Categorias
Ser palmeirense é... Você manda o Recado

Vilhena

Hora de virar a página palmeirense. Vamos pensar na Copa do Brasil e parar de lamber nossas feridas.

Então vamos pensar na partida desta 4a feira, às 21:50, pela CB-14 contra o Vilhena. Jogo da volta.

E para tanto elevar espíritos deprimidos, nada como começar o dia com um belo texto de um grande palestrino, Dr. José Wilson Serbino, contando sua experiência no jogo, Vilhena 0x1 Palmeiras, em Rondônia. Experiência de médico, de palestrino, e acima de tudo de pai de um pequeno palestrino.

Enjoy it!

***

Para quem você vai torcer?

Iniciei assim minha conversa com o Felipe, então com 5 anos, na terça feira. Mais tarde naquele dia embarcaria num ônibus para Vilhena, para  uma das experiências mais estranhas de minha vida.

Mas vamos desde o início! O Palmeiras havia sido sorteado, na Copa do Brasil de 2014, como adversário do Vilhena na primeira fase.

Minutos após o sorteio começaram a chegar as mensagens, por e-mail e celular, contando a novidade. E, rapidamente, eu confirmava ao Natal, presidente do VEC, que seria médico deles no jogo!

Neste momento, misturou-se razão e emoção. Como não participar deste jogo, podendo viver suas emoções de perto? Como, porém, estar em trincheiras inimigas, contra o meu amado Palmeiras?  Ou como, então, torcer contra jogadores que eu cuido, numa atitude que banalizaria tudo o que acredito em minha profissão?

9aPapai…respondeu Felipe, sem demora, me olhando sério e pensativo, como se buscasse em meus olhos uma dica sobre a melhor resposta… acho melhor eu não torcer para ninguém neste jogo.

Felipe é um palmeirense fanático. Assim com Gabi, sua irmã (e alma) gêmea, canta o hino completo desde os 3 anos de idade. Ama o Palmeiras! Mas a minha presença no banco do outro time balançou muito seu coração. E, assim como eu, não conseguiu escolher.

Já fora difícil, dias atrás, contar a ele que não iria comigo a Vilhena. Seriam 700 km de ônibus, ida e volta, estádio acanhado, arquibancadas móveis, provável superlotação e chuva. E eu não teria como ficar com ele mesmo! Combinamos que ele veria o jogo pela TV. E depois me contaria tudo.

Voltando ao nosso diálogo, vi que ele ainda me olhava, contemplativo, pedindo socorro para sua agonia. Afinal, eu sou seu pai!

Filhote, então eu vou te contar um segredo. Papai vai estar trabalhando, e não poderá, de jeito nenhum, comemorar se o Palmeiras fizer um gol. Por isso, vou pedir a você este favor: você vai ficar aqui em casa, torcendo muito pelo Palmeiras, e se sair um gol, vai gritar bastante, bem alto. Por você e por mim!

Abrindo o sorriso de um menino lindo, e arregalando seus olhos azuis, num misto de alívio, felicidade e responsabilidade (afinal, ele teria agora uma missão!), ele solta um longo Uuuuuuuuuuh, e me abraça por um instante.

O jogo foi um momento de emoções intensas. De um lado o meu time, minha alma verde, minha paixão. Do outro, minha profissão, e um grupo de pessoas boas, honestas, simples, trabalhadoras, humildes, que tinham nesta talvez a maior oportunidade de suas vidas. Sentimentos conflitantes, às vezes ainda não totalmente claros para mim. O Palmeiras ganhou por 1 x 0, gol no finalzinho do segundo tempo. Mas o VEC fez um bom jogo. E conseguiu levar a decisão para o Pacaembu! Realizou em parte o sonho daquele grupo. E, também em parte, o meu!

serbino-rondonia-01Entretanto,  quem ganhou, mesmo, foi o Felipe. Dr. Otávio, bom amigo,  coincidentemente de sobrenome Vilhena, médico do Palmeiras, me deu a camisa de jogo do Valdivia! E só meu filho, neste mundo, teria o poder de tirá-la de mim.

Chego em casa no dia seguinte, à noite! Antes mesmo de girar a chave já ouço as crianças gritando na sala. Meu filhote ganha sua camisa, veste-a na hora! Para a Gabi, uma revistinha de princesas, que eu pacientemente ajudaria a colorir momentos depois. Afinal, o amor é o mesmo!

Na hora de dormir, ele ainda está com a camisa por cima do pijama. Não quer tirar por nada. Deito com ele na cama, e nos abraçamos como a cumplicidade de pai e filho, apaixonados um pelo outro, e ambos pelo Palmeiras!

Dou um beijo gostoso no meu menino! Ele, sempre doce, me faz um carinho, e diz que me ama. Depois volta a me olhar, e emenda, simples e objetivo, como quem acha a solução deste enigma: Mas papai, eu queria, mesmo, era que você fosse o médico do Palmeiras!.

Eu também, filho! Eu também!

José Wilson Serbino Jr.

***

Nota da redação: o Dr. Serbino é ortopedista, especialista em joelho, vive em Rondônia e é um Eterno Palestrino.

Foi o médico do VEC na partida em que o Palmeiras ganhou de 1×0. Muito nos honra poder publicar esse texto.

 

56 respostas em “Vilhena”

Parabéns Wilson, vc esta criando mais um grande ! Dormi abraçado com meu filho no domingo! O Palmeirense aprende cedo que ser Palmeiras nao e pra qualquer um! Por mais que as diretorias orquestradas por mustafa tentem nos destruir, teimamos em nos manter, cada vez mais fortes, apesar de menos numerosos!

Amigos, faz tempo que não escrevo comentários, estou profundamente de saco cheio dessa situação em que nos encontramos… mas não poderia deixar de parabenizar o José Wilson, o Felipe e a Gabi. Parabéns, parabéns, parabéns, vocês representam aquilo que ainda nos dá esperança. Avanti Palestra!

O Dr. Serbino mostrou a essencia da alma PALMEIRENSE. Ou da PALESTRINIDADE que habita em cada alma PALMEIRENSE. Concordo que a DIRETORIA, A COMISSAO TECNICA E O ELENCO(SIC) deveriam ler esse texto. Eles estao pisando em solo sagrado e nao tem a menor ideia do que é isso. Nos temos milhares de Dr. Serbino, Felipe e Gabi espalhados por esse Brasil e tanto quanto eles vibram, sofrem , riem e choram pelo nosso PALMEIRAS. Sentimentos que DEVERIAM estar presentes nos atletas, na comissao tecnica e na DIRETORIA. Mas…………

Vilhena tem chance…

Goleiros: Fernando Prass, Bruno e Fábio
Lateral: William Matheus
Zagueiros: Lúcio, Tiago Alves, Wellington e Victorino
Volantes: Marcelo Oliveira, Eguren e Josimar
Meias: Bruno César, Mendieta, Patrick Vieira, Serginho, Felipe Menezes, Marquinhos Gabriel e Mazinho
Atacantes: Leandro, Rodolfo e Miguel

As situações vividas só tocam as pessoas quando a essência é a mesma! Nossa essência é VERDE! Obrigado aos amigos pelas palavras colocadas nos comentários! Muito obrigado ao 3VV, na pessoa de Don Criscio, por compartilhar. Em minutos embarco para SP para o segundo tempo da jornada! Desta vez Felipe vai comigo!

Os comentários estão desativados.