Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 03-06-2014: Sem patrocínio, diretoria do Verdão se defende: ‘Marketing não está parado’ ❘ LANCENET

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Sem patrocínio, diretoria do Verdão se defende: ‘Marketing não está parado’

A diretoria do Palmeiras diz que está suprindo a ausência de um patrocinador master, que já dura quase 13 meses, com outras ações. Em entrevista coletiva nessa segunda-feira, o presidente Paulo Nobre e o diretor-executivo José Carlos Brunoro defenderam o departamento de marketing no clube, comandado por Marcelo Giannubilo e contestado pela falta de um acordo para peito e costas da camisa.

– O master não é o foco do departamento de marketing de uma maneira geral. Nós temos a TV Palmeiras, a revista oficial… Haverá a internacionalização com esse jogo (amistoso de 30 de julho, contra a Fiorentina, para o qual o clube foi convidado) e o aumento  exponencial do sócio-torcedor. Só com essas ações, atingimos o que seria (o valor de) um patrocínio máster. O marketing não está parado. A camisa do Palmeiras não está no varejo, ela é representativa – disse Brunoro.

Há duas semanas, Nobre admitiu aos membros do COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) que não há perspectiva de acordo. É grande o temor de que o clube encerre a temporada de seu centenário sem patrocinador, apelando apenas a acordos pontuais em determinados jogos.

– Hoje, quem tem apetite para investir acabou deslocando quase tudo para a Copa. Se uma instituição financeira (Caixa) não tivesse entrado no futebol, muitos clubes estariam sem patrocínio master – disse o mandatário alviverde.

A Caixa esteve perto de um acordo com o Verdão, mas recuou. A ideia do clube era receber entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões por um ano de contrato.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Diretoria usa TV Palmeiras e ações com torcida para defender marketing

Por Danilo Lavieri

Muito criticada pela falta de resultados em 2014, especialmente por não conseguir fechar um patrocínio máster há mais de um ano, a diretoria do Palmeiras usou outras ações pontuais que tem feito ao longo dessa gestão para se defender.

Sem ver seu time receber algo que gira em torno na casa dos R$ 25 milhões anuais, que é o valor estimado pelo espaço principal na camisa alviverde, o diretor-executivo, José Carlos Brunoro, citou que o marketing não está parado e trabalha em diferentes vertentes para conseguir alcançar êxito.

“O máster não é o foco de uma situação no marketing. O marketing do Palmeiras é bem moderno e trabalha em três vetores. Primeiro, na estratégia de marca, que é valorizar a marca, onde somos um dos mais atuantes do Brasil, com a TV Palmeiras, uma revista e nosso site. A marca também está internacionalizando e o jogo com a Fiorentina faz parte disso”, explicou Brunoro em evento na Academia de Futebol para confirmar a participação palmeirense na Copa EuroAmericana.

De fato, a TV Palmeiras, hoje, já figura no top 10 mundial e é líder no país. Ainda não há, no entanto, benefícios financeiros ligados diretamente à ação.

“O segundo vetor é o da ação junto à torcida. Estamos com várias ações pelo país, tivemos o aumento do número de sócios-torcedores, por exemplo. Além disso, temos o terceiro vetor, que é a estratégia comercial, que tem o patrocínio máster e vários outros tipos de ação. Só em 2014, com essas ações, já atingimos uma parte do que teríamos em um patrocínio máster. O marketing não está parado. Quando você constrói um prédio, ninguém vê na hora da base, só quer saber do apartamento”, completou.

Paulo Nobre, também presente no evento na segunda-feira, também saiu em defesa de seu departamento de marketing, um dos mais criticados pela oposição e até pela situação. Mustafá Contursi, que faz parte da base de governo de Nobre, é um dos que mais critica os gastos com a profissionalização.

De acordo com Nobre, a entrada da Caixa Econômica Federal foi fundamental para que alguns times não estivessem na mesma situação que o Palmeiras. Ele ainda citou que a Copa do Mundo também dificulta na busca de parceiros.

Vale lembrar que o Palmeiras abriu negociações com a Caixa, chegou a contar até com a ajuda do ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo e do ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

“Se tem alguém ansioso para o patrocínio, sou eu, o presidente. O torcedor Paulo também não vê a hora do patrocínio entrar. O que eu quero ressaltar é que o trabalho de marketing só é enxergado quando o patrocínio é concluído, mas várias outras ações podem ser iguais ou superiores. Como, hoje, estou por trás da informação, consigo enxergar isso. Claro que sinto a falta de um patrocínio, que traz uma grande quantidade de dinheiro, mas vejo o trabalho sendo feito”, completou.

“Se somar todos os trabalhos que já foram feitos, já tivemos mais do que um máster e continuamos trabalhando. Hoje, a Copa do Mundo, que poderia aquecer o mercado, na verdade, tirou o apetite do mercado. Hoje, sem uma instituição financeira (Caixa), muitos clubes estariam sem patrocínio”, finalizou.

Paulo Nobre tem tirado dinheiro do próprio bolso e dado seu nome como aval para outros empréstimos. Atualmente, a quantidade emprestada já chega à casa dos R$ 100 milhões. Mesmo assim, o rombo financeiro não para de aumentar. O Lance! mostrou que, nos quatro meses que já tiveram o balanço aprovado pelo Conselho, o prejuízo chegou a R$ 4 milhões.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Nobre revela elogios de Gareca ao time: “Fica tranquilo, presidente”

Por Vítor Dalseno

Apesar dos resultados pouco animadores nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro – derrotas para Botafogo e Chapecoense e empate contra o Grêmio -, o argentino Ricardo Gareca confia na força do elenco do Palmeiras. Quem garante isso é o presidente Paulo Nobre, que assistiu aos jogos contra Figueirense, Botafogo e Chapecoense na companhia do novo treinador alviverde.

“Durante os jogos, ele me disse: ‘Fica tranquilo, presidente, o time do Palmeiras é muito interessante, muito aplicado e tem jogadores muito disciplinados’. Ele está muito animado para começar a trabalhar, o que, por consequência, deixa-me muito animado”, afirmou Nobre em entrevista coletiva concedida na Academia de Futebol, nesta segunda-feira.

O mandatário do Verdão acredita que a experiência do treinador de 56 anos no futebol será suficiente para que Gareca não enfrente problemas de adaptação ao Brasil.

“Ele está há quase 40 anos militando no futebol, metade como jogador e metade como técnico. Tem experiência suficiente para se adaptar rapidamente. Na primeira conversa que tivemos por telefone, ele quis saber a possibilidade de ter aulas de português para se comunicar com os jogadores, o que mostra o profissionalismo dele”, disse o presidente.

Ricardo Gareca comandará seu primeiro treinamento no próximo dia 16, quando o elenco se reapresenta após as férias de duas semanas. A estreia do novo treinador acontecerá exatamente um mês depois, contra o Santos, na Vila Belmiro, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Bruno quer definir futuro durante a Copa e cogita Série B ou exterior

Por Marcelo Hazan

O goleiro Bruno, do Palmeiras, quer aproveitar o período de paralisação do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo e definir seu futuro. Mesmo com contrato até o fim de 2015, o camisa 1 deseja ser negociado para um time no qual possa ter mais chances. Ele era o reserva imediato de Fernando Prass no Verdão, mas acabou perdendo espaço para Fábio.

– É o momento certo (de definir o futuro), porque teria mais tempo para treinar e entrosar (no novo clube). Mas também não vou apressar nada.

Nesta temporada, Bruno atuou em quatro partidas, sendo a última delas a derrota por 4 a 2 para o Flamengo, dia 4 de maio, no Maracanã. Na ocasião, o goleiro entrou no jogo após Prass sofrer uma lesão no cotovelo direito, aos 43 minutos do primeiro tempo, quando o Verdão vencia por 2 a 1, e acabou sofrendo três gols. Na partida seguinte, diante do Goiás, Fábio foi escalado como titular e, desde então, não saiu mais do time.

 – Não é de agora (que quer sair). Desde o Paulista estou procurando alguma coisa. Acho que será bom sair e jogar, porque o Fábio entrou muito bem e vai ter uma sequência merecida. Será legal jogar em outro clube, na Série A ou na B, não importa, pode ser até fora do país, se pintar algo.

No Palmeiras desde 1997, Bruno chegou a ser emprestado para a Portuguesa em 2011, mas não conseguiu muitas chances. Voltou ao Verdão e, no ano seguinte, conquistou a Copa do Brasil, sendo eleito o melhor goleiro da competição. Na Libertadores de 2013, porém, falhou na eliminação para o Tijuana e passou a ser perseguido por parte da torcida. Mesmo assim, teve seu contrato com o clube renovado ao final do ano passado.

– Ainda não tem nada, mesmo por conta da Copa. Os times devem estar esperando essa parada para remontar o elenco e contratar. Como não tenho empresário, fica mais difícil, mas vai dar tudo certo: se tiver de ficar ou sair, vou atrás do que for melhor.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Agente aguarda reunião, e Tobio se anima com proximidade do Palmeiras

Por Fellipe Lucena

Informado por seu agente sobre o andamento da negociação com o Palmeiras, o zagueiro Fernando Tobio, do Vélez (ARG), já manifestou a amigos sua satisfação com a proximidade do acerto. Indicado por Ricardo Gareca, que o comandou no clube de Liniers, o argentino de 24 anos tem o desejo de reencontrá-lo.

O empresário de Tobio reuniu-se com a diretoria na última sexta-feira,  e segue no Brasil aguardando nova conversa para discutir detalhes finais, o que deve ocorrer ainda nesta semana.

O jogador tem contrato com o Vélez, clube que o revelou, até o dia 30 deste mês e não vai renovar. Irritada, a diretoria argentina exige que Tobio se apresente na  próxima segunda-feira e cumpra o vínculo até o último dia, mas a intenção dele é voltar a trabalhar só em 16 de junho, já no Palmeiras, com quem firmará um contrato válido por quatro anos.

Ao menos três alvos para a próxima janela de transferências estão definidos: além de Tobio, o também argentino Lucas Pratto, atacante do mesmo Vélez, e o paraguaio Jorge Moreira, lateral-direito do Libertad (PAR). O primeiro custa 4,5 milhões de euros (R$ 13,8 milhões), e o segundo 1,5 milhão de dólares (R$ 3,3 milhões).

Paulo Nobre disse nessa segunda-feira que Ricardo Gareca estava brincando quando revelou que a diretoria lhe prometeu reforços, mas está disposto a gastar para atender aos desejos do técnico – contando com a ajuda de investidores, já que o cofre do Palmeiras segue vazio e o prejuízo de 2014 já é de R$ 4 milhões. Pessoas do clube contam que o plano é fazer por volta de quatro contratações “de nível”.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

21 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 03-06-2014: Sem patrocínio, diretoria do Verdão se defende: ‘Marketing não está parado’ ❘ LANCENET”

Só tem uma coisa boa nisso tudo é que a camisa do Verdão fica muito mais linda sem patrocínio. Se eu pudesse bancar pagaria os 25 milhões só pra não ver patrocínio.

Realmente o marketing não está parado. Está se movimentando e muito, só que para trás. Alô Riquinho Nobre e Burronoro, até quando vocês vão ficar perdendo tempo, enrolando a torcida e defendendo o indefensável? E Gareca disse ao presidente pra ficar tranquilo que ele vai dar um jeito no time. Mas é impressionante como gosta de fazer brincadeiras esse argentino, não é? Pobre Bruno, sujeito decente, bom goleiro, palmeirense apaixonado e mais uma vítima da torcida mais cruel do Brasil. E viva, acendam os rojões, o salvador Tobio parece que está chegando. Beleza, mas de graça até eu dou conta de trazer. Quero ver comprar o Pratto.

Rapaz, estava lendo seu comentário, ai quando você falou que o Bruno é bom goleiro, parei. kkkkkkkk

Veja Aguinaldo, eu disse bom goleiro. Bom não é ótimo, mas também não é ruim. Lembre-se que ele foi considerado o melhor goleiro da Copa do Brasil 2012 e muito daquele título foi por mérito dele. Ok, depois oscilou, caiu, falhou em momento decisivo, mas uma coisa é certa: ele não merece esse tratamento de inimigo por parte dessa nossa impiedosa torcida.

Cada dia que passa é uma desculpa… Disseram que existe uma lista de 250 empresas para patrocinar o Palmeiras e que no ano passado as empresas já tinham encerrado o orçamento…agora dizem que as empresas investiram na copa………..Estranho!
Porra, o clube vai inagurar a Arena mais moderna da América Latina e não tem 1 empresa, das 250, interssada em expor a marca em nosso manto????????

As ações que amenizam a falta de patrocínio consistem em deixar de contratar jogadores ou se livrar de alguns….

Será que é muita expectativa esperar que o Tobbio seja contratado?

Para o futebol marketing é TÍTULOS / CONQUISTAS / VITÓRIAS. O resto é a manutenção da marca, realizada com ações no intuito de manter a marca em evidência. O que a diretoria atual faz é F.O.D.E.R com a marca Palmeiras.

Os sócios podem entrar com uma ação na justiça comum exigindo auditoria nas contas do clube????? Alguém poderia explicar se isso é possível?? Imagino que se for possível seria interessante….

Muitas desculpas e pouca atitude! Dois anos sem o “Master” representa por baixo mais de R$ 40 MILHÕES de prejuízo! Numa empresa séria, os “CEOs” estariam na catho online ha tempos!

É uma diretoria tão profissional que os caras não tem linkedin

“Haverá a internacionalização com esse jogo (amistoso de 30 de julho, contra a Fiorentina, para o qual o clube foi convidado)”…………… piada tupiniquim. Sou publicitário e realmente o Marketing deveria e envergonhar de fazer uma afirmação dessas.

As ultimas coisa que podemos esperar dessa gestao sao : respeito ao Palmeiras e vergonha, seria bom se eles tivessem só um
Pouquinho da segunda, em especifico na cara, mas nao tem !

Estão jogando nossa história no ventilador… vai ano, vem ano e as coisas só pioram.

Os comentários estão desativados.