Categorias
3VV Indica

Memórias do Chumbo

Por Danilo Cersosimo (@D_Cersosimo)

Neste 31 de Março completam-se 50 anos do Golpe Militar de 1964. Ainda que este espaço seja voltado para falar de temas ligado ao esporte, é inegável que o mesmo mantém relações profundas com a política.

A série “Memórias do Chumbo – O Futebol nos tempos do Condor”, dirigida pelo jornalista Lúcio de Castro e produzida pela Espn Brasil, aborda a relação entre as ditaduras sul-americanas e o futebol como ferramenta de propaganda política naquele momento.

Com depoimentos de personagens marcantes da época e competente pesquisa nos arquivos das ditaduras, o diretor consegue tratar do tema dando-lhe a importância que ele merece sem se perder em panfletagens ideológicas.

Aclamado e premiado pela crítica, o projeto é composto por 4 documentários de 1 hora cada.

Eduardo Galeano, um dos entrevistados, simboliza muito bem a importância deste trabalho em uma das suas falas: “Recuperar a memória, não com o objetivo de saudar o passado, mas para evitar que ele retorne“.

Abaixo, os links para os 4 episódios:

Memórias do Chumbo – Argentina: http://www.youtube.com/watch?v=cCb_UjiskbA

Memórias do Chumbo – Chile: http://www.youtube.com/watch?v=jsoL-tQQuX4

Memórias do Chumbo – Uruguai: http://www.youtube.com/watch?v=PBB6YQEbSwg

Memórias do Chumbo – Brasil: http://www.youtube.com/watch?v=u1_YluE-ePA

Comentários e sugestões são sempre bem vindos.

Até a próxima.

p.s: Já que citamos o escritor uruguaio Eduardo Galeano acima, vale relembrar um dos primeiros 3VV Indica que abordou seu clássico livro “Futebol ao Sol e à Sombra”: http://3vv.com.br/2008/02/futebol-a-sol-e-ombra/

26 respostas em “Memórias do Chumbo”

Na boa, sem querer ser arrogante e sem querer diminuir as visões políticas de quem quer que seja, recomendo a todos aqui a leitura do último post do blog Why Nations Fail, que trata sobre os impactos econômicos da democracia. Está em inglês e tem o título: Democracy: What is It Good For?
Esse post revela a conclusão de um trabalho econômico sério que vem sendo feito por Daron Acemoglu (do MIT) e seus associados. Democracia alimenta o nível de prosperidade e a taxa de crescimento econômico das nações, é essa a conclusão.

Não vi, mas a presença do Eduardo Galeano põe sob suspeita a afirmação de que se trata de um documentário que não se perde em “panfletagens ideológicas”.

Eu nao creio estarmos em uma democracia plena: STF manipulado pelo executivo, imprensa proibida , pelo poder econômico , de falar e publicar os fatos, o. Ex: verdades sobre o itaquerao , que nao sao publicadas, eleição de políticos por legenda ( mais da metade dos sao eleitos entram por um tal de coeficiente que torna eleitos candidatos com menos votos que outros), medidas provisórias que atropelam as entidades que representam as classes , ex: médicos cubanos enfiados goela abaixo, marcola sendo transferido de presidio mais ” flexivel” como exigência para poder sair a copa, vivemos a democratura do pão e circo!

Falar sobre política é extremamente complicado, especialmente em nichos palmeirenses… Estamos levando tudo muito à ferro e fogo, falta ouvir mais.

Muito bom. “tratar do tema dando-lhe a importância que ele merece sem se perder em panfletagens ideológicas”.
Abraco, FC

O que se chamou de “Ditadura”, na verdade foi o “Regime Militar”. O golpe que completou 50 anos foi o que o presidente João Goulart tentou dar, transformando o Brasil em um país socialista, numa Cuba do Hemisfério Sul, e não conseguiu, graças à intervenção dos militares.

Perfeita a sua colocação, os militares nada mais fizeram do que impedir que o Brasil virasse uma subsidiária de Cuba. Exatamente como o PT hoje está tentando fazer.

Ditadura, Tortura, Censura, Dívida Externa Astronômica, Aparecimento da Globo, submissão do Brasil ao interesse estrangeiro, etc, etc, etc.
Não é porque o País ainda tem muitos problemas e incompetentes e mesmo desonestos em nível federal, estadual e municipal, que dá para minimizar a subtração da Democracia. Seja para que lado for. Direita e Esquerda já acabaram a séculos. O que temos hoje é um refluxo das velhas elites oligárquicas, ligadas principalmente ao meios de comunicação, que querem o poder máximo de novo, mesmo sugerindo golpes e minimizando as lastimáveis ditaduras. Inclusive tentam limitar a expressão dos indivíduos pela internet. Fiquemos atentos. Essa mesma oligarquia, aqui em SP os quatrocentões, exercitam pela mídia, a exclusão e perseguição aos “italianinhos” e seus descendentes e seguidores, ao movimento operário anarquista, na acepção correta do questionamento ao poder e não à baderna, e mesmo aos brasileiros laboristas. Ditadura e Golpe nunca mais.

Deveria passar lá em Cuba, ou na Venezuela para ver do que nos livramos.

afff santa ignorância.. Quem queria implementar um golpe socialista era o Prestes. O Goulart era um dos homens mais ricos do país. Queria apenas trazer à tona as pautas sociais que o Getúlio trazia.. como reforma agrária. Isso não tem nada a ver com socialismo cara pálida.
Os milicos junto aos EUA tentaram derrubar Getúlio, mas ele se suicidou e a sociedade ficou contra qualquer símbolo estadunidense.

Qualquer país decente desenvolvido da Europa passou por reforma agrária e distribuição da riqueza. Nem por isso foram ou são socialistas.

Só discordo que isso não seja socialismo, pois reforma agrária e distribuição da riqueza são pautas de governos de esquerda. O fato do verdadeiro socialismo TALVEZ não ter sido realmente implantado no mundo não exclui esse fato.

O que a ditadura fez com o futebol nos anos 60/70 não é exatamente o que o atual governo (leia-se PT) está fazendo hoje com o futebol ao trazer uma copa do mundo para o Brasil justamente em um ano eleitoral sem que tenhamos a menor condição de sediar um evento desta magnitude?

Não é igual não. A ditatura usou o futebol para tapar o sol com a peneira em 70, mas foi oferecido ao gen. Figueiredo sediar a copa e ele disse não.

Sardella eu tenho 50 anos e vivi os anos de chumbo (que por sinal não foram tão sombrios assim), o que eu quis dizer é que se usou, assim como hoje, o futebol para mascarar os problemas do país. Na década de 70 era a falta de democracia, hoje é a ruína da nossa economia que à 12 anos é gerida por quem não entende nada do assunto e só está preocupado em se perpetuar no poder.

Mário, são contextos completamente distintos. Hoje você pode descer a lenha no governo e não será esfolado nos fundos de uma delegacia qualquer por conta disso. Não pretendo defender com essa observação a política econômica recente do governo e muito menos a corrupção. Mas a situação da ditadura e a atual são completamente diferentes, não cabe igualar as duas.

Se isso fosse verdade a âncora do SBT, Rachel Sheherazade, não teria sido censurada e proibida de emitir opiniões durante o programa de notícias que ele apresenta. Tem razão, a coisa mudou e muito……….

Até os jornalistas da casa, colegas dela de emissora, estavam constrangidos com as opiniões reacionárias, de incitação ao ódio e apologia ao crime que ela expressava publicamente.

Mário, são contextos completamente distintos. Hoje você pode descer a lenha no governo e não será esfolado nos fundos de uma delegacia qualquer por conta disso. Não pretendo defender com essa observação a política econômica recente do governo e muito menos a corrupção. Mas a situação da ditadura e a atual são completamente diferentes, não cabe igualar as duas.

O que a ditadura fez com o futebol nos anos 60/70 não é exatamente o que o atual governo (leia-se PT) está fazendo hoje com o futebol ao trazer uma copa do mundo para o Brasil justamente em um ano eleitoral sem que tenhamos a menor condição de sediar um evento desta magnitude?

Só com uma diferença. O país na ditadura sofria DITADURA. Hoje vivemos numa democracia. O futebol na época escondia a violência do estado contra seus cidadãos. Hoje o futebol é usado para atrair investimentos e apoios políticos.. são dois usos completamente diferentes. Claro que existe m sentido eleitoreiro nisso.. mas discordo quanto à falta de condições do país em sediar a Copa.. sugiro melhores leituras que veja.. http://www.conversaafiada.com.br/economia/2014/04/14/vai-ter-copa-e-lucro-empresarios-otimistas-com-o-evento/

Os comentários estão desativados.