Categorias
Opinião

Opinião: terceirização

Por Vicente Criscio

Uma das discussões em pauta nessa semana sem futebol palmeirense foi a “terceirização” de serviços do clube social.

Para quem está longe, o clube da SE Palmeiras é deficitário desde há muito tempo. Reflexo da incompetência administrativa de antes e durante, reflexo da baixa adimplência e aumento dos custos dos serviços, reflexo de mensalidades historicamente baixas, e finalmente reflexo da decadência do clube social de maneira geral (principalmente na cidade de São Paulo).

Nesse cenário a atual gestão decidiu terceirizar os serviços. Boa iniciativa! Atrasada, mas boa!

Para se ter uma ideia, os restaurantes – que hoje são administrados por um diretor nomeado, conselheiro do grupo Fanfulla – hoje apresentam déficit de R$ 40 mil mensais (dizem). Terceirizando-se os serviços, a empresa contratada promete uma remuneração fixa ao Palmeiras – por exemplo, R$ 10 mil por mês. Ou seja, pro Palmeiras bom negócio não? Deixa de perder 40 e passa a ganhar 10. Para quem fez a oferta, assumindo que é capitalista e está nesse mundo prá ter lucro (não, não é pecado ter lucro no futebol), a aposta é que o custo da operação mais 10 por mês, pode dar lucro.

Simples assim. Inteligente não? Eu acho. Tira da mão de políticos que não têm habilidade para administrar, e passa prá mão de profissionais que apostam na competência para gerar lucro. Claro, agora tem que ver como vai se a implementação. Quem fica, quem sai, e principalmente, quem administra o terceirizado.

Mas, ok, a decisão me parece boa. Pena que demorou. Acredito que essa iniciativa nano fazia parte do plano original, pois se fivesse, não teria demorado 15 meses para implementá-lo. Teria feito no dia mais 1 de sua posse, dado que tínhamos um clube sangrando em caixa, sem receitas e com grandes dívidas.

Ou pode ser que não tivessem planejado. Pode ser que apostassem na gestão “amadora” eficiente. E pode ser que tinham compromissos de cargos de diretoria com quem os apoiou violentamente. Vai saber…

Mas isso neste momento não importa. Como dizíamos, antes tarde do que mais tarde. E viva a terceirização.

Mas em minha opinião essa é a Novalgina do paciente com febre. Melhora, mas não cura. Só vai curar quando o Presidente da SE Palmeiras Futebol (aquela que interessa) tiver esse negócio completamente separado do Clube Social Palmeiras (condomínio). Aï sim, o clube, pode ter diretor de restaurante, diretor de bocha, diretor de piscinas, de tênis, etc. E como condomínio pode escolher quantos conselheiros vitalícios quer ter, por quanto tempo, e em qual modelo.

O Palmeiras futebol, aquele que é a razão de ser deste clube, tem que ter um Presidente que não seja o administrador nem do futebol nem do clube. Que seja o Presidente do Conselho do Futebol (nomeado democraticamente e com profissionais de mercado). Esse Palmeiras futebol tem que ter contas, CNPJ e gestão separadas. Tem que ter gestores profissionais, com metas, deveres e direitos, e com isso um sistema de gestão (a tal Governança) que permita que um CEO (que hoje só existe no imaginário de alguns) possa assinar um contrato com um jogador, possa honrar sua palavra no momento da negociação, possa efetivamente agir como um Chief Executive Officer.

A tal terceirização pode ajudar o caixa palmeirense no curto prazo. Mas não resolve o problema central: ainda somos geridos por políticos e isso – pelo andar da carruagem verde e branca – vai continuar por muito tempo.

***

O curioso é o seguinte: guardadas as devidas proporções, terceirizar o restaurante é conceitualmente a mesma coisa que terceirizar o estádio.  Mundos e volumes diferentes, mas é a mesma coisa.

Alguém pagará R$ 10 mil por mês  (se o valor for esse mesmo, estou usando um número hipotético) e o Palmeiras não se preocupará com a operação. Bom negócio não?

Mas esperem: e se amanhã o Palmeiras quiser fazer um programa sócio-almoçador e cobrar uma mensalidade do sujeito que vai todo fim de semana almoçar no clube em troca de descontos? E quiser ter mesas guardadas para seu sócio-almoçador? Afinal, quem sabe um dia esse sócio-almoçador vai votar prá Presidente, aí pode ser que eles reconheçam a forcinha…

Mas espera: o capitalista – que até o último capítulo era do bem, e parceiro – visa lucros (malditos capitalistas!). E estimou seu lucro com 100 mesas e não 80. Ih… não ficou claro? Sabe-se lá. Mas na cabeça do capitalista ele pretende investir duas, três vezes os atuais ativos do restaurante e com isso mostrar que o antigo restaurante – aconchegante, charmoso, bacaninha – vai  passas a ser o mais moderno restaurante da Pompeia e Perdizes, atraindo clientes para eventos, reuniões de negócios, e até mesmo – quem diria – almoçar e jantar?

Será que nesse momento alguém vai levantar o dedilho e dizer: “espera, 10 mil reais é pouco pelo restaurante”. Ou então, queremos mesas para garantir espaço ao “sócio-almoçador-votador”.

Pois é, guardadas as devidas proporções, o conceito é o mesmo: do restaurante terceirizado, das lojas da Meltex terceirizadas, do estádio terceirizado. É um negócio. Quando se monta o modelo, tudo parece uma aposta de risco. Depois quando as coisas começam a ficar claras, percebem-se detalhes da negociação.

Vale rasgar o contrato?

***

estacionamento-flu-x-italiaE enquanto brigamos com os “parceiros” do nosso estádio, o Fluminense – pois é, o Fluminense – vai jogar com a seleção italiana em Volta Redonda. R$ 50,00 contos o estacionamento.

Na boa, conheço amigos palestrinos que há 10 anos pensavam nesse momento. Nem Copa do Mundo havíamos definido.

O que fizemos de tão errado para merecermos tamanho castigo?

***

E o futebol? Acho que Gareca – pelos sinais – vai trazer bons resultados.

Primeiro porque pelas primeiras informações conhece do negócio. Segundo que já indicou e está conseguindo alguns bons jogadores (Tobio era dado como certo nesse sábado). Terceiro porque parece que sabe trabalhar na escassez.

Vai montar um bom time. Precisará de elenco – reforços – para disputar esse outro campeonato que vai começar na próxima metade de julho. Se receber reforços teremos condições de brigar por Libertadores.

Mas tem que vir reforços.

***

O agora desestruturado 3VV continua sua jornada de trocar as turbinas com o avião em movimento. Estamos passando por muitos ajustes, colunas que estão em mudança, colunistas precisando tocar a vida, e promessas de novo conteúdo.

Uma hora acertamos. Mas por enquanto, pedimos paciência. E concordando ou não, fiquem conosco. Mas se é prá discordar, discordem de forma elegante. Senão para na moderação. E aí não adianta reclamar.

Saudações Alviverdes!

50 respostas em “Opinião: terceirização”

Para começar a mudar o negócio, desvincula o social do futebol e profissionaliza o último, assim as coisa vão melhorar sem a influência dos conselheiros vitalicios, que só pensam no próprio umbigo e nunca no futebol e grandeza do Palmeiras!

Perfeito ALDO. Concordo em genero , numero e grau. Vc foi no ponto nevralgico do nosso clube. Assino e reconheço firma. E, antes de fechar o clube social poderiamos pegar o mustafa e o elenco de geriatras que vagam qual alma penada pelo clube e envia-los a um SPA ESPECIAL. Sem direito a visitas e muito menos saida. AVANTI PALMEIRAS…..

Concordo, Paulo Francesquini,

Em nenhum momento quis apagar a história de italianos no clube. O fato de eu ser indiferente em relação a eles não quer dizer que tenho algo pessoal contra eles. Só foquei em pensar adiante, e não ficarmos ao passado como querem muitos… principalmente, na politica do clube, onde eles são esmagadora maioria, e passam de avô pra bisnetos… tratando o clube como uma pizzaria da Mooca, e a nau esta’ em decadência há décadas. E vou além… gostaria que o Palmeiras (time de futebol) virasse empresa, como um capital na bolsa de valores…e quem sabe algum bilionário árabe não comprasse… assim como e’ na Inglaterra, França. E sobre o clube social… por mim, pode fechar, pois, aquilo só da’ prejuízos e serve pra juntar grupinho políticos de italianos pra fazerem conchavos, e assim, levar vantagens pessoais no clube.

“Em 2014, tetraplégico vai dar o pontapé inicial da Copa do Mundo usando um exoesqueleto”, promete neurocientista………………..O brasileiro Miguel Nicolelis, diretor do laboratório de neuroengenharia da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, trabalha na criação de uma veste robótica para transformar sinais cerebrais em movimentos…………. para quem não sabe o grande dr. Nicolelis é um palmeirense fanático….só dá entrevista usando alguma coisa do Palmeiras. Esse é um que devemos ter orgulho. Parabéns Doutor!!!

ALDO LONDRES- Concordo parcialmente com seus comentarios. O ponto crucial que vc aborda é quanto ao desapego de time de colonia. Realmente não cabe mais. Hj somos a S.E.PALMEIRAS clube que tem torcedores de todas as colonias e origens presentes no Brasil e fora dele. E assim sendo não da para ficar sentado em cima de coisas do passado (embora importantes e que não podem ser esquecidas) sem nos preocuparmos com o presente e o futuro de um clube grande.( precisa voltar a ser grande dentro do campo… e na gestão idem). Agora vc dizer que tem mais nordestinos torcendo pro PALMEIRAS do que descendentes de italianos ai ja é demais. Temos sim e ainda bem grande torcida de nordestinos residentes na capital e fora dela. Mas espalhados por esse pais, no interior de SP, do Parana, Santa Catarina e na capital nossa esmagadora torcida é de descendentes de italianos sim. Temos que olhar para frente sem esquecer nossas origens. Esse jargão é conhecido e continua valendo..”Povo sem memoria é povo sem HISTORIA”. Nos, S.E.PALMEIRAS temos MEMORIA E HISTORIA. E ambas passam pela COLONIA ITALIANA. Por isso merece todo respeito os “oriundi” e seus descendentes. E essa de dizer de que não tem nada contra mas nada a favor da colonia italiana soa aos meus ouvidos de forma estranha. Eu não estou nem ai com os gambas, bambis, sardinhas, flamerda, cbflum e outros que tais. Mas eu estou MUITO AI com a COLONIA ITALIANA, com orgulho e respeito. Aqui não tem nenhuma critica a sua posição e sim uma visão de quem tem os quatro avos italianos e que eram todos PALESTRINOS. Hj os seus descendentes são PALMEIRENSES………

Curioso, em um clube pequeno que frequentava a oposição enfrentou por quase 10 anos os “mesmos de sempre” para tira-los do comando, estavam falindo o clube. Em 6 anos de administração diminuíram o passivo consideravelmente, terceirizaram diversos setores como restaurante e lanchonetes, além de academia e algumas aulas, o caminho é esse senhores. Curioso era que o salão de baile (sempre lotado) dava prejuízo, descobriram que era locado a um preço fixo ordinário e todas despesas “a cargo” do Clube, só ai houve a época alteração de prejuízo de 3k/mensais para lucro de 20k/mensais em UMA operação… Imagina no Palmeiras.

Olha, impressionante ter que assistir a Itália jogar no Brasil contra o STJD-RJ num estádio vagabundo (do Volta Redonda!) e ainda ter que engolir na transmissão os cariocas do Sportv falando que a Itália quis jogar com o STJD-RJ “por causa das cores do Fluminense que são iguais as da Itália.
Caramba! Precisa lembrar ao Gregoraci, nosso “Gênio” do marketing, que estamos comemorando o centenário de um clube chamado Palestra ITÁLIA, na cidade com a maior colônia de italianos do Brasil? Custava ter procurado a Fiat, que também é patrocinadora da Itália e ter proposto um amistoso com patrocínio da Fiat na nossa camisa com a Cruz de Savóia? Imaginem o quanto de visibilidade para a marca Palmeiras, fora a arrecadação que um amistoso desse daria num Pacaembú? Tudo bem, se não fosse possível o amistoso, será que não dava pra pelo menos levar uma camisa do palmeiras com a cruz de Savóia para o Balotelli ou o Césare Prandelli na concentração da Itália no Rio?
Poxa, o gerente de marketing ganha 100 mil por mês para agendar torneio contra o Juventus da Móoca na Rua Javari, como ação do Centenário? Vão todos pro inferno, cambada de diretores que estão apequenando o Palmeiras no centenário! Isso sim é pensar minúsculo!

Vicente, novamente excelente coluna e tema! Eu gostaria de saber quantos clubes são realmentes separados social do futebol. Hoje falta um presidente “saco roxo” que possa entrar lá e bater de frente com a política cancerígena palestrina. Todos de fralda geriátrica e querendo por os dedos no rumo da SEP…. é contigo, Vicente… segue o jogo!

Que tal terceirizarmos nossa diretoria? Se a questão é que os terceirizados funcionam, quem sabe uma diretoria terceirizada funcione.

Bravo, Criscio, bravo! Mas o problema é o mesmo desde sempre: como se não bastasse ser quase impossível encontrar alguém com coragem para amarrar esses guizos no pescoço do gato, pergunta-se quem, de fato, tem interessa em mudar esse estado de coisas? Daí o desespero de nós, pobres torcedores…..

A separação do clube social do futebol será benéfico para as “duas” instituições. Com o futebol independente, será fundamental montar o estatuto/objeto social como uma Sociedade Anônima com fins lucrativos. Temos que acabar com esse negócio que só a paixão move o clube. Administrar o clube como um negócio, com respeito às finanças, com transparência e seguindo as boas práticas de mercado só vai fazer a marca Palmeiras crescer e se tornar mais forte. Quem sabe, o Palmeiras não será o primeiro clube a ter ações na bolsa de valores? Quanto ao clube social, esse deve permanecer como entidade sem fins lucrativos mas deve zelar pelas finanças e pelo bem-estar dos associados. Ter serviços (mesmo que terceirizados) de qualidade é o mínimo que deve-se esperar. Sds!

Acho que o Tóbio tem os dentes bonitos, por isso que o Vaidar queria contratá-lo. E o Pratto, o lateral direito e mais um meio de campo??? Acorda Brunoro.

Terceirizem o Mustaphá Maldito, assim nossos problemas terminam. E o Vaidar hein, queria atravessar nosso negócio novamente. Acho q

O que está acontecendo com o 3vv?
Presidamos de todas as linhas ativas na mídia palestrina

Sobre essa choradeira pra fazer um amistoso com a Itália… tirando o fato do Centenário, onde éramos Palestra Itália, não ligo muito não, e se fizessem contra a Inglaterra, Espanha ou Alemanha, seria bom tbm. E só comprovou aquilo que eu havia dito anos atrás a respeito dessa babaçao de ovos pra times italianos, pois, eles estão CAGANDO pro Palmeiras. Eu posso afirmar com certeza, pois, vivi na Itália por 4 anos, e lá eles pouco conhecem o Palmeiras. Lembro-me de quando o Adriano Imperador estava na Inter Milao e o Palmeiras se interessou, mas, o italiano Inter mandou ele pros Bambis. A mesma coisa com o R10…que o italiano Milan mandou pro Flajuto. Palmeiras pra crescer precisa de desapegar do rótulo de time de colônia. Valeu, ficou pra história!! Foi legal há 60 anos… mas, o mundo e o Brasil mudaram, o Palestra virou Palmeiras, o antigo Palestra virou Allianz Parque… e só aumentou a torcida pq se abrasileirou, pois, desde 1942 viramos Palmeiras, time brasileiro da rua Turiassu – S.Paulo. E essa sina de clube-colônia só nos prejudica, pois, sempre seremos perseguidos por isso. E 80% da nossa torcida NÃO SÃO oriundos de italianos… e se bobear, tem mais descendentes italianos torcendo pra gambás e bambis, do que pro Palmeiras. Sem falar no RJ (Florminense), Marias Mineiras, e todos os times do Sul do País, onde tem “italianos” não Palmeirenses. Estou pra dizer que temos mais nordestinos torcendo pro Palmeiras do que os descendentes italianos. Antes que venham me criticar, devo dizer que ao tenho nada contra italianos ou descendentes, mas, tbm não tenho nada a favor. E sou indiferente em relação ao amistoso na Allianz Parque, e gostaria que fosse um time de ponta… italiano, inglês, alemão, espanhol… pois, pra mim não muda nada, e tenho certeza que pra 80% tbm não.

Sobre produtos licenciados quero falar sobre a Braziline que tinha a licença do Palmeiras faz 8 anos,a grande vantagem é que você encontrava em qualquer loja do Brasil,enquanto que a Meltex somente se encontra em lojas físicas,para quem mora no interior tem dificuldade em comprar,a opção é
comprar da Adidas ou camisas piratas que fazem a festa no interior.

Gostaria de ver aqui nesse espaço um comentário e análise sobre o relatório que circulou essa semana detalhando o balanço 2013 do Palmeiras. Vêem melhoras? Pontos positivos e negativos? O que está andando bem e o que precisa ser melhorado? etc

Vicente, vc é muito antenado, um administrador inteligente e que pensa no futuro. Seu trabalho e suas ideias sendo colocadas em prática no Palmeiras, certamente teríamos um dos maiores clubes do mundo, facilmente figurando entre os 5 primeiros mundiais. Penas que muitos (a maioria) dos atuais dirigentes situacionistas, de repente até oposicionistas (políticos profissionais que se opõe apenas para também mamar no poder), não queiram isso implantado e posto em prática dentro do Palmeiras.

Luiz obrigado pelas palavras. Sem falsa modéstia, não é tanto assim. Mas conheço alguns palestrinos que compartilham do mesmo pensamento que eu. Não estão interessados em “poder pelo poder” e não se importariam em trabalhar dois anos para plantar as sementes, mesmo que isso custasse uma potencial reeleição. O problema no Palmeiras é que todos – e eu digo TODOS – que entram lá se encantam com o glamour e o poder. Não querem largar o osso. Por isso que eu repudio esse modelo atual, de políticos carreiristas que ficam fazendo as contas sobre quando poderão se candidatar a presidente ou vice-presidente. O Palmeiras começará a resolver sua vida quando essa turma sair de lá e entrar alguém que queira quebrar o sistema e mudar. Mudar de verdade. Hoje o que temos é mais do mesmo, com um certo verniz. Abs.

O 3VV tem que continuar e sempre apurando e divulgando os fatos durante o ano. São tempos difíceis, porém, com objetivo de sempre trabalhar e divulgar para os palmeirense em favor da Sociedade Esportiva Palmeiras. PARABÉNS 3VV!!!

O 3VV tem de continuar. Se são tempos mais complicados, que os leitores tenham compreensão e paciência. Grande site!!!

Excelente. Gostei de ver a resposta do Newton tb. Mostrar q alguém desta diretoria lê conteúdo de qualidade sobre o Palmeiras é um alento e dá uma ponta de esperança.
Se ainda for passar por aqui, pelo de Deus, ajude o Gareca a trazer o Denoni de volta. Melhor q todos os volantes atuais do nosso elenco, novo, esforçado.

Até hoje não entendo esse negócio de pagar pau p Itália… Os caras não estão nem aí com o Palmeiras… Eu nunca torci e jamais torcerei para a seleção desse povo preconceituoso e arrogante!

Bela coluna Criscio, PARABÉNS!!! Deveria acontecer o seguinte: IMPLUDA O CLUBE SOCIAL E CONTRUA UM HOTEL DE CINCO ESTRELAS OU UM ESTACIONAMENTO!!! O maledeto clube social só dá prejuízo ao Palmeiras. Toda a verba (ou $$$$$$$) do futebol está sendo desviado pro clube social!!! FATO.

Pra falar a verdade eu iria terceirizar ate o futebol pois o ano em que isto aconteceu junto a Parmalar deu certo, o palmeiras e como uma empresa estatal o é um ótimo patrão e um péssimo administrador.

40 mil MENSAIS!!!! E o presidente fica mendigando trocados pra fechar contratos com jogadores. Mas colocando na balança, foi ponto positivo pra diretoria. Espero eu que a tal terceirização não seja apenas uma manobra “eleitoreira”.

Queria o Palmeiras com aquele time de 1994, 1996 ou de 1999 jogando contra a Itália. Com nosso time atual seríamos humilhados pela Seleção Italiana e, por tabela, motivo de piada para nossos rivais. Ainda bem que não haverá Palmeiras X Itália em 2014!!!

Nao da para terceirizar o Mustafa. Manda o paquiderme para a Ucrania com passagem de ida e sem volta. Eu acho uma boa estrategia a terceirização desde que muito bem pensada. A marca PALMEIRAS é muito forte e bem trabalhada gera receitas interessantes. Em se tratando do clube social eu acho que a TORCIDA DO FUTEBOL ( eu por ex ) ficaria muito feliz com a medida. De qq forma creio que vale tentar. O Tobbio assinou,,,, e o spfw tentou atravessar novamente. É guerra aberta contra os bambis. Clube safado que nos ve como inimigo a ser abatido. De minha parte eu os vejo da mesma forma. SAO INIMIGOS A SEREM ABATIDOS……

Fluminense x Italia em pleno centenario palestrino eh um tapa muito forte na nossa grandeza. Triste.

Sobre restaurante… Deveriam eh terceiruzar, ou vender ou demolir TUDO relacionado ao clube social.

Vida longa ao 3VV

Vicente, e aproveitando o teu excelente post… resumindo, a terceirização quando bem feita e bem planejada, só traz bons resultados. Infelizmente, nem tudo o que planejamos fazer é bem compreendido por todos os outros dentro e fora da SEP. Um abraço

Caro Danilo, só posso lamentar o teu preconceito antecipado. Não tem lógica. Somente traz antipatia sem conhecer nada da pessoa. Abs

Oi Newton, é impossível não pré julgar qualquer um daqueles nomes (desculpe, realmente não o conheço), com algo de útil ou bom ao PALMEIRAS! Esses conselho é desprezível em todos os sentidos, politicamente e profissionalmente em especial! Abraços.

Danilo, vale a mesma resposta que dei ao Mauser. Se vcs querem tirar conclusões a partir de uma notícia da Imprensa, só posso lamentar. Pensei que sera uma discussão saudável, troca de informações. Mas, quando é algo relacionado à Diretoria ou Conselho da SEP, mesmo os que tentam fazer a coisa certa são crucificados antecipadamente. Não perderei mais meu tempo tentando explicar algo que não querem entender. Abraço

Caro Levi, como meu nome foi citado, gostaria que vc esclarecesse o meu papel no citado “Acordo”. Gostaria que vc dissesse em quantas e quais reuniões sobre o assunto eu participei, quantas reuniões com a Meltex e SPR eu estive presente. Talvez vc não saiba, mas eu nunca fui Diretor de Marketing, embora tivéssemos projetos em conjunto, este assunto não pertencia à minha área. Talvez, vc tenha informações que eu não tive. Ou talvez, vc tenha apenas ouvido falar e esteja concluindo apressadamente. De qualquer maneira, procure se informar melhor antes de fazer acusações falsas e infundadas. Abraço

O que tentei mostrar é que os filhos do del Nero e Frizzo estavam envolvidos. E como sempre o único perdedor é o Palmeiras e seus torcedores que sonham apenas em ver o time jogando futebol e estão enojados dessa política interna WIN-LOSE. Ganham os “amantes do clube” e perde a Sociedade Esportiva Palmeiras. Abs.

Pois é Levi. Vc não só acreditou no que leu, mas tbm me colocou em descrédito ao fazer uma conclusão generalizada. Sugiro que vc tome mais cuidado ao citar nomes de pessoas que não conhece. Sempre tentei ajudar a SEP apenas em assuntos que eu compreendo plenamente. Não faço política, não sei e não quero fazer. Abs

Bom se você realmente nunca foi diretor, deveria entrar em contato com o portal IG e pedir a retificação da notícia…….”O acordo foi trabalhado pelos diretores Bruno Frizzo, Rubens Reis, Marco Pollo Del Nero Filho e Newton Jr. A diretora executiva, Valéria Rocha, que também é dona da empresa de marketing Renovare, também participou do fim do processo. Ela, aliás, diz que a Adidas não deve ter problemas com o acordo”…. Informou Portal IG.

Mauser, a questão que eu coloquei foi com relação à generalização. Só porque meu nome saiu na Imprensa, não significa que eu faço parte de algo. Notícia errada ou com interpretação incompleta é normal. Aliás, mais de 50% das notícias são apenas boatos, e eu já fiz questão de falar isso para alguns jornalistas. Se vcs querem se apegar à notícia do iG para tirar conclusões apressadas sobre as pessoas, só posso lamentar. Abs

Caro Newton, voce tem algum parentesco com o Danilo ou eh apenas uma coincidencia de sobrenomes? (pergunat legitime sem qualquer vies ou segunda intencao).

Abraco

Custodio, eu só conheci o Danilo em 2011. Converso com ele de vez em quando. A família dele não faz parte da minha aqui no Brasil. E já conversamos sobre isso, tentando localizar se há algum parentesco lá na Italia. Não conseguimos. Talvez seja o mesmo problema que tenho com sobrenomes parecidos: Slaviero, Olivieri… parecemos ser da mesma família apenas. Conheço outros Lavieri pelo mundo, que não são da minha familia. Abs

Bons Argumentos, faltou apenas citar que a Meltex…. usou o corinthiano. Olivério Júnior ….. ex-assessor de M. Contursi e a influência dele para ganhar a licitação . A outra concorrente era a SPR, da qual o del nero era advogado e na época também a influência do filho Marquinhos que estava na diretoria de Mkt………… ou seja, o Palmeiras é um filão de ouro….O acordo foi trabalhado pelos diretores Bruno Frizzo, Rubens Reis, Marco Pollo Del Nero Filho e Newton Jr.

Os comentários estão desativados.