Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 30-05-2014: Vélez quer reunião com o Palmeiras para negociar Lucas Pratto ❘ LANCENET

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Vélez quer reunião com o Palmeiras para negociar Lucas Pratto

Por Thiago Ferri

As diretorias de Palmeiras e Vélez Sarsfield (ARG) ainda não se encontraram para tratar de Lucas Pratto. A única oferta feita pelo Verdão (e rechaçada) foi entregue via fax. Os argentinos só aceitam vender 100% dos direitos do atacante e até aceitam negociar o valor, mas esperam um contato entre as cúpulas.

– Se o Palmeiras quer o Pratto, tem de comprar 100% dos seus direitos. Nunca tivemos contato direto com a cúpula do Palmeiras.

A outra oferta chegou por um fax. Eles entram em contato, e a partir disto conversaremos – avisou o presidente do Vélez, Miguel Calello.

Pratto já foi muito elogiado pelo técnico Ricardo Gareca, que o comandou no Vélez. Pelo atleta, o Verdão ofertou 2,5 milhões de euros (R$ 7,6 milhões) por 50% de seus direitos. O Vélez, porém, deseja 5 milhões de euros (R$ 15,2 milhões) por 100%. Por este valor, o Alviverde não topa negociar.

O atacante tem 25 anos de idade e contrato até 2016 com o time de Liniers. Ele é visto como possível fonte de renda ao clube argentino, que está mal financeiramente. Por isto, não está descartada uma negociação para tentar até baixar o valor. Depende, porém, do contato alviverde.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

• Com uma semana de Palmeiras, Gareca ainda não conversou com os jogadores

Por Daniel Batista

O técnico Ricardo Gareca chegou ao Brasil na quarta-feira da semana passada. Neste período, o Palmeiras já fez três jogos, contra Figueirense, Chapecoense e Botafogo, mas em nenhum deles teve contato com os jogadores. Até o momento, os atletas conhecem o treinador do mesmo jeito que a torcida: só a distância.

O atacante Henrique admite que o elenco ainda não conversou com o novo treinador. “Ainda não o conhecemos. Ele não teve contato conosco”, disse o jogador, que mesmo à distância, elogia o novo chefe. “Ele tem acompanhado os nossos jogos de perto e vendo vídeos. Quando assumir em definitivo, terá uma posição muito boa para que possa colocar seu trabalho no Palmeiras e que possamos, o mais rápido possível, encaixar para conseguir os resultados”, projetou.

A postura do treinador, em não ter contato com os jogadores, reforça que ele realmente pretende atuar mais como observador até a paralisação para a Copa do que técnico, de fato. A ideia é acompanhar o trabalho de Alberto Valentim e o desempenho dos atletas, sem interferir no dia a dia.

Gareca sequer tem viajado com a equipe. Em dias de jogos, ele viaja ao lado do presidente Paulo Nobre em um avião particular do dirigente, chega ao estádio, assiste ao jogo e já vai embora. Foi assim na vitória contra o Figueirense e nas derrotas para a Chapecoense e Botafogo.

Durante os treinamentos, raramente ele dá as caras. A programação do treinador consiste em viajar no domingo até Caxias do Sul, onde o Palmeiras enfrenta o Grêmio. De lá, ele já parte para a Argentina, onde passará alguns dias com a família e resolvendo pendências particulares e retorna ao Brasil dias antes de começar a Copa do Mundo, assim como o elenco palmeirense.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ ESTADÃO ONLINE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Um mês sem Kardec: Verdão muda, mas atacante segue artilheiro do time

Por Fabricio Crepaldi

O fim da novela Alan Kardec, que mexeu muito com o ambiente do Palmeiras, completou um mês na última quarta-feira. No dia 28 de abril, Paulo Nobre anunciou que o jogador não atuaria mais pela equipe. Desde então, muita coisa mudou no Verdão. Só a permanência de Kardec como artilheiro do time se mantém inalterada.

Dentro de campo, o Alviverde viveu altos e baixos. Perdeu alguns jogos, claramente abatido após o problema com seu então principal jogador. Resultou na queda do técnico Gilson Kleina, após a derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil. Alberto Valentim assumiu interinamente, fez algumas mudanças no time, alterou o esquema para três atacantes e conseguiu quatro vitórias seguidas. Mas agora já são dois resultados negativos consecutivos, e a volta da desconfiança.

Fora das quatro linhas, a principal novidade foi a contratação do argentino Ricardo Gareca para comandar o Verdão, mas ele só assumirá durante a Copa do Mundo e nem sequer contato com os jogadores teve até agora. Também deu tempo de Nobre trocar farpas públicas com Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, pela contratação de Kardec.

A revolta dos torcedores pela perda do atacante ainda não passou – muitos até ameaçaram cancelar o programa de sócio-torcedor por isso. E tem aumentado a pressão no mandatário, que teve dificuldades para deixar o Prudentão, na última quarta, após a derrota para o Botafogo, justamente por conta de um protesto contra ele. A falta de reforços de qualidade também irrita os palmeirenses.

Em meio às várias mudanças em um mês, a artilharia de Alan Kardec no Palmeiras na temporada segue intacta e longe de ser alcançada. Com os dez gols feitos até abril, ele tem o dobro do vice-artilheiro Henrique, outra novidade após a saída do ex-camisa 14.

Aos poucos o Verdão segue a vida sem Alan Kardec. Um mês depois da saída, ele já é passado no clube. Resta melhorar o desempenho em campo para o agora são-paulino ficar para trás em todos os sentidos.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Consolidado na Udinese, lateral relembra falta de apoio à base no Palmeiras

Por Danilo Lavieri

Depois de momentos de incerteza e muitas dificuldades na Europa, Gabriel Silva finalmente se firmou na Udinese. Na temporada 2013/14, o lateral esquerdo disputou 39 partidas e já pode dizer que está entre as primeiras opções na equipe italiana. Mesmo à distância e em bom momento fora do país, o atleta afirmou ao UOL Esporte que ainda acompanha o Palmeiras e lamentou a falta de apoio às categorias de base que vê em sua ex-equipe.

Lembrando nomes como o dos companheiros Vinícius e Luis Felipe, ele recorda tempos de dificuldade ao tentar entrar para os profissionais entre 2009 e 2010 e sugere que esta mudança pode dar novos rumos à equipe de São Paulo.

“Falta, sim, apoio para a base do Palmeiras. Precisa olhar com mais atenção para mudar alguma coisa. São jogadores bons que nascem lá, que tiveram algumas oportunidades e não foram olhados de perto”, disse ele. “Faz tempo que eu não falo com o Luis Felipe, mas a última vez que eu falei ele estava indo para o Benfica. E, agora, ele está aí sem jogar”, lamentou.

Luis Felipe chegou a negociar a renovação com o Palmeiras e, na hora de assinar o contrato, se aproveitou de um erro de grafia para tentar recuar no acerto verbal para conseguir mais vantagens em seu novo vínculo. A briga acabou com vitória palmeirense, e o lateral não recebe mais chances desde então.

Justamente por esses problemas nos bastidores, muito comum no Palmeiras, Gabriel relata que as categorias de base precisam ter uma avaliação diferente dos demais paulistas.

“Se você parar para olhar, vai ver que o Santos é, entre os quatro grandes, o que mais revela. Mas o Palmeiras precisa olhar com mais carinho para isso. Jogar no Palmeiras é diferente do que jogar nos outros times”, completou.

Deixando de lado os problemas palmeirenses envolvendo seus amigos, Gabriel comemora bastante a sequência de jogos na Udinese, apesar de não ter tido tantos bons resultados coletivos durante a temporada.

Ele admite que a equipe precisa melhorar, mas comemora o fato de ter vencido a barreira da adaptação à vida fora do Brasil. A ajuda dos brasileiros no Velho Continente é fundamental para Gabriel, que também relata sempre estar entre conterrâneos nas horas vagas.

“É uma experiência diferente, com outro país, outra cultura. No começo, foi difícil, especialmente quando fui para o Novara (por empréstimo). Eu não sabia falar italiano, foi muito difícil e passei por dificuldades. Mas sempre tive aquilo comigo de vencer na carreira”, relatou.

“Eu saí no momento certo para realizar um sonho. Fiquei seis meses no Novara e tinha um jogador brasileiro que me ajudava muito, fora e dentro de campo. Traduzia tudo, falava o que o técnico queria e foi muito importante. No começo, era difícil ir até no supermercado e para jantar”, recordou.

Por fim, Gabriel diz que, na Itália, precisou amadurecer taticamente e que tem jogado de forma mais “pegada” do que fazia na Academia de Futebol. O que precisa, agora, é vencer o desafio feito por Marcos Assunção, ex-companheiro de Palmeiras.

“Quando eu ia sair, o Assunção chegou para mim e avisou que não ia adiantar ficar um aninho lá e voltar. Ele falou que tinha que fazer que nem ele, de ficar dez anos lá fora. Ele sempre me falou que ia dar vontade de ir embora depois do primeiro ano e não deu outra. Mas vou ficar dez aninhos aqui que nem ele falou”, finalizou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Allianz Parque passa por teste de vibração e tem primeiro grito de gol

Por Fellipe Lucena

O estádio do Palmeiras ainda não foi reaberto, mas já voltou a ser palco de gritos de gol. Em um teste de vibração no setor inferior do Allianz Parque, nesta quinta-feira, 300 dos 1.100 operários contratados pela construtora WTorre simularam a movimentação da torcida, enquanto sensores captavam a movimentação da estrutura. A arena terá 43.603 assentos.

O setor intermediário, onde ficarão os camarotes (incluindo o do ex-goleiro Marcos e o do meia Valdivia), e a arquibancada superior já haviam passado por esse teste com sucesso. Os funcionários foram orientados por um locutor a comemorar um “gol do Brasil” e a se deslocarem de um lado ao outro para que as análises fossem feitas.

As obras estão 90% concluídas. O teste desta quinta praticamente marcou a conclusão da parte estrutural do estádio, e a abertura depende do acabamento, incluindo a instalação de todas as cadeiras (algumas, verdes, já estão em seus devidos lugares) e do gramado, que foi plantado no Rio Grande do Sul e será transportado em rolos a São Paulo. A drenagem está quase pronta, restando somente duas das quatro pontas do espaço em que ficará o campo.

Os mais de 200 refletores já foram instalados, mas ainda precisam ser testados. Cerca de dez lâmpadas foram ligadas no fim desta tarde, comprovando que iluminação não será problema. A cobertura depende da instalação das últimas telhas, que deixarão todos os espectadores protegidos da chuva.

A WTorre garante que as obras estarão concluídas no fim de julho, mas os eventos de abertura, que não estão definidos, serão em agosto. Como trata-se de uma arena multiuso, a ideia é fazer eventos de diversos tipos para inaugurá-la. Entre eles, é claro, está um jogo do Palmeiras. Clube e construtora foram à arbitragem para discutir a divisão de cadeiras, e a solução deverá ocorrer só depois da inauguração.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

• Após perder Kardec, Verdão vai atrás de Aloísio

Por Luciano Trindade

Depois de perder Alan Kardec para o São Paulo, o Palmeiras planeja contratar um ex-jogador do rival para substituir o atacante. Trata-se de Aloísio, que está no Shandong Luneng, da China, desde o início do ano, quando deixou o Morumbi.

Há cerca de um mês, uma pessoa ligada ao Verdão esteve no país para sondar a possibilidade de negociar um empréstimo pelo jogador. Os asiáticos prometeram pensar na proposta, principalmente porque já possuem quatro estrangeiros no elenco — número máximo permitido pelo regulamento. Dessa forma, caso queira se reforçar para a próxima temporada, o Shandong teria de abrir uma vaga no elenco, liberando, assim, um estrangeiro.

Procurada pelo DIÁRIO, a assessoria do jogador confirmou que houve um contato informal de alguém ligado ao Alviverde. Disse, ainda, que Aloísio ficou “honrado por ter sido procurado, principalmente por estar jogando tão longe e por ser um clube como o Palmeiras”.

O Boi Bandido, famoso no São Paulo pelas comemorações acrobáticas nos gols, tem contrato de quatro anos com o clube chinês. No entanto, existe uma cláusula estabelecendo que, no fim do segundo, as partes se reúnam para decidir se mantêm a validade do acordo para os dois anos restantes.

• Salário

É importante ressaltar que Aloísio recebe, atualmente, R$ 20 mil a mais do que os R$ 240 mil mensais que o Verdão havia oferecido a Kardec para renovar. Apesar da diferença, não é difícil de as partes chegarem a um denominador comum. Até porque os chineses estariam dispostos a pagar metade desse valor.

Enquanto isso, Aloísio passa férias no Brasil, após a parada no futebol chinês para a Copa. O jogador deverá ficar no país até o dia 12 de junho.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO VERDÃO ❘ DIÁRIO DE S.PAULO ONLINE

••

35 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 30-05-2014: Vélez quer reunião com o Palmeiras para negociar Lucas Pratto ❘ LANCENET”

Deixem-me fugir um pouco do assuto.
Navegando e procurando noticias confiaveis sobre o Palmeiras encontrei esse texto no blog o Mauro Beting(o palmeirense que menos fala do Palmeiras e mais enaltece os rivais que ja vi). Texto muito bom, merece ser lido: Blog do Mauro Beting

Eu olho os times titulares dos vinte times da série A e não vejo nenhum muito superior ao nosso.
As pessoas têm a tendência de achar o que é dos outros melhores que o que é dela. A tal frase “a grama do vizinho é mais verde que a minha”.
Converso com colegas torcedores de outros times (bambis, gambás, flamengo, Coritiba, inter, grêmio) e não vejo ninguém falar que seu elenco ou time é bom.
E olhando para nosso elenco, um time montado só com o que temos HOJE daria pra brigar na parte de cima da tabela, desde que motivado e bem treinado:
Prass, L. Felipe (Bruno), Lúcio, Wellington e W. Mateus; Renato (M. Oliveira), Wesley, B. César e Valdivia; Henrique e Leandro.
Time reserva: Fábio, Bruno (L. Felipe), zagueiros da base, Victor Luis; M. Oliveira ( Renato), Mendieta, M. Gabriel e Sleep Menezes; Diego e Chico.
Dois laterais, um zagueiro, um volante e um atacante, chegando pra jogar, colocariam nosso time brigando lá em cima.
Pena sabermos que isso dificilmente acontecerá. Desta forma, é torcer pro Gareca achar na própria base esses jogadores.

As contratações que forem feitas não podem se tornar novas novelas.
Não há tempo, ao contrário do que possam pensar, devido à parada da Copa.
Os novos contratados precisam chegar para o período de treinamento e ficar à disposição para o primeiro jogo após a Copa do Mundo.
Vamos ver se desta o pessoal do futebol do Palmeiras tem o mínimo de raciocínio e visão e entenda que não existe o período da Copa como prazo para fechar o elenco.
Será que desta vez a mente iluminada do Sr. Brunoro vai entender e saber que o fator tempo está contra ele e não a favor?

O cara jogou um campeonato inteiro, aí saiu do time faz 1 mês e teria que alguém fazer mais gols que ele nesse período? Ele chegou no bambis e não fez nenhum gol. É crise? Essas matérias não têm sentido.

Lucas Pratto: a velha novela, a manjadissima negociação “me engana que eu gosto” pra amenizar o sofrido dia a dia de nós pobres torcedores otários. Quem, em sã consciência, vai levar a sério mais essa pantomima perpetrada por Burronoro e PN? A direção atual do Palmeiras não tem caixa e pior, não tem imaginação, não tem coragem e não tem moral para contratar um jogador desse nível.
Gareca não conversou com os jogadores: e dá prá conversar? A vontade não é sentar a mão do pé da oreia desses caras? Sabem jogar mas ficam fazendo corpo mole.
Um mês sem AK: quer saber? Não acho que estaria fazendo muita diferença.
Gabriel Silva: sinal dos tempos, talvez o fim de tudo. Quem, a interesse de quem, achou de dar espaço para a manifestação dessa nulidade que um dia enganou a todos nós com a perspectiva de que poderia ser um grande jogador.
Allianz Parque: nossos torcedores que moram em SP, e que naturalmente tem grana pra bancar o preço atual do ingresso, deveriam vibrar assim.
Aloisio ex-bambi (se é que existe ex-bambi): nessa altura do campeonato, boi bandido é dose pra elefante!

nos cinquenta anos que sigo o palestra, nunca desanimei. e olha que já passamos péssimos momentos. muito piores que o atual. Lamento, profundamente estas criticas à atual direção do clube. Não acredito que consigam comparar com as anteriores. Hoje, temos gente honesta e realmente preiocupada com a continuidade do clube. Me dói mais as criticas de dentro de nossa coletividade. As da imprensa pró spfc, ou sccp eu entendo, mas de nossas cores, realmente é inaceitável. Se fosse somente de gente ligada à “oposição”, mesmo sendo de péssimo gosto e de objetivos duvidosos, até entenderia….

Penso que honestidade vem lastreada pelas atitudes (transparência, iniciativa, coragem, sinceridade) em relação à torcida.
Não vi isso quando venderam o Barcos, nem mesmo com o caso do suposto 5º jogador na troca.
Nvi isso quando resolveu brigar com a W.Torre (se as obras estão atrasadas, porque não cobram a multa pelo atraso)
Não vi isso na renovação e na rescisão do contrato do Kleina.
Não vi isso na perda do Kardec.
Não vi isso na contratação e emprestimo do Weldinho, na contratação do Rodolfo (que nunca joga, portanto, não temos como avaliar – se tem qualidades aproveita, se é ruim por que contratou, e pior, porque o mantém,)
Contratações de jovens valores como Bruninho, Tiago Martins (teve uns dois na época que especulavam comprar 2 jogadores do Maringá, que nunca mais se falou nos mesmos)Todas elas sem transparencia, parecem esquemas corruptos com empresários. E o caixa do Palmeiras vai acabando. Aí o Presidente empresta dinheiro seu, que futuramente será cobrado com juros, mas o presidente não acerta patrocinio master, o marketing não traz novas receitas, atrasa-se as obras do estádfio, e não se arrecada nem mesmo com outros eventos,, etc. E o presidente não vem a público e dá satisfações satisfatórias à torcida, apenas lamentações?? Mas ele sabia o que estava para administrar, prometeu transparencia, prometeu voto do sócio torcedor, prometeu sigilo nas negociações (veja o quanto de informação tem vazado ultimamente). Enfim, é uma série de coisas que não se encaixam na postura de pessoas honestas e honradas, a impressão que passa a quem tem um olhar um pouco mais crítico é que esse atual estado de coisas atende aos interesses dos mafiosos de plantão (não somente do mustafá, mas de gente que se alia mutuamente, estando ora na situação, ora na oposição).

Têm que falar p Playboy parar de birra e botar o Luís Felipe p jogar… É o melhor lateral direito do Brasil e vamos perdê-lo…

Complicado discutir elenco do Palmeiras, mas fazendo um esforço e com muuuuita boa vontade, será que seria tão difícil assim melhorar este elenco???sei que tem muitas opiniões e cada um pensa diferente mas, considerando o que temos hoje, seria loucura pensar algo assim:
Time Titular
Goleiro – Prass / LD – contratar / LE – W. Matheus / ZD – Lucio / ZE – Contratar / 1º Vol. – Contratar / 2º Vol. Wesley / Meia – Bruno Cezar / Meia – Valdívia (se ficar e jogar) / Atacante 9 – Contratar / 2º atacante: Leandro

Time Reserva
Goleiro – Fábio/ LD – contratar ou acertar com L. Felipe / LE – Contratar ou subir alguém / ZD – Contratar ou subir alguém/ ZE – Wellington / 1º Vol. – Renato, M. Oliveira ou Eguren / 2º Vol. Mendieta ou Bruninho/ Meia – Bernardo ou M. Gabriel / Meia – Contratar / Atacante 9 – Henrique / 2º atacante: Diogo, Patrick Vieira ou Rodolfo.

No meu ponto de vista, significa contratar pelo menos 4 jogadores para time titular, podendo ser até 6 caso Valdívia e Wesley caim fora, além de ter que subir ou contratar mais 4 jogadores para compor elenco.

Diante deste panorama e vendo a disposição da diretoria em resolver os problemas do elenco, sendo 8 podendo chegar a 10 novos jogadores, penso que o Gareca terá muita dificuldade e nós torcedores…ainda vamos sofrer muito.

Boa tarde. Não queria que tivéssemos perdido o Kardec para os bambis, mas a globo.com também força a barra comparando os gols dele com os do Henrique sendo que ele disputou o campeonato paulista, que além de ser mais fraco do que o brasileiro, ainda teve mais jogos pelo Palmeiras do que o Henrique na lusa. Porque não falam sobre a média de gols dos dois ? Eu respondo: porque aí a média do Henrique é maior né, são 5 gols em 7 jogos, se não me engano. Abraços.

A imprensa devia divulgar a cagada q os bambis fizeram e no fim colocam tudo na nossa conta. Não era nada justificável cobrir a oferta delas. Tinha q ir embora mesmo. Muito dinheiro por um Alan Kardec. Não teríamos nenhum retorno com ele….apenas amenizaríamos o prejuízo, caso pagássemos o mesmo q as meninas pagaram, numa futura venda. Um jogador q não deu certo no Benfica, seria comprado por um Barcelona ou um Real da vida por um caminhão de dinheiro? Pra mim, decisão tão acertada da diretoria qto a da saída do Barcos. Infelizmente o nosso resgate nunca será na velocidade q gostaríamos, porém vem acontecendo dentro de nossas possibilidades. E ao meu ver, se precisamos mirar em algo errado é na nutrição e fisiologia dos jogadores….tem algo ali q compromete a preparação física e fazem os jogadores estourarem sem tanto desgaste.

Inclua também preparação física e departamento médico (principalmente, pois demora demais na recuperação dos atletas, o que já ocorre à muitos anos, e pior, não consolida a recuperação, pois logo voltam a ficar contundidos e afastados).

Vai começar a novela Pratto, mais uma, no Palmeiras. Nosso presidente, também conhecido como “Lesma Man” no ambiente automobilístico promete novidades para depois da copa. De 2018.

Se demorar, o “pratto” vai esfriar !!

(Já o Frizzo, no alto de sua sabedoria, proferiu: “O Palmeiras não é restaurante, para ter “Pratto” !!

Solução para o Palmeiras: Terceirizem a presidência, diretoria e marketing. Tragam o André Sanchez para comandar o verdão e ele vai mostrar como se livrar das múmias que assombram o verdão, principalmente o maldito Mustaphá. Como ele fez com o Dualib. Olha como o Vaidar trabalha, dois gols ilegais contra o Atlético. Esse filme já passou anteriormente. E nós?? Com o playboizinho, o “tesão” do sorrisinho irônico do CEO Brunoro, como tio chico do Feitosa e o grupo de marketing, ganhamos o quê?? Somos feitos de bobos. Nossa arena nunca termina, temos BRUNO, WENDEL, JUNIN HO PAMPERS, FELIPE SONO MENEZES, CAIO MANCHA, MIGUEL, MAZINHO, ERGUREN, VICTORINO PODRE, MENDIETA PARAGUAIO E O NOVO DANIEL CARVALHO. Pobre Gareca vai ficar Careca. Enquanto isso nossa torcida diminui. Ei M ustaphá vai para …… E o pior, o candidato da oposição s deseja o Renato Gaúcho. Fora Dinossauros, Múmias Malditas.

Tenho a informação, vinda de dentro do Figueirense, q o Juninho não joga mais pelo Palmeiras. Vão tentar vende-lo pra Europa nessa janela e se não conseguirem, já tá acertado verbalmente com um time da série A.

E ninguém tem culhões e coragem de tirar a “CAUSA” de todo esse retrocesso do Palmeiras que é o sapo boi. Então pq ficar reclamando, reclamando…. e reclamando em blogs????

Nada a ver com essa última postagem, gostaria apenas de aproveitar a grande visão que o site proporciona pra tirar uma dúvida: Além de mim, mais alguém já pensou na possibilidade desses “empréstimos” feitos pelo nosso honrado presidente possa ser na verdade uma grande “esquentada” de dinheiro? Digo isso porque ninguém fala com muita clareza sobre o assunto, valores, juros que serão cobrados e principalmente a origem de tal verba.
Estou “viajando”???

É, mas o erro maior do último jogo foi contra o Botafogo. Foi anulado um gol legítimo da Odalisca.

Nossa torcida é capaz de imaginar todas as situações possíveis, principalmente se elas forem negativas. Mas não considero isso impossível e, sim, improvável.

PAULO NOBRE !! Um presidente, completamente DESCONECTADO COM A REALIDADE !!!(vide o que aconteceu em Chapecó )…………E Eu que pensava que era só o TIRONE que não tinha NOÇÃO nenhuma !!!!!!!!!!!!!

A torcdia não pode reclamar de sorte e dos juizes. Se estamos com 12 pontos foi pois que fomos beneficiados contra goias e criciuma. Também deram uma mão contra o botafogo, mas o time não fez sua parte.

Outra coisa que a torcida não pode reclamar é a sorte. Graças a Deus que o Flamengo foi antes no tal de Nei Franco, imagine nossa situação agora como poderia ser pior.

Por fim, Aloisio? P.Q.P, vai ser burro no quinto dos inferno. Custa olha para o elenco e ver que precisamos acima de tudo de bons criadores de jogadas. Na cara do gol, o henrique e o tal do bernardo dão conta. RECLAMA DAS FINANÇAS, MAS NÃO SABE ADMINISTRAR.

Caro Dinho, sua justa indignação com o time não serve de motivo para deturpar alguns fatos em relação as arbitragens.
Criciúma – tivemos erros a favor e contra. Você ignora que o Bruno César sofreu penalidade e foi agredido.
Goiás – Lance de interpretação, mas que pela visão que se tem do Palmeiras, interpretação só pode ser contrária.
Botafogo – fomos muito prejudicados com a não marcação e três penalidades e um gol irregular.
Posso entrar em detalhes de cada lance, mas para não escrever um livro, ficam apenas as citações.
É inegável que o time deixou a desejar, que perdeu para bêbado, no caso do Botafogo, mas vamos com mais calma na ânsia de não admitir que se fale de arbitragem.
Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. E lembre-se que o Sérgio Correa voltou para a Comissão de Arbitragem, o mesmo de 2006/2007/2008 e 2012.
Dizer que o Palmeiras foi ajudado nesses três jogos é uma verdadeira piada de mal gosto. Menos!
De inocência e puritanismo, chegam as nossas diretorias!

Os comentários estão desativados.