Categorias
Futebol com Números

As Finanças do Palmeiras – 1

Por Luís Fernando Tredinnick

Financistas AlviVerdes, nesta semana iniciamos uma série de artigos sobre a situação financeira do Palmeiras em comparação com os outros grandes do futebol paulista. Então já é melhor avisar: se você é aquele Palmeirense que não aguenta mais escutar notícias ruins, é melhor parar de ler agora e só voltar quando esta série de artigos acabar. Para aqueles que têm estômago, vamos juntos por esta viagem pelas entranhas financeiras do futebol.

Observem no gráfico abaixo a evolução das receitas totais dos grandes clubes do futebol paulista. Desde 2011 o Palmeiras é o quarto clube em receitas! Evidentemente isto é simplesmente ridículo. E pior ainda quando nós vemos que em 2008 a diferença entre o Palmeiras e o São Paulo e Corinthians era minúscula.

Gráfico Fin 1

Obviamente que o fechamento do Palestra em 2010 prejudicou o clube tanto em termos de receitas quando em custos, porém é difícil de engolir que o Santos tenha mais receitas que o Palmeiras. E o pior, pensar que o Corinthians tem 80% a mais de receitas que o Palmeiras e que o São Paulo tem mais do que o dobro. Vou repetir: mais que o dobro!

Mas aproveitem que agora vem a única notícia boa desta série de artigos.

Quando comparamos as receitas totais temos um impacto muito grande da negociação de atletas nesses números (mais detalhes no próximo post), então no gráfico abaixo eu fiz a comparação da evolução das receitas dos clubes excluindo as receitas de negociação de atletas.

Gráfico Fin 2

Viram que neste caso as coisas deixam de ser péssimas para serem “apenas” ruins?

Curiosamente, para todos os outros clubes as receitas que não envolvem a negociação de atletas caíram. E a diferença do Palmeiras para o Corinthians diminui bastante.

Entretanto dado a diferença que temos para os nossos maiores rivais, fica clara a tese de que “precisarmos de aumento de receitas”!

Para o Palmeiras voltar à condição de protagonista é necessário que tenhamos receitas no mesmo nível dos adversários – preferencialmente maiores.

Mas ainda teremos muito o que falar sobre as finanças do Palmeiras. Mantenha o Engov ou qualquer outro antiácido por perto.

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

38 respostas em “As Finanças do Palmeiras – 1”

Conforme demonstram os números, o Palmeiras nos últimos anos desfez de muitos bons jogadores para lucrar quase nada…. O que lucrou com a negociação, perdeu em bilheteria, patrocínios, competições , direitos de transmissão e tantas outras fontes de renda…. O grande problema de todas últimas administrações é não ter o torcedor como parceiro… não contar a verdade, não expor de forma clara as negociações , as rendas e as dificuldades financeiras…. Se o Presidente falasse claramente, precisamos colocar 30 mil pessoas no Pacaembu no sabado, com ingresso de 100 reais, e em troca vamos contratar fulano, tenho certeza que a torcida compra essa idéia… agora, eu jamais vou pagar Avanti se quando eu espero que meu Presidente seja palmeirense de verdade, ele é covarde e trata o torcedor como um fregues e não como parceiro…

Paulo de Almeida Nobre é uma fraude, sendo que temos o potencial real do clube, submetido a uma sequencia continua de gestões amadoras, os custos são equilibrados com receitas, na gestão “profissional´´, que foi rotulada de competente, temos um grande exemplo de amadorismo, estampado na testa do presidente piloto, a ausência de um patrocinador máster, a falta de h
habilidade em ter parceiros , a postura piegas perante aos “co-irmãos´´, a tolerância inadequada com a WTORRE, enfim tudo que neste ano e meio vemos e lemos, já destaca a falta de comprometimento e competência de mais uma figura patética , que transita pelo poder ilusório da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS!

Já deu pra perceber, enquanto o futebol for ligado ao clube e seus 300 conselheiros ( metade deles vitalícios e ligados ao mustafa e ao Della Mônica) nao teremos crescimento, nao teremos forca política e o Palmeiras reduzira seu tamanho na próxima geração , querem ficar preocupados de verdade, façam uma pesquisa do nosso tamanho na geração de 15 a 25 anos e de 10 a 15, senão for feito algo logo, nossa situação será irreversível a médio / curto prazo, se já nao for…Acorda Playboy! Mostra que vc gosta de verdade do Palmeiras!

Sinceramente, e’ pra ficar desconfiado. Segundo os dados acima, o Palmeiras teve uma receita de 177 mi. Ouvi dizer que a folha de pagamento do Palmeiras era de 5 mi/mês, logo…60 mi/ano. Não contrataram ninguém a peso de ouro, e quando vão contratar um Leandro da vida, dizem que precisaram de investidores. Mesmo pagando os impostos todos, deveria sobrar algumas dezenas de milhões em caixa. Mas, entra ano, sai ano… vendem ou perdem os raros jogadores acima da média que temos, não fazem as reposições a altura, e o pior: os rombos aumentam absurdamentes . Eu não consigo entender…

O playboy deu uma entrevista falando que o time de futebol custava 10 mlhoes por mês , logo 120 milhões , os outros 57 foram para o clube, o que da 4,7 milhões por mês ( em um clube que esteve com área sócio – esportiva restrita pelas obras da arena ). Me parece muito dinheiro para manutenção de um clube, acho que deve gastar uns 2 milhões de manutenção ( to chutando alto) , sobram 2,7 milhoes, divididos por 150 vitalícios da 18 mil por mês para cada um, um belo salRio para dizer amem mumu , amem della, e assim continuamos na lesma lerda há mais de 30 anos!

Infelizmente a empresa é o retrato do executivo que comanda,então Paulo Novre na Disney,que ja teve problemas monetários,venderia o Mickey e doaria o Pato Donald e tornaria uma firma inexpressiva, mas acho que a receita vem em ter orgulho da marca,e por isso o Presidente do Barcelona ,falou que time forte ,fortalece a auto estima do torcedor e traz receita,se tivermos um time forte e arena,teremos facilmente 80 mil socios torcedores e podemos pegar modelo do Inter e Cruzeiro,que sempre estão prá disputar titulos, o problema é achar gestor competente em nosso conselho ,esse é nosso maior problema.

RECEITAS DO PALMEIRAS = TIME MÉDIO COM FUTURO DE PEQUENO = TIME RUIM = PERDA DE RECEITAS = QUEDA DE TORCIDA = QUEDA DE RECEITAS = TIME PEQUENO !!!!

é a melhor analise deste Tema…… até o PATÉTICO MG que não foi nada até ano passado já nos passou em tudo nestes ultimos anos….. Infelizmente, o que vale na SEP é a bocha e o EGO político de dizer que manda mais naquelaporra…..

Falta CRIATIVIDADE, OUSADIA e BOA VONTADE para criar novas fontes de receitas. Temos uma torcida que se for ESTIMULADA e RESPEITADA( leia-se ter um elenco competitivo) abraça o clube(futebol), ajuda a pagar a conta e sobra uma boa grana. Mas como eu tenho dito os INTERESSES POLITICOS falam mais alto. Não estão interessados em resolver os problemas do PALMEIRAS e sim no PODER. Hoje o tema mais discutido dentro do PALMEIRAS não tem nada a ver com o que a torcida gostaria. Quem serão os candidatos no final do ano? Esse é o tema. Bando de safados. Nos somos PALMEIRENSES de verdade e esses são safados confessos.

Contra fatos não há argumentos. Só precisa ver se os valores de recitas informados pelas bibas e pelos gambás não estão inflados com antecipações de cotas e outras coisinhas.

Mario, os valores não tem as antecipações de cotas. abs,

Investir na categoria de base com competência é o caminho para revelar jogadores e aí vendê-los
com bom lucro. Porque não trazer os caras que mandam na base do Santos oferecendo a eles um salário maior e mais atrativo

Pq esse é um trabalho que só daria frutos depois de cerca de 5 anos, no mínimo…ou seja, o presidente vai fazer, mas quando surgirem jogadores bons, quem estará no comando será o 2º ou 3º presidente depois desse.
Então, ninguem tem vontade de fazer algo assim.
Além disso, deve ser até desanimador fazer isso, pq vc arruma a base, 2 anos depois vem algum outro presidente e muda tudo, seja para cortar custos, seja para colocar alguem ligado a ele, etc.
O pn, teoricamente, reformulou a base – vamos ver se vai dar em algo.

Acho muito curioso, nosso COF se manifestar sempre com relação as despesas e NUNCA com relação as receitas. O que faz um clube ou uma empresa crescer e ser grande é justamente a capacidade de gerar receitas superiores a de seus concorrentes! Se o COF do palmeiras cuidasse do Barcelona, o clube nunca teria contratado o Neymar, nem dado aumento ao Messi, pois “o clube não pode fazer loucuras”! Precisamos contar com gestores e conselheiros que tenham grande visão e capacidade para gerar receitas e não apenas cortar despesas. Investir em “ativos financeiros” que tenham capacidade de alavancar receitas tanto no campo esportivo quanto financeiro. Dessa forma, mais vale contratar (e manter) 4 grandes jogadores que valorizem todo o elenco com a conquista de títulos, do que gastar milhões para trazer um técnico de grife e 25 jogadores medíocres de times menores. O SPFW faz isso desde que me conheço por gente e todo ano elas conseguem vender um “craque” incensado pela impren$$a gambambi a peso de ouro pra europa. A última enganação foi o Lucas. Por isso, elas conseguem entrar num ciclo positivo de ganhar um título a cada 2 anos, vender um jogador bem pro exterior, com o dinheiro contratam mais um ou dois craques pro time, aumentam as transmissões de seus jogos pois estão sempre ganhando, atraem torcida e renda com promoções para encher o panetone e com isso atraem sempre patrocinadores. O palmeiras nesse momento deveria:
1- Trazer um técnico sem grife que saiba trabalhar o elenco e tenha estilo de jogo ofensivo ( Dorival ou Ney franco), de preferência pagando 200 mil de fixo mais bônus por TÍTULOS.
2- Vender/emprestar os verdadeiros sangue-sugas e perebas do nosso time/orçamento: Sleep menezes, josimar, mazinho,Victorino, juninho, bruno, Tiago, etc..)
3- Promover mais jogadores da base para o lugar dos perebas, pois tem mais garra, aceitam ganhar menos e podem jogar mais bola que estes.
4- Manutenção de Valdívia, Prass, Wesley, Lúcio e Bruno césar, com compromisso de não vendê-los até o final do Brasileiro. Ou caso seja impossível segurá-los, deverá ser feita a contratação da reposição à altura ANTES do anúncio da venda.
5- Promoções para LOTAR os jogos do verdão e ainda mais promoções para atrair novos sócios-torcedores.
6- TENHAM HUMILDADE. Se não dá para fechar patrocínio por 25 ou 30 milhões fechem por 10 com duração até o paulista de 2015. É melhor 10 milhões na mão do que ter que se desfazer do time por não ter dinheiro.
7- Contrato de metas com o gerente de marketing. Paguem um fixo menor e deêm bônus por patamares de aumento de receita. Garanto que o departamento será muito mais criativo e eficiente.
8- Contrato de metas com o Brunoro por conquistas e redução de seu salário. Caso não aceite, existem gestores mais atualizados como o Rodrigo Caetano e o Eduardo Maluf.
9- Modificação do estatuto da SEP, SEPARANDO TOTALMENTE O FUTEBOL DO CLUBE. Deixando ao COF a função exclusiva de “orientar e fiscalizar” apenas as despesas do clube e da parte social.

Luiz, excelentes observações. O freio nisso esta no fato dessa gestão nao conseguir identificar essas ações. O clube com esse estatuto e o que vira não criara condições que se forme uma massa critica dentro dos poderes do clube que possam disseminar essa visão.
Tente elaborar uma proposta de separação ampla, efetiva e irrestrita entre o futebol e o social. Apresente para os conselheiros.
70% não vai entender, 20% não vai querer perder o poder, 5% será contra, mas ao menos o restante de 5% estarão ali, defendendo essa solução.
Essa minoria esta errada?

Ahhh…sobre a situação atual do time… contratem o Luxemburgo, arrumem uma Traffic da vida, onde eles investirão em 5 ou 6 jogadores craques ou acima da média, dando uma % ao Palmeiras nas futuras vendas. Caso contrário, correremos sérios riscos de cairmos em pleno Centenário.
Daí …no próximo ano, com os milhões vindos da Allianz Parque, poderemos comprar e investir com nossa $$$…assim como foi feito em 2008/2009. Pois, com essa mentalidade do Nobre + Mustafá apitando e escondendo a chave do cofre, teremos muitos pesadelos e desvalorização da marca Palmeiras. Pois, hj e’ assim que todos nos vêem: time mediano, pensamento de time pequeno, atolado em dividas, e sem ambição de comprar craques. Fato!!!

discutir o que ? aonde um clube que não ganha nada , não revela jogadores e não tem nenhum idolo vai ganhar dinheiro? só se for de doaçoes , e não esperem que com o novo estadio isso va mudar , o dinheiro vai todo para as mãos da WTorre , pobre fim de um grande clube

A diferença cabal dos rivais estarem bem a frente do Palmeiras, se situam e 2 frentes, e elas não se repetirão todos os anos, portanto…devagar com o andor. Vejamos:
Não e’ sempre que um Sardinhas FC revelam um Neymar, e os Bambi FC, um tal Lucas… que foram vendidos a preços de diamantes. Sorte? Competência? Talvez!!! O outro fator… mais que importante, e que vc mencionou acima, e me pareceu que não deu tanta importância, mas, eu discordo!!! Pois, caso a Allianz Parque estivesse pronta em 2013, ao menos, acho que nenhum clube teria faturado mais que o Palmeiras, pois, só com a shows + rendas dos jogos + etc = passariam de 100 mi…. fora o restante. E ainda vc se esqueceu da falta de patrocínios master, que seria de 20 a 25 mi. E claro… com a $$$ da Arena, poderíamos ter vencido algum campeonato e ido pra libertadores, que da’ muita $$$ tbm, além de milhares de novos sócios-torcedores e vendas de camisas. Imagine um Palmeiras x River Plate numa Allianz Parque na libertadores? Te asseguro que a renda passaria dos 3 mi. Portanto, não concordo com esses numeros (enganosos) dos tais balanços. Pois, há sérias controvérsias da forma como os rivais estão bem a frente da gente. Depois da Allianz Parque inaugurada, nos falamos!!! Abraços !!!

concordo. vamos fechar o futebol e abrir uma casa de espetáculos. daí, só vamos ter lucros. se minha mãe fosse homem, teria dois pais.

Aldo, em termos de receita, teríamos de receita adicional de bilheteria apenas o maior público na nova Arena – a nao ser que você acredite que os preços cobrados hoje, que são os maiores do estado, sejam ainda maiores na Arena. Lembre-se que em 2013 jogamos a Libertadores… O mais importante é lembrar que da receita de show o Palmeiras terá apenas 20% do total arrecadado. Para a publicidade e o Naming Rights da Arena o Palmeiras irá ficar com apenas 5% nos primeiros cinco anos . Sem dúvida a nova Arena irá fazer muita diferença, mas mesmo sem a Arena você acha minimamente razoável que o Corinthians – que também não tem estádio – tenha arrecadado quase R$ 80 milhões a mais do que o Palmeiras?

a questão n é quanto os rivais ganharam, é quanto deixamos de ganhar, é preciso saber o que aconteceu, pq n acompanhamos o aumento dos rivais, perguntas são o caminho da solução.

OFF TOPIC: vcs n poderiam fazer um post sobre como anda o novo estatuto?.

Entendo o seu ponto de vista. Só quis colocar o fator: venda de jogadores dos rivais, que deu essa diferença monstruosa, pois, caso tirassem essas vendas por valores absurdos, irreais, estaríamos bem próximo aos rivais. No mais… uma casa faz muita falta. E os Bambis faturam algumas dezenas de milhões com o Pinicao . Sobre o coment do Banespa…nao vamos precisar abrir casa de shows, pois, teremos em breve, e anote…nenhum estádio conseguirá se manter sem shows e espetáculos, pois, os custos do futebol subiram demais e somente o futebol não se mantém. E com a arena pronta, poderemos ter uma média de 1 mi de reais/jogo (livres), pois, não pagaremos nem as manutenções, e bastariam colocarmos 20 mil/jogo com ingresso médio a 50 reais…como jogamos no mínimo 30 partidas/ano, seriam 30 mi em caixa somente com o futebol. Sobre os lucros do Palmeiras e outros envolvendo a Arena, só esperando o balanço no final do ano. Daí saberemos o quanto o Palmeiras irá faturar, pois, parece que a AEG já agendou 5 ou 6 shows ate’ dezembro. Pelo menos eu ouvi dizer. Aguardaremos!!!

A questão é: Nos ultimos anos o que a TV pagou a mais para o SCCP, e o quanto de lavagem de dinheiro teve nos casos de Lucas e Neymar, ou voces acham que 110Mi de reais no Lucas que TODOS SABEM que seu futebol não vale 10 Mi e seu atual clube é comandado por russos ou sheiks ou sei lá o que. Caso Neymar escancarou a sujeira que é as negociações de jogadores no mundo do futebol. E por fim, todos sabem como a Globo (dententora do futebol brasileiro) minimiza o Palmeiras. Claro que temos outros fatores, como a incompetência e inoperância da nossa diretoria, leia-se Mkt, e política cancerígena que temos lá dentro. Tirando isso, nossa torcida é super consumista e SÓ vai no estádio quando o time está bem ou quando está barato, caso contrário sempre temos os 12 mil pagantes no Pacaembu…..

Paulo Nobre não curtiu esse post! Triste, mas nossa realidade é temerária e as perspectivas são as piores possíveis. Nossa maravilhosa torcida perante esse estatuto ridículo se torna nula, e 300 “vaidosos” egocêntricos disputam a próxima presidência! Se toda essa disputa fosse voltada ao bem do Palmeiras, seriamos o melhor clube de futebol do mundo, mas a grande verdade é que essa disputa é por poder, enriquecimento pessoal, vaidade e se sobrar um tempinho, pelo pobre Palmeiras.

eu discordo de vc quanto as perspectivas, nenhum clube no brasil tem perspectivas financeiras melhores que o Palmeiras, a arena nos colocará no topo das receitas, o único time com camisa e “arena” (entre aspas pq comercialmente está muito longe) pra competir com a gente são o pessoal do time do PT, a questão é o dinheiro ser usado no Palmeiras e para o Palmeiras, por isso o novo estatuto seria fundamental, pra diminuir o poder dos abutres.

aquele quem tem um ex-presidente que será deputado com base na alienação dos alienados, e aquele por quem torce um presidente não-oficial do Brasil.

Vamos considerar que o Palmeiras não teve patrocínio Master em boa parte do 2013 e também jogou a Serie B, somado a isso considere que o Corinthians vendeu o Paulinho e o São Paulo o Lucas. Tudo isso tem que ser analisado. Vamos parar de nos diminuir tanto, pois assim quem está de fato “apequenando” o Palmeiras é sua própria torcida.

Os comentários estão desativados.