evoluir! Assino embaixo de tudo que o Cunio escreveu! Abraço palmeirense de fortaleza CE

Linda Fortaleza, cheias de palmeirenses. Obrigado por nos acompanhar Fabio. Quando tiver algum jogo ou foto de palestrinos nessa terra linda mande fotos para blog3vv@gmail.com.

O torcedor do palmeiras tem um pensamento egoísta, as vezes nego se acha mais torcedor que o outro, se acha mais palmeirense que outro, depois deste exemplo temos o de ser ou não de torcida, ai piora, o organizado “entende” que só pq ele viaja é mais palmeirense que você, e agora querem fazer isso como avanti. precisa dizer pq o clube é dividido em pedaços? e ultimamente esta em frangalhos? sobre ST votar, como seria? Estou esperando um post sobre a separação do futebol do social pregada por muitos e que a maioria nem sabe como seria ou como será, imagina ST votar.
E.T.: não era Avanti agora sou pq vou com frequencia aos jogos e ele alivia na conta.

Parabéns Criscio…assino embaixo! Tem que capitalizar com 15 milhões…. Nao com 100 mil…muita gente longe de SP gasta em media por mês mais do que muitos Avanti que vão a todos os jogos! Nao podem sem marginalizados! Uma idéia… Melhorem as vantagens pro Avanti longe dos estádios, e ponham TODOS os gastos que envolvam o Palmeiras no programa de milhagem! Alavanca todos os produtos oficiais, e bonifica quem os consome! Bom te-lo de volta!

Serbino, nem vou perder tempo de comentar, sua colocação é perfeita, faço das suas palavras as minhas. Criscio, parabéns!

Concordo que nem tudo são flores, mas claramente apoio a diretoria na maioria dessas atividades… Mesmo que seja palanque político para os próximos anos, é a coisa certa a fazer, vide qualquer lugar do mundo com modelos bem sucedidos de relação clube-torcedor

Agora, discordo com relação a ser a única atividade relevante de marketing! TV palmeiras, crescimento das lojas e ate pequenas coisas como entrevistas uniformizadas melhoraram muito a imagem do clube. Pela primeira vez em anos nao tenho vergonha de ver uma entrevista do meu presidente

Eu prefiro um cara que usa como palanque político o AVANTI, voltado para o futebol, do que outro, falando em nome da UVB, que escreve uma carta aos associados afirmando, categoricamente, que privilegia o clube social (futuros eleitores) e “que seria um desastre” se o presidente fosse eleito pela torcida e não pelo associado. Duvidam que a UVB, da qual participam o Vicente e o Belluzzo, escreveu isso? Pois aí está:

https://twitter.com/CustodioDias/status/448…9283712/photo/1

E agora Vicente? Essa também é sua opinião? O Belluzzo também compartilha esse entendimento? Se vocês da UVB forem eleitos, haverá separação do social e do futebol? Aliás, juridicamente falando, é possível essa separação? Como ficaria a questão tributária? Teria que ser criada uma empresa nova (CNPJ)? Correríamos o risco de mudar de nome e parar na 4ª divisão? E caso a separação não ocorra, o dinheiro do futebol será utilizado para melhorar as instalações do clube (lembra quando você criticava os investimentos do Mustaphá nas piscinas?)? Ou será investido pesado no sócio torcedor, coisa que as administrações anteriores nunca fizeram? E assim brigariam para que estes tenham direito a voto?

É… como diria Friedrich Nietzsche: “Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos.”. Uma pena que não há união entre oposição e situação… Uma pena a postura do senhor Wlademir Pescarmona e da UVB… Uma pena,,,

Não Renato, essa não é minha opinião. O que o faz pensar que eu defendo o teor dessa carta? Minha opinião está expressa clara e cristalina nas colunas que eu escrevo. A falta de discernimento de muitos torcedores que não acompanham a vida política do Palmeiras é tão grande (ou é tão maldosa de alguns que acompanham) que me cobram de coisas sem saber se eu estou vivendo a “tal” política. Renato, antes de fazer cobranças no meu nome por coisas que outras pessoas ou grupos políticos escrevem, vá se informar ao meu respeito. Abraços.

Os comentários estão desativados.