Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 05-05-2014: Exame confirma fratura, e Prass só volta após a Copa; cirurgia é cogitada ❘ GLOBO ESPORTE COM

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Exame confirma fratura, e Prass só volta após a Copa; cirurgia é cogitada

Por Fabricio Crepaldi e Marcelo Hazan

O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, teve confirmada a fratura no cotovelo direito, após exame realizado no início da tarde desta segunda-feira. O capitão do Verdão deve ser submetido a uma cirurgia no local. Por conta da gravidade do problema e da provável operação, ele não deve atuar antes da parada para a Copa do Mundo.

Desta forma, Prass já será baixa contra o Sampaio Corrêa, nesta quarta-feira, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, no estádio Castelão, em São Luis. Inicialmente, o goleiro Bruno é o reserva imediato, mas ele faz revezamento com Fábio a cada dois jogos no banco alviverde.

Prass sentiu muitas dores no cotovelo direito durante a derrota para o Flamengo, domingo, no Maracanã. aos 33 minutos do primeiro tempo, logo depois do segundo gol do Verdão, marcado pelo estreante Henrique. A lesão ficou insuportável aos 41 minutos, após o capitão defender chute forte de Alecsandro e cair em cima do cotovelo direito. Ele recebeu atendimento médico, e acabou substituído por Bruno. Na etapa final, o Palmeiras sofreu a virada e perdeu por 4 a 2.

Nesta temporada, Prass desfalcou o time em duas partidas: uma por problemas particulares e outra por lesão no tornozelo direito, na semifinal do Paulistão, contra o Ituano. Depois de iniciar o jogo, ele não aguentou as dores no local e foi substituído também por Bruno, no intervalo. O Verdão acabou eliminado depois de perder por 1 a 0. 

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE 

• Caso Kardec e nova derrota levam Nobre a mais um momento crítico

O presidente Paulo Nobre conseguiu remontar o Palmeiras após assumir o clube rebaixado da gestão Arnaldo Tirone, impôs política salarial para o futebol que ajudou a cortar custos, fez contratações importantes, conseguiu devolver o time à Série A com grande campanha, mas já coleciona pelo menos quatro momentos mais críticos em pouco mais de 16 meses na função. Agora, com a repercussão negativa – dentro e fora do clube – pela condução na saída de Alan Kardec e com os resultados negativos em campo, ele vai para o quinto.

Como publicou o Blog do Perrone no domingo, Paulo Nobre foi criticado por membros  do COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) pela condução da polêmica transferência de Kardec para o rival São Paulo. Os cofistas não condenaram Nobre pela negociação e aprovaram a forma como o presidente agiu, oferecendo contrato dentro do modelo por produtividade. O modo como o presidente agiu diante da imprensa, atacante o presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar, gerou reclamações. À parte da torcida, ficou marcado negativamente por ter perdido o atacante frente à proposta rival.

Soma-se ao momento, agora, a nova derrota do Palmeiras – sem Kardec. Desta vez para o Flamengo, de virada, no Maracanã. Ao fim da partida Gilson Kleina já teve de ouvir as primeiras perguntas sobre pressão e temor pela demissão, tema que relembra outro momento crítico em que Nobre teve de explicar as ações de sua diretoria.

No fim de 2013 a diretoria do Palmeiras procurou o técnico argentino Marcelo Bielsa para substituir Gilson Kleina após o fim do contrato e no retorno do clube para a Série A. O diretor-executivo José Carlos Brunoro, assim como Nobre, não pretendiam que o caso fosse noticiado, para que não afetasse Kleina, mas a busca por Bielsa acabou noticiada. Depois, o presidente disse crer que procurar o técnico argentino não foi desrespeito a Kleina, mas sim um processo normal do futebol. Após reuniões, Kleina teve o contrato renovado.

Anteriormente, em agosto do ano passado, o presidente teve de lidar com outro momento negativo. Frente à eliminação do Palmeiras para o Atlético-PR na Copa do Brasil, após derrota por 3 a 0, classificou o episódio como “vergonhoso”. As declarações renderam pedidos de explicações ao presidente, que afirmou que devia uma resposta à torcida do clube e tentava blindar o elenco de problemas externos.

Em outro momento crítico, ele iniciou a blindagem que mantém com sucesso até hoje: rompeu a ligação do Palmeiras com as principais torcidas organizadas ao ver seu elenco ser hostilizado e agredido por uniformizados em Buenos Aires, após perder do Tigre na Argentina. Na ocasião, o goleiro Fernando Prass acabou com um ferimento na orelha por estilhaços de uma xícara arremessada em direção à sua cabeça. A partir de então o presidente assumiu clara postura contra as organizadas e cortou regalias.

No primeiro momento mais complicado que teve como presidente do Palmeiras, Nobre tomou a decisão que lhe permitiu montar a equipe que seria campeã da Série B. Aceitou vender o atacante argentino Hernán Barcos para o Grêmio, em troca de R$ 4 milhões somados ao empréstimo do atacante Leandro e a cessão do zagueiro Vilson, do volante Leo Gago e do meia Rondinelly.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Kleina vê evolução do Palmeiras e não dá bola para a pressão

Por Marcio Dolzan

A segunda derrota do Palmeiras em três jogos no Campeonato Brasileiro, com a consequente pressão que começa a recair sobre Gilson Kleina, não parece abalar a confiança do treinador. Para Kleina – que viu evolução no time na derrota para o Flamengo – as cobranças sobre o trabalho são normais. 

“Para trabalhar no Palmeiras tem que estar preparado para isso. A cobrança vem, mas não tem como você abaixar a cabeça, não deixar de fazer as coisas”, afirmou. “Houve uma evolução, tanto é que a equipe estava bem. Uma situação foi o jogo com o Fluminense, outra foi essa postura que tivemos hoje (domingo). A equipe estava bem distribuída, trabalhou, criou as jogadas, fez os gols, mas falhou no momento em que a gente estava bem na partida”, analisou.

O técnico reconheceu que as duas derrotas em sequência preocupam. “É um campeonato muito difícil. Série A não dá pra brincar, e o que a gente tem que fazer é conversar com esse grupo”, disse, garantindo que a equipe pensa no título da competição. “A gente precisa pensar em pontuar, porque hoje abriu seis pontos da liderança, que é nosso primeiro objetivo. Daqui a pouco fica longe e as coisas ficam ruins”, avaliou. (Na verdade, o Palmeiras está a quatro pontos do líder, Corinthians.)

Apesar disso, Kleina considera que o trabalho está sendo bem feito. “Não é porque tomamos dois revezes que as coisas já estão no caminho errado, que está tudo errado. Nós precisamos reagir”, disse. “O que eu posso prometer é trabalho, e tem que reverter esse quadro o mais rápido possível nestes seis jogos que temos ainda, fazer o maior número de pontos pela grandeza do Palmeiras.”

Leia aqui a matéria completa > NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

•• 

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Henrique estreia com gol, mas lamenta queda do Palmeiras no segundo tempo

Neste domingo, durante a derrota do Palmeiras por 4 a 2 para o Flamengo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, Henrique marcou o segundo gol do Verdão no jogo em sua estreia pelo clube. O feito de ter debutado e já balançado a rede não foi alcançado por seu antecessor, Alan Kardec, que deve ser confirmado em breve como reforço do São Paulo.

Henrique ficou em campo durante os 90 minutos, mas precisou de apenas meia hora para deixar sua marca com a camisa do Palmeiras pela primeira vez. O gol saiu aos 30 minutos da etapa inicial e serviu para coroar o bom primeiro tempo que o Verdão fez diante do Flamengo no Maracanã, já que, naquela altura, o Alviverde vencia por 2 a 1.

No ano passado, após o Palmeiras confirmar Alan Kardec como reforço para a Série B do Brasileirão, o atacante estreou na nona rodada da competição e passou em branco. Na ocasião, o centroavante entrou no intervalo e participou dos 45 minutos finais da vitória do time por 3 a 2 sobre o Figueirense, em Santa Catarina.

Porém, em sua estreia como titular do Palmeiras, Kardec também marcou. O gol veio na 12ª rodada da Série B, na vitória palmeirense sobre o Bragantino por 2 a 1.

Mesmo com o gol feito contra o Flamengo, Henrique lamentou o fraco segundo tempo do Verdão, motivo visto por ele como o ponto decisivo para a derrota.

– Acho que a equipe deixou de jogar um pouquinho no segundo tempo, agora é levantar a cabeça – disse.

O atacante terminou a partida com duas finalizações, 12 passes certos e dois errados, quatro faltas cometidas e três recebidas, além de um cartão amarelo.

– Infelizmente, nossa equipe saiu daqui hoje sem nosso objetivo, que eram os três pontos. Agora é levantar a cabeça para acertar os erros que cometemos no segundo tempo. Brasileiro é assim – finalizou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG DO FABIO SALGUEIRO

• Gilson Kleina na berlinda e Nobre pressionado

Não importa que Alan Kardec foi embora para o rival São Paulo ou que o time é fraco para a disputa da Série A do Brasileirão. O fato é que Gilson Kleina já está na corda-bamba no Palmeiras. A derrota para o Flamengo por 4 a 2, de virada, neste domingo, no Rio, causou a revolta da torcida e já faz soar alto as cornetas dos conselheiros no clube.

A campanha do Palmeiras é frustrante em seu retorno à elite do nacional. Em três jogos, venceu um (Criciúma), com grave erro de arbitragem a seu favor, e perdeu os outros dois jogos (Fluminense e Flamengo).

Ciente de que o Brasileirão por pontos corridos não perdoa um mau início, o alerta já foi dado no Palestra Itália. A saída do treinador torna-se uma decisão viável, cômoda, e uma resposta rápida à torcida.

O presidente Paulo Nobre está pressionado também. É fato. O Blog apurou na noite deste domingo que a pressão pela dispensa do treinador é enorme, no entanto o dirigente não é poupado das críticas dentro do clube, inclusive por pares de diretoria que até então deveriam remar no mesmo barco.

O time para a disputa do Centenário do clube frustra os palmeirenses e a saída de Kardec aumenta a insatisfação interna, sobretudo diante da administração de Paulo Nobre, que optou por equilibrar as contas, nem que para isso o futebol pague um preço alto.

A ameaça de rebaixamento já tira o sono de muitos palmeirenses. É cedo para deixar o fantasma da degola atormentar o sono dos mais fanáticos, mas com duas quedas de divisão nos últimos anos o mau início no nacional deixa todos em alerta.

Nobre não pedirá o boné. E nem deve, afinal tem administrado o clube em cima de suas convicções. Gilson Kleina é o lado mais fraco da corda e, por isso, já está na marca do pênalti. O treinador não resistirá a um tropeço diante do Sampaio Correa, nesta quarta-feira, em São Luís, pela Copa do Brasil, ou contra o Goiás, no próximo sábado, em casa, pelo Brasileirão.

Os reforços, por ora, não devem chegar ao clube. A dificuldade financeira é enorme e a falta de opções no mercado também limita as investidas da diretoria.

O mercado sul-americano é uma opção desesperada de Nobre e seus pares. Reforçar o time é um objetivo, mas a tendência que isso aconteça antes da Copa do Mundo é pequena.

O problema é o Palmeiras passar a disputa do Mundial na zona do rebaixamento no nacional. Isso vai incomodar a torcida e Paulo Nobre nem pensa em viver essa pressão. Por isso uma reposta deve ser dada com urgência pelo time. Nem que a saída do treinador seja necessária.

Os jogadores já sentem a pressão. Valdivia admitiu após a derrota para o Flamengo que as cobranças sobre o elenco aumentam a cada dia. Kleina nunca foi unanimidade dentro do clube, tampouco nas arquibancadas. Mesmo não obtendo resultados nos últimos anos, o clube se acostumou a ter técnicos caros e acomodados. A tendência é que essa política seja retomada. Espero que não…

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO FABIO SALGUEIRO

••

BLOG PITACOS DO PALESTRA ❘ LANCENET

• Vai pra conta de Nobre e Kleina

Por Thiago Salata

O Palmeiras precisa de um zagueiro desde a saída de Henrique no começo de 2014. Precisa de um lateral-direito há tempos, e também de um reserva mais confiável para Fernando Prass (Bruno não é nem o reserva “oficial”, já que nem sempre é levado para o banco de reservas). Não poderia ter perdido Kardec. Tudo isso entra na conta da diretoria.

Wellington, bem longe de ser craque, começou bem o ano. Machucou-se e “nunca mais” voltou. Marcelo Oliveira jogou improvisado na zaga neste domingo, quando poderia estar no meio, onde rende mais, no lugar do limitadíssimo Josimar. Serginho foi titular com Marquinhos Gabriel e Mendieta fora. Tudo isso entra na conta de Kleina.

O Verdão, com Valdivia e Wesley inspirados no primeiro tempo, começou bem o jogo no Maracanã e aproveitou a ausência de marcação do Flamengo. Foi péssimo no segundo tempo, com buracos imensos no sistema defensivo, e sofreu sua segunda derrota em três jogos no Brasileirão (não fosse um erro bizarro de arbitragem na estreia, talvez, a conta alviverde ainda estaria zerada).

O jogo no Rio reflete o ano do Palmeiras de Paulo Nobre e Gilson Kleina: começou muito bem e perdeu completamente o rumo depois.

Os quatro gols sofridos para um Fla repleto de problemas é mais do que sinal de alerta ligado no Palestra Itália. Um clube que vem de dois rebaixamentos nos últimos dez anos de Série A não pode se dar “ao luxo” de começar mais um Brasileirão na parte de baixo da tabela. A história já mostrou que para o Palmeiras esse buraco costuma ser mais fundo. O psicológico faz toda a diferença.

O Verdão andou muitas casas na montagem do elenco. Regrediu todas elas quando perdeu Kardec.

Leia aqui a matéria completa → BLOG PITACOS DO PALESTRA ❘ LANCENET

••

BLOG DO MENON ❘ UOL ESPORTE

• Bruno, deixe a zona do conforto. Há vida longe do Palmeiras

CARTA ABERTA

Caro Bruno,

Escrevo esta carta mesmo sem ter visto a sua participação no jogo contra o Flamengo. Não sei se você falhou, não sei se os três gols foram indefensáveis, não sei se Fernando Prass teria salvo o time. Quero ser isento.

O que sei é que, quando foi definida a sua entrada a torcida palmeirense – pelo menos aquela que acompanho o twitter – tremeu. Jogou a toalha. Eram frases do tipo:

Bruno Tijuana entrou? O jogo está perdido.

Bruno entrou? A derrota é certa

Agora tudo é questão de tempo. Bruno está em campo.

Nem a Academia resiste a Bruno.

Tem revezamento no banco de reservas. E justo no dia em que Prass se machuca é a vez do Bruno?

Havia ainda comparações com aquele outro goleiro Bruno.

O que eu quero dizer, Bruno, é que não tem  mais lugar para você no Palmeiras. É como um fim de relacionamento. Por pior que seja, é hora de parar. Você era citado como o continuador de uma escola maravilhosa de goleiros, era o sucessor de Marcos, era o cara tranquilo, era o diferenciado. Hoje, nem se salvar o time milhões de vezes, a desconfiança vai acabar. Por que ficar aí? Revezando no banco de reservas? Para receber um bom salário em dia no dia correto?

É muito pouco, não é? Jogador de futebol não é funcionário público para ficar esperando a aposentadoria chegar. Jogador é para brilhar, ser amado, ser lembrado, ter sua atuação discutida em bares e botequins.

Talvez você ainda acredite na volta por cima no clube que ama, no clube em que sonhou ser ídolo. Olha, sinto muito. Não sei o que te dizem seus pais, sua namorada, seu empresário, mas no Palmeiras não dá mais.

Há vida por aí. Estive na Bahia e havia cartazes enormes com Marcelo Lomba fazendo propaganda institucional não sei mais do quê. Weverton saiu do Corinthians foi ídolo na Portuguesa e no Furação.

Tudo o que você sonhou ser no Palmeiras você pode ser em outro lugar.  Tudo o que você sonhou ser no Palmeiras você nunca será no Palmeiras.

É hora de escolher: a acomodação ou a luta.

Vá à luta, Bruno.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO MENON ❘ UOL ESPORTE

•• 

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Verdão só teve um superávit em 9 anos

Fechar as contas no azul tem sido missão quase impossível no Palestra Itália. Exceto pelo ano de 2012, todos os outros desde 2005 foram de prejuízo. Houve déficit de R$ 5 milhões em 2005, R$ 36 milhões em 2006, R$ 24 milhões em 2007, R$ 9 milhões em 2008, R$ 41 milhões em 2009, R$ 113 milhões em 2010 e R$ 22 milhões em 2011 e 2013.

A temporada de 2012, a última do presidente Arnaldo Tirone, fugiu à dura rotina e garantiu um superávit de R$ 31 milhões. O acumulado dos resultados em quase uma década gerou um rombo na casa dos R$ 241 milhões, que representa mais de 90% da dívida atual do Palmeiras.

E todos os últimos cinco presidentes tiveram ao menos um déficit, embora Luiz Gonzaga Belluzzo seja o campeão de prejuízos, com R$ 154 milhões negativos em dois anos.

Affonso Della Monica aparece em segundo lugar no ranking vermelho, com R$ 69 milhões, seguido por Paulo Nobre, com R$ 22 milhões, e  Mustafá Contursi, com R$ 5 milhões. Tirone registrou R$ 9 milhões positivos ao longo de sua gestão. 

• Bola de neve

Adiantar as receitas de administrações seguintes virou praxe no Palmeiras. Belluzzo havia sacado 77% das verbas que seriam de Tirone. Este, por sua vez, apoderou-se de 69% das cotas de Paulo Nobre.

• Três dígitos

Os empréstimos feitos por Nobre ao Palmeiras chegaram recentemente aos R$ 100 milhões. Foram quase R$ 15 milhões apenas nos quatro primeiros meses de 2014.

••

COLUNA DO ANTERO GRECO ❘ O ESTADO DE S.PAULO

• Vai se benzer, Bruno!

Não sou supersticioso – figa, pé de pato, mangalô três vezes! Nunca acreditei em bruxas, mas parece que existem; sei lá, melhor não mexer com elas. Muito menos levo despacho a sério; em todo caso, e por precaução, passo longe. Jamais caí na onda de falta de sorte, e só uso pé de coelho por insistência familiar. Evito o 13 porque é ímpar, não tenho gato preto, por gostar mais de cachorro, e não passo embaixo de escada para não correr risco de me sujar. Uso folhinha de arruda pelo aroma, jogo sal grosso para espantar formigas. Cruz credo!

Feitas as ressalvas, vamos ao ponto: eta sujeito azarado esse Bruno! Fica um tempão na reserva, só a esquentar banco. Passa meses sem aparecer sequer em fotos de treinos. Tem torcedor que nem se lembra mais e pergunta se ainda está no Palmeiras e se dá conta dele no aquecimento antes dos jogos. Enfim, curte o semi-anonimato próprio dos goleiros que vivem à sombra de um titular de mais fama. Pra complicar, reveza com Fábio, e assim vai tocando a vida sem alarde e stress.

Mais ou menos como acontecia no meio da tarde de ontem. Estava Bruno bem acomodado no local reservado aos jogadores palmeirenses da fila de espera, a olhar o renovado Maracanã, quem saber a pensar em como ficará o estádio durante o Mundial. Dentro de campo, os companheiros venciam o Fla por 2 a 1, num desempenho surpreendente, com direito a gol do estreante Henrique, contratado para suprir a lacuna da saída de Alan Kardec.

Até que, numa jogada sem maior perigo, Prass defende e se machuca, Não dá tempo nem de esperar o intervalo, sai e Bruno, barbudo, vai para a luta. E seja o que Deus quiser. E quis o destino que o Flamengo se ajeitasse na etapa final, fosse pra cima e bombardeasse o Palmeiras sem a menor cerimônia.

Resultado? As bolas começaram a pipocar na frente do Bruno, a defesa adormeceu e a farra rubro-negra foi total. Primeiro, Márcio Araújo empatou e manteve a praga dos “ex”. Depois, Alecsandro se encarregou de aumentar o estrago, com outros dois gols e a consolidação da virada carioca.

E lá ficou o Bruno, desconsolado, a imaginar como entra pelo cano. No Paulista, substituiu Prass na fase de eliminação direta e estava na derrota para o Ituano. Em 2012 também era o goleiro do time rebaixado para a Série B. Há quem diga que não passa confiança para a equipe. Pode ser. Mas os erros de marcação foram grotescos, salvação só na base de milagre. E Bruno não é milagreiro. Por falar nisso, e sempre sem botar fé em crendices: não custava nada ele procurar uma benzedeira.

Como é bom o torcedor palestrino tratar logo da pressão, da gastrite ou simplesmente dos nervo. Essa equipe que recebe por produtividade pelo jeito vai para dar pouca despesa para a diretoria, se continuar na base do perde e perde. Não demora o clube fica no azul, sem nenhuma dívida, zerado.

Em compensação, levará os fãs a estafa psíquica. Time mais instável que o tempo em São Paulo – de antes, não de agora -, confuso, desordenado, sem criatividade. Ameaça deslanchar, para em seguida cair na real e virar presa fácil até para um Flamengo aplicado e limitado. Apesar de tudo, o jogo foi animado.

Calma, palmeirense, sem desespero. Não que falte muito para o Palmeiras melhorar: apenas dois laterais, dois zagueiros, dois marcadores, um meia e um ou dois atacantes. E, pelo visto, também um técnico com mais tirocínio, e diretoria. Por via das dúvidas, também um goleiro reserva. (Não me queira mal, Bruno.) No mais, está ótimo para comemorar o Centenário sem ter nada.

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Eduardo Ohata

• Nem pensar

Pré-candidato à presidência do Palmeiras, o conselheiro Roberto Frizzo deixou bem claro em conversas que não haverá composição com outro grupo político se a chapa resultante não for encabeçada pelo próprio Frizzo.

• Terceiro elemento

Uma facção política do Palmeiras defende a candidatura de uma mulher, Rita Cosentino, à presidência. Mas sua confirmação prejudicaria o pré-candidato Wlademir Pescarmona, com quem ela compartilha apoiadores.

••

54 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 05-05-2014: Exame confirma fratura, e Prass só volta após a Copa; cirurgia é cogitada ❘ GLOBO ESPORTE COM”

Estou muito preocupado com esse time, domingo me lembrou demais 2012 e os jogadores sentiram o baque demais depois do gol de empate, meu Deus!
Acho que s’o demitir o Gilsinho nao vai adiantar, tem q contratar uns 5 mais um t’ecnico top, se nao ja era, vamos pro tri da segundona.

chegou a hora de começar a dar experiência pro Fabio, esse Bruno é zicado, não da certo.

E o centenario dos horrores pior presidente da historia. pior tecnico. pior goleiro revelado .ninguem quer pratocinar esse time ja foi base da selecao brigava p ser campeao no campeonato brasileiro so vai ter 3 vagas p rebaixamento pq uma ja e do palmeiras .

Verdão para 4ª FEIRA: 1 CHAMA GOL; 13 PSEUDO VOLANTE IMPROVISADO DE LATERAL; 33 LÚCIO; 23 VOLANTE IMPROVISADO DE ZAGUEIRO; 6 PAMPERS GAGANEIRA MITO (rumo aos 500 jogos); 25 SERVENTE DE PEDREIRO; 11 WESLEY PEGADA; 10 VALDÍVIA; 20 PICA-PAU (Nobre está lutando para renovar o contrato); 38 LEANDRO TIRIÇA BLACK POWER; 19 HENRIQUE; TÉC. BURNEY HOBOLT; # Essa é a escalação do time de ZORRA TOTAL, RUMO A SÉRIE-B A AO TRI CAMPEONATO#.

Paulo de Almeida Nobre é uma fraude, completa, nos aspectos administrativos, financeiros e políticos, hoje há um temor pelo destino da principal modalidade , em 2015, lembrando que acabamos de sair da segunda divisão, e estamos no centenário, que é um retalho de inoperância e incompetência , haja visto que temos inúmeras opções em camisas da “parceira ´´ Adidas, e um Espumante , com rotulo alusivo aos 100 anos , que torna-se vergonhoso pelo tamanho do clube, e sua magnitude, desta forma desafio aos simpatizantes de Paulo Nobre e sua trupe de “profissionais´´, oferecerem opiniões, tão fortes como as criticas que são endereçadas , para censurar os já rotulados predadores , que normalmente procuram esclarecer as medidas cômicas do atual gestor!

Um único detalhe , hoje temos o reflexo das diversas correntes divergentes na politica podre da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, temos uma sequencia de fracassos, dignos dos livros de recordes mundiais, não há uma perspectiva positiva, no médio e longo prazo, as argumentações são vazias, os nomes dos candidatos para o próximo pleito são cômicos, FRIZZO, PESCARMONA, só estes são o suficiente para traduzir a tragédia que vira em trem bala, mas como é possível termos renovação, se o tal candidato que foi rotulado como messias, teve apoio incontestável de MUMU?

Parece coisa de time pequeno… pois, vendem os melhores, compram os medianos/fracos (de esquemas de empresários). Daí as explicações dos presidentes que assumem e’: não faremos loucuras, e que colocarão as finanças “em dia”. Mas, “estranhamente” mesmo vendendo os bons (e raros) jogadores, a divida e rombo sempre aumentam. De 2012 pra ca’ perdemos: Cicinho, Vilson, Henrique, Barcos e Kardec. Fora outros menos importantes: Marcos Assunção, Luan, M.Leite.

Aldo, eu tenho a impressão que o único que foi realmente vendido (leia-se: ganhamos algum dinheiro) foi o Henrique… o resto saiu de graça, foi doado, acabou o contrato e não foi renovado e outros ainda são nossos, só estão emprestados/trocados… até nisso a gente é incompetente, perdemos jogadores e nem dinheiro ganhamos.

PASSOU DA HORA DO PALMEIRAS FECHAR AS PORTAS E EVITAR NOVOS VEXAMES ANO A ANO, O PALMEIRAS FALIU EM TODOS OS SENTIDOS, FECHA QUE FICA MELHOR.

STJD “trabaiando” denovo, puniram o Tiago Alves pelo penalti em Criciúma, não vai jogar contra o Goias no sábado, um reforço a mais….rs

Kleina tomou um nó tático de um cara que devia ser porteiro da gávea e chamaram ele pra tampar buraco. Detalhe: um time com 6 ou 7 desfalques. E o PN não quer gastar com rescisão, leva ele pra sua casa PN, pro seu quarto …..

E a separação do futebol do social? A mudança de estatuto? Profissionalização? Esse mendigo é a maior decepção de todos os presidentes até hoje, não existe pior, até o Tirone foi melhor. Simplesmente não devia mais aparecer no Palmeiras, pega seu carrinho e vai pra…. Lixo! Falar até papagaio fala, mas ações nada! Demitir o Kleina deveria ser o menor de nossos problemas, mas está tudo MUITO mas muito errado no Palmeiras, é triste.

Entre e Kleina e Luxa, grande, qual vc prefere? Eu prefiro milhão de vezes o Luxa… Palmeiras nas mãos dele nunca jogou mal….. se ele continuasse em 2009, seríamos campeões BR.

Pensando friamente (com uma boa dose de saudosismo): Luxa… mas eu acho que com qualquer um dos dois o Verdão cai. Um por pura incompetência, o outro por decadência. Precisamos de um terceiro nome, mas eu sinceramente não sei qual… que situação do kct!

Com esse time do jeito que está hoje, cai mesmo….. ou trás pelo menos 3 ou 4 bons jogadores ( 1 zagueiro, 2 laterais e 1 atacante) ou nem o Pep Guardiola dá jeito nesse time.

Sorte é só pra quem é competente. Daqui a pouco Valdivia vai pro DM e Weslei vendido: estrada pavimentada para o tri.

Como é ridículo esse PN! Não tem atitude, é omisso. Esse pensamento idiota de economizar a todo custo é a coisa mais idiota que já existiu no futebol. Que jogador aceita contrato de produtividade em um time comandado por GK? Um técnico que nitidamente já mostrou que não sabe nada de futebol. Que jogador aceita ganhar se ganhar em um time que não pode ganhar senão gasta demais?

Vamos esquecer do Palmeiras por um tempo. Pelo menos até a próxima eleição.Esse ditador im
becil que pensa que é dono do clube não vai fazer as mudanças necessárias nem pra manter o ti
me na 1 divisão. Meteu na cabeça que não pode gastar com o futebol. e essa economia porca po
de nos levar ao inferno de novo. .

O Cricíuma demitiu o treinador depois de perder o 1. jogo….. por acreditar que n iria a lugar algum. Ganhou ontem. Estamos com medo de pagar multa para o professor pardal.

Criciúma perdeu dois jogos, e ganhou de outro time que tinha acabado de perder dois jogos, em casa, sendo que o Caio Junior tinha acabado de assumir o time, tinha uns 5 ou 6 jogos no máximo.
Se o GK colocar o Wellington titular, pois é jovem e rápido, talvez testar o Renato de primeiro volante, pois vinha jogando bem antes de se machucar e um lateral direito, acho que arruma esse time.

“E todos os últimos cinco presidentes tiveram ao menos um déficit, embora Luiz Gonzaga Belluzzo seja o campeão de prejuízos, com R$ 154 milhões negativos em dois anos.
Affonso Della Monica aparece em segundo lugar no ranking vermelho, com R$ 69 milhões, seguido por Paulo Nobre, com R$ 22 milhões, e Mustafá Contursi, com R$ 5 milhões. Tirone registrou R$ 9 milhões positivos ao longo de sua gestão. ”
Tomara apareça um russo, ou árabe, ou chinês ou indiano para comprar o nosso Depto de Futebol, nos moldes do Chelsea, e Inter de Milão, só assim para sairmos do buraco.
Pois se depender dos conselheiros e frequentadores das alamedas, estaremos perdidos…

Tirone deixou no azul R$22 mi, olha aí Paulo Mendigo siga o exemplo!

Luiz, será que foi a premiação pela conquista da CdB ou tb o adiantamento das cotas. alguém dos colunistas 3VV poderiam nos ajudar nesta informação. abs

Teve um lançamento de entrada de patrimônio que estava com a WTorre até a finalização das obras dos prédios administrativos. Se a WTorre entregar a arena esse ano o Nobre também fechará no Azul!! Aí podemos comemorar, somos um time que fecha o balancete no azul, isso é o que importa, título é balela!!!

Alguém saberia me dizer como é o dia-dia nos treinamentos?….o Eguren (titular da sua seleção) e o França não jogam mais que o Josimar?….será que o Diogo não é mais efetivo que o “promissor” Leandro?….o Marcelo Oliveira não pode assumir a lateral esquerda, colocando o Wellington na zaga ao lado do Lúcio(seguro com a bola nos pés, mas sem velocidade)…..Serginho? Marquinhos Gabriel?….tá difícil!!!! Precisamos de um lateral direito urgente.
O ataque fez 2 gols, nos tirando a Kardec dependencia…..o Bruno precisa respirar outros ares. É pé frio demais….Bruno, obrigado pelo carinho, você é um cara legal, mas por favor, siga sua vida em outro lugar!!!
O Arce poderia ser uma boa opção para substituir o Gênio Kleina…só não me venham falar em Luxapoker…..com esse elenco, dúvido que ele trabalhe.
Grande abraço aos amigos Palestrinos…..fico na torcida para que o Universo conspire a nosso favor!!!

Prefiro o Luxapoker, grande….. pelo menos ele não tem medo de fazer o time jogar.. vc viu algum PALMEIRAS jogar mal nas mãos dele??? tenho ctz que ele não escalaria esses perebas josimar, juninho, oliveira, tiago alves…. Precisamos de um técnico urgente!

Vendo as entrevistas do GK-60% após o jogo, notadamente ele faz uma leitura correta do jogo, mas a sua escalação e as substituições não acompanham seu raciocinio, ele escalou quem não devia e demorou uma eternidade pra alterar. Depois da derrota para o Ituano e com a saída do Kardec da forma como foi, o time ta perdido e ele não consegue reencotrar o caminho. Se ele continuar no comando tem que fazer experiências com a base, improvisar jogadores, a solução pode estar mais perto do que ele imagina.

Presidente Fraco+tecnico fraco+goleiro fraco ,o caminho da segunda divisão tà de vento em popa,
Nos resta começar a segunda em 2015 ,com novo presidente,esperando que o novo ouça a torcida algum as vezes,è muito esquisito um time como o Palmeiras tenha um Gestor que não faz nada que agrade a torcida,fica com goleiro que a torcida odeia,mantem um tecnico que não disse porque veio a 2 anos,sò contrata pereba,o ultimo è Josimar,coneça a Serie A,com time pior que a serie B.O que serà que pensa nosso Presidente???????

amigo, como citou o nosso amigo Eduardo, no post anterior, o nosso presida não vai ser refém de nada, e ele disse que não da a minima de ser um presida não populista…então o que esperar de um cara desses…abs

Alguém sabe explicar como a gestão do Belluzzo adiantou 77% de receitas futuras e mesmo assim deixou um rombo de R$ 154,00 milhões?

Não sei explicar, mas que ele fez o que achava certo para o time ser campeão isso fez. Tanto que lutamos pelo titulo, se Muricy e o elenco com Cleiton Xavier, Diego Souza, Keirisson, Pierre, não fizeram o esperado houve outros erros, mas não faltou vontade de ser campeão.
Agora o Nobre/Mustafá ter como objetivo maior fechar no Azul, isso que se diz palmeirense. Acho que não podemos ir nem tanto ao céu nem tanto ao inferno, pois economizar como essa gestão é passar vergonha na certa, gastar demais não é garantia de sucesso, é preciso cortar os gastos desnecessários e investir no que é preciso, no futebol. Vide, Atlético-MG, Cruzeiro, Inter.

Acho que o pessoal daqui não vai saber a resposta pois estavam com o Belluzzo, porém não tinha acesso as finanças do clube. Mas com essa afirmação temos certeza que o Belluzzo não é a solução do Palmeiras. A verdade é que ninguém sabe o verdadeiro valor do rombo em que o palmeiras se encontra. A conta está sobrando pro Nobre pagar. Por isso que não condeno, pois aqui de fora todos tem soluções quero ver lá dentro.

Conta-se como dívidas receitas adiantadas. Na época não faziam essa consideração mas o Mustafá insistiu que isso fosse feito e contasse como dívida.

E ainda pedem pra turma desse sujeito voltar. Nós estamos é lascados, pq cada grupo ali é um pior que o outro!

Do mesmo jeito que o Vinicius foi embora, espero que o Bruno vá… para nunca mais voltar.

O presidente ditador e egocêntrico já mostrou toda a preocupação em não parecer populista. Quanto mais houver de clamor por atitudes e mudanças, menos ele fará ou mudará.

Prass se machucou porque desde o inicio do campeonato paulista ´é o jogador mais exigido da
equipe. Aquele que mais trabalha e que nos salvou várias vezes de derrotas vexatórias para times
ridículos. Lembrem-se que isso também aconteceu com Marcos que por várias vezes devido a ou
tros elencos ruins que teve o Palmeiras nos ultimos tinha que se matar em campo e vivia sempre machucado..

Os comentários estão desativados.