Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 21-04-2014: Palmeiras, virada de Brancaleone ❘ ROBERTO AVALLONE

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Palmeiras, virada de Brancaleone

Como o Exército de Brancaleone, punhado de homens esfarrapados e sem armas para as bravatas- no inesquecível filme protagonizado pelo genial Vittorio Gassman- o Palmeiras conseguiu uma improvável virada: 2 a 1 sobre o Criciúma, fora de casa, mesmo disputando uma de suas piores partidas dos últimos tempos.

Ah, teve de tudo, San Gennaro é testemunha: Alan Kardec fez dois gols, um contra e o outro a favor (o da vitória), Tiago Alves exibiu a façanha de cometer dois pênaltis num só lance (meteu a mão na bola e atingiu o estômago de Silvinho) que o juiz não marcou, o goleiro Fernando Prass realizou milagres para evitar mais gols do Criciúma.

Tudo isso e mais um pouco. Padrão tático? Nenhum, depois de 20 dias de descanso e treinamento. E ainda por cima, como se o triste festival de erros não bastasse, o pai do centroavante Alan Kardec voltou a dizer que está desanimado e deu a entender que por uma ninharia o Palmeiras pode perder, sim, o seu goleador.

E com tudo isso, em ironia digna de Gassman, o Palmeiras conquistou três pontos, fora de casa, logo em sua estreia no Campeonato Brasileiro. O que poderia até ser motivo de euforia, mas não é: desta vez, a sorte estava do lado das dadivosas senhoras que, cansadas de tanto sofrimento, apelaram também para os santos poderes de Nossa Senhora Achirupita.

Coisa de domingo de Páscoa…

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Grêmio admite interesse em Wesley, do Palmeiras, mas salário atrapalha

Por Marinho Saldanha

O Grêmio tem interesse na contratação do volante Wesley, do Palmeiras. O marcador foi nome citado nos debates do departamento de futebol visando reforçar a equipe para o segundo semestre deste ano. Contudo, o alto salário recebido gerou recuo nas conversas.

“Foi um nome lembrado. Mas o salário que exige e recebe no Palmeiras era inalcançável. Foi cogitado. Mas parou na pretensão salarial. O Grêmio agregou ao grupo com a chegada do Rodriguinho [ex-Corinthians]. E procura outros reforços. Estamos em permanente pesquisa”, disse o mandatário gaúcho.

Wesley ficou descontente com o contrato de produtividade apresentado para renovação. Empresários, inclusive, estão autorizados a tratar da saída do Palmeiras.  O clube investiu 3 milhões de euros na contratação dele, que defendia o Werder Bremem, da Alemanha, até o início de 2012. No domingo, ele foi titular na vitória sobre o Criciúma, na estreia do Brasileirão. O marcador de 26 anos também tem passagens por Atlético-PR e Santos.

“O mercado está restrito e a janela para o exterior fechada. Mas isso não quer dizer que não tenhamos procurado. Seguindo na Libertadores, teremos novas contratações. A partir das quartas de final”, garantiu Koff.

A negociação com o Palmeiras não é dada por encerrada. Wesley segue na lista de jogadores que podem parar no Grêmio. Para funções defensivas do meio, o time gaúcho conta atualmente com Ramiro, Riveros, Edinho, Guilherme Amorim, Matheus Biteco, Adriano e Léo Gago.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Pacotão do Verdão: gol perdido, virada e mãozinha da arbitragem

O Palmeiras conseguiu uma grande virada na estreia do Campeonato Brasileiro. Com gols nos minutos finais da partida, bateu o Criciúma por 2 a 1, fora de casa, e conquistou seus primeiros três pontos na competição. Mas sofreu. Antes de Leandro e Alan Kardec marcarem, o centroavante ajudou Paulo Baier a fazer o gol do Criciúma, Marcelo Oliveira perdeu um gol inacreditável e Fernando Prass fez defesas dificílimas. Sem falar no pênalti duplo de Tiago Alves, que o árbitro André Luiz de Freitas Castro ignorou.

Confira um resumo da partida:

Nem Marcelo Oliveira deve ter acreditado que a bola sobrou tão limpa à sua frente com o goleiro adversário no chão. Após a cobrança de falta de Bruno César, Bruno, do Criciúma, rebateu mal e o volante, cara a cara com o gol vazio, isolou. Bateu de esquerda e a bola foi alta demais. Chance incrível.

A narração de Luiz Carlos Jr., no SporTV, é precisa. Leandro brigou com a bola ao receber passe do chileno Valdivia. O atacante tentou sair da marcação do adversário e suas pernas não entraram num acordo. O lance gerou um contra-ataque do Criciúma, que não deu em nada. A redenção de Leandro viria com o gol de empate.

O árbitro André Luiz de Freitas Castro poderia ter escolhido qual pênalti de Tiago Alves marcar neste lance: o tapa na bola ou o chute na altura do estômago do atacante Silvinho. Mas preferiu não dar nenhum. O lance deixou os jogadores do Criciúma revoltados. Paulo Baier até se esqueceu do jogo para reclamar.

Fernando Prass fez uma série de grandes defesas. Antes de espalmar essa cabeçada de Fábio Ferreira, o goleiro alviverde já havia impedido gols de Silvinho, Paulo Baier e Eduardo. Aqui, o zagueiro do Criciúma subiu mais do que todo mundo e parou no goleiro palmeirense, principal responsável pela virada da equipe.

Alan Kardec é tão bom no jogo aéreo que até ajudou Paulo Baier a marcar seu gol de número 103 na era dos pontos corridos e abrir o placar para o Criciúma. Mas o atacante se redimiu no final da partida ao subir livre na área e virar o placar. Antes, Leandro, que entrou no intervalo, contou com desvio de Escudero para empatar.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Após vitória na estreia, Valdivia ensina: ‘Não pode ter medo de errar’

O Palmeiras não jogou bem, mas venceu o Criciúma por 2 a 1 e estreou somando três pontos no Campeonato Brasileiro. Para o meia Valdivia, o resultado mostra que a equipe não pode ter medo de arriscar.

– Acho que nossos méritos foram não deixar de acreditar e sempre procurar o arco deles, sem ter medo de errar. A gente errou muito, mas é assim que se melhora e se forma um time vencedor – disse o camisa 10.

– A gente foi superior. O Criciúma tentou jogar no nosso erro, de contra-ataque. A gente fez a nossa parte, que era jogar com calma, tocar muito a bola para atrapalhar a marcação deles. Não foi por acaso que a gente virou.

O chileno acredita que a boa fase do início do ano está mantida mesmo depois da queda diante do Ituano na semifinal do Paulistão, que para ele foi um acidente.

– A gente vem muito bem, fomos bem no Paulista. Teve uma infelicidade contra o Ituano, mas fomos muito bem.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Novela Kardec já preocupa pai, atacante e comissão técnica no Palmeiras

A novela interminável pela renovação de Alan Kardec com o Palmeiras já tem muitos prejuízos ao atacante. A demora pelo capítulo final gera muita preocupação no próprio atacante, na família do jogador e na comissão técnica da equipe.

Artilheiro da temporada, o jogador não consegue entrar em acordo financeiro para assinar seu novo vínculo de cinco temporadas com a equipe em que ele foi campeão da Série B e ganhou o status de jogador de seleção brasileira.

O primeiro aviso do perigo foi dado pelo pai do atacante, que também é empresário. Primeiro, em entrevista à Rádio Transamérica, avisou que notava sinais no seu filho. Depois, em conversa com o UOL Esporte, ressaltou outras preocupações. Até mesmo a índole de seu filho está em jogo.

“Nós reduzimos três vezes a pedida e não deu certo ainda. Não sei porque. Não queremos nem estar entre os mais bem pagos do Palmeiras. Mas essa enrolação prejudica meu filho e tem outro fator preocupante. Se ele se machucar, será que alguém compra? E mais. E se, no fim de tudo, não der certo para ele ficar? Meu filho vai ficar como o mercenário da história mesmo abaixando três vezes a pedida?”, questionou.

No domingo, logo após a vitória, o agente deu entrevista ao UOL Esporte e admitiu que já aceita ouvir outras propostas.

Alan não quer um salário que chegue nem perto de Valdivia, por exemplo, o mais caro da folha salarial. Ele também não pretende receber o mesmo que Wesley. Seu estafe ainda avisa que, se colocado no Brasil, seus vencimentos ficariam longe de concorrentes da posição como Fred, Luís Fabiano, Alexandre Pato e Jô, por exemplo.

A comissão técnica sabe dos prejuízos que isso pode gerar no atleta. Gilson Kleina admitiu que tem conversado com o jogador sobre os reflexos da negociação e diz que é impossível que isso não o afete em campo.

“Não tem como falar que não afeta. O que ele precisa ter é confiar em quem está fazendo o acordo. Pelo menos, sei que ele e o Palmeiras se querem, isso faz as coisas ficarem mais fácil. Eu sou o treinador, quero que ele fique, mas os valores e o resto fogem de mim”, analisou o treinador.

Por mim, o próprio jogador deu entrevistas reconhecendo que está saindo perdendo com a demora para que tudo seja acertado de uma vez. Em entrevistas após marcar o gol da vitória por 2 a 1 em cima do Criciúma, o camisa 14 declarou que está muito envolvido com tudo isso, porque a novela define o seu futuro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Kleina ‘ignora’ pai e crê em vontade dos dois lados para ter Kardec

A negociação sobre a permanência de Alan Kardec no Palmeiras ganhou os holofotes nos últimos dias, abrindo a possibilidade para que o pai do atleta fizesse duras críticas ao clube do Palestra Itália. O jogador, no entanto, não quis se envolver e respondeu ao impasse com mais um importante gol, garantindo a vitória alviverde neste domingo, por 2 a 1, sobreo Criciúma, na estreia do Campeonato Brasileiro.

Essa resposta de Kardec reforça justamente o pensamento de Gilson Kleina, que, apesar das polêmicas declarações dos envolvidos na negociação, acredita que a vontade do jogador de permanecer no clube falará mais alto no fechamento do acordo. O treinador admitiu uma possível interferência do impasse no desempenho do camisa 14, mas também preferiu não falar sobre o futuro do atacante.

“Não tem como não dizer que uma coisa não está ligada a outra. Ele tem de ter confiança em quem conversa com o Palmeiras sobre o acordo. O que me deixa tranquilo é que o Kardec quer ficar e o Palmeiras quer o Alan. Eu sou o treinador e quero a contratação, mas as negociações fogem de mim”, disse Gilson Kleina, ciente que tem pouco a fazer no caso envolvendo Kardec.

Apesar de o jogador ter manifestado o desejo de permanecer no clube, os valores da negociação causam discordância das partes envolvidas. O pai e também agente do atacante já afirmou que está triste com a postura do Palmeiras, alegando que baixou o quanto podia da oferta salarial. Na última semana, aliás, esteve em São Paulo para se reunir com os dirigentes alviverdes.

Kardec está emprestado até 30 de junho e o presidente Paulo Nobre já encaminhou ao Benfica a forma de pagamento de 4 milhões de euros (cerca de R$ 12,5 milhões) para tê-lo em definitivo. Depois de acertar com o clube português, o Palmeiras tenta chegar a um acordo sobre a pedida salarial, que, de acordo com o empresário e pai do atleta, é abaixo da maioria dos atacantes de grandes clubes do país.

“É antiético falar sobre os números oferecidos, mas, se no futuro, o meu filho vier a sair com outro clube e alguém insinuar que ele foi mercenário, vocês podem me procurar que eu estou aberto par afalar sobre como foi todo o processo de renovação, vou dar números que deixará todo mundo surpreso”, disse o desacreditado Alan Kardec, que leva o mesmo nome do filho, em entrevista à Rádio Globo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

• O Palmeiras estreia com vitória sobre o Criciúma, mas com futebol horroroso

Que a vitória de 2 a 1 sobre o Criciúma não engane o Palmeiras como um todo, do roupeiro à diretoria, passando, sobretudo, pelo técnico Gilson Kleina e seus jogadores. O Palmeiras mostrou um futebol horroroso, com  muitos passes errados em todos os setores e uma soneira de alguns jogadores que, a bem da verdade, não poderiam vestir a camisa do time. Digo isso com  franqueza e tranquilidade porque neste mesmo espaço já reconheci bons momentos do time. A tabela pode enganar em começo de competição.

O Palmeiras ganhou na estreia, com dois gols nos minutos finais, de jogadas até que bem tramadas, mas isso não pode esconder a fragilidade mostrada pelo time na abertura do Brasileirão. Ganhou, mas poderia ter perdido por três ou quatro gols. Cometeu um pênalti não dado pelo juiz quando o jogo ainda estava 1 a 0 para o Criciúma, e contou com boas defesas do Fernando Prass, o melhor do Palmeiras na partida.

O que fica, como disse Kleina, não pode ser apenas os três pontos ou a vontade do elenco de querer empatar e depois virar o marcador. Essa disposição é o mínimo que qualquer grupo tem de oferecer ao seu treinador e torcedor. O jogo me mostrou um Palmeiras nervoso e sem jogadas, totalmente dependente de alguns, como Wesley, Valdivia e Alan Kardec. Aliás, essa tem sido uma máxima no Palmeiras, refiro-me à dependência de atletas.

O torcedor viu no Estadual como o time joga sem Valdivia e Kardec. É preciso trabalhar muito para fazer desse Palmeiras um time temido e competitivo. Mais ainda: respeitado. Na minha opinião, é uma equipe frágil, que pode se perder quando tiver de resolver jogos importantes e chaves na disputa.
Não vejo o Palmeiras no mesmo patamar de Inter, Atlético-MG, Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Fluminense… E nem me refiro somente ao poder de fogo. O temor que esses times colocam nos adversários não é o mesmo do Palmeiras.

A diretoria precisa encontrar então algumas peças, alguns reforços. Reforços prontos e de peso. Porque o Palmeiras teve em anos anteriores jogadores que só fizeram encarecer a folha de pagamento do clube. E ainda tem alguns desses no elenco. Fora isso, e não é pouco, o palmeirense tem mais é de festejar a primeira vitória na volta do time à Série A. E torcer para que Kleina arrume a casa até o jogo seguinte.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBSON MORELLI ❘ ESTADÃO ONLINE

••

BLOG PITACOS DO VERDÃO ❘ LANCENET

• Palmeiras copeiro e peleador em SC

Por Fellipe Lucena

O Palmeiras viajou a Criciúma pensando em empatar (Gilson Kleina admite que qualquer ponto em duelos fora de casa nesta etapa pré-Copa será festejado), jogou para perder e… Ganhou! É assim, com vitórias improváveis em jogos fora de casa, que se constrói uma boa campanha no Brasileirão por pontos corridos.

Foi um Verdão “copeiro e peleador”, como gostam de dizer as torcidas uruguaias e argentinas copiadas pela Banda Carvoeira do Criciúma. Um Tigre que foi tudo, menos copeiro: chegou a dominar, armou bons contra-ataques e… Perdeu diante de sua torcida. Mal!

O maior mérito dos paulistas foi a luta incessante. Foi com ela que o time achou o gol de empate, com chute desviado de Leandro, que saiu do banco para quebrar um jejum que se arrastava desde 12 de março. E foi com ela que se manteve no campo de ataque mesmo com o 1 a 1 no placar e foi eficiente na bola parada, com o sempre salvador Alan Kardec. Ele vinha sumido, mas é sempre letal e é OBRIGATÓRIO renovar.

Mas o time jogou muito mal e o reencontro com a Série A deixou lições. A maior tem a ver com Wesley: o melhor dos oito volantes do elenco é imprescindível. Ele começou no banco porque ainda sofre os efeitos de uma pancada, viu Josimar e Marcelo Oliveira falharem na tentativa de levar a bola da defesa ao ataque e entrou no intervalo para mudar o jogo. Vai vender, Nobre?

A zaga também gerou alerta. Tiago Alves conseguiu fazer dois pênaltis (ignorados) no mesmo lance e não passou segurança, assim como todo o sistema defensivo. Reforços já!

Leia aqui a matéria completa → BLOG PITACOS DO VERDÃO ❘ LANCENET

••

COLUNA DO ANTERO GRECO ❘ O ESTADO DE S.PAULO

• Fortes emoções

Palmeiras e Santos colocarão à prova os nervos dos torcedores, para justificar previsões. A primeira mostra do que ambos podem oferecer veio no início da noite. O vice-campeão paulista, com uma sequência forte de compromissos – final do Estadual no domingo, Copa do Brasil durante a semana -, suou para empatar com o Sport, por 1 a 1, em casa. O ataque (leia-se Thiago e Damião) foi o ponto instável, mais uma vez.

Os palestrinos bateram o Criciúma por 2 a 1, de virada, mas devem creditar parte do sucesso à arbitragem de André Castro, que ignorou pênalti de Tiago Alves quando o time catarinense estava em vantagem. Kleina terá de mudar a escalação, e bem, para evitar derrapadas.

••

43 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 21-04-2014: Palmeiras, virada de Brancaleone ❘ ROBERTO AVALLONE”

Talvez a direção palmeirense ainda não tenha percebido que pode praticar SUICÍDIO POLÍTICO.
Perder seu jogador de referência, enfraquecendo o time e correndo sério risco de ver esse atleta em um rival seria jogar no lixo todo o trabalho de reconstrução do clube e do time após a nefasta gestão Tirone.
O ambiente político se tornaria insustentável, as pressões sobre o time por parte da imprensa e da torcida, transformariam o ambiente interno em um verdadeiro inferno.
O time poderia entrar em parafuso por essa pressão e os argumentos sobre equilíbrio financeiro não encontrariam justificativas.
Não se tornar refém de negociações é uma prática administrativa correta, mas é preciso analisar certas condições.
Como explicar a não manutenção de jogares titulares chaves para o esquema e ter no elenco SETE volantes?
Para que ter SETE VOLANTES para duas posições na equipe?
Como explicar cinco jogadores que atuam na lateral esquerda? Como justificar a contratação do lateral esquerdo Paulo Henrique?
Por que não negociar em definitivo ou por empréstimo jogadores como Bruno e Felipe Menezes?
Quanto custa ao clube a manutenção do zagueiro Vitorino, que vai para a sua segunda temporada de inatividade?
Todas essas comparações serão feitas quando forem questionados os custos de Wesley e Alan Kardec.
Sob o ponto de vista político, a falta do patrocínio principal na camisa e o salário do Brunoro serão colocados sobre a mesa.
Enfim, além de comprometer o time, o ambiente, a atual direção estaria cometendo seu suicídio político, acabando com o clima de festa do ano do centenário.

Pessoal, creio que essa demora faz parte das negociações. De um modo geral, tirando o caso do Argentino, eles têm feito boas negociações.
Problema é que a imprensa fica cutucando….
O foco agora é contratar mais dois caras, e conseguir um patrocínio.

Segundo o UOL (que não é das melhores fontes, é verdade), a diferença entre o que o Kardec pede e o que o Palmeiras quer pagar é de R$20 mil. Numa continha bem simples, isso dá R$240 mil/ano, R$1,2 milhão por 5 anos. Dispensando 2 ou 3 pernas de pau, salvamos esse valor em coisa de 1 ano. Se pensarmos em manter o elenco em termos de quantidade, com metade do valor do patrocínio das mangas podemos cobrir esse valor, e ainda sobra uns trocos pra investir em outro atleta. Mas daí vem a realidade, e você se recorda que o clube não tem patrocínio nas mangas, e que na visão dos administradores, a saída de Kardec geraria uma economia muito maior que esse R$1,2 milhão.

A pergunta, é quem quer os cabeças de bagre?? Somente nossa diretoria prefere contratar 6 ou 7 pernas de páu !! Sabem porque ? por causa da produtividade !!! KKKKKKKKKKKKA !!

Visão completamente equivocada da diretoria. Digamos que economizasse, conforme seus cálculos, o R$ 1,2 milhão. Mas tem que se pensar em gerar receita. Com o Kardec em campo (se ele continuar a balançar as redes como está balançando) o Palmeiras tende a ganhar jogos, ficar bem na classificação e encher o estádio como mandante. Resultado… mais dinheiro entrando em caixa com venda de ingressos e venda de camisas e mais “palmeirensezinhos” crescendo fãs do verdão, gerando receita futura e por aí vai. Esse tem que ser o pensamento.
Como você disse: “Mas daí vem a realidade…”. Na boa, a realidade é essa que tento mostrar agora, qualquer coisa fora disso é blá blá blá de dirigentes incompetentes.
Abraços.

Arthur, o que quis dizer vai na mesma linha que você. Usei como exemplo o fato que de que o patrocínio das mangas poderia cobrir esse valor, mas nem isso temos. Numa outra hipótese, se o Palmeiras chegar embalado nas fases finais da Copa do Brasil, 1,2 milhão é o valor arrecadado na bilheteria de 1 jogo em casa. Falavam tanto do Tirone, mas Paulo Nobre também tem horas que administra o Palmeiras como se fosse boteco.

Negativismos vemos aqui…
Qual a diferença do Doriva de hoje para o Kleina de “ontem”?
Juninho Paulista, aquele que hoje é dono de restaurante? mas no Palmeiras o principal atributo para ter um cargo é ser empresário do ramo alimentício, né…?
Reclamam do presidente e isso é aceitável, não respeito, mas aceito, afinal todos tem direito de se manifestar, mas queriam que ele fizesse exatamente como os antecessores? não acham que o Palmeiras precisava de uma administração diferente?
Pensem diferente! pensem que ele está economizando para o próximo presidente favorito de vocês (quem seria?).
Pediram até que IMITÁSSEMOS o Corinthians!! quero crer que é só raiva e estresse o motivo de alguem falar isso, todos sabem como funciona o Corinthians e o Flamengo, mas nos momentos de raiva esquecem.
Eu estou contente com a administração, claro que tem falhas, TODAS TIVERAM E TODAS TERÃO (ou não acreditam nisso?), mas fomos melhores no Paulista e não temos time para ser rebaixados.
Reclamam da demora para renovar com o Kardec, mas quando o Tirone fazia contratos lesivos às pressas também reclamavam.
O contrato com o Wesley foi uma cagada, o jogador quer continuar recebendo o que recebe hoje (ou até mais) e é para aceitar, até o Gremio que é o “gastão” achou o salário alto, mas para vocês tem que aceitar tudo.
Vocês estão corretos!!

Carlos o Doriva ganhou um paulista em cima do santos e da gente, o estagiário com um time melhor nao ganhou nada ! ( estou falando de campeonatos da serie A), esse Doriva me lembrou o luxemburgo no começo de carreira! Nao podemos comparar os dois, nao seria justo com o trabalho serio e competente que o técnico do Ituano realizou!

Marcelo, o Doriva não tem perfil para técnico do Palmeiras, o Palmeirense gosta de futebol vistoso, com qualidade não futebol de retranca(Doriva/Caio Jr. e Etc) acho que o Doriva não tem perfil. Vou te dizer que pelos que vimos no Paulista talvez o Kleina se saia melhor em pontos corridos. Assim espero. Carlos concordo com vc, em todos os aspectos, de um modo geral eu gosto da administração do P.N. Temos que lembrar da herança maldita do Tironi. Vide Barcos e Wesley

Será que ainda não perceberam que todo ano é assim? todo ano um técnico de time pequeno se destaca porque é muito diferente de treinar um time grande, em time grande não pode perder senão vão falar um monte e a primeira coisa que vão falar é do curriculo do cara, sendo que meses antes falavam bem do trabalho do cara…
Em time pequeno não há tanta pressão e não há muito a perder, por isso vemos técnicos imitando formações de times europeus, times muito ofensivos e ousados, se faz isso num time grande e perde o cara é criticado por “inventar”, por não “fazer o básico”.
HOJE, para mudar de verdade tem que mudar a cabeça do torcedor, esse é que tem que ter a inteligencia de entender um trabalho, que tem que ter paciência, concordo que o Kleina é muito fraco e que deveriam trocar (deveria ter feito isso no final do Paulista), mas tem a questão do “quem” e outra muito importante: será que os jogadores aprovariam a mudança? será que não estragaria o ambiente? (sei que são funcionários e deveriam cumprir suas obrigações da melhor maneira possível sem fazer bico, mas isso é só na lógica)

Carlos Souza, tenho minhas dúvidas se P N esta “economizando para as próximas gestões”.
Sem patrocínio, receitas novas, investidores tem que ser o avalista de empréstimos para o clube que começarão a serem cobrados logo, logo.
Lá vem mais uma herança maldita!

PN poderia ouvir a torcida assim como fez o proprietário do Manchester United. David Moes ficou dez anos fazendo um trabalho pífio no Everton, jogando para empatar a maioria dos jogos. Aí caiu de paraquedas no Manchester United e continuou jogando da mesma forma como jogava no Everton, para não perder.
A torcida, evidentemente, percebeu que o técnico não estava a altura da camisa do M. United e passou a pedir sistematicamente a demissão do técnico recém chegado. O presidente, ou CEO, percebendo que com David Moes o time não iria a lugar nenhum (já terão o prejuízo de não disputarem qualquer competição européia na temporada 2014/2015), demitiu o treinador para ver se consegue salvar a temporada seguinte, colocando interinamente o ídolo Ryan Giggs.
Parece que eu vejo um mesmo filme no Verdão, mas aqui o final nunca é feliz. GK, o estagiário, continua fazendo o time render menos do que pode, sem qualquer expectativa de melhoras, ao contrário. Somos obrigados a engolir dois ridículos amigos dele no time, T. Alves e Josimar. O pesadelo está apenas começando.

se contratarmos o Doriva técnico promissor , com certeza o time vai melhorar chega de estagiários…ahhh podia contratar o juninho paulista para gerente de futebol, ele pelo menos conhece e sabe escolher bons jogadores

Esperávamos pelo momento em que um erro de arbitragem ou uma interpretação de arbitragem favorecesse ao Palmeiras. Quando isso ocorresse teríamos a possibilidade de notar o comportamento parcial e desonesto da imprensa esportiva. Notamos isso nessa rodada, especialmente do pessoal do Sportv/Globo.
Alguém se lembra de qualquer citação de arbitragem nos inúmeros jogos em que o Palmeiras foi garfado pelo pessoal do apito por parte do pessoal da Globo?

O time que foi rebaixado no apito, que perdeu um campeonato paulista neste ano pela violência não punida dos adversários que quebraram seus jogadores foi alvo da “indignação” dos ilibados jornalistas, os mesmo que não prestaram atenção na penalidade sofrida pelo Bruno César, do gentil zagueiro Escudeiro, mas que foram muito atentos no lance do Tiago Alves.

Cansamos de ver o Palmeiras ser operado sem anestesia e nada de comentários, nada de indignação, nada de repercussão sobre os lances e agora nesse jogo cegueira em uma penalidade e atenção máxima em outra.

Com certeza absoluta, os jornalistas que demonstraram toda essa indignação devem ter visto a penalidade para o Palmeiras, mas seu “profissionalismo” não foi o mesmo.

Fica mais uma vez caracterizado que erro de arbitragem, interpretação de arbitragem só pode acontecer para um lado em jogo do Palmeiras e que a condição de equilíbrio dos erros no final de uma disputa pode valer para todos, menos um!

Vamos ter mais 37 rodadas e muita água vai rolar nesse campeonato, então teremos condição de avaliar se esse jornalista indignado tem deficiência técnica ou deficiência de personalidade.

Caros Palestrinos como diria o Pica Pau ” E LÁ VAMOS NÓS .Mais um ano de muita paciência de jogos horrorosos sem inspiração e para variar sempre temos uma negociação de um dos poucos jogadores que temos que se arrastam e já sabemos o resultado.O inimigo leva o cara de graça.
Eta política do BOM E BARATO do Sr Mustafá. Com todo respeito mas que duro o Ituano ter ganho este campeonato. O bom e o barato vai imperar.
Vejam que teremos dois campeonatos um antes da copa e outro depois.
Só espero que depois da copa sobre alguem para compor o elenco.
lucchesi ricardo il capo

parece que o nobre/brunoro vai pegar o barcos emprestado por 1 ano com o grêmio e mandar em definitivo por zero reais Kardec, prass, valdivia, Wesley e lucio….5 x 1 de novo ! utro ótimo negócio !!!

abrax do Signorini

Andres Sanches quando assumiu os mulambos também não tinha dinheiro.Ao ~invés de ficar
chorando como faz Nobre soube utilizar a marca. títulos importantes e deu um estádio pra torcida.
Tira abunda da cadeira e se mexe Paulo Pobre..

1. Roubo contra o Palmeiras é tão comum que a imprensinha ignora, e porque é conveniente. ERRO a favor do Palmeiras, tudo bem, até é notícia, mas pelo ineditismo. Mas a little press está “escandalizada”, e já fazendo seu trabalho para que nunca mais aconteça de novo.

2. Prass é hoje o jogador mais importante do elenco. Kardec vem logo depois. Valdivia é o mais técnico, mas anda irregular. Wesley é mais inconstante ainda. Sem um ou dois deles, comemoraremos se não formos rebaixados. ACORDA, DIRETORIA, bando de walking dead!!

Diante de todas estas noticias, o Wesley vai acabar no Gremio trocado pelos emprestimos do Leo Gago e de um segundo jogador (que será o Rondinelli e nao virá). Do Burroro eu espero tudo do nada.

Que chegue logo essas eleições e que Paulo Nobre NÃO SE REELEIJA!!! Precisamos de mentalidade e principalmente ATITUDES dos novos tempos e não de mentalidade retrógrada da idade média!!!

Pior q tem q ser lá de cima mesmo, atendendo nossas preces. Pq lá de baixo nem o Capeta em pessoa quer a companhia deste sapo-boi.

Isso é que é vontade de divulgar notícia negativa do Palmeiras… lance faz post …duplo. de notícia negativa……………..18:48 – Zagueiro do Palmeiras assume que fez pênalti contra o Criciúma……………18:24 – Zagueiro do Palmeiras admite ter cometido pênalti em Criciúma….. e a net está infestada de palmeirenses dizendo que “GANHAMOS, MAS ROUBADO”. O engraçado é que nem 5% desses torcedores aparecem para reclamar …quando somos roubados sistemáticamente.

As próximas notícias devem ser: 19:10 – Zagueiro do Palmeiras AFIRMA que fez pênalti contra o Criciúma……19:25 – Zagueiro do Palmeiras CONFIRMA que fez pênalti contra o Criciúma

O Paulo Nobre JÁ DEU NO SACO, esse presidente meia-boca SÓ É MACHÃO contra o TORCEDOR (torcedor comum e T.O.) agora quero ver contra a CBF, GLOBO E STJD (que esse presidente deveria defender o Palmeiras desses que eu citei) !!! Aí ele se caga!!!

Em 2012 o Palestra foi lesado de todas as formas pelos juizes e bandeiras, e fomos para na “B”, e nunca ou foi pouco comentado por esta press fdp, agora qdo o erro nos favorece a coisa muda.
GK 60% precisa ficar atento, teve um tempo muito bom pra preparar a equipe e voltou com os mesmos problemas.

Émerson, você tem toda a razão. Fomos escandalosamente roubados em dois mil e doze. Ninguém falou nada. Era caso até de investigação por parte do STJD tantos erros cometidos contra o Palmeiras e sequência. Agora, pela primeira vez em muitos anos (ao menos que eu me lembre), o Palmeiras teve uma mãozinha da arbitragem.
Querem saber? Pra CBF/STJD pagarem a dívida com o Palmeiras, teríamos que ser ajudados em todos os jogos nos próximos dois campeonatos!

O Kardec estava encostado em Portugal , foi trazido ao mundo dos vivos pelo Palmeiras e teve ate o nome cogitado para a seleção , se e tão ninharia o que falta para renovar porque o papai, que nao leva nada do que eu citei em consideração, já nao renovou? Esse e um lado da história , o outro e bem mais simples: Cade o planejamento estratégico seu brunoro? Porque já nao renovou antes ou se estava difícil, Cade a opção de jogador? Pano B?Nao tem!? Então paga essa ninharia ao bom jogador Kardec , com um pai pra lá de falastrão e mal agradecido! Quando nao e o jogador, e o pai ou o empresário ! Por isso e que tem que ter gestão profissional! Abre o olho Paulo Nobre, esse brunoro já começou aprontando ( caso Barcos) e nao parou ate agora!

Com Wesley, Valdívia e Kardec como dispensáveis a previsão para o segundo semestre é tenebrosa e claro, sem patrocinador, ano passado a ‘culpa’ foi a saída da Kia em março, esse ano será a copa e vimos o Vilhena-RO faturar mais que o Palmeiras em patrocínio, usando como chamariz justamente o jogo contra o Palmeiras. É muito profissionalismo.

Tornei-me Avanti prata ontem. Motivação para tanto? Quase nenhuma, vou tentar ajudar, pois, parece que aqueles que podem e até são bem pagos pra isso não o fazem. Patrocínio master? Renovação com Kardec e Wéslei? Contratação de LD e Zagueiro? Sinergia com o parceiro Wtorre? Inauguração da arena? Objetivos em linha com nossa grandeza? Estamos no centenário?

Mais de 400 dias de mandato. Processo de modernização do estatuto? Geração de receita/novos patrocinadores? Diminuição da dívida? Time de futebol? Títulos?
Tá fazendo o quê na cadeira de presidente o fantoche do Mustafá?

Segunda e terça-feira é dia da torcida palmeirense surtar com as notícias plantadas pela tupiniquim press, principalmente se os gambás e flajuto nnao ganharam (as bibas ganharam e é só incentivo na terra encantada). Ó vida, ó desespero, vamos ser rebaixados!!!!

Olha essa:
Fox sport rádio o flavio sormani esta falando que o kardec esta acertado com o São Paulo.

E eu aqui sonhando com a contratação do Rafael Sobis.

Bruno, Wendel, Juninho Pampers, Felipe Menezes, Eguren, Caio Mancha, Miguel, BRUNORO, PAULO POBRE, JEGUE DO JIRSOKLEINA, 2a. DIVISÃO AI VAMOS NÓS NOVAMENTE.
MANDA EMBORA ESSE BRUNORO, FEITOSA, MAIS OS CARAS ACIMA, e renova COM O KARDEC.
LUXEMRBURGO E DÉCIO PERIN JÁ!!!

com o que economizaria com essas tranqueiras dava pra pagar o Kardec e sobrava até pára investir no social.

Os comentários estão desativados.