Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 24-05-2014: Gareca impressiona cúpula com simpatia e vontade de entender Palmeiras ❘ UOL ESPORTE

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Gareca impressiona cúpula com simpatia e vontade de entender Palmeiras

Ricardo Gareca deixou uma ótima impressão na diretoria do Palmeiras nos dois primeiros dias em que esteve como funcionário do clube. O argentino não poupou esforços para se comunicar com cada um que trabalha na Academia de Futebol, desde o funcionário do gramado até os assessores de imprensa. Esteve, inclusive, reunido com sócios-torcedores premiados para um evento especial.

Na sexta-feira, não esteve no gramado, participou de várias reuniões e encontros no Centro de Treinamento, trocou ideias com dirigentes e impressionou pela simpatia e pelo esforço de conhecer a história palmeirense.

No dia em que assinou o contrato, ele já havia dado uma volta nas instalações palmeirenses e bateu papo com alguns jogadores que por ali estavam, os que não foram relacionados para o jogo diante do Figueirense.

Depois de se apresentar à imprensa, deixou a cargo de seu preparador físico, Nestor Bonilla, acompanhar o treino. Nada além de uma observação à distância e algumas conversas com a nutricionista e com os auxiliares da preparação física. Como manda o protocolo de Gareca, com muita calma.

Tudo porque a comissão técnica não quer ter pressa. Por dois motivos. Vai se adaptar ao estilo de futebol brasileiro e ao jeito de treinar por aqui. O outro: não quer impor alguma mudança brusca que possa estragar o bom ambiente que vem desde os tempos de Gilson Kleina e é mantido até agora.

Até por isso, o treinador pediu um mês para apenas observar a tudo o que o Palmeiras vai fazer nos próximos e tem feito nos últimos jogos. Pisar no gramado só depois da Copa do Mundo, diante do Santos. Comandar, para valer, um treinamento, só depois das pequenas férias que os atletas terão, entre os dias 02 e 13 de junho.

A atitude também deixa clara a confiança que tem em Alberto Valentim, interino que será fundamental no período de transição. Ele tem quatro jogos, com quatro vitórias, sete gols marcados e nenhum sofrido.

Na sua primeira entrevista, Gareca deixou claro que fará de tudo para se adaptar ao Palmeiras. “A história do Palmeiras é muito maior que a minha. Eu vou trabalhar para se adaptar ao Palmeiras e não fazer o Palmeiras se adaptar a mim”, disse ele.

“Eu estou conhecendo tudo o que tem o Palmeiras, lembro de algumas coisas como espectador, da época que eu era jogador e, depois, de quando foi campeão com o Felipão (em 1999). Agora, estou entendendo tudo o que é o Palmeiras. Quando voltar das férias, não vou querer desculpa de nada, já vou conhecer tudo isso daqui”, completou.

Na conversa sobre reforços, Gareca realmente informou comentou sobre Lucas Pratto e Fernanto Tobio. O primeiro dificilmente chegará se nenhum investidor aparecer. O Palmeiras não trabalha com a chance de gastar mais de R$ 10 milhões para contratar o jogador. Já no caso do segundo atleta, há a chance de contratá-lo, porque ele fica sem vínculo no fim de junho. O problema é a concorrência do exterior.

Diego Milito, argentino que ganhou destaque na Internazionale de Milão, está praticamente descartado.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Gareca chega ao Brasil para aprender e diz não trazer nada de novo

Por Yan Resende

Se o torcedor do Palmeiras se animou com a chegada de um comandante estrangeiro, Ricardo Gareca mediu suas palavras ao projetar seu trabalho à frente do Alviverde. No embalo do ótimo desempenho de Diego Simeone no comando do Atlético de Madri, que disputa a final da Liga dos Campeões neste sábado, o argentino foi questionado sobre o diferencial dos treinadores de seu país, mas foi bastante humilde, demonstrando admiração aos companheiros de profissão no Brasil.

“Nós, treinadores argentinos, não temos nenhum segredo. Gosto do futebol brasileiro e admiro Felipão, Muricy Ramalho, Luxemburgo, Tite. Não trago nada novo. Venho querendo triunfar em um futebol tão importante e em uma equipe tão importante como o Palmeiras. Uma equipe grande no Brasil, o maior vencedor nacional”, lembrou o novo comandante alviverde, mostrando respeito à história do clube do Palestra Itália.

Ricardo Gareca utilizou justamente o passado do Palmeiras para falar sobre o que pretende fazer na equipe de Palestra Itália. De acordo com o treinador, é preciso ter respeito ao futebol brasileiro e, principalmente, ao Verdão. Sem esconder a alegria por trabalhar no país, o argentino garante que chega ao Brasil para aprender.

“Vamos nos adaptar ao Palmeiras e não fazer com que o Palmeiras se adapte a nós. A história do Palmeiras é maior do que a minha, então vou tratar de me adaptar ao Palmeiras. Para nós, o futebol brasileiro está acima, muito acima, eu venho aprender no futebol brasileiro. Simplesmente me agrada ganhar, e espero conseguir”, projetou Gareca.

Apesar de todo respeito demonstrado pelo Brasil, o coração argentino bate mais forte ao falar sobre a Copa do Mundo. Sem tentar fazer média, o treinador admite que torcerá pela seleção de seu país, mas vê a equipe de Luiz Felipe Scolari com obrigação de levar o hexacampeonato.

“Sou argentino e torço para a Argentina vencer, mas o Brasil tem a obrigação de ganhar por ser o time da casa. A expectativa é grande da torcida e da imprensa, mas eu torço para a Argentina vencer”, completou o novo comandante alviverde, que vai esperar justamente a Copa do Mundo para assumir o cargo no Palestra Itália.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Gareca usa exemplo do Vélez para ‘formar’ Alberto Valentim no Palmeiras

Por Thiago Ferri e Thiago Salata

Ricardo Gareca espera ter em Alberto Valentim um braço direito dentro da Academia de Futebol. Apresentado na sexta como novo técnico do Palmeiras, o argentino expressou um desejo especial nas primeiras reuniões com a diretoria: “formar” o interino, que está com 100% de aproveitamento e sem gols sofridos em quatro jogos, para ser um futuro treinador.

Ciente que não seria efetivado desde que assumiu, após a queda de Gilson Kleina, Valentim seguirá no comando nos próximos três jogos, contra Chapecoense, Botafogo e Grêmio. Usará a próxima semana para passar informações a Gareca, que estará nos treinos e nos estádios.

Depois do jogo contra o Grêmio, o elenco terá folga entre os dias 2 e 12 de junho. A partir do retorno, Valentim volta a ser auxiliar, ao lado do uruguaio Sergio Santín, que chega com Gareca. Neste período do Mundial estão previstos treinos na Academia e em Atibaia (SP), cronograma feito antes da chegada do novo técnico e que, consequentemente, ainda pode mudar.

Com moral, Gareca é apresentado como técnico do Palmeiras

– Vou falar com o Alberto, é importantíssimo para mim. Ele está fazendo um grande trabalho, muito importante, muito bom. Alberto seguramente estará comigo como auxiliar – afirmou o novo treinador.

Ricardo Gareca ficou cinco anos no Vélez Sarsfield e tinha no então auxiliar José Flores um homem de confiança. Presente nos quatro títulos conquistados de 2009 a 2013, Flores pegou o “bastão” passado por Gareca, que decidiu deixar o clube, e atualmente comanda a equipe. O ex-auxiliar de El Flaco é muito grato ao técnico pelas chances que recebeu em sua comissão. O comandante sempre mostrou ser uma pessoa aberta, e não “fechou a porta” para Flores em momento algum, de acordo com a imprensa argentina.

A meta de Gareca é obter sucesso e ficar mais do que um ano, tempo do contrato, com Valentim ao lado para que este, quem sabe, torne-se um treinador na Academia de Futebol.

Cauteloso no primeiro contato com a imprensa, Gareca repetiu seu desejo de ser campeão no Palmeiras, destacado pelo próprio como o maior vencedor de torneios nacionais. Diz que vai se adaptar ao clube, e não o clube a ele. Famoso na Argentina por apostar em jovens atletas e não precisar de grandes estrelas para fazer times vencedores, o novo palmeirense fez elogios aos brasileiros.

– Não trago nada novo. Tenho lido que vou trazer coisas novas, mas não trago nada que vocês não conheçam. Para mim, o futebol brasileiro está acima. Eu vim aprender sobre futebol brasileiro. A história do Palmeiras é maior que a minha história.

Gareca, junto com Santín e o preparador físico Nestor Bonillo, irá ver vídeos dos últimos jogos do Verdão para análises detalhadas. O presidente Paulo Nobre, inicialmente contrário à contratação de um estrangeiro, acha que o período de treinos durante a Copa do Mundo será fundamental para o novo treinador.

Alberto Valentim terá papel importante nesta transição.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Verdão cresce, se firma e vislumbra liderança com rodada favorável

Por Felipe Zito e Marcelo Hazan

Três derrotas consecutivas e a demissão de Gilson Kleina. O ambiente de crise estava instalado no Palmeiras no último dia 8, após a derrota para o Sampaio Corrêa. Àquela altura sem técnico, capitão principal (Fernando Prass lesionou o cotovelo direito) e com o antigo centroavante titular no rival (Alan Kardec foi para o São Paulo), o futuro não se mostrava promissor. Mas em poucos dias o Verdão deu a volta por cima e agora pode até terminar a sétima rodada do Brasileirão na liderança.

Vencendo a lanterna Chapecoense neste domingo, às 18h30, na Arena Condá, o Palmeiras, quarto colocado (12 pontos), tem chances de virar líder. Para isso, vai precisar de tropeços dos concorrentes Fluminense, Grêmio e Cruzeiro, trio que também jogará fora de casa.

No G-4 e vivendo dias tranquilos, o Verdão teve alguns fatores importantes na reversão da crise para a calmaria. Um deles foi o trabalho do interino Alberto Valentim, responsável por comandar o time em quatro vitórias seguidas (Goiás, Sampaio Corrêa, Vitória e Figueirense). A afirmação do goleiro Fábio (quatro partidas sem ser vazado) e do centroavante Henrique (cinco gols em seis jogos) entre os titulares também contribuiu.

Por fim, a contratação do argentino Ricardo Gareca, nome com grande aprovação entre os torcedores, retomou o bom ambiente no clube.

Agora, a luta alviverde é para manter a equipe entre os líderes do Brasileirão até a paralisação para a Copa do Mundo, período em que o novo treinador assumirá o comando. Depois da Chapecoense, o Palmeiras terá o Botafogo e o Grêmio pela frente. Manter o bom desempenho nas rodadas finais pré-Copa significa garantir tranquilidade para Gareca trabalhar até a estreia no dia 16 de julho, no clássico contra o Santos.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG DO RODRIGO MATTOS ❘ UOL ESPORTE

• Morumbi só terá padrão Fifa com reforma muito mais cara

O projeto de reforma estádio do Morumbi emperrou por conta de resistências da oposição são-paulina e falta de dinheiro. A diretoria do São Paulo classificou o estádio como velho e ultrapassado e não desistiu de modernizá-lo para concorrer com os novos de Corintihans e Palmeiras. Mas, para isso, será necessária uma reforma muito mais cara do que a projetada inicialmente. Essa é a avaliação de arquitetos que atuaram na Copa-2014.

O orçamento da reforma barrada era de R$ 460 milhões, prevendo a cobertura e a montagem de uma arena. Só que todos os arquitetos apontam outras necessidades para de fato modernizar a arena, como melhoria de visibilidade e de acesso de público. Foram esses itens abordados em estádios do Mundial, cujas reformas tiveram orçamentos bem maiores. Também deveria se analisar se a demolição e reconstrução não sairia mais barato.

“O Mineirão era um estádio olímpico em que a torcida ficava muito distante do campo. O Morumbi tem o mesmo ponto. No Mineirão teve que se fazer um rebaixamento de gramado de 3m40cm. Muda toda a conformação da obra”, explicou um dos arquitetos da reforma do estádio mineiro Marcelo Fontes.

O arquiteto admitiu que seria muito mais fácil se fosse um estádio feito do zero, mas afirmou que só os dirigentes do São Paulo podem avaliar se financeiramente isso é melhor. “Tem que levantar o que existe de estrutura”, analisou. A reconstrução do Mineirão saiu por quase R$ 700 milhões. Além do rebaixamento, teve que ser destruída parte das arquibancadas e vários dos acessos para melhorar a saída e entrada do estádio.

Para o arquiteto Sérgio Coelho, que projetou a Arena Pantanal, a modernização do Morumbi com o padrão Fifa deve exigir um valor cima de R$ 600 milhões. Ele se baseia no estudo feito pelo escritório alemão GMP quando o estádio são-paulino ainda era candidato a sede da Copa-2014. Para ele, o clube tem que avaliar se vale à pena a reforma.

“É bastante complicado atingir as mesmas condições da Arena Palestra ou da Arena Corinthians. Tem algo que é bastante complexo que é a evacuação do estádio. Mas a primeira questão é a geometria. Foi projetado em outro tempo então tinha uma distância grande para o gramado, com a pista de atletismo”, observou.

É unânime entre os arquitetos que a pista deveria ser excluída, com o avanço de parte dos anéis em direção ao gramado, o que aproximaria o público do jogo. Isso não estava previsto no recente projeto de reforma do estádio.

“Na Fonte Nova, tivemos que rebaixar o gramado para atender a visibilidade pedida. O Beira-Rio não rebaixou por questões de lençóis freáticos. No Morumbi também havia essa questão. Teria que desviar o córrego e tem que ver se o clube quer arcar com isso”, contou o arquiteto da Fonte Nova Marc Duwe, que ressaltou o fato de ter tido facilidade pelo estádio baiano ter sido demolido e reconstruído.

Outra questão é a realização de shows no local. O projeto do novo Morumbi previa, ai sim, uma arena para eventos que seria explorada por investidores. De fato, se não realizar a reforma, o estádio vai ficar para trás como espaço para grandes shows por problemas para o fluxo de montagem de estruturas. As arenas modernas têm aberturas específicas para esse fim.

“Na Fonte Nova, temos um área Sul para diversos eventos que nem precisam atrapalhar os gramados. Não interfere no futebol”, lembrou Duwe.

Responsável pelo Itaquerão, o arquiteto Aníbal Coutinho não quis falar diretamente sobre o Morumbi por entender que haveria um conflito ético com o projeto do Corinthians. Mas analisou conceitualmente a modernização de arenas velhas.

“A questão é atingir o nível de visibilidade no mínimo 6 ou 7 que é a pedida pela Fifa. Isso é medido levando-se em conta a cabeça do espectador da frente. Também têm que ser consideradas as placas de publicidade que cresceram. Tem que fazer uma parábola para ver se dá. É muito difícil fazer com um estádio muito grande, especialmente de mais de 70 mil pessoas. Quanto maior, mais difícil”, contou o arquiteto da arena corintiana.

“Outra questão é o nível de hospitalidade. Tem que garantir que apesar da inclinação maior pela visibilidade, o espectador fique confortável.”

Independentemente da escolha dos são-paulinos, para chegar ao patamar dos estádios dos rivais, é certo que terá de se gastar muito dinheiro, mais do que pensavam os dirigentes até agora.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Verde ou amarelo

O Palmeiras surfa na onda da Copa: a camisa amarela do time divide as vendas com o uniforme tradicional verde. Nas lojas oficiais do clube, a cada dez camisas vendidas, cinco são similares à da seleção brasileira.

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Guerra da WTorre começou com Tirone

Agora judicial, a disputa entre Palmeiras e WTorre pelo direito de vender os ingressos para os jogos de futebol no novo estádio do clube é anterior à posse de Paulo Nobre como presidente, em janeiro de 2013.

“Isso começou depois que o Walter Torre ofereceu R$ 2 milhões por 160 mil ingressos”, revela Arnaldo Tirone, que presidiu o Palmeiras de janeiro de 2011 até o início de 2013. “Ele sabia que o clube precisava de dinheiro para acertar salários atrasados e pensou em garantir uma carga grande de entradas para os primeiros jogos no estádio”, acrescenta.

Antes de responder, Tirone encomendou um levantamento para descobrir o preço médio do ingresso cobrado nos últimos dois anos e chegou ao valor de R$ 27. “Só que o dono da construtora queria pagar R$ 12,50 por cada ingresso. Então, eu recusei”, emenda Tirone.

Depois disso, a conversa entre Palmeiras e WTorre ficou pouco amistosa. “O Walter passou a cobrar uma parte de bilhetes a que não tem direito. Isso está muito claro no contrato. O Paulo Nobre está certo em não ceder e vai provar isso na Justiça”, completa o ex-presidente.

• Recorde

Desde que foi construída, em 2008, a sala de imprensa do Palmeiras nunca ficou tão cheia quanto nesta sexta-feira (23), para a apresentação de Gareca.

• Duelo de línguas

Paulo Nobre se saiu bem enquanto falou espanhol para apresentar Gareca. Já o novo técnico do Palmeiras mostrou tremenda dificuldade em entender as perguntas dos jornalistas em português.

• Comitiva de peso

Além dos dois auxiliares, Gareca apareceu com, acredite, outros oito argentinos na Academia de Futebol. Havia advogado, agente, amigos…

••

13 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 24-05-2014: Gareca impressiona cúpula com simpatia e vontade de entender Palmeiras ❘ UOL ESPORTE”

Torcida ‘doa’ e difunde #ForaBarcos……….Gol perdido após gol perdido, a paciência da torcida do Grêmio com o centroavante Barcos vai se esvaindo. Depois das duas chances desperdiçadas pelo camisa 9 na derrota para o São Paulo, os gremistas difundiram no Twitter uma hashtag em campanha contra o argentino. O #ForaBarcos ocupou o topo dos Trending Topics da rede social.

O time que em novembro/2013 fez um investimento milionário no Conca, pq sabia que não seria rebaixado…………. está liderando o campeonato. Pena que a torcida do palmeiras use sua força na internet só para reclamar. Com esse potencial e atirando todos na mesma direção poderíamos alcançar muita coisa boa para o Palmeiras.

Vamos todos atirar na duração do mustafa, hehehe! Falando serio Levi , falta alguém com peso e capacidade para ser seguido, tenho convicção que num futuro próximo poderá ser o Criscio, hoje nao temos um líder , nossa cadeira de presidente e ocupada por um fantoche! Na atual oposição temos um Pescarmona e um Frizzo , desanimador !

Marcelo, em Agosto o Palmeiras terá uma das Arenas mais modernas do mundo….com uma estrutura arcaica de poder que beira as capitanias hereditárias…. até do Perin que antes da eleição ninguém sabia quem é… e depois da eleição desapareceu……não se houve mais falar. Ai aparecem os pescamonas e frizzos da vida. E a reforma estatutária….nada.

Numa certa entrevista com o técnico Gareca, o novo treinador do Palmeiras AFIRMOU que o Paulo Nobre PROMETEU REFORÇOS!!!! Paulo Nobre deixe de pensar pequeno e vai atrás de reforços!!!! Deixe de ser fantoche do Mustafá!!!!! MODERATION em: 3, 2, 1, 0….

Paulo Nobre é uma FRAUDE, não é possível termos confiança, neste que rotulado de competente, torna-se uma figura patética perante a configuração necessária para administrar uma marca como a SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, que esta sem patrocinador, e investimentos e investidores!

Acho que quem fez a matéria do UOL chegou ontem lá. Nunca tinha lido uma matéria positiva no UOL a respeito do Palmeiras.

Já eu to achando que o 3vv errou a fonte, nunca que essa matéria positiva saiu de lá… Certeza, mesmo que fosse alguém novo escrevendo os editores não deixariam a matéria passar… ou senão hackearam o site pra colocar lá a materia

Ricardo Gareca me parece boa gente, isto é, simples e objetivo. Acho que ele vai dar personalidade ao time, que está precisando, pois, dá raiva ver os jogadores só jogarem recuado e recuando bola. Precissa mudar essa falta de personalidade e agressividade. Tomara que o Gareca mude isso.

Gareca me passa confiança, parece ser um cara decente e tem um forte currículo. Só que o Playboy tem que parar com novelas e começar a contratar. Não me venha mais com essa de que não tem dinheiro. Compre que a torcida paga.

Eu gostaria mesmo de saber os verdadeiros responsáveis pela vinda do Gareca , nao acredito que foi a 1 opção do playboy, mas e ele quem vai levar os louros! Vejo nosso CEO brunoro levar chumbo de tudo quanto e lado, mas ele só faz aquilo que lhe pagam para fazer, ou já teria sido demitido! Torcer pelo Palmeiras sempre, acreditar no playboy nunca mais!

Os comentários estão desativados.