Categorias
Futebol com Números

O mercado de futebol – e todo o resto?

Por Luís Fernando Tredinnick

Alviverdes, nos últimos posts falamos sobre o mercado de futebol para filmes e camisetas, itens que eu imagino tenham um grande público. E aqueles itens colecionáveis e memorabilia (a tradução em português seria “lembranças” ou souvenir)?

Os colecionáveis e memorabilia talvez não tenham hoje um público tão grande quanto filmes e camisetas, mas ainda assim deve ter um público bem razoável e, se os clubes de futebol investirem nessa linha, é possível que o público interessado cresça!

Se vocês visitarem o site dos EUA de qualquer clube de basquete, futebol americano ou de roquei, vão ver que a quantidade de itens à disposição é simplesmente fantástica. Você pode comprar desde fotos por alguns poucos dólares até quadros com pedaços da quadra de basquete autografados por Michael Jordan e Scott Pippen por US$ 2.500!

O desenvolvimento desse mercado dá trabalho e talvez por isso os clubes não investiram os recursos necessários para isso.

Já citei este exemplo aqui. Imagine que você possa comprar no site do Palmeiras miniaturas de todas as taças que o clube já ganhou. Pode haver uma linha de miniaturas que custem, por exemplo, uns R$ 30 por peça e ao mesmo tempo pode haver uma linha de miniaturas de ouro que custem, por exemplo, R$ 1.000 por peça. Obviamente as vendas de uma miniatura a um valor desses serão de poucas unidades, mas o fato de existir algo disponível nessa faixa de preço sobre conquistas do Palmeiras agrega um valor incomensurável à marca.

Outros itens podem ser desenvolvidos e também agregar valor à marca. Imagine que você possa comprar uma bola de futebol, em uma caixa de acrílico, com a assinatura de todo o time que ganhou um título? Obviamente poucas devem ser vendidas, mas qual seria o torcedor que não gostaria de ter uma dessas em casa?

O mais interessante é que ninguém precisa ter uma ideia original, basta acessar os sites americanos e europeus e simplesmente copiar!

Bom, a partir da próxima semana, teremos aqui uma série de artigos sobre as finanças dos clubes, já que os Balanços foram publicados agora em abril!

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

23 respostas em “O mercado de futebol – e todo o resto?”

“Eu aceitaria contrato de produtividade porque os termos de um contrato são o que menos me interessam em uma negociação. O que me interessa primeiramente é o projeto montado pelo clube e o interesse dele em contar com o meu futebol. Depois, discutimos os números”, disse Pratto à rádio ESPN, afirmando ainda não ter informações de ofertas palmeirenses, mas já abrindo as portas do Vélez para conversar. Lucas Pratto (ontem)
Vai lá bananobre, tá esperando o que para apresentar um projeto!?!? Tá esperando o que para mostrar que quer o jogador?!?! Ou seria só mais um “me engana que eu gosto” para cima da torcida?????? Parem de nos tratar como imbecis!

Agora começa a novela Pratto, O jogador já assinalou que quer vir. O Velez aceita negociar, falta
só o protagonista Paulo Nobre se mexer. Porém, aguarda o ilustre Presidente que algum outro
clube entre no negócio para ao final da trama cortar relações com ele..

Parece a piada do menininho que fala pra menininha,carona do seu triciclo, (após verificar fato semelhante com seu irmão mais velho, na versão carro) : “ou dá ou desce” e ela fala: “tudo bem, eu dou”, o menininho por não saber o que fazer, responde “tá bom, desço eu então” e deixa o triciclo com a menininha. Seria até engraçadinho, se não fosse a nossa história, com essa gestão dizendo querer renovar e contratar, mas na hora que existe um passo favorável, da outra parte, eles ficam rodando que nem cachorro atrás do rabo e nada de concreto acontece! Quando pensávamos que tínhamos nos livrado de tirone e frizzo, aparecem nobre e brunoro, podem não ser tão lesados como a dupla anterior, mas a inércia é a mesma! Se for pra contratar contrata logo, senão define que não vai dar! Chega de novelas, nosso saco já chegou ao limite!

Fiquem atentos, Wesley já falou que quer renovar, que aceita produtividade e seu empresário já disse não ter nenhuma proposta de outros times, ou desmintam as informações ou renovem logo com ele, não deixem esta virar outra novela com o jogador indo para outro clube e a imprenssinha ficar sacaneando conosco, de novo!
SEUS BANANAS!

Credo, eu quero mais eh que o Wesley vaze, eh oencerador de bola mais caro que ja, muita grana pra ficar tocando a bola para tras, ou chegando a frente e recuando para o goleiro com seu poderoso chute de peh de algodão. Sem contar que eh volante e não sabe marcar.

Existe algo nesse sentido com as cadeiras do Palestra Itália. Mas ainda é pouco. Ter miniaturas das taças seria sensacional: o primeiro título do clube, a da Arrancada Heróica, a Taça Rio, o Paulista de 93, a Libertadores, só para citar algumas. Realmente o nosso marketing é fraco.

Ruan, sou sócio do Palmeiras desde criança, e não sei dizer se as taças estão disponíveis. A ÚLTIMA VEZ QUE AS VI (FAZ UNS 10 MESES) ESTAVAM JOGADAS EM UMA SALA EMPOEIRADA E DE QUALQUER JEITO no CHÃO !!!! JÁ ESCREVI ISSO VÁRIAS VEZES NOS SITES, RECLAMEI NA SECRETARIA E NINGUÉM NUNCA SE MANIFESTOU. ISSO É NOSSA HISTÓRIA. NÃO HÁ NEM PLANO DE MEMORIAL NO MARKETING !! muito triste !!!

Uma coisa que eles podiam fazer, é um plano Avanti para quem mora no interior (meu caso) e outro para quem é de outro estado. Quem é de São Paulo, pode ir aos jogos sempre que quiser, mas quem não é, acaba não se associando por não ter um benefício específico para sua região.

Infelizmente a Marca tem haver com nossas emoções, e sentir feliz por consumir/participar daquela marca que escolhemos, são os valores que a Marca nos passa, mas hoje nosso Presidente
Não liga prà Marca e pelo valores que era confiado aos torcedores,de time forte,vencedor com jogadores de nivel,como jà foi dito aqui,por outro seguidor do site, Se Nobre fosse presidente da Disney, que jà passou por problemas de falta de dinheiro, ele nessa situação venderia o Mickey e doaria o Pato Donald, logo o forte dele não è criatividade e trabalhar pelo aumento da receita.

Mas o Palmeiras não em um departamento de Marketing? Será que pelo menos eles lêem estes blogs palmeirenses para conhecerem um pouquinho da nossa torcida?

Mario e Gustavo, acho que todos nós já cansamos de discutir isso com alguém do Palmeiras, mas nunca foi foco nem da nossa atual administração e nem da nenhum outro clube (acho que o Inter tem algo mais desenvolvido).
A prancheta do Gilson Kleina? Quanto será que ele paga para alguém ficar com ela? Agora sabe do pior? acho que agora com ele até teremos resultados melhores. Ele vai colocar o time para jogar no contra-ataque, que é o que ele aprendeu a fazer na Ponte…. mas sem dúvida ele já mostrou que não é técnico para o Palmeiras.
Saudações AlviVerdes!

Tredinnick, quanto será que vale a prancheta autografada do Gilson Kleina? Brincadeira, rsrsr. Excelentes sugestões no seu post, Tredinnick. Espero que o Palmeiras as copie.

Os comentários estão desativados.