Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 31-05-2014: Justiça dá dez dias para que Palmeiras pague R$ 6 mi a fiador de Wesley ❘ UOL ESPORTE

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Justiça dá dez dias para que Palmeiras pague R$ 6 mi a fiador de Wesley

Por Danilo Lavieri e Pedro Lopes

A briga judicial que envolve a ida de Wesley para o Palmeiras sofreu uma nova reviravolta: uma decisão da 9ª Vara Cível de São Paulo dá ao clube alviverde o prazo de dez dias, a partir do próximo dia 2 de junho, para que deposite um valor que ultrapassa os R$ 6 milhões, em ação movida pelo presidente do Criciúma, Antenor Angeloni.

Angeloni foi fiador da contratação do volante na gestão de Arnaldo Tirone, e acionou a Justiça por não receber o valor. No final de janeiro, conseguiu congelar as receitas de televisão do Palmeiras – o juiz determinou que a Globo depositasse o que pagaria ao clube diretamente em juízo, em valores até R$ 21 milhões dereais – o valor total dadívida é de R$ 15,3 milhões.

O departamento jurídico alviverde recorreu da decisão, e obteve duas vitórias parciais: primeiro, conseguiu reduzir o valor das receitas bloquedas para 2 milões de euros –  cerca de R$ 6 milhões. Depois, no final de abril, conseguiu liberar a quantia.

Quando obteve a liberação, o Palmeiras teve de volta R$ 4,5 milhões que já tinham sido depositados em juízo – três parcelas de R$ 1,5 milhão cada. A nova decisão determina que esse valor seja devolvido: como já se passou mais um mês, e se aplicam todas as correções monetárias, ultrapassará a marca dos R$ 6 milhões.

A dívida atrapalha os planos da diretoria alviverde – desde que assumiu, o presidente Paulo Nobre vem tendo que se virar para controlar os problemas financeiros, e já repassou ao clube mais de R$ 80 milhões em empréstimos. O problema com Wesley também fez o time paulista desistir de um aporte de R$ 54 milhões que conseguiria para aliviar a dívida.

Mesmo com situação, o Palmeiras não dá sinais de que vá se desfazer do volante. Nesta quarta-feira, o diretor executivo do clube fez questão de afirmar que o jogador não sairá após a Copa, mas fez o alerta de que nenhum atleta do elenco é inegociável.

“Valdivia e Wesley não irão deixar o Palmeiras após a Copa. No Palmeiras não existe jogador inegociável. Se chegar uma proposta boa para o jogador e para o clube, a gente vende. Mas não tem nada definido agora” afirmou, em entrevista à Rede TV.

A assessoria de imprensa do Palmeiras tem a política de não comentar as ações judiciais do clube. A decisão que obriga à devolução dos valores não é definitiva, e pode ser alterada com recurso.

Wesley tem contrato até fevereiro de 2015, o que significa que, a partir de agosto de 2014, ele poderia assinar um pré-contrato com qualquer outro time sem que o Palmeiras receba por isso.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras já apresenta R$ 4 milhões de prejuízo no centenário

Por Thiago Ferri

O Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) aprovou, por unanimidade, as contas de abril apresentadas pelo presidente Paulo Nobre na noite de quinta-feira. O clube apresentou déficit de R$ 100 mil no mês.

O rombo é maior no ano, pois o prejuízo no primeiro quadrimestre é de quase R$ 4 milhões. O clube fechou no vermelho três meses em sequência. Em janeiro, por causa da venda de Henrique para o Napoli (ITA), o Verdão teve superávit de R$ 4 milhões, mas logo depois fechou fevereiro com R$ 6 milhões negativos. A bola de neve apenas aumentou.

Desde que assumiu, o atual presidente adota uma postura de cortar gastos ao máximo para tirar o clube da grave crise financeira que vive. Para piorar a situação, porém, o time não tem um patrocinador master há um ano, e já teme ficar assim até o fim da temporada, em que completa cem anos de existência. Por enquanto, o Verdão tem buscado acordos pontuais para minimizar o problema.

O Verdão ficou perto de acertar com a Caixa Econômica Federal. A ideia era receber R$ 30 milhões por um ano de contrato, mas a empresa reduziu seus investimentos no futebol e recuou quando as conversas já estavam em estágio avançado. O diretor-executivo José Carlos Brunoro afirma que visitou centenas de empresas. A HP chegou a abrir conversas há alguns meses, mas também não avançou.

Ciente da péssima situação financeira do Palmeiras, Nobre já repassou mais de R$ 80 milhões aos cofres do Palestra Itália desde que assumiu a presidência, em janeiro de 2013. O dirigente utiliza do seu prestígio no mercado para tomar empréstimo em seu nome, em condições mais vantajosas que o Verdão, e encaminhar o dinheiro para o clube.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Antes de adeus, Alberto aponta só um jogo ruim como técnico do Verdão

Por William Correia

Alberto Valentim comanda na manhã deste sábado, sem a presença da imprensa, seu último treino como técnico do Palmeiras. Sua despedida no banco será diante do Grêmio, neste domingo, em Caxias do Sul, e crê que passará o bastão para Ricardo Gareca com um desempenho altamente positivo. Na opinião do interino, o time só foi mal em um dos seus seis jogos no comando.

“A única partida que não gostei foi contra a Chapecoense. Não desmerecendo a equipe deles, mas o nosso time sentiu muito a parte física e, em todos os setores, a todo o momento, estivemos sempre abaixo do que vínhamos produzindo. Foi o único jogo abaixo do que espero de uma boa atuação”, analisou.

O jogo que não agradou a Alberto ocorreu no domingo, quando o goleiro Fábio precisou fazer grandes defesas para evitar uma derrota maior do que os 2 a 0 em Chapecó. Até seu outro tropeço no comando, perdendo pelo mesmo placar para o Botafogo na quarta-feira, em Presidente Prudente, não é digno de críticas em sua opinião.

“Contra o Botafogo, fomos melhores, criamos mais chances, tivemos mais posse de bola. Tomamos um gol de bola parada, que é inadmissível para mim porque cobro muito deles e foi uma desatenção nossa. Mas, mesmo com um a menos, ficamos em cima até o fim e o segundo gol deles foi no último lance porque pegaram um rebote quando deixamos só um jogador para fazer o mano a mano”, avaliou.

Antes desses tropeços, Alberto teve um início animador. Assumiu o time quando Gilson Kleina foi demitido deixando o Verdão perto da zona de rebaixamento do Brasileiro e tendo perdido o primeiro jogo da segunda fase da Copa do Brasil para o Sampaio Corrêa. Com o ex-lateral direito no banco, a equipe venceu os maranhenses no Pacaembu para avançar e ganhou de Goiás, Vitória e Figueirense na liga nacional, começando a nona rodada a quatro pontos do líder.

“Demos uma melhorada na classificação no Brasileiro com um início muito bom e o time continua bem após as últimas derrotas. E também passamos de fase na Copa do Brasil. Consegui o que pensávamos: deixar o Palmeiras na melhor condição possível para o Ricardo pegar o time em uma classificação melhor”, exaltou Alberto, que avalia já ter ajudado Kleina treinando quem não era relacionado e se dispõe a fazer o mesmo com Gareca.

A preocupação do interino é não se tornar uma sobra para o argentino. “Desde que fui ser auxiliar no Atlético-PR, em 2012, sempre deixei claro que quero ser treinador e o Omar (Feitosa, gerente de futebol do Palmeiras) já sabia disso quando me trouxe neste ano. Mas sempre tive um ótimo relacionamento com todos os treinadores com quem trabalhei e também terei com o Ricardo. Não quero roubar o lugar de ninguém”, declarou.

“Passei por um período importante como auxiliar no Atlético-PR e aqui e, agora, vivo uma experiência fantástica que está valendo demais, um aprendizado diário. Estou atento a todos ao meu redor para aprender tudo e pegar o máximo dos treinadores para, amanhã, fazer uma grande carreira. Mas não coloco data para ser técnico”, prosseguiu Alberto, que chegou a ser cotado para assumir o Atlético-PR neste ano por conta dos bons resultados no Palmeiras.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• No adeus do comando do Verdão, Alberto Valentim relaciona 20 atletas

O técnico interino do Palmeiras, Alberto Valentim, comandou seu último treino na função na manhã deste sábado, na Academia de Futebol. Ele organizou uma atividade tática, com a equipe que deve iniciar a partida contra o Grêmio, neste domingo, às 16h, em Caxias do Sul. Após a folga durante a Copa, o argentino Ricardo Gareca assumirá o Alviverde.

O trabalho serviu para definir o Verdão sem Wesley, suspenso, e Mendieta, com lesão no tornozelo direito. Ele também fez algumas jogadas de bolas paradas ofensivas e defensivas, e depois os jogadores disputaram um recreativo.

Além da dupla, Valentim não poderá contar com Valdivia e Eguren, nas seleções de Chile e Uruguai, respectivamente, Leandro, na seleção brasileira sub-21, Fernando Prass, com fratura no cotovelo direito, e Bruno César, em recuperação física.

A novidade na lista de relacionados é o volante Bruninho, que fez apenas um jogo pelo Verdão. O goleiro Bruno, que pediu para ser negociado, volta à relação após algumas partidas fora. Já Juninho, que também deve sair, continua fora.

Com tantos desfalques, o Verdão deve ir a campo com Fábio, Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; Bruninho (Josimar), Renato, Felipe Menezes e Marquinhos Gabriel; Diogo e Henrique.

Confira a lista de relacionados:

Goleiros: Bruno e Fábio

Zagueiros: Marcelo Oliveira, Lúcio e Wellington

Laterais: Wendel, William Matheus e Victor Luis

Volantes: Josimar, Renato e Bruninho

Meias: Felipe Menezes, Patrick Vieira, Mazinho, Bernardo e Marquinhos Gabriel

Atacantes: Diogo, Henrique, Rodolfo e Chico

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

16 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 31-05-2014: Justiça dá dez dias para que Palmeiras pague R$ 6 mi a fiador de Wesley ❘ UOL ESPORTE”

Esse rombo do Wesley é um dos negócios mais nebulosos da história do futebol. Jogador comum, bom, mas comum, em qualquer lugar tem um desse. Aí os caras se comprometem a pagar R$ 21 milhões por um contrato de três anos??? Um absurdo! Mas, tudo bem, já era, não adianta chorar, está feito. Tem que pagar rapidinho para não ficar pior e segue o jogo.

E se tornou membro “vitalício do COF”…Marcelo. E vai julgar e votar em todos os balanços do futuro. E isso nõ revolta ninguém na torcida. Até o Bahia processou quem jogou dinheiro pela janela.

E se tornou membro “vitalício do COF”…Marcelo. E vai julgar e votar em todos os balanços do futuro. E isso nõ revolta ninguém na torcida. Até o Bahia processou quem jogou dinheiro pela janela.

São todos da “COSA NOSTRA”, os mesmos mafiosos de plantão.
Não interessa a nenhum deles resolver as questões do Palmeiras, pois do Palmeiras se locupletam, ficando para nós, torcedores, financiarmos os caixas, apaixonados (e tolos) que somos.

Já cansei disso!!
Não financio mais !!!!

Onde está o Luis Felipe? Pelo que consta, ainda tem contrato com o Palmeiras e foi reintegrado. Por que não joga? Quanto ao Wesley, cabe perguntar: Onde está Tirone, Frizzo e o tal Piraci? Foram eles os responsáveis por esta operação desastrosa. Wesley pode até ser um bom jogador, mas R$ 21 milhões? Não, não vale tudo isso e o Palmeiras nunca conseguirá um terço desse valor por ele.

Pior, se não conseguir renovar até o fim de junho, o Palmeiras nõa vai conseguir nem um centavo com o Wesley.

Caso Wesley e deficit nas contas: estamos quebrados, dando tombo na praça e ainda devendo uma baba ao presidente. Enquanto isso, neca de patrocínio master, neca de reestruturação da dívida e neca de alavacar novas receitas. This is the end, beatiful friend…..
Alberto acha que só jogamos mal contra a Chapecoense: o pior cego é aquele que não quer ver.
Lista de relacionados para o jogo com o Grêmio: exército Brancaleone, caravana Rolidei ou o circo dos horrores?

que porcaria de time, será que nas bases do palmeiras não tem ninguém igual a FELIPE MENEZES, WENDEL,, NÃO PRECISA SER MELHOR, BASTA SER IGUAL. A TORCIDA AGRADECERIA SE O TREINADOR TIVESSE ESSE SACO ROXO.

Quem deve tem que pagar, é simples a coisa, ou você é honesto ou é safado. A respeito dessa dívida nosso estimado, querido e amado presidente, antes de pagar 15 milhões pelo lixo do Leandro, deveria como cidadão honesto pagar antes o que a SEP deve, independentemente de quem fez a conta. Continuo com a minha opinião : time e elenco lixo e diretoria lixo, Paulo Pamonha tem que ter seu busto na arena como o pior dos piores presidentes da SEP.

Os comentários estão desativados.