Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 09-04-2014: Com ingresso mais caro que no Brasileiro, Palmeiras tem maior lucro do Paulista ❘ MÁQUINA DO ESPORTE

NOTICIÁRIO ❘ MÁQUINA DO ESPORTE

• Com ingresso mais caro que no Brasileiro, Palmeiras tem maior lucro do Paulista

Por Mauro Zafalon e Rodrigo Capelo

Quanto menor a qualidade do espetáculo, maior o preço do ingresso. Esta é uma esquisita política que o Palmeiras adotou nos últimos anos. No Campeonato Brasileiro de 2012, quando jogava a primeira divisão, os palmeirenses tiveram de pagar R$ 30,49 em média em cada um dos 19 jogos para ver o time em campo.

Em 2013, na Série B, contra adversários que têm muito menos apelo do que os da elite nacional, o valor aumentou para R$ 34,08. Agora, em 2014, no Campeonato Paulista, diante de oponentes ainda menos atrativos, o preço voltou a subir para R$ 37,94. E o que é mais esquisito nesta história: tem dado certo. No Estadual, o Palmeiras tem o maior lucro da competição.

Com apenas um jogo para o fim do Campeonato Paulista Chevrolet de 2014, o Palmeiras, fora da disputa, acumula uma receita líquida de R$ 2,2 milhões. O Santos, ainda candidato a conquistar o título e com um ingresso bem mais barato, de R$ 28 em média, faturou R$ 1,3 milhão até aqui e não vai conseguir ultrapassar o rival mesmo que lote o Pacaembu no último e decisivo jogo – a receita líquida será dividida com o Ituano, como aconteceu na primeira partida da final. O Ituano, também na disputa pelo troféu, lucrou R$ 943 mil com um tíquete médio em R$ 27,65.

O Corinthians teria capacidade para ficar à frente do Palmeiras, mas foi eliminado ainda na primeira fase da competição e não jogou nem as quartas de final. A média de público dos corintianos é superior à dos palmeirenses, 14.978 contra 14.490, e a ocupação dos estádios que jogou também foi maior, 42% contra 36%, mas o ingresso foi mais barato. Com média de R$ 30 por partida, o Corinthians teve receita líquida de R$ 1,7 milhão com os oito jogos que disputou.

O Botafogo-SP se destacou. Eliminado nas quartas de final, o time lucrou R$ 1,2 milhão durante o Paulista e conseguiu ocupação média de 26%. O desempenho foi melhor do que o do São Paulo, também derrotado nas quartas. Os são-paulinos tiveram R$ 1,1 milhão de lucro e 15% do Morumbi ocupados com o mesmo número de partidas dos botafoguenses de Ribeirão Preto.

Dos 20 clubes que jogaram o Paulista de 2014, só dois – Ponte Preta e Audax-SP – deixaram a competição com prejuízos.

Respectivamente, R$ 21 mil a menos no caso da equipe de Campinas e R$ 90 mil a menos no caso da equipe que jogou em Osasco.

É quase o inverso do Campeonato Carioca Guaraviton, no qual, dos 16 times que o disputaram nesta temporada, só dois – Flamengo e Fluminense – tiveram lucro quando estiveram na condição de mandante.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ MÁQUINA DO ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Salário é acertado, e Verdão resolve detalhes burocráticos com Kardec

Por Caio Carrieri e Fellipe Lucena

Palmeiras e Alan Kardec chegaram a um acordo quanto ao valor de salários no novo contrato. Ele receberá por produtividade, no novo teto salarial estipulado por Paulo Nobre – abaixo de Wesley e Valdivia – e assinará por cinco anos. Resta definir detalhes burocráticos e formalizar o acerto no papel.

O clube pagará 4 milhões de euros (cerca de R$ 12,5 milhões) ao Benfica (POR), que emprestou o centroavante até 30 de junho, mas estipulou 31 de maio como data limite para o clube alviverde exercer sua prioridade de compra.

À “rádio Transamérica”, o pai do jogador, que também se chama Alan Kardec, confirmou que o filho se convenceu a ganhar menos que medalhões como Luis Fabiano e Fred para seguir um plano de carreira no Verdão, como o LANCE!Net publicou nessa terça-feira.

– O que se pretende na questão salarial, incluindo a produtividade, são valores bem menores que qualquer centroavante em atividade em grandes clubes do futebol brasileiro. É bem menos. Bem, bem abaixo mesmo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

Kardec espera “sim” do Palmeiras nesta 4ª. Demora cria interesse de rivais

Por Danilo Lavieri

Novelas com boa audiência, geralmente, ganham mais semanas no ar. No caso da renovação de Alan Kardec, no entanto, esses dias a mais no noticiário estão causando o efeito contrário para o Palmeiras. Ainda sem acordo para ficar no clube após o meio do ano, o atacante já tem propostas salariais superiores e começa a fazer parte dos planos de outros clubes.

Segundo representantes do atleta, a diretoria palmeirense tem ciência do interesse de outras equipes brasileiras. Uma dessas sondagens, inclusive, chegou à mesa com R$ 80 mil a mais do que o camisa 14 pede pela renovação. Os diretores, por sua vez, seguem a política de não se manifestar sobre contratações publicamente.

Para tentar fechar de vez a negociação, os representantes do atleta enviaram uma nova contraproposta na última terça-feira e esperam uma resposta positiva nesta quarta-feira. O otimismo em relação ao acerto continua.

O pedido do jogador gira em torno de R$ 200 mil na parte fixa e seria, por exemplo, menos da metade do que Valdivia tem de vencimentos. Seria também bastante reduzido em relação ao que Wesley recebe. Os dois não estão no modelo de produtividade. Caso alcance as metas, o artilheiro chegaria nesse patamar.

A vantagem do Palmeiras na concorrência é o acordo com o Benfica, dono dos direitos do atleta. São 6 milhões de euros no papel, mas há o acerto verbal que o valor será de 4 milhões de euros (pouco mais de R$ 12 milhões). Em caso de negociação com outra equipe, os portugueses podem impor o valor que quiserem.

Mesmo podendo ganhar mais defendendo outro time, o artilheiro do Campeonato Paulista pretende seguir no Palmeiras para poder manter a boa sequência que o colocou na mídia como um candidato à seleção brasileira. Com 25 anos, Kardec acredita que ainda poderá realizar o sonho de estourar na Europa, coisa que não conseguiu no Benfica.

Depois de aceitar o contrato de produtividade, Kardec e seus representantes entendem que o pedido salarial base é baixo e se enquadra na nova política alviverde. A diretoria palmeirense concorda em parte e quer convencê-lo de que a parte variável é muito grande.  A demora, no entanto, começa a causar irritação nos empresários.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Verdão crê em justiça e equilíbrio do Brasileiro para não se frustar

Por William Correia

O Palmeiras ainda sofre com as consequências da eliminação no Campeonato Paulista, mas tem razões para sonhar em destino diferente no Brasileiro. Capitão do time, Fernando Prass aposta no regulamento de pontos corridos para evitar frustrações como a da derrota no jogo único na semifinal do Estadual, para o Ituano.

“Por ser pontos corridos, é mais justo e dá possibilidade e tempo de se recuperar de um jogo atípico”, apontou o veterano, colocando o equilíbrio da liga como vantagem.

“O Campeonato Brasileiro é totalmente diferente de qualquer outro do mundo. Pode não ser o melhor, mas é o mais disputado e equilibrado. A variação dos que ficaram entre os seis primeiros desde 2003 é muito grande e a diferença entre os que estão na ponta e o que estão na parte de baixo é bem pequena”, citou.

O goleiro só pede um início sem tropeços. “Esse equilíbrio nos faz pensar em conquista, mas temos que trabalhar bem direitinho, fazer tudo certinho para que os detalhes decisivos sejam ao nosso favor. Precisamos começar bem as nove rodadas antes da Copa do Mundo porque será difícil trabalhar pressionado, em situação ruim após 45 dias sem jogos.”

Prass aposta no Palmeiras como candidato ao título sem pensar na opinião de especialistas, lembrando que foi campeão da Copa do Brasil e vice no Brasileiro de 2011 quando todos acreditavam que o Vasco não passaria de uma temporada como figurante. Além disso, o goleiro vê a boa campanha do Paulista como prova de força.

“É difícil falar em erros do Palmeiras. Vínhamos muito bem em todos os jogos e caímos em um jogo atípico, com dois machucados no primeiro tempo, outros três sem condições de ficar e ainda entrou o Valdivia sem condições. Temos que torcer para não ter esses percalços”, comentou.

A aposta em um torneio com sistema de pontos corridos é consequência do retrospecto recente do Verdão em mata-mata é ruim, já que acumula precoces eliminações nos Paulistas de 2013 e 2014 e na Libertadores e na Copa do Brasil do ano passado.

“O jogo de mata-mata fica marcado por ser decisivo, mas o único que se dá bem é o campeão. Se caímos fora, é por algum motivo, não podemos achar que foi só por obra do acaso ou por ser um dia atípico. Temos que nos concentrar um pouquinho mais, ter inteligência no jogo e ser frios”, indicou o capitão.

Mais do que em retrospecto, a aposta de Prass é no trabalho que está sendo feito nos 18 dias sem jogos antes da estreia no Brasileiro, no dia 20, contra o Criciúma, em Santa Catarina. “Temos que aproveitar ao máximo essa parada atípica. O que menos temos durante o ano é tempo para treinar, então temos que transformar essa situação ruim em uma coisa boa”, falou o goleiro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESPN BRASIL

• Allianz Parque terá inédito revestimento de aço inox

Allianz Parque terá fachada revestida em aço inox, algo inédito no mundo. Este material demora mais para oxidar e diminui custos com manutenção

Veja como vai ficar → NOTICIÁRIO ❘ ESPN BRASIL

••

32 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 09-04-2014: Com ingresso mais caro que no Brasileiro, Palmeiras tem maior lucro do Paulista ❘ MÁQUINA DO ESPORTE”

Estava lendo a notícia de que o ex-treinador do Auxerre criticou o Lucas porque ele não sabe jogar futebol.
Isto é um fato. O que me levou a refletir: O Lucas é uma m… e o Vinícius, que o Palmeiras acabou de emprestar (felizmente) para o Vitória também é.
Lucas, vendido por uns 100 milhões de reais para o PSG, fez, pelo clube francês, 3 gols em 61 jogos. Vinícius fez 8 em pouco mais de cem, correto? É a mesma média, correto? Mas Lucas, que não é mais bambi, continua sendo falado (ainda que não tenha a menor chance) pela imprensa como jogador com remota possibilidade de ir para a Copa.
Não seria a hora de o Palmeiras valorizar seus cabeças de bagre também e começar a ganhar algum dinheiro com eles?

Isento…………. A CityLar, nova patrocinadora do Corinthians, obteve no início de 2014 a renovação de incentivos fiscais por dez anos. Com faturamento de R$ 1 bilhão/ano, a empresa deve deixar de pagar ao Fisco cerca de R$ 150 milhões/ano. O valor do acordo entre CityLar e Corinthians não foi divulgado………… Como a vida dos gambás é facilitada, ao contrário do Palmeiras. Façam as contas. …………………………………….RESUMINDO: a nova patrocinadora do time do isentão, vai ter ao final de 10 anos de ISENÇÃO DE IMPOSTOS….. economizado a quantia de 1, 5 bilhão com impostos.

Ei Paulo Nobre manda esse Brunoro embora e RENOVA COM O KARDEC , SEU ….
Já mandou o Henrique embora, e fica com Kleina, Bruno, Wendel, Felipe Menezes, Caio Mancha, Miguel. Manda esses caras embora e renova COM O KARDEC. Sófaltava essa perder o cara, seu lambe botas do Mustaphá.

Pra pensarmos um pouco, se um bom técnico não é importante: Atlético de Madri despacha o Barça com Messi, Neymar & Cia, e olha que o 1 X0 ficou barato…Enquanto isso lá no Rio, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, toma Globosta, kkkkkkkkkkkkkkkkk

Um bom Técnico pode até não ajudar à ganhar jogos, dependendo do material humano à disposição, podendo limitar-se a não atrapalhar. Mas, com certeza, técnicos ruins, como nosso glorioso GK perdem jogos, até com bons times à disposição!

Se tivéssemos um cone no banco seria melhor que o GK, além de não ajudar em nada ele é o único responsável pela maioria das derrotas. As duas derrotas no ano foram por culpa exclusiva dele. Thiago Alves na lateral nas duas.

O pior de tudo é ver lambe saco de paulo nobre defendendo o kleina como se fosse o único técnico disponível no mundo. O cara é muito otário, se o paulo nobre afundar o saco num balde esse cara morre afogado. Senso critico acabou faz tempo, o que importa é defender qualquer decisão que paulo pobre tome custe o que custar.

Andres Sanches é um rato.Porém, no futebol de hoje os bonzinhos não ganham títulos.Paulo Nobre
segue a cartilha do seu mestre Mustafá,já devia estar fazendo um bom trabalho nos bastidores para
ver se nesse ano pelo não somos assaltadospor arbitragens malandras e mandadas
..

Tô postando de novo, pois, acabei de ver que “verdão na mídia” de hoje tava no ar: não que ninguém saiba, inclusive a imprensa que se faz de desentendida… Mas, ontem, este sujeito deu declaração no SPTV da Globo, programa de grande alcance, dando opinião sobre o “legado da copa”, disse ele, abre aspas “o legado após a copa pertence ao meu clube”, fecha aspas… Assim, com a maior cara lavada! Corrupção e sacanagem existem desde sempre no Brasil, entretanto, antigamente, os sujeitos tentavam ser discretos, no Brasil-lulo-petista se rouba na cara dura, levanta-se o punho em ironia a presença do chefe máximo da justiça e depois é pego em envolvimento com doleiro preso… Para o mundo que eu quero descer!

É, já tô sabendo. Colegas, moro na periferia Z/L, grande parte das pessoas, independente do time que torcem, digitam o “13” na urna eletrônica por default, nem se importam de saber que é o candidato.

kkkkkkkkkk…. impagável, enquanto o Kardec já posa com a nova camisa e aceita receber menos que os enganadores como a fabulosa….A porcaria da uol quer assustar “palmeirense que adora entrar em desespero”, publicando que “Demora cria interesse de rivais”…. E ainda tem gente que acredita nesse lixo. A propósito Kardec, esse sim merecia receber 500 mil. Tem respeito com nossa história, camisa, torcedor e é um excelente profissional. Vai ser perseguido pelo Paulo Schmidt no brasileirão, aguradem.

Como os gambás estão se reforçando?…. Simples: Grana do BNDES foi liberada,….. grana da prefeitura foi liberada, ….Fifa vai liberar uma graninha para as arquibancadas,… quando tem problema financeiro pedem ajuda do ex-presidente …….o contrato com a caixa foi renovado em janeiro, mesmo com o clube devendo impostos (menguinho e gambás ficaram 2 meses sem patrocínio e só o patrocínio estatal os salvou)….. A Globo paga 40 milhões a mais para eles do que para o Palmeiras, …….Globo ainda paga metade do salário do Pato (400 mil), ………Globo transmite TODOS os jogos deles NA TV ABERTA (o que gera patrocínios e exposição das marcas…ao contrário do que fazem com o Palmeiras, já que eles querem é nosso dinheiro do ppv)….. todo jogador lá é exaltado, o que gera lucro com a venda, os jogadores deles n~åo são perseguidos pela imprensa, stjd, árbitros e torcida….. e por ai vai….Cara, gambás, menguinho e bambis tem uma vida muito fácil.

As contas do jornalista da primeira matéria parecem estar erradas pois ele considerou o valor do ticket médio com o valor estimado de quem entra de graça (Avanti), ao invés de considerar 0.

A receita foi bem menor do que ele calculou, e consequentemente, o lucro foi bem menor, menor que outros clubes inclusive.

OURO – SOU PALMEIRAS – 100% arquibancada e tobogã
PLATINA – MEU PALMEIRAS – 100% arquibancada, tobogã e cadeira laranja
Isso no Pacaembu, claro. Na Arena serão em outros setores.

Luiz e Arthur, obrigado pelos esclarecimentos. Mas quando a esmola é muita, o santo desconfia. De graça mesmo, só o ar que respiramos e os sonhos que possuímos! Abraços

De graça na receita da bilheteria né. Se na bilheteria dá prejuízo, o valor do Avanti é acrescido e aí se determina os ganhos reais.

Sobre o que o Prass disse em relação a disputar mata-mata Versus pontos corridos, quero fazer algumas considerações: O palmeiras, quando tem time, disputa ambas as modalidades sem problemas, pois já ganhou muitos títulos nos dois modelos.
Eu, pessoalmente, prefiro o pontos corridos por que é maneira mais HONESTA de se ganhar um campeonato, ao se eliminar uma exclusão fortuita de um time num jogo em que nada deu certo ou que o adversário tira os jogadores na pancadaria, como ocorreu no jogo contra o Ituano e o juiz é omisso. Sempre lembrando que o Verdão saiu fora num jogo cruzado no Paulistão de 1979, em que o presidente dos gambás, Vicente Matheus, melou o campeonato e fez com que a decisão viesse meses depois, com os times voltando completamente fora de ritmo. Aquele foi o campeonato mais fácil de ganhar e que a incompetência da diretoria do Palmeiras jogou na lata de lixo, como sempre faz de uns 30 anos para cá.

Sobre a Arena, só achei estranhas as 5 colunas que levam o símbolo do clube. No projeto inicial elas seriam todas revestidas com material verde e branco, até o topo. Na nova imagem essas colunas estão com a parte superior sem revestimento, aparecendo a estrutura metálica. O 1º projeto, com o revestimento das colunas, era mais charmoso, na minha humilde opinião.

Concordo plenamente. Era muito mais bonito! Seria interessante o Palmeiras ver o que diz no memorial descritivo, pois essa alteração, por mais “sustentável” que seja, tira muito do charme do estádio. E pior ainda se essa alteração for por conta do custo da obra…

Também achei que matou o visual que estava idealizado, devem estar economizando no final da obra… afinal o custo duplicou, de 300 para quase 600 só no estádio, fora obra no clube social…

Vai saber se não é por custo e sim por causa de prazo. Não sou profissional da área, é puro chute de minha parte, mas talvez tenham decidido mudar a obra pra entrega-la algumas semanas antes, ou meses.

Os comentários estão desativados.